Sei sulla pagina 1di 26
Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira PROVA DE MATEMÁTICA DO CONCURSO DE ADMISSÃO AO 6°

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

PROVA DE MATEMÁTICA DO CONCURSO DE ADMISSÃO AO 6° ANO DO COLÉGIO MILITAR DO RIO DE JANEIRO (CMRJ) DE 2017-2018

Texto para a questão 01.

ENUNCIADOS

No atual sistema monetário brasileiro há moedas de seis valores diferentes, representadas na figura a seguir.

seis valores diferentes, representadas na figura a seguir. 1) No Colégio Militar do Rio de Janeiro,

1) No Colégio Militar do Rio de Janeiro, um aluno do 7° ano juntou 72 moedas para

comprar pacotes de figurinhas. Um oitavo do total dessas moedas é de R$ 1,00 (um real); um sexto da quantidade total é de R$ 0,50 (cinquenta centavos); um quarto da

quantidade total de moedas é de R$ 0,25 (vinte e cinco centavos); e as restantes são de R$ 0,10 (dez centavos). Em reais, essas moedas totalizam a quantia de

a)

R$ 19,50

b) R$ 22,80

c) R$ 23,50

d) R$ 23,80

e) R$ 31,50

2)

Pedro, aluno do 3° ano do ensino médio do Colégio Militar de Fortaleza, perguntou à

sua avó Norma qual era a idade dela. Vovó Norma respondeu: “Eu tenho três filhos e a diferença de idade entre cada um deles e o seguinte é de quatro anos. Tive minha primeira filha (sua mãe, Adriana) com 21 anos. Hoje meu filho mais novo (seu tio, Octávio) tem 42 anos.” A idade da avó de Pedro é

a) 58 anos.

b) 62 anos.

c) 71 anos.

d) 73 anos.

e) 75 anos.

3) Uma professora do Colégio Militar do Rio de Janeiro tem três filhas matriculadas regularmente numa escola. O produto da idade da professora com as idades de suas três

filhas é 26455. Desta forma, pode-se afirmar que a soma das idades da filha mais velha e da filha mais nova é um

a)

número ímpar.

b) número primo.

c)

número múltiplo de 3.

d) número múltiplo por 5.

e)

número divisível por 7.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 4) Durante uma aula de Matemática para o 6º

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

4) Durante uma aula de Matemática para o 6º ano do Colégio Militar do Rio de Janeiro,

o professor Flávio escreveu no quadro a seguinte distribuição dos números naturais:

no quadro a seguinte distribuição dos números naturais: Mantendo-se a disposição acima, pode-se afirmar que o

Mantendo-se a disposição acima, pode-se afirmar que o número que inicia a 21ª linha é um

a)

divisível por 7.

b) divisível por 3.

c)

múltiplo de 4.

d) primo.

e)

par.

5) Observe, na figura abaixo, a quantidade de mesas e o número máximo de lugares disponíveis em cada configuração:

máximo de lugares disponíveis em cada configuração: Considere que a sequência de configurações continue,

Considere que a sequência de configurações continue, segundo o padrão apresentado. Então, a soma dos algarismos do número máximo de lugares disponíveis em uma configuração com 75 mesas é igual a

a)

14

b) 12

c) 10

d) 8

e) 6

6)

O preço do gás natural para um consumidor residencial na cidade do Rio de Janeiro é

calculado a partir da tabela a seguir:

residencial na cidade do Rio de Janeiro é calculado a partir da tabela a seguir: madematica.blogspot.com
Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira Assim, por exemplo, se o consumo da sua casa

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

Assim, por exemplo, se o consumo da sua casa for de

7 3,50 164,55 25,50 R$108,30.

25 m

3 , você deverá pagar

Uma família, cujo consumo foi de

a) R$ 421,80

b) R$ 459,00

90 m

3 , pagou por sua conta de gás

c) R$ 465,20

d) R$ 470,70

e) R$ 480,55

7) Os povos indígenas têm uma forte relação com a natureza. Suponha que a tribo indígena Kayapó Gorotire, do Norte do Brasil, celebre o Ritual do Sol de 20 em 20 dias,

o Ritual da Chuva de 66 em 66 dias, e o Ritual da Terra de 30 em 30 dias. Se os três

rituais acontecerem hoje, 10 de setembro de 2017, que é um domingo, o próximo dia da semana em que os três rituais serão celebrados juntos novamente será

a)

Sábado.

b) Terça-feira.

c) Quarta-feira.

d)

Quinta-feira.

e) Sexta-feira.

8)

Um torneio de xadrez terá alunos de escolas militares. O Colégio Militar de Campo

Grande (CMCG) levará 120 alunos; o Colégio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ), 180; e

o Colégio Militar de Brasília (CMB), 252. Esses alunos serão divididos em grupos, de

modo que cada grupo tenha representantes das três escolas, e que o número de alunos de cada escola seja o mesmo em cada grupo. Dessa maneira, o maior número de grupos que podem ser formados é

a) 10.

b) 12.

c) 15.

d) 21.

e) 46.

9) Se numa fração aumentarmos o numerador em 25% e diminuirmos o denominador em 50%, teremos um número

a) 2,5 vezes a fração original.

b) 50% maior que a fração original.

c) 25% menor que a fração original.

d) 100% maior que a fração original.

e) 1,5 vez menor que a fração original.

