Sei sulla pagina 1di 14

9.º ANO | 1.

º BIMESTRE
Nome: N.º:

Turma: Turno: Data: / / 2019

 LÍNGUA PORTUGUESA 

1.

Na sociologia e na literatura, o brasileiro foi por vezes tratado como cordial e hospitaleiro, mas não é isso
o que acontece nas redes sociais: a democracia racial apregoada por Gilberto Freyre passa ao largo do que
acontece diariamente nas comunidades virtuais do país. Levantamento inédito realizado pelo projeto Comunica
que Muda […] mostra em números a intolerância do internauta tupiniquim. Entre abril e junho, um algoritmo
vasculhou plataformas […] atrás de mensagens e textos sobre temas sensíveis, como racismo, posicionamento
político e homofobia. Foram identificadas 393 284 menções, sendo 84% delas com abordagem negativa, de
exposição do preconceito e da discriminação.
Disponível em: <https://oglobo.globo.com>. Acesso em: 06/12/2017 (adaptado).

Ao abordar a postura do internauta brasileiro mapeada por meio de uma pesquisa em plataformas
virtuais, o texto

a) minimiza o alcance da comunicação digital.


b) refuta ideias preconcebidas sobre o brasileiro.
c) relativiza responsabilidades sobre a noção de respeito.
d) exemplifica conceitos contidos na literatura e na sociologia.
e) expõe a ineficácia dos estudos para alterar tal comportamento.

2.

Aconteceu mais de uma vez: ele me abandonou. Como todos os outros. O quinto. A gente já estava junto
há mais de um ano. Parecia que dessa vez seria para sempre. Mas não: ele desapareceu de repente, sem
deixar rastro. Quando me dei conta, fiquei horas ligando sem parar mas só chamava, chamava, e ninguém
atendia. E então fiz o que precisava ser feito: bloqueei a linha.
A verdade é que nenhum telefone celular me suporta. Já tentei de todas as marcas e operadoras, apenas
para descobrir que eles são todos iguais: na primeira oportunidade, dão no pé. Esse último aproveitou que eu
estava distraído e não desceu do táxi junto comigo. Ou será que ele já tinha pulado do meu bolso no momento
em que eu embarcava no táxi? Tomara que sim. Depois de fazer o que me fez, quero mais é que ele tenha ido
parar na sarjeta. [...] Se ainda fossem embora do jeito que chegaram, tudo bem. [...] Mas já sei o que vou fazer.
No caminho da loja de celulares, vou passar numa papelaria. Pensando bem, nenhuma das minhas agendinhas
de papel jamais me abandonou.
FREIRE. R. Começar de novo. O Estado de S. Paulo. 24/11/2006.

reso_enem_9a_1bi_2019 1 de 14
Nesse fragmento, a fim de atrair a atenção do leitor e de estabelecer um fio condutor de sentido, o autor
utiliza-se de

a) primeira pessoa do singular para imprimir subjetividade ao relato de mais uma desilusão amorosa.
b) ironia para tratar de relação com os celulares na era de produtos altamente descartáveis.
c) frases feitas na apresentação de situações amorosas estereotipadas para construir a ambientação do texto.
d) quebra de expectativa como estratégia argumentativa para ocultar informações.
e) verbos no tempo pretérito para enfatizar uma aproximação com os fatos abordados ao longo do texto.

3.

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
— “Paz no futuro e glória no passado.”
Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.
Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada, Brasil!
Hino Nacional do Brasil. Letra: Joaquim Osório Duque Estrada. Música: Francisco Manuel da Silva (fragmento).

O uso da norma-padrão na letra do Hino Nacional do Brasil é justificado por tratar-se de um(a)

a) reverência de um povo a seu país.


b) gênero solene de característica protocolar.
c) canção concebida sem interferência da oralidade.
d) escrita de uma fase mais antiga da língua portuguesa.
e) artefato cultural respeitado por todo o povo brasileiro.

2 de 14 reso_enem_9a_1bi_2019
4.

Garrafa PET vazia tem valor líquido e certo: reciclada, vira


tecido, madeira sintética ou plástico novo de novo. Separar o
lixo facilita o trabalho dos catadores e aumenta o material
aproveitado, principalmente se você limpar as embalagens por
dentro, retirando toda a sujeira antes de descarta-las. Mude de
atitude. Assim, você ajuda a gerar renda para quem precisa e
poupa recursos naturais.
SEPARE O LIXO E ACERTE NA LATA

FONTE: <www.separeolixo.gov.br>. Acesso em: 04/12/2017 (adaptado).

