Sei sulla pagina 1di 107

1a Questão

Dado o vetor v representado pelo segmento orientado AB, onde A = (2,0) e B = (-3,2), o módulo de v é igual
a:

25
29−−√29
29
5–√5
Nenhuma das respostas

Explicação:

AB = B - A = (-3,2) - (2,0) = (-5,2)

Módulo: {(-5)^2 + (2)^2}^(1/2) = 29−−√29

2a Questão

Considere o triângulo ABC definido pelos segmentos AB, BC e CA. Se A = (0,0), B = (-5,5) e C = (4,7), qual
o perímetro aproximado do triângulo ABC?

32,54
28,85
24,35
22,50
20,05

Explicação:

AB = B - A = (-5,5) - (0,0) = (-5,5). Módulo de AB = 52–√52

BC = C - B = (4,7) - (-5,5) = (9,2). Módulo de BC = 85−−√85

CA = (0,0) - (4,7) = (-4,-7). Módulo de CA = 65−−√65

Perímetro: 52–√+85−−√+65−−√52+85+65

Ou seja, aproximadamente 24,35


1a Questão

Determinar o módulo do vetor 2AB-3BC sendo A=(-1,4) , B=(3,2) e C=(-2,5).

(23,-13)
(21,-11)
(15,13)
(18,-28)
(-29,-10)

Explicação:

AB=B-A=(3,2)-(-1,4)=(4,-2)

BC=(-2,5)-(3,2)=(-5,3)

2AB-3BC=2(4,-2)-3(-5,3)=(8,-4)-(-15,9)=(23,-13)

2a Questão

Calcule o ângulo entre os vetores u=(3,2) e v=(6,4)

60°

45°
90°

30°

Explicação:

u.v=(3,2).(6,4)=3.6+2.4=18+8=26

!!u!!=V3²+2²=V9+4=V13

!!v!!=V6²+4²=V36+16=V52=2V13

Então: cos A= u.v / !!u!!.!!v!! = 26 /V13.2V13 = 1 => A=0°


3a Questão

Um pesquisador perdeu parte dos dados de sua pesquisa. Ele precisa descobrir qual é o valor de z pertencente
ao ponto P (0,0,z). O pesquisador sabe que P com o vetor T (-1,2,-2) tem como distância o valor 3. Portanto P
será:

O vetor P pode ser P(0,0,1) ou P(0,3,2)


O vetor P pode ser P(0,1,0) ou P(0,0,5)
O vetor P pode ser P(0,0,0) ou P(0,0,-4)
O vetor P pode ser P(1,0,0) ou P(0,0,0)
O vetor P pode ser P(0,2,3) ou P(1,0,4)

Explicação:

Um pesquisador perdeu parte dos dados de sua pesquisa. Ele precisa descobrir qual é o valor de z pertencente
ao ponto P (0,0,z). O pesquisador sabe que P com o vetor T (-1,2,-2) tem como distância o valor 3. Portanto P
será:

(0−(−1))2+(0−2)2+(z+2)2−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−√=3entaoz2+4z+9=9(0−(−1))2+(0−2)2+(z+2
)2=3entaoz2+4z+9=9

z=-4 e z=0

Portanto P = (0,0,0) ou P (0,0,-4)

4a Questão

Determinar a origem A do segmento que representa o vetor u =(2,3, -1) sendo sua extremidade o ponto B
= (0, 4,2).

A=(4, 1, -3)
A=(-2, 1, 3)
A=(-2, -1, 3)
A=(4, 1, 3)
A=(2, 1, 3)

Explicação:

u = AB = B - A -> A = B - u
5a Questão

Um carro percorre uma distância de 72 km ao longo de uma estada, no sentido sul-norte, depois
pega uma estrada secundária, percorrendo mais 65 km, no sentido leste-oeste. Calcule o módulo
do deslocamento resultante.

72
97
90
30
87

Explicação:

c2=a2+b2

c2=a2+b2

c2=722+652

c2=722+652

c2=5184+4225

c2=5184+4225

c=9409

√c=9409

c = 97 km

O vetor resultante tem módulo 97 quilômetros.

6a Questão

Dados os vetores u = (2, -1, 4) e v = (2 + m, -1, 3 + 2n), determinar, respectivamente, os valores de m e


n para que os vetores sejam iguais.

1 e 2/3
0 e 1/2
2/3 e -2
-1 e 0
-1 e 1/2

Explicação:

2+m=2

3 + 2n = 4

7a Questão

Considere o triângulo ABC definido pelos segmentos AB, BC e CA. Se A = (0,0), B = (-5,5) e C = (4,7), qual
o perímetro aproximado do triângulo ABC?

32,54
24,35
20,05
22,50
28,85

Explicação:

AB = B - A = (-5,5) - (0,0) = (-5,5). Módulo de AB = 52–√52

BC = C - B = (4,7) - (-5,5) = (9,2). Módulo de BC = 85−−√85

CA = (0,0) - (4,7) = (-4,-7). Módulo de CA = 65−−√65

Perímetro: 52–√+85−−√+65−−√52+85+65

Ou seja, aproximadamente 24,35

8a Questão

Dados os vetores u ( 4, -x ) e v ( 2, 3 ), qual é o valor de x , sabendo que os vetores são ortogonais ?


2/5
3/2
-8/3
8/3
-3/2

Explicação:

O produto escalar dos vetores tem que ser igual a zero

1a Questão

Qual o ângulo aproximado formado entre os vetores v = (-3,4,0) e s = (-1,2,5) ?

45º
87,88º
55,68º
66,32º
76,77º

Explicação:

Módulo do vetor v ⇒ 5

Módulo do vetor s ⇒ 30−−√30

v . s = (-3,4,0) . (-1,2,5) = 11

cos x = 11530√11530

x ≈ 66,32º

2a Questão

O vetor v é definido pelo segmento orientado AB, onde A = (3,5) e B = (6,9). Se o vetor s é ortogonal a v e
s = (a,-3), qual o valor de a?
a=2
a=-4
a=4
a=0
a=-2

Explicação:

AB = B - A = (6,9) - (3,5) = (3,4)

(3,4) . (a,-3) = 0 ⇒ 3a - 12 = 0 ⇒ a = 4

3a Questão

Sejam os vetores v = (0,-3,-4) e s = (-2,5,8). O vetor u = (a,b,c) é definido pela expressão 3v - s. Logo, a,
b e c valem, respectivamente:

-14, 2 e -20
2, -14 e -20
-2, 14 e 20
20, 14 e 2
-20, 2 e -14

Explicação:

3 . (0,-3,-4) - (-2,5,8)

(0,-9,-12) - (-2,5,8)

(2,-14,-20)

4a Questão

Sejam os vetores v = (3,2), s = (0,5) e t = (-3,-3). O resultado correto da expressão 3v - 5s + t é dado


por:

(-6,-22)
(6,-22)
(-22,-6)
(22,-6)
Nenhuma das alternativas

Explicação:

3 . (3,2) - 5 . (0,5) + (-3,-3)

(9,6) + (0,-25) + (-3,-3)

(6,-22)

5a Questão

Dado o segmento AB tal que A = (-3,4) e B = (7,3), as coordenadas do ponto C tal que AC = AB3AB3 serão:

(1,11)
(1313,113113)
(0,0)
(11,1313)
(−13−13,11)

Explicação:

AB = B - A = (7,3) - (-3,4) = (10,-1)

AC = C - A = (x,y) - (-3,4) = (x + 3, y - 4)

AC = AB3AB3

Assim, (x + 3, y - 4) = (103103,−13−13)

x = 1/3

y = 11/3

1a Questão

Determine o valor de x para que os vetores sejam paralelos u(x,2) e v(9,6)

x=3x=3
x=7x=7
x=5x=5
x=8x=8
x=1x=1

Explicação:

x9=26x9=26

6x=186x=18

x=186x=186

x=3x=3

2a Questão

Calcule o ângulo entre os vetores v = (2,2) e u = (0,2).

α=44°α=44°
α=47°α=47°
α=46°α=46°
α=45°α=45°
α=48°α=48°

Explicação:

I)|v|=22+22−−−−−−√=8–√=22–√|u|=02+22−−−−−−√=4–√=2II)|u|.|v|=2.22–√=42–
√I)|v|=22+22=8=22|u|=02+22=4=2II)|u|.|v|=2.22=42

III)|v,u|=(2.0)+(2.2)|v,u|=0+4|v,u|=4IV)cosα=442√cosα=12√cosα=2√2α=45°III)|v,u|=(2.0)+(2.2)|v,u|=0+4|
v,u|=4IV)cos⁡α=442cos⁡α=12cos⁡α=22α=45°

3a Questão

Sejam os vetores v = (3,2), s = (0,5) e t = (-3,-3). O resultado correto da expressão 3v - 5s + t é dado


por:
(-22,-6)
Nenhuma das alternativas
(-6,-22)
(6,-22)
(22,-6)

Explicação:

3 . (3,2) - 5 . (0,5) + (-3,-3)

(9,6) + (0,-25) + (-3,-3)

(6,-22)

4a Questão

Sejam os vetores v = (0,-3,-4) e s = (-2,5,8). O vetor u = (a,b,c) é definido pela expressão 3v - s. Logo, a,
b e c valem, respectivamente:

-2, 14 e 20
2, -14 e -20
-14, 2 e -20
20, 14 e 2
-20, 2 e -14

Explicação:

3 . (0,-3,-4) - (-2,5,8)

(0,-9,-12) - (-2,5,8)

(2,-14,-20)

5a Questão

Calculando a área do paralelogramo definido pelos vetores 2u e -3v sendo u=(-2,0,3) e v=(1,-1,0)
encontramos:
9V17
6V22
5V21
2V23
7V19

Explicação:

Chamando de A a área do paralelogramo, temos que: A= !!(2u)x(-3v)!!

2u=(-4,0,6)

-3v=(-3,3,0)

i j k

(2u)x(-3v) = -4 0 6 = -18i -18j - 12k = (-18 , -18 , -12)

-3 3 0

Daí: A = !!(-18 , -18 , -12)!! = V324+324+144 = V792 = 6V22

6a Questão

O vetor v é definido pelo segmento orientado AB, onde A = (3,5) e B = (6,9). Se o vetor s é ortogonal a v e
s = (a,-3), qual o valor de a?

a=2
a=0
a=4
a=-2
a=-4

Explicação:

AB = B - A = (6,9) - (3,5) = (3,4)

(3,4) . (a,-3) = 0 ⇒ 3a - 12 = 0 ⇒ a = 4
7a Questão

Qual o valor da soma de dois vetores perpendiculares entre si cujos módulos são 12 e 5 unidade?

s=10us=10u
s=11us=11u
s=12us=12u
s=13us=13u
s=9us=9u

Explicação:

122+52=|s|2122+52=|s|2

s=164−−−√s=164

s=13us=13u

8a Questão

Determine o valor de m para os vetores u = (5; m) v = ( -15; 25) sejam perpendiculares.

12
5
6
9
3

Explicação:

A para dois vetores sejam perpendiculares é que seu produto escalar seja nulo, portanto:

U= (5, m) V= (-15, 25)

-75+25m=0

25m=75

m=75/25

m=3
1a Questão

Os pontos A(a,2) e B(0,b) pertencem à reta (r): 2x+y-6 = 0. Qual a distância entre os pontos A e B?

8V5
2V5
4V5
V5
3V5

Explicação:

A pertence a r -> 2a+2-6=0 -> a=2 => A(2,2)

B pertence a r -> 2.0+b-6=0 -> b=6 => B(0,6)

Logo: d(A,B) = V(0-2)² + (6-2)² = V4+16 = V20 = 2V5

2a Questão

Determine a equação da reta que passa pelo ponto A(4,2) e tem inclinação de 45° com eixo das abscissas.

y=-x-1
y=-x-2
y=x-2
y=x-1
y=x+2

Explicação:

y = ax + b (equação geral da reta), onde a = coeficiente angular = tangente do ângulo formado entre a reta
e o eixo das abscissas

No exercício a = tg 45º = 1

y=x+b
Como P (4, 2) pertence a reta,

2 = 4 + b -> b = -2

y=x-2

3a Questão

Determine a equação paramétrica da reta que passa pelo ponto (-1,-2, 0 ) que tem a direção do vetor (1, 0,
1)

x= -1+t , y = -2 , z = t
x= -1+t , y = -2 , z = -t
x= 1+t , y = -2 , z = t
x= -1+t , y = 2 , z = t
x= -1-t , y = -2 , z = t

Explicação:

Temos que: (x,y,z) = (-1,-2,0) + t(1,0,1) => x=-1+t


y=-2
z=t

4a Questão

O ângulo formado entre os vetores v = (-3,2) e u = (0,6) será aproximadamente igual a:

56,31o
90,05o
65,66o
12,77o
22,56o

Explicação:

O ângulo será calculado aplicando-se a fórmula:

cos x = (v . u) / (v . u)
Onde: v e u são os módulos dos vetores

(-3,2) . (0,6) = (-3) . 0 + 2 . 6 = 12

v= 13−−√13

u=6

5a Questão

A equação geral da reta que passa pelos pontos A(2, 3/4) e B(1/3, -5) é dada por:

-70x + 19y + 123 = 0


-69x + 20y + 123 = 0
70x - 21y - 124 = 0
-68x + 19y + 122 = 0
-69x + 21y - 122 = 0

Explicação:

Na equação genérica da reta no R² (ax + by + c = 0) substituir as coordenadas dos dois pontos dados da
reta. Resolver o sistema formado (2 equações para as 2 incógnitas - a e b) e determinar a equação da reta
pedida

6a Questão

Determine a equação paramétrica da reta que passa pelo ponto (-2,0, 1 ) que tem a direção do vetor (1, 1,
1)

x= -2-t ; y = t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = t ; z = 1+t
x= 2+t ; y = t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = t ; z = -1+t
x= -2+t ; y = -t ; z = 1+t

Explicação:

Devemos ter: (x,y,z)=(-2,0,1) + t(1,1,1)


Daí, as equações paramétricas da reta serão: x=-2+t , y=t , z=1+t.

