Sei sulla pagina 1di 4

Colégio Sagrado Coração de Jesus

Prof. : ADEMIR DIAS DE AGUIAR Disciplina: HISTÓRIA Valor: NOTA:


PROVA DE HISTÓRIA – RECUPERAÇÃO 1º BIMESTRE Data:
Conteúdo: ILUMINISMO - REVOLUÇÕES – INGLESA E RANCESA – INDEPEND. – USA E BRASIL Ensino Médio
Nome: Nº: Série: 2º Turma:

1) Em 4 de julho de 1776, as treze colônias que vieram inicialmente a constituir os Estados Unidos da América (EUA)
declaravam sua independência e justificavam a ruptura do Pacto Colonial. Em palavras profundamente subversivas para a época,
afirmavam a igualdade dos homens e apregoavam como seus direitos inalienáveis: o direito à vida, à liberdade e à busca da
felicidade. Afirmavam que o poder dos governantes, aos quais cabia a defesa daqueles direitos, derivava dos governados.
Esses conceitos revolucionários que ecoavam o Iluminismo foram retomados com maior vigor e amplitude treze anos mais tarde,
em 1789, na França.
Emília Viotti da Costa. Apresentação da coleção. In: Wladimir Pomar. “Revolução Chinesa”. São Paulo: UNESP, 2003 (com adaptações).
Considerando o texto acima, acerca da independência dos EUA e da Revolução Francesa, assinale a opção correta.

a) A independência dos EUA e a Revolução Francesa integravam o mesmo contexto histórico, mas se baseavam em princípios e
ideais opostos.
b) O processo revolucionário francês identificou-se com o movimento de independência norte-americana no apoio ao absolutismo
esclarecido.
c) Tanto nos EUA quanto na França, as teses iluministas sustentavam a luta pelo reconhecimento dos direitos considerados
essenciais à dignidade humana.
d) Por ter sido pioneira, a Revolução Francesa exerceu forte influência no desencadeamento da independência norte-americana.
e) Ao romper o Pacto Colonial, a Revolução Francesa abriu o caminho para as independências das colônias ibéricas situadas na
América.
________________________________________________________________________________________________________
2) Sobre o processo de independência das 13 colônias da América do Norte, que culminou com a Declaração de Independência
em 1776, responda:

a) Caracterize a lei do selo e seus reflexos no processo de independência dos USA.


________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

b) Como a guerra dos 7 anos colaborou na luta dos colonos dos USA contra os ingleses?
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

3) Leis inglesas provocaram divergências entre colonos americanos e a Coroa Inglesa, resultando no processo de luta pela
independência. Entre os objetivos dessas leis, devem ser destacados os seguintes:

a) Aumentar a receita real abalada pelos custos da Guerra dos Sete Anos, impedir o comércio intercolonial conhecido como
comércio triangular e promover a recuperação econômica.
b) Aumentar o consumo de chá e açúcar nas colônias, obrigar ao uso de selos na correspondência e aumentar as exportações das
colônias.
c) Abolir a escravidão nas colônias, separar juridicamente as treze Colônias e ajudar a Pensilvânia a anexar terras no Oeste.
d) Recuperar a Companhia das Índias Ocidentais, abrir o porto de Boston às nações amigas e aumentar as importações das
colônias.
e) Pagar indenizações à França, devido à derrota inglesa na Guerra dos Sete Anos, revogar os Atos Townshend e favorecer os
produtores locais de açúcar.
________________________________________________________________________________________________________
4) Leia o texto abaixo:

