Sei sulla pagina 1di 85

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

o hambúrguer

Edição 388 • maio 2018


impossível
Ele é idêntico a carne. Mas não é
carne. Custou US$ 250 milhões.
E nós experimentamos. p. 38

Ele criou uma


nova corrida
espacial e operou
a maior mudança
na indústria
automobilística
em 100 anos.
Agora, pretende
revolucionar
o transporte
público, as
viagens aéreas,
a internet.
E tem tudo para
conseguir. p. 24

por felipe germano

especial de 14 páginas

o futuro segundo

p. 42
como o 5g vai
matar o limite de
dados no celular.
elon musk
p. 64
donald glover,
o renascentista
de hollywood.
p. 58
os piolhos que
salvaram vidas
na 2a guerra.
p. 46
como funciona a
sanfona? e a cuíca?
e o berimbau?
p. 52
tudo
sobre
o nada.

SI_388_CAPA_MUSK.indd 1 16/04/18 21:24


superinteressante 1/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
TECNOLOGIA

COMO O

VA I
MUDA R O
MUNDO

SI_388_5G.indd 42 19/04/18 17:56


tecnologia 2/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
como ele é
O 5G transmite com
maior velocidade e menor
latência (tempo que cada
ponto da rede leva para
repassar os dados).

o veículo. Elaine foi a primeira pedeste V e l o ci d ad e


morta por um carro autônomo. Eles pro-
vavelmente vão atopelar mais pessoas.
E, toda vez que isso acontecer, a opinião 10
gigabits
pública ficará assustada (o Uber, dono por
do carro que matou Elaine, interrompeu segundo
seus testes após o acidente). Mas já existe (10 mil
uma tecnologia que promete erradicar mbps)
Nova geração os acidentes com veículos autônomos,
e mudar outos aspectos da sua vida: a
da telefonia quinta geração da telefonia celular, ou 5G.
Ela é tão importante que o governo
celular promete dos EUA chegou a cogitar a constu-
ção de uma rede 5G estatal, só para
revolucionar as não ficar atás dos chineses (que vão
inaugurar a sua no final deste ano). As
cidades – e, de operadoras americanas se mexeram, e
agora prometem montar redes 5G em
quebra, acabar 30 cidades do país até dezembro – antes 100
mesmo dos celulares compatíveis com megabits
com os limites essa tecnologia, que só vão começar a por
segundo
chegar ao mercado ano que vem.
de dados nos A grande novidade das redes 5G (mbps)
é que elas tabalham em frequências 4G 5G
smartphones. mais altas, ou seja, nas quais as ondas
eletomagnétcas oscilam mais vezes
Veja por quê. por segundo [veja quadro na próxima l at ê n ci a
página]. Graças a isso, o 5G promete
tês vantagens: mais velocidade, maior 4G
número de conexões e menor latência.
“A conexão pode perfeitamente atn-
Reportagem Bruno Garattoni
gir 20 ou 30 gigabits por segundo”, afir-
Ilustração Marcus Penna
Design Estúdio Nono ma Vinicius Dalbem, vice-presidente de
estatégia da Ericsson. Seria o suficiente
para baixar um filme inteiro, na reso-
lução Ulta HD (4K), em tês segundos.
Na prátca, a velocidade será menor: 10 50
gigabits por segundo (ou menos, depen- milissegundos
dendo do que cada operadora decidir). (0,05 s)
De toda forma, o 5G será muito mais
Eram dEz da noitE, estava escuro, e a veloz do que as redes 4G atais. Isso 5G
desempregada Elaine Herzberg, de 49 é ótmo, mas não o mais importante.
anos, resolveu atavessar uma avenida Talvez você já tenha ouvido falar da
em Tempe, cidade de 160 mil habitantes chamada “internet das coisas”, que vai
no sul dos EUA. Ela estava fora da faixa, conectar todos os objetos do dia a dia
o sinal estava aberto para os carros, e lo- – da geladeira da sua casa às lâmpadas
go aconteceu o pior. Elaine foi atopelada da rua. Hoje isso soa meio bobo, mas
por um Volvo XC90, de 2.000 quilos, a 61 vai acabar transformando o mundo.
km/h. Morreu no ato. Seria apenas mais
uma vítma do tânsito, não fosse por
Quando todo carro tver sua própria
conexão à internet, por exemplo, poderá
1
milissegundo
um motvo: um robô estava dirigindo se comunicar automatcamente com os - (0,001 s)

SI_388_5G.indd 43 16/04/18 15:32


tecnologia 3/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Para que ele serve
Rede ultraveloz e instantânea permitirá
No trâNsito: os carros autôno-
mos irão se comunicar em tempo
real uns com os outros, evitando
conectar coisas que hoje estão isoladas acidentes e melhorando o trânsito.
– e deixará as cidades mais inteligentes. Ambulâncias e carros de bombeiros
avisarão aos semáforos que estão
chegando – e receberão sinal verde.

Em casa: praticamente todos


os eletrodomésticos terão algum
tipo de conexão à internet. Ela será
automática (você não precisará
confgurá-la, como hoje). Isso só
será possível graças ao 5G – que
suporta 1 milhão de dispositivos
conectados a cada km2 de área.
No cElular: a capacida-
de da rede 5G é tão grande
que as operadoras poderão
oferecer planos com uso
ilimitado de dados. E você
poderá usar a sua conexão
sem se preocupar em es-
tourar a franquia mensal.

Nos portos: robôs co-


nectados à rede 5G irão
carregar e descarregar
contêineres (que tam-
bém terão transmissores
5G) de forma automáti-
ca. O porto de Barcelona,
na Espanha, já planeja
fazer isso. Num segundo
momento, o 5G será usa-
do para conectar robôs
da construção civil.

SI_388_5G.indd 44 16/04/18 15:32


tecnologia 4/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Como ele
funCiona
O sistema opera em fre-
quência mais alta, e por isso
tem maior capacidade de
transmissão de dados.
outos veículos, com os semáforos e No Brasil, a história é outa
com os celulares nos bolsos das pessoas. “É muito difícil, nas condições atais, a
E aí, em vez de usar sensores e radares gente cravar uma data”, afirma André
para tentar enxergar os obstáculos e Sarcinelli, diretor de engenharia da Cla-
reagir a eles, como acontece hoje, os ro. A operadora, bem como suas rivais
veículos autônomos saberão as posições Tim e Vivo, vê com cautela a chegada
reais de todas as coisas. da tecnologia ao Brasil – que, segundo
Isso só é possível com o 5G, pois
1 os celulares 4G, que te- estmatvas do mercado, pode só ocorrer
mos hoje, operam na frequência
ele suporta uma enorme quantdade de 2,5 GHz. Ou seja: eles emitem ente 2020 e 2022. Há dois motvos.
de conexões simultâneas: aguenta até 1 e recebem ondas eletromagné- O primeiro é dinheiro. O 5G só al-
milhão de aparelhos a cada km2 de área ticas que oscilam 2,5 bilhões de cança a velocidade máxima se a opera-
vezes por segundo.
(dez vezes a capacidade da tecnologia dora usar frequências de tansmissão
4G). No bairro paulistano de Pinhei- bem altas. Só que isso diminui muito o
ros, por exemplo, poderia haver até 8 alcance do sinal. “Nas frequências mais
milhões de conexões simultâneas – ou elevadas, de 26 a 40 GHz, cada tans-
133 dispositvos por habitante. missor cobre uma área de 100 a 300
A terceira novidade das redes 5G é metos, no máximo”, explica Agostnho
a baixa latência, ou seja, o tempo que Linhares, gerente da Anatel. Resultado:
cada antena ou ponto da rede leva para as operadoras teriam de instalar até 10
processar –e, se for o caso, repassar– os 2 o seu celular e as redes vezes mais antenas do que hoje, a um
dados. As ondas eletomagnétcas usa- com as quais ele se comunica custo altíssimo. Por isso, nos EUA e
manipulam a amplitude dessas
das para tansmitr informações (seja ondas para representar os dados
na China, o 5G vai começar operando
no 5G, no Wi-Fi, ou em qualquer outa que serão transmitidos. numa frequência mais baixa.
rede sem fio) viajam sempre na mesma No Brasil, as operadoras pretendem
velocidade: a da luz. Mas, na prátca, a fazer o mesmo, e usar a frequência de 3,5
tansmissão de dados sempre é mais GHz. Elas vão comprar o direito de usar
lenta. Nas redes 4G, a latência é 50 essa frequência num leilão, que a Anatel
milissegundos (0,05 s). Parece pouco, deve fazer em 2019. Mas há um porém.
mas não é: uma informação que fosse A tal frequência é vizinha da chamada
recebida e retansmitda por dez carros, “banda C estendida”, hoje usada para
por exemplo, só chegaria ao últmo de- 3 a rede 5G opera em frequên- tansmitr TV aberta via satélite. Para
les 1 s depois do primeiro. Acidente na cias bem mais altas: 3,5 GHz a 40 evitar interferência, antes de inaugurar
certa. Na tecnologia 5G, a latência é 50 GHz. As ondas oscilam mais vezes o 5G seria necessário instalar filtos nas
a cada segundo – e, por isso, dá
vezes menor. A tansmissão é pratca- para transmitir mais dados. casas que têm parabólica, um tabalho
mente instantânea – e isso abre várias e tanto (são 20 milhões de residências,
possibilidades (veja infográfico ao lado). e boa parte precisaria do tal filto).
Mas talvez o benefício mais imedia- Em suma: por aqui, o 5G vai demo-
to de todos seja o fim das franquias de rar. E, quando chegar, talvez seja sem
dados (aquela quantdade, geralmente sua promessa mais tentadora, o fim dos
2 a 4 GB, que você pode usar por mês). limites mensais de dados. “Se o consu-
A capacidade da rede 5G é tão enor- mo de dados contnuar crescendo como
me que as operadoras poderão oferecer hoje, não ter limite é muito difícil”, diz
planos sem limite de dados – e você Átla Branco, diretor de planejamento
poderá usar seu celular à vontade, co- da Vivo. Claro e Tim adotam a mesma
mo hoje usa a internet da sua casa. Isso postra. Não é impossível que elas ve-
é tão revolucionário quanto a mudança 4 o sistema também usa nham a oferecer planos ilimitados – em
das conexões dial-up para a banda lar- vários “canais de dados” (sub- 2017, a operadora americana Verizon fez
ga, no começo dos anos 2000. frequências) ao mesmo tempo. isso no seu 4G, e logo foi copiada pelas
Cada celular poderá ter até 256
O 5G vai mudar o mundo. Mas terá microantenas operando simulta- rivais Sprint e AT&T. O maior desafio,
de passar por alguns obstáculos para neamente – o que multiplicará a como frequentemente acontece, não é
chegar ao Brasil. E não são pequenos. velocidade de transmissão. tecnológico. É econômico. S

SI_388_5G.indd 45 16/04/18 15:32


superinteressante 1/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
perfil

SI_388_Perfil_Glover.indd 64 16/04/18 16:37


perfil 2/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0

Imagem Dulla (cartão de visita) Getty Image (foto)


MAIO 2018 SUPER 65

SI_388_Perfil_Glover.indd 65 16/04/18 1
perfil 3/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
Corra!, thriller de realismo fantástco

E
que critca as relações raciais nos EUA,
foi vencedora do últmo Grammy. Re-
dbone, na verdade, é cria de Childish
Gambino, o alterego musical de Donald
– uma licença que ele usa para cutcar
o racismo e a violência da sociedade
americana. Seu últmo álbum vendeu
mais de meio milhão de cópias. No ano que viraram símbolo conservador e de
passado, ele anunciou que vai deixar o apoio à escravidão. Lá, o artsta cresceu
codinome para tás (o que não impe- como Testemunha de Jeová, sem tele-
diu os fãs de Star Wars de apelidá-lo devisão, filmes e festas de aniversário, e
“Childish Landino”). ouvindo dos pais que o mundo era um
A versatlidade de Donald não é co- “lugar perigoso”. “Quando algo chegava
mum. Hollywood está cheia de artstas até nós, era muito incrível. Pequenas
que tentaram se aventrar em outas coisas completamente normais para os
áreas – e escorregaram feio. Madonna, outos eram fascinantes para a gente”,
Em um raro dia dE chuva Em Los an- por exemplo, é a cantora mais bem-su- contou em um programa de entevistas
gELEs, Donald Glover se prepara para cedida de todos os tempos – mas rece- em março. Para Glover, o humor e a
divulgar a maior franquia da história beu o títlo de pior atiz do século pelo crueza do seu tabalho são resultado das
do cinema. Ele sabe que está no auge prêmio-piada Framboesa de Ouro. Ou tagédias que viu acontecer ao redor. Sua
da carreira. Diferente de seus persona- Ryan Gosling, que ganhou um Globo de mãe tabalhava em uma creche e cos-
gens inseguros ou abestalhados, enta Ouro pela atação em La La Land e que tmava ajudar as crianças mais neces-
na sala improvisada dento de sitadas que via por lá – o que
um quarto de hotel a passos fez com que Glover crescesse
largos, camisa de seda, cordão cercado de irmãos adotvos,
de ouro, calça de alfaiataria Glover cresceu em uma família além dos dois biológicos.
e barba bem cuidada. Parece Como poucas opções de
pronto para um editorial de diversão entravam na casa
moda, mas está com o ator religiosa, numa região racista. dos Glovers, Donald e o irmão
Alden Ehrenreich para falar Stephen – que hoje é rapper
sobre Han Solo: Uma História e também escreve roteiros
Star Wars, no qual interpreta de Atlanta – inventavam co-
o contabandista Lando Cal-
Seu trabalho foi a resposta. merciais, programas de TV e
rissian. Por mais que Alden dublagens falsas. A parceria
seja o protagonista do filme, dos irmãos chegou, inclusive,
é Glover quem responde às ao universo Marvel. A dupla
perguntas que quer com entsiasmo e estdou canto desde criança, mas que estava produzindo uma série animada
às que não quer com ironias que arran- tem uma banda falida e vive enfrentan- sobre o ant-herói Deadpool, prevista
cam gargalhadas dos entevistadores. do crítcas por sua cantoria. Glover não. para estear este mês, mas a FX cance-
É ele quem dá as frases de efeito que Tudo que ele toca faz sucesso. lou a empreitada devido a “divergências
provavelmente virarão manchete. Diz criatvas” na obra. Em resposta às es-
que não se vê como um representante Eremita pop peculações de que não estvesse dando
negro em Star Wars: “Não sou pôster de Vê-lo como o faz-tdo de Hollywood é conta do recado, Glover divulgou o ro-
nada. Minha responsabilidade é apenas irônico – principalmente porque ele co- teiro completo do últmo episódio em
ser ótmo”. No caso de Donald Glover, meçou a vida como um eremita cultral. seu Twitter. No material, já deletado da
“ótmo” não é exagero. Nascido em 1983 em uma base aérea rede social, um personagem questona:
Ele já ganhou um Globo de Ouro por na Califórnia, Glover mudou-se ainda “Você acha que cancelariam a série por
sua atação em Atlanta, seriado criado, criança para os arredores de Atlanta, on- causa de racismo? Todos os autores são
escrito, produzido, dirigido e (ufa) es- de não é raro encontar bandeiras dos negros. E as referências são bastante
telado por ele. A série – que conta a Estados Confederados, a parte sulista negras também. Talvez nós estejamos
vida de Earn, um rapaz pobre que largou dos EUA durante a Guerra da Secessão, alienando a nossa audiência branca?”.
uma prestgiosa universidade e agora O enrosco com a emissora é recen-
tenta gerenciar a carreira do primo as- te, mas o tom provocativo já estava
pirante a rapper – também lhe rendeu lá desde quando compunha raps na
dois Emmy, além de outo Globo de Universidade de Nova York. Em 2006,
Ouro para melhor produção de comédia. Glover e mais dois colegas já desbra-
Sua carreira musical é outo destaque. vavam o recém-lançado YouTube com
A canção Redbone, tilha do premiado o canal Derrick Comedy, no qual temas

SI_388_Perfil_Glover.indd 66 16/04/18 16:38


perfil 4/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
contoversos viravam piadas de gosto
duvidoso. Em uma das esquetes do tio,
Glover é o meste de cerimônia de um
campeonato de soletação e pede para
os partcipantes – brancos – soletarem
“nigger faggot”, uma ofensa racista e ho-
mofóbica. No vídeo Bro Rape, que atngiu
10 milhões de visualizações, ele encena Fotos Divulgação
uma relação não consensual com um O pOlímata
amigo para satrizar a frequente proxi-
midade ente estprador e vítma nesse 1
tpo de crime. Star warS
Ainda na faculdade, Glover chamou “Billy Dee
Williams disse
a atenção da humorista Tina Fey, que o que eu só
convidou para escrever roteiros para o precisava ser
canal NBC. Assim, ele se jogou na in- charmoso.”
dústia do entetenimento. Fez os seria- Essa foi a dica
dos 30 Rock, Atlanta e Community; criou que recebeu
do ator que
shows de stand-up comedy; lançou tês interpretou
álbuns; inventou uma campanha online Lando na tri-
para que fosse escolhido como o novo logia original.
Homem-Aranha, apoiada até por Stan
Lee (ele acabaria com o papel
do vilão Aaron Davis); pal-
pitou no roteiro de Pantera ele segue firme no raciocínio
Negra e, no ano que vem, se- de que a arte é uma manei-
rá Simba no live-acton de ra de questonar o mundo.
Rei Leão. Na frente ou atás Reclama que a realidade em
das câmeras, seu tabalho é que vive não é mais a pela
reconhecido. Não à toa, seus qual ele se interessa – a das
fãs dizem que ele é o único pessoas comuns. Jantares
Donald em quem votariam. caros, sorrisos no elevador
À minha frente, Glover e desconhecidos elogiando
agora enche a boca de mir- suas produções: nada disso
tlos no quarto de hotel. Seu interessa a ele (segundo ele
celular não para de piscar mesmo). Por alguns instan-
com novas mensagens, mas tes, até me convence de que
bom mesmo é ser anônimo.
2 A fama não é a garanta para Glover
atlanta realizar o que deseja, mas é um dos
O seriado, que meios. Digo que confrontar a opinião
está na segun-
da temporada, dominante, como ele faz, não é fácil,
é flho de e conto que uma vereadora ativista
Glover com brasileira acaba de ser assassinada. Ele
ele mesmo. descruza as pernas, se ajeita no sofá.
Ele escreve, “É preciso ser corajoso. E tem que ser
atua, produz
e dirige. muito corajoso para fazer o que ela fazia.
Não estou na mesma sitação, mas tento
3 fazer justça com a arte. Ter coragem
childiSh vem de acreditar em algo, e é difícil man-
gambino
Na música, é
ter essa fé depois de adulto. A maioria
associado a das pessoas apenas está levando a vida”.
Nesse quesito, ele é coerente. Basta vê-lo,
Foto Getty Images
Prince – com
mais críticas como Glover, Gambino ou Earn, para
sociais.“Ho- ter certeza de que ele acredita em um
mem negro de mundo mais justo. E de que está dispos-
bermuda, sou
um duplo sus- to a usar todos os holofotes – música,
peito”, diz 0 rap cinema, televisão, o que mais conseguir
Backpackers. inventar – para criá-lo. S

SI_388_Perfil_Glover.indd 67 16/04/18 16:38


superinteressante 1/1

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0 0
cardápio maio de 2018

52 24 Capa
Tudo sobre
o nada
Cada um dos
átomos que
o mundo de elon
Ele criou foguetes mais baratos, e carros
formam o seu que estão revolucionando a indústria.
corpo é feito de Agora quer mais.
vazio. Entenda
como o nada 38 Carne louca
governa tudo o Um hambúrguer vegetariano com
que existe. textura de carne, gosto de carne e uma
receita que custou US$ 250 milhões.
Nós provamos.

42 O futro é 5G
Como a nova geração de telefonia promete
transformar as cidades e a maneira como
nos relacionamos com a tecnologia.

46 Que som é esse?


Sanfona, berimbau, viola caipira, rabeca e
cuíca: um raio X dos instrumentos de corda,
percussão e sopro típicos do Brasil.

58 Piolhos me mordam
O biólogo que salvou milhares de ju-
deus com a vacina contra tifo que tinha
criado para os nazistas.

64 O faz-tdo das artes


Ele escreve, dirige, produz, atua, canta
e leva todos os prêmios. Conheça
Donald Glover, o renascentista de
Hollywood.

11 adianto de vida
Mulheres com flhos
essencial envelhecem mais rápido. número
incrível oráculo realidade
6 uma imagem... 12 Pulmões sujos 68 Pré-natal alternativa
Chamado para depor
no Congresso americano,
Produtos de limpeza são Como eram contados os 74 YesterdaY
quase tão nocivos à saúde anos antes de Cristo? Viaje no tempo rumo
Mark Zuckerberg foi rece- quanto cigarro.
bido por este protesto. ao auge dos Beatles. Um
conto de Clara Madriga-
21 jovem wookiee no, com ilustrações de
Entrevistamos Joonas Helena Sbeghen.
Suotamo, que interpreta
Chewbaccca no flme
Han Solo.

23 mais longe,
mais leve
A scooter dobrável 71 monocromia
8 ... uma oPinião que pesa 7 kg e Quais são as diferenças en-
Papa Francisco: fca do tamanho tre os tipos de daltonismo?
revolucionário ou de uma caixa 7.000.
conservador? de sapato.
000.000. 73 manual
000.000. Como não ser machista?
Cinco dicas para um mun-
12 enquanto isso 000.000. do mais igualitário.
14
supernovas 16
seu dinheiro foi Para:
3 notícias sobre
000.000
69 Pá Pum última página
10 um lugar ao sol 18 não é bem assim...
é o número
de átomos 71 lista
Sonda da Nasa que 78 mais uma rodada
suporta 1.400 oC será a 21 Pérolas do streaming que formam 72 lost in translation Quanto de álcool tem em
o seu corpo.
primeira a “tocar o Sol”. 23 você decide P. 54 72 conexões cada copo de bebida?

Capa Indio San (Ilustração)

SI_388_Cardápio.indd 4 16/04/18 19:12


superinteressante 1/14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
capa

ELONM O
fantástco
mundo
de

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 24 17/04/18 00:15


capa 2/14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00

MUSK
Texto Felipe Germano
Ilustrações Otávio Silveira
Design Fabricio Miranda
Edição Alexandre Versignassi

Ele criou uma


nova corrida
espacial e operou

o
a maior mudança
na indústria
automobilística
em 100 anos.
Agora, pretende
revolucionar
o transporte
público, as O chute veiO dO nada. No rosto. Elon estava em cima
de uma arquibancada, e o golpe foi forte o bastante para
viagens aéreas, fazê-lo se desequilibrar, rolando os degraus antes de cair
a internet. no chão. Lá embaixo, outos meninos mal esperaram
o corpo aterrissar para começar a chutá-lo novamente.
E tem tudo O primeiro agressor, então, se aproximou. Levantou a
para conseguir. cabeça do menino de 12 anos, e a arremessou de volta
conta o chão. De novo. De novo. De novo. A surra
deformou o rosto de Elon Musk. Ele teve que fazer
cirurgias para reconsttir o rosto e, tês décadas depois,
precisou voltar a ser operado para consertar alguns
canais respiratórios.
Depois do episódio, que aconteceu em 1983, em
Pretória, África do Sul, o tímido Elon se tornou mais
isolado do que já era. Começou a ir com mais frequência
a um local onde sabia que eventais agressores não o
encontariam: a biblioteca. Fez de lá uma morada. Leu
tdo o que conseguiu, chegou a decorar partes inteiras de
enciclopédias. Se você lhe perguntasse a distância ente
a Terra e a Lua, ele sabia responder que ela varia ente
Foto Bryce Dufy/Corbis via Getty Images

um mínimo de 363.104 km e um apogeu de 405.696 km.


