Sei sulla pagina 1di 6

15/04/2017

15/04/2017 Análisecomparativadeascensãoporcorda:métodomecânicooumanual

Análisecomparativadeascensãoporcorda:métodomecânicooumanual

educaciónfísicaeducacionfisicadeportesdeportesportfutbolfútbolentrenamientodeportivodiscapacidadaventurapoker

jackpotbetapuestadadosdicecasinonaturalezalesiónlesiondeportivapsicologiasociologiaestudiossocialesculturales

physicaljuegosgamegamblingeducationsportsscienceseducationphysiquegimnasiafitnessnatacionatletismovelocidad

fl l f h l l f f l Análisecomparativadeascensãopor

fl

l

f

h

l

l

f

f

l

Análisecomparativadeascensãopor

fl l f h l l f f l Análisecomparativadeascensãopor corda:métodomecânicooumanual

corda:métodomecânicooumanual

Análisiscomparativodeascensoporcuerda:métodomecánicoomanual

AcadêmicosemEducaçãoFísica

UniversidadeFederaldeUberlândia

(Brasil)

DouglasAbrahãodeOliveira

FernandoTeixeiradosSantos

Resumo

Ascensãoporcordafixaéumatécnicautilizadaafimdeoindivíduoascenderporumacordapresaaumdeterminadolugar(ancorada).Esterecursoé

comumenteutilizadoemtécnicasderesgateouematividadeseesportesdeaventura.Paratanto,sabendoqueháduasprincipaistécnicasdeascensãoporcordafixa

(manualemecânica),setornarelevanteestudaravelocidadeeesforçodesubidaentrecadaumadastécnicasafimdesuporqualtécnicasetornamaiseficiente.

Nestesentido,foramescolhidostrêssujeitosnãofamiliarizadoscomasduastécnicase,comousodeumcronometro,foimedidoavelocidadedesubidaeregistradoa

frequênciacardíacaatravésdeumfreqüencímetro;sendooprimeiroafimdemediravelocidadedecadaumadastécnicas;eosegundoafimdemediroesforço.

Tambémfoirealizadaumaanálisesubjetiva,diantederelatosdesensaçõesdosindivíduossubmetidosàpráticadeascensãoemcordafixa.Segundorelatodossujeitos

depesquisa,ométodomanualpossuimaiorfacilidadedeexecução,poisomecânico,emboramaiseficiente,demandacertatécnicaemaiorfamiliarizaçãoafimde

superarpossíveismedosoureceioscomousodeumequipamentodesconhecidoporpartedosujeitonãofamiliarizado.Portanto,tem­secomoresultado,queo

métodomanualdeveseroprimeiroaserensinado,tendoemvistaafacilidadedeaprendizadoporindivíduosnãofamiliarizadosemcontraposiçãoaométodo

mecânico,queapresentamaiordemandatécnica.Porém,osegundométodoapósserapreendido,influiemummenorgastoenergéticoemaiorvelocidadedesubida.

Unitermos:Ascensãoporcorda,cordafixa.

Resumen

Elascensoporcuerdafijaesunatécnicautilizadaparasubiraunapersonaporunacuerdaatadaaunlugardeterminado(acoplado).Estacaracterísticase

utilizacomúnmenteenlastécnicasderescateodeactividadesydeportesdeaventura.Paraello,sabiendoquehaydostécnicasprincipalesdeascensoporcuerdafija

(manualymecánica),sehacerelevanteestudiarlavelocidadyelesfuerzodesubidadecadaunadelastécnicasparaaveriguarcuáleslatécnicasevuelvemás

eficiente.Enestesentido,fueronelegidostressujetosquenoestánfamiliarizadosconambastécnicas.Conelusodeuncronómetro,semidiólavelocidadyseregistró

elaumentodelritmocardíacoatravésdeunfrecuencímetro;siendoelprimeroparamedirlavelocidaddecadatécnica,yelsegundoparamedirelesfuerzo.

Tambiénserealizóunanálisissubjetivo,antesdelosinformesdelossentimientosdelaspersonassometidasalaprácticadelaascensióndecuerdafija.Segúnel

informedelossujetosdeinvestigación,elmétodomanualposeemayorfacilidaddeimplementación,yaqueelmecánico,aunqueesmáseficiente,conllevaunatécnica

másfamiliarparasuperarlosmiedosopreocupacionesconelusodeundispositivodesconocidoporelsujetoquenoestáfamiliarizado.Porlotanto,tenemoscomo

resultadoqueelmétodomanualdebeserelprimeroquedebeserenseñado,envistadelafacilidaddeaprendizajedelosindividuosnofamiliarizados,en

comparaciónconelmétodomecánico,quepresentaunamayorexigenciatécnica.Sinembargo,elsegundométodoluegodeseraprendido,significaunmenor

consumodeenergíaymayorvelocidaddeascenso.