10) Três irmãos deveriam dividir entre si os biscoitos de uma cesta. Dona Joana, a mãe deles, não lhes disse quantos biscoitos havia na cesta; disse apenas que a divisão seria feita pela manhã, ao acordarem, conforme a seguinte regra: “o primeiro a acordar fica com metade dos biscoitos; o segundo fica com a terça parte do que restar; o último fica com a quarta parte do que restar”. Apesar de acordarem em horários diferentes, cada um dos irmãos acreditou que era o primeiro a acordar e pegou a metade dos biscoitos que achou na cesta. Dessa maneira, o irmão que acordou por último pegou seis biscoitos. Se tivessem seguido a regra de dona Joana corretamente

a) sobraria um único biscoito na cesta.

b) o irmão que acordou por último pegaria três biscoitos.

c) o segundo a acordar pegaria a terça parte do que pegou.

d) o primeiro a acordar pegaria mais biscoitos do que pegou.

e) o último a acordar pegaria menos biscoitos do que pegou.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 11) Ana L uiza e Júlia estão jogando o

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

11) Ana Luiza e Júlia estão jogando o “jogo do troca”. As regras desse jogo são as seguintes:

1.

As jogadoras jogam “par ou ímpar”.

2.

Cada vez que uma jogadora vence o “par ou ímpar”, ganha uma ficha amarela.

2.

Três fichas amarelas devem ser trocadas por uma ficha vermelha.

3.

Três fichas vermelhas devem ser trocadas por uma azul.

4.

Três fichas azuis devem ser trocadas por uma verde.

Ganha o jogo a menina que conseguir a primeira ficha verde. Para que isso aconteça, a

vencedora do “jogo do troca” terá ganhado no “par ou ímpar”

a) 81 vezes.

b) 28 vezes.

c) 27 vezes.

d) 9 vezes.

e) 8 vezes.

12) Considere as equivalências:

d) 9 vezes. e) 8 vezes. 12) Considere as equivalências: Dessa forma, os retângulos abaixo que

Dessa forma, os retângulos abaixo que possuem desenhos que correspondem a quantidades equivalentes são

desenhos que correspondem a quantidades equivalentes são a) I e II b) I e IV c)

a) I e II

b) I e IV

c) I e V

d) II e VI

e) IV e V

13) Calcule e assinale o valor da multiplicação dos 30 fatores abaixo:

a) 49

50

1

40

b)

1

41

69

1

41

1

1

42

c) 7 4

1

 1   68
1
68

d) 50 49

1

1

69

1

e)

13

23

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 14) 0 valor da expressão a) d) 4,666666 4,25

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

14) 0 valor da expressão

a)

d) 4,666666 4,25

Madeira 14) 0 valor da expressão a) d) 4,666666 4,25 37 3   0,243243243 

37

3

0,243243243

 1,8   0,656565  6,6
1,8
0,656565
6,6

11

8

1,353535

 0,383838 
0,383838

é

b) e) 4,5 4,252525

8   1,353535  0,383838  é b) e) 4,5 4,252525 c) 4,333333 15) Em

c) 4,333333

 0,383838  é b) e) 4,5 4,252525 c) 4,333333 15) Em uma corrida seletiva para

15) Em uma corrida seletiva para uma maratona, existem 2500 atletas inscritos. Metade

dos homens e

desses atletas são homens. Além disso, sabemos que são profissionais 4

5

7

10 das mulheres. Sabemos, também, que foram classificados para a maratona olímpica,

entre os homens, apenas 1 4 dos atletas profissionais e

3

25 dos atletas amadores. Entre as

35 das profissionais e 13

9

75

b) 520.

c) 545.

mulheres, só

número total de atletas classificados nessa corrida é

a) 505.

das amadoras conseguiram classificação. O

d) 570.

e) 650.

16) José pratica atividade física regularmente. Ele gosta de correr ao redor do estádio do Maracanã pela manhã. Ao iniciar sua corrida, viu que horas seu relógio marcava (figura 1). Após três voltas completas, olhou novamente seu relógio (figura 2).

voltas completas, olhou novamente seu relógio (figura 2). Suponha que ele tenha gastado o mesmo tempo

Suponha que ele tenha gastado o mesmo tempo em cada uma das três voltas; o tempo necessário para completar uma volta foi de

a)

30 minutos.

b) 35 minutos.

c) 60 minutos.

d)

105 minutos.

e) 120 minutos.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 17) Trezentos alunos do CMRJ responderam a uma pesquisa

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

17) Trezentos alunos do CMRJ responderam a uma pesquisa sobre sua preferência em relação aos diversos esportes praticados nas aulas de Educação Física. Os alunos deveriam indicar o esporte que mais gostavam, não sendo possível escolher dois ou mais esportes. A tabela a seguir consolida o resultado da pesquisa.