Era um Google sobre duas pernas. Acumulava cada vez
mais conhecimento. Alguns anos depois, em 1988, aos
17 anos, ele se mudaria com a família para a América
do Norte (primeiro para o Canadá, depois para os EUA).
Nesse novo mundo, sua vida mudaria completamente.
E ele começaria a mudar o mundo. É o que vamos ver
nas próximas páginas. →
maio 2018 super 25

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 25 17/04/18 01:08


capa 3/14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0 0
Sem petróleo, com cérebro o caminhão
A Tesla vai fazer
caminhões elétricos:
No mundo de Elon, todos os carros e ca- zero a 100 km/h em
20 segundos levan-
minhões são elétricos e sabem se virar do 36 toneladas de
sozinhos. Veja o que a Tesla está fa- carga e autonomia
de 650 km com meia
zendo para tornar essa visão realidade. hora de recarga.

não faça isso


sensores
o “carro popular” A autonomia dos carros,
de qualquer forma, ainda
Os modelos anteriores da Tesla
Os carros da Tesla saem custavam um rim. Começavam em é falha. Em março de
da fábrica com 12 câmeras US$ 70 mil (R$ 400 mil no Brasil 2018, um motorista mor-
e sensores que permitem com câmbio mais impostos). O novo reu ao bater na lateral
ao carro fazer curvas sozinho Model 3 sai por US$ 35 mil (R$ 200 da pista com o sistema
– eles sabem se manter na faixa. mil se fosse vendido aqui). autônomo ligado.

Musk deu uma festa para comemorar Elon, porém, ainda demoraria para ser um banco online e, com o tempo, se
seus 19 anos, em 1990, e resolveu ousar: tabalhar essa área. Depois de formado tornou o PayPal. A ferramenta acabou
convidou Christe Nicholson, filha de seu em física e em economia (daí o estágio no vendida para o eBay em 2002, rendendo
chefe no Bank of Nova Scota – onde es- banco), foi empreender onde todo nerd US$ 180 milhões a Elon. Pronto. Ago-
tagiava. Foi um ato de coragem. Ele nunca com algum amor por dinheiro estava ra dava para voltar a pensar em carros
tnha conversado com ela; mesmo assim empreendendo: na internet. eléticos.
a moça foi. Rapidamente, ela descobriu Em 1995, criou, então, a Zip2, uma Bom, carro elético soa como algo no-
que o rapaz não era exatamente um Don espécie de avô do Google Maps, que vo, mas tata-se de algo tão antgo quanto
Juan. “Acho que a segunda frase que ele mapeava lojas e restaurantes próximos carro a gasolina. As baterias, porém, eram
me disse foi: O que você acha de carros do usuário, e ensinava você a chegar lá. pesadas e gastavam rápido demais. Até
eléticos?”, contou Christe¹. Não era a Quato anos depois, vendeu a ideia para o final do século 20 não havia carro
melhor das cantadas – só engenheiros a Compaq, e embolsou US$ 22 milhões elético com autonomia maior do que 150
tnham algum interesse em carros elé- Seu próximo negócio foi a X.com, uma quilômetos – ou bem menos, se você se
ticos naquela época. startp que começou com o objetvo de atevesse a andar a mais do que 50, 60

1. Em entrevista para o livro Elon Musk: Como o CEO bilionário da SpaceX e da Tesla está moldando nosso futuro.

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 26 17/04/18 00:15


capa 4/14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
trem fantasma
O trucão, que deve che- “Eu dirigi o ModEl 3”
gar em 2020, também Por Ulisses CavalCante*
tem os sensores que per- Carregar a bateria de um
mitem semiautonomia. Model 3 numa tomada comum
A vantagem: um único de três pinos leva 20 horas. Em
motorista será capaz de
guiar um comboio inteiro uma especial, que dá para instalar
(ah, sim: falta combinar em casa e existe em alguns esta-
com os legisladores). cionamentos, 5 horas. Para tornar
viagens possíveis, a empresa
o esportivo motor
instalou 10 mil pontos de recarga
de alta voltagem, capazes de
O novo Tesla Roadster,
Dirigir um elétrico é encher 80% da bateria em meia
prometido para 2020,
como andar de mon-
terá 1.000 km de hora. Ou seja: a viabilidade dos
tanha-russa: você mal
autonomia, vai passar carros elétricos depende de in-
percebe as ladeiras, por
dos 400 km/h e fará de
causa do torque instan- fraestrutura. Mas ela já é notável
zero a 100 km/h em 1,9
tâneo. Isso é uma mão na Califórnia, onde rodei com o
segundo – o bastante
na roda para fazer Model 3 por três dias. Autonomia
para deixar um F-1
carros velozes.
para trás. não foi problema. Bastou mudar
hábitos: usei vagas especiais para
carros elétricos em dois lugares
o bino sumiu bateria (shopping e edifício comercial).
O caminhão da Tesla (cha- Carro elétrico é igual ce- O sedã fcou carregando enquanto
mado apenas “Semi”, que lular: o começo da bateria eu fazia minhas coisas – não gas-
é “carreta” em inglês) tem recarrega mais rápido que tei tempo em posto. Também foi
apenas um assento. Com isso, o fnal. Numa tomada
consegue ter linhas esguias, comum, de qualquer fácil prever o consumo de energia:
que lhe conferem metade do forma, você vai precisar o carro mostra os pontos de
arrasto aerodinâmico de um de uma hora de recarga recarga rápida ao longo da rota.
caminhão convencional. para rodar meros 50 km.
* da revista Quatro Rodas

km/h. Mas os ares começaram a mudar significa que atngem sua potência má- no início dos anos 2000: uma série de
no começo do século 21. Uma revolução xima no mesmo instante em que você fabricantes independentes passou a cons-
estava a caminho: pouco a pouco foram pisa no acelerador, o que garante uma tuir eléticos artesanais, basicamente pe-
surgindo protótpos de carros eléticos toada firme e contínua – sem tocas de la graça de vê-los acelerar mais do que
com baterias de líto – bem mais leves e marcha, inclusive. Até por isso é mais esportvos consagrados.
compactas que as convencionais (basta gostoso andar de metô do que de ôni- Musk viu um desses protótpos, o
comparar a bateria do seu celular, que bus. Um metô com motor a combustão, TZero. O veículo atngia 100 km/h em
é de líto, com a do seu carro, que é ní- aliás, demoraria uma vida para chegar a 4,9 segundos (equivalente a um Golf GTi).
quel). Os eléticos de líto conseguiam uma velocidade razoável. Como ele tem Elon, que, como sabemos, já gostava de
desempenhos impressionantes. As ba- motores eléticos, a aceleração é imediata. carros elétricos, ficou besta. Tentou
terias mais leves deixavam os motores Com carros eléticos é basicamente a investr um pouco de seus milhões da
eléticos livres e soltos para mostar todo mesma coisa. venda do PayPal na AC Propulsion, a
seu poder. É que motores eléticos têm o Bom, o torque instantâneo aliado à companhia de fundo de quintal que t-
chamado “torque instantâneo”. Na prátca, leveza do líto criou uma pequena onda nha desenvolvido o modelo. →

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 27 17/04/18 00:16


capa 5/ 14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
Trem bão
Quatro vezes mais rápido do que
um trem-bala, o Hyperloop poderá ar turbinado
Os túneis são
cruzar os Estados em minutos. quase a vácuo.
Quase. Uma pe-
quena quantidade
de ar é comprimida
pelo trem. Mas,
antes que isso de-
sacelere o veículo,
Ligeirinho turbinas deslocam
O Hyperloop pode
o ar para trás –
atingir até 1.100 km/h.
criando impulso.
Daria para ir de São nos triLhos
Paulo ao Rio em 20 Ele usa um motor eletromagnético
minutos. Os testes com trilhos de alumínio, diferente dos
até agora, no entanto, trens-balas (que usam bobinas de cobre).
não ultrapassaram A mudança reduz custos: o Hyperloop
os 390 km/h. sai por até um décimo do preço.

Só que o pessoal da AC era melhor compradores. Vá ao estacionamento da à topa germânica de Audis e Mercedes
em fazer carros do que negócios. Não Apple hoje, em 2018, e você verá alguns com quem concorria. Nem em luxo, nem
toparam. Mas apresentaram a Musk outa daqueles roadsters originais. Só tnha um em autonomia. Seu “tanque” de 100 kWh
pequena empresa de eléticos que estava detalhe: você precisava de cargo baca- permita rodar 540 km com uma carga
justamente à procura de um investdor. na numa Google ou numa Apple para só. E a aceleração, graças ao nosso amigo
Uma empresa que tnha sido batzada em comprar um roadster. Ele custava US$ torque instantâneo, era ainda mais lépida
homenagem a Nikola Tesla (1856-1943), 110 mil (US$ 127 mil de hoje). É preço que a do Rodster. Não só que a do Ro-
o inventor do motor elético. de Porsche dos bons. No Brasil, depois adster. A versão mais nervosa do carro
Elon colocou dinheiro na Tesla e do câmbio e das cataratas de impostos, fazia (e ainda faz) zero a 100 km/h em 2,3
comprou ações suficientes para se tor- um carro nessa faixa de preço em dólar segundos. O Model S, mesmo não sendo
nar presidente. Cinco anos depois, em não sai por menos de R$ 750. um esportvo, e custando uma fração de
2008, lançava seu primeiro carro, o Tesla O roadster, em suma, era um carro uma Ferrari ou de um Lamborghini, apre-
Roadster. Era um carro esportvo de dois de nicho. De rico. Se a Tesla queria fazer sentava-se como o carro de linha mais
lugares com aceleração de Porsche (zero a alguma diferença fora do 1%, precisava rápido de todos os tempos. Mais tarde,
100 km/h em 3,7 segundos) e autonomia dar um passo a mais. E deu. O Roadster em 2015, veio a versão SUV do Model S,
inédita no mundo elético: 390 km a cada foi aposentado em 2012 para abrir alas o Model X. E os dois passaram a reinar
recarga. Além disso, o carro era lindo – é na linha de montagem a um projeto mais ente os carros mais cobiçados do mundo.
aquele que, dez anos depois, entaria em ambicioso: um sedã elético. Ainda não A essa altra, já tnham se passado
órbita, mas essa é uma história que fica era um carro barato. Custava caro como sete anos desde o Roadster. De olho no
mais para a frente. uma BMW M4 – US$ 70 mil (topicali- sucesso da Tesla, as grandes montadoras
Nunca tnha existdo um carro como zando, R$ 400 mil). A surpresa é que a passaram a desenvolver modelos eléticos
o Roadster. Ele foi simplesmente o pri- Tesla meio que fez valer o preço. O Model também. A GM fez o Bolt, a Nissan, o
meiro elético que as pessoas realmente S era impecável, e foi recebido pela crítca Leaf, a BMW, o i3 – todos bem mais ba-
tnham vontade de comprar. como um dos melhores carros do planeta. ratos que o Model S e o X. Lindo. Graças
Sergey Brin e Larry Page, os cofunda- Se o Roadster não tnha o acabamento de a Elon, os eléticos com bateria de líto
dores do Google, estavam ente os 2.500 um Porsche, o Model S não devia nada tnham deixado de ser um brinquedo

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 28 17/04/18 00:16


capa 6/14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
distância do carro da frente sozinhos, mas
não se atevem a ler um semáforo ou fazer
bilhete único Sol que move uma ultapassagem por conta própria. E,
Um trem consegue transportar O tubo será coberto por como veremos um pouco mais adiante,
até 84 passageiros, em viagens placas solares. Musk ainda falta muito para esse dia chegar.
que sairiam a cada dois minu- estima que os painéis A maior aposta da Tesla, de qualquer
tos. O número é baixo, uma gerem até 57 MW ao
composição do metrô leva ano. O valor é mais do forma, não é no grau de automação dos
até 2 mil pessoas. que o sufciente para seus carros. É no preço. No final de
manter o trem (cujo 2017, a empresa lançou seu primeiro
gasto anual seria carro com preço não estatosférico. É
de 21 MW). o Model 3, de US$ 35 mil (R$ 200 mil
com câmbio + custo Brasil). O desem-
penho é mais modesto que o do S: zero
a 100 km/h em 5,6 segundos e auto-
nomia de 350 km. Mesmo assim, são
números bem melhores que os de seus
concorrentes diretos (Leaf, i3 e Bolt), e
por US$ 10 mil a menos. Além disso, ele
tem os mesmos recursos de automação
do S e, por ser um carro mais novo, é
até mais sofistcado em certos aspec-
tos. Ele dispensa chave, por exemplo.
Se você estver com o seu celular no
bolso e se aproximar, ele destava as
portas e libera a partda. Por essas, meio
milhão de consumidores pagaram um
adiantamento para reservar seu Model 3.
Mas talvez seja muita areia para o ca-
de garagistas, e entado para as linhas curvas sozinho. Não precisa tocar o vo- minhão da Tesla. A montadora entegou
de produção dos gigantes da indústia. lante – ele sabe seguir a faixa da pista. 103 mil carros em 2017. Parece muito,
Mas não foi só eleticidade que a Tesla Quer tocar de faixa? Basta dar seta que mas é só metade do que a GM entegou
touxe. Antes de Elon, todo carro era igual ele decide o melhor momento de fazer a só de Onix, só no Brasil, no ano passado.
o homem de lata do Mágico de Oz: não manobra. Nenhum automóvel à venda A Tesla vale tanto quanto a GM na bolsa
tnha cérebro. Agora, as coisas mudaram. hoje faz tdo isso. (na casa dos US$ 50 bilhões). Mas a GM
Mas e daí? O Google e a Uber já não vende 10 milhões de carros por ano. A
iPhone sobre rodas estão testando carros completamente empresa de Elon ainda é nanica – tanto
Um Tesla funciona como se fosse um autônomos, que nem de motorista pre- que nem cogita vender no Brasil, apesar
smartphone gigante. O sistema do carro é cisam? Estão. A Tesla, porém, diz que de termos o oitavo maior mercado au-
atalizável. Por exemplo: no ano passado, seus carros já são 100% independentes. tomobilístco do planeta. Mesmo assim,
a empresa lançou uma atalização que Afirma que os sensores e a capacidade ela anunciou no final de 2017 que vai
dava 50 quilômetos extas de autonomia de processamento dos seus são sufi- começar a fabricar caminhões eléticos,
só para os Teslas que rodavam na Flórida. cientes para que um cachorro assuma além de ressuscitar o Roadster – a nova
A ideia era ajudar nas evacuações causa- o banco do motorista – o carro saberia versão do bichinho, que já está em fase
das pelo furacão Irma. Foi uma mudan- lidar sozinho com semáforos, pedestes, de testes, acelera mais rápido que um F-1,
ça temporária, já que ela diminui a vida placas de tânsito. A princípio, bastaria e tem absurdos 1.000 km de autonomia
útl das baterias. Mesmo assim, foi algo uma atalização de software para que (veja mais na página 26).
inédito: pela primeira vez, uma monta- os Teslas se tornassem robótcos de fato. Só tem um problema aí: o mundo
dora conseguia aumentar o “tanque de Mas não é tão simples. “A questão não simplesmente não produz baterias de
gasolina” dos seus carros pela internet. é mais se conseguiremos a autonomia líto suficientes para que uma Tesla venda
Outa vantagem do Tesla é seu siste- total, é o quão confiável será essa auto- tanto quanto uma GM. Por conta disso,
ma de piloto automátco. Desde o S, os nomia”, disse Musk numa entevista re- Musk decidiu fabricar ele mesmo suas
modelos saem da fábrica com 12 câme- cente à revista Forbes. Por essas, os carros baterias. Constuiu, em parceria com a
ras e sensores. O sistema é poderoso o seguem apenas semiautônomos – fazem Panasonic, a Gigafactory, uma fábrica no
bastante para permitr que o carro faça baliza, mantêm-se na faixa e guardam meio do deserto de Nevada destnada a →

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 29 17/04/18 00:16


capa 7/ 1 4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
Musk não quer
Mudar só os
dobrar a produção de baterias de líto
no planeta – e, apesar de ainda não ter carros; pre- usina em casa. A bateria de um Model
X tem opulentos 100 kWh (20 dias do
atngido essa meta, já está em operação
desde o ano passado. tende Mudar as consumo de uma casa, que lhe garantem
475 km de autonomia). Uma recarga com-
Mas talvez não seja o bastante. Musk
não está conseguindo suprir a demanda ruas, para Ma- pleta sairia por volta de R$ 5o no Brasil.
De fato: não existe combustível gráts.
de Models 3 que já foram encomendados.
Estma-se que a Tesla tenha produzido tar os conges- Busão subterrâneo
menos de 15 mil carros do modelo até
agora. Culpa da robotzação excessiva nas tionaMentos . A ideia de mudar o mundo fabricando
carros parece um tanto idiota. Em São
fábricas. Musk acreditou que consegui- Paulo, as pessoas passam em média um
ria automatzar quase 100% do processo. mês e meio presas no tânsito a cada ano.
Não deu certo. Funcionários humanos Não faria sentdo pensar em algo mais
tveram que entar no meio, atando de 60% da energia elética do planeta vem eficiente? Elon pensou. Ele não quer
forma manual em algumas etapas. Musk de combustíveis fósseis (carvão e gás na- mudar só os carros; pretende mudar as
chegou até a comentar que ficou impres- tral). Elon, porém, pensou numa solução. vias por onde eles tafegam, de modo a
sionado sobre como seus empregados A inspiração veio no meio de um diminuir o tempo que as pessoas passam
aprenderam rápido as funções das máqui- festval de música. Musk estava no Bur- engarrafadas.
nas. “Renovou minha fé na humanidade”, ning Man, que acontece no deserto de A ideia é montar uma espécie de auto-
brincou numa entevista coletva. Mas a Nevada, junto com seus primos, Lyndon rama subterrâneo nas cidades. Exatamen-
sitação não tem muita graça. Se não tem e Peter Rive. Todos procuravam novos te como no brinquedo, você teria carros
carro, não tem venda, se não tem venda, investmentos, e o calor do deserto foi se movendo em alta velocidade sobre pla-
não tem dinheiro. Só em 2017, a Tesla inspiracional: energia solar seria uma taformas autônomas (veja direitnho aqui
perdeu US$ 2,24 bilhões. Em março de boa. Passaram dois anos estdando o ao lado). O pulo do gato é o seguinte: o
2018, as ações caíram 22%. tema. Até que os primos bolaram um tânsito normal acontece quase todo em
Calma que piora. No mesmo mês, um “plano infalível”: oferecer aos clientes a uma camada só, a da superfície. Event-
Model X saiu da pista, bateu e matou seu possibilidade de começar a pagar pelos almente você tem um túnel ou um viadu-
motorista. Detalhe: o carro estava com o painéis só depois da instalação, quando to, adicionando dimensões a mais. Pelo
sistema semiautônomo ligado. Em tese, suas contas de luz já estvessem mais sistema de Musk, batzado como “Loop”,
isso deveria impedir o carro de sair da baixas. Os primos de Elon fundaram a daria para adicionar várias, talvez uma
pista. Não é o primeiro caso. Em 2016, empresa em 2006 e batzaram como So- dúzia de camadas subterrâneas. “Não há
outo motorista morreu durante uma larCity. Musk amou. Investu, comprou exatamente um limite sobre quantos ní-
manobra automátca de um Model S. A ações, virou CEO. Mais tarde, incorpo- veis inferiores você pode atngir”, afirmou
empresa, no entanto, emitu um comuni- rou a Solar à Tesla. Musk numa entevista ao TED Talks. As
cado afirmando que, por conta das suas Hoje, as duas empresas juntas tentam tais plataformas robotzariam o sistema,
constantes atalizações, “se você está criar um novo mercado: o das baterias permitndo velocidades impensáveis para
dirigindo um Tesla com piloto automá- de líto doméstcas. É a Powerwall, uma o tânsito com humanos ao volante. Se-
tco, você tem 3,7 menos chances de se smartcaixa-de-força, que consegue acu- gundo Elon, de até 240 km/h. Daria para
envolver um em acidente fatal”. mular a energia vinda dos painéis solares ir do Aeroporto de Guarulhos à Avenida
Com ou sem a Tesla, porém, o fu- para que você possa utlizá-la durante a Paulista em oito minutos – um décimo
tro dos carros é elético. A França, a noite. Sua capacidade de armazenamento do tempo normal.
Noruega e o Reino Unido já anunciaram é de 13,5 kWh – em portguês: o equi- Legal. Mas e quem não tem carro?
que nas próximas décadas vão proibir valente a dois a tês dias de consumo Elon diz que esse público é justamente
a venda de carros movidos a gasolina numa casa brasileira típica. a prioridade do Loop. O projeto envolve
e diesel em seus territórios. A Alema- Não é pouco. Mas a característica a constução de cabines que comportam
nha, quarta maior produtora de carros mais marcante da Powerwall não está nos até 16 pessoas. Os automóveis, claro, vão
do planeta, também estda a proibição. quilowatts. Está na beleza. Ela consiste de poder usar o sistema – mas só depois
Começa a virar questão de tempo pa- uma charmosa caixa de aço branco com que os desmotorizados garantrem seus
ra você ter um elético na garagem. E a 1 m de altra, 75 cm de largura e 125 kg assentos. “É uma questão de cortesia e
grande responsável por isso foi, sim, a distibuídos num design futrista. Sim: é justiça. Se uma pessoa não consegue
empresa de Elon Musk. a primeira “caixa de força” que as pessoas comprar um carro, ela deve ir primeiro”,
Só tem um detalhe. Mesmo que todos tnham vontade de comprar. escreveu no Twitter. Em suma: teríamos
os carros do mundo se tornem elétri- E para quem quer ter um carro eléti- lotações cruzando bairros por baixo da
cos, ainda não será a panaceia ambiental. co talvez faça sentdo ter uma pequena terra a velocidades ferrarístcas.

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 30 17/04/18 00:16


capa 8/14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
Tudo isso parece sonho. E é. Só tem
uma coisa: Elon já montou uma empre-
sa dedicada a cavar os túneis do Loop,
Complexo de túneis a Boring Company (bore significa “es-
cavar”). É a companhia mais “chata” de
Musk – como o trocadilho do nome
Com o Loop, Musk quer revolucionar indica –, dedicada a constuir algo mais
o metrô e as avenidas, com uma pé no chão que hipercarros e foguetes.
Ela desenvolve um novo tpo de tatzão,
escavação só. aquelas máquinas que escavam túneis de
metô. O objetvo é constuir um tat
mais veloz, e mais barato. Se der certo,
na verdade, o Loop nem precisa sair do
papel. Só a existência de uma máquina
dessas baratearia a constução de túneis e
metôs pelo mundo. Mesmo assim, ele já
desenvolveu o elevador que tansportará
os carros, fez testes com as plataformas
e já começou a cavar um circuito sub-
terrâneo de testes nos arredores de Los
Angeles – tem 4 km prontos, e promete
mais 35 km até o fim do ano.
E olha que o Loop não é a única ideia
da Boring Company. Seu projeto mais
ambicioso é outo: o Hyperloop. A ideia
parece saída de um desenho animado ja-
ponês: consiste em um tem disparando
em túneis de vácuo, o que possibilita-
ria, em tese, velocidades acima de 1.000
km/h (veja na página 28).
Musk e seu time montaram um
documento de 57 páginas detalhando
tipos de acesso todas as nuances do projeto: materiais
As estações do Loop ideais para os tens e os túneis, preços
são do tamanho de de mercado, medidas de segurança. E aí
uma vaga de trânsito.
Para usá-las, basta resolveu distibuir a informação de graça.
parar seu carro sobre “Não estou com tempo para focar nesse
ela ou esperar uma projeto. Acho que é algo que pode ser
cabine que carrega desenvolvido melhor pela comunidade”,
até 16 pedestres. afirmou. Na prátca, qualquer empresa
que quiser constuir um hyperloop pode
fazê-lo sem dar um dólar para Musk. E é
exatamente o que várias companhias têm
feito. A britânica Virgin, por exemplo,
criou seu próprio modelo, o Hiperloop
One, no qual já investu US$ 295 milhões
carrinho buraco de e planeja ter tês sistemas funcionando
inteligente minhoca nos próximos tês anos. Até o Brasil está
Autônomas, tanto no caso Por serem estreitos envolvido com a ideia. Outa empresa,
dos carros quanto dos (apenas 4 m de diâ- a americana HyperloopTT, montou um
pedestres, as plataformas metro), os túneis de
deslizam sozinhas a até
cento de pesquisas em Contagem (MG),
Musk custariam até
240 km/h e chegam ao quatro vezes menos com o apoio do governo de Minas – a
destino sem ter de parar do que uma perfura- ideia é desenvolver ali uma versão de
em outras estações. ção para metrô. carga do tem tbular. →

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 31 17/04/18 00:16


capa 9/ 14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
placas ocultas teto solar
A SolarCity Cada telha possui
desenvolveu telhas uma célula solar de
com placas solares 15 cm² – o sufciente
embutidas. As peças para gerar uma
reproduzem textu- potência de 6W.

