Sei sulla pagina 1di 39

EXCEL AVANÇADO

COORDENAÇÃO
1
•• ·: ARNALDO AZEVEDO
1. FUNÇÕES I NTERMEbIÁRIAS E AVANÇADAS
O LibreOffice Cale possui inúmeras funções, com as mais diversas utilidades e
níveis de dificuldades diferentes. Essas funç«)es são separadas por categorias,
que são as seguintes: Funçcc r~r•
Banco de dados; Ç.atc;gcr1.
Da.to e hora; T1111•w 1unçà,.. t:J
Fi nceiras;
Inf ormações;
g1 a
atemat1cas
Matriciais;
Estatísticas;
Planilha·
Texto;
Suplem nt

A lista da figura acima pode ser localizada ao acessar o Assist ente de Funções
(botão). Ao selecionar uma categoria, o assistente mostra apenas as funções
que pertencem àquela c<ltegoria. Além disso, existem também as opções Todas
as Funções, que mostra a lista completa independente de categoria, e Recém
Utilizadas, 1ue mostra aper1as a~ que foram 11~acfos recentemente. Neste
capítulo veremos algumas das fun.ções mais utilizadas, onde será dadc1 uma
breve descr1çõo da 1nesma, além de ser informado á qual categoria pertence e
serão utilizados exemplos, para melhor compreensão.

FUNÇÃO SE
Essa função pertence à categoria lógicas, e é utiliznda quando queremos <1ue o
Cale faça uma comparação de valot·es e retorne um texto, número ou faça um
cálculo dependendo do resultado da comparação. A função efetua um teste (que
geralmet11e é feito comparando uma célula com um valor de referêncta), e este
teste retornará verdadeiro ou f aiso.
Esta função possui três parâmetros:
~ Teste (obrigatório): é a comparação que será feita para verificar se a
condição é verdadeira ou falsa. Para isso, podem ser utilizados os
operadores> (maior que),< (menor que), ={igual),>= (maior ou igual a), e:
{menor ou igual a) t. <>(diferente de), além de outras funções;
,/ Valor_então (opcional): é o que o Cale fará caso o teste retort1e
vel"dadeit•o. Pode ser um t~ xto (neste c<lso, o valor deve estar entr·e
aspas), um número ou até mesmo uma função;
~ Valor_sen8o (opcional): é o que o Cale fará caso o tes t e retorne Falso.
O 11 ocs 'vl'is sõo ~ ~ Pc.'!tnO rk1 Vnl 1 e,1tão
1~1'1Ürn1(6n Pr-0/. Ama/,f; /ltt1V1ttl • - M~UIJO l -Fxccl AValt(Odll -2"14

Para rnelhor compreensão, vamos utilizar o exemplo da 1tnagem l!ba1.xo, que


representa um boletim escolar, que contém as quatro nota; bimestrais e a
média de cada uma:
E12

------
A B e D F L J J G J
1 Disciplina 1° Bimestre 2° Bimestre 3° Bimestre 4° Bimestre MEDIA Resultado
2 Português 70 60 6o 65 64
3 !Matsmãâca G5 ...
:o - o 5o 68
CJ o ao
5 R lng!ês
Histôri
'(:, Qfr fo:i
Q l
Q .;
H' n
10 li
-
q 1
~ ..1
~

7 }

· -=- ~~ ( F-.1.. L:: :f· '1 ,-ep~ 'CVCLcí'- ») «-\. l:n vc'-dd')
Suponhamos que r1eS!>C\ ~~cola, ~ mé'dia r11ír1i111a pah1 -.Juf' o (tlur10 seja cipi'üVado
seja 7,0.

Baseado ..-,i::iso, quererOO!> que 'ª colw a resul1 ado apar·eça palavrYl APROVADO,
caso sua média tenhn sido maior nu igual o. 7,0 e REPROVADO caso sua média
tenha sido inferior a 7 ,0. Para isso .
1) Posicione o cursor na célula GZ
2) l'\la Barra de Menu, clique em: INSERIR/FUNÇÃO . tela que irá abrir
pra você será como a tela abaixo:

1 J;:•ltgorh _ _ [apc .. 1ÍlcA vm tutc logice a CJt~cutar.


lêCJICO
1
1:1
1 funçio TMI~ (cl11gotóno)
1 'E Que11]ut.1 vakr qut F0Hb ~c.r. ou orh. rt~O l}IJC r.c:tl t~ull r, tltl
1
1 11.ol!.O •tl•f1.\I l1RO ou r..LSfJ,
1.1:.0
cu r~ .. 1"1
,(.C.f l.:.O.OIS"P
\'a"•r_"-tic J:c
lffiAAO •• r_1tnio J.
tNl !Jd\0
. ou