7a Questão

Qual o volume do paralelepípedo definido pelos vetores u = (-3,-3,-3), v = (0,4,9) e t = (-1,2,7)?

10
30
15
20
5

Explicação:

O volume do paralelepípedo é definido por:

V = |u,v,t|

-3 -3 -3
0 4 9
-1 2 7

O módulo do determinante da matriz será equivalente ao volume. Logo: V = 15

8a Questão

Seja os pontos: A (-1,-1, 2), B (2, 1, 1) e C (M, -5, 3). Para qual valor de M o triângulo ABC é retângulo em
A?

8
2
0
3
6

Explicação:
seja AB.AC=0

AB= (3,2, -1) e AC= ( M+1, -4,1), vem

3 (M+1) +M+ 2(-4) -1(1)=0

3M+ 3 -8 -1=0

3M= 6

M= 2

1a Questão

Um engenheiro precisa definir a reta que passa pelos pontos A e B. Sabendo que A(-1,8) e B(-5,-1), defina a
equação geral da reta que passa pelos pontos.

7x+3y+1=07x+3y+1=0
9x−4y+41=09x−4y+41=0
3x+2y+2=03x+2y+2=0
x+55y+2=0x+55y+2=0
x−7y+3=0x−7y+3=0

Explicação:

x y 1 x y

-1 8 1 -1 8

-5 -1 1 -5 -1

Teremos,

(-40) (-x) (-y) (8x) (-5y) (1)

.: 8x -5y + 1 + 40 + x + y = 0

9x - 4y + 41 = 0
2a Questão

Determine a equação paramétrica da reta que passa pelo ponto (-2,0, 1 ) que tem a direção do vetor (1, 1,
1)

x= -2+t ; y = t ; z = -1+t
x= -2-t ; y = t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = t ; z = 1+t
x= 2+t ; y = t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = -t ; z = 1+t

Explicação:

Devemos ter: (x,y,z)=(-2,0,1) + t(1,1,1)

Daí, as equações paramétricas da reta serão: x=-2+t , y=t , z=1+t.

3a Questão

A equação geral da reta que passa pelos pontos A(2, 3/4) e B(1/3, -5) é dada por:

-69x + 20y + 123 = 0


-70x + 19y + 123 = 0
-69x + 21y - 122 = 0
-68x + 19y + 122 = 0
70x - 21y - 124 = 0

Explicação:

Na equação genérica da reta no R² (ax + by + c = 0) substituir as coordenadas dos dois pontos dados da
reta. Resolver o sistema formado (2 equações para as 2 incógnitas - a e b) e determinar a equação da reta
pedida

4a Questão
Obter a equação geral da reta representada pelas equações paramétricas:
x=t+9
y=t-1

x+y-10=0
x-y-10=0
2x-y+20=0
x-y+10= 0
x-2y-20=0

Explicação:

Isolando o parâmetro t:

x=t+9
t=x-9

x=t+9
x = (y + 1) + 9
x=y+1+9
x = y + 10

x - y - 10 = 0

Equação Geral da Reta: x - y + 10 = 0

5a Questão

Qual o volume do paralelepípedo definido pelos vetores u = (-3,-3,-3), v = (0,4,9) e t = (-1,2,7)?

5
10
30
20
15

Explicação:

O volume do paralelepípedo é definido por:

V = |u,v,t|

-3 -3 -3
0 4 9
-1 2 7

O módulo do determinante da matriz será equivalente ao volume. Logo: V = 15


6a Questão

Um engenheiro precisa definir a reta que passa pelos pontos A e B. Sabendo que A(-1, 8) e B(-5, -1) defina
a equação geral da reta que passa pelos pontos.

x + 55 y + 2 = 0
9x - 4y + 41 = 0
7 x + 3y + 1 = 0
3x + 2y + 2= 0
x-7y+3=0

Explicação:

Um engenheiro precisa definir a reta que passa pelos pontos A e B. Sabendo que A(-1, 8) e B(-5, -1) defina
a equação geral da reta que passa pelos pontos.

y - y0 = m (x - x0)

m =(8-(-1) )/ (-1 -(-5)) = 9/4

y - (-1) = 9/4 (x - (-5))

y + 1 = 9/4 (x+5)

y + 1 = 9/4 x + (9/4) 5

4y + 4 = 9 x + 45

-4y + 9x - 4 + 45 = 0

9x - 4y + 41 = 0

7a Questão

Um pesquisador não conhece as coordenadas de P(m, 1, n) mas sabe que P pertence a reta que passa por
A(3,-1,4) e B (4,-3,-1). Podemos definir que P é:
P (4,2,1)
P (3,3,1)
P(0,1,3)
P (3,4,5)
P (2,1,9)

Explicação:

O ponto P(m, 1,n) pertence a reta que passa por A(3,-1,4) e B (4,-3,-1) , Determine P

Temos o vetor AB = B - A = (4,-3,-1) - (3,-1,4)= (1,-2,-5)

Com o vetor AB escrevemos a reta: t . AB

Como P pertence a reta entao AP = P - A = ( m -3,1 - (-1), n - 4) = (m - 3, 2, n - 4)

Como AP é paralelo a AB entao AP = t AB

Entao temos o sistema:

m -3 = 1 t

1+1 = - 2 t

n- 4 = -5 t

Portanto -2 t = 2 entao t = -1

m - 3 = 1 (-1) entao m = 2

n - 4 = - 5 (-1) entao n = 9

P ( 2,1,9)

8a Questão

Determinar o valor de m para que as retas r: y=mx-5 e s: x=-2+t sejam ortogonais.

z=-3x y=4-2t

z=5t

7/2
-11/2
-9/2
13/2
-15/2
Explicação:

Os vetores diretores das retas r e s são respectivamente u=(1,m,-3) e v=(1,-2,5)

Para que as retas sejam ortogonais devemos ter: u.v=0

Daí: (1,m,-3).(1,-2,5)=0 -> 1-2m-15=0 -> -2m=15 -> m=-15/2

1a Questão

As retas 2x - y = 3 e 2x + ay = 5 são perpendiculares. Assim sendo, o valor de a será:

a=0
a = -4
a = -1
a=1
a=4

Explicação:

Retas perpendiculares apresentam o produto abaixo igual a zero:

ax + by + c = 0

a'x + b'y + c' = 0

(a,b) . (a',b') = 0

a.a' + b.b' = 0

2a Questão

Considera a reta r que passa pelo ponto A(0,0,3) e tem a direção de v = (-1,2,2). O ponto P que pertence a
reta r, quando o parâmetro t = -3, é dado por:

P(-3,-6,-3)
P(3,-6,-3)
P(-6,-3,3)
P(-6,0,-3)
P(0,0,0)

Explicação:

Reta r(x,y,z) = (0,0,3) + t(-1,2,2)

Para t = -3

P(x,y,z) = (0,0,3) - 3(-1,2,2) = (0,0,3) + (3,-6,-6) = (3,-6,-3)

3a Questão

A equação geral do plano δδ que passa pelo ponto A(2,3,4) e é paralelo ao plano ππ: 2x + 3y - 5z + 11 = 0
é dada por:

x + y + z - 11 = 0
x3x3+ 3y - z + 11 = 0
- 2x + 5y - z + 7 = 0
2x - 3y - 5z - 7 = 0
2x + 3y - 5z + 7 = 0

Explicação:

Pela equação geral do plano ππ podemos definir o vetor diretor n como n = (2,3,-5).

Como os planos δδ e ππ são paralelos:

v = an ⇒ Supondo a = 2, v = 2(2,3,-5) = (4,6,-10)

Assim: δδ: 4x + 6y - 10z + d = 0. Se A pertence a δδ, então:

4(2) + 6(3) - 10(4) + d = 0 ⇒ d = 14

Assim: δδ: 4x + 6y - 10z + 14 = 0 ⇒ δδ: 2x + 3y - 5z + 7 = 0

4a Questão

Dado o plano ππ determinado pelos pontos A(-2,0,-2), B(1,2,4) e C(-1,-2,6). Um sistema de equações
paramétricas de ππ é corretamente representado por:
x = -2 + 3h + t

y = 2h - 2t

z = -2 + 6h + 8t
x = 3h + t

y = 2h - 2t

z = 6h + 8t
x =3h + t

y = 2h + t

z = -2 + 6h + 8t
x = 2 + 3h + t

y = - 2h - 2t

z = -2 + h + 8t
x = -2 + 3h

y = 2h

z = -2 + 6h + 8t

Explicação:

Determinamos os vetores diretores do plano:

AB = B - A = (1,2,4) - (-2,0,-2) = (3,2,6)

AC = C - A = (-1,-2,6) - (-2,0,-2) = (1,-2,8)

Logo, as equações paramétricas serão:

x = -2 + 3h + t

y = 2h - 2t

z = -2 + 6h + 8t

5a Questão

O vetor diretor da reta definida pelas equações reduzidas em z

x=-3+z
y=-1+z

será:

v = (1,1,1)
v = (-2,1,0)
v = (-3,2,-1)
v = (-1,0,1)
v = (0,0,0)

Explicação:

Uma maneira de resolver o problema é atribuir valores para z:

Exemplo: z = 0 ⇒ x = -3, y = -1 ⇒ A(-3,-1,0)

z = 1 ⇒ x = -2, y = 0 ⇒ B(-2,0,1)

Logo: v = AB = B - A = (-2,0,1) - (-3,-1,0) = (1,1,1)

6a Questão

A reta r definida por x = - y e a reta s definida por ax - 3y = 0 são ortogonais. Qual o valor de a:

a=0
a=-3
a=3
a = 3/2
a = 1/2

Explicação:

x + y = 0 e ax - 3y = 0

(1,1) . (a,-3) = 0

a-3=0

a=3
7a Questão

A equação geral do plano ππ que passa pelo ponto A(0,-1,3) e é ortogonal ao vetor n = (-2,3,4) é
corretamente representada por:

3x - 4y + 5z - 11 = 0
2x - 3y - 4z + 9 = 0
x+y+z=0
- 2x - 3y - 4z - 9 = 0
2x - 4y - 3z - 9 = 0

Explicação:

A(0,-1,3) e n = (-2,3,4)

Assim: ππ: -2x + 3y + 4z + d = 0

Como A pertence ao plano ⇒ -2(0) + 3(-1) + 4(3) + d = 0 ⇒ -3 + 12 + d = 0 ⇒ d = -9

Assim: ππ: -2x + 3y + 4z - 9 = 0 ⇒ ππ: 2x - 3y - 4z + 9 = 0

8a Questão

Encontre uma equação geral para o plano perpendicular ao vetor N = (−1, 4, 3) que passa pelo ponto (5,
−2, 7). Encontre uma equação geral para o plano perpendicular a este mesmo vetor, mas que passa pelo
ponto (0, 0, 0).

-x-4y-3z=0
x+4y+3z=0
2x+4y+3z=0
-2x-4y-3z=0
−x + 4y + 3z = 0

Explicação:

Uma equação geral deste plano terá forma:

−x + 4y + 3z + d = 0.

O coeficiente d será determinado pelo fato de que o ponto (5, −2, 7) pertence a este plano:

−5 + 4(−2) + 3 · 7 + d = 0 =⇒ d = −8.
Portanto, uma equação geral para este plano será:

−x + 4y + 3z − 8 = 0.

Uma equação geral para o plano perpendicular a N passando pela origem será:

−x + 4y + 3z = 0.

1a Questão

A equação vetorial da reta r que passa pelo ponto A = (0,-1,3) e tem a direção de v = (-1,2,-1) é:

r(x,y,z) = (0,-1,3) + t(-1,2-1)


r(x,y,z) = (0,-1,3)
r(x,y,z) = (-1,2,-1) + t(0,-1,3)
r(x,y,z) = t(-1,2,-1)
r(x,y,z) = (0,0,0) + t(0,-1,3)

Explicação:

A equação vetorial da reta é dada por:

r(x,yz,) = A + tv

2a Questão

A equação geral do plano ππ que passa pelo ponto A(0,-1,3) e é ortogonal ao vetor n = (-2,3,4) é
corretamente representada por:

x+y+z=0
3x - 4y + 5z - 11 = 0
2x - 4y - 3z - 9 = 0
2x - 3y - 4z + 9 = 0
- 2x - 3y - 4z - 9 = 0

Explicação:
A(0,-1,3) e n = (-2,3,4)

Assim: ππ: -2x + 3y + 4z + d = 0

Como A pertence ao plano ⇒ -2(0) + 3(-1) + 4(3) + d = 0 ⇒ -3 + 12 + d = 0 ⇒ d = -9

Assim: ππ: -2x + 3y + 4z - 9 = 0 ⇒ ππ: 2x - 3y - 4z + 9 = 0

3a Questão

Considera a reta r que passa pelo ponto A(0,0,3) e tem a direção de v = (-1,2,2). O ponto P que pertence a
reta r, quando o parâmetro t = -3, é dado por:

P(0,0,0)
P(-3,-6,-3)
P(-6,-3,3)
P(3,-6,-3)
P(-6,0,-3)

Explicação:

Reta r(x,y,z) = (0,0,3) + t(-1,2,2)

Para t = -3

P(x,y,z) = (0,0,3) - 3(-1,2,2) = (0,0,3) + (3,-6,-6) = (3,-6,-3)

4a Questão

A equação geral do plano δδ que passa pelo ponto A(2,3,4) e é paralelo ao plano ππ: 2x + 3y - 5z + 11 = 0
é dada por:

2x - 3y - 5z - 7 = 0
- 2x + 5y - z + 7 = 0
x + y + z - 11 = 0
x3x3+ 3y - z + 11 = 0
2x + 3y - 5z + 7 = 0
Explicação:

Pela equação geral do plano ππ podemos definir o vetor diretor n como n = (2,3,-5).