E faça-se a luz ras como cascalho e


barro – mas são até
quatro vezes mais
Com cada quatro
delas, você consegue
ligar uma lâmpada
resistentes do que fuorescente.
SolarCity, a empresa de Musk uma peça comum.
focada em energia solar.

u s o pa r a c a s a

energia solar

GiGafábrica
A Gigafactory, da Tesla, fca no
deserto de Nevada e tem 500 mil
metros quadrados dedicados
à produção de baterias de lítio.
Quando estiver operando em
capacidade máxima, deverá
dobrar a produção mundial de Na mão
baterias – essenciais tanto Dá para gerenciar o
quanto você efetiva-
para os carros da empresa mente usa de energia
como para as Powerwalls. solar por meio de um
aplicativo, claro.

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 32 17/04/18 00:16


capa 10/ 14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
Powerwall
Trata-se de uma bateria
caseira que armazena energia
solar durante o dia para você Musk também colocou a mão na mas- danassem. Ele faria a própria nave. E
usar à noite. Ela permite sa. Constuiu uma câmara de vácuo de não ia mandar ratos. Ia mandar gente.
usar basicamente todos os 1,2 km, onde organiza anualmente uma Nascia ali o embrião da SpaceX.
utensílios da casa ao mesmo
tempo – só não tente ligar o
competção ente protótpos criados por Começou, então, a procurar nomes
chuveiro elétrico; a Power- universitários. Em 2017, um grupo de es- que o ajudariam a sair da Terra. Tom
wall pode não dar conta. tdantes da Universidade de Munique Mueller foi um deles. O engenheiro es-
conseguiu fazer com que uma miniatra pacial tabalhava com o desenvolvimento
atngisse 324 km/h - apenas 60 km/h de satélites e peças para foguetes da Nasa
menos do que a versão atal da Virgin. desde 1980, e se tornaria o engenheiro-
chefe da SpaceX. Junto dele vieram Tim
Major Elon Buzza e Chris Thompson, alguns dos
Era outbro de 2001 quando Musk en- nomes mais importantes da Boeing –
tou em um malcuidado prédio no cento fornecedora-chave da agência espacial
de Moscou. Ele não estava sozinho. Che- americana. Outa aquisição importante
gou acompanhado de Jim Cantell (um foi Steve Johnson, que largou seu em-
engenheiro que havia sido preso e acu- prego no Laboratório de Propulsão da
sado de espionagem pelo governo russo, Nasa para cuidar de parte da engenharia
após o lançamento de um satélite ter dado mecânica da SpaceX.
errado) e Mike Griffin (hoje membro da Só tem um detalhe. Tudo o que
Secretaria da Defesa dos EUA, naquela puder dar errado na indústria de fo-
época apenas autor de um livro sobre guetes dará errado. Com a SpaceX não
engenharia espacial do qual Musk era foi diferente. A empresa passou quato
fã). À espera deles estava um grupo de anos explodindo motores até finalizar
russos envolvidos com o mercado bélico. seu primeiro foguete funcional, em
Elon queria comprar um míssil balístco 2005: o Falcon 1 (uma homenagem à
intercontnental, daqueles que costmam Millennium Falcon, de Star Wars). Ágil
levar ogivas nucleares na ponta. como Han Solo, decidiu, então, que faria
Não que ele quisesse começar uma o lançamento em novembro do mesmo
guerra, claro. Seu plano era tansformar a ano, quando o modelo estava reagindo
arma em veículo: ele usaria o míssil como bem aos testes feitos em ambientes con-
quando foguete – para lançar ratos em direção a tolados. Só que fora dos laboratórios as
usar a rede Marte. O objetvo era reacender as discus- coisas não foram tão bem assim. No dia
A bateria de 125 kg sões sobre missões tipuladas ao planeta marcado para decolar, tdo deu errado.
consegue armazenar vermelho. A Nasa tnha riscado o tópico Horas antes do lançamento, o tanque
até 13,5 kWh. Em
uma casa brasileira
de suas reuniões desde 1976, quando a começou a apresentar problemas: uma
média, isso permiti- sonda Viking descartou a possibilidade válvula defeitosa o fazia despejar todo
ria sobreviver a um de vida em território marciano. Musk, o combustível. Musk, então, remarcou a
apagão de dois ou então um milionário entediado de 30 data para dali seis meses. Nessa segunda
três dias. anos, viu no desinteresse da agência uma tentatva, o Falcon saiu do chão. Uhu!
chance de reviver seus sonhos infants Mas passou só 25 segundos no ar. Um
envolvendo naves – muitos dos quais dos motores pegou fogo, e o foguete caiu
acalentados naquela biblioteca, onde como uma pedra sobre a plataforma de
lera o Guia do Mochileiro das Galáxias, a lançamento. Um ano depois, em 2006,
obraprima do humor espacial. tentou novamente. O foguete ficou sete
A negociação com os russos não minutos no ar. Explodiu.
foi das melhores. Eles pediram US$ 8 Então veio 2008. Enquanto a Tesla
milhões pela arma. Musk ofereceu me- lançava o Roadster, a SpaceX só tnha
tade. Pouco o bastante para os vende- colecionado frustações. Em 28 de se-
dores não só negarem, como caçoarem tembro daquele ano, lançou sua últma
e n e r g i a da r e d e

do sul-africano. Elon levou para o lado cartada. A empreitada espacial já tnha


pessoal. Saiu da reunião em disparada, lhe custado US$ 100 milhões – ele não
direto para o aeroporto. Ainda dento teria mais nem um dólar para investr
do avião, Musk anunciou para seus com- na empresa. Se o Falcon 1 não voasse
panheiros de viagem: os russos que se naquele dia, não voaria nunca mais. →

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 33 17/04/18 01:09


capa 11/ 14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Rocket Airlines
Como a SpaceX planeja

Os engenheiros se prepararam. E o usar foguetes para subs-


foguete subiu. Durante seis minutos o tituir as viagens inter-
motor principal (apelidado de Merlin) ar-
remessou a nave para os céus. Terminado
continentais de avião.
esse período, o foguete desacoplou sua
taseira, e seu segundo motor começou
a funcionar dando um novo empurrão.
Foi um pequeno voo para um foguete,
mas um grande salto para o capitalismo.
O Falcon 1 tornava-se o primeiro foguete
100% privado a entar em órbita.
A partir daí as coisas decolaram.
Com Musk provando que podia chegar
ao espaço, ele conseguiu fechar acordos
comerciais. Ainda em 2008, assinou um
contato com a Nasa: US$ 1,6 bilhão pa- 2
ra realizar 12 entegas de suprimentos à
Estação Espacial Internacional. Depois
vieram contatos para lançar satélites pri-
vados (o Facebook foi um dos clientes).
A conta começava a fechar.
Para fazer as entegas, porém, Musk
precisava de mais potência. O Falcon 1
não era capaz de levar mais do que 180
kg para o espaço – o suficiente para
tansportar apenas pequenos satélites.
Para realizar serviços maiores, inclusi-
ve as entegas para a Nasa (que pesavam
meia tonelada), ele precisaria de mais for-
ça. Surgia aí um novo foguete, o Falcon
9 – o número se refere à quantdade de
motores Merlin que a nave possui. Com
o empuxo exta, a capacidade de carga
subiu para 10,5 toneladas. Em 2012, a
SpaceX usou a nave para fazer história.
Finalmente tnha chegado a hora de cum-
prir os tais contatos da Nasa. A Falcon
9 levou suprimentos para a Estação Es-
pacial, tornando-se a primeira empresa
privada a chegar lá.
Só que o plano era ainda mais am-
bicioso: Musk queria reutilizar seus
foguetes. Até então, depois que as es-
paçonaves faziam suas entregas, elas 1
eram descartadas. Flutavam ao relento
no espaço ou caíam de volta no mar e
se tansformavam em lixo. Elon queria
que seus foguetes fossem os primeiros
a voltar para a Terra, o que possibilitaria
uma economia de dezenas de milhões de
dólares por voo, por baixo.
Conseguiu pela primeira vez em abril
de 2014. Mas não mostou consistência.
Dali até 2015, destuiu mais oito foguetes → r io de ja neiro

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 34 17/04/18 01:09


capa 12/ 14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
3

4
pa s s a g e i r o s e t r i p u l a ç ã o

volta aqui seM turbulência


A cauda do A velocidade necessária
foguete volta para para entrar em órbita fca
a base, onde será por volta de 27 mil km
reabastecida para (quase 30 vezes mais rá-
seus próximos voos. pido que um avião). Uma
Musk promete que vez fora da atmosfera,
um mesmo foguete ele vai no embalo, já que
decolará várias vezes não há resistência do ar
em um mesmo dia. lá em cima.

subiu, separou terra à vista


Entrar em órbita Desse jeito, dá para
exige potência de chegar a qualquer
foguete (claro). parte do planeta em
O BFR tem 31 moto- menos de 60 minu-
res para isso – mas, tos. Após o desem-
ta nques de combustível

assim que deixa a barque, a nave será


atmosfera terrestre, encaixada em outro
eles não são mais foguete por um
necessários. A parte guindaste acoplado a
traseira, então, esta torre aqui – que 5
é desacoplada. também serve para o
desembarque.

Mar adentro
As decolagens,
de acordo com os
planos da Tesla, vão
acontecer em plata-
formas futuantes,
próximas de cidades
motores

litorâneas – Nova
York, Xangai,
Sydney, Rio...

sydney

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 35 17/04/18 00:16


capa 13/ 14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
A SpaceX pretende chegar a Marte.
Parte do dinheiro para a empreitada
viria do turismo espacial e de um novo
Ao infinito e além sistema de internet via satélite.

Internet global
A SpaceX deve lançar 4.425
satélites para proporcionar
conexões de até 1 Gbps.
O número de satélites
garantiria um sistema tão
ágil quanto o Wi-Fi – em Vem pra lua
qualquer ponto do Terra. Antes de ir para Marte, Musk
quer levar turistas à Lua. Em
2017, declarou que as viagens
começariam neste ano, mas
voltou atrás: precisa aperfeiçoar
seu foguete lunar, o famoso
“Big Fucking Rocket”.

lIfe on mars
O sonho de Elon é enviar os
primeiros humanos a Marte em
2024. Ele estima que, até lá, o
valor investido na missão terá
atingido US$ 10 bilhões. Barato:
o programa Apollo custou
trilhões em dinheiro de hoje.
Agora, é ver se ele entrega.
capa 14/14

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
“Nossa ideia
em pousos que deram errado – eventos
é torNar a remonta às origens da própria SpaceX.
que Musk chama de “desmontagem rápi-
da não agendada” (rs). Então as coisas en-
humaNidade uma O BFR vai funcionar como um míssil
balístco intercontnental, exatamente
taram nos eixos. Os pousos começaram
a dar certo e, em 2017, veio outo marco
espécie multi- como aquele que Elon tentou comprar
na Rússia. Esses projéteis conseguem
histórico: a SpaceX conseguiu relançar
um foguete usado, algo que, sim, jamais
plaNetária”, chegar a qualquer parte do mundo em
minutos – uma viagem ente o Brasil e
havia acontecido na história deste plane- diz eloN. a Ausrália seria tão rápida quanto uma
ta. E fez isso em uma missão comercial, ponte-aérea Rio-SP.
levando um satélite de uma empresa de Ninguém nunca pensou em utlizá-
telecomunicações. los para viagens porque esses mísseis
O fato é que, das 53 missões ente- não pousavam – só estatelavam-se so-
gando suprimentos ou satélites tanto para a parte frontal e deixou o carro, ali, sobre bre seus alvos. Esse problema acabou, já
a Nasa quanto para empresas privadas, uma plataforma, flutando Sistema Solar que os foguetes de Elon pousam. Como
Musk conseguiu completar 51. Consa- afora. Foi uma mensagem: ele não está o BFR aguenta um bom peso, poderia
grou a SpaceX como uma empresa que brincando sobre sair do planeta, e encon- tansportar centenas de passageiros en-
presta serviços confiáveis. tou uma forma mais barata de fazer isso. te dois cantos do mundo em menos de
Por essas, a SpaceX se tornou um A reutlização de foguetes, vale ressal- uma hora, a uma velocidade de até 27
constangimento para a indústia espacial tar, está longe de ser perfeita. Falhas ainda mil km/h. Elon prometeu que o custo
vigente. Musk discutu publicamente com acontecem, como vimos, e ninguém sabe de uma passagem seria equivalente ao
Michael Gass, CEO da poderosa United quantas vezes um mesmo foguete pode de uma viagem de classe executva (uns
Launch Alliance (ULA), uma joint ven- ser utlizado. A SpaceX já fez cinco lança- US$ 7 mil, ida e volta). Difícil de acredi-
tre da Boeing e da Lockheed Martn mentos usando foguetes reaproveitados, tar. Mesmo com eventais otmizacões,
feita para prestar serviços à Nasa. Elon mas só usou exatamente a mesma nave o lançamento de um BFR não deve sair
deixou claro que o governo dos EUA es- tês vezes. Ainda assim, não há dúvida: por muito menos de US$ 100 milhões.
tava gastando dinheiro com gente menos a funcionalidade veio para ficar. Tanto Digamos que ele leve 500 passageiros. Só
competente que ele. Os lançamentos que que a concorrência está seguindo seus para cobrir os custos, a passagem teria
a ULA cobrava US$ 380 milhões para passos. A Agência Espacial Europeia já de custar US$ 200 mil. A ver.
realizar, a SpaceX faria por US$ 90 mi- está desenvolvendo seu reutlizável, o Outo projeto da SpaceX, bem mais
lhões. “Só com o dinheiro economizado, Ariane 6, que deve voar até 2020. Outo pé no chão, é o Starlink. A proposta ali
daria para o governo pagar o satélite que rival de peso é Jeff Bezos, fundador da é oferecer internet em todos os cantos
estávamos tansportando”, disse. Amazon. Ele também tem uma empresa da Terra a partr de uma constelação de
Musk, de qualquer forma, não quer espacial, a Blue Origin, e já investu US$ 4.425 satélites. Os primeiros, de teste, já
fazer só esse tpo de entega. Imagina ir 2,5 bilhões no desenvolvimento de um subiram em fevereiro, a bordo de um
além. A SpaceX, lembre-se, tem uma mis- foguete reutlizável. Falcon 9. Até 2024, segundo a empresa,
são clara: levar gente até Marte e, antes, estará tdo pronto e funcionando.
à Lua. Mas, para isso, precisaria de ain- Marte é logo ali E tem Marte. Elon acredita que, com
da mais potência. Os engenheiros, então, Juntando tdo, o que temos é uma nova o BFR, a SpaceX vai chegar logo ao pla-
criaram o foguete mais poderoso da Terra: corrida espacial, fundada e liderada por neta vermelho – com robôs em 2022 e
o Falcon Heavy. O modelo consiste em Elon. E tudo indica que ele não deve humanos em 2024, já para criar uma base
uma obra megalomaníaca. Três Falcons perder a primeira posição tão cedo. Lo- ali. Até 2060, Musk quer colocar um mi-
9 colocados em uma mesma estutra go após o lançamento do Falcon Heavy, lhão de pessoas em território marciano.
com outos propulsores próprios. O re- avisou: a partr daquele momento seus “Nossa ideia é tornar a humanidade uma
sultado é uma máquina capaz de levar ao esforços já estariam centados no pró- espécie multplanetária”, disse certa vez.
espaço até 64 toneladas. Só os foguetes ximo foguete da companhia, o BFR. O “O futro da humanidade vai sofrer uma
da velha corrida espacial tnham força significado da sigla pode variar. Big Falcon bifurcação: ou nos tornaremos uma civi-
comparável – e eles colocaram 12 pessoas Rocket ou Big Fucking Rocket – ninguém lização espacial, ou ficaremos presos aqui
na Lua, ente outos feitos. sabe qual veio primeiro, o sério ou o até algum evento de extnção.”
Musk demonstou o poder do brin- proibidão. Seja como for, tata-se de um Sim, talvez Elon seja mais deliran-
quedo em fevereiro deste ano. Você viu: monsto mesmo, com capacidade para te do que deveria. Talvez uma parte de
colocou um Tesla Roadster 2008 dento levar 150 toneladas de carga. É com o sua mente nunca tenha saído daquela bi-
da nave, com um boneco vestdo de asto- BFR, de qualquer forma, que a SpaceX blioteca em Pretória. Mas são os sonhos
nauta no volante. Quando a nave entou quer criar um negócio insólito: os voos daquele menino que estão moldando o
na rota para a órbita de Marte, desacoplou internacionais de foguete. O conceito futro da Terra – e de Marte. S

SI_388_MatCap_ElonMusk.indd 37 17/04/18 00:16


>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF
superinteressante 1/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
ciência

t u d o
s o b r e
o n a d a
Quatro grandes fatos sobre o Que não está lá – mas está.

SI_388_TudoSobreNada.indd 52 16/04/18 18:26


ciência 2/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
Edição Alexandre Versignassi
Design Tainá Ceccato
Foto Tomás Arthuzzi
Texto Bruno Vaiano

O n a d a , p a r a a f í s i c a , é b e m
m a i s q u e u m a s i m p l e s a u s ê n c i a .
E l e c o m p õ e a m a i o r p a r t e d o s e u
c o r p o , p o d e d e s t r u i r b u r a c o s
n e g r o s e é o c o m e ç o e o f i m d o
U n i v e r s o . M e s m o a s s i m , e l e o d e i a
s e r o q u e é – e s e m p r e t e n t a s e
t o r n a r a l g u m a c o i s a .

SI_388_TudoSobreNada.indd 53 16/04/18 18:26


ciência 3/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
1 s e u
c o r p o é
f e i t o
d e n a d a

“Você não é de nada.”


Essa frase está errada.
Você, na verdade, é de
nada. Mais precisamen-
Se o núcleo tivesse
o volume de uma cabe-
ça de alfinete, o átomo
seria mais ou menos do
te, 99,9999999999999% tamanho do Estádio do
do volume do seu corpo Maracanã. Seu corpo é
é vazio puro. Oco. feito disso, um mar de
E quando eu digo Maracanãs desertos, ca-
“nada”, por favor, não da um com uma cabeça
entenda “nada” como o
espaço que há ente os
seus olhos e a página da
revista. Isso aí é ar, e ar é
alguma coisa: nitogênio,
oxigênio, vapor d’água.
Estou falando de outo
tpo de vazio.
Lembra a ilustração
clássica do átomo, em
que um núcleo, feito de
prótons e nêutrons, é
rodeado por elétrons?
Ela está errada. Os elé-
trons ficam bem mais
longe do núcleo do que
o senso comum imagina.
Pense no mais sim-
ples dos átomos, o de
hidrogênio, feito de
um único próton ro-
deado por um elétron
igualmente solitário.
O raio de um átomo de
hidrogênio, chamado
constante de Bohr, é
5,3 · 10-8 milímeto. Ou
de alfinete no centro.
Os elétons são os torce-
dores na arquibancada –
no caso do hidrogênio,
um único torcedor, em
um único assento.
É claro que você não
é feito só de hidrogênio.
Dos seus 7 · 1027 átomos
– 4 milhões de vezes mais
do que os grãos de areia
do deserto do Saara –,
65% são de hidrogênio,
mas eles correspondem
a só 11% do peso do seu
corpo, porque são mais
leves. Em segundo e ter-
ceiro lugar vêm o oxigê-
nio (1,8 · 1027, ou 25%) e
o carbono (0,7 · 1027, ou
10%). Os demais elemen-
tos aparecem em quan-
tidades bem menores.
Átomos diferentes têm
tamanhos diferentes,
mas o espírito da coisa
se mantém. Toda a maté-
2
c
v
p
n
d
o r r e ç ã o :
o c ê
r o v a v e l m e n t e
ã o é
e n a d a

Se nada do que Você leu até aqui fez sentdo, não se


preocupe. A ideia que elétons são como planetnhas
comportados, dando voltas perfeitas num vazio em
torno do núcleo do átomo, pertence à física clássica.
E os físicos já sabem há quase um século que, quando
estamos lidando com coisas muito pequenas, há outo
seja: 0,000000053 mm. ria que forma o seu corpo, conjunto de equações que descreve a realidade com
Sim, isso é inconcebivel- ou seja, todos os prótons, muito mais precisão: as da física quântca.
mente pequeno – você nêutons e elétons den- Não pense, porém, que a física quântca vai pre-
precisaria enfileirar 750 tro de você, caberiam encher seu imenso vazio interior. Pelo contário:
mil desses átomos para nu m e s p a ç o me no r ela vai tansformá-lo em uma mera possibilidade.
alcançar a espessura de que uma lasca de unha. Imagine o seguinte: o eléton não é um torcedor
um fio de cabelo. Mas o O resto é vazio puro. comum, sentado em uma das poltonas numeradas
núcleo de um átomo de Isso leva a outa per- do Maracanã, em uma posição pré-definida pelo in-
hidrogênio (o próton) é gunta: se nós temos tanto gresso. Ele é uma espécie de ninja, que pode estar
bem menor: 8,4 · 10 -13 vazio, então como é que em qualquer cadeira, a qualquer momento. O melhor
milímeto. pode sermos tão sólidos? que você pode fazer para tentar encontá-lo é criar

SI_388_TudoSobreNada.indd 54 16/04/18 18:26


ciência 4/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
O n a d a é
c O m O u m O v O .
n O f u n d O ,
é f e i t O d e
d u a s c O i s a s :
a c l a r a e a
g e m a d e l e
s ã O m a t é r i a e
a n t i m a t é r i a .

