Sei sulla pagina 1di 4

Resposta da questão 1:

[D]

Aplicando a equação de Gauss, vem:


1 1 1 1 1 1 2 1 1
         p'  25 cm
f p p' 25 25 p' 25 25 p'
2

Pela equação do aumento linear, obtemos:


i p' i 25
    i  50 cm
o p 50 25

Portanto, a imagem é invertida, do mesmo tamanho do objeto e está a 25 cm do espelho.

Resposta da questão 2:
[D]

Dentre as alternativas, a única que descreve corretamente as características da imagem


formada é a [D].

Resposta da questão 3:
[E]

Para o objeto localizado entre o foco e o vértice de uma lente convergente, a sua imagem será
virtual, direita e maior.

Resposta da questão 4:
[A]

Usando a equação de Gauss, temos:


1 1 1
 
f di do

Onde:
f  distância focal;
di  60 cm  distância da imagem ao vértice do espelho;
do  20 cm  distância do objeto ao vértice do espelho.

Assim,
1 1 1 60 cm
  f   15 cm
f 60 cm 20 cm 4

Resposta da questão 5:
[B]

Para objetos reais, o espelho convexo sempre gera imagem virtual, direita e menor.

Resposta da questão 6:
[A]

Uma das faces do prédio é curva, concentrando os raios solares refletidos, semelhante a um
espelho côncavo.

Resposta da questão 7:
[C]

O objeto tem 10 cm de altura, então: h  10 cm.


Se a lente está sendo usada no ar, como ela é biconvexa, ela comporta-se como lente
convergente. Então, se o tamanho da imagem é menor que o do objeto, essa imagem é real e
invertida. Portanto: h'  2,5 cm.
Usando a 1ª equação do aumento linear transversal:
h' 2,5 1
A  A .
h 10 4

O espelho tem raio de curvatura R  20 cm. Como ele é côncavo, a distância focal é:
R 20
f   f  10 cm.
2 2

Usando a 2ª equação do aumento linear transversal:


f 1 10
A    10  p  40  p  50 cm.
f p 4 10  p

Resposta da questão 8:
[D]

De modo a se ter a imagem com as características descritas, a lente deve ser convergente e o
objeto deve ser posicionado entre o foco e o centro de curvatura.
Observe a figura abaixo:
Resposta da questão 9:
[A]

Dados do enunciado:
p  20 cm f2  4 cm
f1  5 cm i2  ?
i1  2 cm

Posição da imagem para a lente divergente:


1 1 1 1 1 1
      p1 '  4 cm
f1 p p1 ' 5 20 p1 '

Altura do objeto:
i1 p ' 2 ( 4)
 1    o  10 cm
o p o 20

Posição da imagem para a lente convergente:


1 1 1 1 1 1
      p2 '  5 cm
f2 p p2 ' 4 20 p2 '

Altura da segunda imagem:


i2 p ' i 5
 2  2   i2  2,5 cm
o p 10 20

Portanto, a nova imagem apresentará uma altura de 2,5 cm.

Resposta da questão 10:


[E]

Aplicando a relação de Gauss e percebendo que f  50 cm por se tratar de um espelho


convexo, temos:
1 1 1 1 1 1 1 8
      
f p p' 50 30 p' p' 150
 p'  18,75 cm

Pela equação do aumento linear, chegamos a:


i p' i 18,75
  
o p 10 30
 i  6,25 cm

Resposta da questão 11:


[A]

Trata-se de objeto real.


- 1ª posição:
A imagem é invertida, então ela é real.
A ampliação é menor que 1: A  1: imagem menor que o objeto.

- 2ª posição:
A imagem é direita, então ela é virtual.
A ampliação é maior que 1: A  1: imagem maior que o objeto.

Resposta da questão 12:


[E]
Substituindo as dados do enunciado na equação do aumento linear e lembrando que a imagem
será invertida pela lente da câmera, temos:
i p' 4 p' 2p
     p' 
o p 270 p 135

Utilizando o resultado acima na equação de Gauss, chegamos a:


1 1 1 1 1 135 1 137
      
f p p' 8 p 2p 8 2p
 p  548 cm

O estudante deverá se posicionar a 548 cm do poste.

Resposta da questão 13:


[C]

O tipo de espelho esférico é facilmente determinado, pois a única imagem do espelho convexo
é do tipo menor, direita e virtual, portanto o espelho é côncavo.

Para saber o raio de curvatura, usamos a equação de Gauss:


1 1 1
 
f di do

Em que:
f  distância focal = metade do raio de curvatura do espelho;
di  distância da imagem (no caso este valor é positivo, pois a imagem foi projetada, portanto,
real);
do  distância do objeto ao vértice do espelho.

Além disso, necessitamos utilizar a equação do aumento linear, que é dada por:
| i | | di |
A 
o do

Onde:
i  tamanho da imagem em módulo;
o  tamanho do objeto.

Da equação de aumento, obtemos a seguinte relação entre di e do :


di  4  do

Mas, nos foi fornecido a distância entre o objeto e a imagem, logo:


di  do  2,4 m  4do  do  2,4 m  do  0,8 m

Substituindo na equação de Gauss:


1 1 1 1 1 1 1 5 4 do 4  0,8 m
       f    f  0,64 m  64 cm
f di do f 4 do do f 4 do 5 5

Como o raio é o dobro do foco:


R  2  64 cm  R  128 cm