Como os planos δδ e ππ são paralelos:

v = an ⇒ Supondo a = 2, v = 2(2,3,-5) = (4,6,-10)

Assim: δδ: 4x + 6y - 10z + d = 0. Se A pertence a δδ, então:

4(2) + 6(3) - 10(4) + d = 0 ⇒ d = 14

Assim: δδ: 4x + 6y - 10z + 14 = 0 ⇒ δδ: 2x + 3y - 5z + 7 = 0

5a Questão

Dado o plano ππ determinado pelos pontos A(-2,0,-2), B(1,2,4) e C(-1,-2,6). Um sistema de equações
paramétricas de ππ é corretamente representado por:

x = 3h + t

y = 2h - 2t

z = 6h + 8t
x = 2 + 3h + t

y = - 2h - 2t

z = -2 + h + 8t
x = -2 + 3h

y = 2h

z = -2 + 6h + 8t
x = -2 + 3h + t

y = 2h - 2t

z = -2 + 6h + 8t
x =3h + t

y = 2h + t

z = -2 + 6h + 8t

Explicação:
Determinamos os vetores diretores do plano:

AB = B - A = (1,2,4) - (-2,0,-2) = (3,2,6)

AC = C - A = (-1,-2,6) - (-2,0,-2) = (1,-2,8)

Logo, as equações paramétricas serão:

x = -2 + 3h + t

y = 2h - 2t

z = -2 + 6h + 8t

6a Questão

O vetor diretor da reta definida pelas equações reduzidas em z

x=-3+z

y=-1+z

será:

v = (-2,1,0)
v = (-1,0,1)
v = (-3,2,-1)
v = (1,1,1)
v = (0,0,0)

Explicação:

Uma maneira de resolver o problema é atribuir valores para z:

Exemplo: z = 0 ⇒ x = -3, y = -1 ⇒ A(-3,-1,0)

z = 1 ⇒ x = -2, y = 0 ⇒ B(-2,0,1)

Logo: v = AB = B - A = (-2,0,1) - (-3,-1,0) = (1,1,1)


7a Questão

A reta r definida por x = - y e a reta s definida por ax - 3y = 0 são ortogonais. Qual o valor de a:

a=3
a = 3/2
a = 1/2
a=0
a=-3

Explicação:

x + y = 0 e ax - 3y = 0

(1,1) . (a,-3) = 0

a-3=0

a=3

8a Questão

As retas 2x - y = 3 e 2x + ay = 5 são perpendiculares. Assim sendo, o valor de a será:

a=1
a=4
a = -4
a = -1
a=0

Explicação:

Retas perpendiculares apresentam o produto abaixo igual a zero:

ax + by + c = 0

a'x + b'y + c' = 0

(a,b) . (a',b') = 0

a.a' + b.b' = 0
1a Questão

Dada a hipérbole de equação x2−4y2+16=0x2−4y2+16=0, os vértices serão os pontos:

A(0,-2) e A'(0,0)
A(0,0) e A'(0,2)
A(0,-2) e A'(0,2)
A(-2,0) e A'(2,0)
A(0,-4) e A'(0,4)

Explicação:

x2−4y2+16=0x2−4y2+16=0 ⇒ x216x216 - y24y24+ 1 = 0 ⇒ −x216−x216 + y24y24 = 1

A equação reduzida representa uma hipérbole de centro C(0,0) e eixo real sobre o eixo dos y. Logo:

a2=4a2=4 ⇒ a=±2a=±2

b2=16b2=16 ⇒ b=±4b=±4

Os vértices serão os pontos: A(0,-2) e A'(0,2).

2a Questão

O número de pontos de intersecção das duas parábolas y = x2 e y = 2x2 ¿ 1 é:

5
1
6
2
12

Explicação:

Para encontrar os pontos de intersecção entre duas figuras, é necessário igualar suas equações. Como as
equações das duas parábolas já estão em função de x, podemos fazer:
Substituindo esses valores nas funções, teremos:

Assim, os pontos tanto na primeira função quanto na segunda são:

Logo, são apenas dois pontos.

Letra C.

3a Questão
A idade de Paulo, em anos, é um número inteiro par que satisfaz à
desigualdade x2−32x+252x2−32x+252 < 0. O número que representa a idade de São Paulo pertence ao
conjunto:

{18,19,20}
{12,13,14}
Nenhuma das alternativas
{21,22,23}
{15,16,17}

Explicação:

x2−32x+252=(x−18)∗(x−14)x2−32x+252=(x−18)∗(x−14)

Assim, os zero da função são 18 e 14. Como a parábola tem concavidade voltada para cima, o intervalo que
obedece a inequação será:

14 < x < 18

4a Questão

Uma parábola passa pelos pontos A(0,5), B(2,-3) e C(3,-4). A soma das coordenadas do vértice é:

-1
0
-2
2
1

Explicação:

y= ax2+bx+cax2+bx+c

a(0) + b(0) + c = 5 ⇒ c = 5

a(2)^2 + b(2) + 5 = - 3 ⇒ 2a + b = - 4

a(3)^2 + b(3) + 5 = - 4 ⇒ 3a + b = - 3

Resolvendo o sistema: a = 1 e b = -6

Logo: y=x2−6x+5y=x2−6x+5

V(−b2a−b2a,−Δ4a−Δ4a)

−b2a−b2a = −(−6)2−(−6)2 = 3
−Δ4a−Δ4a = 4∗(1)∗(5)−(−6)244∗(1)∗(5)−(−6)24 = - 4

Logo: somatório das coordenadas do vértice será -1

5a Questão

A hipérbole x2−y2=1x2−y2=1 apresenta os focos F1 e F2, respectivamente, iguais a:

F1(−2–√−2,0) e F2(0,0)
F1(−2–√,2–√−2,2) e F2(1,1)
F1(-1,0) e F2(1,0)
F1(−2–√,0−2,0) e F2(2–√,02,0)
F1(0,0) e F2(2–√2,0)

Explicação:

Pela equação da hipérbole, o centro é C(0,0) e o eixo real está sobre o eixo dos x:

a2=1a2=1 e b2=1b2=1

c 2=a2+b2c 2=a2+b2 ⇒ c= ±2–√±2

Logo, os focos serão: F1(−2–√,0−2,0) e F2(2–√,02,0)

6a Questão

Uma elipse intercepta os eixos x e y, respectivamente, em: (±4,0±4,0) e (0,±20,±2). O centro encontra-se
na origem. A equação reduzida será:

x216x216+y216y216=1

x216x216+y24y24=1

x24x24+y24y24=1
x216x216-y24y24=1
x24x24+y216y216=1

Explicação:
O eixo maior encontra-se no eixo dos x. Logo:

x216x216+y24y24=1

7a Questão

Um goleiro chuta a bola cuja trajetória descreve a parábola y=−4x2+24xy=−4x2+24x, onde x e y são
medidas em metros. Nestas condições, a altura máxima, em metros, atingida pela bola é:

28
24
34
30
36

Explicação:

O vértice de uma parábola y=ax2+bx+cy=ax2+bx+c, onde a é diferente de zero, é dado por:

V = (−b2a−b2a,−Δ4a−Δ4a)

Logo, a ordenada y será: y = −5764∗(−4)−5764∗(−4)=36

Δ=b2−4acΔ=b2−4ac

8a Questão

A equação geral 3x2−y2−30x+2y+71=03x2−y2−30x+2y+71=0 representa uma hipérbole de centro em:

C(-5,-1)
C(0,0)
C(5,-1)
C(-5,1)
C(5,1)

Explicação:
3x2−y2−30x+2y+71=03x2−y2−30x+2y+71=0 ⇒ 3(x−5)2−75+(−1)∗(y−1)2+1+71=03(x−5)2−75+(−1)∗(y−
1)2+1+71=0

3(x−5)2−(y−1)2−3=03(x−5)2−(y−1)2−3=0 ⇒ (x−5)21(x−5)21 - (y−1)23(y−1)23 = 1

Assim: C(5,1)

1a Questão

Determine a equação reduzida de uma circunferência com centro O(-3,1) e de raio 3.

(x+3)2+(y−1)2=9(x+3)2+(y−1)2=9
(x+1)2+(y−3)2=8(x+1)2+(y−3)2=8
(x+1)2+(y−2)2=8(x+1)2+(y−2)2=8
(x+2)2+(y−2)2=8(x+2)2+(y−2)2=8
(x+2)2+(y−3)2=8(x+2)2+(y−3)2=8

Explicação:

(x+a)2 + (y-b)2 = r2

(x+3)2 + (y-1)2 = 32

(x+3)2 + (y-1)2 = 9 (equação na forma reduzida)

2a Questão

O número de pontos de intersecção das duas parábolas y = x2 e y = 2x2 ¿ 1 é:

2
6
5
1
12

Explicação:
Para encontrar os pontos de intersecção entre duas figuras, é necessário igualar suas equações. Como as
equações das duas parábolas já estão em função de x, podemos fazer:

Substituindo esses valores nas funções, teremos:

Assim, os pontos tanto na primeira função quanto na segunda são:

Logo, são apenas dois pontos.

Letra C.
3a Questão

Qual deve ser o valor de m para que os vetores u = (2,m,0), v = (1,-1,2) e w = (-1,3,-1) sejam coplanares?

- 10
- 11
- 13
-9
- 14

Explicação:

Para que os vetores sejam coplanares, deve-se ter (u,v,w) = 0, ou seja.

2 m 0

1 -1 2 = 0

-1 3 -1

Logo

2 - 2m - 12 + m = 0

e, portanto,

m = -10

4a Questão

Determine a equação da circunferência com o centro em M(−1,−4)M(−1,−4) e raio 2–√2.

(x+1)2+(y+4)2=1(x+1)2+(y+4)2=1
(x+4)2+(y+1)2=2(x+4)2+(y+1)2=2
(x+1)2+(y+4)2=2(x+1)2+(y+4)2=2
(x+1)2+(y+4)2=4(x+1)2+(y+4)2=4
(x+4)2+(y+1)2=1(x+4)2+(y+1)2=1

Explicação:

Usando a fórmula da equação reduzida temos:

(x−a)2+(y−b)2=r2(x−a)2+(y−b)2=r2
(x+1)2+(y+4)2=(2–√)2(x+1)2+(y+4)2=(2)2

(x+1)2+(y+4)2=2(x+1)2+(y+4)2=2

5a Questão

Determine a equação da circunferência com o centro em C(2,5) e raio 3.

(x−2)2+(y−5)2=9(x−2)2+(y−5)2=9
(x−5)2+(y−2)2=9(x−5)2+(y−2)2=9
(x−2)2+(y−5)2=6(x−2)2+(y−5)2=6
(x−5)2+(y−2)2=6(x−5)2+(y−2)2=6
(x−2)2+(y−5)2=4(x−2)2+(y−5)2=4

Explicação:

Usando a fórmula da equação reduzida temos:

(x−a)2+(y−b)2=r2(x−a)2+(y−b)2=r2

(x−2)2+(y−5)2=32(x−2)2+(y−5)2=32

(x−2)2+(y−5)2=9(x−2)2+(y−5)2=9

6a Questão

Determine a equação reduzida da circunferência com centro no ponto A(1,-2) e que passa pelo ponto P(2,3).

(x−2)2+(y+2)2=23(x−2)2+(y+2)2=23
(x−1)2+(y+2)2=26(x−1)2+(y+2)2=26
(x−1)2+(y+2)2=25(x−1)2+(y+2)2=25
(x−2)2+(y+1)2=24(x−2)2+(y+1)2=24
(x+2)2+(y−1)2=22(x+2)2+(y−1)2=22

Explicação:
Primeiro ache o raio pela fórmula:

r = d(P,A) = (x−a)2+(y+b)2−−−−−−−−−−−−−−−√(x−a)2+(y+b)2 / r2 = (x-a)2 + (y-b)2

r= (x−1)2+(y+2)2−−−−−−−−−−−−−−−√(x−1)2+(y+2)2

r= (2−1)2+(3+2)2−−−−−−−−−−−−−−−√=12+52−−−−−−√(2−1)2+(3+2)2=12+52

r= 1+25−−−−−√1+25

r= 26−−√26

Agora siga pela fórmula da equação:

(x-a)2 + (y-b)2 = r2

(x−1)2+(y+2)2=(26−−√)2(x−1)2+(y+2)2=(26)2

(x−1)2+(y+2)2=26(x−1)2+(y+2)2=26

7a Questão

A respeito das definições básicas de circunferência e de elipse, qual das alternativas a seguir está correta?

Uma circunferência é um conjunto de pontos cuja distância até o ponto central C é igual à
constante r, chamada de raio.
Uma circunferência é o conjunto de pontos cuja distância até o ponto central C é constante e igual
ao diâmetro.
Uma circunferência é o conjunto de pontos cuja soma das distâncias até os focos é igual a uma
constante 2a.
Uma elipse é o conjunto de pontos cuja distância até o ponto central C é igual à constante r,
chamada de raio.
Uma elipse é uma circunferência achatada.

Explicação:

A definição de circunferência é um conjunto de pontos cuja distância até o ponto central C é igual a uma
constante r, chamada de raio. A definição de elipse é: conjunto de pontos cuja soma das distâncias até os
focos é igual à constante 2a. Portanto, a alternativa correta é a letra E.

