Sei sulla pagina 1di 3

1

TEXTOS DIFÍCEIS DA BÍBLIA


( Sete argumentos que provam que não foi Samuel que apareceu a Saul em En-Dor )1

Texto: I Samuel cap. 28 - Saul e a feiticeira de En-Dor


Introdução: O Espiritismo constantemente recorre a textos
bíblicos em busca de apoio para a crença na comunicação
com os mortos, embora a palavra de Deus proíba essa prática
(Dt 18,9-12). A passagem de 1 Samuel 28 é um dos textos
usados para defender este ensino.
Vamos neste estudo analisar esta passagem e testificar que a mesma não dá base para tal
ensino .
Há três coisas a considerar:
(1) Samuel não apareceu.
(2) Um espírito de demônio apareceu (2 Co 11,13-14 e 1 Sm 16,23).
(3) A mulher usou de fraude e enganou ao rei Saul.

Era comum nos tempos do V.T., os reis consultarem a Deus através dos profetas, sobra Sua
vontade a respeito das gerras e combates a serem travados ( cf. I Sm 14:37; 23:2; I Reis 22:7;
II Reis 22:13 e II Cr 34:21 ). Este texto de I Samuel 28 narra um episódio triste da vida de
Saul que foi buscar uma outra fonte de revelação, não aprovada por Deus, após o Senhor ter
fechado todas as outras portas a ele.

Com base na passagem supra citada, os espíritas costumam tirar as seguintes conclusões:

A) É possível comunicar-se com o espírito de pessoas falecidas;


B) Deus permite a consulta aos mortos. Este não é um pecado tão grave;
C) Os mortos podem ajudar aos vivos.

Como contestar estas conclusões? Quem apareceu de fato? O profeta Samuel? Um espírito
demoníaco? Ou tudo não passou de uma fraude?

Até mesmo numa despretensiosa análise de I Samuel 28, mostra com clareza que um espírito
de engano, e não Samuel, foi quem apareceu na sessão espírita de En-Dor .

ARGUMENTOS QUE MOSTRAM QUE NÃO FOI SAMUEL QUE APARECEU NAQUELA
OCASIÃO:

Dentre as muitas provas contra a opinião de que Samuel apareceu naquela ocasião, destacam-
se as seguintes:

1º - Deus não entra em contradição.

Samuel já era morto, e como sabemos, em toda a Bíblia a mediunidade é condenada.


(Dt 18:9-14; Lv 20: 6,27; 19:31; Is 8:19-20)

1
Estudo dirigido pelo Pr. Gildásio Reis, na IPO - Culto ás Quintas-Feiras ( Textos Difíceis da Bíblia I )
2

Saul morreu por desobedecer ao Senhor, praticando aquilo que Deus condenou. I Cr
10:13-14 ( Cf. Manassés - II Reis 21:6 )

Afirmar que Deus permitiu que Samuel aparecesse à pitonisa, é dizer que Deus nega
seu atributo de coerência e imutabilidade, contradizendo-se. Tal coisa nunca é encontrada em
Deus.

2º - Não foi Samuel, porque o texto afirma que todos os meios de revelação já haviam
sido fechados por Deus. O Senhor não quis se comunicar com Saul. V. 5-7.

Tríplice revelação antes do encerramento do Cânon:

1) Revelação sacerdotal - “Urim e Tumim” (Nm 27:21; Dt 33:8,10)


2) Revelação Inspiracional: Profetas
3) Revelação Pessoal - Sonhos ( exemplo de José do Egito )

Lucas 16:30-31 - A maneira de Deus se revelar é através de sua Palavra -( Cf. Isaías
8:19-20 )

I Cr 10:13-14 - Saul morreu por buscar uma revelação que não era um dos meios
aprovados por Deus. (Dt 18:9-14; Lv 20: 6,27; 19:31; Is 8:19-20)

3º - O texto não diz que Saul viu “Samuel” V 11-14.

A passagem bíblica descreve uma típica sessão espírita com suas farsas. É a pitonisa que
transmite as informações a Saul, recebidas do espírito demoníaco ( se é que houve algum
espírito satânico). As Escrituras afirmam categoricamente que o inimigo de nossas almas
produz prodígios da mentira: II Tes 2:9, II Co 11:14.

Trata-se de um farsa elaborada por uma mulher acostumada a ludibriar as pessoas com suas
bruxarias, e também não precisava ser estrategista em guerra para saber que Saul perderia a
guerra e seria morto. I Samuel cap. 15

As Escrituras ensinam que Satanás:

 É o pai da mentira (João 8:44)


 Sabe imitar a realidade com seus embustes (Êxodo 7:22; 8:7)
 Se transforma em anjo de luz (II Cor 11:14)
 Tem o poder de operar milagres (II Ts 2:9)

4º - O ímpio (Saul) não pode inquietar a alma daqueles que morreram no Senhor. V
15. Ap. 14:13

Se fosse Samuel, ou seja, se fosse Deus permitindo seu profeta voltar para trazer uma
revelação, Samuel nunca teria dito isto a Saul. Ou seja, que estava sendo perturbado em seu
descanso.
3

5º - Samuel jamais diria que um ímpio como Saul e seus filhos estariam a salvos com ele
no paraíso. V 19 - Lc 23:43

6º - As profecias feitas pelo pseudo “Samuel” não se cumpriram, como se espera de um


profeta de Deus. V. 19 ( Dt 18: 20-22 )

a) Saul não foi morto pelos filisteus conforme é anunciado - 28:19. Ao contrário Saul
suicidou-se 31:4.

b) Não morreram todos os filhos de Saul (28:19). Eram 6 e morreram apenas 3:

Filhos mortos: Jônatas, Abinadabe e Malquisua ( I Sm 31:2,6, 12, I Cr 10:2-6 )


Filhos vivos: Armoni e Mefiboseti ( II Sm 21:8 ) e Is-Bosete - II Sm 2:8, 21:8 )

c) Saul não morreu no dia seguinte conforme anunciado - 28:19. Saul morreu alguns
dias depois. I Sm 30:1; II Sm 1:2 .

7º - Samuel não teria agido contrariamente à sua convicção porque de acordo com as
Escrituras não há contato entre os
vivos e os que já morreram. (Jó 7:9,10; Ec 9:5-6; Lc 16:31)

Conclusão: Deus condena qualquer tipo de tentativa de comunicação com os mortos,


conforme está registrado em todo o decorrer da Bíblia Sagrada. Em Gálatas 5:20, fala acerca
da idolatria e feitiçaria; em Levítico 19:31, o Senhor condena a mediunidade e feitiçaria; e em
Deuteronômio 18:10-12, Deus mostra que as doutrinas espiritistas representam abominação
perante Ele.

“Tal como a nuvem se desfaz e passa, assim aquele que desce á sepultura jamais tornará
a subir. Nunca mais tornará á sua casa, nem o seu lugar jamais o conhecerá” Jó 7:9-10

"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé,
dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios,..." I Timóteo 1:4

Bibliografia Consultada:

J.K. Van Baalen, O Caos das Seitas, Editora Imprensa Batista Regular ( São Paulo: 1986 )
Notas da Bíblia de Estudo de Genebra, Editora Cultura Cristã e SBB ( São Paulo: 1998 )

Igreja Presbiteriana Osasco


Rev. Gildásio Reis
Fevereiro / 2001