Logo depois do “Grito do Ipiranga”, fazia-se imprescindível investir o novo governante do país com as suas reais atribuições. (...)
Se D. Pedro era alçado à condição de cabeça e coração do império, era necessário que todo o corpo político (...) soubesse dessa
mudança e se reconhecesse como parte desse mesmo corpo (...). Logo, urgia estabelecer um elo de continuidade entre o soberano
e o súdito, a cabeça e os membros, o coração e o corpo, entre o Brasil e a sua gente.
(Iara Lis Carvalho Souza. Pátria coroada. São Paulo: Editora da UNESP, 1999. p. 256)
O texto trata das preocupações que então nortearam o processo de consolidação do Brasil como país independente.
Compare o projeto constitucional de 1823 com a constituição outorgada por D. Pedro I em 1824.
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
5) A elevação do Brasil à categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves (1815) dá uma forma jurídica e política à realidade da
mudança da Corte, reconhecendo uma situação de fato, projetando-a no interior, em todas as capitanias como unidade de
poder…”
Segundo Raymundo Faoro, em Os Donos do Poder, a elevação do Brasil à categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves,
quando o Brasil era sede da monarquia portuguesa, contribuiu decisivamente para:

a) a unidade política e territorial mantida após a proclamação da Independência do Brasil;


b) o desencadear de sangrentas lutas em todo o país, que culminaram em convulsões sociais;
c) o afastamento dos ingleses, face às determinações reais proibindo a instalação da manufaturas no país;
d) a preservação do Pacto Colonial com o monopólio do comércio na defesa dos interesses da Metrópole;
e) o enfraquecimento do princípio do “equilíbrio europeu”, definido pelo Congresso de Viena, que favorece
especialmente a Inglaterra.
________________________________________________________________________________________________________
6) O motivo pelo qual o conjunto de mudanças políticas que resultou na implantação do regime republicano na França, no século
XVIII, pode, genericamente, ser classificado como uma revolução burguesa, é o fato de que nesse processo:
a) a estrutura social francesa viu-se reduzida a uma polarização entre o bloco de apoio ao antigo regime - no qual se encontravam
a aristocracia, os camponeses e os trabalhadores urbanos - de um lado, e o bloco de apoio à república operário-burguesa, de outro.
b) a burguesia conseguiu a adesão ideológica da aristocracia e da nobreza, especialmente no que respeita à "abertura das carreiras
públicas aos talentos individuais", o que possibilitou a ascensão de seus representantes ao poder do Estado.
c) o comando da burguesia desde o início se revelou como irrefutável, uma vez que ela colocou a serviço de seus objetivos
revolucionários os mais variados setores da população, - liderando assim uma evolução do Antigo Regime.
d) as vanguardas operário-camponesas colocaram-se ao lado da burguesia, pois tinham claro que suas reivindicações somente
alcançariam um patamar de consequência numa sociedade em que as relações burguesas de produção já estivessem
desenvolvidas.
e) os resultados políticos das sucessivas convulsões sociais geradas nos quadros da crise do estado monárquico francês foram, ao
final, capitalizados pela burguesia, que pôde assim dar início à viabilização de seus interesses políticos e econômicos.
________________________________________________________________________________________________________
7) Leia atentamente.
Desde a abertura dos Estados Gerais em 1789, a roupa possui um significado político. Michelet descreveu a diferença entre a
sociedade dos deputados do terceiro Estado, à frente da procissão de abertura, como uma massa de homens vestidos de negro com
trajes modestos e o grupo refulgente dos deputados da nobreza com seus chapéus de plumas, suas rendas, seus paramentos de
ouro. Segundo o inglês John Moore, uma grande simplicidade, e na verdade a avareza no vestuário era considerada prova de
patriotismo.

Em relação aos processos revolucionários na França e na Inglaterra, responda:


a) Porque o rei Luís XVI convoca os estados gerais?
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

b) Relacione o desenvolvimento da revolução inglesa com as ideias iluministas.


________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

c) Identifique as grandes ironias presentes nos governo de Cromweel (Inglaterra) e Robespierre (França) se comparados aos ideias
de liberdade previstos nestas duas revoluções.
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

d) Na França, o que foi o período do terror?


________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

e) Quais as consequências da Revolução Gloriosa para a Inglaterra?