......... • J lll1tr1cial
01:_.1

........ Em teste, deve-se colocar que se está verificando e o valor que se está
comparando (valor de referência). Em nosso exemplo, o valor que está sendo

........ verificado é a Média, que está em F2, e o valor de referência é 7,0, pois a
média mínima desej"da e. 7,0. Como c.1 médill deve ser maior ou igual a 7,0 para
que o aluno seja aprovado em cada d1::>ciplit1a, deve-se di91tL11" e.n1·ão (F2 >= 7,0)
no campo Teste.

....
...
., , l -
5

Como não sabemos de antemão se essa condição ser á ver dadeira ou fals a (e
também porque o valor pode variar), temos que "prever" as duas situações. Para
isso existem os campos:
Valor_então, que prevê o que deverá ser feito quando o tes-.·e resultar
verdadeiro, e Valor_senão, que prevê caso seja falso. Neste exemplo será
preenchido "APROVADO" para Valor_então. (sempre que for um texto, deverá
ser colocado entre aspas) e "REPROVADO" para Valor_senão.
3) Faça a análise do 1este: - - - - - - - - - - - - - - -
4) Valor do então (=VERDADEIRO) _ _ _ _ _ _ _ __ _
5) Valor do set1(fo 1 ALSO) _ _

A janela deverá fiem· aS!::1m:


"1Llt•l e J~ Íll
. '&;;
~UMÇGt.l t~hutUul '[

!:•'tgcria E. 1 1-. u..1 t~tc lcgn: a o.e.u1111


1l,9icu

fu '•'
'E
l
,
fh~O
,fl~O
ou le11" I~ f2>=70

... l!•
" \'alct_mua J "l''c nele'
s•.rn&o.mP
ISEERPO RWU• 1la ! f. <'"' 1!1
'IERD~DE!Hü
wu

......
Fó'll!"IH nCJultbdC iÍ!t('IQ•"d<
:SEo ~ =,A ... pt.:''!ldo",
99

....... I _ l'.1m1J1c11I
----------
Na célula G2 aparecerá esc1~ito "REPROVADO"J pois a média em F2 é 6.8 que é

..
ll!t
menor que 7 O. resul tando portanto em FALSO. Caso se.ia alter(Jda alguma das
/1

notas parú cima, de modo que a média fique superior· a 7 O, o valor de G2


mudará automaticamente para "APROVADO", pois a cond1ç<lo passará a ser
verdadeira.
Após isso, pode-se copiar a fórmula de G2 e colar para as células abaixo dela,
que o Cale atualizará a fórmula para as linhas correspondentes, e~ª planilha )
ficará como na f igura abaixo: -:: f'-.\Ed ( eJ ~ ; E.)
_j_A 1 B_ _L e · L__o_ _J E L~ _ _
1-:- jDisciplin~ ·1° Bimesir~ 2° Bimestre 3c Bime!!tJe 4" Bimestre$ ru1EUIA Resultodo
' Portugues C- ?O 6O 6.0 : 65t ~ 6~ lReêrovado L .._:;t.

......
3 Matemática rrs- T5 llu 5O 6.8 Reprovado
'!_ Inglês ~ O 8O 9 :3 10 O 91 Aprm·ado
5 l listórl!J OO 9U 1u lJ 95 ~. -1 /"\pm'iado
ó G609mfb :) 5 9O Q O r. n ü6 Àpro·:ado
7
--
"
No exemplo acima, foi utilizado apenas texto para os resultados VERDADEIRO
e FALSO desta função. No entanto, nada impede que no lugar disso sejam
utilizados números e até mesmo outras f6rmulas e/ou fm1ções.
Vamos incrementar um pouco mais o nosso \_'.;xerdcio:
Agora vamos avaliar da seguinte maneira:
Caso o aluno tenha média menor que 5,0 estará automaticamente "REPROVADO"
Caso o aluno tenha o média entre: 5,1e6 ,9 estará Je "RECUPERAÇÃO"
Caso o aluno tet1ha a média maior que 6,9 e:>tará ··APROVADO·'.
Vamos onal isai·?
! , F_ H L
MEDIA ílosultado
--!- =SE(f'-•.c:::5·· P :- .
63 R~ cu pc:1a .;ão

aluno

estará re.provado.

Agora que você já está o.pto <l !'1\0nt ar exercícios, vamos paru i{\úiS um?