A tabela a seguir consolida o resultado da pesquisa. Os dados da tabela foram representados por

Os dados da tabela foram representados por meio de um gráfico de colunas divididas igualmente por retas horizontais. A opção que representa esse gráfico é

igualmente por retas horizontais. A opção que representa esse gráfico é madematica.blogspot.com Página 6 de 26
igualmente por retas horizontais. A opção que representa esse gráfico é madematica.blogspot.com Página 6 de 26
igualmente por retas horizontais. A opção que representa esse gráfico é madematica.blogspot.com Página 6 de 26
Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 18) A figura a seguir apresenta uma linha poligonal

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

18) A figura a seguir apresenta uma linha poligonal construída sobre uma malha quadriculada em que cada quadrado tem lado de medida 1 cm.

quadriculada em que cada quadrado tem lado de medida 1 cm. Utilizando-se a figura acima como

Utilizando-se a figura acima como padrão de construção, podem-se produzir linhas poligonais mais extensas como a representada a seguir.

poligonais mais extensas como a representada a seguir. Pretende-se construir uma linha poligonal de 10 metros

Pretende-se construir uma linha poligonal de 10 metros de comprimento. Porém, com esse perímetro, a extremidade à direita dessa linha poligonal não corresponde ao padrão completo. A opção que contém a última figura desenhada nessa poligonal é

completo. A opção que contém a última figura desenhada nessa poligonal é madematica.blogspot.com Página 7 de
completo. A opção que contém a última figura desenhada nessa poligonal é madematica.blogspot.com Página 7 de
Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 19) A Figura 1 representa um cubo de aresta

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

19) A Figura 1 representa um cubo de aresta 1 cm. Empilhando, como representado na Figura 2, oito cubos como aquele da Figura 1, podemos formar um cubo de aresta 2 cm. Da mesma maneira, empilhando, conforme a Figura 3, 27 cubos de aresta 1 cm, podemos formar um cubo de aresta 3 cm.

cubos de aresta 1 cm, podemos formar um cubo de aresta 3 cm. A Figura 4

A Figura 4 mostra parte de um cubo de aresta 6 cm que ainda não foi formado por

completo.

cubo de aresta 6 cm que ainda não foi formado por completo. O número de cubos

O número de cubos de aresta 1 cm que falta empilhar para completar o cubo de aresta 6

cm é

a) 104.

b) 107.

c) 109.

d) 111.

e) 113.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 20) Nas aulas de Desenho do Coronel Wellington, os

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

20) Nas aulas de Desenho do Coronel Wellington, os alunos projetaram uma caixa decorada. A planificação da caixa foi desenhada em uma folha de papel cartão. A seguir, o contorno do desenho foi recortado e dobrado sobre as linhas pontilhadas para dar origem à caixa. Nas faces da caixa, os alunos desenharam as letras C, M, R e J. A Figura 1 mostra a planificação da caixa e a Figura 2 mostra a caixa depois de montada.

da caixa e a Figura 2 mostra a caixa depois de montada. A opção que mostra

A opção que mostra essa caixa em outra posição é

a caixa depois de montada. A opção que mostra essa caixa em outra posição é madematica.blogspot.com
a caixa depois de montada. A opção que mostra essa caixa em outra posição é madematica.blogspot.com
a caixa depois de montada. A opção que mostra essa caixa em outra posição é madematica.blogspot.com
Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira RESPOSTAS E CLASSIFICAÇÃO DAS QUESTÕES 1) b (Problemas com

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

RESPOSTAS E CLASSIFICAÇÃO DAS QUESTÕES

1) b (Problemas com frações) 2) c (Problemas envolvendo adição e subtração) 3) c (Divisores de um número) 4) d (Problemas envolvendo adição sequências numéricas) 5) d (Problemas envolvendo adição sequências numéricas) 6) d (Problemas envolvendo adição e multiplicação) 7) b (Problemas envolvendo multiplicação MMC) 8) b (Problemas envolvendo divisão MDC) 9) a (Problemas envolvendo porcentagem) 10) e (Problemas envolvendo divisão com números racionais) 11) c (Problemas envolvendo multiplicação) 12) e (Problemas envolvendo multiplicação) 13) c (Problemas envolvendo números racionais) 14) e (Problemas envolvendo números racionais) 15) d (Problemas envolvendo números racionais) 16) b (Leitura de relógios e ponteiros) 17) d (Leitura e interpretação de tabelas e gráficos) 18) a (Perímetro de figuras planas em malha quadriculada) 19) c (Problemas envolvendo o cálculo de volumes do paralelepípedo) 20) a (Problemas envolvendo sólidos geométricos)

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira ENUNCIADOS E RESOLUÇÕES Texto para a questão 01. No

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

ENUNCIADOS E RESOLUÇÕES

Texto para a questão 01.

No atual sistema monetário brasileiro há moedas de seis valores diferentes, representadas na figura a seguir.

seis valores diferentes, representadas na figura a seguir. 1) No Colégio Militar do Rio de Janeiro,

1) No Colégio Militar do Rio de Janeiro, um aluno do 7° ano juntou 72 moedas para

comprar pacotes de figurinhas. Um oitavo do total dessas moedas é de R$ 1,00 (um real); um sexto da quantidade total é de R$ 0,50 (cinquenta centavos); um quarto da quantidade total de moedas é de R$ 0,25 (vinte e cinco centavos); e as restantes são de

R$ 0,10 (dez centavos). Em reais, essas moedas totalizam a quantia de

a) R$ 19,50

b) R$ 22,80

c) R$ 23,50

d) R$ 23,80

e) R$ 31,50

RESOLUÇÃO: b Sabemos que o total de moedas é 72.

Se um oitavo do total de moedas é de R$ 1,00, então há

1

8

1

6

1

4

moedas desse valor.

72

72

9

12

72

18

moedas desse valor.

moedas desse valor.