Nessa campanha, a principal estratégia para convencer o leitor a fazer a reciclagem do lixo é a utilização
da linguagem não verbal como argumento para

a) reaproveitamento de material.
b) facilidade na separação do lixo.
c) melhoria da condição do catador.
d) preservação de recursos naturais.
e) geração de renda para o trabalhador.

reso_enem_9a_1bi_2019 3 de 14
 INGLÊS 

5.

FONTE: <www.flickr.com>. Acesso em: 19/11/2012.

Com base na observação dos aspectos verbo-visuais que constituem esse anúncio, entende-se que ele
busca

a) exaltar o amor de uma pessoa por seu animal de estimação.


b) incentivar a adoção como recurso capaz de salvar animais de estimação.
c) denunciar o alto índice de abandono e de abuso de animais de estimação.
d) estimular a doação de valores para a North Shore Animal League America.
e) informar o número de animais de estimação recentemente sacrificados nos EUA.

4 de 14 reso_enem_9a_1bi_2019
6.

Italian university switches to English

By Sean Coughlan, BBC News education correspondent


16 May 2012 Last updated at 09:49 GMT

Milan is crowded with Italian icons, which makes it even more of a cultural earthquake that one of Italy’s
leading universities — the Politecnico di Milano — is going to switch to the English language. The university
has announced that from 2014 most of its degree courses — including all its graduate courses — will be taught
and assessed entirely in English rather than Italian.
The waters of globalisation are rising around higher education — and the university believes that if it
remains Italian-speaking it risks isolation and will be unable to compete as an international institution. “We
strongly believe our classes should be international classes — and the only way to have international classes
is to use the English language”, says the university’s rector, Giovanni Azzone.
COUGHLAN, S. Disponível em: <www.bbc.co.uk>. Acesso em: 31/07/2012.

As línguas têm um papel importante na comunicação entre pessoas de diferentes culturas. Diante do
movimento de internacionalização no ensino superior, a universidade Politecnico di Milano decidiu

a) elaborar exames em língua inglesa para o ingresso na universidade.


b) ampliar a oferta de vagas na graduação para alunos estrangeiros.
c) investir na divulgação da universidade no mercado internacional.
d) substituir a língua nacional para se inserir no contexto da globalização.
e) estabelecer metas para melhorar a qualidade do ensino de italiano.

 HISTÓRIA 

7.

O coronelismo era fruto de alteração na relação de forças entre os proprietários rurais e o governo, e
significava o fortalecimento do poder do Estado antes que o predomínio do coronel. Nessa concepção, o
coronelismo é, então, um sistema político nacional, com base em barganhas entre o governo e os coronéis. O
coronel tem o controle dos cargos públicos, desde o delegado de polícia até a professora primária. O coronel
hipoteca seu apoio ao governo, sobretudo na forma de voto.
CARVALHO, J. M. Pontos e bordados: escritos de história política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1998 (adaptado).

No contexto da Primeira República no Brasil, as relações políticas descritas baseavam-se na

a) coação das milícias locais.


b) estagnação da dinâmica urbana.
c) valorização do *proselitismo partidário.
d) disseminação de práticas clientelistas.
e) centralização de decisões administrativas.

* proselitismo partidário: participação política ou defesa de ideias.

reso_enem_9a_1bi_2019 5 de 14
8.

Três décadas – de 1884 a 1914 – separam o século XIX – que terminou com a corrida dos países europeus
para a África e com o surgimento dos movimentos de unificação nacional na Europa – do século XX, que
começou com a Primeira Guerra Mundial. É o período do Imperialismo, da quietude estagnante na Europa e
dos acontecimentos empolgantes na Ásia e na África.
ARENDT, H. As origens do totalitarismo. São Paulo Cia. das Letras, 2012.

O processo histórico citado contribuiu para a eclosão da Primeira Grande Guerra na medida em que

a) difundiu as teorias socialistas.


b) acirrou as disputas territoriais.
c) superou as crises econômicas.
d) multiplicou os conflitos religiosos.
e) conteve os sentimentos xenófobos.

 GEOGRAFIA 

9.

No final do século XX e em razão dos avanços da ciência, produziu-se um sistema presidido pelas técnicas
da informação, que passaram a exercer um papel de elo entre as demais, unindo-as e assegurando ao novo
sistema uma presença planetária. Um mercado que utiliza esse sistema de técnicas avançadas resulta nessa
globalização perversa.
SANTOS, M. Por uma outra globalização. Rio de Janeiro: Record, 2008 (adaptado).