1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

um gráfico de possibilidades. Um gráfico que mosta chamado “função de onda”. Dá para dizer que a função
qual é a chance de ele estar em cada uma das cadeiras de onda ocupa contnuamente todo o volume do átomo.
do estádio. E viva com isso, pois o problema não é Uma função de onda não se sobrepõe a outa, caso
que o ninja na verdade está em algum lugar, você contário você poderia facilmente enfiar um átomo na
só não consegue determiná-lo. O problema é que órbita de outo – e o fato de que você é sólido e não
o ninja efetvamente está em todos os lugares e em atavessa paredes é a prova de que isso não é possível.
nenhum ao mesmo tempo. Se o átomo for de urânio, O eléton pratcamente não tem volume, mas, mesmo
que tem 92 prótons e 150 nêutons no núcleo, o que assim, é como se cada um deles estvesse espalhado
temos são 238 cabeças de alfinete no meio do campo por todo o volume do pequeno estádio atômico.
e 92 ninjas que podem estar em todos os lugares do As posições que um eléton pode assumir em um
estádio ao mesmo tempo. átomo são chamadas de “níveis de energia”. De forma
“Falar em órbitas e regiões vazias é um resquício da muito simplificada, dois deles não podem ocupar o
visão clássica”, explica a astofísica Adriana Mancini, mesmo nível de energia. Quando você pressiona a mão
da Associação Leibniz, na Alemanha. “O que há [na conta a mesa, você está, na escala mais minúscula
física quântca] é uma descrição matemátca do estado possível, tentando forçar seus elétons e os da mesa
físico de um sistema.” O gráfico que mosta onde o a “dividir o quarto”. Ninguém tem força suficiente
eléton pode estar – a tal descrição matemátca – é para tal coisa. E é por isso que o mundo é sólido.

SI_388_TudoSobreNada.indd 55 16/04/18 18:26


ciência 5/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
3 Uma fração de segundo
depois do Big Bang (e põe
fração nisso: 0,0000000
00000000000000000
00000000000000000
01 segundo, ou 10-43), a
temperatra do cosmos
era algo como 1032 graus
Celsius – não me obrigue
a digitar 32 zeros, já deu
para entender que isso
é quente. Nessa época
não existiam galáxias:
mal havia as partículas
que dariam origem aos
átomos necessários pa-
ra constuir as galáxias.
O que exista eram cam-
pos de energia, campos
É que toda força fun-
damental da natureza é
feita de duas entdades:
um campo de energia e
uma partícula associa-
da a ele – uma partícula
responsável por gerar es-
se campo. Fótons geram
campos eletomagnétcos,
e o eletomagnetsmo é
uma dessas forças fun-
damentais. A gravitação,
outa força, também tem
sua partícula: o gráviton.
E por aí vai.
Quando faz um calor
de 32 casas decimais,
como no início de tdo,
os campos de energia os-
q u a s e
n a d a

Se você acha que não


tem nada a ver com isso,
achou errado. O campo
de Higgs, por estar “bu-
gado”, interage em dife-
rentes graus com todas as
partículas – inclusive os
elétons, prótons e nêu-
tons que compõem você.
Os fótons de um raio de
luz passam batdo por ele,
mas as partículas do seu
corpo, não. Elas se arras-
tam como se o campo
fosse um óleo pegajo-
so. E a esse esforço que
você precisa fazer para
se mover, mas a luz não,
damos o nome de massa.
balanças medem em qui-
logramas. Ou seja: se não
fosse essa propriedade
curiosa do nada – do vá-
cuo – você simplesmente
não seria. É por isso que o
Bóson de Higgs – a partí-
cula associada ao campo
de Higgs – foi apelidada
de “partícula de Deus”.
O bóson em si nem é im-
portante assim, diga-se.
Quem realmente conta
nessa história é o campo.
A partícula só deu aque-
le bafafá todo quando foi
descoberta, em 2013, por-
que sua existência prova-
va por tabela que o louco
que mudavam de valor cilam feito a barriga de Si m , a q u el a q u e a s campo de Higgs é real.
com muita, muita violên- um buldogue correndo.
cia. O que leva a outra Se você pudesse obser-
pergunta: que diabos é vá-los na forma de um
um campo de energia? gráfico, veria uma mon-

4
Bom, você já entendeu tanha-russa, com vales e
que na mecânica quânt- picos extemos. Confor-
ca não dá para calcular me o tempo passou e o
0 0 0 0 a posição exata de uma Universo esfriou, porém, e t u d o
partícula, só a probabi- essas oscilações se suavi-
lidade de encontrá-la zaram e todos os campos v i r a
em diferentes lugares. passaram a tender a zero.
Em outas palavras, partí-
culas também se compor-
Esse zero é o que você
chama de vácuo, ou nada.
n a d a
tam como ondas. Parece Um desses campos pri-
difícil entender como algo mordiais, porém, congelou
pode ser ao mesmo tem- de um jeito meio engraça- mas calma. O campo de Higgs é só um ente vá-
po uma onda e uma par- do quando a temperat- rios campos, cada um com a sua partícula associada.
tícula, mas não é. Veja só: ra esfriou. Em vez de se Esses campos não flutam mais como flutavam no
você está mergulhado em acomodar em zero, ele se início do Universo – viraram linhas estáveis no gráfico
campos eletomagnétcos, estabilizou um pouco para do espaço-tempo. Acontece que a física quântca não
que, ente outas coisas, cima no gráfico do Uni- gosta de estabilidade. Para ela, há só uma chance de
permitem que seu celu- verso – isso significa que que o campo esteja estável, não uma certeza absoluta.
lar e sua TV funcionem. ele se manifesta o tempo Se calhar de aparecer um pico de energia aleatório
Esses campos nada mais todo, em todos os cant- em algum ponto do campo, esse pico dará origem
são do que o “lado onda” nhos do espaço-tempo, a uma partícula. Do nada. O tempo todo, em todo
dos fótons, as partículas sem ser chamado. Ele é o Universo – inclusive aí, debaixo do seu nariz –,
microscópicas trans- chamado campo de Higgs, partículas minúsculas brotam no vácuo.
missoras da luz. Fótons batzado em homenagem O problema é que o nada paga um preço para vi-
são como Bruce Wayne. ao físico Peter Higgs, que rar algo. Da mesma forma que + 2 - 2 dá zero, com
Têm identdade dupla. previu sua existência. toda partícula que o nada gera aparece, de brinde,

SI_388_TudoSobreNada.indd 56 16/04/18 18:26


ciência 6/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
T u d o n o
u n i v e r s o
T e n d e à
d e s o r d e m .
e o c ú m u l o
d o c a o s é
o n a d a .

uma antpartícula. Igual, mas perfeitamente oposta. tempo do mundo para virar radiação. A essa altra,
E assim que o par partícula-antpartícula se tomba, não haverá mais diferença nenhuma ente os átomos
uma aniquila a outa, e o vácuo se torna estável no- que costmavam compor animais ou pedras, planetas
vamente. Volta a ser nada. Como resumiu uma vez o ou estelas. Todos estarão distibuídos na forma de
físico Brian Greene: “Talvez o nada seja algo intinse- energia pura, cuspida pelos buracos negros. A desor-
camente instável, que tenda sempre a se tansformar dem do Universo, então, alcançará o grau máximo,
em alguma coisa e em antalguma coisa”. e nada pode reverter esse processo, da mesma forma
Em 1973, Stephen Hawking descobriu que, quando que um ovo quebrado não volta a ter sua delicada
esses pipocos de criação de partículas acontecem do casca sozinho. Mexer nessa massa disforme será como
ladinho de um buraco negro, elas roubam massa dele. agitar água: mudar a posição das moléculas de H2O
O monsto gravitacional, então, acaba desvanecendo não muda a aparência final do líquido. Essa é a hipó-
até sumir na forma de uma radiação sutl. E isso tem tese mais plausível sobre o fim dos tempos: tdo irá
uma consequência: um dia, depois que nem a Terra se metamorfosear em um grande nada. Bem, valeu a
nem o Sol existrem mais, tdo o que existe terá sido pena. Ente o nada do começo do Universo e aquele
engolido por buracos negros. E aí eles terão todo o do futro, afinal, aconteceu alguma coisa: tdo. S

SI_388_TudoSobreNada.indd 57 16/04/18 18:26


>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF
>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF
>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF
>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF
>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF
superinteressante 1/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
essencial uma imagem...

Foto Reuters/Fredy Builes

SI_388_Essencial.indd 6 16/04/18 15:46


essencial 2/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0

SI_388_Essencial.indd 7 16/04/18 15:46


essencial 3/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
essencial ...uma opinião

na página anterior: Com o agravamento da crise no Facebook, que


vazou dados de 2 bilhões de pessoas, Mark Zuckerberg está cercado –
inclusive por fantasmas de si mesmo. Chamado a depor no Congresso
dos EUA, Zuck foi recebido por um protesto com dezenas de clones de
papelão, que chamam o site de “fakebook” e exigem uma solução.

Papa
Francisco:
revolucioná-
Os primeiros cinco
anos de seu papado
foram cheios de ges-
tos simbólicos e pou-
ca reforma. Mesmo

rio? Ou um
assim, Francisco 1o
pode deixar a Igreja
Católica mudada
para sempre.

conservador
com carisma? por Edison VEiga

PaPa francisco comPletou cinco anos à frente da igreja

p
Católica com uma imagem simpátca de defensor do meio ambiente,
gestos de acolhida aos marginalizados – inclusive aqueles histori-
camente condenados pelo catolicismo, como os homossexuais, os
divorciados que se casaram de novo e os ateus – e um sorriso cat-
vante. Por outo lado, não mexeu na doutina.
Relatos extaofciais dão conta de que Jorge Mario Bergoglio (o
nome “à paisana” do papa) chegou a polarizar com o alemão Joseph
Ratzinger o conclave realizado em 2005 para a sucessão de João Paulo
2o. Oito anos mais tarde, quando Bento 16 se tornou o primeiro papa a
renunciar ao cargo em quase 600 anos, o nome de Bergoglio precisou
de cinco votações para conseguir 77 votos e, assim, se tornar papa.

SI_388_Essencial.indd 8 16/04/18 15:46


essencial 4/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Edição alexandre versignassi

Ao atngir o número, foi cumprimentado


pelo cardeal brasileiro Claudio Hummes, Nos discursos, o papa acolhe
seu amigo de longa data. “Não se esqueça
dos pobres”, disse ao novo papa. Foi com divorciados e homossexuais.
isso na cabeça que ele escolheu para si
o nome Francisco, justamente o santo- Mas nunca sugeriu mudanças
símbolo de austeridade e pobreza.
A eleição de Francisco foi, por si só, na doutrina ofcial.
repleta de ineditsmos. Pela primeira
vez, um papa latno-americano. Pela
primeira vez, um papa jesuíta. Pela pri- papa tenha reforçado novamente que Boa parte dos gestos de Francisco
meira vez, um papa chamado Francisco. o casamento é apenas heterossexual representa de fato avanços e sinais de
Na manhã seguinte à sua eleição, ele fez (“Uniões do mesmo sexo não devem abertra da Igreja. Por outo lado, a resis-
questão de pagar a conta do hotel onde ser equiparadas ao casamento”), o fato tência à revisão da doutina mosta que
esteve hospedado antes do conclave. de um papa mostar abertra para os há uma barreira intansponível ente
Também desistu de dormir no luxuoso gays já é um marco – principalmente dogma e o contexto social do século 21.
apartamento papal, preferindo seguir em cidades pequenas e comunidades Talvez isso explique a queda do número
no quarto comum da Residência Santa ultarreligiosas, nas quais os dogmas de católicos em todo o mundo. Só na
Marta. Telefonou ainda ao seu jornalei- da Igreja ainda são usados para just- Europa, a porcentagem da população
ro de Buenos Aires – como não voltaria fcar preconceitos. que se declarava católica caiu de 38,5%
à cidade, queria cancelar a assinatra Neste documento de 2016, a exortação em 1970 para 23,7% em 2010. Fenômeno
dos jornais. Sua primeira viagem para apostólica Amoris Laetta (“Alegria do semelhante ocorre na América Latna,
fora de Roma como pontífce foi para Amor”), Francisco pregou o acolhimen- onde se enconta quase metade do 1,2
Lampedusa, ilha italiana que recebe to também àqueles que se casam mais bilhão de católicos espalhados pelo
anualmente milhares de imigrantes de uma vez. “Não só não devem sentr- mundo. No Brasil, maior país católico
clandestnos vindos da costa norte da se excomungados, mas podem viver e do planeta, a porcentagem dos adeptos
África. O papa rezou pelos que morre- matrar como membros vivos da Igreja, da religião caiu de 90% para 64% nesse
ram nessas tavessias. sentndo-a como uma mãe que sem- mesmo período.
Por outro lado, nos últimos cinco pre acolhe, cuida afetosamente deles Mas, se há resistência doutinal, não
anos, o papa se mostou ortodoxo em e encoraja-os no caminho da vida e do estaria o Papa Francisco sabiamente
termos de doutina, as leis que de fato Evangelho”, disse. Novamente, porém, criando jurisprudências? “O papa diz que
regem o catolicismo. Sua primeira en- nada de mudança doutinal à vista: esses a Igreja deve ser menos moralista”, disse
cíclica papal, Lumen Fidei (Luz da Fé, em católicos seguem impossibilitados de seu amigo, o cardeal Hummes, em um
portguês), publicada em julho de 2013, comungar nas missas. evento fechado no teato do Colégio de
enfatzava a importância dos sacramen- São Bento, no cento de São Paulo, pou-
tos da Igreja e reiterava que casamento, Mais que mil palavras cos meses depois de Francisco assumir
para os católicos, é “ente homem e mu- O morde e assopra é dogmátco. Pouco o tono de Pedro. Com seus discursos e
lher”. Para quem esperava avanços na antes da Páscoa, em março, o jornalista gestos, então, não estaria o papa dando
doutina, a publicação foi a lembrança italiano Eugenio Scalfari – ateu, ligado à argumentos e embasamentos para que,
de que Francisco é Bergoglio, o cardeal esquerda italiana, de 93 anos – publicou no ftro, um outo papa use esses fatos
argentno que foi conta a decisão de um artgo dizendo que, em conversa históricos como justfcatva para promo-
seu país de legalizar o casamento ente pessoal com ele, o papa teria afrmado ver mudanças mais “legislatvas”?
pessoas do mesmo sexo. que o inferno não existe. A repercussão Para uma insttição de 2 mil anos,
O tema veio à tona no mês seguinte, internacional foi imediata. O Vatcano afnal, algumas décadas a mais não re-
quando Francisco esteve no Brasil em divulgou um comunicado, apressando- presentam muita coisa. Francisco deve
sua primeira grande viagem internacio- se a desmentr a publicação. saber que não conseguirá arar a terra,
nal. Durante o voo de volta, perguntado Coincidência ou não, no dia 9 de semear e colher durante a sua gestão.
sobre o acolhimento a homossexuais, abril a Santa Sé divulgou a exortação Mesmo que o Vatcano (e, por exten-
disse que a solução não seria mudar a Gaudete et Exsultate (“Rejubile e Exulte”), são, toda a Igreja Católica) siga sendo
doutina, mas melhorar o atendimento na qual Francisco menciona o diabo um reino absolutsta, qualquer um sabe
pastoral. “Se uma pessoa é gay e procu- 12 vezes, inclisive flanizando-o como que mudanças drástcas causariam um
ra Deus e tem boa vontade, quem sou “príncipe do mal”. Ou seja: se o papa cisma sem precedentes no cardinalato –
eu para julgá-la?”, afrmou. O papa dei- falou mesmo algo que indicava algum muitos cardeais já torcem o nariz para o
xou claro: os homossexuais não devem progressismo filosófico, ele logo se papa argentno. Talvez tenha escolhido
ser discriminados, mas sim incluídos preocupou em mostar que não está preparar o terreno, apenas – o que, para
na sociedade. Ainda que em 2016 o ali para desafar dogmas. o catolicismo, já é muito. S

SI_388_Essencial.indd 9 16/04/18 15:46


superinteressante 1/1

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF


40 ml

0
0
última página
vinho TinTo
210 ml
desculpa qualquer coisa e até logo

doses de álcool Quanto de etanol você bebe em cada copo.


Infográfco Fabricio Miranda e Tiago Jokura

Álcool O resto

19 ml
uísque
18 ml 18 ml 45 ml
vodca Tequila
17 ml 45 ml 17 ml 45 ml
cachaça gin
40 ml 45 ml

15 ml 15 ml
vinho branco champanhe
150 ml 150 ml 13,5 ml 11 ml
licor
45 ml saquê
9 ml 60 ml
cerveja
180 ml
teor alcoólico

10%

43%

40%

38%

40%

10%

42%

16%

30%

19%
5%

SI_388_UltimaPagina.indd 78 16/04/18 15:21


superinteressante 1/6

Que som é
>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
INFOGRÁFICO

0
SANFONA
PESO [KG] 4,6

CASTELOS
VAMOS TECLAS
POR
PARTES

madrepérola inox

HISTÓRIA 01 ENTRADA

Ao lado do
teclado, atrás
da grade, há
um painel com
válvulas, uma
para cada tecla.
Ao apertar a
tecla, a válvula
correspondente
HÁ MAIS DE 2 MIL ANOS, na Chi- abre e deixa o ar
na, descobriu-se que lâminas fi- entrar no buraco
níssimas de bambu vibravam e em que o som
será produzido.
emiam som quando angidas
por ar, sob pressão. Com base
nesse princípio, nasceu o sheng
– uma espécie de gaita, só que
com tubos. A ideia chegou à
Europa no século 18, em plena
REGISTROS
Revolução Indus‚ial, e inspirou
Esse botões
inventores. As lâminas, agora de mudam o
aço, foram combinadas a um fole timbre da
e botões para criar o acordeão. sanfona,
O ins‚umento foi patenteado em deixando-a
Viena em 1829, por um fabrican- mais grave ou
te de órgãos armênio. Nas mãos estridente.
de imigrantes pobres, chegou ao
Brasil na época do café. Espalhou-
se, e foi eternizado pelo forró – e
por Luiz Gonzaga, é claro.
02 VIBRAÇÃO

Quando o ar entra no ar
buraco, no caminho entra
ALCANCE para o interior do
Em comparação com um piano, essas instrumento, ele ar
passa por uma plástico sai
são as notas disponíveis na sanfona.
fina chapa de aço,
chamada palheta. TAMANHO É
grave agudo Sob pressão, ela DOCUMENTO
vibra. E é essa A nota que cada
vibração que palheta produz
movimenta as depende de seu
moléculas de ar, comprimento e
produzindo o som. espessura.
esquerda direita

SI_388_Info_Instrumentos.indd 46 19/04/18 17:59


infográfico 2/6

esse?
>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Esse som assim é o som do Brasil.
Nossa música é cheia de instrumentos
complexos, fascinantes - e esquisitões.
Entenda aqui como eles funcionam.
Infográfico Bruno Vaiano, Tainá Ceccato, Yan Blanco,
Sarah Kamada, Karin Hueck

8
ATÉ
1,6 3,7 9,9 kg

FOLE
MIL
PEÇAS.
papelão
e seda É O QUE
CAST TEM UMA
ELOS
SANFONA

BO

ES
VÁCUO 03
A sanfona emite
som quando abre
ou fecha o fole.
Isso porque ela é
completamente
vedada, e o ar só
entra e sai passando
pelas palhetas – e
fazendo barulho.
É o mesmo princípio
do nosso pulmão.

BANDA DE UM HOMEM SÓ 04
Os botões do lado esquerdo acionam um
mecanismo que toca três notas por vez:
os acordes. Eles acompanham a melodia
mais aguda tocada com as teclas de
piano no lado direito. Assim, a sanfona
funciona como um piano portátil.

FA

acorde nota

GINGADO
O ritmo da
sanfona pode
GÊMEA ser batido nas
Cada palheta é duplicada, para teclas de piano,
que a mesma nota possa ser nos botões dos
produzida tanto na entrada acordes e no abre-
quanto na saída do ar. madeira
e-fecha do fole.

Fontes escola de música Professor Renato Ferraris; Luiz Carlos de Oliveira, luthier; Ismael Cavalari de Barros, luthier; Theresia Mager, gerente de produção da Hohner.

SI_388_Info_Instrumentos.indd 47 19/04/18 18:00


infográfico 3/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

BERIMBAU
0
0
Ciência exata
Uma nota musical é uma
onda sonora. Quando o
músico aperta a corda
no violão, ele está
CASEIRO “fatiando” a onda em
uma fração precisa.
Não há nada
mais “de
raiz” que um
berimbau.

01 DOSE DUPLA

barbante Cada corda da viola na


HISTÓRIA 01 FAÇA-VOCÊ-MESMO verdade são duas: a que
serve de base e uma
O berimbau não é produzido mais fininha, que emite
industrialmente. O arco uma versão mais aguda
é feito com uma árvore da mesma nota. Elas
chamada biriba, a cabaça galho precisam ser presas pelo
é a casca de uma fruta, e o de biriba mesmo dedo e tocadas ao
arame pode ser tirado até mesmo tempo.
de pneus de carro.

PINTURAS DE 13 MIL anos na arame


Caverna de Trois-Frères, na
França, já mos am um arco e 02 PAU NA MÁQUINA
flecha sendo usado para fazer Com uma das mãos, o
música. O berimbau existe em músico usa uma vareta CAXIXI
quase todos os grupos étnicos de bambu para bater chocalho de
do centro e do sul da África, na corda. Com a outra, sementes ou
onde varia em tamanho (0,5 a segura o dobrão – pedra conchas
3 me os) e método de “amplifi- ou moeda usada para
cação” (latas vazias e até a boca pressionar a corda.
do músico podem servir). O ins-
umento chegou ao Brasil com
os escravos, que o chamavam de
urucungo ou humbo. Após a abo- 03 VOLUME
lição, o berimbau passou a ditar 03 CABO DE GUERRA
o ritmo das rodas de capoeira. A cabaça ressoa, Violas industrializadas
tornando a vibração têm um longo parafuso
da corda audível. regulável no interior do
Aproximando ou braço, chamado tensor.
afastando a cabaça Ele segura o braço no
ALCANCE
da barriga, o músico lugar, e evita que a
muda o som. enorme tensão das cordas
São duas notas próximas. Elas mudam
conforme a tensão da corda, ajustada empene a madeira.
pelo músico, e nem sempre estão
afinadas.
pedra
ou moeda força força
do das
grave agudo tensor cordas

cabaça

60
Minimalista
Para tocar
o berimbau,
são usadas SOLTA PRESA ABAFADA
Pedra não Pedra prende Pedra

KG
três posições
básicas, encosta na a corda, roça na
corda, nota nota mais corda, som
presentes mais grave aguda percussivo
em todos os É A TENSÃO EXERCIDA
ritmos. PELAS CORDAS DA VIOLA

SI_388_Info_Instrumentos.indd 48 19/04/18 18:02


infográfico 4/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
corda solta: uma nota qualquer
história
corda presa no meio : a mesma nota,
uma oitava mais aguda

trastes
Estas tiras de latão
como uma onda no ar 02
Os primeirOs instrumentos
perpendiculares Dentro do corpo oco da viola, o ar de corda com braço foram cria-
dividem a corda em
notas diferentes.
ressoa e toda a estrutura vibra. dos pelos árabes e se chamavam
O buraco reforça as frequências mais oud. Logo, al oud virou “alaúde”.
graves, mas não é preciso tocar em cima Por volta do século 15, surgiram
dele – se estivesse tampado, ainda sairia
as primeiras violas de mão por-
som. As travas de madeira embaixo do
tampo ajudam a transmitir o som
tguesas (ou vihuelas) – as avós
– e cada fabricante as faz de um jeito. das violas caipiras brasileiras.
Um relato exagerado de 1582 afr-
ma que, após a célebre batalha de
Alcácer-Quibir, os soldados lusi-
tanos mortos deixaram para tás
10 mil féis violas. O instumento,
de tão popular, alcançou o Brasil
logo após a colonização. Em 1581
já era usado em Olinda. Nas cos-
tas dos bandeirantes, penetou no
interior do Sudeste, e criou raízes.

alcance
Há várias afnações. Abaixo, a “Cebolão
em ré” – fácil de tocar porque as cordas
soltas já formam um acorde.

grave agudo

bordo, abeto
ou pinho

viola
caipira
madeeeira!
O fundo é de
madeira dura,
e segura a
estrutura. Já o
jacarandá, tampo é fno, para
cedro ou vibrar melhor e
pau-ferro aumentar o som.

flexível
rígida

Fontes | Berimbau Beto Madureira, da Tambores Zé Benedito; The Berimbau: Soul of Brazilian Music, de Eric A. Galm; O Berimbau-de-Barriga e seus Toques; Rhythms of Resistance.
Viola Ivan Vilela, músico e professor da USP; Valmir Rosa, luthier; Cantando a Própria História; Viola Caipira: das Práticas Populares à Escritura da Arte.

