Sei sulla pagina 1di 1

*POR QUE COMEMORAR A REFORMA PROTESTANTE?

Hoje, dia 31 de outubro, igrejas protestantes em todo o mundo celebram os _502 anos
da Reforma Protestante._ Movimento que trouxe a revitalização da igreja cristã, tendo
início quando Martinho Lutero afixou à porta da igreja de Wittenberg, na Alemanha, as
suas 95 teses. A Reforma apoiou-se em três fundamentos principais: A centralidade da
Escritura, a justificação pela fé somente e o sacerdócio universal de todos os santos.

Como fato histórico, por mais decisivo que tenha sido, a Reforma pertence ao passado e
não pode ser repetido. No entanto, ao lembrar do legado dos reformadores, não estamos
sendo saudosistas. Estamos sim, reafirmando a mesma fé, as mesmas convicções que
incendiaram seus corações, levando-os a lutarem pela pureza da igreja.

Nós que vivemos no séc. XXI, não podemos esquecer que, como a igreja militante nunca
é perfeita, sua tendência sempre será em direção ao declínio. Os problemas que atingiram
a igreja no séc. XVI tendem a se repetir, o que de fato, e lamentavelmente temos visto.

Sendo assim, comemorar a Reforma Protestante, é reafirmar que o Deus da Reforma


continua atuante na igreja de hoje, usando homens e mulheres, que amam a Sua igreja e
por isso, orientados pela Escritura Sagrada e sustentados pelo Espírito Santo, continuam
lutando para mantê-la fiel.

Que os ideais da Reforma Protestante possam nos levar a clamar:_“Fortalece tua igreja,
ó Bendito Salvador! Sem tua graça ela ficará murcha e sem vigor!”_

*Rev. Gildásio Reis*


_Presidente do Sínodo de São Paulo_