________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
Colégio Sagrado Coração de Jesus

Prof. : ADEMIR DIAS DE AGUIAR Disciplina: HISTÓRIA Valor: NOTA:


PROVA DE HISTÓRIA – RECUPERAÇÃO 1º BIMESTRE Data:
Conteúdo: ERA VARGAS – DESCOLONIZAÇÃO DE ÁFRICA E ÁSIA – GURRA FRIA (CONFLITOS) Ensino Médio
Nome: Nº: Série: 3º Turma:

1) "Foi em 1968 que os Beatles cantaram a famosa música 'Revolution', fazendo sucesso ao som de um instrumento hindu, a
cítara, aliada à guitarra elétrica."
"(...) E exprimia o novo mundo que se impunha, com ramos americanos, japoneses, africanos e indianos se cruzando, se
interpondo no panorama da história contemporânea. A 'mancha branca' que tanto ameaçara os continentes asiático e africano
parecia perder a força em contato com a 'sombra' amarela e a preta que, de forma revolucionária, tomava conta da Terra, tentando
mudar o mundo
(...)." "Nessa década, trinta nações africanas irromperam no cenário mundial. Só nos doze primeiros meses, conhecidos como o
'Ano da África', dezessete países conseguiram sua independência política
(...)"
(Canêdo, Leticia Bicalho. A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁSIA E DA ÁFRICA. 8 ed., São Paulo: Atual, 1992, p. 33).

importantíssima para a descolonização da África. Sabemos,


entretanto, que a emergência do continente africano se dá
após 1955, sendo a Região do Magrheb, com exclusão da
Argélia, a primeira a se tornar independente, em 1956. Qual
a importância da Conferência de Bandung (Indonésia) para
o início da descolonização da África?

Mapas extraídos de H. L. Wesseling. Dividir para dominar:


a partilha da África, 1880-1914. São Paulo: Revan/Rio de
Janeiro: Ed. da UFRJ, 1998, p. 462-463. (Adaptado).

O texto anterior se refere à década de 60 deste século,

Respondam:
a) A que processo histórico os mapas acima se referem?
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

b) Quais os interesses dos europeus pela África, nesse período?


________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

c) Caracterize o processo de descolonização da África.


________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

2) Com o fim da Guerra Hispano-Americana, a condição da retirada militar americana de Cuba foi a aprovação da Emenda Platt,
uma emenda à Constituição cubana que determinou as relações cubano-americanas de 1901 a 1934.

a) Qual era o conteúdo da Emenda Platt?


_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________

b) Qual era a política norte-americana para a América Latina que estava evidenciada na Emenda Platt?
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________