Se um sexto do total de moedas é de R$ 0,50, então há

Se um quarto do total de moedas é de R$ 0,25, então há

Se as moedas restantes são de R$ 0,10, então há 72 9 12 18 33 moedas desse valor.

O valor que o aluno juntou foi

1,00 9 0,50 12 0,2518 0,10 33 9 6 4,5 3,3 22,80 reais.

2) Pedro, aluno do 3° ano do ensino médio do Colégio Militar de Fortaleza, perguntou à

sua avó Norma qual era a idade dela. Vovó Norma respondeu: “Eu tenho três filhos e a

diferença de idade entre cada um deles e o seguinte é de quatro anos. Tive minha

primeira filha (sua mãe, Adriana) com 21 anos. Hoje meu filho mais novo (seu tio, Octávio) tem 42 anos.” A idade da avó de Pedro é

a) 58 anos.

b) 62 anos.

c) 71 anos.

d) 73 anos.

e) 75 anos.

RESOLUÇÃO: c

A Vovó Norma afirma que tem três filhos e a diferença de idade entre cada um deles e o

seguinte é de quatro anos, então a diferença de idade entre o filho mais velho e o mais novo é 8 anos.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira O filho mais novo é o tio Octávio e

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

O filho mais novo é o tio Octávio e tem atualmente 42 anos, então a filha mais velha, que é a mãe de Pedro, Adriana, tem atualmente 42 8 50 anos. Como a Vovó Norma teve Adriana com 21 anos, então a avó de Pedro tem hoje

2150 71 anos.

3) Uma professora do Colégio Militar do Rio de Janeiro tem três filhas matriculadas regularmente numa escola. O produto da idade da professora com as idades de suas três filhas é 26455. Desta forma, pode-se afirmar que a soma das idades da filha mais velha

e da filha mais nova é um

a)

número ímpar.

b) número primo.

c)

número múltiplo de 3.

d) número múltiplo por 5.

e)

número divisível por 7.

RESOLUÇÃO: c

O produto da idade da professora com as idades de suas três filhas é 26455, então esse número é o resultado do produto de 4 números. Vamos fatorar 26455 para analisar o problema.

26455 5

5291 11

481

37

1

13

37

5 11 13 37

Assim, 24655 5111337.

Note também que o enunciado afirma que as três filhas estão matriculadas regularmente em uma escola, o que tem por objetivo excluir a possibilidade de haver filhas de 1 ano. Portanto, como 24655 possui 4 fatores primos, 5, 11, 13 e 37, esses devem ser as idades das três filhas e da professora, respectivamente. Logo, a soma das idades da filha mais velha e da filha mais nova é 13 5 18 que é um múltiplo de 3.

4) Durante uma aula de Matemática para o 6º ano do Colégio Militar do Rio de Janeiro,

o professor Flávio escreveu no quadro a seguinte distribuição dos números naturais:

Flávio escreveu no quadro a seguinte distribuição dos números naturais: madematica.blogspot.com Página 12 de 26
Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira Mantendo-se a disposição acima, pode-se afirmar que o número

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

Mantendo-se a disposição acima, pode-se afirmar que o número que inicia a 21ª linha é um

a)

divisível por 7.

b) divisível por 3.

c)

múltiplo de 4.

d) primo.

e)

par.

RESOLUÇÃO: d

A quantidade de números escritos na linha de ordem n é o n-ésimo número ímpar. Por exemplo,

na 5ª linha são escritos 9 números, pois 9 é o 5º número ímpar.

A quantidade de números escritos na 20ª linha é 2 20 1 39, pois 39 é o vigésimo número

ímpar.

A quantidade de números escritos até o final da 20ª linha é 13 5

é a soma dos 20 primeiros números ímpares.

Essa soma pode ser feita da seguinte forma:

ímpares. Essa soma pode ser feita da seguinte forma:  37  39, que S 

37 39, que

S  1  3  5   35  37  39 S
S 
1
3
5
35
37
39
S 
39
37
35
5
3
1
2
 S 
40
40
40
40
40
40

2 S 20 40 S 400

Logo, até o final da 20ª linha são escritos os 400 primeiros números inteiros positivos. Portanto, o número que inicia a 21ª linha é 401, que é um número primo.

5) Observe, na figura abaixo, a quantidade de mesas e o número máximo de lugares disponíveis em cada configuração:

máximo de lugares disponíveis em cada configuração: Considere que a sequência de configurações continue,

Considere que a sequência de configurações continue, segundo o padrão apresentado. Então, a soma dos algarismos do número máximo de lugares disponíveis em uma configuração com 75 mesas é igual a

a) 14

b) 12

c) 10

d) 8

e) 6

RESOLUÇÃO: d

Observe a seguinte tabela que representa a quantidade de mesas de cada configuração e

o número de lugares disponíveis.

configuração

1

2

3

4

5

nº de mesas

1

2

3

4

5

nº de lugares

4

6

8

10

 
Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira Na tabela eu acrescentei que, na configuração com 4

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

Na tabela eu acrescentei que, na configuração com 4 mesas, há 10 lugares disponíveis. Tente identificar porque eu usei esse valor e depois complete o espaço destinado ao número de lugares na configuração com 5 mesas.

A ideia é que, a cada nova mesa, a quantidade de lugares disponíveis aumenta em 2

unidades. Assim, se começarmos com 1 mesa e 4 lugares, para chegarmos a 75 mesas, temos que

acrescentar 74 mesas, o que corresponde a um aumento de 74 2 148 lugares. Portanto, o número de lugares disponíveis em uma configuração com 75 mesas é 4 148 152, cuja soma dos algarismos é 15 2 8.