Palabrasclave:Cuerdadesubida.Cuerdafija.

EFDeportes.com,RevistaDigital.BuenosAires,Año16,Nº159,Agostode2011. http://www.efdeportes.com .BuenosAires,Año16,Nº159,Agostode2011.http://www.efdeportes.com

1. Introdução

1/1

http://www.efdeportes.com 1. Introdução 1/1

Esseartigotemcomotemaaascensãoporcordafixa,técnicautilizadaparaascenderporumacordapresaaum

determinadolugar (ancorada). Este recursopode serutilizadoem atividades onde sãodesempenhadas técnicas

verticais,ematividadeseesportesdeaventura,bemcomoresgatesesocorrosdeurgência.

Diantedisso,elucida­seoseguinteproblema,afimdeserrespondidoaolongodestetrabalho:Avelocidadeda

subidaeoesforçoexigidointerferemnaeficiênciadeduastécnicasdeascensãodistintas:manualemecânico?

Justifica­serealizartalanálise,nosentidodepodercompararduastécnicasdistintas,vistoquecadaumadelastem

suasparticularidades,quedependemdafamiliarizaçãodeseuuso.Essastécnicassãoclassificadascomomanuale

mecânica,queviriamdeacordocomosaparelhosutilizados.Supõe­sequenãonecessariamenteumatécnicaémais

eficientequeaoutra,portanto,levantamosasseguinteshipóteses:

H0:Avelocidadeinterferenaeficiênciaeeficácia.

H1:Avelocidadenãointerferenaeficiênciaeeficácia.

15/04/2017

Análisecomparativadeascensãoporcorda:métodomecânicooumanual

H2:Oesforçointerferenaeficiênciaeeficácia.

H3:Oesforçonãointerferenaeficiênciaeeficácia.

Paratanto,sugerimos,comométodo,autilizaçãodesujeitosnãofamiliarizadoscomasduastécnicas.Comousode

umcronometrofoimedidoavelocidadedesubidaeregistradoafrequênciacardíacaatravésdeumfreqüencímetro.O

primeiro,afimdemediravelocidadedecadaumadastécnicas;eosegundo,afimdemediroesforço.

Tambémserárealizadaumaanálisesubjetiva,diantederelatosdesensaçõesdosindivíduossubmetidosàprática

deascensãoemcordafixa.

Portanto,foramescolhidos,deformaaleatória,trêsindivíduospararealizaressetrabalho,caracterizandoassimum

estudodecaso.

2. Ascensãoporcordafixa

Entende­seportécnicasverticais,habilidadesdesempenhadasnosdiversostiposdeescala(bouer,artificial,em

rochaougelooupararapelar).Deacordocomoreferencialteóricoouaescoladeformaçãodoescalador,essa

técnicapodeserdivididaemduas(ascensãomecânicaoumanual)pressupondoaprimeira,autilizaçãodeum

aparelhochamadodeAscensorMecânico,queprendeoescaladoràcorda,ecomomovimentodeempuxoparacima

doaparelhofazcomquedesloqueoescaladorverticalmente;easegunda,érealizadacomutilizaçãodenósblocantes

presosàcordaeaoboldrié(cadeirinha)doescaladoreacordaesapatilha.

Figura1. AscensãoMecânica Figura2. AscensãoManual

Figura1.AscensãoMecânica

Figura1. AscensãoMecânica Figura2. AscensãoManual

Figura2.AscensãoManual

15/04/2017

Análisecomparativadeascensãoporcorda:métodomecânicooumanual

3. Coletaeanálisededados

3.1. Escolhadossujeitos

Foram selecionados três sujeitos de forma aleatória, tendo como requisito principal a não familiarizaçãocomastécnicasemquestão.Entende­secomo“nãofamiliarizado”osujeitoquenunca realizouascensãoporcordanométodomanuale/oumecânico.

Apósselecionados,ossujeitostiveramumabreveinstruçãoedemonstraçãovisualdastécnicasa

seremrealizadas,afimdereproduzirastécnicasparapesquisa.