Uma consequência para o setor produtivo e outra para o mundo do trabalho advindas das
transformações citadas no texto estão presentes, respectivamente, em

a) eliminação das vantagens locacionais e ampliação da legislação laboral.


b) limitação dos fluxos logísticos e fortalecimento de associações sindicais.
c) diminuição dos investimentos industriais e desvalorização dos postos qualificados.
d) concentração das áreas manufatureiras e redução da jornada semanal.
e) automatização dos processos fabris e aumento dos níveis de desemprego.

6 de 14 reso_enem_9a_1bi_2019
10.

Uma mesma empresa pode ter sua sede administrativa onde os impostos são menores, as unidades de
produção onde os salários são os mais baixos, os capitais onde os juros são os mais altos e seus executivos
vivendo onde a qualidade de vida é mais elevada.
SEVCENKO, N. A corrida para o século XXI: no loop da montanha russa. São Paulo: Companhia das Letras, 2001 (adaptado).

No texto estão apresentadas estratégias empresariais no contexto da globalização. Uma consequência


social derivada dessas estratégias tem sido

a) o crescimento da carga tributária.


b) o aumento da mobilidade ocupacional.
c) a redução da competitividade entre as empresas.
d) o direcionamento das vendas para os mercados regionais.
e) a ampliação do poder de planejamento dos Estados nacionais.

 FILOSOFIA 

11.

A ética não nos interessa pelo fato de nos entregar um código ou um conjunto de leis o qual basta aprender
e cumprir para sermos bons e ficarmos tranquilos conosco mesmos. [...] Não se trata de aprender 10 ou 15
mandamentos nem um ou dois códigos de boa conduta. A ética é a prática de refletir sobre o que vamos fazer
e sobre os motivos pelos quais vamos fazê-lo. [...] Quando chegamos ao semáforo e o guarda está olhando,
de bloco em punho, todos respeitamos a luz vermelha. Quando não há semáforo e alguém está atravessando
a rua, e você, de carro, está com pressa, é aí que você decide se vai parar ou não.
SAVATER, F. Ética urgente. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2014. p. 20 e 30.

Neste trecho retirado de Ética Urgente, Fernando Savater defende a ideia de que

a) a função da ética é delimitar códigos de conduta.


b) ainda há pessoas que não respeitam os sinais de trânsito.
c) cumprir códigos é pressuposto para ser um bom ser humano.
d) há certa urgência em aprender e cumprir códigos de conduta.
e) não basta as pessoas cumprirem com a moralidade aprendida.

reso_enem_9a_1bi_2019 7 de 14
 ARTE 

12. TEXTO I

MUYBRIDGE, E. Cavalo em movimento. Fotografia. Universidade do Texas, Austin, cerca de 1886.


FONTE: <www.utexasaustin.edu>. Acesso em: 31/08/2016 (adaptado).

TEXTO II

GÉRICAULT, T. Corrida de cavalos ou O Derby de 1821 em Epson. Óleo sobre tela, 92 x 123 cm. Museu do Louvre, Paris.
FONTE: <www.louvre.fr>. Acesso em: 31/08/2016.

TEXTO III

A arte pode estar, às vezes, muito mais preparada do que a ciência para captar o devir e a fluidez do
mundo, pois o artista não quer manipular, mas sim “habitar” as coisas. O famoso artista francês Rodin, no seu
livro L’Art (A Arte, 1911), comenta que a técnica de fotografia em série, mostrando todos os momentos do
galope de um cavalo em diversos quadros, apesar de seu grande realismo, não é capaz de capturar o
movimento. O corpo do animal é fotografado em diferentes posições, mas ele não parece estar galopando: “na
imagem científica [fotográfica], o tempo é suspenso bruscamente”.
Para Rodin, um pintor é capaz, em única cena, de nos transmitir a experiência de ver um cavalo de corrida,
e isso porque ele representa o animal em um movimento ambíguo, em que os membros traseiros e dianteiros
parecem estar em instantes diferentes. Rodin diz que essa exposição talvez seja logicamente inconcebível,
mas é paradoxalmente muito mais adequada à maneira como o movimento se dá: “o artista é verdadeiro e a
fotografia mentirosa, pois na realidade o tempo não para”.
FEITOSA, C. Explicando a filosofia com arte. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.

