Sei sulla pagina 1di 3

Diminua a sua idade

É possível desacelerar o seu relógio biológico, basta ter atitudes

positivas,como boa alimentação e atividades prazerosas

Tatiana Sabadini

Vocêsabe como chegar aos 100 anos? A fórmula mágica para uma vida longa está longede ser desvendada. No entanto, força de vontade e dedicação consigo mesmoajudam, e muito, a ganhar mais alguns anos. Quem quiser viver bem e maisprecisa cuidar da saúde e manter a mente calma. Procurar atividades prazerosas,ter um forte círculo de amizade, fazer exercícios diariamente e manter umaalimentação saudável. A realidade disso tudo foi descrita pelos autoresamericanos Frederic J. Vagnini e Dave Bunnell,

no livro Diminua a sua idade(Ed. BestSeller). Fique atento aos sinais da idade

e não espere mais: siga osconselhos dos especialistas e mude de atitude!

Casados há 27 anos, Regina Célia da Silva, 52 anos, e Egberto Pereira Leite, 49anos, fizeram o teste antienvelhecimento sugerido pelos autores, com perguntassobre o estilo de vida de cada um. Ele se saiu melhor. A rotina de Egberto, queé vendedor, pode diminuir sua idade em três anos. Ele caminha durante 40minutos pela manhã, parou de fumar há dois anos, não tem pressão alta, sealimenta no horário certo e não tem nenhum caso de doença na família.“Todos os parentes dele passam dos 100 anos sem problema”, brincaRegina, que trabalha como secretária.

problema”, brincaRegina, que trabalha como secretária. Ela teve a pior pontuação. O estilo de vida agitadonão

Ela teve a pior pontuação. O estilo de vida agitadonão a ajuda a diminuir nenhum ano da idade. No café da manhã, nada de pão,leite ou frutas, apenas um cigarro e café preto. O tênis de caminhada, hátempos, não sai do armário. Às vezes, está tão consumida com o trabalho queesquece de almoçar. Durante o dia, quase não toma água. O colesterol está altoe o histórico da família é de hipertensos e cardíacos. “Fazer o teste

foium alerta para mim, descobri que faço tudo errado. Chegou a hora de mudar aminha vida”, afirma a secretária.

O marido sugere: “A gente pode fazer caminhada à noite, depois que vocêchegar do trabalho. Que tal?” Ela aceita o desafio. O estresse e aagitação no trabalho são os maiores problemas de Regina e Egberto. O cansaçoaperta no fim de semana e o casal não tem ânimo para sair e se divertir.“A gente caiu numa rotina, né? Quando éramos mais jovens saíamos paradançar, agora é só casa”, revela. Depois de tanto tempo de casado, a

sintoniaentre os dois é clara. “Quase não discutimos, mas que falta um pouco dediversão, falta. Podemos melhorar em alguns aspectos sim. O legal é procuraralgo que nos dá prazer”, diz a secretária.

Mudar o estilo de vida pode acrescentar 10 ou mais anos. Diminuir a idade é umdesafio que deve ser enfrentado a cada dia. Seja respirar fundo quando estiverem um engarrafamento, ou simplesmente sair para se divertir com os amigos, sãopequenas atitudes que podem melhorar sua qualidade de vida. Uma alimentaçãoregada a verduras e frutas também ajuda. Para os autores Vagnini e Bunnell, oexercício deve ser diário e prazeroso, mas sem extrapolar limites. Sejacaminhada, natação ou ioga procure uma atividade que você goste e se encaixe noseu dia a dia.

Sono e sexo

O primeiro passo para uma vida saudável, segundo Vagnini e Bunnell, está naqualidade do sono. O descanso é importante para aliviar o estresse e varia depessoa para pessoa. “Se você aprender a entender o que seu corpo estátentando lhe dizer e simplesmente aceitá-lo, seu sono melhoraráautomaticamente”, sugere os autores. Para dormir melhor, evitediscussões, conversas estressantes, cafeína, fumar ou tomar bebidas alcoólicasna hora de dormir. Estabeleça um ritual antes de ir para a cama, leia um bomromance, ouça uma música suave, medite ou reze. Outra atitude que ajuda namelhora do sono, de acordo com os autores, é ter uma vida sexual ativa.

Fazer sexo com prazer faz bem para a saúde. Estudos recentes comprovaram que oshomens que têm orgasmo duas vezes por semana, têm três vezes menos chance deter um ataque cardíaco. Além disso, pesquisadores da Duke Universitydescobriram que quando as mulheres estão satisfeitas sexualmente também tendema viver mais. “Não importa o quanto você está velho, uma vida sexual ativatraz muitos benefícios importantes para a saúde, como o aumento de níveis dehormônio e do fluxo sanguíneo, que fortifica ossos, cérebro e músculos.Carícias, abraços e aconchego promove cura física e emocional”, afirmamos especialistas americanos.

Atitudes para viver mais:

Durma bem e descanse

Faça sexo pelo menos duas vezes por semana

Ria muito e divirta-se com os amigos

Faça exercícios regularmente, mantenha uma dieta saudável e estabilizeseu peso

Faça um check up regularmente

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/impresso/

Brasília, terça-feira, 28 de julho de 2009