8a Questão
Determine a equação da circunferência com o centro em Q(0,−2)Q(0,−2) e raio 44.

x2+y2=16x2+y2=16
x2+(y+2)2=14x2+(y+2)2=14
(x+1)2+(y+2)2=15(x+1)2+(y+2)2=15
(x+2)2+y2=16(x+2)2+y2=16
x2+(y+2)2=16x2+(y+2)2=16

Explicação:

Usando a fórmula da equação reduzida temos:

(x−a)2+(y−b)2=r2(x−a)2+(y−b)2=r2

(x−0)2+(y+2)2=42(x−0)2+(y+2)2=42

x2+(y+2)2=16x2+(y+2)2=16

1a Questão

Determine a equação de uma das assíntotas à hipérbole x²/9 - y²/36 = 1.

y=2x
y=3x
y=3x-2
y=-3x
y=x

Explicação:

Temos:

x²/9 - y²/36 = 1 -> a²=9 -> a=3

b²=36 -> b=6

x y 1

Daí: 3 6 1 = 0 -> 6x-3y-18+18 --3y + 6x = 0 -> 12x - 6y = 0 -> 6y = 12x -


> y =2x

-3 -6 1
2a Questão

Qual a distância entre os focos da hipérbole: x² / 9 - y² / 4 = 1 ?

7V13
4V13
2V13
V13
5V13

Explicação:

Temos: x²/a² - y²/b² = 1 => x²/9 - y²/4 = 1 => a²=9 => a =3

b²=4 => b =2

Mas: c² = a² + b² => c² = 9 + 4 => c² = 13 => c=V13

Daí, a distância focal é: F1F2 = 2c = 2V13

3a Questão

Determine o centro e o raio da circunferência de equação x²+y²-4x+6y-3=0.

(-1,3) e 5
(2,-3) e 4
(3,-2) e 4
(3,-1) e 5
(3,4) e 6

Explicação:

x²+y²-4x+6y-3=0

-2a=-4 -> a=2


-2b=6 -> b=-3 => O(2,-3)

a²+b²-r²=c -> 2²+(-3)³-r²=-3 -> r=4

4a Questão

Determine os valores de p para que o ponto P(3,p) pertença a circunferência de equação x²+y²=18.

-1 e 9
+/-3
+/-9
+/-1
2 e -3

Explicação:

Temos:

3²+p²=18 -> p²=9 -> p=+/-3

Logo: P(3,3) ou P(3,-3)

5a Questão

Determine a equação e uma das assíntotas da hipérbole x²/9 - y²/36 = 1.

y=x
y=2x
y=3x
y=3x-2
y=-3x

Explicação:
Temos: x²/9 - y²/36 = 1 -> a²=9 -> a=3

b²=36->b=6

i j k

Daí: 3 6 1 =0 -> 6x - 3y -18 +18 -3y + 6x = 0 -> 12x - 6y =0 -> 6y = 12x -> y = 2x

-3 -6 1

6a Questão

Se A é uma matriz 3 x 4 e B uma matriz n x m, então:

existe AB se, e somente se, n = 4 e m = 3.


existe A + B se, e somente se, n = 4 e m = 3.
existem, iguais, AB e BA se, e somente se, A = B.
existem AB e BA se, e somente se, n = 4 e m = 3.
existem, iguais, A + B e B + A se, e somente se, A = B.

Explicação:

Propriedades de matrizes: Para que AB e BA possam existir, então:

(3 x 4) x (4 x 3) = 3 x 3

(4 x 3) x (3 x 4) = 4 x 4

7a Questão

Determine os valores de p para que o ponto P(3,p) pertença a circunferência de equação x² + y² = 18.

+/- 1
2 e -3
+/- 9
-1 e 9
+/- 3

Explicação:

Devemos ter: 3² + p² = 18 -> 9 + p² = 18 -> p² = 9 -> p = +/- 3

Logo: P(3,3) ou P(3,-3)

8a Questão

Qual a distância entre os focos da hipérbole x²/9 - y²/4 = 1 ?

5V13
2V13
V13
7V13
4V13

Explicação:

Temos que:

x²/a² - y²/b² = 1 -> x²/9 - y²/4 = 1 -> a²=9 -> a=3

b²=4 -> b=2

Mas: c² = a² + b² -> c² = 9 + 4 -> c² = 13 - c= V13

Daí: F1F2 = 2c = 2V13 que é a distância entre os focos da hipérbole (distância focal)

1a Questão

Determine o centro e o raio da circunferência de equação x² + y² - 4x + 6y - 3 = 0.

(3,4) e 6
(2,-3) e 4
(3,-2) e 4
(-1,3) e 5
(3,-1) e 5

Explicação:

Temos que:

-2a=-4 -> a=2

-2b=6 -> b=-3 => o centro é O(2,-3)

a²+b²-r² = -3 -> 2²+(-3)²-r²=-3 -> r=4

2a Questão

Determine o centro e o raio da circunferência de equação x²+y²-4x+6y-3=0.

(3,-2) e 4
(3,4) e 6
(2,-3) e 4
(3,-1) e 5
(-1,3) e 5

Explicação:

x²+y²-4x+6y-3=0

-2a=-4 -> a=2

-2b=6 -> b=-3 => O(2,-3)

a²+b²-r²=c -> 2²+(-3)³-r²=-3 -> r=4

3a Questão
Determine a equação da parábola de foco F(0,-5) e diretriz y = 5.

x2−y=−20x2−y=−20
x2=19yx2=19y
x2=−20yx2=−20y
x2=20yx2=20y
x2=−19yx2=−19y

Explicação:

F(0,5) está no eixo Y, Y = 5 é paralela ao eixo Ox e V(0,0). A distância de F a V é

c=02+(−5)2−−−−−−−−−√=5c=02+(−5)2=5

Usando diretamente a fórmula, temos:

x2=−4cy=−4.5y=−20yx2=−4cy=−4.5y=−20y

logo, a equação é x2=−20yx2=−20y

4a Questão

Determine a equação de uma das assíntotas à hipérbole x²/9 - y²/36 = 1.

y=2x
y=3x-2
y=3x
y=-3x
y=x

Explicação:

Temos:

x²/9 - y²/36 = 1 -> a²=9 -> a=3

b²=36 -> b=6

x y 1

Daí: 3 6 1 = 0 -> 6x-3y-18+18 --3y + 6x = 0 -> 12x - 6y = 0 -> 6y = 12x -


> y =2x

-3 -6 1
5a Questão

Determine a equação da hipérbole de focos F1(5,0) e F2(-5,0) e de vértices A1(3,0) e A2(-3,0).

16x2−9y2=14416x2−9y2=144
9x2−y2=1449x2−y2=144
9x2+y2=1449x2+y2=144
9x2−16y2=1449x2−16y2=144
16x2−y2=14416x2−y2=144

Explicação:

Pelos dados do problema, temos:

c=5

a=3

c2 = a2 + b2 ⇒ 25 = 9 + b2 ⇒ b2 = 16

Como os focos estão sobre o eixo Ox, teremos:

x2a2−y2b2=1x2a2−y2b2=1 ⇒ x29−y216=1x29−y216=1 ⇒ 16x2−9y2=14416x2−9y2=144

6a Questão

Determine os focos e as extremidades do eixo maior da elipse de equação 4x2+25y2=1004x2+25y2=100

Os focos são os pontos F1(21−−√21,0) e F2(−21−−−−√−21,0) e as extremidades do eixo maior são


A1(5,0) e A2(-5,0).
Os focos são os pontos F1(−21−−−−√−21,0) e F2(21−−√21,0) e as extremidades do eixo maior são
A1(0,5) e A2(5,0).
Os focos são os pontos F1(−21−−−−√−21,0) e F2(21−−√21,0) e as extremidades do eixo maior são
A1(5,0) e A2(5,0).
Os focos são os pontos F1(0,21−−√21) e F2(0,−21−−−−√−21) e as extremidades do eixo maior são
A1(0,5) e A2(5,0).
Os focos são os pontos F1(−21−−−−√−21,0) e F2(21−−√21,0) e as extremidades do eixo maior são
A1(5,0) e A2(-5,0).
Explicação:

4x2+25y2=1004x2+25y2=100 ⇒ 4x2100+25y2100=1001004x2100+25y2100=1
00100 ⇒ x225+y24=1x225+y24=1

Como 25 > 4, o eixo maior está no eixo Ox. Então:

a2 = 25 ⇒ a = 5

b2 = 4 ⇒ b = 2

a2 = b2 + c2 ⇒ 25 = 4 + c2 ⇒ c2 = 21 ⇒ c=21−−√c=21

Logo, os focos são os pontos F1(21−−√21,0) e F2(−21−−−−√−21,0) e as extremidades do eixo maior são
A1(5,0) e A2(-5,0).

7a Questão

Uma elipse tem os focos em F1(0,3) e F2(0,-3). Se o comprimento do eixo menor da elipse é 2, determine a
equação dessa elipse.

x2+y2=10x2+y2=10
10x2=1010x2=10
10x2+y2=1010x2+y2=10
10x2+y2=110x2+y2=1
x2+y2=1x2+y2=1

Explicação:

Pelos dados do problema, temos que V(0,0), c = 3, 2b = 2 ⇒ b = 1.

a2=b2+c2a2=b2+c2 ⇒ a2=1+9=10a2=1+9=10

Como os focos estão localizados no eixo y e o vértice é V(0,0), temos:

x2b2+y2a2=1x2b2+y2a2=1 ⇒ x21+y210=1x21+y210=1

10x2+y2=1010x2+y2=10
8a Questão

Uma hipérbole tem equação 9x2 - 16y2 = 144. As coordenadas dos focos, as coordenadas dos vértices e a
excentricidade dessa hiprébole são, respectivamente:

F1(-5,0) e F2(-5,0), A1(-4,0) e A2(-4,0) e a excentricidadee=54e=54


F1(5,0) e F2(-5,0), A1(4,0) e A2(-4,0) e a excentricidade e=54e=54
F1(-5,0) e F2(5,0), A1(-4,0) e A2(4,0) e a excentricidade e=54e=54
F1(0,-5) e F2(0,5), A1(0,-4) e A2(0,4) e a excentricidade e=54e=54
F1(5,0) e F2(5,0), A1(4,0) e A2(4,0) e a excentricidade e=54e=54

Explicação:

9x2−16y2=1449x2−16y2=144 ⇒ 9x2144−16y2144=1441449x2144−16y2144=144144 ⇒ x2
16−y29=1x216−y29=1

A equação indica que os focos estão sobre o eixo Ox com centro (0,0), daí:

a2=16a2=16 ⇒ a=4a=4

b2=9b2=9 ⇒ b=3b=3

c2=a2+b2=16+9=25c2=a2+b2=16+9=25 ⇒ c=5c=5

e=ca=54e=ca=54

Logo, F1(5,0) e F2(-5,0), A1(4,0) e A2(-4,0) e a excentricidade e=54e=54

1a Questão

A matriz A = ⎡ ⎣ ⎢ −1040−150−1−1⎤ ⎦ ⎥ [−1000−1−145−1] e a matriz B = ⎡ ⎣ ⎢ 108112⎤ ⎦ ⎥ [110182]


foram multiplicadas. A matriz resultante dessa multiplicação será:

[−8−4−37][−8−3−47]
⎡ ⎣ ⎢ 184−1−37⎤ ⎦ ⎥ [1−18−347]
⎡ ⎣ ⎢ −1−8−4⎤ ⎦ ⎥ [−1−8−4]
⎡ ⎣ ⎢ −1−8−4−1−37⎤ ⎦ ⎥ [−1−1−8−3−47]
⎡ ⎣ ⎢ 0−84−13−7⎤ ⎦ ⎥ [0−1−834−7]

Explicação:

A matriz resultante será do tipo 3 x 2

\[−1−8−4−1−37\]\[−1−1−8−3−47\]
2a Questão

Seja a matriz A = ⎡ ⎣ ⎢ 11−1030068⎤ ⎦ ⎥ [100136−108]

A matriz B tal que B = A2 é corretamente expressa por:

⎡ ⎣ ⎢ 12909006664⎤ ⎦ ⎥ [10029669064]
⎡ ⎣ ⎢ 1−2−919016664⎤ ⎦ ⎥ [111−2966−9064]
⎡ ⎣ ⎢ −1−2−9050066−64⎤ ⎦ ⎥ [−100−2566−90−64]
⎡ ⎣ ⎢ 1−2−909006664⎤ ⎦ ⎥ [100−2966−9064]
⎡ ⎣ ⎢ −22−91−32−126−4⎤ ⎦ ⎥ [−21−12−326−92−4]

Explicação:

A matriz B será o produto de A x A, o que dará uma matriz 3 x 3

B= \[1−2−909006664\]\[100−2966−9064\]

3a Questão

Determine x, y e z para que se tenha:

(x+y42x−y)=(7z²z1)(x+y24x−y)=(7zz²1)

x = 3, y = 2 e z = 1
x = 4, y = 3 e z = 1
x = 5, y = 3 e z = 2
x = 5, y = 4 e z = 3
x = 4, y = 3 e z = 2

Explicação:

Podemos igualar as incógnitas aos seus correspondentes:

z² = 4
z=2

x-y=1 x+y=7

Quais números em que a subtração entre eles seja 1 e a soma 7?

3e4

logo,

x=4 e y=3

4a Questão

Represente a matriz A = (aij)3x2 definida por : aij = 0 se i igual a j

(-1)i+j se i diferente de j

0 -1

A= 1 0

-1 -1
0 1

A= 3 -4

-2 -1
2 -1

A= -3 1

1 -1
0 -1

A= -1 0

1 -1
0 1

A= 3 -2

1 -1

Explicação:

Temos que a matriz A é do tipo:


a11 a12

A = a21 a22

a31 a32

Daí: a11 = 0 a21 = (-1)2+1=(-1)3=-1 a31 = (-1)3+1=(-1)3 = -1

a12 = (-1)1+2 = (-1)3 = -1 a22 = 0 a32 = (-1)


3+2 5
= (-1) = -1

Então a matriz será:

0 -1

A = -1 0

1 -1

5a Questão

Um conjunto de dados aleatórios foi organizado conforme a Tabela abaixo:

1 2 3
4 5 6
7 8 9

Se você imaginar tal Tabela como uma matriz 3 x 3, então, o determinante de tal matriz será:

18
30
-9
0
- 12

Explicação:

Aplicando a técnica de redução de ordem da matriz ficamos com

-3 -6
-6 -12

Como a segunda coluna é a primeira multiplicada por 2, então, det = Zero


6a Questão

1 -4 -2

Dadas as matrizes A = -5 , B = 0 e C= 8 , determine a soma dos elementos


da matriz X tal que:

2 3 -6

A - 2B +3C - X = 0.