8 de 14 reso_enem_9a_1bi_2019
Observando-se as imagens (textos I e II), o paradoxo apontado por Rodin (texto III) procede e cria uma
maneira original de perceber a relação entre a arte e a técnica, porque o(a)

a) fotografia é realista na captação da sensação do movimento.


b) pintura explora os sentimentos do artista e não tem um caráter científico.
c) fotógrafo faz um estudo sobre os movimentos e consegue captar a essência da sua representação.
d) pintor representa de forma equivocada as patas dos cavalos, confundindo nossa noção de realidade.
e) pintura inverte a lógica comumente aceita de que a fotografia faz um registro objetivo e fidedigno da
realidade.

 EDUCAÇÃO FÍSICA 

13.

É dia de festa na roça. Fogueira posicionada, caipiras arrumados, barraquinhas com quitutes suculentos
e bandeirinhas de todas as cores enfeitando o salão. Mas o ponto mais esperado de toda a festa é sempre a
quadrilha, embalada por música típica e linguajar próprio. Anarriê, alavantú, balancê de damas e tantos outros
termos agitados pelo puxador da quadrilha deixam a festa de São João, comemorada em todo o Brasil, ainda
mais completa.
Embora os festejos juninos sejam uma herança da colonização portuguesa no Brasil, grande parte das
tradições da quadrilha tem origem francesa. E muita gente dança sem saber.
As influências estrangeiras são muitas nas festas dos três santos do mês de junho (Santo Antônio, no dia 13,
e São Pedro, no dia 29, completam o grupo). O “changê de damas” nada mais é do que a troca de damas na dança,
do francês “changer”. O “alavantú”, quando os casais se aproximam e se cumprimentam, também é francês, e vem
de “en avant tous”. Assim também acontece com o “balancê”, que também vem de bailar em francês.
SOARES, L. Disponível em: <http://gazetaonline.globo.com>.
Acesso em: 30/06/2015, às 15h (adaptado).

Ao discorrer sobre a festa de São João e a quadrilha como manifestações da cultura corporal, o texto
privilegia a descrição de

a) movimentos realizados durante a coreografia da dança.


b) personagens presentes nos festejos de São João.
c) vestimentas utilizadas pelos participantes.
d) ritmos existentes na dança da quadrilha.
e) folguedos constituintes do evento.

 BIOLOGIA 

14. Em um experimento, preparou-se um conjunto de plantas por técnica de clonagem a partir de uma
planta original que apresentava folhas verdes. Esse conjunto foi dividido em dois grupos, que foram
tratados de maneira idêntica, com exceção das condições de iluminação, sendo um grupo exposto a
ciclos de iluminação solar natural; e outro, mantido no escuro. Após alguns dias, observou-se que o
grupo exposto à luz apresentava folhas verdes como a planta original e o grupo cultivado no escuro
apresentava folhas amareladas.

reso_enem_9a_1bi_2019 9 de 14
Ao final do experimento, os dois grupos de plantas apresentaram

a) os genótipos e os fenótipos idênticos.


b) os genótipos idênticos e os fenótipos diferentes.
c) diferenças nos genótipos e fenótipos.
d) o mesmo fenótipo e apenas dois genótipos diferentes.
e) o mesmo fenótipo e grande variedade de genótipos.

15. Um fabricante afirma que um produto disponível comercialmente possui DNA vegetal, elemento que
proporcionaria melhor hidratação dos cabelos.
Sobre as características químicas dessa molécula essencial à vida, é correto afirmar que o DNA

a) de qualquer espécie serviria, já que têm a mesma composição.


b) de origem vegetal é diferente quimicamente dos demais, pois possui clorofila.
c) das bactérias poderia causar mutações no couro cabeludo.
d) dos animais encontra-se sempre enovelado e é de difícil absorção.
e) de características básicas assegura sua eficiência hidratante.

 QUÍMICA 
16. O quadro apresenta a composição do petróleo.

Faixa de tamanho Faixa de ponto de


Fração Usos
das moléculas ebulição (ºC)

Gás C1 a C5 −160 a 30 combustíveis gasosos

Gasolina C5 a C12 30 a 200 combustível de motor

C12 a C18 180 a 400 diesel e combustível


Querosene
de alto-forno

Lubrificantes maior que C maior que 350 lubrificantes


16

Parafinas maior que C sólidos de baixa fusão velas e fósforos


20

Asfalto maior que C resíduos pastosos pavimentação


30

BROWN, T. L. et al. Química: a ciência central. São Paulo: Person Prentice Hall, 2005.