c) Como a Revolução Cubana de 1959 contestou a política norte-americana do pós-guerra para a América Latina?
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
3) O regime político conhecido como Estado Novo implantado por golpe do próprio Presidente Getúlio Vargas, em 1937, pode
ser associado à(ao):
a) radicalização política do período representada pela Aliança Nacional Libertadora, de orientação comunista, e pela Ação
Integralista Brasileira, de orientação fascista.
b) modernização econômica do país e seu conflito com as principais potências capitalistas do mundo, que tentavam lhe barrar o
desenvolvimento.
c) ascensão dos militares à direção dos principais órgãos públicos, porque já se delineava o quadro da Segunda Guerra Mundial.
d) democratização da sociedade brasileira em decorrência da ascensão de novos grupos sociais como os operários.
e) retorno das oligarquias agrárias ao poder, restaurando-se a Federação nos mesmos moldes da República Velha.
________________________________________________________________________________________________________
4) Que função teve o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) no governo do Estado Novo?
a) criminalizar aqueles que apoiavam o nazismo, o fascismo e os países totalitários da Europa.
b) construir grandes redes de jornais e revistas por todo o país com irrestrita liberdade de expressão.
c) construir uma máquina de propaganda que tivesse impacto apenas no exterior.
d) difundir uma imagem paternalista de Getúlio Vargas, enaltecendo-o como grande líder das massas.
e) difundir uma imagem negativa de Getúlio Vargas, mostrando todo o seu viés autoritário.
________________________________________________________________________________________________________
5) Usa-se o nome Guerra Fria para designar
a) a tensão militar existente entre Inglaterra e Alemanha, no final do século XIX, motivada pela disputa, entre os dois Estados
Nacionais, pelo controle do comércio no Mar do Norte.
b) o problema diplomático surgido entre França e Portugal, no início do século XIX, que provocou a vinda da família real
portuguesa para o Brasil e a posterior transformação da colônia em Reino Unido.
c) a invasão francesa na Rússia, no início do século XIX, com a decorrente derrota dos invasores e o fim do período napoleônico.
d) o conjunto de tensões entre Estados Unidos e União Soviética, resultante da disputa, entre ambas, por uma posição hegemônica
no contexto internacional do pós Segunda Guerra Mundial.
e) a disputa entre Rússia e Japão, no período imediatamente anterior à Primeira Guerra Mundial, por territórios no extremo
oriente da Ásia e pelo controle do comércio marítimo no Pacífico.
________________________________________________________________________________________________________
6) A chamada "Crise dos Mísseis", de 1962, que levou as relações Washington - Moscou a um ponto crítico no contexto da
Guerra Fria, foi resultante
a) da aproximação entre o governo de Fidel Castro e a URSS.
b) do escândalo político internacional conhecido como Watergate.
c) do fim da política continental norte-americana da "Aliança Para o Progresso".
d) da afirmação do stalinismo na política interna da URSS.
e) do avanço do macarthismo no Congresso norte-americano.
________________________________________________________________________________________________________
7) A instabilidade social e política do Terceiro Mundo era evidente para os EUA, protetores do status quo global, que a
identificavam com o comunismo soviético. Quase desde o início da Guerra Fria, os EUA partiram para combater esse perigo por
todos os meios, desde a ajuda econômica e a propaganda ideológica até a guerra maior, passando pela subversão militar oficial e
não oficial. (Eric Hobsbawm. Era dos extremos, 1995. Adaptado.)
Durante as décadas de 1960 e 1970, setores sociais de países da América Latina combateram “esse perigo” por meio de

A) guerrilhas financiadas pelo governo soviético, que promoveram a implantação de regimes comunistas em boa parte do
continente.
B) governos populistas, que se legitimaram em eleições fraudulentas e adotaram medidas modernizantes ao romper relações com
os EUA.
C) empréstimos oriundos da União Europeia, que visaram à melhoria das condições sociais nos países mais pobres do continente.
D) golpes que estabeleceram ditaduras militares e privaram os cidadãos de parte de seus direitos, às vezes com apoio explícito dos
EUA.
E) campanhas publicitárias que mostraram os progressos dos países do bloco socialista e criticaram o modelo econômico
estadunidense.
________________________________________________________________________________________________________
8) "A construção de uma nova ordem mundial, após a Segunda Guerra Mundial, contou com a participação da União Soviética,
cuja importância estendeu-se até sua desintegração em 1991".
Sobre o período mencionado no texto, pode-se afirmar corretamente que:

a) o desaparecimento de Joseph Stálin (1953), acompanhado da ascensão de Malenkov, conduziu a um recrudescimento da


Guerra Fria, instigando a participação soviética em disputas por áreas como a Letônia e o Vietnã.
b) o Governo de Kruschev (1955-64) correspondeu a uma época de críticas às práticas políticas do Stalinismo e à negação, por
parte da URSS, da inevitabilidade da Guerra com os países capitalistas do Ocidente.
c) a ruptura das relações entre os Partidos Comunistas da URSS e da China (1959) consagrou a liderança política internacional
russa submetendo a China a seus interesses e autoridades.
d) a chegada de Brejnev ao poder favoreceu o estouro de um movimento de reformas liberalizantes, que reestruturam o Estado
Soviético extinguindo a censura interna e abrindo o país aos estrangeiros.
e) a administração de Andropov (1982-84) provocou um endurecimento do regime com a volta das perseguições políticas, prisões
em massa e a revitalização das forças armadas russas.