12
16
13
11
15

Explicação:

Temos que:

1 -8 -6 4

X = A - 2B +3C -> X = -5 - 0 + 24 -> X = 19

2 -6 -18 -10

Daí, a soma dos elementos da matriz é: 4 + 19 - 10 = 13

7a Questão

Uma tabela de valores foi organizada conforme abaixo:

1 -1 3
0 2 -5
3 7 9
Se você pensar nessa Tabela como uma matriz 3 x 3, qual o valor do elemento aij para i = 1 e j = 3 ?

9
3
1
2
0

Explicação:

aij = 3, pois i = 1 (primeira linha) e j = 3 (terceira coluna)

8a Questão

Dadas as
matrizes A=⎛⎝⎜1−52⎞⎠⎟A=(1−52), B=⎛⎝⎜−403⎞⎠⎟B=(−403) e C=⎛⎝⎜−28−6⎞⎠⎟C
=(−28−6) , determine a soma dos elementos da matriz X tal que A - 2B + 3C - X =
0.

-6
-2
0
1
5

Explicação:

A - 2B + 3C - X = 0

X =⎛⎝⎜1−52⎞⎠⎟(1−52)- ⎛⎝⎜−806⎞⎠⎟(−806) + ⎛⎝⎜−624−18⎞⎠⎟(−624−18)

X= ⎛⎝⎜319−22⎞⎠⎟(319−22)

Daí, a soma dos elementos da matriz é:

3 + 19 - 22 = 0
1a Questão

A matriz A = ⎡ ⎣ ⎢ −1040−150−1−1⎤ ⎦ ⎥ [−1000−1−145−1] e a matriz B = ⎡ ⎣ ⎢ 108112⎤ ⎦ ⎥ [110182]


foram multiplicadas. A matriz resultante dessa multiplicação será:

[−8−4−37][−8−3−47]
⎡ ⎣ ⎢ 184−1−37⎤ ⎦ ⎥ [1−18−347]
⎡ ⎣ ⎢ −1−8−4⎤ ⎦ ⎥ [−1−8−4]
⎡ ⎣ ⎢ 0−84−13−7⎤ ⎦ ⎥ [0−1−834−7]
⎡ ⎣ ⎢ −1−8−4−1−37⎤ ⎦ ⎥ [−1−1−8−3−47]

Explicação:

A matriz resultante será do tipo 3 x 2

\[−1−8−4−1−37\]\[−1−1−8−3−47\]

2a Questão

Seja a matriz A = ⎡ ⎣ ⎢ 11−1030068⎤ ⎦ ⎥ [100136−108]

A matriz B tal que B = A2 é corretamente expressa por:

⎡ ⎣ ⎢ 12909006664⎤ ⎦ ⎥ [10029669064]
⎡ ⎣ ⎢ 1−2−909006664⎤ ⎦ ⎥ [100−2966−9064]
⎡ ⎣ ⎢ 1−2−919016664⎤ ⎦ ⎥ [111−2966−9064]
⎡ ⎣ ⎢ −22−91−32−126−4⎤ ⎦ ⎥ [−21−12−326−92−4]
⎡ ⎣ ⎢ −1−2−9050066−64⎤ ⎦ ⎥ [−100−2566−90−64]

Explicação:

A matriz B será o produto de A x A, o que dará uma matriz 3 x 3

B= \[1−2−909006664\]\[100−2966−9064\]
3a Questão

Determine x, y e z para que se tenha:

(x+y42x−y)=(7z²z1)(x+y24x−y)=(7zz²1)

x = 5, y = 4 e z = 3
x = 4, y = 3 e z = 2
x = 4, y = 3 e z = 1
x = 5, y = 3 e z = 2
x = 3, y = 2 e z = 1

Explicação:

Podemos igualar as incógnitas aos seus correspondentes:

z² = 4

z=2

x-y=1 x+y=7

Quais números em que a subtração entre eles seja 1 e a soma 7?

3e4

logo,

x=4 e y=3

4a Questão

Represente a matriz A = (aij)3x2 definida por : aij = 0 se i igual a j

(-1)i+j se i diferente de j

0 -1

A= 1 0

-1 -1
0 1

A= 3 -4
-2 -1
0 1

A= 3 -2

1 -1
0 -1

A= -1 0

1 -1
2 -1

A= -3 1

1 -1

Explicação:

Temos que a matriz A é do tipo:

a11 a12

A = a21 a22

a31 a32

Daí: a11 = 0 a21 = (-1)2+1=(-1)3=-1 a31 = (-1)3+1=(-1)3 = -1

a12 = (-1)1+2 = (-1)3 = -1 a22 = 0 a32 = (-1)


3+2 5
= (-1) = -1

Então a matriz será:

0 -1

A = -1 0

1 -1

5a Questão

Um conjunto de dados aleatórios foi organizado conforme a Tabela abaixo:

1 2 3
4 5 6
7 8 9
Se você imaginar tal Tabela como uma matriz 3 x 3, então, o determinante de tal matriz será:

18
0
-9
30
- 12

Explicação:

Aplicando a técnica de redução de ordem da matriz ficamos com

-3 -6
-6 -12

Como a segunda coluna é a primeira multiplicada por 2, então, det = Zero

6a Questão

1 -4 -2

Dadas as matrizes A = -5 , B = 0 e C= 8 , determine a soma dos elementos


da matriz X tal que:

2 3 -6

A - 2B +3C - X = 0.

13
15
11
12
16

Explicação:

Temos que:

1 -8 -6 4

X = A - 2B +3C -> X = -5 - 0 + 24 -> X = 19


2 -6 -18 -10

Daí, a soma dos elementos da matriz é: 4 + 19 - 10 = 13

7a Questão

Uma tabela de valores foi organizada conforme abaixo:

1 -1 3
0 2 -5
3 7 9

Se você pensar nessa Tabela como uma matriz 3 x 3, qual o valor do elemento aij para i = 1 e j = 3 ?

9
1
3
2
0

Explicação:

aij = 3, pois i = 1 (primeira linha) e j = 3 (terceira coluna)

8a Questão

Dadas as
matrizes A=⎛⎝⎜1−52⎞⎠⎟A=(1−52), B=⎛⎝⎜−403⎞⎠⎟B=(−403) e C=⎛⎝⎜−28−6⎞⎠⎟C
=(−28−6) , determine a soma dos elementos da matriz X tal que A - 2B + 3C - X =
0.
-6
0
1
-2
5

Explicação:

A - 2B + 3C - X = 0

X =⎛⎝⎜1−52⎞⎠⎟(1−52)- ⎛⎝⎜−806⎞⎠⎟(−806) + ⎛⎝⎜−624−18⎞⎠⎟(−624−18)

X= ⎛⎝⎜319−22⎞⎠⎟(319−22)

Daí, a soma dos elementos da matriz é:

3 + 19 - 22 = 0

1a Questão

São dadas as matrizes A = (aij) e B = (bij), quadradas de ordem 2, com aij =


3i + 4j e bij = ¿ 4i ¿ 3j. Considerando C = A + B, calcule a matriz C.

C=(0110)C=(0110)
C=(0−110)C=(01−10)
C=(0−1−10)C=(0−1−10)
C=(−100−1)C=(−100−1)
C=(100−1)C=(100−1)

Explicação:
2a Questão

Dadas as matrizes , e ,
determine a matriz D resultante da operação A + B ¿ C.

D=⎛⎝⎜−8−25−945−4165⎞⎠⎟D=(−8−9−4−2416555)
D=⎛⎝⎜1645−9105−8210⎞⎠⎟D=(16−9−841025510)
D=⎛⎝⎜−8210−94516105⎞⎠⎟D=(−8−91624101055)
D=⎛⎝⎜5−6−8−9855102⎞⎠⎟D=(5−95−6810−852)
D=⎛⎝⎜−82−8−5−951516⎞⎠⎟D=(−8−512−95−8516)

Explicação:
3a Questão

Seja A = (aij)3x3, com aij = i + j, e B = (bij)3x3, com bij = j - i, determine C3,3, da matriz C, tal que C =
A.B.

8
11
18
15
13

Explicação:

Matriz A: (aij) 3x3, regra de formação: aij = i+j


Matriz B: (bij) 3x3, regra de formação: bij = j-i

A: | 2 3 4 | B: | 0 1 2 |
|3 4 5| | -1 0 1 |
|4 5 6| | -2 -1 0 |

Matriz C é o produto entre a A e a B. Logo

c31= (4x0)+(5x-1)+(6x-2) = 0 -5 -12 = -17


c32= (4x1)+(5x0)+ (6x-1) = 4+0 -6 = -2
c33= (4x2)+(5x1)+(6x0) = 8 + 5 + 0 = 13

LOGO O VALOR É 13

4a Questão

Considere a matriz quadrada M = (mij) de 2ª ordem definida por mij = sen (π/2i-j) se i igual a j

cos (π/i+j) se i diferente


de j.

O valor do determinante da matriz M é igual a:

-1/4
-1/3
-1
0
-1/2

Explicação:

Temos que: M = m11 m12 = sen (π/2.1-1) cos


(π/1+2) = sen π cos π/3 = 0 1/2

m21 m22 cos (π/2+1) sen (π/2.2-


2) cos π/3 sen π/2 1/2 1

Daí o determinante da matriz será: det M = 0 1/2 = -1/4

1/2 1

5a Questão

2 0 1

Se p = 2 1 e q = -3 1 2 então pq - p² é um número.

3 -2 4 1 4

ímpar
primo
divisor de 144
múltiplo de 7
0

Explicação:

Temos: p = 2 1 = -4 -3 = -7 2 0 1

3 -2 e q = -3 1 2 = 8 - 3 - 4 - 4 = -3

4 1 4

Logo: pq - p² = (-7).(-3) - (-3)² = 21 - 9 = 12


6a Questão

O elemento c22 da matriz C = AB, onde A = eB=


:

22
2
11
6
0

Explicação:

Não é necessário realizar toda a multiplicação entre as matrizes A e B. O


elemento C22 é formado pela soma dos produtos dos elementos da 2ª linha
da matriz A com os elementos da 2ª coluna da matriz B, isto é:

C22 = A21 . B12 + A22 . B22 + A23 . B32 + A24 . B42


C22 = 5.1+6.1+7.0+8.0
C22 = 5+6
C22 = 11

Letra D

7a Questão

A matriz A = ⎡ ⎣ ⎢ 100k−32−352⎤ ⎦⎥ [1k−30−35022] somente irá apresentar a matriz inversa A-1 se, e
somente se, a variável k for:

Para qualquer valor de k, k pertence ao conjunto de números reais R, A será invertível.


k=0
k<0
k>0
k=1

Explicação:

Aplicando a regra de Sarrus para calcular o determinante da matriz A, 3 x 3, você encontrará o determinante
de A igual a -16. Logo, det A independe do parâmetro k e será sempre diferente de zero.
8a Questão

Os valores de x tal que det A = 0 são:

Dado: A = \[123x2xx+1x11\]\[1xx22x13x+11\]

x = 0 ou x = 1/2
x = - 1/2 ou x = 1/2
x = - 1/2 ou x = 2
x = 0 ou x = 1
x = 1/2 ou x = -1

Explicação:

Utilizando a regra de Sarrus para a matriz 3 x 3, det A será:

x2−x+x2−x+1414 = 0 ⇒ x1 = −12−12 ou x2 = 1212

1a Questão

Considere a matriz quadrada M = (mij) de 2ª ordem definida por mij = sen (π/2i-j) se i igual a j

cos (π/i+j) se i diferente


de j.

O valor do determinante da matriz M é igual a:

-1/4
-1
-1/3
-1/2
0

Explicação:

Temos que: M = m11 m12 = sen (π/2.1-1) cos


(π/1+2) = sen π cos π/3 = 0 1/2
m21 m22 cos (π/2+1) sen (π/2.2-
2) cos π/3 sen π/2 1/2 1

Daí o determinante da matriz será: det M = 0 1/2 = -1/4

1/2 1

2a Questão

O elemento c22 da matriz C = AB, onde A = eB=


:

11
2
22
0
6

Explicação:

Não é necessário realizar toda a multiplicação entre as matrizes A e B. O


elemento C22 é formado pela soma dos produtos dos elementos da 2ª linha
da matriz A com os elementos da 2ª coluna da matriz B, isto é:

C22 = A21 . B12 + A22 . B22 + A23 . B32 + A24 . B42


C22 = 5.1+6.1+7.0+8.0
C22 = 5+6
C22 = 11

Letra D

3a Questão
2 0 1

Se p = 2 1 e q = -3 1 2 então pq - p² é um número.

3 -2 4 1 4

0
múltiplo de 7
divisor de 144
primo
ímpar

Explicação:

Temos: p = 2 1 = -4 -3 = -7 2 0 1

3 -2 e q = -3 1 2 = 8 - 3 - 4 - 4 = -3

4 1 4

Logo: pq - p² = (-7).(-3) - (-3)² = 21 - 9 = 12

4a Questão

Determine a soma dos elementos da inversa da matriz A = 4 1.

3 0

1
-1/2
0
-1
2

Explicação:

Temos que:

A-1 = adj(A) / !A! = 0 -1 = 0 1/3

-3 4 / -3 1 -4/3

Logo: 0 + 1/3 + 1 - 4/3 = 0


5a Questão

Qual a matriz A = (aij)4x4, em que aij = 3i - 2j?

