Sei sulla pagina 1di 2

O Baralho Cigano como Terapia

As cartas refletem o interior da pessoa, o seu estado vibracional e as tendências energéticas


naquele momento. Através delas, podemos ver tanto os significados visíveis quanto os ocultos
de nossas vidas.

O verdadeiro objetivo de uma leitura de cartas é sempre é a auto transformação. As cartas


inspiram significados que nos orientam a este respeito, sugerindo reflexões e atitudes que
incentivem o bem estar e estimulem o nosso progresso pessoal. Nos permitem identificar o
que nos causa dor e atrasos e nos indicam opções para superá-los, assim como indicam
situações, momentos e fatos que nos estimulam segurança e bem estar.

Através das imagens contidas nas cartas, e seu uso de acordo com nossa própria energia,
projetada nelas naquele momento, podemos distinguir o que está acontecendo dentro e em
torno de nós. Nos revelam nossas necessidades, nossos desejos e nossos medos ocultos. Nos
ajudam a saber o que está acontecendo em nosso subconsciente e inconsciente, e então
conhecer-nos melhor.

A abordagem terapêutica do Petit Lenormand o utiliza como guia de autoconhecimento, assim


como um estímulo para o nosso subconsciente na realização das mudanças de
desenvolvimento destinadas a neutralizar os padrões negativos de comportamento e também,
crenças limitantes e castradoras alimentadas no curso desta experiência de vida.

O subconsciente fala em imagens. As Imagens das cartas e seus símbolos estabelecem uma
ponte entre a mente consciente e inconsciente. Isso facilita o uso terapêutico das cartas, por
serem também baseadas em imagens, cujas referências estão justamente na mesma área do
cérebro, o que Carl Jung chamou de inconsciente coletivo.

Algumas vezes, em sonhos, os lados claros e escuros de nossa psique se manifestam em toda a
sua magnitude e, por vezes, não nos reconhecemos neles. O Petit Lenormand, com sua
linguagem simbólica, mostra-nos o que devemos reconhecer e esperamos resolver, assim como
o que nos faz bem e devemos manter, utilizando-se desta mesma linguagem, no entanto,
associada a símbolos cuja interpretação é mais acessível e menos confusa do que os símbolos
mostrados em sonhos (uma vez que sua interpretação nem sempre está clara, naquele
momento). De acordo com Jung, o símbolo não esconde, mas ensina. Assim, uma palavra (ou
imagem) é simbólica quando significa algo além do que seu significado evidente e imediato,
portanto, tem um aspecto inconsciente que nunca é precisamente definido ou plenamente
explicado ...
Através de um trabalho personalizado e continuado com a interpretação das cartas do Petit
Lenormand, trazemos à tona pensamentos articulados através desta linguagem interior e nem
sempre articulada e contextualizada, mas passível de interpretação. A partir daí, trilhamos um
caminho rumo à conexão com a nossa psique, nosso guia espiritual ou mestre interior através
da meditação sobre as cartas do Petit Lenormand.

Seu uso terapêutico, portanto, trata-se da estimulação da mente através de um processo


simbólico e energético, possibilitando impressões e sentimentos que serão essenciais para uma
análise aprofundada, capaz de desvendar facetas de personalidade, revelar impulsos de alma e
trazer à superfície reais desejos, anseios - assim como também áreas menos positivas e que
devem ser trabalhadas. Neste momento entra em foco o aconselhamento metafísico e recursos
como o auxílio de plantas (na forma de alimentos, aromas, óleos, banhos, contemplação e
cultivo), de maneira a alcançar um estado de paz e alegria, fundamentais para o
desenvolvimento físico e espiritual durante esta experiência de vida.

(Texto extraído da página Sensorial).