SI_388_Info_Instrumentos.indd 49 16/04/18 20:26


infográfico 5/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
rabeca
01 gruda e escorrega

O arco arrasta a corda


até um certo limite,
então ela cede e volta
ao normal, aí ele
arrasta de novo, ela
cede… Esse fenômeno,
chamado na física de
stick slip (“gruda e
escorrega”), ocorre
muito rápido,
vibra o ar e
gera o som.
história aumenta
o som aí arco da velha
O buraco As cerdas costumam ser
do de náilon, mas já foram
violino feitas de crina de cavalo,
por cipó e cabelo humano.
século

Como a viola, a rabeca é 10


árabe até no nome: uma ver-
são europeia de rebab (o nome
completo é rebab al sha’ir, al-
go como “a rabeca do poeta”).
O rebab, de corpo redondo e
uma corda só, é tocado na ver-
12-13
tcal, com um longo pé apoiado
no chão. Ele se espalhou por
todas as rotas comerciais mu-
çulmanas – inclusive a Penín-
sula Ibérica. Chegou ao Brasil
nas mãos dos portugueses,
e nunca ganhou uma versão 13
industializada: até hoje a ra-
beca é feita diferente por ca-
da artesão. Algumas imitam
o formato de um violino, seu
primo clássico, outras não.
Na tadição do fandango caiça- 15-16
ra, do litoral do Paraná, têm só
tês cordas. Já na festa do Ca-
valo-Marinho, em Pernambu-
co, são usadas quato cordas de cordas
de
guitarra – e o som é mais grave. bandolim,
16-17 cavaquinho
ou
guitarra
caixeta,
alcance cedro,
canela ou
A afnação muda muito conforme a pinheiro
região do País e a festa em que ela
é utilizada. 16-18

grave agudo domina no peito 03


02 dando brecha
Diferentemente do violino,
No violino, os buracos evoluíram a rabeca é apoiada na barriga
cavalo-Marinho ao longo de 500 anos para os “fs” ou no peito, e não no pescoço.
atuais. Essa forma única ajudava a Para não deixar o instrumento
aumentar o som do instrumento, cair, o músico só toca no
numa época em que não existiam começo do braço, e mexe
amplifcadores — e é imitada por mais os dedos do
caiçara vários artesãos de rabeca. que a mão.

SI_388_Info_Instrumentos.indd 50 16/04/18 20:26


infográfico 6/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
1 2 3
Coisa Primeiro,
é preciso
Em seguida,
a pele
…até que se
torne possível
de amolecer a pele
com água para
vai sendo
moldada com
“enforcar”
a vareta com
pele torná-la
flexível.
a ponta da
vareta…
barbante,
por fora.

01 MANIA DE LIMPEZA ESTÔMAGO VAZIO 02 HISTÓRIA

A lógica da cuíca é parecida A vibração é transmitida da


com o arco da rabeca. Para vareta para a pele e da pele
tocá-la o músico esfrega para o corpo. O ar dentro
a vareta com um pano pele de do corpo oco do tambor
molhado. A água faz o tecido cabra ressoa como num violão,
grudar e soltar da madeira aumentando o volume.
várias vezes por segundo,
gerando uma vibração.

“ELA VAI DO RUGIDO de um


touro ao som de uma buzina
de automóvel.” Foi assim que
vareta

pano um missionário americano des-


creveu um antepassado congo-
lês da cuíca em 1922. Apesar de
Porgal ter sua própria versão
água do insumento – a sarronca –,
os antepassados da cuíca brasi-
leira chegaram aqui pelas mãos
de escravos do ceno da África.
Em sua origem, esses tambores
„nham …nção rialís„ca: seus
roncos graves reme„am à voz
dos mortos e aos leões e guepar-
dos da savana – que ameaçavam
bambu pastores e animais domés„cos.
Hoje em dia, porém, basta pres-
sionar a pele para ouvir um som
agudo. Já o nome “cuíca” vem
de expressões angolanas - como
pwita, kwita ou ohuita.

ALCANCE
AFINAÇÃO A cuíca é percussão: formalmente, não
Esses parafusos tem notas. Com prática, porém, dá
servem para esticar para tirar melodias do instrumento.
a pele e afinar a
cuíca.
grave agudo

03 NO APERTO

Do lado de fora, o músico aperta


a pele com a outra mão. Quanto
mais forte e mais perto do centro a
pressão, mais agudo sai o som –
e é assim que a cuíca “chora”.
madeira,
aço ou
acrílico

CUÍCA
Fontes | Rabeca Sobre os Instrumentos Sinfônicos; Valmir Rosa, luthier; Felipe Gomide, músico e professor; The Evolution of Air Resonance Power Efficiency in the Violin and Its Ancestors.
Cuíca loja Tambores Zé Benedito; Roberta Kelly, percussionista; Fernando Iazzetta, professor de acústica musical (USP); Da Cupópia da Cuíca: a Diáspora dos Tambores Centro-Africanos de
Fricção e a Formação das Musicalidades do Atlântico Negro; On the Acoustics of the Stick-Slip Phenomenon

SI_388_Info_Instrumentos.indd 51 19/04/18 18:03


superinteressante 1/1

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
primeira página da mesa do editor

Fundada em 1950
VICTOR CIVITA ROBERTO CIVITA
(1907-1990) (1936-2013)

Conselho Editorial : Victor Civita Neto (Presidente),


Thomaz Souto Corrêa (Vice-Presidente),
Alecsandra Zapparoli e Giancarlo Civita

O cara entrega Presidente do Grupo Abril: Giancarlo Civita

Diretora Editorial e Publisher da Abril: Alecsandra Zapparoli

ViVemos numa época amiga GM, já tnha tentado fazer carros Diretor de Operações: Fábio Petrossi Gallo
Diretor de Assinaturas: Ricardo Perez
do embuste, do xaveco, do caô. eléticos, e dera com os burros Diretora de Mercado: Isabel Amorim
Diretora de Marketing: Andrea Abelleira
Não só na polítca. O mundo está n’água. Não havia público para a
entlhado de empresários que coisa. Agora chegava um foguetei-
Diretora Editorial – Estilo de Vida: Alecsandra Zapparoli
só entegam PowerPoint, pales- ro amador achando que sim, que
tantes que fazem palestas sobre com ele, que não entendia chongas
como ganharam dinheiro dando de carro, daria certo. Beleza, então.
palestas, executvos que marcam Só que deu tdo certo. A Tesla Diretor de Redação: Alexandre Versignassi Diretor de Arte: Fabricio Miranda
Editores: Bruno Garattoni, Karin Hueck, Tiago Jokura Editor assistente:
reuniões para planejar as reuniões passou a produzir alguns dos auto- Lucas Pasqual Designers: Mayra Fernandes, Tainá Ceccato Repórteres: Ana
Carolina Leonardi, Felipe Germano, Pâmela Carbonari Estagiários: Bruno
a serem discutdas em novas reu- móveis mais cobiçados do mundo Vaiano, Ingrid Luisa, Sophia Fernandez Produtor Gráfico: Anderson C.S. de
Faria Colaboração: Alexandre Carvalho (revisão) Atendimento ao Leitor:
niões. Trambiqueiros, em suma. – e graças ao sucesso dela toda a Sandra Hadich Pool Administrativo : Cristiane Pereira (coordenadora).
Quando Elon Musk surgiu indústia automobilístca caminha
no notciário, há pouco mais de hoje para a eletifcação. A SpaceX www.superinteressante.com.br / superleitor@abril.com.br

dez anos, parecia só mais um en- foi até mais surpreendente: rein- PUBLICIDADE Cristiano Persona (Financeiro, Mobilidade, Imobiliário e Serviços
Empresariais), Daniela Serafim(Tecnologia, Telecom, Saúde, Educação, Agro e
rolador profssional. O cara tnha ventou a engenharia aeroespacial, Serviços), Júlio Tortorello (Beleza, Higiene, Varejo, Indústria, Pet, Mídia e Cultura),
Renata Miolli (Alimentos, Bebidas e Turismo), Rafael Ferreira (Moda, Decoração e
levantado US$ 180 milhões com encontando uma saída criatva Construção), William Hagopian (Regionais), André Beck (Colaboração em Direção
de Publicidade - Rio de Janeiro), Christiane Martinez (Agências de PR e Associações)
a venda de uma startp (o PayPal). para baratear lançamentos de e George Fauci (Colaboração em Direção de Publicidade - Brasília) ASSINATURAS E
VAREJO Daniela Vada (Atendimento e Operações), Ícaro Freitas (Varejo), Juliana
Opa, parabéns. Só que aí o homem foguetes. Nisso, Musk deu início Fidalgo (Gobox), Luci Silva (Relacionamento e Gestão Comercial), Patricia Frangiosi
(Comunicação), Rodrigo Chinaglia (Produtos) e Wilson Paschoal (Canais de Vendas)
pega e resolve fndar uma com- a uma nova corrida espacial, que ABRIL BRANDED CONTENT Sergio Gwercman MARKETING DE MARCAS Carolina
panhia aeroespacial. Caramba. pode culminar com a colonização Fioresi (Eventos), Cinthia Obrecht (Estilo de Vida e Femininas) e Thais Rocha (Veja e
Vejinhas) ESTRATÉGIA DIGITAL Edson Ferrão MERCADO/BI Rafael Gajardo SEO
Montar uma empresa de foguetes de Marte. Nada menos. Isabela Sperandio PARCERIAS E TENDÊNCIAS Airton Lopes PRODUTO Leandro
Castro e Pedro Moreno MARKETING CORPORATIVO Maurício Panfil (Pesquisa de
com um punhado de milhões E a cornucópia de ideias do sr. Mercado), Diego Macedo (Abril Big Data) e Gloria Porteiro (Licenças) VÍDEO André
Vaisman (Colaboração em Direção de vídeo), Alexandre de Oliveira (Projetos Internosl),
de dólares equivale a abrir uma Musk segue cada vez mais abun- Rudah Poran (Projetos Externos e Longas) Silvio Navarro (Veja) e Marie Mourad (Prod
Executiva e Orçamentos) PROJETOS ESPECIAIS Sérgio Ruiz DEDOC E ABRILPRESS
esfharia com uma nota de R$ 2. dante. São projetos de geração de Adriana Kazan PLANEJAMENTO, CONTROLE E OPERAÇÕES Adriana Fávilla e
Antes de ligar o forno pela primei- energia limpa, tansporte público Emilene Pires RECURSOS HUMANOS Ana Kohl (Remuneração e Benefícios), Karina
Victorio (Desenvolvimento Organizacional) e Patrícia Araujo (Consultoria Interna de RH)
ra vez, você pede falência. mais rápido, internet onipresente. RELAÇÕES CORPORATIVAS Douglas Cantu.

E era justamente o que estava Existe um novo mundo na mente Redação e Correspondência: Av. das Nações Unidas, 7221, 20º andar, Pinheiros, São
acontecendo com Elon. A SpaceX, de Elon. E, pelo que ele já ente- Paulo, SP, CEP 05425-902, tel. (11) 3037-2000 . Publicidade São Paulo e informações
sobre representantes de publicidade no Brasil e no Exterior: www.publiabril.com.br,
sua fabricante de foguetes, tnha gou, esse mundo tem tdo para tel. 11 3037-2528 / 3037-4740 / 3037-3485. Licenciamento de conteúdo: para adquirir
os direitos de reprodução de textos e imagens acesse: www.abrilstock.com.br
chegado à beira do abismo, e ele se tornar a nossa realidade,
deu um passo adiante: resolveu ou a dos nossos flhos. Você vai SUPERINTERESSANTE edição nº 388 (ISSN 0104-1789), ano 32, nº 5, é uma publicação
da Editora Abril 1987 G+J España S.A. “Muy Interesante” (“Muito Interessante”), Espanha.
abrir uma montadora de carros. ver um pouco desses sonhos Edições anteriores: Venda exclusiva em bancas, pelo preço da última edição em banca.
Solicite ao seu jornaleiro. Distribuída em todo o país pela Dinap S.A. Distribuidora Nacional
Eléticos. Ai, ai... A GM, que é a e dessas realidades a partr da de Publicações, São Paulo. SUPERINTERESSANTE não admite publicidade redacional.

página 24, em uma reportagem Serviço de Atendimento ao Cliente: Grande São Paulo: (11) 3347-2145
especial de 14 páginas. Obra do Demais localidades: 0800-7752145 www.abrilsac.com
Para assinar: Grande São Paulo: (11) 3347-2121
jornalista Felipe Germano, que Demais localidades: 0800-775-2828 www.assineabril.com.br
IMPRESSA NA GRÁFICA ABRIL
soube ser polivalente como Musk Av. Otaviano Alves de Lima, 4400, Freguesia do Ó, CEP 02909-900, São Paulo, SP

na hora de lidar com essa multpli-


cidade de assuntos – sempre com
graça, profndidade e, acima de
tdo, senso crítco. Parabéns pelo
Presidente da AbrilPar e do Grupo Abril: Giancarlo Civita
feito, Germano. E para você, leitor,
obrigado por permitr que os nos- Diretora da CASACOR: Lívia Pedreira
Diretor Superintendente da Gráfca: Eduardo Costa
sos sonhos se materializem nestas Diretor da Total Express: Ariel Herszenhorn
Diretor da Total Publicações: Osmar Lara
páginas, todos os meses.
Diretor de Finanças e Administração: Marcelo Bonini
Diretora Jurídica: Mariana Macia
Alexandre Versignassi Diretora de Recursos Humanos: Renata Marques Valente
Diretor de Tecnologia: Ricardo Schultz
D i r e to r D e r e Daç ão
AlexAndre.VersignAssi@Abril.com.br www.grupoabril.com.br
Foto Tomás Arthuzzi

SI_388_PrimeiraPagina.indd 3 16/04/18 18:17


>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF
superinteressante 1/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
realidade alternativa 11.148 caracteres de literatura

SI_388_Realidade.indd 74 16/04/18 17:38


Realidade alternativa 2/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
Corrida
do queijo
Um conto de Clara Madrigano Ilustração Helena Sbeghen

Meu pai acha que os Beatles uma colina lá na Inglaterra atás de um


defniram a cultra do século 20. Ele queijo rolante. A humanidade é
costma categorizar as coisas ente o surpreendente, e não de uma forma
antes e o depois dos Beatles; ou, de positva ou negatva, mas só aleatória.
uma forma mais abrangente, o antes e Eu cogito perguntar isso para o
o depois dos anos 60, quando a meu pai, o que ele acha que tem mais
sociedade mudou de uma forma chances de sobreviver ao tempo: os
radical, um movimento que meu pai Beatles ou a corrida do queijo, mas ele
sempre viu capitaneado pelos Beatles. está muito concentado na estada,
Eu fco imaginando como eu defniria com No Reply tocando a toda no
o século 21, aquele em que eu nasci e aparelho de CDs do carro (meu pai
cresci, e a única coisa que me vem à nunca fez o salto para o steaming).
cabeça é dizer que foi o século em que – Você sabe – eu digo, mas volto atás,
se tornou popular usar maquiagem na não quero mesmo falar do queijo.
academia, e que também é o século em – Essa música aí é meio bizarra.
que o Kanye interrompeu de uma – Quê? – meu pai pergunta.
forma tiunfalmente patétca o – É sobre um cara que fca espionando

M
discurso de agradecimento da Taylor a garota e se escondendo debaixo da
Swif em um VMA. É o século do janela dela. Só escuta. É um stalker.
YouTube. Do Facebook. É o século Meu pai me olha, faz uma careta,
com o primeiro presidente negro dos como se não soubesse bem aonde eu
EUA, e o século em que disseram que quero chegar.
o Brasil ia para frente, mas aí não foi, e – Bom, no tempo deles…– meu pai
agora ninguém sabe para onde vai. É o começa, mas nem dou a chance:
século da Lady Gaga. Eu não estou – Vai, você mesmo me disse que a
dizendo que qualquer uma dessas melhor fase dos Beatles começa depois
coisas seja mais relevante do que os do Rubber Soul. A fase baladinha deles
Beatles; o século 21 ainda é muito é a pior.
novo, pode ser que nosso grande – Eu sei, mas ainda são os Beatles
artsta nem tenha nascido. O que eu – diz o meu pai. – O que signifca que,
quero dizer é que a História é uma mesmo na pior fase, eles eram melho-
coisa engraçada, e que às vezes temos res do que todo mundo – e, de
por certo que as coisas que julgamos qualquer forma, nós não estamos indo
importantes são aquelas que vão ver a fase pós-Rubber Soul, como eu
sobreviver, mas nunca dá para ter faço questão de me lembrar.
certeza. Pode ser que, a milênios daqui, Nós pagamos salgado pela simula-
alguma raça alienígena decida que a ção. Digo, meu pai pagou. Eu ainda
humanidade foi realmente importante tenho dezoito anos, e nem de longe a
porque inventou uma corrida em que capacidade fnanceira de bancar uma
um bando de pessoas sai descendo por experiência assim. Para o meu pai, é a -

SI_388_Realidade.indd 75 16/04/18 17:39


Realidade alternativa 3/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
realidade alternativa

realização de um sonho. A simulação


chegou ao Brasil faz alguns meses, e
está sediada em São Paulo. Meu pai e
eu estamos, no momento, cruzando
os limites ente Sul e Sudeste,
subindo para a grande capital
paulista e sua feiura de concreto. A
simulação está instalada em uma uni-
versidade, e é para lá que vamos
depois de largar as coisas no hotel.
No subsolo da universidade, já há
uma fla. Passamos por uma pequena
tiagem, e então somos levados para
uma sala relatvamente luxuosa,
bebidas de graça, ainda que nada com
álcool, canapés, ar-condicionado e
poltonas reclináveis nos mantendo
confortáveis. Depois, os assistentes
da empresa que criou a simulação
nos guiam até salas que têm um
estanho aspecto hospitalar. Um dos
assistentes indica uma cadeira para
mim, outa para o meu pai. São
cadeiras que parecem demais com as
de um dentsta, e meu coração está
pulando, mas gastamos dinheiro
demais por essa brincadeira. Mal se escuta a música, no meio de tocando há uns 15 minutos quando
– Vai doer? – eu pergunto, me tantos gritos. Olho à volta e identf- percebo alguém se aproximar.
sentndo uma criança. co mais uma pessoa, acotovelada – Oi – é um homem, falando em
– De jeito nenhum – diz o assis- ente o público, que parece chocada inglês, e só me dou conta de verdade
tente responsável por nós. Ele usa demais; é um rapaz, e acho que o dele ao escutar sua voz, que soa perto
um uniforme cinza, igual ao de todos reconheço da sala de espera. Parece demais do meu ouvido. Quase dou
os demais colegas. ser algo que todos nós compartlha- um pulo, e o homem ergue as mãos,
Ele injeta algo na minha veia, algo mos, os usuários da simulação: como se para mostar que não
gelado, que logo me dá uma sonolên- aquela cara de incredulidade. oferece ameaça nenhuma. Ele é alto e
cia, e aí, quando já estou deitada, – Caramba – eu digo. loiro e usa um rabo de cavalo. Um
meio grogue, ele encaixa o capacete – Caramba – meu pai repete, e reconhece o outo. Ele é como eu,
na minha cabeça. logo estamos rindo, e não sei como eu e meu pai, uma criatra do
E então eu estou lá. No Washing- exatamente por quê. ftro, e não do mundo da simulação.
ton Coliseum. No meio de uma Os Beatles precisam tocar as – Oi – eu respondo, também em
baderna ensurdecedora, completa- posições dos instumentos de vez em inglês. Os lábios dele se movem, mas
mente perdida. Sinto alguém segurar quando, para girar sobre o palco e não escuto nada. – O quê?
a minha mão, e é o meu pai, com poder encarar cada parte do público Ele se inclina mais:
uma expressão atônita que parece abrigado naquela arena coberta. É – Onde estamos agora? – e faz um
refetr a que eu imagino ter. Está estanho, no começo, até que deixa gesto giratório com o indicador, e
acontecendo. Primeiro, sinto o cheiro de ser; até que você fnalmente é entendo que ele quer dizer o planeta,
de suor e de milhares de perfmes vencida pelos sentdos e começa a o mapa-múndi.
diferentes. Garotas e garotos, todos aceitar o que está vendo como real. E – Brasil – eu digo.
tajados a la 1964. Estamos no os Beatles parecem tão reais. E John – Brasil. Legal.
primeiro show dos Beatles em solo Lennon parece tão sólido, como se eu – Como é que você não sabe onde
americano. Eu olho para o palco e lá pudesse me aproximar do palco e a gente tá? De onde você se conec-
está o quarteto, sacudindo as cabelei- tocá-lo. Eu estou começando a curtr, tou?
ras, cantando e tocando debaixo das me esquecer de que é só simulação, O homem sorri.
luzes quentes, que quase me cegam. só uma mentra, e os Beatles já estão – De Helsinki – ele diz. – Estou na

SI_388_Realidade.indd 76 16/04/18 17:39


Realidade alternativa 4/4

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
simulação já faz alguns meses. Eu drogada. Me sinto feliz, sem muitos – Você faria? – pergunto para o
sou engenheiro. Eu fz aquilo – e ele freios. meu pai, quando estamos vendo uma
aponta para o palco. Dá para perceber – É verdade que vocês estão matéria sobre os engenheiros
um sotaque duro debaixo do inglês. constuindo mais coisas dento da rebeldes. Na internet, eles se torna-
– E o que está lá fora – ele usa o simulação? – Eu pergunto para uma ram uma espécie de heróis; existem
dedão para indicar algo acima dos mulher que vem checar a nossa vários grupos dedicados a escrever
ombros, para além das paredes. temperatra. A mulher me olha uma História Alternatva e a cons-
– O que está lá fora? com surpresa, e um pouco de tuir suas próprias simulações, mas
– O mundo – o homem ri. – Os desconfança. falta a tecnologia certa na mão de
anos sessenta – mas eu percebo que – Quem disse isso? – ela pergunta. meros mortais como nós.
responder às minhas perguntas não Mas nem me dá tempo para respon- – Não – meu pai diz, depois de
é bem o que ele tem em mente. É ele der: – Não. Estamos planejando alguns segundos de contemplação.
que quer ter a curiosidade saciada. simular mais shows, mas não para – Não seria real.
– Me conte alguma coisa. Algo agora – ela constata que a nossa – Mas você pensaria que é – eu
sobre o outo lado. O que está temperatra já está normalizada e digo. – Não se lembra? No show?
acontecendo? depois nos libera. Passamos uma Como era sentr tdo aquilo… o
Digo a primeira coisa que me vem noite no hotel, meu pai e eu, dormin- cheiro, os sons.
à cabeça: do profndamente, mentalmente – Sim – meu pai concorda. – Mas
– Donald Trump é o presidente exaustos pela simulação. Retornamos eu sabia que não era real. Aqui, no
dos Estados Unidos. para casa no dia seguinte, cantando as fndo da minha mente – ele bate um
–Ah – o homem parece decepcio- músicas dos Beatles que os CDs dedo conta a têmpora. – Não dá
nado. – Eu já sabia disso. tocam. Nem imaginávamos que o para ignorar.
– Ei, algum problema? – quem faz Brasil seria uma das últmas paradas –Nem com o tempo?
a pergunta é meu pai. O homem o da simulação. A empresa declararia Meu pai meneia a cabeça.
encara, parece alarmado com alguma falência alguns meses depois. – Por que deixar para tás tdo
coisa e se afasta, vai se embrenhando que eu já tenho aqui? –ele pergunta,
no meio da multdão e desaparece, *** enfm.
antes mesmo que eu consiga pergun- Um ano mais tarde, a verdade viria à – Para ser alguém novo.
tar seu nome. tona: engenheiros da simulação – Eu já sou a pessoa que eu tnha
– Quem era ele? – Meu pai quer haviam realizado uma espécie de que ser – meu pai diz. – Não dá para
saber, a testa com uma ruga de motm, dando um jeito de se conec- fazer mais do que isso.
dúvida. tar permanentemente a ela; eles Eu não insisto, porque a verdade é
– Ele disse que é um dos enge- queriam refazer o mundo a partr que eu também não tocaria o
nheiros da simulação – eu conto. daquele ponto, 1964. Mudar a mundo em que vivo pela simulação.
– Que fez a simulação. Parece que História, tornar o planeta um lugar Mas frequentemente eu gostaria de
eles estão constuindo mais coisas aí melhor, impedir guerras, massacres, poder espiar esse mundo novo que
fora. Quer ver? o 11 de Setembro; queriam um os engenheiros estão criando. Será
Mas meu pai segura a minha mão. presente diferente do nosso, ou foi o que ainda estão em 1964? Às vezes,
– Eles nos disseram para não sair que disseram. Agora, a empresa tem tdo isso me parece mágico, um
da arena – diz. um problema bem grande em mãos: universo paralelo ao alcance do
Eu não protesto, apesar da corpos de vários fncionários nosso, como Nárnia ou Hogwarts.
curiosidade. Depois de tinta conectados à rede que eles criaram, Outas vezes, me parece só uma
minutos, retornamos ao mundo real, em várias partes do mundo, alimen- enorme besteira. Mas aí eu penso em
ainda tontos enquanto retram tados por sondas e que não podem pessoas rolando por colinas, atás de
nossos capacetes. Nós somos levados ser simplesmente desligados sem um pedaço de queijo, e considero que
de volta à sala de espera, agora para causar morte cerebral, o que seria é bem possível que nosso mundo
descansar, beber água, deixar os assassinato. A empresa está sendo também seja uma simulação, e que
sentdos se recuperarem. A simula- acusada de todas as violações quem quer que tenha nos criado, nos
ção leva algum tempo para se possíveis. “Mas como é que deixavam colocado aqui, tenha um senso de
dissipar. Por até quinze minutos essas pessoas conectadas 24 horas humor bem estanho. S
depois, eu ainda sou capaz de cheirar por dia e esperavam que elas não
a arena do Washington Colliseum, de enlouquecessem?”, um apresentador Clara Madrigano é escritora e editora. É tam-
escutar as músicas dos Beatles como americano perguntou, e existe muita bém uma das donas da Dame Blanche, que
um eco distante no ouvido. Me sinto verdade nisso. Como? publica novelas de fantasia e fcção científca.