A=⎛⎝⎜⎜⎜−17−18840−705−2420−31⎞⎠⎟⎟⎟A=(−18027450−10−2−38−741)
A=⎛⎝⎜⎜⎜94−18−7015105728470⎞⎠⎟⎟⎟A=(9−71084054−11778520)
A=⎛⎝⎜⎜⎜14710−1258−3036−5−214⎞⎠⎟⎟⎟A=(1−1−3−5420−2753110864)
A=⎛⎝⎜⎜⎜5−214−3036−125814710⎞⎠⎟⎟⎟A=(5−3−11−2024135746810)
A=⎛⎝⎜⎜⎜−1−4−138502075−261−610⎞⎠⎟⎟⎟A=(−1806−4571−105−632−210)

Explicação:

aij = 3i - 2j, logo:

A=⎛⎝⎜⎜⎜⎜a1,1a2,1a3,1a4,1a1,2a2,2a3,2a4,2a1,3a2,3a3,3a4,3a1,4a2,4a3,4a4,4⎞⎠⎟⎟⎟⎟A=(a1,1a1,2a1,3a1,4a2,1a2,2a2
,3a2,4a3,1a3,2a3,3a3,4a4,1a4,2a4,3a4,4)

A=⎛⎝⎜⎜⎜3.1−2.13.2−2.13.3−2.13.4−2.13.1−2.23.2−2.23.3−2.23.4−2.23.1−2.33.2−2.33.3−2.33.4−2.33.1
−2.43.2−2.43.3−2.43.4−2.4⎞⎠⎟⎟⎟A=(3.1−2.13.1−2.23.1−2.33.1−2.43.2−2.13.2−2.23.2−2.33.2−2.43.3−
2.13.3−2.23.3−2.33.3−2.43.4−2.13.4−2.23.4−2.33.4−2.4)

A=⎛⎝⎜⎜⎜14710−1258−3036−5−214⎞⎠⎟⎟⎟A=(1−1−3−5420−2753110864)

6a Questão

A matriz X tal que ⎡ ⎣ ⎢ 122013001⎤ ⎦ ⎥ [100210231] . X = ⎡ ⎣ ⎢ 572⎤ ⎦ ⎥ [572] é corretamente


representada por:

⎡ ⎣ ⎢ −5−3−1⎤ ⎦ ⎥ [−5−3−1]
[5−31][5−31]
⎡ ⎣ ⎢ 001⎤ ⎦ ⎥ [001]
⎡ ⎣ ⎢ 5−31⎤ ⎦ ⎥ [5−31]
[0−3−1][0−3−1]

Explicação:
A matriz X terá um tamanho (3 x 3) . X = (3 x 1) ⇒ X será 3 x 1

Se A for invertível, X = A-1.B

X= \[1−2401−3001\]\[100−2104−31\]. \[572\]\[572\] = \[5−31\]\[5−31\]

7a Questão

A matriz A = ⎡ ⎣ ⎢ 100k−32−352⎤ ⎦⎥ [1k−30−35022] somente irá apresentar a matriz inversa A-1 se, e
somente se, a variável k for:

k=1
k>0
Para qualquer valor de k, k pertence ao conjunto de números reais R, A será invertível.
k=0
k<0

Explicação:

Aplicando a regra de Sarrus para calcular o determinante da matriz A, 3 x 3, você encontrará o determinante
de A igual a -16. Logo, det A independe do parâmetro k e será sempre diferente de zero.

8a Questão

Os valores de x tal que det A = 0 são:

Dado: A = \[123x2xx+1x11\]\[1xx22x13x+11\]

x = 1/2 ou x = -1
x = - 1/2 ou x = 1/2
x = 0 ou x = 1
x = 0 ou x = 1/2
x = - 1/2 ou x = 2

Explicação:
Utilizando a regra de Sarrus para a matriz 3 x 3, det A será:

x2−x+x2−x+1414 = 0 ⇒ x1 = −12−12 ou x2 = 1212

1a Questão

Determine o cofator do elemento b22 na matriz B:

B=⎛⎝⎜⎜⎜3140194123337505⎞⎠⎟⎟⎟B=(3127193544300135)

83
89
91
87
85

Explicação:

Eliminando a 2ª linha e a 2ª coluna de B, obtemos:

B22 = (-1)2+2 . ⎛⎝⎜340233705⎞⎠⎟(327430035) (nesta etapa calcule o determinante normalmente e


depois multiplique para achar o cofator)

B22 = 1 . 89

B22 = 89

2a Questão

Calcule o valor do determinante:

3 2 1

1 2 5

1 -1 0

24
23
26
22
25

Explicação:

Nesta questão deve ser aplicado o calculo de determinante em matriz de ordem 3, copiando as duas
primeiras colunas ao lado da terceira.

Formando uma matriz A3x5, e seguir o calculo do determinante que ficará da seguinte forma:

D = (3 . 2 . 0) + (2 . 5 . 1) - (1 . 1 . -1) - (1 . 2 . 1) + (-1 . 5 . 3) + (0 . 1 . 2)

D = 0 +10 -1 -2 +15 - 0

D = 25 - 3

D = 22

3a Questão

Uma bolsa contém 20 moedas, distribuídas entre as de 0,05, 0,10 e 0,25 centavos, totalizando R$ 3,25.
Sabendo que a quantidade de moedas de 0,05 centavos é a mesma das moedas de 0,10 centavos, quantas
moedas de 0,25 centavos há nessa bolsa?

9
12
6
10
8

Explicação:

Organizando os dados como um sistema de equações:

x + y + z = 20 2x + z = 20

0,05 . x + 0,10 . y + 0,25 . z = 3,25 ⇒ 15x + 25z = 325

x=y

Resolvendo o problema: x = y = 5 ⇒ z = 10
4a Questão

Qual o cofator do elemento a13 na matriz abaixo?

A=⎛⎝⎜247136528⎞⎠⎟A=(215432768)

3
2
4
6
5

Explicação:

Como i = 1 e j = 3, eliminamos a 1ª linha e a 3ª coluna da matriz A, e assim temos:

A13 = (-1)1+3 . (4736)(4376)

A13 = 1 . (24 - 21) = 3

Fórmula do cofator:

Aij = (-1)i-j . Dij

5a Questão

Determine o valor do determinante da matriz a seguir:

⎛⎝⎜a0000000c⎞⎠⎟(a0000000c)

2bc
bc
ab
ac
abc

Explicação:
Nesta questão deve ser aplicado o calculo de determinante em matriz de ordem 3, copiando as duas
primeiras colunas ao lado da terceira.

Formando uma matriz A3x5, e seguir o calculo do determinante que ficará da seguinte forma:

D = (a . b . c) + (0 . 0 . 0) + (0 . 0 . 0) - (0 . b . 0) - (0 . 0 . a) - (c . 0 . 0)

D = abc

6a Questão

Sendo (a,b,c) a solução do


sistema ⎧⎩⎨x−2y+4z=92x+y−10z=−133x+3y−z=10{x−2y+4z=92x+y−10z=−133x+3y−
z=10,então a + 2b - c, vale:

2
-4
4
3
6

Explicação:

Temos:

D=∣∣∣∣123−2134−10−1∣∣∣∣=−1+60+24−12−4+30=97D=|1−2421−1033−1|=−1+60+24−
12−4+30=97

Da=∣∣∣∣9−1310−2134−10−1∣∣∣∣=−9+200−156−40+26+270=291Da=|9−24−131−10103
−1|=−9+200−156−40+26+270=291

Db=∣∣∣∣1239−13104−10−1∣∣∣∣=13−270+80+156+18+100=97Db=|1942−13−10310−1|=
13−270+80+156+18+100=97

Dc=∣∣∣∣123−2139−1310∣∣∣∣=10+78+54−27+40+39=194Dc=|1−2921−133310|=10+78+
54−27+40+39=194

Daí:

a = Da/D = 291/97 = 3

b = Db/D = 97/97 = 1
c = Dc/D = 194/97 = 2

Então: a + 2b - c = 3 + 2.1 - 2 = 3

7a Questão

Qual o valor do determinante?

a -1 1

a -1 -a

a² 1 a


a - a³
a³ - a²

a² - a

Explicação:

Nesta questão deve ser aplicado o calculo de determinante em matriz de ordem 3, copiando as duas
primeiras colunas ao lado da terceira.

Formando uma matriz A3x5, e seguir o calculo do determinante que ficará da seguinte forma:

D = a² + a² - a² - a² - a³ + a

D = 2a² - 2a² - a³ + a

D = a - a³

8a Questão

Calcule o determinante:
1/2 1/3

3 4

5
2
1
4
3

Explicação:

Para achar os o valor do determinante, em uma matriz quadrada, temos de multiplicar a11 por a22, e o
mesmo em a12 por a21, e fazer a diferença do produto dos dois, como segue abaixo:

D = 1/2 . 4 - 1/3 . 3 = 0,5 . 4 - 0,3333 . 3

D=2-1=1

1a Questão

Calcule o valor de x, a fim de que o determinante da matriz A seja nulo.

11
13
18
10
15

Explicação:

Aplicando a regra de Sarrus, temos que o determinante será da seguinte forma.


2a Questão

a-2b+3c=18

Os valores de a , b e c , soluções do sistema 3a+2b-c=15 , formam, nessa ordem, uma PA de


razão 2. Determine o valor de M.

5a+4b+7c=M

95
97
116
108
215

Explicação:

Temos: (a,b,c) -> PA de razão 2 -> b=a+2 -> a=b-2

c=b+2

a-2b+3c=18 -> b-2-2b+3(b+2)=18 -> 2b=14 -> b=7

Então: a=5 e c=9

DAí: M=5a+4b+7c -> M=5.5 + 4.7 + 7.9 -> M=25+28+63 -> M=116

3a Questão

Um sistema linear tem a seguinte matriz de coeficientes ⎡ ⎣ ⎢ 3214k−2542⎤ ⎦ ⎥ [3452k41−22]. Uma condição
necessária e suficiente sobre k para que o sistema tenha uma única solução é:

k diferente de 4
k diferente de - 4
k diferente de 12111211
k diferente de −1211−1211
k diferente de zero

Explicação:

\[3214k−2542\]\[3452k41−22\]

O determinante da matriz acima, aplicando a regra de Sarrus, é: k + 4

Para que o sistema admita uma única solução, k + 4 deve ser diferente de zero. Logo: k é diferente de - 4.

4a Questão

Calcule o determinante:

1 -1 2

5 7 -4

1 0 1

2
5
3
4
1

Explicação:

Nesta questão deve ser aplicado o determinante em matriz de ordem 3, copiando as duas primeiras colunas
ao lado da terceira.

Formando uma matriz A3x5, e seguir o calculo do determinante que ficará da seguinte forma:

D = (1 . 7 . 1) + (-1 . -4 . 1) + (2 . 5 . 0) - (1 . 7 . 2) - (0 . -4 . 1) + (1 . 5 . -1)

D = 7 +4 +0 -14 -0 +5

D = 16 - 14

D=2
5a Questão

Resolva, em R, a desigualdade:

⎛⎝⎜4x0−113202⎞⎠⎟(4−12x10032) > ⎛⎝⎜1001x0012⎞⎠⎟(1100x1002)

x<1/2x<1/2
x>3/2x>3/2
x>−4/3x>−4/3
x<−3/2x<−3/2
x>−1/2x>−1/2

Explicação:

Calculando o determinante de cada matriz, obteremos, respectivamente:

0 + 0 + 2x + 8 + 0 + 6x > 0 + 0 + 0 + 2x + 0 + 0

2x + 8 + 6x > 2x

2x + 6x - 2x > - 8

6x > -8

x> −8/6−8/6 (simplifique a fração)

x> −4/3−4/3

6a Questão

Calcule o determinante:

1/2 1/3

3 4

1
5
3
4
2

Explicação:
Para achar os o valor do determinante, em uma matriz quadrada, temos de multiplicar a11 por a22, e o
mesmo em a12 por a21, e fazer a diferença do produto dos dois, como segue abaixo:

D = 1/2 . 4 - 1/3 . 3 = 0,5 . 4 - 0,3333 . 3

D=2-1=1

7a Questão

Sendo (a,b,c) a solução do


sistema ⎧⎩⎨x−2y+4z=92x+y−10z=−133x+3y−z=10{x−2y+4z=92x+y−10z=−133x+3y−
z=10,então a + 2b - c, vale:

3
-4
2
4
6

Explicação:

Temos:

D=∣∣∣∣123−2134−10−1∣∣∣∣=−1+60+24−12−4+30=97D=|1−2421−1033−1|=−1+60+24−
12−4+30=97

Da=∣∣∣∣9−1310−2134−10−1∣∣∣∣=−9+200−156−40+26+270=291Da=|9−24−131−10103
−1|=−9+200−156−40+26+270=291

Db=∣∣∣∣1239−13104−10−1∣∣∣∣=13−270+80+156+18+100=97Db=|1942−13−10310−1|=
13−270+80+156+18+100=97

Dc=∣∣∣∣123−2139−1310∣∣∣∣=10+78+54−27+40+39=194Dc=|1−2921−133310|=10+78+
54−27+40+39=194

Daí:

a = Da/D = 291/97 = 3

b = Db/D = 97/97 = 1

c = Dc/D = 194/97 = 2
Então: a + 2b - c = 3 + 2.1 - 2 = 3

8a Questão

Qual o valor do determinante?

a -1 1

a -1 -a

a² 1 a


a² - a
a - a³

a³ - a²

Explicação:

Nesta questão deve ser aplicado o calculo de determinante em matriz de ordem 3, copiando as duas
primeiras colunas ao lado da terceira.

