Sei sulla pagina 1di 4

Quatro coisas que o crente deve guardar

Mt 28:20: "ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis
que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!

"Ensinando-as" vem do gr. didasko (aprender de)


Jesus disse: "aprendei de mim..."

Os religiosos dos dias de Jesus assim como hoje, invalidavam as Palavras de Deus
validando os e ensinos dos homens. Jesus sensurou essas práticas.

Mc 7:1-9: "E reuniram-se em volta dele os fariseus e alguns dos escribas que tinham
vindo de Jerusalém. E, vendo que alguns dos seus discípulos comiam pão com as mãos
impuras, isto é, por lavar, os repreendiam. Porque os fariseus e todos os judeus,
conservando a tradição dos antigos, não comem sem lavar as mãos muitas vezes; e,
quando voltam do mercado, se não se lavarem, não comem. E muitas outras coisas há
que receberam para observar, como lavar os copos, e os jarros, e os vasos de metal, e
as camas. Depois, perguntaram-lhe os fariseus e os escribas: Por que não andam os
teus discípulos conforme a tradição dos antigos, mas comem com as mãos por lavar?
E ele, respondendo, disse-lhes: v. 6 Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas,
como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de
mim. Em vão, porém, me honram, ensinando doutrinas que são mandamentos de
homens.
Porque, deixando o mandamento de Deus, retendes a tradição dos homens, como o
lavar dos jarros e dos copos, e fazeis muitas outras coisas semelhantes a estas. E dizia-
lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição."

Is 29:13: "Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim e, com a
boca e com os lábios, me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim, e o
seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído;"

SEU CORACÃO ESTÁ LONGE DE MIM. Os fariseus e os escribas cometiam o pecado


do legalismo. O legalista substitui com palavras e práticas externas as atitudes internas
requeridas por Deus, oriundas do novo nascimento, operado por Deus e pelo Espírito.

Quando conhecemos a Deus e sua Palavra, não guardarmos preceitos humanos.


Paulo combateu os crentes que andavam querendo guardar tradições humanas, pois
para ele, isso é servir aos deuses falsos, idolatria.

Gl 4:8-11: "Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são
deuses. Mas agora, conhecendo a Deus ou, antes, sendo conhecidos de Deus, como
tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?
Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós que haja eu trabalhado em
vão para convosco."

Quais as coisas que devemos guardar?

1. GUARDAR A UNIDADE DO ESPÍRITO.

La Fontaine: "Toda força é fraca se não é unida".


Olhe o exemplo dos animais da floresta que queriam derrubar uma árvoremas não
conseguiam. Todos tentaram em vão, até que os cupins pediram o prazo de seis meses
para derrubarem aquela árvore sozinhos. Depois do prazo, os animais voltaram e
encontraram a árvore, outrora imponente, deitada no chão.
Ef 4:3: "procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz:"

Observe que Paulo não nos pede para criar união, mas para que mantenhamos a união
que já existe no corpo.

A exortação é para que eles estejam atentos em preservar a unidade da igreja. Esta
unidade é uma criação do Espírito Santo, fato confirmado pela referência de Paulo ao
Espírito em 1 Coríntios 12.13:

1Co 12:13: "Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer
judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito."

A unidade espiritual e mantida pelo andar segundo o Espírito.


Gl 5:16: "Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne."

A unidade não aparece por si só, terá que trabalhar para obtê-la. Muitas vezes as
diferenças que existem entre as pessoas, podem conduzir à divisão; isto não
necessariamente tem que ser assim na igreja. Em lugar de nos concentrar no que nos
divide, devêssemos recordar o que nos une: um corpo, um Espírito, uma mesma
esperança, um Senhor, uma fé, um batismo, um Deus! Sabe apreciar as pessoas
diferentes a você? É capaz de ver como os dons e pontos de vista distintos podem
contribuir a que a igreja cumpra com a obra de Deus?

Hb 12:14: "Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor,"

Rm 12:18
"Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens."

Warren W. Wiersbe, no seu livro "A Crise da Integridade", diz: "Para entender a
integridade, precisamos primeiro entender que há duas forças operando no mundo: 1)
Deus está unindo as coisas, e 2) o pecado as está separando. Deus deseja a unidade;
Satanás quer a divisão".

2. GUARDAR O MISTÉRIO DA FÉ.


1Tm 3:9: "guardando o mistério da fé em uma pura consciência."