No futuro você vai descobrir que a relação do número de cadeiras em cada configuração

é uma sequência chamada progressão aritmética e, se você tiver n mesas, o número de

lugares será dado por 4 2 n 1. Verifique se essa expressão funciona com n 75. Ela se parece com a conta que você fez para encontrar o número de lugares?

6) O preço do gás natural para um consumidor residencial na cidade do Rio de Janeiro é

calculado a partir da tabela a seguir:

do Rio de Janeiro é calculado a partir da tabela a seguir: Assim, por exemplo, se

Assim, por exemplo, se o consumo da sua casa for de

7 3,50 164,55 25,50 R$108,30.

25 m

3 , você deverá pagar

Uma família, cujo consumo foi de

a) R$ 421,80

b) R$ 459,00

90 m

3 , pagou por sua conta de gás

c) R$ 465,20

d) R$ 470,70

e) R$ 480,55

RESOLUÇÃO: d

O

O

O

O

O

valor pago pelos primeiros

valor pago pelos

valor pago pelos

7 16 7m m 23 90 60 83 m 7 m

3

3

é

7 3,50 24,50 reais.

3

23

83

seguintes é 164,55 72,80 reais.

seguintes é 605,50 330,00 reais.

3

valor da conta de gás foi 24,50 72,80 330 7   6,20 43,40 43,40 470,70 reais. reais.

valor pago pelos últimos

é

7) Os povos indígenas têm uma forte relação com a natureza. Suponha que a tribo

indígena Kayapó Gorotire, do Norte do Brasil, celebre o Ritual do Sol de 20 em 20 dias,

o Ritual da Chuva de 66 em 66 dias, e o Ritual da Terra de 30 em 30 dias. Se os três

rituais acontecerem hoje, 10 de setembro de 2017, que é um domingo, o próximo dia da

semana em que os três rituais serão celebrados juntos novamente será

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira a) Sábado. b) Terça-feira. c) Quarta-feira. d)

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

a)

Sábado.

b) Terça-feira.

c) Quarta-feira.

d)

Quinta-feira.

e) Sexta-feira.

RESOLUÇÃO: b Se os três rituais foram celebrados juntos em 10 de setembro de 2017, eles serão

celebrados juntos de novo pela primeira vez após decorridos um número de dias igual

ao mínimo múltiplo comum de 20, 66 e 30. Vamos calculá-lo, usando o método das decomposições simultâneas.

20,30,66

10,15,33

5,15,33

5,

5, 11

1, 1, 11

1, 1,

1

2

2

3

5

11

2

2

3

 

5

11

Assim,

O dia 10 de setembro de 2017 foi um domingo. Os três rituais acontecerão juntos

novamente após 660 dias. Como 660 7 94 2, então transcorrem 94 semanas

inteiras e mais dois dias, então isso ocorrerá em uma terça-feira.

MMC

20,30,66

2

2 3511 660.

8) Um torneio de xadrez terá alunos de escolas militares. O Colégio Militar de Campo

Grande (CMCG) levará 120 alunos; o Colégio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ), 180; e

o Colégio Militar de Brasília (CMB), 252. Esses alunos serão divididos em grupos, de modo que cada grupo tenha representantes das três escolas, e que o número de alunos de cada escola seja o mesmo em cada grupo. Dessa maneira, o maior número de grupos que podem ser formados é

a) 10.

b) 12.

c) 15.

d) 21.

e) 46.

RESOLUÇÃO: b Os alunos de cada colégio serão divididos em grupos e o número de alunos de cada escola é o mesmo em cada grupo. Dessa forma, o número de grupos deve ser divisor da quantidade de alunos dos colégios, ou seja, de 120, 180 e 252. O maior número de grupos que se pode formar é dado, então, pelo maior divisor comum (MDC) de 120, 180 e 252. Vamos obter o MDC desses três números pelo método das decomposições canônicas.

3

120   2 2 35

180

252

2 3 3 5 7

2

2

2 2

O MDC é o produto dos fatores comuns tomados com seus menores expoentes, então

MDC 120,180,252

2

2 3 12.

Logo, o maior número de grupos que podem ser formados é 12.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 9) Se numa fração aumentarmos o numerador em 25%

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

9) Se numa fração aumentarmos o numerador em 25% e diminuirmos o denominador em 50%, teremos um número

a) 2,5 vezes a fração original.

b) 50% maior que a fração original.

c) 25% menor que a fração original.

d) 100% maior que a fração original.

e) 1,5 vez menor que a fração original.

RESOLUÇÃO: a

Seja uma fração

Se aumentarmos o numerador N em 25%, obtemos um novo numerador igual a

N

.

D

N

  50%25%N N   N N   0,50,25N N   0,51,25N . N .

Se diminuirmos o denominador D em 50%, obtemos um novo denominador igual a

N

A nova fração obtida é 1,25

original.