SI_388_Realidade.indd 77 16/04/18 17:39


>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF
superinteressante 1/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

ORÁCULO

00
4 a.C.
É O ANO em que
Jesus veio à luz
– sim, ele nasceu
antes de Cristo.
O SENHOR DE TODAS AS RESPOSTAS

COMO ERAM DEPENDE DA CIVILIZAÇÃO. No ano 1 da Era Cristã, Roma estava


em 754 do calendário juliano1. A contagem se baseava na n-
dação da cidade italiana e foi ins ída por Júlio César em 46 a.C.

CONTADOS OS
Desde essa época, ficou convencionado que o ano nha 12 meses,
com uma contagem similar à do calendário gregoriano, ins í-
do na Idade Média e ulizado amplamente no Ocidente até hoje.
Já o calendário hebreu, baseado nos ciclos da Lua, estava em 3760.

ANOS ANTES DE
O marco zero seria a criação do Universo segundo a —adição judaica.
O calendário deles também tem 12 meses, mas inclui um 13º em alguns
anos – são 7 anos assim a cada 19 para sincronizar os ciclos da Lua
com os 365 dias da —anslação da Terra em volta do Sol. Os chineses

JESUS CRISTO?
estavam em 2698. A contagem começou no reinado do Huang Di,
o Imperador Amarelo, e também é baseada no ciclo lunar, com 354
dias por ano e um mês ex—a a cada —ês anos para sincronizar. Os
maias, por sua vez, estavam em 3114, com a data inicial também se
Jefferson dos Santos Nogueira, Curitiba, PR referindo à criação do mundo. O ano maia nha 18 meses de 20 dias.

SI_388_oraculo.indd 68 19/04/18 18:14


oráculo 2/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Edição TIAGO JOKURA

Existem produtos industrializados que usem


leite humano? É legalmente comercializável?
Eduardo Lima, São Paulo, SP

Via (láctea) de regra, não, dudu. Mas há saborosas exceções, como o


sorvete Baby Gaga, do Reino Unido(2). Feito com leite humano e baunilha pela
empresa The Licktators, o sabor lançado em 2011 está fora de linha. Em 2015, voltou
em edição especial para celebrar o nascimento do príncipe George, flho de Kate
Middleton e do príncipe William. A opção brasileira de produto industrializado com
leite materno não é comestível: a empresa Pingente de Amor, em Porto Alegre,
fabrica joias com leite enviado por mães. E, claro, há o comércio entre lactantes
e famílias que precisam do alimento para bebês. Um dos principais canais é o site
onlythebreast.com. O Brasil, porém, proíbe a venda de substâncias humanas,
além de órgãos e tecidos, com pena prevista de oito a 20 anos de prisão.

De onde surgiu o hábito de dizer


pá pum “alô” ao atender o telefone?
Para onde vai um arquivo apagado de
computadores? Como faço para recupe-
Artur Ferreira rar algo que deletei para sempre?
Rio de Janeiro, RJ Diego Gatto, Machado, MG

alô, artur. pode falar? gatto, não se desespere. Embora arquivos de


Assim que o telefone foi inventado, computador não sejam palpáveis e estejam cada vez
Masturbação queima em 1876, começou a se convencio- mais alojados na nuvem, quando estão armazenados
calorias?
Matheus Alves, nar padrões de uso, uma etiqueta. em um disco rígido (HD), fcam impressos em células
Goiânia, GO De primeira, em vez do “alô”, que podem ser gravadas e regravadas milhares de
rolavam uns “tenho você?” vezes. Um arquivo é formado pelos dados guardados
opa: 16 calorias por (do I get you?) e “você está aí?” nessas células e por “ponteiros” que indicam ao sis-
minuto para homens e
(are you there?). O pai da criança, tema onde elas estão no disco. Quando um arquivo
5 para mulheres (
Alexander Graham Bell, sugeriu que é deletado permanentemente, os ponteiros são
número incrível as pessoas adotassem a saudação apagados – é por isso que o arquivo não aparece mais

47,7
náutica ahoy. Mas o que pegou mes- na sua tela ou em suas buscas.
mo foi a ideia de um outro célebre O conteúdo armazenado, porém, continua lá(7),
inventor da época, Thomas Edison. embora as células estejam disponíveis para receber
O pai da lâmpada elétrica iniciava novas informações. É só quando novos dados são
milhões de as chamadas com hello (“alô”), que inseridos nas células que a recuperação fca compli-
telefones à época não era consagrado como cada. Então, se você deletou sem querer um trabalho
celulares foram uma saudação, mas apenas usado importante, desligue a máquina na hora. Assim,
vendidos no para chamar a atenção de alguém(ç). você evita a ocupação dos slots do arquivo que você
Brasil em
Beleza? Entendeu? Tchau, tchau... acabou de apagar. Feito isso, procure um software de
2017(.
outro... tchau. recuperação, como o Recuva e o Data Recovery.
oUTro DADo
relevAnTe Sem
nenHUmA liGAÇÃo

47,7
o que quer dizer “a o poetinha já aVisa no início da música que cai na
tonga da mironga bossa xingando em nagô, como são conhecidos os iorubás,
do kabuletê” do etnia africana da região da Nigéria. E xinga mesmo. Só que a
samba de Toquinho “tonga da mironga do kabuletê” não signifca nada(8), embora
por cento e vinicius? haja fake news alimentadas pelos músicos quando a canção
dos argentinos
com menos de foi lançada, em 1970. Vinicius de Moraes chegou a escrever que
18 anos vivem Renan Carapiá, a frase queria dizer “o pelo do c* da mãe” em iorubá. Mas a
na pobreza(. Cuiabá, MT expressão foi apenas um recurso para xingar os militares –
ainda que com um palavrão falso – em tempos de censura.

Reportagem Agência Fronteira Ilustração Marcela Tamayo Fontes ( Origem e Evolução do Nosso Calendário, de Manuel Marques; Ensino Religioso: Educ. Pró-ativa para a Tolerância, de
Marili Bassini; e Cartografa Dinâmica, de Marcello Martinelli ( The Licktators e Anvisa ( Amaury Mendes Jr., sexólogo ( Dic. Michaelis; The Phone Book, de Ammon Shea; O Pulo do Gato,
de Márcio Cotrim ( Ag. Brasil ( Unicef ( Jiyan Yari, do IFMS, Pier M. Ricchetti, da FEI ( Vinicius de Moraes: o Poeta da Paixão, de José Castello; A Vida Louca da MPB, de Ismael Caneppele

SI_388_oraculo.indd 69 16/04/18 18:46


oráculo 3/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
oráculo

Quantos aviões comerciais


existem hoje no mundo?
João Eduardo Arantes Leão, Rio Verde, GO

são 33.523 aeronaves , pertencentes a 1.016


empresas aéreas(1) – a campeã é a American
Airlines, dona de 1.538 dessas máquinas voa-
doras (4,5% do total mundial). Toda essa frota
realiza entre 9 e 18 mil voos diários, dependen-
do da época do ano. Aproveito a disparidade
estatística para deixar uma dica: não planeje
viagens nas tardes de quintas e sextas do fnal
de agosto. Esse é o pico anual do tráfego aéreo
no mundo. A maior parte desse engarrafa-
mento aéreo acontece na rota mais intensa
do mundo: entre o Aeroporto Internacional
Incheon, em Seul, e o Aeroporto Internacional
de Jeju, ambos na Coreia do Sul.

Por que Michael Jackson vivia com Se o professor Xavier Como funciona a
curativos nas pontas dos dedos? não consegue acessar magia dos primers
Era doença ou algum tipo de tique? a mente do Magneto para maquiar a pele?
Elen Souza, São Paulo, SP por causa do capacete, Betânia Rodrigues,
como ele enta na do Curitiba, PR
nem uma coisa, nem outra. O rei do pop Wolverine, cujo crânio
usava os acessórios de esparadrapo para chamar a é de adamantum? não tem magia, é quase
atenção do público(2). Assim, os fãs entendiam os Walace Maximiano, alvenaria. Os primers
movimentos de suas mãos durante a dança por mais Betim, MG funcionam como a massa
que estivessem distantes da ação. O truque também corrida que deixa as
se estendia às meias brancas que calçava. Assim, É que o material do capa- paredes de tijolos lisinhas,
no palco, as luzes destacavam os pontos claros do ves- cete não tem nada a ver com cobrindo as falhas do
tuário nas extremidades de seu corpo, ressaltando seu isso. O que protege Magneto reboco. A matéria-prima
estilo inconfundível. Reza a lenda que Michael Jackson da telepatia do professor X dessa massa corrida facial
se inspirou em curativos nas mãos de guitarristas para são circuitos eletrônicos que são esferas porosas de
compor esse look funcional. geram um escudo psíquico(3). silicone que preenchem os
Além disso, o vilão metaleiro poros e os microrrelevos
tem uma camada extra de da pele, mascarando
proteção que o faz virtual- rugas e outras imperfei-
mente imune às investidas ções(4). Além de deixar a

PerGunte ao de Xavier e de outros telepa-


tas. O longo histórico
superfície cutânea mais
lisa, o flme que o primer
orÁcuLo de embates entre os dois forma sobre a pele a faz
rivais ensinaram Magneto refetir menos luz, elimi-
Escreva para
oraculo@abril.com.br a gerar uma interferência nando o aspecto oleoso e
mencionando magnética antitelepatia preparando terreno para a
sua cidade e Estado. com seus poderes. maquiagem brilhar.

SI_388_oraculo.indd 70 16/04/18 18:12


oráculo 4/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
LISTA
Qual a diferença ene os Quem são os
pos de daltonismo? atletas mais
bem pagos do
mundo?
Jonas Astrada, Assari, MT

Os daltônicos não enxergam do mesmo jeito. Há ês pos


básicos de daltonismo – que também variam na intensidade.
Marcelo Trivelato,
São Paulo, SP

Total por ano Salário/ Publicidade


em US$ Prêmios

93 MI

86,2 MI
35 MI

80 MI
55 MI

27 MI
VISÃO NORMAL PRONATOMALIA

60,6 MI
64 MI
Em condições normais de recepção ocular e Sensibilidade menor nos receptores de verme-
neurológica da luz, diferenciamos sete cores lho fazem as cores quentes penderem para o
no espectro visível: dos vermelhos aos roxos. marrom e os verdes ficam desbotados.

58 MI

34 MI
58 MI

53 MI
CRISTIANO RONALDO /FUTEBOL

31,2 MI
LEBRON JAMES /BASQUETE

KEVIN DURANT /BASQUETE


26,6 MI
LIONEL MESSI /FUTEBOL

ROGER FEDERER /TÊNIS


Fonte color-blindness.com

DEUTERANOMALIA TRITANOMALIA
A dificuldade em ver os verdes é a mais comum. Azuis se confundem com verdes e vice-versa.
Os verdes tendem ao cinza, as cores quentes Roxos e amarelos desbotam – se a tritanomalia
ficam amarronzadas e os roxos, azulados. for intensa, os amarelos tendem ao rosa claro.
6 MI

Fonte Forbes

Por que o futebol society tem esse nome? Outros ludopédios


Gabriel E. Carvalho, Belo Horizonte, MG

OS PRIMEIROS RELATOS são de que, nos anos 1950,


as peladas em campos reduzidos (quatro vezes
menores que um campo de futebol oficial) viraram
febre entre a alta sociedade do Rio de Janeiro e FUTSAL SHOWBOL FUTEBOL DE 7
de Petrópolis – daí viria o society (ou soçaite) no ABREVIAÇÃO de AS QUADRAS desse ESPORTE paralím-
nome⁽⁵⁾. Desde a década de 1980, o futebol society “futebol de salão”, “primo” do society pico disputado por
jogado em uma têm paredes nas atletas – sete de
é um esporte oficial, com regras próprias e federa- quadra fechada e laterais e no fundo cada lado – com
ções que regem clubes e campeonatos em quadras criado no Uruguai, – assim a bola diferentes níveis de
de grama natural ou sintética. nos anos 1930. nunca sai de jogo. paralisia cerebral.

Fontes 1 Flightradar24, empresa de monitoramento de voos 2 Livros You Are Not Alone: Michael Through a Brother’s Eyes, de Jermaine Jackson, e Michael Jackson Style,
de Stacey Appel 3 Fabricio Marvel, Produtor de Conteúdo do canal Comics, Toys & Travels, no YouTube 4 Lucas Portilho, farmacêutico e especialista em cosmetologia;
Ana Paula de Oliveira, gerente de desenvolvimento de produtos da Natura 5 Livro Futebol: o Brasil em Campo, de Alex Bellos

SI_388_oraculo.indd 71 19/04/18 18:11


oráculo 5/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
oráculo

Por que nas plata- Se um camaleão tiver


formas de petróleo um hematoma, ele
sempre fca acesa ainda consegue trocar
uma chama no topo? a cor da pele na
Elias Carneiro, área machucada?
Parauapebas, PA Luís Fernando Laguardia,
Oliveira, MG
não só nas platafor-
mas, mas em qualquer Essa Eu rEspondo dE cor:
refnaria, em terra ou mar. não. Algumas espécies de
Esse efeito especial do camaleão exibem uma cor

Por que
refnamento do petróleo azul escura em partes do
é chamado de faring e corpo que foram feridas.
consiste na queima de Se houver um arranhão
gases excedentes na profundo, que danifque os

a injeção
extração de petróleo(3). cromatóforos – células pig-
Trata-se de uma medida mentares que dão ao bicho
de segurança para que os seus dotes de camufagem
gases que estão nos poços –, a pele não muda mais

benzetacil
junto com o óleo não de cor(3). O efeito pode ser
entrem em combustão na temporário ou permanente,
plataforma, mandando dependendo da gravidade
tudo pelos ares. do ferimento.

dói mais ?
Daniel Cruzeiro, Varginha, MG
lost in
São trêS razõeS principaiS, que ocorrem em translation
todas as vacinas intamusculares(. A primeira é que Origem Rússia
a agulha é mais grossa para atravessar o músculo.
A segunda é o espaço reduzido para o líquido passar en-
te as fbras musculares. Terceiro: as doses são maiores. Галопом по европам
Ao ser injetada, a solução tensiona as fbras e causa dor.
No caso da penicilina benzatna – “nome completo” da Galopando
benzetacil –, há um agravante: ela vem em forma de pó
para ser diluído em água no momento da aplicação. Se o pela Europa
pó não dissolve direito, os cristais que sobram na dose A expressão não tem nada
agridem a fbra e aumentam a dor. Outa má notícia: a a ver com se locomover
aplicação demora 10 tortrantes segundos. Para reduzir de cavalo pelos prados do
Velho Continente. É usada
o estago, ela deve ser administada em um músculo
pelos russos para se referir
grande, que tenha espaço de absorção: o glúteo. a trabalhos feitos às pres-
sas ou de última hora.

conexões Cleptomania Impulso


incontrolável de roubar
Winona Ryder Além de
roubar nossos corações desde
Da cleptomania objetos que não têm utilida- Edward Mãos de Tesoura (1990),
a Eric Clapton de ou valor fnanceiro a atriz furtou US$ 5,5 mil de
por Tiago Jokura que justifque a ação. Na psi- uma loja, em 2001 – com
quiatria, é classifcado como direito a imagens de câmeras de
um Transtorno de Controle segurança reproduzidas na TV.
de Impulso (TCI). Um dos Ela foi condenada, pagou fança
casos mais célebres de e limpou seu nome, que é o
cleptomania é o da atriz... mesmo de sua cidade-natal...

SI_388_oraculo.indd 72 16/04/18 18:12


oráculo 6/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Dicas caseiras para deixar a
manual mulher no seu devido lugar.
por Helô D’Angelo
Como não ser
machista
1
elas são todas
iguais…
...não entre si, mas iguais
a qualquer homem.
Então, não faça genti-
lezas excessivas, como
insistir em pagar a conta
inteira, abrir portas ou
assumir que elas são 4
incapazes de trocar uma não “ajude” em casa
lâmpada. Oferecer ajuda Onde quer que você more, haverá tarefas do-
é legal, mas pergunte se mésticas. Não espere alguém fazer por você
ela precisa. (ou pedir ajuda): faça o que tem de ser feito.
Pedir para buscar uma cerveja?
Nem cogite a hipótese.
2
não seja espaçoso
Essa regra não vale só
para o espaço físico –
pernas escancaradas no
sofá ou no ônibus, por
exemplo. É importante, Deixe
Feminismo em Comum; livro Os homens explicam tudo para mim, de Rebecca Solnit.

também, respeitar o meninas brin-


carem com bola
espaço feminino nas e lego (evitanDo
Ilustração Estúdio Pingado Fontes Marcia Tiburi, flósofa e autora do livro

conversas. Como faz? limitar seus interes-


Resistindo à tentação de ses) e meninos, com
bonecas e cozinha
elevar a voz ou de inter- (estimulanDo o
romper a fala delas. cuiDaDo pelos
outros).

3
cuide das crianças
Dividir o mundo entre
“coisas de menina” e “de
menino” não é coisa de
criança. A maioria das di-
ferenças entre os gêneros 5
na infância é cultural. ande na contramão
A associação das cores Piadas com mulher ao volante não fazem
rosa (“de menina”) e sentido: 71% dos acidentes são causados por
azul (“de menino”), por homens. Então, não reforce um estereótipo
exemplo, eram invertidas falso – e evite outras generalizações.
até os anos 1920.

Winona Cidade americana The Yardbirds Em Eric Clapton Único


de 27,5 mil habitantes no 1968, eram liderados por nomeado três vezes para
Estado de Minnesota. Jimmy Page. No mesmo o Hall da Fama do Rock –
Embora não seja maravilho- ano, ele saiu da banda para como solista e membro dos
sa, seu acidente geográfco fundar um patrimônio Yardbirds e do Cream. Em
mais famoso chama-se do rock: o Led Zeppelin. 1966, num dos ensaios do
Pão de Açúcar. Em 1968, Além de Page, os Yardbirds Cream, teve sua guitarra Gi-
Winona abrigou um pequeno tiveram outros dois dos bson Les Paul branca, apeli-
show de uma banda maiores guitarristas da dada “The Beano”, roubada
inglesa chamada... história: Jef Beck e... por um claptomaníaco.

Fontes ( Drauzio Varella e Rodrigo Lima, da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) ( Artigo
Diagnóstico de Emissões de Gases de Efeito Estufa Em Plataformas Fpso, de Victor Leonardo Acevedo Blanco ( Michel C. Milinkovitch,
do Laboratório de Evolução Artifcial e Natural da Universidade de Geneva; Daniel Hughes, da Universidade do Texas em El Paso

SI_388_oraculo.indd 73 16/04/18 18:46


superinteressante 1/2

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
sn. tech

Os notebooks nunca
mais serão os mesmos
Notebook é um bicho que demora a ligar, dura pouco longe
da tomada e depende de Wi-Fi para quase tdo, certo? Errado.
Texto Bruno Garattoni

está chegando uma nova geração de laptops, que


ligam e desligam em 1 segundo, têm conexão 4G per-
manente e bateria que dura até 20 horas. O segredo
está no seu processador, que é um Snapdragon 835
– o mesmo usado nos smartphones top de linha.
Vários fabricantes, como Lenovo, Asus e HP (foto
ao lado), estão lançando seus primeiros notebooks
com esse chip, a preços ente US$ 600 e 800.
Eles não são tão potentes quanto os laptops
tadicionais, com chip Intel, mas rodam bem as
tarefas básicas do dia a dia (e já vêm com uma
o sistema operacional Windows 10).

Levitador
de mesa
O LeviZen (US$ 400) usa ondas
sonoras de altíssima frequência,
que os ouvidos humanos não
captam, para fazer gotas d’água
flutuarem no ar. Dois alto-falan-
tes, um na base e outro no topo
do aparelho, emitem sinais de
40 KHz, que se chocam e criam
uma “onda estacionária” forte
o bastante para sustentar até
quatro gotinhas de água (que
você injeta usando uma seringa).