Formando uma matriz A3x5, e seguir o calculo do determinante que ficará da seguinte forma:

D = a² + a² - a² - a² - a³ + a

D = 2a² - 2a² - a³ + a

D = a - a³

1a Questão

Carlos e sua irmã Andreia foram com seu cachorro Bidu à farmácia de seu avô. Lá encontraram uma velha
balança com defeito, que só indicava corretamente pesos superiores a 60 kg. Assim, eles se pesaram dois a
dois e obtiveram as seguintes marcas: Carlos e o cão pesam juntos 87 kg; Carlos e Andreia pesam 123 kg;
Andreia e Bidu pesam 66 kg. Determine o peso de cada um deles.

Andreia pesa 50 kg, Bidu 16 kg e Carlos 70 kg.


Andreia pesa 51 kg, Bidu 15 kg e Carlos 72 kg.
Andreia pesa 52 kg, Bidu 16 kg e Carlos 73 kg.
Andreia pesa 53 kg, Bidu 14 kg e Carlos 75 kg.
Andreia pesa 51 kg, Bidu 17 kg e Carlos 70 kg.

Explicação:

Peso de Carlos = x
Peso de Ándreia = y
Peso de Bidu = z

eq 1: x + z = 87
eq 2: x + y = 123
eq 3: y + z = 66

Agora, subtraímos a equação 1 da equação 2:

(x + y) - (x + z) = 123 - 87
y - z = 36 (eq 4)

Agora, somamos a eq 3 com a eq 4:

(y - z) + (y + z) = 36 + 66
2y = 102
y = 51

Com y = 51, temos:

y + z = 66
51 + z = 66
z = 15

Então...

x + z = 87
x + 15 = 87
x = 72

Logo, os pesos de cada um são:

Carlos (x) = 72 Kg
Ándreia (y) = 51 Kg
Bidu (z) = 15

2a Questão

Determine o valor de k para que o vetor w=(2,-5,k) seja uma combinação linear dos vetores u=(1,2,1) e
v=(3.0,-2).

-9/2
-11/2
-10/3
15/2
13/2
Explicação:

Temos:

w=au + bv => (2,-5,k) = a(1,2,1) + b(3,0,-2) => (2,-5,k) = (a,2a,a) + ( 3b,0,-2b) => (2,-5,k) =
(a+3b,2a,a-2b) =>

a+3b=2 => -5/2 + 3b = 2 => b=3/2

=> 2a=-5 => a=-5/2

a-2b = k => -5/2 - 2.3/2 = k => k=-11/2

3a Questão

Considere a transformação linear do R², f(x,y) = (x+y , 4x) e os vetores u=(-1,3) e v=(5,2). Determine o
valor de f(3u-2v).

(-8,52)
(8,-52)
(-8,-52)
(6,-52)
(8,52)

Explicação:

Temos:

3u-2v = 3(-1,3) - 2(5,2) = (-3,9) - (10,4) = (-13,5)

Logo: f(x,y) = (x+y , 4x) => f(-13,5) = (-13+5 , 4.(-13)) = (-8,-52)

4a Questão

Um clube promoveu um show de música popular brasileira ao qual compareceram 200 pessoas, entre sócios
e não sócios. No total, o valor arrecadado foi de R$ 1 400,00 e todas as pessoas pagaram ingresso. Sabendo
que o preço do ingresso foi R$ 10,00 e que cada sócio pagou metade desse valor, determine o número de
sócios e não sócios que compareceram ao show.
130 sócios e 70 não sócios
120 sócios e 80 não sócios
115 sócios e 85 não sócios
122 sócios e 78 não sócios
78 sócios e 122 não sócios

Explicação:

X+y=200 (5) X= quantidade de sócios y=quantidade não sócios

5x+10y=1400

5x+5y=1000 (-1)
5x+10y=1400

-5x-5y=-1000
5x+10y=1400 Some as duas equações

5y=400
y=80

Substitua y=80 em x+y=200

x+80=200
x=120

Foram 80 não associados e 120 associados ao show

5a Questão

Vamos resolver o sistema linear:

x+y=9

x+z=8

y+z=5

S = {(7, 6, 5)}
S = {(6, 3, 2)}
S = {(8, 4, 3)}
S = {(5, 4, 2)}
S = {(6, 4, 2)}

Explicação:
Ele pode ser excrito na forma

x + z + 0z = 9

x + 0y + z = 8

0x + y + z = 5

Daí, temos

1 1 0

D= 1 0 1 = -2

0 1 1

Como D = - 2 ≠ 0, o sistema é possível e determinado.

9 1 0

Dx = 8 0 1 = - 12

5 1 1

x = Dx/D = -12/-2 = 6

1 9 0

Dy = 1 8 1 = -6

0 5 1

y = Dz/D = -6/-2 = 3

1 1 9

Dz = 1 0 8 = -4

0 1 5

z = Dz/D = -4/-2 = 2

S = {(6, 3, 2)}
6a Questão

A dimensão do espaço vetorial dim M5 x 5(R) é igual a:

20
25
10
0
5

Explicação:

A resolução é: dim M5 x 5(R) = 5 . 5 = 25

7a Questão

Determine m para que o seguinte sistema seja possível e determinado.

mx + 2y - z = 1

x - 3y + z = 0

x + 2z = 2

m ≠ -5/6
m ≠ -3/4
m ≠ -2/3
m ≠ -4/5
m ≠ -1/2

Explicação:

Para que o sistema seja possível e determinado, devemos ter D ≠ 0, ou seja:

m 2 -1

1 -3 1 ≠ 0 ⇒ 6m ≠ -5 ⇒ ≠ -5/6
1 0 3

Logo , m ≠ -5/6

8a Questão

Resolva o sistema linear

V = {(1,2,3)}.
V = {(2,3,4)}
V = {(7,8,9)}
V = {(3,4,5)}
V = {(8,9,11)}

Explicação:

Equação I:

2x+3y+z= 11

2x+3y+(6-x-y= 11

2x+3y+6-x-y= 11

x+2y= 5

Equação III:

5x+2y+3y= 18

5x+2y+3(6-x-y)= 18

5x+2y+18-3x-3y= 18

2x-y= 0

y= 2x

Substituindo esta equação III na I,...

x+2y= 5
x+2 . (2x)= 5

x+4x= 5

5x= 5

x= 1

Equação III,

y= 2x

y= 2 . 1

y= 2

Equação II,

z= 6-x-y

z= 6-1-2

z= 3

1a Questão

Resolva o sistema linear

V = {(7,8,9)}
V = {(3,4,5)}
V = {(1,2,3)}.
V = {(2,3,4)}
V = {(8,9,11)}

Explicação:

Equação I:

2x+3y+z= 11

2x+3y+(6-x-y= 11
2x+3y+6-x-y= 11

x+2y= 5

Equação III:

5x+2y+3y= 18

5x+2y+3(6-x-y)= 18

5x+2y+18-3x-3y= 18

2x-y= 0

y= 2x

Substituindo esta equação III na I,...

x+2y= 5

x+2 . (2x)= 5

x+4x= 5

5x= 5

x= 1

Equação III,

y= 2x

y= 2 . 1

y= 2

Equação II,

z= 6-x-y

z= 6-1-2

z= 3

2a Questão

Determinar os autovalores da matriz a seguir:

A=(3−1−13)A=(3−1−13)
2e4
-2 e 2
1e5
-1 e 3
1 e -3

Explicação:

Temos que:

A - λλI = (3−1−13)(3−1−13)- λλ(1001)(1001) =(3−λ−1−13−λ)(3−λ−1−13−λ)

Daí, vem que:

det (A - λλI) = 0

det (3−λ−1−13−λ)(3−λ−1−13−λ) = 0 →

(3 - λλ).(3 - λλ) - (-1).(-1) = 0

9 - 3λλ - 3λλ + λλ² - 1 = 0

λλ² - 6λλ + 8 = 0

Logo: λλ1 = 2 e λλ2 = 4, que são os autovalores.

3a Questão

Considere uma colisão de dois veículos. Num sistema de coordenadas cartesianas, as posições finais destes
veículos após a colisão são dadas nos pontos A = (2,2) e B = (4, 1). Para compreender como ocorreu a
colisão é importante determinar a trajetória retilínea que passa pelos pontos A e B.

2x + 2y- 8 = 0
x-y=0
x + 2y - 6 = 0
x+y-5=0
x - 2y + 2 = 0

Explicação:
Primeiro, devemos calcular o determinante entre os pontos P(x,y), A(2,2), B(4,1).

|xy1|xy
|221|22
|411|41

Depois, devemos fazer o cálculo do produto das diagonais principais, menos o produto das diagonais
secundárias.

2x+4y+2-8-x-2y=0
x+2y-6=0

4a Questão

O conjunto {(1,-1), (-2,2), (1,0)} não é uma base de R2. A afirmativa é:

Falsa, pois o conjunto de vetores é linearmente dependente.


Falsa, pois o produto vetorial é nulo.
Verdadeira, pois o conjunto de vetores é linearmente dependente.
Nada se pode concluir sobre a afirmativa
Verdadeira, pois o conjunto de vetores é linearmente independente.

Explicação:

O conjunto de vetores não é linearmente independente. Observe que os dois primeiros vetores (1, ¿1)
e (¿2, 2) são múltiplos. Temos (¿2, 2) = ¿2 . (1, ¿1) + 0 . (1, 0)

Logo, o conjunto de vetores é linearmente dependente.

Podemos concluir que o conjunto {(1, ¿1), (¿2, 2), (1, 0)} não é uma base de ℜ2.

5a Questão

Utilizando a Regra de Cramer, determine o valor da incógnita X no seguinte sistema de equações lineares:
x=7
X= 3
x=6
x=4
x = 10

Explicação:

Calculando o determinante temos D= 31

Calculando o determinante de x,temos Dx= 93

Logo x =Dx/D = 3

6a Questão

Considere a transformação linear do R², f(x,y) = (x+y , 4x) e os vetores u=(-1,3) e v=(5,2). Determine o
valor de f(3u-2v).

(8,52)
(-8,52)
(8,-52)
(6,-52)
(-8,-52)

Explicação:

Temos:

3u-2v = 3(-1,3) - 2(5,2) = (-3,9) - (10,4) = (-13,5)

Logo: f(x,y) = (x+y , 4x) => f(-13,5) = (-13+5 , 4.(-13)) = (-8,-52)


7a Questão

Um estacionamento cobra R$ 2,00 por moto e R$ 3,00 por carro estacionado. Ao final de um dia, o caixa
registrou R$ 277,00 para um total de 100 veículos. Quantas motos e carros usaram o estacionamento nesse
dia?

67 carros e 33 motos
53 carros e 47 motos
47 motos e 53 motos
77 carros e 23 motos
23 carros e 38 motos

Explicação:

c,m = carro, moto

3c + 2m = 277 ........ (i)


c + m = 100 ............ (ii)

De (ii) tiramos: c = 100-m e aplicamos isso em (i):

3c + 2m = 277
3.(100-m) + 2m = 277
300 - 3m + 2m = 277
-m = 277-300 → multiplicamos toda equação por (-1) para positivar o "m":
m = -277+300
m = 23
======

c = 100 - m = 100 - 23
c = 77

8a Questão

Se tivermos o sistema abaixo, então x + y + z + t é igual a:

6
8
7
5
3
Explicação:

Somando todas equações, temos:


3x+3y+3z+3t = 15
3(x+y+z+t) =15 divida ambos os lados por 3
(x+y+z+t) = 5

1a Questão

Um carro percorre uma distância de 72 km ao longo de uma estada, no sentido sul-norte, depois
pega uma estrada secundária, percorrendo mais 65 km, no sentido leste-oeste. Calcule o módulo
do deslocamento resultante.

30
97
72
90
87

Explicação:

c2=a2+b2

c2=a2+b2

c2=722+652

c2=722+652

c2=5184+4225

c2=5184+4225

c=9409

√c=9409

c = 97 km

O vetor resultante tem módulo 97 quilômetros.


2a Questão

Sabendo que a distância percorrida por uma partícula é o módulo do vetor que representa essa distância.
Calcule a distância do vetor T(-12,9) a origem.

5 u.c
15 u.c
200 u.c
4 u.c
2 u.c

Explicação:

O modulo do vetor T(-12,9) a origem será

(−12−0)2+(9−0)2−−−−−−−−−−−−−−−−−√=15u.c(−12−0)2+(9−0)2=15u.c

3a Questão

O carteiro percorre uma distância para entregar uma carta saindo do ponto A (0,5) até o ponto B (3,-2).
Sabendo que a distância percorrida pelo carteiro pode ser representado pelo módulo do vetor AB . Calcule a
distância percorrida pelo carteiro.

6 u.c
7 u.c
58−−√u.c58u.c
1 u.c
10 u.c

Explicação:

O carteiro percorre uma distância para entregar uma carta saindo do ponto A (0,5) até o ponto B (3,-2).
Sabendo que a distância percorrida pelo carteiro pode ser representado pelo módulo do vetor AB . Calcule a
distância percorrida pelo carteiro.

Vetor AB = B - A = (3,-2) - (0,5) = (3-0, -2 -5) = (3,-7)

Modulo de AB que irá representar a distância


= (3−0)2+(−2−5)2−−−−−−−−−−−−−−−−√(3−0)2+(−2−5)2= 32+(−7)2−−−−−−−−−√=58−−√u.c32+(−7)2=5
8u.c
4a Questão

Dados os vetores u ( 4, -x ) e v ( 2, 3 ), qual é o valor de x , sabendo que os vetores são ortogonais ?