Foiobservadopelospesquisadoresduranteaexecuçãodoteste,omovimentorealizadopelos praticantes,afimdeaperfeiçoaraexecução,baseadonométodopropostoporOLIVEIRAem A nálise Qualitativa de Hay para: Ascensão por Corda Fixa – Método Manual (2010).

3.2. Localderealização

AcoletadedadosfoirealizadanoGinásio4daFaculdadedeEducaçãoFísicadaUniversidadeFederal

deUberlândia.

3.3. Materiaisutilizadosnacoletadedados

ForamutilizadosparaacoletadedadosumfreqüencímetrodamarcaOregonScientificeum

cronometrodamarcaCasio.

Paraarealizaçãodastécnicasdeascensão,foiutilizadoumacordacomdiâmetrode12mm,boldrié

damarcaKailahsdefitaefiveladuplaemosquetãoassimétricocomtravadamarcaHMS.

Nométodomanualfoiutilizadocordeletede7mm,comnóblocantetipoMachard,enométodo

mecânico foi utilizado ascensor de punho da marca Athon e anel de fita conquista de 60 cm

concomitantementeàestribodecordeletede7mmcomnóblocantetipoMachard.

3.4. Coletadedados

Ossujeitosforamsubmetidosaostestesduasvezes,afimdetornarmaisrealefidedignoo

resultado,poisseverificaqueemumasegundaexperiênciacomastécnicasestaérealizadacommais

propriedade.Emcadamétodo,foicronometradootempodesubidaeregistradoafrequênciacardíaca

inicialefinalafimdepredizeroesforçoetempoempregadoemcadaumadastécnicas.

Aoterminodas execuções os sujeitos da pesquisa relataram suas experiências, através das sensaçõesdeeconomiadeenergiaedafacilidadedeexecutarastécnicas.

Portantoalémdosdadosquantitativosconsideramosemnossaanáliseasexperiênciassubjetivasdos

indivíduosatravésdorelatodesuassensações.

4. Resultadosencontradosediscussões

Apartirdaanálisedosresultados,pode­seafirmarqueambasastécnicasexigemhabilidadesespecificasdo método,vistoquehouveumadiminuiçãosignificativadotempodeexecuçãoemtodososindivíduosnarepetiçãodo

movimento,conformeTabela1.

Tabela1.Freqüênciacardíacacoletada

15/04/2017

Análisecomparativadeascensãoporcorda:métodomecânicooumanual

Segundorelatadopelospraticantes,ométodomanualpossuimaiorfacilidadedeexecução,transmitindotambém maiorsegurançaaoindividuoenquantoométodomecânicoexigemaiordemandatécnica,etransmiteasensaçãode

insegurançadevidoàlidacomomaterialdesconhecido.(OLIVEIRA,2010)

Nãofoipossívelpredizer oesforçoatravés da frequência cardíaca,pois emambos os métodos estas se

aproximaram,oquepodeserexplicadopelaalturadesubidaexigidadossujeitos(4metros),queemsituaçõesde

subidasdemaioresalturas,provavelmenteiriamsentirmenordesgastefísico,devidoàfacilidadecomqueoaparelho deslocapelacorda,(enquantoonótravanacorda),evitandotambémasqueimadurasnasmãosdevidoaoatritocom

acorda.(OLIVEIRA,2010)

Durantetodooteste,afrequênciacardíacadossujeitosesteveelevadadevidoàtensãopré­testeeodesgaste

físicopeloesforçodarealizaçãodosmétodos,comopodeserobservadonaTabela1narealizaçãodotestedois.

Umdossujeitosrelatouquesuaalteraçãodafrequênciacardíacafoidesencadeadapelomedoenumsegundo

momentopeloesforço.

Sendoassim,corroboraahipótesedotrabalhodequeométodomanualexigemenordemandatécnica,porém maioresforçofísico,quenãonecessariamenteresultadoemummenortempodesubida,poisagregadoaestes fatoresseencontramaspectos,como: alturadesubida,técnicaderealizaçãodomovimento,forçaepesodo

individuo,envergadura,flexibilidadedentreoutras.(OLIVEIRA,2010)

Outroaspectoobservadonométodomanualéadiminuiçãodafrequênciaeaumentandodaamplitude,aocontrario

dométodomecânico.