SI_388_Tech.indd 22 16/04/18 17:29


tech 2/2

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
você decide
Os projetos mais
interessantes (e
surpreendentes)
do mundo do
crowdfunding

Criado esperto
indiegogo.com
Projeto Sobro Side Table
O que é Um criado-mudo
com frigobar, som Bluetoo-
th, despertador e luminária.
Também tem sensor de
movimento (que acende
uma luz se você levantar
durante a noite), saídas USB
e uma placa que recarrega
um iPhone ou um Galaxy S9
por contato – é só colocar
Quando está dobrada, a Smacircle S1 mede 19x29x49 cm,
umA scooter o tamanho de uma caixa de sapatos grande. Dá tanquilamen-
o smartphone em cima do
criado-mudo, sem precisar
plugar nenhum cabo.
te para levar numa mochila, inclusive porque ela pesa apenas
que cAbe nA 7 kg. Mas, ao ser aberta, se tansforma numa scooter elética
com autonomia de 20 km e velocidade máxima de 20 km/h.
Meta U$S 50 mil
Chance de rolar

mochilA O lançamento está prometdo para junho, por US$ 1.000.


bbbba

Escova de luz
kickstarter.com
Projeto Bristl Toothbrush
O que é Uma escova de
dentes que usa luz para
limpar melhor. Suas cerdas
vibram 200 vezes por
segundo para remover os
restos de comida dos den-
tes. Mas a escova também
emite luz azul, que supos-
tamente ajuda a matar as
bactérias da boca.
Meta U$S 10 mil
Chance b b b a a

MP3 para bebês


indiegogo.com
Projeto Lubby Dubby Dolls
Headset emagrecedor O celular de quatro câmeras O que é Um coelhinho de
pelúcia que reproduz os
O Modius (US$ 500) dá pequenos A câmera frontal do Huawei P20 Pro tem batimentos cardíacos da
mãe para ajudar o bebê a
choquinhos que chegam ao 24 megapixels de resolução, o triplo do iPhone.
dormir. A mulher coloca um
hipotálamo, região cerebral rela- Mas o destaque do smartphone são suas três pequeno sensor, que parece
cionada ao apetite. E isso, segundo câmeras traseiras, que trabalham em conjunto. um estetoscópio, sob a
os criadores do aparelho, diminui a Ele tem a câmera principal, uma só para zoom camisa durante alguns
vontade de comer: usando o gadget (que aproxima até 5x) e outra preto e branco, que segundos. Ele grava o som
dos batimentos e transfere
uma hora por dia, você suposta- capta mais luz. O celular funde as imagens de
para o boneco, que fica no
mente perde 1 kg por mês. A técnica todas para gerar fotos impressionantes, com berço com o nenê.
funcionou em ratos, e há um teste 40 megapixels. Ele tem tela OLED de 6,1 polega- Meta U$S 30 mil
clínico sendo feito em humanos. das, 128 GB de espaço, e vai custar US$ 900. Chance b b b b b

SI_388_Tech.indd 23 16/04/18 18:15


superinteressante 1/2

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
sn. playlist

vamos dar uma espiadinha?


A série The Americans está chegando ao fm e vai deixar saudades. Aqui, analisamos os casos
que realmente aconteceram ao longo da espionagem soviética e americana – e aqueles que não
passam de boa fcção. Lucas Pasqual, Karin Hueck e Tainá Ceccato

tédio profundo saída difícil.


+ficção
Diferentemente do que a série mostra, Na última temporada, Elizabeth recebe
espionar é passar muito tempo parado – um comprimido de cianureto para cometer
intercalado com poucos momentos de suicídio caso descoberta. Em 1977, a pílula
extrema violência. “Se mostrássemos foi realmente usada pelo diplomata russo
a maneira como as coisas realmente Aleksandr Ogorodnik, agente duplo da
eram, seria entediante”, disse Joe 5
CIA. Preso em Moscou, ele pediu sua
Weisberg, o criador da série e caneta para escrever a confissão.
ex-funcionário da CIA. O veneno estava ali:
ele mordeu e morreu.
4

+realidade

o guarda-chuva

Na primeira temporada, Elizabeth usa


uma agulha na ponta de um guarda-
chuva para picar e envenenar um
adversário. Em 1978, o búlgaro radicado
em Londres Georgi Markov foi vítima
da mesma tática: sentiu uma picada
na coxa enquanto esperava um ônibus.
Morreu quatro dias depois por rícina. seakii
caro demais .nevassiusavski?i

A quantidade de tarefas Vários especialistas apontam


realizadas pelos Jennings não é que é impossível esconder 100%
plausível. Agentes especiais como o sotaque quando aprendemos outra
eles geralmente eram ativados apenas em língua depois da puberdade. Em The Ame-
casos muito extraordinários. Treiná-los ricans, os Jennings aparecem aprendendo
era caro – e cada missão representava um The Americans, 6a. temporada inglês com forte sotaque, que depois é
na Fox Premium 2
risco de perder o investimento. perdido. Não cola.

SI_388_Playlist.indd 20 16/04/18 21:18


playlist 2/2

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0 0
Edição karin hueck

Pérolas do mês
Tesouros escondidos
que você não
pode perder

documentário livro
Take Notícias em
Your Pills Três Linhas
Netflix R$ 45
Comprimidos No começo do
Han Solo: uma
História Star que tiram o seu século 20, o ita-
Wars, 4 de maio sono, te deixam liano Félix Fénéon
nos cinemas.
disposto, focado escrevia notícias
e produtivo. Este em 135 caracteres
filme explica no jornal Le

A juventde de um wookiee como os medi-


camentos para
déficit de atenção
Matin. Decisões
militares,
crianças que se
Treze cenTímeTros mais baixo do quando vemos vídeos para analisar a se tornaram afogavam, padei-
combustível banal ros queimados,
que o Chewbacca original, o jogador performance dos adversários. Peter não para estudantes, fofocas de padres
de basquete fnlandês Joonas Suota- me deu só sua benção, me deu ensina- atletas, execu- e prostitutas. Ele
mo, 2,08 m, novamente faz o papel mentos muito úteis e precisos. tivos – qualquer fez Paris caber em
do copiloto da Millennium Falcon. um que precise tweets um século
Ele estela o spin-of Han Solo: Uma O flme mostra a juventude dos per- render mais. antes da rede
social.
História Star Wars, sobre o começo da sonagens. Veremos um Chewie mais
amizade de Solo e Chewie. Conversa- rebelde, adolescente? Os wookie-
mos com o gigante. Pâmela Carbonari es têm uma expectativa de vida de
400 anos. Como nos flmes vemos o
Você imitava o Chewbacca antes de Chewie apenas em um intervalo de
ser escolhido para o papel? Engra- 20 ou 30 anos, não é o sufciente para
çado que não. Quando comecei como notar o envelhecimento ou a juventde
Chewbacca, ninguém me pediu para fa- dele. Mas esse é um flme de aventra, livro
livro
zer o grunhido – e eu estava louco para audacioso e divertdo. Sem dúvida, os Clube Em Busca
impressionar o Harrison Ford. Mas não momentos desse flme são determinan- da Luta da Memória
sei se ele fcou impressionado (risos). tes para formar o que o Chewbacca é. Feminista R$ 70
R$ 40 Nos anos 1990,
Neste flme, eu queria surpreender o Seus colegas ho-
Alden Ehrenreich (Han Solo), porque Você recebeu algum treinamento para o inglês Joseph
mens trabalham Jebelli viu seu
seria a primeira vez que ele veria um pilotar a Millennium Falcon? Tivemos menos e são mais avô desaparecer
wookiee fantasiado. Quando fz os te- a ajuda de pilotos que nos deram lições reconhecidos? atrás do mal
jeitos do Chewbacca na frente dele, ele de voo. Foi muito interessante flmar Este manual, que de Alzheimer.
alude ao clube Desde então, ele
fcou bastante tocado. na nave, porque todos os botões e ala- da luta original,
vancas são reais. Nada acontece, mas estuda a doença.
mostra como Neste livro, o
Como foi a preparação? O Peter você pode apertar tdo. O problema é driblar o machis- neurocientista
Mayhew [o Chewbacca original] te que o set era muito apertado, esbarrei e mo no escritório, descreve as
deu alguma dica? Tivemos um in- quebrei tantas coisas durante a flma- ensina a criar um origens da
clube feminista e demência, a
tensivo de uma semana. Assistmos a gem (risos). O design da Millennium até o que é uma
vídeos e ele me ensinou a andar com Falcon dá a sensação de que você está importância
cerveja de mulher da memória e
o peito estfado, manter os braços re- pilotando uma nave espacial, porque (qualquer uma as melhores
laxados, fazer o grunhido e me mover você não está diante de um fndo azul, inventada por técnicas para
com o taje. Me sent como no basquete e o espaço é projetado na sua frente. uma mulher). mantê-la.

Foto Reprodução

SI_388_Playlist.indd 21 16/04/18 21:09


superinteressante 1/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
história

que salvaram judeus


O biólogo polonês Rudolf Weigl criava insetos para combater o tifo,
doença que matou milhões até metade do século 20. E arriscou a vida
para imunizar judeus com a vacina que desenvolvia para os nazistas.

Texto Alexandre de Santi,


Jones Rossi e Murilo Basso
Ilustração Zansky
Design Sophia Fernandez
Edição Tiago Jokura

SI_388_Piolhos.indd 58 16/04/18 19:47


história 2/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Ao se infec�
tAr aciden-
talmente no
laboratório,
Rudolf
Weigl não se
desesperou.
Em vez disso,
alimentou
piolhos com
seu sangue
para provar
que eles
poderiam
ser matéria-
-prima de
uma vacina
antitifo.

SI_388_Piolhos.indd 59 16/04/18 19:47


história 3/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

00
cientsta tcheco Stanislau von Prowazek Dando o sangue pela causa
e do brasileiro Henrique da Rocha Lima, Foi Rudolf Weigl quem encontou a so-
um dos fundadores da USP. lução. “Se não conseguimos fazer os
Prowazek, porém, morreu de tfo tês piolhos comerem os germes, vamos
semanas após publicar o artgo em que enfiá-los na bunda deles”, sugeriu o bi-
revela o papel do piolho na tansmissão, ólogo. Pela primeira vez, insetos foram
mesmo que manipulasse os insetos com usados como cobaias. E assim começava
luva, máscara e jaleco. Lima descobriu a nascer a vacina salvadora.
e batzou a bactéria causadora do tfo A proximidade com os insetos rendeu
(Rickettsia prowazekii) em homenagem a ele, em 1917, uma infecção por tfo, ao se
a Prowazek e ao americano Howard ferir com uma placa de Peti contendo a
Ricketts, morto no México em 1910, Rickettsia. O que poderia ser uma tagé-
também pesquisando a doença. dia, já que 20% dos infectados morrem,
A descoberta abriu portas para a fabri- virou uma oportnidade de ouro.
cação de uma vacina, mas havia um pro- Weigl pediu para sua mulher, Zofia,
O pOlOnês RudOlf Weigl era um blema: apenas humanos e piolhos eram enfileirar caixinhas do tamanho de ma-
sujeito diferentão. No início do século hospedeiros estáveis do tfo. E, mesmo ços de cigarro e uni-las com uma tra
20, o biólogo fazia o tajeto de casa para os padrões étcos da época, infectar elástca. Encheu as caixas de piolhos e
até seu laboratório, em Lviv, cantando humanos propositalmente estava fora de as prendeu em seu corpo, para que o pi-
músicas obscenas em alemão. Às vezes, questão. Só que ninguém sabia como cul- cassem e fossem infectados – diferente-
se o tabalho estava tedioso, pegava tvar em laboratório piolhos infectados mente de outos insetos que tansmitem
o filho e rumava para o bar. Isso não em quantdade suficiente para produzir doenças, o piolho adoece pelo contato
quer dizer que tabalhasse pouco. Não as bactérias que, depois de mortas, seriam com o Rickettsia. Após alguns dias, os
era raro que virasse as noites na com- a matéria-prima das vacinas. piolhos alimentados com o sangue de
panhia de piolhos.
Weigl era especialista em tfo, no-
me genérico para doenças causadas por
bactérias diferentes. A mais famosa de-
las, o tfo epidêmico, está associada a
sitações em que a sociedade está em
colapso – como acontece nas guerras
–, com pouquíssimas condições de hi-
giene. Algo incomum hoje, mas não em
soldados entincheirados por semanas
sem banho, vivendo com uma única
muda de roupa, ou em judeus confi-
nados em guetos sem energia elética,
gás e água para as necessidades básicas.
Napoleão Bonaparte chegou a dizer
que foi derrotado pelo General Tifo.
Quando marchou com meio milhão de
soldados para invadir Moscou e voltou
com apenas 3 mil, estma-se que pelo
menos 20% das mortes aconteceram
pela doença. No fim da 1ª Guerra Mun-
dial, uma epidemia se alastou desde a
Sibéria até a Polônia, infectando mais
de 20 milhões de pessoas e matando
3 milhões.
A Alemanha se deu melhor ao manter
seus prisioneiros e oficiais limpinhos na
1ª Guerra. Das 33 mil mortes de militares
alemães por doenças infecciosas, apenas
1,5 mil foram por tfo. Os germânicos
se aproveitaram da descoberta, em 1915,
de que o piolho do corpo (Pediculus hu-
manus humanus) – não confundir com
o piolho da cabeça (Pediculus humanus
capits) – era o vetor da doença. Obra do

SI_388_Piolhos.indd 60 16/04/18 19:47


história 4/6

>>> Exclusivo - Grupo [eB]ook PDF

0
0
Weigl adoeceram e morreram. O biólo- imunizados ou que já haviam tdo a
go, então, publicou um artgo relatando doença – até ficarem vermelhinhos –
seu experimento revolucionário, que foi sinal de que podiam ter seus intestnos,
bem recebido internacionalmente. Pela agora cheios de bactérias, retrados. As
primeira vez, alguém mostou que era entanhas do inseto eram, então, esma-
possível criar uma colônia estável de gadas, centifugadas e diluídas em uma

30
Rickettsia sem usar pacientes humanos. solução que matava as bactérias – que se
Somente em 1928, após milhares de tornavam incapazes de infectar alguém,
testes, a vacina de Weigl foi aplicada em mas eram suficientes para estmular o
humanos. Diante dos resultados posi- sistema imunológico conta o tfo.
tvos, pesquisadores de todo o mundo No final de 1933, havia 50 pessoas ta-
viajavam para Lviv a fim de conhecer mil vacinas
balhando como “comida de inseto” no
o laboratório de Weigl. O sucesso da contra laboratório. Coçar-se era proibido porque
vacina exigiu mais funcionários e um tifo foram poderia infeccionar a pele ou matar os
contra-
ritmo quase industial de produção. As bandeadas insetos antes do tempo. Mas não era fácil
larvas dos piolhos eram colocadas para por Weigl ser comida de piolho. “A primeira sensa-
sugar sangue de funcionários duas ve- para judeus ção é de ferro em brasa, quando 500 ou
confnados
zes por dia, durante dez dias. Quando em guetos. mil insetos te picam. E, como você não
já eram piolhos parrudos, recebiam no quer que isso se repita, você tenta não se
reto uma injeção contendo a bactéria mexer, porque, se a caixa muda de lugar,
Rickettsia prowazekii. Os piolhos infec- os piolhos mordem de novo”, declarou
tados eram, então, novamente alimen- Waclaw Szylbaski, assistente de Weigl.
tados com sangue humano por mais Sob a ocupação nazista, iniciada em
cinco dias – somente por funcionários 1939, funcionários dispostos a sofrer -

SI_388_Piolhos.indd 61 16/04/18 19:47


história 5/6

00
essa tortra não faltavam. O laboratório em um espaço tão pequeno que havia
de Weigl passou a abrigar escritores, 110 mil pessoas por km2 – na prátca,
geógrafos, matemátcos e intelectais isso significava sete pessoas dividindo
que queriam salvar a pele e ganhar al- o mesmo cômodo.

10
guns tocados. Em tempos de guerra, Nesse ambiente, o tifo prosperou.
quase não havia empregos em Lviv e Henryk Szpilman escreveu em seu li-
os rendimentos mensais não passavam vro de memórias O Pianista, adaptado
de 100 zlóts (moeda polonesa), sufi- para o cinema em 2002, que os piolhos
ciente para comprar 9 kg de açúcar. Ao “caíam do teto, aglomeravam-se sobre
fazer de seu laboratório um local de as calçadas e escadas”. No inverno, sob
refúgio, Weigl salvou muitas pessoas mil soldados
alemães
temperatras que chegavam a -20 ºC, os
da deportação e da morte. Metade dos foram salvos pacientes eram escondidos da Gestapo, a
dissecadores de piolhos eram da re- do tifo pelas polícia secreta alemã, atás de passagens
sistência polonesa e estma-se que até vacinas de
Weigl – o
falsas, em porões e em sótãos. O proble-
3 mil funcionários tenham passado por que acabou ma é que ente as complicações causadas
ali durante a 2ª Guerra. rendendo pelo tfo estão surtos psicótcos, alucina-
Como se não bastasse encobertar ini- ao biólogo a
fama de co-
ções, delírios e, claro, gritos imprevisíveis,
migos dos alemães, Weigl e seus assis- laborar com que denunciavam a posição de alguns
tentes arriscaram ainda mais a vida: sob o regime infectados para os agentes alemães.
comando do governo nazista, passaram a nazista. Weigl contabandeou, em 18 meses,
abrigar judeus no laboratório e a conta- pelo menos 30 mil vacinas para o gueto
bandear vacinas para os guetos. No mais de Varsóvia. Além disso, as vacinas en-
conhecido deles, em Varsóvia, mais de viadas aos alemães eram enfraquecidas,
1 milhão de judeus viviam confinados inferiores às desviadas para poloneses e

SI_388_Piolhos.indd 62 16/04/18 19:47


história 6/6

0
0
judeus. Os funcionários enfraqueciam os o Reich, em um laboratório no mesmo Farben, o Zyklon B era um produto terrí-
lotes assim: em vez de dissecar os 1,6 mil andar do escritório de tortras e mut- vel conta os insetos – conta os insetos
piolhos diários, baixavam esse número lações de Joseph Mengele. Em dezembro e os humanos. Tanto que foi o veneno
para 1,2 mil. O recipiente que armazenava do mesmo ano, Fleck foi tansferido para utlizado para executar prisioneiros nas
os intestnos era aquecido e o conteúdo o campo de concentação Buchenwald. câmaras de gás nazistas.
se expandia. Aos olhos pouco teinados Lá contnuou o que fazia em Auschwitz:
dos alemães, parecia que estavam rece- uma série de testes inúteis que não resul- Imagem manchada
bendo o combinado. taram em uma única vacina. Seus chefes Ao final da guerra, Weigl havia vacinado
Outa forma de sabotagem era a coleta nunca descobriram a farsa. mais de 50 mil pessoas. O microbió-
de fezes dos piolhos para infectar tens Ao mesmo tempo em que os nazistas logo nazista Hermann Eyer, seu chefe
exclusivos de oficiais nazistas. Com- se desesperavam pela vacina, havia uma durante a ocupação alemã, foi liberado
batentes poloneses colocavam as fezes narratva, apoiada por Hitler, que rot- pelas forças aliadas e coordenou o de-
dento dos encostos para a cabeça. Nunca lava a imunização como ciência judaica partamento de microbiologia da Uni-
ficou claro se isso – ou mesmo o enfra- destnada a envenenar o puro sangue versidade de Bonn, na Alemanha. Eyer
quecimento das vacinas destnadas aos ariano. Isso não impedia que eles conta- estmava que as vacinas produzidas por
nazistas – deu algum resultado. tassem gigantes da indústia, como a IG Weigl, mesmo enfraquecidas, tenham
Enquanto isso, o biólogo Ludwig Farben – que deu origem às atais Basf, salvado a vida de 10 mil soldados ale-
Fleck, que tabalhou para Weigl ente Bayer e Agfa –, para produzir vacinas mães. E isso se tornou a grande pedra
1921 e 1923 e inventou sua própria va- alternatvas à de Weigl. no sapato de Weigl no pós-guerra. Sua
cina, também despertou interesse dos Embora a vacina da IG Farben tenha imagem na Polônia sob domínio sovi-
nazistas. Fleck foi enviado para o campo falhado, a empresa vendia o melhor étco era a de colaborador dos nazistas.
de concentação de Auschwitz em 1943, produto para exterminar os piolhos. Ele recebeu oferta para ser professor
com mulher, filho e parte de sua equipe. Desenvolvido pela Desgesch, outra universitário em Cracóvia e para produ-
Sua missão era produzir a vacina para companhia química contolada pela IG zir sua vacina em Moscou, onde teria
apartamento, carro à disposição e um
Fontes The Fantastic Laboratory of Dr. Weigl: How Two Brave Scientists Battled Typhus and Sabotaged the Nazis, de Arthur Allen; Killer Germs: Microbes and Diseases

bom salário. Declinou das duas ofertas.


E começou a cair em desgraça quando
um ex-aluno, Zdzislaw Przybylkiewicz,
That Threaten Humanity, de Barry Zimmerman e David Zimmerman; Alexandre Naime, infectologista da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp)

iniciou uma campanha de desconstução


de sua imagem, motvada pelo rancor de
não ter tdo seu tabalho de conclusão
de curso aprovado por Weigl.
Influente no meio acadêmico e ente
os poderosos, mesmo sendo um profes-
sor e cientsta medíocre, Przybylkiewicz
acusou o antgo meste de colaborar com
os nazistas usando uma foto de Weigl
com seu antgo chefe. Nela, havia uma
dedicatória: “Para meu jovem amigo Her-
mann Eyer”. A hipocrisia do acusador
não poderia ser maior. Nenhum cientsta
polonês tabalhou mais próximo de Eyer
do que o próprio Przybylkiewicz, que
chegou a assinar um artgo científico
sobre tfo junto com o oficial nazista.
A partr daí, Weigl caiu no esqueci-
mento, até morrer em 11 de agosto de
1957, vítma de um ataque cardíaco, em
Zakopane. No enterro em Cracóvia, seu
amigo Henryk Mosing disse: “Rudolf Ste-
fan Weigl tansformou o piolho, símbolo
de sujeira, miséria e aversão, em um ob-
jeto útl de investgação científica e em
uma ferramenta destnada a salvar vidas”.
Um ex-funcionário de seu laboratório
escreveu em 1994 que “os intelectais po-
loneses sabem quem foi Schindler, mas
não fazem ideia de quem foi Weigl”. Pio-
lhos, como se sabe, dão pouco ibope. S

SI_388_Piolhos.indd 63 16/04/18 19:47


ajuda 1/1 como navegar na sua edição

Arraste a página Toque nas Toque na parte


para a esquerda laterais para inferior da
com um dedo mudar de página página para
para navegar acessar a barra
pelas matérias de navegação

iPad 00:00 98%

Biblioteca Biblioteca

NOME DA SESSÃO Nome da matéria biblioteca


Veja todas as suas edições
de Superinteressante

Voltar
Volte para a
exibição anterior

Navegue
horizontalmente
pela edição
Sumário
Todo o conteúdo da revista
na lateral esquerda

Barra de navegação
Toque uma vez sobre o botão e
deslize pelas páginas da edição
Visualizar
Ative a barra
de navegação

Remover edições interatividade


Clique no ícone de Selecione Escolha as edições que não
engrenagem na “Remover quer mais manter no device
biblioteca Edições do iPad” e toque me “Remover” Gire o tablet Arraste extra

1
superinteressante 1/6

00
supernovas coisas e fatos quentinhos

Sonda da Nasa vai tocar o Sol


A PArker SolAr Probe será lançada no dia 31 de julho, e é o primeiro objeto enviado pela
humanidade para estdar a estela. A sonda, que tem o tamanho de um carro e pesa 685
kg, é coberta por placas de carbono com 11 cm de espessura (mais que o dobro da proteção
térmica usada pelos ônibus espaciais). Graças a isso, a Parker suporta temperatras de até
1.400 oC. Mesmo assim, a sonda acabará incinerada assim que entar na corona:
a camada externa do Sol, que é formada por plasma e tem 6,4 milhões de quilômetos de
espessura. O nome da sonda, que deverá chegar ao Sol em aproximadamente seis anos,
é uma homenagem ao astofísico Eugene Parker, o primeiro a explicar o chamado vento
solar (fuxo de partículas eleticamente carregadas emitdo pela corona). Bruno Garattoni

Foto Dulla Escultura Bruno Vaiano

SI_388_Novas.indd 10 16/04/18 16:47


supernovas 2/6

00
sn. fatos Edição bruno garattoni

375
Conforme as células do organismo se replicam durante a vida, os telômeros
Ter flhos (pontas dos cromossomos) vão encolhendo – até que fcam curtos demais,
adianta o que interrompe a duplicação celular e faz a pessoa envelhecer. Isso acon-
tece com todo mundo. Mas com mulheres que tiveram flhos é mais rápido:
a idade em média, elas têm telômeros 4% mais curtos, o que equivale a 11 anos de
milhões de biológica envelhecimento a mais. A descoberta é de cientistas da Universidade Geor-
dólares é o pre- ge Mason, nos EUA, que analisaram os telômeros de 2 mil mulheres com e
juízo mensal do da mulher sem flhos. Eles não sabem dizer o que causa o envelhecimento. BG
uber, que perdeu
US$ 4,5 bilhões
ano passado (61%
a mais que em
2016). É normal
que empresas de
tecnologia per-
cam dinheiro por
alguns anos, mas
o Uber tem pre-
juízo desde 2009
(US$ 10,7 bilhões
ao todo). A em-
presa anunciou
que deixará oito
países asiáticos.