O que significa mistério da fé? "Mistério", segundo Guthrie, "é uma expressão paulina
que conota não o que está fora do conhecimento, mas o que, estando outrora
escondido, agora é revelado às pessoas de discernimento espiritual."'

Hb 11:6: "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se
aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam."

Rm 1:17: "Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito:
Mas o justo viverá da fé."

DE FÉ EM FÉ. "De fé em fé" significa literalmente "fé do começo ao fim". O justo deve
viver sempre pela fé, e, assim fazendo, continua a viver uma vida, espiritualmente cada
vez mais rica.

Hc 2:4
Eis que a sua alma se incha, não é reta nele; mas o justo, pela sua fé, viverá.

Gl 3:11 (
E é evidente que, pela lei, ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá
da fé.

Hb 10:38
Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.

Quando os discípulos estavam admirados com a figueira seca


Mc 11:22-23: "E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus, porque em
verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e
não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe
será feito."

A parábola do juiz mal e a viúva de fé


Lc 18:1-8: "E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca
desfalecer, dizendo: Havia numa cidade um certo juiz, que nem a Deus temia, nem
respeitava homem algum. Havia também naquela mesma cidade uma certa viúva e ia
ter com ele, dizendo: Faze-me justiça contra o meu adversário. E, por algum tempo, não
quis; mas, depois, disse consigo: Ainda que não temo a Deus, nem respeito os homens,
todavia, como esta viúva me molesta, hei de fazer-lhe justiça, para que enfim não volte
e me importune muito. E disse o Senhor: Ouvi o que diz o injusto juiz. E Deus não fará
justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para
com eles? Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Quando, porém, vier o Filho do
Homem, porventura, achará fé na terra?"

A aplicação geral desta parábola é que temos o dever de exercer aquele mesmo tipo de
fé e de oração persistente da viúva pobre. Ela não ficou desanimada ante a demora,
mas voltava cada vez com maior insistência, solicitando que se reconhecesse o direito
de sua causa e que se tomasse ação justa a respeito.

Uma mulher, lendo Marcos 11:22-23 resolveu fazer a experiência. Orou a Deus que
removesse uma montanha que ficava em frente da sua casa. Orou... orou... tornou a
orar, sempre de olhos fechados. Depois parou e foi abrindo os olhos
devagar... desconfiada. A montanha lá estava no mesmo lugar. Ela, então, com toda a
naturalidade, disse: - "Eu já sabia que Deus não ia mesmo remover essa montanha..."
"Peça-a, porém, com fé, não duvidando; porque o que duvida, é semelhante à onda do
mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte" (Tg 1.6).

Já uma senhora idosa foi desafiada na fé a pedir a Deus que removesse uma montanha,
ela orou sem dúvidas. Poucos dias depois uma empresa comprou todo terreno que
estava a montanha e com máquinas o monte foi removido.

3. GUARDAR O DEPÓSITO QUE NOS FOI CONFIADO.


2Tm 1:14: "Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós."

"O bom depósito" Trata-se aqui do evangelho de Cristo que nos foi confiado pelo
Espírito Santo. Devemos proclamar o evangelho puro e pleno, no poder do Espírito
Santo.

Gl 1:8: "Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho
além do que já vos tenho anunciado, seja anátema."

At 4:31: "E, tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram
cheios do Espírito Santo e anunciavam com ousadia a palavra de Deus."
Estando sempre prontos para defender as verdades preciosas quando atacadas,
falsificadas ou negadas.

1Pe 3:15: "antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração; e estai sempre
preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da
esperança que há em vós,"

4. GUARDAR OS MANDAMENTOS DA PALAVRA


1Jo 2:3-5: "E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.
Aquele que diz: Eu conheço-o e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele
não está a verdade. Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele
verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele."

Guardar a Palavra de Deus é atitude de quem está preparado para o Arrebatamento


Ap 1:3: "Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e
guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo."

Para os filadelfianos Jesus disse :

Ap 3:8,10-11: "Eu sei as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém
a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra e não negaste o meu
nome. … v.10-11 Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te
guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que
habitam na terra. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém
tome a tua coroa."

Exposição feita na sexta-feira santa em 19.04.19 culto de doutrinas


Pr. Luiz Neto / Piauí - Brasil