Para a separação dos constituintes com o objetivo de produzir a gasolina, o método a ser utilizado é a

a) filtração.
b) destilação.
c) decantação.
d) precipitação.
e) centrifugação.

10 de 14 reso_enem_9a_1bi_2019
17. A figura representa a sequência de etapas em uma estação de tratamento de água.

FONTE: <www.ecoguia.cm-mirandela.pt>. Acesso em: 30/07/2012.

Qual etapa desse processo tem a densidade das partículas como fator determinante?

a) Oxidação.
b) Floculação.
c) Decantação.
d) Filtração.
e) Armazenamento.

 FÍSICA 

18. Em um experimento foram utilizadas duas garrafas PET, uma pintada de branco e a outra de preto,
acopladas cada uma a um termômetro. No ponto médio da distância entre as garrafas, foi mantida
acesa, durante alguns minutos, uma lâmpada incandescente. Em seguida, a lâmpada foi desligada.
Durante o experimento, foram monitoradas as temperaturas das garrafas: a) enquanto a lâmpada
permaneceu acesa e b) após a lâmpada ser desligada e atingir equilíbrio térmico com o ambiente.

reso_enem_9a_1bi_2019 11 de 14
A taxa de variação da temperatura da garrafa preta, em comparação à da branca, durante todo
experimento, foi

a) igual no aquecimento e igual no resfriamento.


b) maior no aquecimento e igual no resfriamento.
c) menor no aquecimento e igual no resfriamento.
d) maior no aquecimento e menor no resfriamento.
e) maior no aquecimento e maior no resfriamento.

19. O gráfico a seguir modela a distância percorrida, em km, por uma pessoa em certo período de tempo.
A escala de tempo a ser adotada para o eixo das abscissas depende da maneira como essa pessoa se
desloca. Qual é a opção que apresenta a melhor associação entre meio ou forma de locomoção e
unidade de tempo, quando são percorridos 10 km?

a) carroça – semana
b) carro – dia
c) caminhada – hora
d) bicicleta – minuto
e) avião – segundo

 MATEMÁTICA 

20. Medir distâncias sempre foi uma necessidade da humanidade. Ao longo do tempo, fez-se necessária a
criação de unidades de medidas que pudessem representar tais distâncias, como, por exemplo, o
metro. Uma unidade de comprimento pouco conhecida é a Unidade Astronômica (UA), utilizada para
descrever, por exemplo, distâncias entre corpos celestes. Por definição, 1 UA equivale à distância entre
a Terra e o Sol, e que em notação científica é dada por 1,496x102 milhões de quilômetros.
Na mesma forma de representação, 1 UA, em metro, equivale a

a) 1,496x106 m.
b) 1,496x108 m.
c) 1,496x1011 m.
d) 1,496x1010 m.
e) 1,496x105 m.

12 de 14 reso_enem_9a_1bi_2019
21. O gráfico expõe alguns números da gripe A-H1N1. Entre as categorias que estão em processo de
imunização, uma já está completamente imunizada, a dos trabalhadores da saúde.

De acordo com o gráfico, entre as demais categorias, a que está mais exposta ao vírus da gripe A-H1N1
é a categoria de

a) indígenas.
b) gestantes.
c) doentes crônicos.
d) adultos entre 20 e 29 anos.
e) crianças de 6 meses a 2 anos.

22. Um petroleiro possui reservatório em formato de um paralelepípedo retangular com as dimensões


dadas por 60 m x 10 m de base e 10 m de altura. Com o objetivo de minimizar o impacto ambiental de
um eventual vazamento, esse reservatório é subdividido em três compartimentos, A, B e C, de mesmo
volume, por duas placas de aço retangulares com dimensões de 7 m de altura e 10 m de base, de modo
que os compartimentos são interligados, conforme a figura. Assim, caso haja rompimento no casco do
reservatório, apenas uma parte de sua carga vazará.

reso_enem_9a_1bi_2019 13 de 14
Suponha que ocorra um desastre quando o petroleiro se encontra com sua carga máxima: ele sofre um
acidente que ocasiona um furo no fundo do compartimento C. Para fins de cálculo, considere
desprezíveis as espessuras das placas divisórias. Após o fim do vazamento, o volume de petróleo
derramado terá sido de

a) 1,4x103 m3.
b) 1,8x103 m3.
c) 2,0x103 m3.
d) 3,2x103 m3.
e) 6,0x103 m3.

14 de 14 reso_enem_9a_1bi_2019