“Como
você
sustenta
o negó-
cio se
os usuá-
rios não
pagam?”, Exército chinês comEça a ocupar ilhas artificiais
Constuções no Oceano Pacífco aumentam a tensão com potências ocidentais.
perguntou o
senador ame- O país terminOu de construir três ilhas sobre recifes e ilhotas, que foram cobertas com
ricano Orrin artfciais no mar do Sul da China, uma re- enormes quantdades de areia e concreto ao
Hatch ao dono gião do Pacífco pela qual passa 30% de todo longo dos últmos dez anos. Como resposta, a
do Facebook, o comércio marítmo mundial, e começou a Inglaterra mandou a fragata HMS Sutherland,
Mark Zucker- instalar bases militares, radares e lançadores de armada com mísseis antaéreos e antssubma-
berg, durante mísseis nesses locais, segundo fotos de satélite rino, ir atavessar a região – coisa que, segun-
o depoimento divulgadas pelos EUA. Os chineses se dizem do ela, todos os países têm o direito de fazer.
dele ao Con- donos da área, que também contém grandes O governo chinês respondeu realizando exer-
gresso. Zuck reservas de petóleo e gás natral, mas sua cícios militares com navios e jatos. Também
foi direto: “Nós posse não é reconhecida pelos outos países da declarou que “o mar do Sul da China é calmo
exibimos anún- região, como Vietnã, Filipinas e Malásia, e pelas e tanquilo”, e espera que “outos países não
cios, senador”. potências ocidentais. As ilhas artfciais fcam comecem a criar problemas”. BG

Ilustração Anthony Mazza

SI_388_Novas.indd 11 16/04/18 16:47


supernovas 3/6

00
sn. fatos

Mark Zuckerberg
apavorado, no
Congresso dos EUA,
virou meme.

enquanto
isso...
Por Ana Carolina
Leonardi

Médicos concluíram que,


quanto maior a frequência
dos “calores” na menopausa,
maior o risco de a mulher ter
doenças cardíacas (.

Produtos de limpeza fazem


Biólogos constataram que
o aquecimento global está
quase tão mal quanto fmar
afetando as anêmonas – e Usar spray uma vez por semana equivale a fmar 20 cigarros por dia, diz estdo.
isso deixa os peixes-palhaço
estressados (.
Usar produtos químicos para limpar a ca- Alguns produtos são mais perigosos do
sa pode ser quase tão prejudicial quanto que outros? Estdos anteriores ao nosso
fmar. Essa foi a conclusão de cientstas demonstaram que há um risco maior com
da Universidade de Bergen (Noruega), o uso de sprays.
que avaliaram os hábitos de limpeza e a
capacidade pulmonar de 6.230 pessoas, Há uma frequência de uso ou quantida-
Palmeiras que mudam de em dez países europeus, ao longo de du- de que defne o perigo? Nós observamos
sexo foram descobertas
as décadas. A SUPER conversou com a comprometmento pulmonar nas pessoas
na Colômbia (.
médica Oistein Svanes, líder do estdo, que usavam os produtos pelo menos uma
para entender. vez por semana.

Como os produtos de limpeza afetam os O estudo também avaliou homens, e eles


pulmões? Ente as pessoas que usavam não sofreram nenhum efeito pulmonar.
Descobriu-se que a ativi-
produtos de limpeza, nós encontamos um Por quê? Isso não signifca que os homens
dade dos neurônios muda declínio na capacidade pulmonar similar não sejam afetados. O número de homens
ao anoitecer – e isso deixa ao observado em quem fma cerca de 20 que limpavam a casa era muito pequeno,
os pacientes de Alzheimer cigarros por dia. Isso pode desencadear o que difcultou nossa análise.
mais agressivos (. problemas de saúde como asma e doença
pulmonar obstutva crônica [que prejudica Como limpar a casa sem correr perigo?
Fontes ( Vascular dysfunction across
the stages of the menopausal transition
a passagem do ar pelos pulmões]. Limitando o uso de produtos químicos,
( Anemone bleaching increases the
metabolic demands of symbiont anemo-
especialmente os sprays. Um pano de
nefish ( Sex change in the dioecius palm Eles também podem causar câncer, como microfbra com água é sufciente para a
( A hypothalamic circuit for the circadian
control of aggression o cigarro? Até onde sabemos, não. maioria das sitações. Eduardo Szklarz

Foto iStock (montagem)

SI_388_Novas.indd 12 16/04/18 16:47


supernovas 4/6

0
0
sn. fatos

Amigos
Pirataria na internet quase dobra em 1 ano veem
Estdo monitorou computadores em 200 países; conexões mais
rápidas estão fazendo as pessoas acessarem mais conteúdo ilegal.
o mun-

53,2 bilhões
do da

filMES
mesma

Tipo de conTeúdo piraTeado (2017)


número de acessos
a conTeúdo piraTa
Estados
forma
( por país, eM bilhões) Unidos
Cientistas da

S O f T wA R E S E G A M E S
2017
27,9 Universidade
2016
da Califórnia

66 bilhões
monitoraram a
atividade cerebral
Reino
Unido de estudantes
20,3 enquanto eles
Alemanha 9 assistiam a uma
10,2 seleção de vídeos
6,8 variados, incluin-
França 5,8
10,5 do programas de
73,9 bilhões

8,1 humor, documen-


MúSicAS

tários e debates.
7 Os pesquisadores
Turquia 11,1 analisaram 80
14,1
8,3 regiões do cérebro
9,7 20,6 dessas pessoas e
12,7 Rússia constataram que,
em quase todas,
Brasil
a atividade neural
17 de cada estudante
PROGR AMAS DE T V

meios de ToTal 300 era similar à de


106,9 bilhões

acesso à global seus amigos (e


piraTaria Índia eM bilhões diferente dos
Fonte MUSO Global Piracy Report 2018

siTes que ofereceM sTreaMing ilegal 191 demais voluntá-


49,3% rios). Ou seja: os
siTes que ofereceM downloads ilegais amigos realmente
21,2% estavam interpre-
TorrenTs
18,5%
tando o conteúdo
download de vídeos do YouTube dos vídeos do
11% 2016 2 0 17 mesmo jeito. BG

Gastos do executivo, Pagar refeições em - justificativa - contexto


do leGislativo e do
judiciário brasileiro. restaurantes de luxo. Nenhuma. A SUPER Os senadores têm
Por Marcos R. dos Santos O senador Ciro Nogueira procurou várias direito a R$ 15 mil
(PP-PI) gastou R$ 32 mil vezes a assessoria de mensais em “verba
O seu nisso em 2017. Ele foi a
restaurantes sofsticados,
imprensa e o gabi-
nete do senador Ciro
indenizatória”, o
que inclui refeições
dinheiro como Lake’s (R$ 846)
e Bloco C (R$ 744), em
Nogueira em Brasília,
mas ele não apresen-
“em compromisso de
natureza política”.
foi para: Brasília; Varanda Grill (R$
594) e Nakka (R$ 582),
tou justifcativa para
as despesas, nem
Não há limite por
refeição – e é permi-
em São Paulo; e Mezzalu- se manifestou tido pagar os pratos
na (R$ 562), no Rio. sobre o assunto. dos acompanhantes.

SI_388_Novas.indd 14 16/04/18 17:25


supernovas 5/6

00
sn. fatos

3 notícias sobre
Europa
vai
Epidemias rever
Vírus e bactérias dão sinais preocupantes. E as autoridades debatem o pior. o horá-
rio de
verão
Por 384 votos a
favor e 153 contra,
o Parlamento
Europeu
aprovou a revisão
do horário de
verão, que é
acusado de ser
inútil e incômodo.
Os inimigos
do horário de
verão alegam
que ele não ajuda
1
a economizar
energia – pois
hoje os maiores

1.
bactéria desenvolve
resistência ao álcool gel
2.
nova gripe aviária
infecta primeiro humano
3.
oMs se prepara contra
a “Doença X”
consumidores de
eletricidade não
são as lâmpadas,
mas os aparelhos
eletrônicos e de
Cientistas da Universidade A primeira vítima do vírus H7N4 A doença, que é citada no plano ar-condicionado
de Melbourne, na Austrália, foi uma mulher de 68 anos, de da Organização Mundial da (cujo uso não
descobriram que certas bactérias Hong Kong, que teve contato Saúde para 2018, ainda não muda quando o
do gênero Enterococcus, que com aves e desenvolveu proble- existe, mas poderia surgir a qual- relógio é adianta-
causam infecções hospitalares, mas respiratórios graves. Após quer momento e causar “uma
do). Agora, cada
evoluíram nas últimas duas dé- um mês no hospital, ela sobrevi- epidemia internacional séria”.
cadas – e se tornaram dez vezes veu. A boa notícia é que sua famí- Segundo a entidade, a saída é país deverá decidir
mais resistentes ao etanol, lia não foi infectada – indicando desenvolver “vacinas fexíveis”, se acaba com o
o sufciente para sobreviver que o H7N4 não é transmissível que possam ser rapidamente horário de verão
ao uso de álcool gel nas mãos. de pessoa para pessoa. adaptadas contra novos vírus. ou deixa como
está. BG

antidepressivos afetam peixes de rio nos EUa


Os peixes do rio Niágara, na fronteira dos Estados Unidos com o Canadá, têm
altas concentrações dos antidepressivos fluoxetina (Prozac) e sertralina (Zoloft)
em seus cérebros, segundo um estudo feito por químicos da Universidade de
Buffalo, nos EUA. Isso acontece porque parte dos remédios que as pessoas
tomam é expelida pela urina e vai parar na água dos rios (as moléculas dos
medicamentos são muito pequenas, e atravessam os filtros das estações de
tratamento de água). Testes em laboratório revelaram que os antidepressivos
afetam o comportamento dos peixes: eles ficam menos estressados na presença
2
de predadores, e podem acabar sendo comidos por causa disso. BG

SI_388_Novas.indd 16 16/04/18 16:47


supernovas 6/6

0
0
sn. fatos

Robô inventa seu próprio podcast Não é bem


O programa se chama Sheldon County e traz as histórias de
uma cidade fictícia contadas pelo narrador, Sheldon. É con- assim...
fuso, e não muito divertido. Mas é notável por uma razão: Notícias que
seu criador é um robô. O podcast é gerado automaticamente bombaram por
por um software, que foi desenvolvido na Universidade da aí – mas não são
Califórnia. O podcast tem dois episódios (que podem ser verdade
ouvidos, em inglês, no endereço goo.gl/S5jrpx), mas a ideia é
que no futuro sejam infinitos: o robô inventaria uma história
3
personalizada para cada pessoa que entrasse no site dele. BG

A notíciA
Viagem ao espaço
Implante cerebral trbina muda o DNA de
astronauta
a memória humana o que elA diziA
Eletodos conectados ao hipocampo aumentaram memorização em 35%. Após passar um ano na
Estação Espacial Interna-
A experiência foi realizada pela Univer- de memórias. Mais tarde, os pesquisadores cional, o americano Scott
sidade da Carolina do Sul (EUA), com 15 aplicaram um segundo teste, com outas Kelly voltou à Terra – e 7%
pessoas que têm epilepsia grave – e, por isso, fguras – e injetaram os sinais eléticos gra- do seu código genético
estava diferente. Isso foi
já haviam recebido implantes de eletodos vados de volta nos cérebros dos voluntários.
constatado comparando
no cérebro. No teste, os voluntários tnham Isso estmulou o hipocampo e aumentou
o DNA dele com o de seu
de memorizar fguras que apareciam numa em 35% a capacidade de memorização das irmão gêmeo, o também
tela de computador, e se lembrar delas uma pessoas. A ideia é desenvolver a tecnologia astronauta Mark Kelly, que
hora depois (quando as imagens eram exi- para ajudar vítmas de derrames e Alzhei- fcou na Terra.
bidas novamente, mistradas com outas). mer, que perdem a memória. Mas a invenção
Enquanto eles faziam isso, os cientstas também pode ter aplicação militar: o estdo quAl é A verdAde
gravaram os sinais eléticos do seu hipo- foi fnanciado pela Darpa, a divisão de alta Se seu DNA tivesse sido
campo, região cerebral ligada à formação tecnologia do Pentágono. BG alterado em 7%, Scott
teria se transformado
numa criatura bizarra (a
diferença genética entre
humanos e chimpanzés,
por exemplo, é de apenas
2%), ou simplesmente
morrido. O que aconteceu
foi uma mudança na
atividade de 7% dos genes
dele: alguns que estavam
inativos passaram a
funcionar e produzir
proteínas, e outros se
“desligaram”, parando
de atuar. Esse processo
se chama expressão
genética, e acontece com
todo mundo – os genes
ligam e desligam durante
o funcionamento normal
do corpo e também quan-
do nos expomos a fatores
como estresse, poluição,
consumo de álcool e
3 junk food etc. BG

SI_388_Novas.indd 18 16/04/18 16:47


superinteressante 1/4

0
0
comida

Reportagem Flavio Pessoa e Fernanda Didini, de Nova York


Texto Bruno Garattoni
Design Sophia Fernandez

SI_388_ImpossibleBurguer.indd 38 16/04/18 15:38


comida 2/4

0
0
O hambúrguer

IMPOSSÍVEL Um grupo de cientistas recebeu US$ 250 milhões


do Google e de Bill Gates para perseguir uma meta
improvável: criar um hambúrguer feito de plantas
que seja realmente idêntico à carne. Ele foi batizado
de “Impossible Burger” – e nós experimentamos.

O cardápio não tem nada de anormal. A lan- Não dá muito tempo de refletr sobre isso e o
chonete, que se chama Bareburger e fica na rua 14, Impossible logo chega à mesa, perfurado por um
em Nova York, também não. O garçom logo aparece pequeno espeto. Ele é largo (tem o diâmeto dos
e, sem muita paciência, pergunta qual é o pedido. sanduíches do Burger King), mas o hambúrguer
Escolhemos o penúltmo item do menu, escondido em si é um pouco mais alto, como nas lanchonetes
em meio às quase 20 opções de sanduíche oferecidas gourmet. A primeira mordida não deixa dúvidas: ele
pela casa (tem até carne de bisão). É o “Impossible é gostoso. Bem gostoso. É tostado por fora, rosado
Burger: hambúrger, queijo, cebola caramelizada, al- por dento, e realmente tem gosto de carne. Mas
face, mostarda e ketchup no pão integral. US$ 13,95”. não exatamente carne de hambúrguer: ela lembra
O garçom não pergunta se queremos o hambúrguer mais a carne moída das almôndegas e dos bolinhos,
ao ponto ou malpassado, porque ele não tem pon- inclusive na textra. O Impossible é mais mole do
to – nem carne. O Impossible poderia ser apenas que um hambúrguer real (até um pouco mole demais,
mais uma das opções vegetarianas que têm prolife- quase pastoso), e também fica devendo o sabor defu-
rado nas lanchonetes; mas, como seu nome sugere, mado característco. Mas, ao contário dos burgers
é diferente. O produto que vamos provar daqui a vegetarianos comuns, feitos de grão de bico, feijão,
pouco é a combinação de nove anos de pesquisas, soja ou lentlha, ele realmente parece carne bovina.
US$ 250 milhões (vindos de Bill Gates e do Google, Daria tanquilamente para se acostmar – e, quem
ente outos investdores), engenharia genétca e um sabe, passar a comer só esse tpo de “carne”.
ingrediente revolucionário e polêmico. Tudo para Esse é o sonho do genetcista Pat Brown, pro-
tentar criar uma carne “de mentra” idêntca à bovina. fessor da Universidade Stanford. Ele ficou famoso
Quem conseguir fazer isso para valer, afinal, poupará na década de 1990, quando inventou o microarray:
animais, ficará bilionário e salvará o planeta – pois uma ferramenta que facilita a análise do DNA e hoje
hoje existem 1,5 bilhão de bois e vacas, cuja criação é usada em grande parte dos estdos sobre genét-
emite tanto CO2 quanto todos os carros do mundo. ca. Em 2009, Brown trou um ano sabátco, e logo -
Imagem Sam Kaplan

SI_388_ImpossibleBurguer.indd 39 16/04/18 15:38


comida 3/4

0
0
O segredo
da fórmula:
sangue
artifcial

heme

O heme é uma molécula natu- descobriu o que queria fazer: diminuir o consumo
ralmente presente no sangue, de carne no mundo (ele é vegetariano desde a década
que transporta oxigênio pelo de 1970). Começou organizando um congresso aca-
corpo – e dá à carne seu sabor dêmico para tentar conscientzar a sociedade, mas
característico. O Impossible ninguém deu a mínima. Então Brown percebeu que
Burger usa uma versão artifcial, seria mais inteligente colocar a mão na massa – e
que é produzida em laboratório inventar um novo tpo de carne artficial, que fosse
por um fngo transgênico. Esse idêntca à de boi e as pessoas quisessem comer. “É
é o truque. Os demais ingre- mais fácil mudar o comportamento do que a cabeça
dientes (veja abaixo) são banais. das pessoas”, declarou à revista Pacific Standard.
Ele levantou dinheiro, contatou 25 funcionários
e começou a analisar todos os aspectos da carne
bovina: as proteínas responsáveis pela textra, os
150 compostos voláteis que produzem seu cheiro e
gosto, as tansformações que a carne sofre quando
é aquecida etc. Começou a tentar reproduzir tdo
batata aquilo com uma mistra de tigo e massa de batata
(os dois principais componentes do Impossible Bur-
ger), óleo de coco (que fornece os 13 g de gordura do
coco produto, mesmo teor de um hambúrguer comum) e
um pouco de goma xantana: uma massa grudenta,
de milho fermentado, que está presente em muitos
alimentos industializados e serve para “dar liga”.
Mas aquilo não parecia um hambúrguer de ver-
dade. Faltava alguma coisa. E o segredo estava jus-
trigo tamente no elemento mais simbólico da carne, que
mais incomoda os vegetarianos e ilusta o sacrifício
dos animais abatdos: o sangue.
milho
Fungo tansgênico
O sangue é vermelho por causa da hemoglobina, a
proteína que serve para tansportar oxigênio pelo
corpo. E a hemoglobina tem esse nome, e essa cor,
porque contém moléculas chamadas hemes. Eles são
verdadeiros ônibus biológicos, que carregam mais
de 100 átomos de carbono, hidrogênio, oxigênio,
nitogênio e ferro. Sem os hemes, a vida como a

SI_388_ImpossibleBurguer.indd 40 16/04/18 15:38


comida 4/4

0
0
1
1 O aspecto
O Impossible veio no pão integral,
com queijo vegano.

2 A lanchonete
Parte de uma rede que serve bur-
gers artesanais.

3 A mordida
Nosso repórter, Flavio Pessoa,
prova o sanduíche.
Imagem Divulgação/Impossible Foods

3 2

Imagens Fernanda Didini, de Nova York


conhecemos não existria – além de tansportar oxi- de carne de porco, frango e peixe). Segundo os cria-
gênio no sangue dos animais, eles também ajudam as dores do Impossible Burger, sua produção usa tês
plantas a extair o nitogênio, um nutiente essencial, vezes menos água e emite 80% menos CO2 do que
do solo. E, como Brown e seus colegas acabaram a carne comum, ocupando uma área 20 vezes menor.
percebendo, os hemes – e, portanto, o sangue – são o A empresa diz que sua molécula de heme é idêntca
que dá à carne seu sabor característco. Você já deve à natral. Mas, como os alimentos tansgênicos sem-
ter percebido isso, instntvamente, ao morder um pre encontam resistência ente os consumidores, ela
pedaço de churrasco: é o sangue que deixa a carne pediu a aprovação da Food & Drug Administaton
rosada e macia. Para reproduzir a carne de verdade, (FDA), que regula os alimentos e medicamentos nos
os cientstas teriam de reproduzir o sangue também. EUA. Foi um ato voluntário: por uma tecnicalidade
Começaram tentando extrair o heme de uma da lei, o Impossible Burger não precisa de autorização
planta: a soja, cujas raízes contêm pequena quant- da FDA. De início, a agência não quis endossar o pro-
dade dessa molécula. Mas, para conseguir heme na duto, alegando que o consumo do heme tansgênico
quantdade necessária, eles teriam de criar enormes não havia sido testado em animais. O caso levantou
lavouras de soja, causando problemas ambientais. certa polêmica, e então a empresa fez um estdo
“Não seria economicamente viável, nem responsável”, com ratos de laboratório, que foram alimentados
diz o engenheiro Nick Halla, diretor da Impossible com doses altíssimas dessa molécula (o equivalente
Foods, que é a empresa criada para produzir o burger a um ser humano comer 5 kg de Impossible Burgers
(e recebeu os US$ 250 milhões de Gates e do Google). por dia) e não apresentaram qualquer anormalidade.
Então os cientstas apelaram para a engenharia A FDA aprovou o Impossible Burger – mas aí foi
genétca. Pegaram um fungo chamado Pichia pastoris a vez da ONG internacional Peta (People for Ethi-
e inseriram nele um gene trado da soja: o mesmo cal Treatment of Animals) começar uma campanha
que, na planta, regula a produção de heme. Deu conta a empresa, a quem acusa de crueldade. Ela diz
certo. O fungo começou a crescer e produzir fartas que, como o Impossible foi testado em animais, não
quantdades dessa molécula, que é extaída e usada pode ser considerado um produto vegano.
nos hambúrgueres. Em setembro do ano passado, Seja como for, ele pode ser a chave para convencer
a empresa inaugurou sua primeira fábrica, que fi- a maioria da população, que não é vegana, a comer
ca na Califórnia e cultva o fungo em tanques de menos carne – de forma bem mais convincente
fermentação. Ela já fornece seu produto para 800 do que qualquer apelo, protesto ou receita caseira.
lanchonetes dos EUA, e sua meta para 2018 é chegar a O segredo é conquistar as pessoas pelo estômago.
5 milhões de hambúrgueres vendidos por mês (a em- E, para fazer isso, o melhor ingrediente é o mesmo
presa também está desenvolvendo versões vegetais de todas as grandes invenções humanas: a ciência.S

SI_388_ImpossibleBurguer.indd 41 16/04/18 15:39