Sei sulla pagina 1di 4

Reiki Xamânico

Por Dhyan Vishwa

Reiki é uma prática de imposição de mãos com origem nas meditações de monges
tibetanos. Foi redescoberta e reorganizada no final do século passado pelo monge japonês
Mikao Usui.
Utiliza-se do suave toque das mãos no corpo para transmitir a energia de cura disponível
no universo. Também de rituais de ativação da energia (iniciações), e de símbolos sagrados
para canalizar e orientar a energia. Essa é a fórmula e a essência desse sistema de cura. É o
que difere o Reiki de outros sistemas de imposição de mãos.
Com a prática do Reiki os resultados obtidos são inúmeros, como por exemplo, um
relaxamento profundo que proporciona equilíbrio do sistema hormonal e harmonização das
emoções.
Xamanismo é a mais antiga tradição curativa da humanidade. É um conjunto de práticas
que envolvem rituais de reconhecimento da força da natureza, de harmonização com os quatro
elementos, de expansão dos níveis de percepção da consciência para o equilíbrio do
corpo/mente e resgate de partes fragmentadas do self. É o uso da imaginação no processo da
cura.
Para a civilização japonesa o universo é composto de uma única energia que anima tudo o
que é vivo. Essa energia universal manifesta-se em duas polaridades: a masculina, racional,
que eles denominam de Yang; e a feminina, intuitiva denominada Yin.
Reiki é considerada uma energia yang, masculina, que provém do céu, e poderá ser
recebida pelo chakra coronário (centro energético que se localiza no topo da cabeça), alojando-
se no coração, fazendo a ligação do ser humano com o universo.
Xamanismo reúne a energia telúrica da terra com todas as suas características femininas,
consideradas yin. Essa força regeneradora é captada pelos pés, penetrando o corpo humano
pelo chakra base (localizado na base do períneo), abre os centros energéticos inferiores e
funde-se no coração com a energia masculina do universo.
Com o encontro das duas polaridades no coração o casamento alquímico acontece,
gerando o amor próprio, unindo a criatura ao criador. E aqui começa a grande jornada de volta
para casa.
Tanto o Reiki como o Xamanismo compreendem que a vida acontece em tudo que existe
no universo, seja humano, animal, mineral vegetal ou o que quer que exista. Que a essência de
todas as coisas é invisível e que toda a vida é permeada pela luz da consciência cósmica. No
Xamanismo aprendemos a reverenciar a divindade de todas as formas, e no Reiki aprendemos
a reconhecer essa força vital universal, canalizando-a através de nossas mãos e nossa
consciência.
Reiki Xamânico é a junção dessas duas técnicas de cura milenares, que visam amenizar as
tensões físicas, emocionais e espirituais. Ambas buscam uma conexão harmoniosa do homem
com a natureza e com o universo para recuperar o equilíbrio da mente e do corpo.
Através de meditações, rituais ao som de tambores e danças, o Reiki fluirá
espontaneamente e você entrará em contato com a energia vital do universo, aprendendo a
transmiti-la na forma de calor com suas mãos e na forma de amor com atitudes de vida.
Os instintos dos animais são fontes de poder para o xamã.
O Reiki Xamânico tem como aliados na cura o Mundo Mineral e Vegetal.
Desde minha adolescência, o xamanismo foi um tópico que sempre me fascinou. Ele foi
uma das portas de entrada na busca de meu crescimento pessoal, principalmente através dos
livros de Carlos Castañeda. Lugares de poder, aliados, o caminho do guerreiro, loucura
controlada passaram a fazer parte da minha vida cotidiana. Seguindo meu caminho tive a
oportunidade de conhecer o xamã peruano Agustin Guzman, com quem muito aprendi, e com
quem tive belíssimas experiências. Meu estudo e prática nessa área sempre permaneceu
constante, apesar de nunca ter trabalhado diretamente com pessoas usando o xamanismo.
Minha formação como terapeuta baseava-se em técnicas de massagem, Colorpuntura e o Reiki.
Mas em 1998 decidi ir a Nova York conhecer o trabalho de Michael Harner, um
antropólogo americano considerado a maior autoridade no Ocidente em xamanismo. O convívio
com xamãs de várias culturas e a pesquisa de suas práticas tornou-se uma contribuição
inestimável nesse campo. Com ele iniciei minha formação "oficial" em xamanismo. Foi então
que me senti pronta para unir duas artes de cura distintas e apaixonantes: o Reiki e o
Xamanismo. Foi quando percebi que se usássemos as técnicas e a sabedoria xamânica
poderíamos fazer com que a experiência de canalizar Reiki se torna ainda mais intensa e
eficiente.
Por que utilizar somente as mãos e a meditação no processo de cura? Por que não utilizar
o poder de nossa imaginação, a dinâmica dos sons e da dança, o espírito das ervas e dos
animais? Por que não tornar o Reiki ainda mais vibrante? Essa foi minha vontade. Fazer uma
sessão de Reiki tornar-se uma dança, com todos os elementos interagindo a favor do paciente
numa sinfonia, cadenciada pelo ritmo do tambor, pelo ritmo do planeta. Uma cura nas várias
dimensões, em todos os mundos pelos quais o xamã faz sua jornada, todos coexistindo ao
mesmo tempo e com igual importância.
O Reiki é uma técnica extremamente silenciosa e meditativa. Para a maioria das pessoas,
permanecer durante uma hora inteira em silêncio e meditação podem ser uma tarefa árdua.
Quando utilizamos o xamanismo junto do Reiki, acontece de imediato uma identificação. Nosso
corpo sente que tem espaço para expressar sua inteligência e a intuição com liberdade para
agir.
O silêncio é bem vindo tanto quanto o som.
O movimento se sincroniza com o repouso.
Não há mais conflito.
A aceitação acontece.
Sistema de CURA XAMÂNICO