5. Conclusão

Sendoassim,podemosconcluirqueestetrabalhoseapresentarelevante,poisaliteraturacientificasobreaáreade

aventuraeprincipalmentedeTécnicasVerticaisseapresentaescassa,sendoencontradosapenasestudosreferentes

aanálisesantropométricasoumeramentetécnicasquenãoexemplificamdeformaacadêmicaecientíficaosaspectos

engajadosnestasmodalidades.

Outropontoquedeveserlevadoemconsideraçãonaanáliseéaformacorretadeexecuçãodoatomotor

“ascensãoemcorda”,tendoemvistaqueháoutrastantasvariáveisnecessáriasnavalidaçãodatécnicamaiseficiente

eeficaz,apresentadosconformefluxograma:

15/04/2017

Análisecomparativadeascensãoporcorda:métodomecânicooumanual

Fluxograma1. AnálisequalitativaModeloHay(OLIVEIRA,2010)

Fluxograma1.AnálisequalitativaModeloHay(OLIVEIRA,2010)

Portantopodemosconcluirapartirdashipóteses;queavelocidadeinterferenaeficiênciaeeficácia,tendoemvista

quemaiorvelocidadedesubidapodeimprimirummaiorritmodesubidaeaotérminodatarefaprimeiro,entretantoa

execuçãodeformamaisrápidalevaaodesgasteantecipado.

Hipóteses:

H0:Avelocidadeinterferenaeficiênciaeeficácia.

H1:Avelocidadenãointerferenaeficiênciaeeficácia.

H2:Oesforçointerferenaeficiênciaeeficácia.

H3:Oesforçonãointerferenaeficiênciaeeficácia.

DesmistificandoahipóteseH1,poissesabequeavelocidadeinterferediretamentenaeficiênciaeeficácia,apesar

depoderproporcionarmaiordesgaste.

Oesforçointerferediretamentenasduasvariáveis(EficáciaeEficiência),poisquantomaiscansadooindivíduose

apresenta,menorseráseutempodesubida.DesmistificandotambémahipóteseH3,dequeotemponãointerferena

subida.(ConformeTabela1)

Aindapodemosconcluirqueométodomanualdeveseroprimeiroaserensinado,tendoemvistaafacilidadede

aprendizadoporindivíduosnãofamiliarizadosemcontraposiçãoaométodomecânico,queapresentamaiordemanda

técnica.

Masquecomoaprendizadodoprimeirométodoosegundodeveserapreendido,poisinfluiemummenorgasto

energéticoemaiorvelocidadedesubida.

Deveserressaltadoqueospraticantesdevemsaberaplicarosdoismétodos,afimdeevitarfalhaseimprevistos.

Referências

15/04/2017

Análisecomparativadeascensãoporcorda:métodomecânicooumanual

A scensão por corda fixa .Disponívelem: http://www.marski.org/component/content/article/32­tecnicas/224­ scensão por corda fixa.Disponívelem: http://www.marski.org/component/content/article/32­tecnicas/224­

ascensao­por­corda­fixa,acessadoem02/04/2011.

BECK,Sérgio. Com unhas e dentes .SãoPaulo,copyrigth.1995. Com unhas e dentes.SãoPaulo,copyrigth.1995.

DAFLON,CintiaeFlávio. Escale Melhor e Com Mais Segurança .RiodeJaneiro,C.A.A.2007. Escale Melhor e Com Mais Segurança.RiodeJaneiro,C.A.A.2007.

HAY,J.&REID,J. As bases anatômicas e mecânicas do movimento humano .RiodeJaneiro.PrenticeHalldo As bases anatômicas e mecânicas do movimento humano.RiodeJaneiro.PrenticeHalldo

Brasil,1985.

OLIVEIRA,D. A. Análise qualitativa de Haypara: ascensão por corda fixa. Método manual. Anais do I Congresso Científico Internacional de Educação Física, Esporte, Saúde e Educação do Triangulo Anais do I Congresso Científico Internacional de Educação Física, Esporte, Saúde e Educação do Triangulo Mineiro.

Uberaba.2010.pág.151­156.

OutrosartigosemPortugués

Recomiendaestesitio
Recomiendaestesitio
Outrosartigos emPortugués Recomiendaestesitio Buscar Búsquedapersonalizada EFDeportes.com, Revista
Buscar
Buscar
Outrosartigos emPortugués Recomiendaestesitio Buscar Búsquedapersonalizada EFDeportes.com, Revista Digital

Búsquedapersonalizada

EFDeportes.com, Revista Digital ·Año16·N°159|BuenosAires,Agostode2011

©1997­2011Derechosreservados