  D N

0,5

1,25 0,5

N D

2,5

N D

,

ou seja, é 2,5 vezes a fração

10) Três irmãos deveriam dividir entre si os biscoitos de uma cesta. Dona Joana, a mãe deles, não lhes disse quantos biscoitos havia na cesta; disse apenas que a divisão seria feita pela manhã, ao acordarem, conforme a seguinte regra: “o primeiro a acordar fica com metade dos biscoitos; o segundo fica com a terça parte do que restar; o último fica com a quarta parte do que restar”. Apesar de acordarem em horários diferentes, cada um dos irmãos acreditou que era o primeiro a acordar e pegou a metade dos biscoitos que achou na cesta. Dessa maneira, o irmão que acordou por último pegou seis biscoitos. Se tivessem seguido a regra de dona Joana corretamente

a) sobraria um único biscoito na cesta.

b) o irmão que acordou por último pegaria três biscoitos.

c) o segundo a acordar pegaria a terça parte do que pegou.

d) o primeiro a acordar pegaria mais biscoitos do que pegou.

e) o último a acordar pegaria menos biscoitos do que pegou.

RESOLUÇÃO: e Se o irmão que chegou por último pegou 6 biscoitos que era a metade que havia, então havia na cesta 62 12 biscoitos. Assim, após o segundo irmão pegar seus biscoitos, sobraram 12 biscoitos, o que significa que ele pegou 12 biscoitos e que antes havia na cesta 212 24 biscoitos. Da mesma forma, após o primeiro irmão pegar seus biscoitos, sobraram 24 biscoitos, o que significa que ele pegou 24 biscoitos e que inicialmente havia 224 48 biscoitos.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira Se eles tivessem seguido a regra de dona Joana,

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

Se eles tivessem seguido a regra de dona Joana, o primeiro irmão pegaria

1

2

48

24

biscoitos e restariam 24 biscoitos, o segundo irmão pegaria

1

3

24

8

e restariam 16

1

4

biscoitos, e o terceiro irmão pegaria

Vamos agora analisar as opções.

a) INCORRETO, pois sobram 12 biscoitos na cesta.

b) INCORRETO, pois o irmão que acordou por último pegou 4 biscoitos.

c) INCORRETO, pois o segundo irmão pegou 12 biscoitos e, seguindo a regra, pegaria

8 biscoitos, ou seja,

d) INCORRETO, pois nas duas situações o primeiro a acordar pega metade dos biscoitos.

e) CORRETO, pois o último a acordar pegou 6 biscoitos e, seguindo a regra, pegaria

apenas 4 biscoitos.

16

4

e restariam 12 biscoitos.

12 8

3 2

do que pegou.

11) Ana Luiza e Júlia estão jogando o “jogo do troca”. As regras desse jogo são as seguintes:

1.

As jogadoras jogam “par ou ímpar”.

2.

Cada vez que uma jogadora vence o “par ou ímpar”, ganha uma ficha amarela.

2.

Três fichas amarelas devem ser trocadas por uma ficha vermelha.

3.

Três fichas vermelhas devem ser trocadas por uma azul.

4.

Três fichas azuis devem ser trocadas por uma verde.

Ganha o jogo a menina que conseguir a primeira ficha verde. Para que isso aconteça, a vencedora do “jogo do troca” terá ganhado no “par ou ímpar”

a) 81 vezes.

b) 28 vezes.

c) 27 vezes.

d) 9 vezes.

e) 8 vezes.

RESOLUÇÃO: c Para conseguir uma ficha verde, a vencedora precisou de 3 fichas azuis. Para conseguir cada ficha azul, ela precisou de 3 fichas vermelhas, então ela precisou de um total de 33 9 fichas vermelhas. Para conseguir cada ficha vermelha, ela precisou de 3 fichas amarelas, então ela precisou de um total de 93 27 fichas amarelas, ou seja, precisou ganhar o “par ou ímpar” 27 vezes.

12) Considere as equivalências:

ou ímpar” 27 vezes. 12) Considere as equivalências: Dessa forma, os retângulos abaixo que possuem desenhos

Dessa forma, os retângulos abaixo que possuem desenhos que correspondem a quantidades equivalentes são

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira a) I e II b) I e IV c)

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira a) I e II b) I e IV c) I

a) I e II

b) I e IV

c) I e V

RESOLUÇÃO: e Vamos substituir os símbolos por variáveis.

d) II e VI

e) IV e V

substituir os símbolos por variáveis. d) II e VI e) IV e V Chamando de a

Chamando

os símbolos por variáveis. d) II e VI e) IV e V Chamando de a ,

de a , então

variáveis. d) II e VI e) IV e V Chamando de a , então é igual

é igual a 3a

e

II e VI e) IV e V Chamando de a , então é igual a 3

é igual a 23a 6 a.

Vamos agora contar as quantidades em cada um dos retângulos.

(I)

(I) 2  a  3  3 a  2  6 a  23

2a 33a 26 a 23a

(II)

(II) 3  a  3  3 a  2  6 a  24

3a 33a 26 a 24 a

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira (III) 3  a  2  3 a

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

(III)

(III) 3  a  2  3 a  3  6 a  27

3a 23a 36 a 27 a

(IV)

(IV) 4  a  6  3 a  22 a

4a 63a 22 a

(V)

(V) 4  a  2  3 a  2  6 a  22

4a 23a 26 a 22 a

(VI)

(VI) 13  a  4  3 a  25 a

13a 43a 25a

Portanto, os retângulos (IV) e (V) possuem desenhos que correspondem a quantidades equivalentes.

