Sei sulla pagina 1di 1

Sistemática filogenética

De acordo com a Sistemática moderna, o processo de evolução dos seres vivos é responsável
pela diversidade biológica. Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos
evolutivos e que, na formação de novas espécies (especiação), é importante a ocorrência de processos
de cladogênese e de anagênese.

Sônia Lopes, Bio - 2016


Figura 1 - Esquema de formação de espécies por cladogênese e anagênese.

Uma população de caramujos pertencentes à espécie A é separada em duas por um evento


cladogenético, como o surgimento de uma barreira geográfica. As populações não entram mais em
contato, e o que acontece em uma população não interfere no que acontece na outra. Ao longo do
tempo, por processos anagenéticos, essas populações podem acumular diferenças a ponto de cada uma
delas passar a ser considerada uma nova espécie (espécie B e espécie C).

Cladogramas
As relações de parentesco (filogenia) entre grupos de seres vivos podem ser representadas em
diagramas chamados cladogramas (ou árvores filogenéticas), que mostram a origem evolutiva dos
grupos por meio de dicotomias (bifurcações). Cada divisão indica que uma espécie ancestral deu origem
a novas espécies. As espécies atuais estão representadas na ponta de cada ramo da arvore filogenética
e, quanto mais se aproxima da base, mais antigo é o ancestral.
A representação esquemática da especiação dos caramujos pode ser feita por meio de um diagrama de ramos,
também chamado cladograma

Sônia Lopes, Bio - 2016


Figura 2 - Representação de um cladograma com os termos mais empregados para identificar suas partes.