Sei sulla pagina 1di 6

1 O estudo dos sedimentos e das rochas sedimentares fornece importantes informa ções acerca

da história da Terra e da Vida. Faça corresponder a cada uma das Letra (de A a E), que
identificam afirmações relativas à formação de rochas sedimentarei e do seu conteúdo, o
número (de 1 a 8) da chave que assinala o respectivo processo de formação.

2 Os esquemas A, B e C da figura representam as alterações sofridas por um b rochoso sujeito


a fracturações sucessivas.
2.1 Indique, justificando, a letra do esquema que corresponde ao mais elevado grau de
alteração.

2.2 O processo esquematizado diz respeito a um processo de meteorização química ou


mecânica. Justifique.
2.3 Refira dois factores naturais que possam provocar uma fracturação equivalente à
esquematizada.
3 O esquema da figura traduz o grau de alteração das rochas em função de determinadas
características climáticas. Analise as curvas relativas à variação das três
características climáticas representadas no esquema e, de acordo com os dados observados,
responda às questões seguintes:

3.1 Identifique a região em que se


regista o valor mais elevado da:
a) precipitação;
b) temperatura;
c) evaporação.
3.2 Refira qual dos processos
evaporação, precipitação ou temperatura
revela acção de meteorizaçao mais intensa.
Justifique a resposta à questão anterior.
4 Nas últimas décadas tem aumentado, de modo
drástico, o efeito das chuvas ácidas.
a) Mencione a principal causa das chuvas
ácidas.
b)Descreva um caso concreto da acção das chuvas ácidas sobre uma rocha.
5 A série de Goldich, a que se refere a figura, permite-nos estabelecer uma ordem de
estabilidade dos minerais. O quartzo é o mineral mais estável, mas, pelo contrário, a
olivina e a plagioclase cálcica são muito instáveis. A série de Goldich é, de certo modo,
inversa da série reaccional de Bowen.

5.1 Faça corresponder a cada par de afirmações uma letra da chave.

6 As olivinas são silicatos cuja composição química pode variar de Fe2SiO4 a Mg2SiO4. As
plagioclases também são silicatos, com composição química entre NaAlSi3O8 e CaAl2Si2O8.
6.1 Interprete as variações de composição química mencionadas.
6.2 Justifique a designação de "misturas isomorfas" atribuída às olivinas e às
plagioclases.
7 Efectuaram-se as experiências com vista ao estudo das características dos materiais
detríticos nos tubos A, B, C e D, representados na figura. Em cada um dos tubos foi
introduzido igual volume de material. Os materiais dos tubos A, B e C são bem calibrados,
e o do tubo D contém uma mistura dos três. Os tubos são todos idênticos e, na base, são
fechados por uma membrana permeável. No início de cada experiência os materiais
encontravam-se secos. Na tabela foram registadas os valores teóricos relativos às
experiências.

Deitou-se a mesma quantidade de água nos quatro tubos, em condições exactamente iguais.

7.1 Mencione a letra correspondente ao tubo cujo material apresenta maior


permeabilidade. Justifique a resposta.
7.2 Considerando que o conteúdo dos quatro tubos ficou saturado de água...
a) os tubos A, B e C contêm igual quantidade de água e metade da do tubo D;
b) os tubos A, B e C contêm igual quantidade de água e o dobro da do tubo D;
c) o tubo D é o que contém mais água e o tubo A é o que contém menos;
d) o tubo C é o que contém mais água e o tubo D é o que contém menos;
7.3 Justifique a escolha feita na questão anterior.
7.4 Deitou-se o conteúdo do tubo D num outro tubo contendo apenas água e deixou-se
depositar. A ordem natural de deposição dos materiais, da base para o topo, foi...
a) fino, médio e grosseiro;
b) fino, grosseiro e médio;
c) grosseiro, fino e médio;
d) grosseiro, médio e fino;
8 Tenha em atenção os gráficos seguintes onde se representa uma classificação de carvões em
função da sua riqueza em carbono e a sua relação com a quantidade de voláteis.

8.1 Explique em que consiste o


processo de incarbonização.
8.2 Justifique por que razão a
combustão da hulha liberta mais fumo
do que a combustão da antracite.
8.3 Indique justificando qual
dos carvões tem maior potencial
calorífico.
8.4 Legende a figura, atribuindo
a cada letra um estádio de evolução
do carvão.
8.5 Explique por que motivo a
antracite é considerada por muito
cientistas como uma rocha metamórfica.
9 Faça corresponder a cada uma das letras (de A a E), que identificam afirmações relativas à
estratigrafia, o número (de 1 a 8) da chave que assinala o princípio ou conceito geológico
em que elas se baseiam.