13) Calcule e assinale o valor da multiplicação dos 30 fatores abaixo:

a) 49

50

1

40

b)

1

41

69

1

41

1

1

42

c) 7 4

RESOLUÇÃO: c

1

40

41

40

1

42

41

1

41

43

42

1

 1  68
1
68
1   1   42 69 70 70 7    
1
1
42
69
70
70
7
68
69
40
4

1

1

 1   68
1
68

1

69

d) 50 49

1

1

1

69

1

e)

13

23

No produto acima, o numerador de cada fração é simplificado com o denominador da fração seguinte, assim o resultado é uma fração que tem como denominador o primeiro denominador e como numerador o último numerador.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 14) 0 valor da expressão a) d) 4,666666 4,25

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

14) 0 valor da expressão

a)

d)

4,666666 4,25

Renato Madeira 14) 0 valor da expressão a) d) 4,666666 4,25 37 3   0,243243243

37

3

0,243243243

 1,8   0,656565  6,6
1,8
0,656565
6,6

11

8

1,353535

 0,383838 
0,383838

é

b) e) 4,5 4,252525

8   1,353535  0,383838  é b) e) 4,5 4,252525 c) 4,333333 RESOLUÇÃO: e

c) 4,333333

 0,383838  é b) e) 4,5 4,252525 c) 4,333333 RESOLUÇÃO: e Vamos primeiro encontrar a

RESOLUÇÃO: e Vamos primeiro encontrar a fração geratriz das dízimas periódicas que aparecem na expressão.

243 9   999 37 65 99  135  1 134  
243
9
999
37
65
99
 135
1
134
99
99
38  99
38
99

0,243243243

0,656565

1,353535

0,383838

Vamos agora substituir esses valores na expressão, onde também substituímos os decimais exatos por suas formas fracionárias.

37 37 9 18 65 66    0,243243243  1,8   0,656565
37
37
9
18
65
66
0,243243243
1,8
0,656565
6,6
3
3
37
10
99
10
11
11
134
38
1,353535
0,383838
8
8
99
99
37
9
10
13
37
5
13
5
13
18
18
3
9
3
37
18
3
3
37
3
3
3
3
 4,5
11
96
11
32
4
4
3
4
2
8
99
8
33
3
3

15) Em uma corrida seletiva para uma maratona, existem 2500 atletas inscritos. Metade

dos homens e

desses atletas são homens. Além disso, sabemos que são profissionais 4

5

7

10 das mulheres. Sabemos, também, que foram classificados para a maratona olímpica,

entre os homens, apenas 1 4 dos atletas profissionais e

3

25 dos atletas amadores. Entre as

35 das profissionais e 13

9

75

mulheres, só

número total de atletas classificados nessa corrida é

das amadoras conseguiram classificação. O

a)

505.

b) 520.

c) 545.

 

d) 570.

e) 650.

RESOLUÇÃO: d

 

Se

existem

2500

atletas

inscritos

na

corrida

e

metade

são

homens,

então

2500

2

1250

homens e 2500

2

1250

mulheres.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira Entre os homens, são profissionais 4 5  7

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

Entre os homens, são profissionais 4

5

7

Entre as mulheres, são profissionais

1250

1250

10

1000

875

Foram

classificados

para a maratona olímpica,

e e são são amadores amadoras 1250 1250 1000 875   375. 250.

entre os

homens,

1 4

dos

atletas

profissionais,

3

25

250

30.

ou

seja,

1

4

1000

250,

e

3

25

dos

atletas

amadores,

ou

seja,

Foram classificadas para a maratona olímpica, entre as mulheres,

9

35

das atletas

profissionais,

13

75

375

65.

O número

ou

de

seja,

9

35

atletas

875

225,

e

classificados

250 30 225 65 570.

13

75

para

das

atletas

amadoras,

ou

seja,

a

maratona

olímpica

foi

16) José pratica atividade física regularmente. Ele gosta de correr ao redor do estádio do Maracanã pela manhã. Ao iniciar sua corrida, viu que horas seu relógio marcava (figura 1). Após três voltas completas, olhou novamente seu relógio (figura 2).

voltas completas, olhou novamente seu relógio (figura 2). Suponha que ele tenha gastado o mesmo tempo

Suponha que ele tenha gastado o mesmo tempo em cada uma das três voltas; o tempo necessário para completar uma volta foi de

a)

30 minutos.

b) 35 minutos.

c) 60 minutos.

d)

105 minutos.

e) 120 minutos.

RESOLUÇÃO: b No início da corrida eram 9 horas da manhã e, ao final das três voltas completas, eram 10 horas e 45 minutos. Sendo assim, o tempo gasto para completar as 3 voltas foi

1h 45min 60min45min 105 min.

Como o mesmo tempo foi gasto em cada volta, então o tempo necessário para completar

uma

volta foi 105 min

3

35 min.

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira 17) Trezentos alunos do CMRJ responderam a uma pesquisa

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

17) Trezentos alunos do CMRJ responderam a uma pesquisa sobre sua preferência em relação aos diversos esportes praticados nas aulas de Educação Física. Os alunos deveriam indicar o esporte que mais gostavam, não sendo possível escolher dois ou mais esportes. A tabela a seguir consolida o resultado da pesquisa.

