Sei sulla pagina 1di 3

Como a Inteligência Emocional e a PNL trabalham juntas

Escrito por:
Reg Connolly
Publicado em:
qua, 01/10/2014

O que é Inteligência Emocional?

Inteligência Emocional é normalmente descrita como um conjunto de habilidades ou


competências:

1. Estar consciente das suas emoções e como elas mudam


2. Controlar os seus humores e usá-los para ajudá-lo a pensar
3. Motivar-se a si mesmo
4. Entender os humores dos outros
5. Comunicar-se com as outras pessoas.

Olhando essa lista de habilidades, é óbvio que a Inteligência Emocional (IE) não é algo que
você tenha ou não. É um conjunto de capacidades que, até certo ponto, todos nós temos.

Algumas pessoas têm uma Inteligência Emocional altamente desenvolvida, algumas têm
habilidades pobremente desenvolvidas e a maioria de nós se encontra no meio.

Colocando a Inteligência Emocional em termos bem simples: algumas pessoas são boas com
pessoas e na relação com seus próprios sentimentos – outras não. É tudo uma questão de
habilidade!

Os benefícios das boas habilidades de IE

A maioria de nós já encontrou pessoas com excelentes habilidades técnicas (o que costuma
ser chamado de "habilidades concretas"), mas que nunca progrediram em suas carreiras por
causa da sua falta de capacidade em controlar as suas emoções e de manter bom
relacionamento com as outras pessoas (as "habilidades maleáveis").

Se uma pessoa é um excelente especialista técnico, ela será eventualmente colocada como
encarregada de outras que estão fazendo o mesmo trabalho. E é aí onde as habilidades da IE
se tornam necessárias. Agora as habilidades técnicas não são suficientes – a pessoa precisa
ser capaz de se comunicar, fazer coaching e motivar as outras pessoas – habilidades que
podem não ter sido desenvolvidas em um treinamento especializado – bem como estar no
comando do seu próprio humor e impulsos.

Além do seu valor no local de trabalho, a Inteligência Emocional é um pré-requisito para bons
relacionamentos pessoais e sociais. As pessoas tendem a se esquivar daquelas que estão à
mercê de seus sentimentos, que são incapazes de se motivarem ou que não podem se
envolver em comunicação interativa.

Como a IE é semelhante a PNL?

O "o que?" da IE

As pesquisas e as publicações sobre IE fazem um excelente trabalho ao definir a Inteligência


Emocional, demonstrando como a IE pode ser medida quantitativamente e como a IE é
apoiada pela pesquisa da neurociência indicando o que acontece no cérebro quando nós
experimentamos humores.
O "por que?" da IE

Essa pesquisa da IE também nos fornece muitos dados sobre os benefícios de ser habilitado
em IE e como isso traz benefícios na melhoria do desempenho e dos resultados na liderança,
nos relacionamentos, na educação e numa ampla gama de outras áreas.

O "como fazer isso?" da IE

O movimento da Inteligência Emocional é menos forte na maneira prática de desenvolver as


cinco áreas da habilidade com uma gama de sugestões que incluem obter coaching individual,
receber feedback de amigos e colegas, estar consciente do seu humor, e usar as dicas e
técnicas para monitorar as suas emoções e melhorar as suas habilidades de comunicação.

Efetivamente, o movimento da IE é importante ao definir o O QUE e o POR QUE da IE, mas


não é tão bom em fornecer um COMO FAZER sistemático e integrado. E é aí onde entra um
treinamento de PNL meticuloso e integrado.

O programa dos nossos cursos sobre habilidades básicas da PNL

Os nossos cursos de cinco dias sobre PNL (os cursos da Pegasus NLP) foram projetados para
fornecer uma experiência de cinco dias que habilita as pessoas a desenvolverem e praticarem
cada uma das áreas de habilidades da IE. E, visto que desenvolver uma habilidade exige
prática e feedback bem como informação, os nossos cursos são, desde o início, altamente
experimentais e orientados para a ação.

Vamos dar uma olhada em algumas das maneiras em que as cinco áreas de competência são
tratadas no curso:

(1) Fique consciente das suas emoções e como elas mudam

Nós exploramos como os pensamentos e os sentimentos interagem, como o nosso


pensamento cria alguns dos nossos humores – e como o fenômeno da Ancoragem pode
causar instantaneamente uma mudança de humor – mesmo sem pensar.

(2) Controle o seu humor e use-o para ajudá-lo a pensar

Como podemos usar a nossa fisiologia e os nossos pensamentos para mudar de humor. Como
estar no estado emocional certo para cada situação. Como usar técnicas como as Diferentes
Perspectivas (ou posições perceptivas) para ser menos responsivo ao comportamento negativo
de outras pessoas.

(3) Motive-se

Como ficar consciente de nossos Valores pessoais e como isso influencia as nossas ações.
Como os Valorespodem ser usados para você se motivar ou motivar os outros.

(4) Entenda o humor dos outros

Como desenvolver a nossa capacidade de reconhecer mudanças sutis do humor nos outros a
partir de como eles agem e são ouvidos. Como reconhecer e utilizar a comunicação não-
verbal, criar rapport com elas e ajudá-las a mudar o humor onde isso é apropriado.

(5) Habilidades de comunicação

Como se comunicar com uma pessoa em um estilo que se adapte a ela, como se comunicar
com grupos, como entender o ponto de vista de outra pessoa, como o
nosso comportamento afeta a outra pessoa e vice-versa, a importância de preferir perguntas
mais do que as afirmações, o valor de aprender sobre uma pessoa antes de tentar influenciá-
la. E no fim do curso, exploramos como o nosso modelo de influência pode ser usado para se
comunicar usando tudo que foi aprendido no curso.

A competência 'que falta' na Inteligência Emocional?

As cinco áreas das habilidades ou competências em Inteligência Emocional são muito úteis.

Dito isso, a Inteligência Emocional não aborda como essas cinco áreas operam de forma
sistêmica, isso é, como desenvolver a sua habilidade em uma área afeta as outras.
Na PNL os Níveis Lógicos ou o Mapa da Personalidade fazem isso de uma forma muito clara
e simplificada. É um dos primeiros modelos que nós exploramos em nossos cursos e depois os
usamos em cada dia do curso para ver:

1. como tudo que é experimentado no curso nos influencia de forma sistêmica.


2. como os diferentes 'níveis' da nossa personalidade afetam uns aos outros. Por exemplo, nós
podemos usá-lo para ver porque mudando a sua fisiologia afeta o seu humor, pensamento,
motivação e autoestima.

Ter essa competência 'adicional' é como ter uma visão global para o seu desenvolvimento da
Inteligência Emocional para que os insights e habilidades se integrem um com outro - em vez
de ser uma coleção de dicas e técnicas úteis porém isoladas.

Este artigo How Emotional Intelligence and NLP work together encontra-se no site Pegasus
NLP Training
Categoria:

 Artigos sobre Assuntos Diversos