10 Faça corresponder a cada uma das letras (de A a E), que identificam características de
rochas que podem ser associadas a recifes de coral, o número (de 1 a 8) que assinala o
nome da rocha respectiva.
11 Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma afirmação
correcta.
Minerais que se formem em condições ambientais _____ e que apresentem o mesmo tipo de
átomos empacotados em redes cristalinas diferentes dizem-se _____.
(A) semelhantes [...] isomorfos (C) semelhantes [...] polimorfos
(B) distintas [...] isomorfos (D) distintas [...] polimorfos
12 A deformação das rochas, associada à formação de cadeias montanhosas, pode dar origem a
diferentes estruturas geológicas como, por exemplo, as dobras. Indique o tipo de
deformação associada à génese de dobras.
13 O perfil geológico da figura diz respeito a uma região onde se pode verificar uma intrusão
ígnea e uma falha. Note que ambas estão a afectar uma série sedimentar.
13.1 Relativamente ao perfil representado, considere a descrição dos eventos geológicos
identificados pelas letras A, B, C, D e E.
a) Intrusão da formação 7.
b) Formação da superfície 11.
c) Deposição das camadas 6, 5, 4, 3, 2 e 1.
d) Actuação da falha assinalada com 9.
e) Deposição do estrato 8, seguida de erosão.
13.2 A sequência de acontecimentos, por ordem decrescente de idade foi:
a. E C B A D b. B E C D A
c. E C A D B d. E C D A B
(Seleccione a opção correcta.)
13.3 Considere a falha assinalada com o número 9 no perfil geológico da figura.
Classifique-a, fundamentando a sua resposta.
14 Tenha em atenção o perfil geológico da figura.

14.1 Classifique as
afirmações, fazendo
corresponder, a cada número,
uma letra da seguinte chave.

14.2 Explique a inexistência de camada B, no sector oeste do perfil geológico.


14.3 Classifique a falha FF'.
14.4 Esclareça de que modo a acção da falha FF' condiciona a aplicação do princípio da
sobreposição.
15 Os fósseis representam, em geral, dados de enorme importância para o estudo da história da
Terra.
15.1 Justifique a afirmação anterior.
15.2 Os fósseis de idade são caracterizados por:
a) evolução lenta, grande área de dispersão e dificuldade de fossilização;
b) evolução lenta, pequena área de dispersão e facilidade de fossilização;
c) evolução rápida, grande área de dispersão e dificuldade de fossilização;
d) evolução rápida, grande área de dispersão e facilidade de fossilização.
15.3 Os fósseis de fácies correspondem a organismos que tiveram:
a) grande expansão geográfica e pequena expansão estratigráfica;
b) grande expansão estratigráfica e pequena expansão geográfica;
c) grande expansão geográfica e grande expansão estratigráfica;
d) pequena expansão estratigráfica e pequena expansão geográfica.
16 Classifique os processos de fossilização a que se referem os exemplos da coluna I,

estabelecendo a correspondência entre cada número e a respectiva letra da coluna II.


17 A figura representa um perfil geológico (adaptado) no troço terminal do Tejo, na zona da

ponte 25 de Abril, que liga Lisboa a Almada.

17.1 De todas as formações representadas, indique a mais recente.


17.2 As rochas cretácicas e miocénicas presentes no perfil fazem parte de uma grande
dobra com flancos muito abertos. Tendo em conta os dados da figura, a secção representada
corresponderá ao flanco...
a. sul de um sinclinal. c. norte de um anticlinal.
b. norte de um sinclinal. d. oeste de um anticlinal.
17.3 Classifique as falhas F1 e F2.
17.4 Os calcários com rudistas apresentados no perfil há muito que são explorados em
Lisboa e arredores, tendo em vista a sua utilização como rochas ornamentais, sobretudo em
pavimentos e em revestimento de edifícios. Os rudistas surgiram no final do Jurássico e
extinguiram-se no final do Cretácico. Viviam em mares tépidos e pouco profundos, de modo
sedentário, fixando-se uns aos outros e assim constituindo verdadeiros recifes, por vezes,
de grandes dimensões. É notável o desenvolvimento e a espessura das suas conchas.
a) Mencione a característica dos rudistas que mais facilitou a sua fossilização.
b) Das quatro passagens sublinhadas no texto acima, seleccione aquela
que evidencia a importância dos rudistas como fósseis de fácies.
18 No perfil geológico da figura seguinte pretende representar-se uma série
sedimentar dobrada que contém restos fossilizados de Trilobites e uma intrusão
granítica que afecta as rochas encaixantes.
18.1 Os estratos 1, 2, 3 e 4 constituem uma série sedimentar marinha. Justifique.
18.2 Relativamente às formações geológicas no perfil intrusão granítica, rochas
metamórficas e série sedimentar dobrada, indique a mais recente.
18.3 Justifique a resposta à questão anterior com os princípios do raciocínio
geológico.
18.4 Relativamente à dobra esquematizada, indique justificando se se trata de um
sinclinal ou anticlinal.
18.5 Como se designa a zona representada pela letra M?
18.6 Admitindo que na região de contacto entre a intrusão granítica e as rochas
encaixantes ocorrem mármores e quartzitos, indique os nomes das rochas sedimentares que as
originaram.
19 A Terra é um planeta dinâmico e as deformações que podemos observar na crusta
19.1 terrestre são uma evidência do dinamismo passado que ficou preservado nas rochas.
19.2 Justifique a seguinte afirmação: "Os principais tipos de deformação na crusta
terrestre ocorrem na proximidade das fronteiras litosféricas".
19.3 Tendo em consideração as deformações da crusta terrestre, estabeleça a
correspondência correcta entre cada uma das letras da Coluna I e um dos algarismos da
coluna II.

19.4 Designe o tipo de acidente tectónico que constitui um limite conservativo de


placas.