2/5
8/3
-3/2
-8/3
3/2

Explicação:

O produto escalar dos vetores tem que ser igual a zero

5a Questão

Um pesquisador perdeu parte dos dados de sua pesquisa. Ele precisa descobrir qual é o valor de z pertencente
ao ponto P (0,0,z). O pesquisador sabe que P com o vetor T (-1,2,-2) tem como distância o valor 3. Portanto P
será:

O vetor P pode ser P(0,1,0) ou P(0,0,5)


O vetor P pode ser P(0,0,1) ou P(0,3,2)
O vetor P pode ser P(0,0,0) ou P(0,0,-4)
O vetor P pode ser P(0,2,3) ou P(1,0,4)
O vetor P pode ser P(1,0,0) ou P(0,0,0)

Explicação:

Um pesquisador perdeu parte dos dados de sua pesquisa. Ele precisa descobrir qual é o valor de z pertencente
ao ponto P (0,0,z). O pesquisador sabe que P com o vetor T (-1,2,-2) tem como distância o valor 3. Portanto P
será:

(0−(−1))2+(0−2)2+(z+2)2−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−−√=3entaoz2+4z+9=9(0−(−1))2+(0−2)2+(z+2
)2=3entaoz2+4z+9=9

z=-4 e z=0

Portanto P = (0,0,0) ou P (0,0,-4)

6a Questão
Dados os vetores u = (2, -1, 4) e v = (2 + m, -1, 3 + 2n), determinar, respectivamente, os valores de m e
n para que os vetores sejam iguais.

-1 e 1/2
1 e 2/3
-1 e 0
2/3 e -2
0 e 1/2

Explicação:

2+m=2

3 + 2n = 4

7a Questão

Marque a alternativa correta

As grandezas vetoriais para serem perfeitamente definidas necessita-se conhecer o valor do módulo,
sua direção e seu sentido.
Dois ou mais segmentos orientados de mesmo comprimento e mesma direção, não podem ser
classificados como paralelos ou colineares.
Sobre as grandezas escalares pode-se afirmar que são aquelas que ficam completamente definidas
por apenas a direção.
Existem três tipos de grandeza: as escalares, as vetoriais e as algébricas.
Força, velocidade e aceleração são grandezas algébricas.

Explicação:

Definições no conteúdo online

8a Questão

Sendo dados os vetores a=(1,1) , b=(1,0) e c=(0,1), calcule o ângulo entre os vetores a-c e c-b.
135°
120°
180°

270°

Explicação:

a-c=(1,1)-(0,1)=(1,0)

c-b=(0,1)-(1,0)=(-1,1)

(a-c).(c-b)=(1,0).(-1,1)=-1

!!a-c!!=V1²+0²=1

!!c-b!!=V(-1)²+1²=V2

Logo: cos A=(a-c).(c-b) / !!a-c!!.!!c-b!! = -1 / 1.V2 = -V2/2 => Â=135°

O carteiro percorre uma distância para entregar uma carta saindo do ponto A (3,-2) até o ponto
B (-3,-2). Sabendo que a distância percorrida pelo carteiro pode ser representado pelo módulo
do vetor AB . Calcule a distância percorrida pelo carteiro.

7 u. c
10 u.c
8 u. c
6 u. c
1 u. c

2a Questão (Ref.:201804260007) Acerto: 0,0 / 1,0

Dados os vetores u ( 4, -x ) e v ( 2, 3 ), qual é o valor de x , sabendo que os vetores são


ortogonais ?

8/3
-3/2
-8/3
3/2
2/5

3a Questão (Ref.:201804203153) Acerto: 1,0 / 1,0

O vetor v é definido pelo segmento orientado AB, onde A = (3,5) e B = (6,9). Se o vetor s é
ortogonal a v e s = (a,-3), qual o valor de a?

a=4
a=2
a=-4
a=0
a=-2

4a Questão (Ref.:201804260133) Acerto: 1,0 / 1,0

Dados os vetores no plano R2, u = 2 i - 5 j e v = i + j,determine o vetor o vetor 3 u - 2 v

3 i - 18 j
12 i - 8 j
4 i - 17 j
17 i + 6 j
9i +4j

5a Questão (Ref.:201804260015) Acerto: 1,0 / 1,0

É importante ressaltar que a equação vetorial da reta no R³ não é única. A equação vetorial no
R³ da reta que passa pelo ponto P(xp, yp, zp) e tem a direção do vetor v é dada por (x, y, z) =
(xp, yp, zp) + t. (xv, yv, zv). Com base nessas informações, determine a equação vetorial da
reta no R³ que passe pelo ponto P (1, 2, 3) e tenha a direção do vetor v = (1, 2, 4).

(x, y, z) = (1, 2, 3) + t.(1, 2, 4)


(x, y, z) = (1, 2, -3) + t.(1, -2, 4)
(x, y, z) = (1, 0, 3) + t.(1, 2, 0)
(x, y, z) = (0, 2, 3) + t.(1, 2, -4)
(x, y, z) = (1, 2, -3) + t.(2, 2, 4)

6a Questão (Ref.:201804203296) Acerto: 1,0 / 1,0

Considere o paralelogramo determinado pelos vetores v = (0,-1,-1) e s = (-3,5,8). A área


desse quadrilátero é igual a um múltiplo k da raiz de três. O valor de k é igual a:

3
5
2
1
4
7a Questão (Ref.:201804203350) Acerto: 1,0 / 1,0

A equação vetorial da reta r que passa pelo ponto A = (0,-1,3) e tem a direção de v = (-1,2,-1)
é:

r(x,y,z) = (0,-1,3)
r(x,y,z) = (0,0,0) + t(0,-1,3)
r(x,y,z) = (0,-1,3) + t(-1,2-1)
r(x,y,z) = (-1,2,-1) + t(0,-1,3)
r(x,y,z) = t(-1,2,-1)

8a Questão (Ref.:201804203428) Acerto: 1,0 / 1,0

O vetor diretor da reta definida pelas equações reduzidas em z

x=-3+z

y=-1+z

será:

v = (0,0,0)
v = (1,1,1)
v = (-2,1,0)
v = (-3,2,-1)
v = (-1,0,1)

9a Questão (Ref.:201804260171) Acerto: 1,0 / 1,0

A respeito das definições básicas de circunferência e de elipse, qual das alternativas a seguir
está correta?

Uma elipse é o conjunto de pontos cuja distância até o ponto central C é igual à
constante r, chamada de raio.
Uma circunferência é o conjunto de pontos cuja soma das distâncias até os focos é igual
a uma constante 2a.
Uma circunferência é um conjunto de pontos cuja distância até o ponto central C é igual
à constante r, chamada de raio.
Uma circunferência é o conjunto de pontos cuja distância até o ponto central C é
constante e igual ao diâmetro.
Uma elipse é uma circunferência achatada.

10a Questão (Ref.:201804205233) Acerto: 0,0 / 1,0


Dada a hipérbole de equação x2−4y2+16=0x2−4y2+16=0, os vértices serão os pontos:

A(0,-2) e A'(0,2)
A(0,0) e A'(0,2)
A(-2,0) e A'(2,0)
A(0,-4) e A'(0,4)
A(0,-2) e A'(0,0)

Marque a alternativa correta

As grandezas vetoriais para serem perfeitamente definidas necessita-se conhecer o valor


do módulo, sua direção e seu sentido.
Sobre as grandezas escalares pode-se afirmar que são aquelas que ficam
completamente definidas por apenas a direção.
Força, velocidade e aceleração são grandezas algébricas.
Dois ou mais segmentos orientados de mesmo comprimento e mesma direção, não
podem ser classificados como paralelos ou colineares.
Existem três tipos de grandeza: as escalares, as vetoriais e as algébricas.

2a Questão (Ref.:201804261608) Acerto: 1,0 / 1,0

Calcule o ângulo entre os vetores u=(3,2) e v=(6,4)

60°
90°

45°
30°

3a Questão (Ref.:201804203274) Acerto: 1,0 / 1,0

Os ângulos (em graus) diretores do vetor v = (0,-3,5) em relação aos eixos x, y e z


respectivamente são:

90 ; 31 ; 121
121 ; 31 ; 90
90 ; 121 ; 31
90 ; 90 ; 0
31 ; 90 ; 121
4a Questão (Ref.:201804279238) Acerto: 1,0 / 1,0

Qual o valor da soma de dois vetores perpendiculares entre si cujos módulos são 12 e 5
unidade?

s=13us=13u
s=10us=10u
s=9us=9u
s=11us=11u
s=12us=12u

5a Questão (Ref.:201804261648) Acerto: 1,0 / 1,0

Determinar o valor de m para que as retas r: y=mx-5 e s: x=-2+t sejam


ortogonais.

z=-3x y=4-2t

z=5t

-11/2
-9/2
-15/2
13/2
7/2

6a Questão (Ref.:201804260012) Acerto: 1,0 / 1,0

Determine a equação paramétrica da reta que passa pelo ponto (-2,0, 1 ) que tem a direção do
vetor (1, 1, 1)

x= 2+t ; y = t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = -t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = t ; z = 1+t
x= -2-t ; y = t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = t ; z = -1+t

7a Questão (Ref.:201804203454) Acerto: 1,0 / 1,0

A equação geral do plano ππ que passa pelo ponto A(0,-1,3) e é ortogonal ao vetor n = (-
2,3,4) é corretamente representada por:
2x - 4y - 3z - 9 = 0
3x - 4y + 5z - 11 = 0
x+y+z=0
2x - 3y - 4z + 9 = 0
- 2x - 3y - 4z - 9 = 0

8a Questão (Ref.:201804260155) Acerto: 1,0 / 1,0

Encontre uma equação geral para o plano perpendicular ao vetor N = (−1, 4, 3) que passa pelo
ponto (5, −2, 7). Encontre uma equação geral para o plano perpendicular a este mesmo vetor,
mas que passa pelo ponto (0, 0, 0).

-2x-4y-3z=0
−x + 4y + 3z = 0
x+4y+3z=0
2x+4y+3z=0
-x-4y-3z=0

9a Questão (Ref.:201804205087) Acerto: 1,0 / 1,0

Uma elipse intercepta os eixos x e y, respectivamente, em: (±4,0±4,0) e (0,±20,±2). O centro


encontra-se na origem. A equação reduzida será:

x216x216+y216y216=1
x24x24+y216y216=1
x216x216+y24y24=1
x216x216-y24y24=1
x24x24+y24y24=1

10a Questão (Ref.:201804204220) Acerto: 1,0 / 1,0

A idade de Paulo, em anos, é um número inteiro par que satisfaz à


desigualdade x2−32x+252x2−32x+252 < 0. O número que representa a idade de São Paulo
pertence ao conjunto:

{15,16,17}
{18,19,20}
{21,22,23}
{12,13,14}
Nenhuma das alternativas
1a Questão (Ref.:201804260007) Acerto: 1,0 / 1,0

Dados os vetores u ( 4, -x ) e v ( 2, 3 ), qual é o valor de x , sabendo que os vetores são


ortogonais ?

3/2
-8/3
8/3
-3/2
2/5

2a Questão (Ref.:201804260002) Acerto: 1,0 / 1,0

Determinar a origem A do segmento que representa o vetor u =(2,3, -1) sendo sua
extremidade o ponto B = (0, 4,2).

A=(2, 1, 3)
A=(-2, 1, 3)
A=(4, 1, -3)
A=(-2, -1, 3)
A=(4, 1, 3)

3a Questão (Ref.:201804203153) Acerto: 1,0 / 1,0

O vetor v é definido pelo segmento orientado AB, onde A = (3,5) e B = (6,9). Se o vetor s é
ortogonal a v e s = (a,-3), qual o valor de a?

a=0
a=-4
a=4
a=-2
a=2

4a Questão (Ref.:201804260164) Acerto: 1,0 / 1,0

Determine o valor de m para os vetores u = (5; m) v = ( -15; 25) sejam perpendiculares.

12
5
9
3
6

5a Questão (Ref.:201804260012) Acerto: 1,0 / 1,0

Determine a equação paramétrica da reta que passa pelo ponto (-2,0, 1 ) que tem a direção do
vetor (1, 1, 1)

x= -2+t ; y = -t ; z = 1+t
x= -2-t ; y = t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = t ; z = 1+t
x= 2+t ; y = t ; z = 1+t
x= -2+t ; y = t ; z = -1+t

6a Questão (Ref.:201804260016) Acerto: 1,0 / 1,0

A equação geral da reta que passa pelos pontos A(2, 3/4) e B(1/3, -5) é dada por:

70x - 21y - 124 = 0


-69x + 21y - 122 = 0
-70x + 19y + 123 = 0
-69x + 20y + 123 = 0
-68x + 19y + 122 = 0

7a Questão (Ref.:201804203472) Acerto: 1,0 / 1,0

A equação geral do plano δδ que passa pelo ponto A(2,3,4) e é paralelo ao plano ππ: 2x + 3y -
5z + 11 = 0 é dada por:

- 2x + 5y - z + 7 = 0
2x + 3y - 5z + 7 = 0
x3x3+ 3y - z + 11 = 0
2x - 3y - 5z - 7 = 0
x + y + z - 11 = 0

8a Questão (Ref.:201804199499) Acerto: 1,0 / 1,0

As retas 2x - y = 3 e 2x + ay = 5 são perpendiculares. Assim sendo, o valor de a será:


a=1
a=4
a=0
a = -4
a = -1

9a Questão (Ref.:201804205233) Acerto: 1,0 / 1,0

Dada a hipérbole de equação x2−4y2+16=0x2−4y2+16=0, os vértices serão os pontos:

A(0,-2) e A'(0,0)
A(0,0) e A'(0,2)
A(0,-4) e A'(0,4)
A(0,-2) e A'(0,2)
A(-2,0) e A'(2,0)

10a Questão (Ref.:201804279203) Acerto: 1,0 / 1,0

Determine a equação reduzida da circunferência com centro no ponto A(1,-2) e que passa pelo
ponto P(2,3).

(x−1)2+(y+2)2=25(x−1)2+(y+2)2=25
(x+2)2+(y−1)2=22(x+2)2+(y−1)2=22
(x−2)2+(y+2)2=23(x−2)2+(y+2)2=23
(x−1)2+(y+2)2=26(x−1)2+(y+2)2=26
(x−2)2+(y+1)2=24(x−2)2+(y+1)2=24