AMA DEUS
Ama Deus é um sistema xamânico de cura e auto-realização espiritual utilizado desde os
últimos 6000 anos Guaranis (uma tribo de índios da América do Sul, que habitavam o Paraguai,
Uruguai e a costa sul do Brasil. Os Guaranis, um povo pacífico que já havia desenvolvido uma
civilização antes da chegada dos espanhóis foi rapidamente submetido por estes. Os Guaranis
formam ainda hoje a base populacional do Paraguai e Uruguai, e sua língua, graças aos
Jesuítas, de uma forma modificada, ainda é falada no Paraguai).
Como os Guaranis sempre viveram diretamente ligados à natureza em sua forma mais pura,
é fácil entender como o meio ambiente influenciou sua espiritualidade, dando origem a um
sistema xamânico simples e extremamente efetivo.
De como seu sistema de crenças não existe doença. O mundo material no qual vivemos é
composto de energia. Quando uma energia negativa externa que nos causa desequilíbrio é
removida, o equilíbrio é imediatamente restabelecido.
Ama Deus foi introduzido em nosso mundo por Alberto Águas, um curandeiro brasileiro.
Sua mãe e avós eram curadores e médicos, por isso, Alberto desde a infância testemunhou
muitas curas e as muitas formas de utilização desta energia.
Sua família viveu entre os guerreiros Guaranis por gerações, proporcionando cuidados
médicos quando necessário. Um respeito mútuo se desenvolveu entre os xamãs e a família de
Alberto como resultado da ajuda que prestavam aos índios.
Conseqüentemente os xamãs começaram a compartilhar seu conhecimento a eles e foi
através desta relação de mútua confiança e respeito que o método foi passado e chegou
íntegro até Alberto Águas.
Já adulto Alberto passou oito anos entre os Guaranis estudando e praticando
exaustivamente seu sistema de cura e auto-realização.
Por fim, os Guaranis o reconheceram como um homem de muita integridade e amor, e um
grande canal desta energia amorosa.
Alberto era um homem culto, capaz de expressar-se em sete idiomas. Contando com a
aprovação da tribo, ele trouxe o sistema de cura para o Ocidente e o ensinou durante os seus
10 últimos anos de vida, vindo a falecer em 1992. Viajou por todo o mundo e tornou-se muito
conhecido por suas conferências, curas e seminários. Sua missão foi a de tornar público este
sistema Xamânico de cura. Como os Guaranis não tinham uma linguagem escrita, Alberto usou
a língua mais falada na América do Sul, o Português falado no Brasil, para denominar o sistema
xamânico. Ele deu o nome Ama Deus a este sagrado Sistema Xamânico de Cura.
Reiki Xamânico
Magia Xamaâ nica Guarani – Méé todo dé Cura “Ama Déus”

Reiki Xamânico ou “Sistema de Cura Xamânico AMA DEUS” é um método de cura e auto-
realização espiritual utilizado desde os últimos 6000 anos pelos índios Guaranis (Tribo indígena das mais
conhecidas e populares que habitavam o Paraguai, Uruguai e a costa sul do Brasil). Os Guaranis, um
povo pacífico que já havia desenvolvido uma civilização antes da chegada dos espanhóis, foram
rapidamente submetidos por estes. Formam ainda hoje a base populacional do Paraguai e Uruguai, e sua
língua, graças aos Jesuítas, de uma forma modificada, ainda é falada no Paraguai.
Como os Guaranis sempre viveram diretamente ligados à natureza em sua forma mais pura, é fácil
entender como o meio ambiente influenciou sua espiritualidade, dando origem a um sistema xamânico
simples e extremamente efetivo.
Em seu sistema de crenças não existe doença, o mundo material no qual vivemos é composto de
energia, quando uma energia negativa externa que nos causa desequilíbrio é removida, o equilíbrio é
imediatamente restabelecido.
O “Reiki Xamânico” que inicialmente foi chamado de Método “Ama Deus” foi introduzido em nosso
mundo por Alberto Águas, um curandeiro brasileiro. Sua mãe e avós eram curadores e médicos, por isso,
Alberto desde a infância testemunhou muitas curas e as muitas formas de utilização desta energia.
Sua família viveu entre os guerreiros Guaranis por gerações, proporcionando cuidados médicos
quando necessário. Um respeito mútuo se desenvolveu entre os xamãs e a família de Alberto como
resultado da ajuda que prestavam aos índios.
Conseqüentemente os xamãs começaram a compartilhar seu conhecimento e foi através desta relação
de mútua confiança e respeito que o método foi passado e chegou íntegro até Alberto Águas.
Já adulto, Alberto passou oito anos entre os Guaranis estudando e praticando exaustivamente seu
sistema de cura e auto-realização.
Por fim, os Guaranis o reconheceram como um homem de muita integridade e amor, e um grande
canal desta energia amorosa.
Alberto era um homem culto, capaz de expressar-se em sete idiomas. Contando com a aprovação da
tribo, ele trouxe o sistema de cura para o Ocidente e o ensinou durante os seus 10 últimos anos de vida,
vindo a falecer em 1992. Viajou por todo o mundo e tornou-se muito conhecido por suas conferências,
curas e seminários. Sua missão foi a de tornar público este sistema Xamânico de cura. Como os Guaranis
não tinham uma linguagem escrita, Alberto usou a língua mais falada na América do Sul, o Português
falado no Brasil, para denominar o sistema xamânico. Ele deu o nome Ama Deus a este sagrado Sistema
Xamânico de Cura.