Sei sulla pagina 1di 22

UNIVERSIDADE CEUMA

ENGENHARIA CIVIL

ESTRUTURAS DE AÇO E MADEIRA


Aula 05 – Peças fletidas

Prof(a) M.a Lorrany M. Yoshida

1
ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5. ELEMENTOS FLETIDOS
VIGA: principal elemento estrutural sujeito a flexão

Prof(a) Lorrany Yoshida 2


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5. ELEMENTOS FLETIDOS

Prof(a) Lorrany Yoshida 3


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1. DIMENSIONAMENTO DE UMA VIGA:

ESTADO LIMITE
ÚLTIMO

MOMENTO ESFORÇO
FLETOR CORTANTE

Prof(a) Lorrany Yoshida 4


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1. ESTADO LIMITE ÚLTIMO RELACIONADO AO MOMENTO


FLETOR
• Colapso por plastificação total
da seção transversal
• Flambagem lateral com torção
• Flambagem local dos elementos
comprimidos

Prof(a) Lorrany Yoshida 5


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.1. PLASTIFICAÇÃO TOTAL


DA SEÇÃO TRANSVERSAL
Considerando uma viga bi
rotulada com uma seção
transversal qualquer, submetida
a um carregamento também
qualquer e fletida em relação ao
eixo central de inércia x.

Prof(a) Lorrany Yoshida 6


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.1. PLASTIFICAÇÃO TOTAL


DA SEÇÃO TRANSVERSAL
• Viga em regime elástico, com
carregamento pequeno
• Tensão normal e deformação
variando linearmente

𝑀𝑒𝑙 𝑀𝑒𝑙
𝜎𝑥𝑐 = ; 𝜎𝑥𝑡 =
𝑊𝑥𝑐 𝑊𝑥𝑡

Prof(a) Lorrany Yoshida 7


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.1. PLASTIFICAÇÃO TOTAL


DA SEÇÃO TRANSVERSAL
• Máxima tensão aplicada atinge
à resistência ao escoamento do
aço.

𝑀𝑦 = 𝑊𝑥𝑐 . 𝑓𝑦

𝑀𝑦 : momento fletor correspondente ao


início do escoamento
Prof(a) Lorrany Yoshida 8
ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.1. PLASTIFICAÇÃO TOTAL DA SEÇÃO TRANSVERSAL

Prof(a) Lorrany Yoshida 9


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.1. PLASTIFICAÇÃO TOTAL DA SEÇÃO TRANSVERSAL


• Carregamento elevado até a plastificação total da seção transversal:
formação da rótula plástica

𝑀𝑝𝑙 = 𝑍. 𝑓𝑦

Z é o denominado módulo plástico (propriedade da se~~ao transversal)


Com 𝑍 = 𝐴𝑐 . 𝑦1 + 𝐴𝑡 . 𝑦2
Prof(a) Lorrany Yoshida 10
ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.1. PLASTIFICAÇÃO TOTAL DA


SEÇÃO TRANSVERSAL
• Interferência das tensões residuais
da peça
𝑀𝑟 = 𝑊(𝑓𝑦 − 𝜎𝑟 )
Onde 𝑀𝑟 é o momento correspondente
ao início do escoamento, W é o módulo
de resistência elástico da seção
transversal em relação ao eixo de flexão e
𝜎𝑟 é a máxima tensão residual.
Prof(a) Lorrany Yoshida 11
ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.2. FLAMBAGEM LATERAL COM


TORÇÃO (FLT)
• Vigas com imperfeições geométricas
iniciais submetidas a um momento
fletor crescente em relação ao eixo x
(eixo de maior inércia)
• Curvatura e torção aumentam até o seu
colapso (instabilidade)

Prof(a) Lorrany Yoshida 12


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.2. FLAMBAGEM LATERAL COM TORÇÃO (FLT)


• O momento fletor de flambagem elástica é dado por:

Cb EI y
2
Cw  JLb 
2
M CR  1  0,039 
L2b I y  Cw 

𝐿𝑏 é o comprimento destravado;
𝐶𝑤 é a constante de empenamento;
E é o módulo de elasticidade;
Mcr é o momento fletor resistente nominal à flambagem lateral com torção
em regime elástico
Prof(a) Lorrany Yoshida 13
ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.2. FLAMBAGEM LATERAL COM TORÇÃO (FLT)


• Coeficiente Cb: fator multiplicador para tornar o diagrama de
momento fletor uniforme

Prof(a) Lorrany Yoshida 14


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

Prof(a) Lorrany Yoshida 15


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

16
ESTRUTURAS
Prof(a) METÁLICAS
Lorrany Yoshida
ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.3. FLAMBAGEM LOCAL


As classes de seções são definidas por valores limites das relações largura-
espessura das chapas componentes do perfil, da seguinte forma:

• Os valores limites para de 𝜆𝑝 𝑒 𝜆𝑟 estão no anexo G

Prof(a) Lorrany Yoshida 17


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.3. FLAMBAGEM LOCAL


Flambagem local da alma (FLA) e Flambagem local da mesa (FLM)

Prof(a) Lorrany Yoshida 18


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.3. FLAMBAGEM LOCAL


• Condição de segurança:

• O momento resistente de projeto:

Prof(a) Lorrany Yoshida 19


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.3. FLAMBAGEM LOCAL


• FLM

Prof(a) Lorrany Yoshida 20


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.1.3. FLAMBAGEM LOCAL


• FLT

Prof(a) Lorrany Yoshida 21


ESTRUTURAS METÁLICAS ELEMENTOS FLETIDOS

5.1.2. ESTADO LIMITE ÚLTIMO RELACIONADO AO ESFORÇO


CORTANTE
• Colapso por escoamento
• Flambagem
• Ruptura dos elementos da seção transversal

Prof(a) Lorrany Yoshida 22