A tabela a seguir consolida o resultado da pesquisa. Os dados da tabela foram representados por

Os dados da tabela foram representados por meio de um gráfico de colunas divididas igualmente por retas horizontais. A opção que representa esse gráfico é

retas horizontais. A opção que representa esse gráfico é RESOLUÇÃO: d Supondo que a distância entre
retas horizontais. A opção que representa esse gráfico é RESOLUÇÃO: d Supondo que a distância entre
retas horizontais. A opção que representa esse gráfico é RESOLUÇÃO: d Supondo que a distância entre

RESOLUÇÃO: d Supondo que a distância entre as linhas horizontais corresponda a 10 alunos, então:

a altura da barra correspondentes a basquete é 3 “linhas;

a altura das barras correspondentes a judô, handebol e ginástica de trampolim é 4 “linhas”;

• a altura da barra correspondente a natação é 6 “linhas”; e

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira • a altura da barra correspondente a futebol é

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

• a altura da barra correspondente a futebol é 9 “linhas”. Isso está representado na gráfico (d).

18) A figura a seguir apresenta uma linha poligonal construída sobre uma malha quadriculada em que cada quadrado tem lado de medida 1 cm.

quadriculada em que cada quadrado tem lado de medida 1 cm. Utilizando-se a figura acima como

Utilizando-se a figura acima como padrão de construção, podem-se produzir linhas poligonais mais extensas como a representada a seguir.

poligonais mais extensas como a representada a seguir. Pretende-se construir uma linha poligonal de 10 metros

Pretende-se construir uma linha poligonal de 10 metros de comprimento. Porém, com esse perímetro, a extremidade à direita dessa linha poligonal não corresponde ao padrão completo. A opção que contém a última figura desenhada nessa poligonal é

opção que contém a última figura desenhada nessa poligonal é RESOLUÇÃO: a madematica.blogspot.com Página 23 de
opção que contém a última figura desenhada nessa poligonal é RESOLUÇÃO: a madematica.blogspot.com Página 23 de

RESOLUÇÃO: a

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira Cada figura padrão tem perímetro 36 cm. Para construir

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

Cada figura padrão tem perímetro 36 cm. Para construir uma linha poligonal de 10 m 10100 cm 1000 cm devemos usar 27 figuras padrão completas e restam 28 cm.

100'0' 36 280 27 28
100'0'
36
280
27
28

Portanto, a extremidade à direita da linha poligonal será composta pela parte da figura padrão da esquerda para a direita até obter perímetro 28 cm. Isso corresponde à figura apresentada em (a).

28 cm. Isso corresponde à figura apresentada em (a). 19) A Figura 1 representa um cubo

19) A Figura 1 representa um cubo de aresta 1 cm. Empilhando, como representado na Figura 2, oito cubos como aquele da Figura 1, podemos formar um cubo de aresta 2 cm. Da mesma maneira, empilhando, conforme a Figura 3, 27 cubos de aresta 1 cm, podemos formar um cubo de aresta 3 cm.

cubos de aresta 1 cm, podemos formar um cubo de aresta 3 cm. A Figura 4

A Figura 4 mostra parte de um cubo de aresta 6 cm que ainda não foi formado por

completo.

cubo de aresta 6 cm que ainda não foi formado por completo. O número de cubos

O número de cubos de aresta 1 cm que falta empilhar para completar o cubo de aresta 6

cm é

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira a) 104. b) 107. c) 109. d) 111. e)

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

a) 104.

b) 107.

c) 109.

d) 111.

e) 113.

RESOLUÇÃO: c Vamos começar contando quantos cubos há na Figura 4. Na base do sólido há 66 36 cubos, na segunda camada há 36 1 35 cubos, na terceira camada há 63 18 cubos, na quarta camada há 26 2 10 cubos, na quinta camada há 6 cubos e na sexta há 2 cubos. Assim, o total de cubos do sólido é 36 35 18 10 6 2 107.

Para completar um cubo de aresta 6 cm, precisamos de

aresta 1 cm, então falta empilhar 216 107 109 cubos de aresta 1 cm.

6

3 666 216 cubos de

20) Nas aulas de Desenho do Coronel Wellington, os alunos projetaram uma caixa decorada. A planificação da caixa foi desenhada em uma folha de papel cartão. A seguir, o contorno do desenho foi recortado e dobrado sobre as linhas pontilhadas para dar origem à caixa. Nas faces da caixa, os alunos desenharam as letras C, M, R e J. A Figura 1 mostra a planificação da caixa e a Figura 2 mostra a caixa depois de montada.

da caixa e a Figura 2 mostra a caixa depois de montada. A opção que mostra

A opção que mostra essa caixa em outra posição é

a caixa depois de montada. A opção que mostra essa caixa em outra posição é madematica.blogspot.com
a caixa depois de montada. A opção que mostra essa caixa em outra posição é madematica.blogspot.com
Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira RESOLUÇÃO: a A alternativa (A) mostra corretamente a caixa

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira

Resoluções elaboradas pelo Prof. Renato Madeira RESOLUÇÃO: a A alternativa (A) mostra corretamente a caixa deitada

RESOLUÇÃO: a

A alternativa (A) mostra corretamente a caixa deitada com as letras R e J aparecendo e

também o topo da caixa em branco.

A letra (B) está incorreta, pois o J está corretamente de pé, mas o C está deitado.

A letra (C) está incorreta, pois o fundo da caixa não está em branco e o M está deitado e

do lado errado do R.

A letra (D) está incorreta, pois a letra R está de cabeça para baixo.

A letra (E) está incorreta, pois após o M deve vir a letra R e não o J.