Sei sulla pagina 1di 3

O RENOVO DO SENHOR

Esta é uma das melhores passagens escatológicas do Antigo Testamento, e sua


brevidade aumenta sua beleza.
Em Isaías 4, o Senhor Deus revela ao profeta, que após o seu juízo sobre as mulheres
de Israel, elas ficarão desesperados por causa de sua vergonha. Todo o orgulho e
soberba causados pela beleza, se transformou em pó.
Contudo, o Senhor Deus que é bom e justo, tem preparado um Renovo para toda a
humanidade, o nome dele é Jesus Cristo. Por meio dele, Deus restaura todas as
coisas, não apenas em nossas vidas, é algo que abrange todo o futuro da
humanidade.

Jerusalém, presente e futuro ( 2: 1-4: 6 )


1. Uma visão de paz universal ( 2: 1-5 )
2. O dia do Senhor ( 2: 6-22 )
3. A desintegração da sociedade da Judéia ( 3: 1-15 )
4. As altivas mulheres de Jerusalém ( 3: 16-4: 1 )
5. A restauração de Jerusalém ( 4: 2-6 )

Esboço de Isaías 4:
4.1: Desespero das mulheres
4.2 – 6: O Renovo do Senhor

Isaías 4.1: Desespero das mulheres


1 Naquele dia sete mulheres agarrarão um homem e lhe dirão: “Nós mesmas
providenciaremos nossa comida e nossas roupas; apenas case-se conosco e livre-nos
da vergonha de sermos solteiras!”

Isaías 4.2,3: O Renovo do Senhor


2 Naquele dia o Renovo do Senhor será belo e glorioso, e o fruto da terra será o
orgulho e a glória dos sobreviventes de Israel.
3 Os que forem deixados em Sião e ficarem em Jerusalém serão chamados santos:
todos os inscritos para viverem em Jerusalém.

Isaías 4.4 – 6: A glória tudo cobrirá


4 Quando o Senhor tiver lavado a impureza das mulheres de Sião, e tiver limpado por
meio de um espírito de julgamento e de um espírito de fogo o sangue derramado em
Jerusalém,
5 o Senhor criará sobre todo o monte Sião e sobre aqueles que se reunirem ali uma
nuvem de dia e um clarão de fogo de noite. A glória tudo cobrirá
6 e será um abrigo e sombra para o calor do dia, refúgio e esconderijo contra a
tempestade e a chuva.

Que nos ensina Isaías capítulo 4? Alguns acham que este texto confirma que existem
sete mulheres para cada homem. Outros creem que é uma revelação sobre a
independência feminina. Ainda tem quem defende o desespero de mulheres por
homens com base nele. Há também quem vê profetizado o crescimento da
imoralidade sexual, ou mesmo, a falta de compromisso sério no casamento. É
importante atentar para o texto em seu contexto para não extrair dele qualquer
aberração teológica; é preciso de muita oração e dependência do Espírito Santo. As
sete mulheres, no tempo do profeta, apontavam à escassez de homens após o
julgamento divino do capítulo anterior. Inseguras quanto ao futuro, elas queriam
continuar a sua linhagem, como ditava a cultura da época; sendo que, após a
destruição em resposta ao pecado, sobraria um remanescente que trocaria os sinais
de orgulho e riqueza por privação e humilhação, o que resultaria em salvação M. F.
Unger divide o capítulo como segue:

1. Os remanescentes sobrevivem ao juízo do Dia do Senhor (v. 1);


2. Os restantes aceitam o Messias, renovo do Senhor (v. 2);
3. Os remanescentes são purificados e convertidos (vs. 3-4);
4. Os restantes são abrigados e protegidos (vs. 5-6).

O texto de Isaías 4 já foi entendido de diversas maneiras, algumas até engraçadas –


na internet existem inúmeras delas, mas nem todas estão corretas. Para não entender
um texto sagrado como se fosse um texto comum é só mediante a guia do Espírito
Santo. Estudar com cuidado o texto e o contexto revela que a interpretação primária
do próprio texto mostra as mulheres, com maridos e filhos mortos, implorariam aos
poucos homens que sobraram que se casem com elas. A escassez de homens revela
que Deus não brinca com o pecado descrito nos primeiros capítulos proféticos do livro
de Isaías. No entanto, é evidente que Deus preserva graciosamente um grupo para
preservar a promessa da vinda do Messias. O pecado nada pode fazer para impedir
Deus de cumprir a promessa de um Salvador, Libertador. Diz o verso 2: “Naquele dia o
Renovo do Senhor será cheio de beleza e de glória...”; Renovo é um título metafórico
para o filho de Davi, o Messias, que promoveria a restauração do povo de Deus que
voltaria do exílio (veja 11:1-5; 53:2). O Renovo (semah) refere-se ao próprio Cristo
como descendente da prometida linhagem de Davi. A mesma palavra,
literalmente, broto, foi usada com referência ao Messias em Jr. 23:5;
33:15; Zc. 3:8; 6:12. Nele se encontrará a verdadeira beleza e glória de
Israel (conforme contrastadas com a beleza falsa e mundana da
sociedade feminina de Jerusalém).
o verso 3 incentiva: “Aquele que ficar em Sião, e permanecer em Jerusalém, será
chamado santo...”; Só aqueles que têm sido santificados com o novo nascimento e
que foram intimamente transformados para refletir a santidade de Cristo
serão alistados como cidadãos da Jerusalém espiritual. Purificados da carnalidade e
do mundanismo, as mulheres dessa santa cidade se
destacarão completamente daquelas da geração de Isaias.
o verso 4 apresenta uma promessa: O Senhor levará a imundícia (pecado) das
filhas de Sião fazendo justiça, purificará Jerusalém. Os dois últimos versos revelam
que Deus abençoará e protegerá ao Seu povo remanescente que permanecer fiel no
compromisso com Ele. Jesus nos chama para fazer parte dos “restantes de Sião”, os
que “serão chamados santos” (v. 3). Fomos chamados “para a vida” e é rumo à vida
eterna que caminha todo aquele que permite ser transformado de glória em glória pelo
“Espírito purificador” (v. 4).
(vs. 5-6). Jesus levou sobre Si a imundícia de nossos pecados a fim de que sejamos
cristãos, purificados de todo pecado.
A nuvem e o fogo aqui lembrados são símbolos da presença protetora de Deus para
os seus eleitos, como no mar Vermelho (Êx 13:20-22), no tabernáculo (Êx 40:34-38) e
no deserto (Nm 9:15-23). Aqui ela simboliza a cobertura protetora de Deus sobre o
monte Sião restaurado e santificado - 2:2.