1) Monte a planilha abaixo na planilha2: '*v \i ~º:).~e 1 J~)


·/&1\' \ ~ 1
Vejamos outro exemplo: :: d.j.:. (f'H...... " l -::::
0 " +c;t
A
- - ---- e - D
(
--· 1 ---- -- --
1
NOME SALARIO
. REAJUSTE REAJUSTADO
SALÁRIO

.. Ricardo R$1.500,00 R' J1.___.:.i CC\- Q11\ ~~ C.{)iÚO


3 Pedro R$ 800,00 "\
1

~ Maria R$1.330,00 1
1
1
R$1.800,00
- 6 Roberta
5
Gerson R$ 900,00 \
--i Eric R$ 1.775,00 1
1

1
8 Tainara R$ 830,00 \1
9 Samanta R$ 650,00 1 1
10 Luiz R$ 750,00 t 1

·~ )d Leandro R$ 2.300,00 1 l
12 Mariana R$ 950,00 1 1

-
13 Alexandre R$1.200,00 \ ~~
e

Suponha que a tabela acima seja a folha de pagamento de uma empresa, e que
todos receberão reajuste salarial baseado no seu salário, de acordo com a lista
a seguir:

A) Para quem ganha até R$1. 400, o reajuste será de 10%;


B) Para quem ganha acima desse valor, o reajuste será de 7'º·

SE B2 <=1400 (para o funcionário Ricardo, pois o valor dl!: seu salario está em
B2). Em vaíor_entifo t1:,u-~e o 1 u1~mulC! ;;2 ... 0%, pois o reajuste l u7oJ é
calculado em cuna do salário (B2). Em valor·_senão, t 11-se l32 7~o
O valor de referêhdu nes~e novo exem1,lo é R$1.400, portnn-ro o te.:-te será:
l) faça n attá lise do tesi·e: - - - - - - - - - - -
2) Valor do entélo (=VERDADEIRO) _ _ _ _ _ _ _ __
3) Valor do senão t=FALSO) _ _
~ ~( ( (2) J. < _Ac'.'.t i j 61 ~-Jt '/. j /31 lk .~"' /t)
F 111;6c ht1utur• 1 Ou

!;1le9ct1a __ Espe,rt1c1 um tu.te IOglco a~ C::CIJt;)r


lo91<11 __
1 1
VlJ"r_:t1160 íoçtic.h IJ
E O r u udo d1 fon\i:l qu.co t c.it 1 e .~ tt-.:te r n t.-l co.
f,..LSO
u.:..o feSf" /• E1•=1 ll.1
11U
1 •• Valor_u1tdo /1 1 D2'10«
SE.E NÃOOISP
SEERRO 1
J.a.IGt_!l!ftlD )1 !l.! 7'o
~EPOAOEIPO
xou

Fillllllll• F<e.•J1tada rs l'IS.OIJ


I :W62 Hd~(\0•9l'l\lº<:

c,,..cda•
-
o~

Para calcular o valor do salár·io reajustado (D2), usa-se a órmula =B2-t-C2, pois
o valor do novo salário será o salário atual (B2) mais o valor do reajuste (C2).
Para as linhas seguintes, a fórmula será a mesma. Use a atça de preenchimento
para realizar tal operação.
A planilha completa f icará assim:
A e ú
SALÁRIO
1
NOME ISALÁ:IO REAJUSTE REAJUSTADO
2 !Ricardo R$1.500,00 R$105,00 8$ 1.605,00
3
Pedro R$ 600,00 R$ 80,00 R$ 880,0ú
4 Maria R$ 1.330, 00 R$133,00 R$ 1.463,00
5 Roberta R$1.800,00 R$126 00 R$1.926 00
6 Gerson R$ 900,00 R$ 90.00 R$ 990,00
--
7 Eric R$ 1 775,00 R$124,25 R$ -1.899,25
8 Tainara R_$ 830,00 R$ 83,00 R$ 913 00
" 1sa.rm:11i1a R$ 650 00 R$ 65 00 R~ -; 1.s,00
LUI:. R$- ~
o
~.3
H
l2
Leandro
rvtariana
K$
R$ 950.00
Ἴ
L1 1Alexandre R:!> ·t.... 00,00

Vmnos pura tt1ab um >(er·dcio com n ncê'o SE

1) i111onte i:l Planiltm Lqurnte

1:
-
l
1-
....
- j fl
__.

CALCULO DO IMPOSTO DE RENDA DA EMPRESA ABC


-- E

2
SALÁRIO VAL.OR SALÁRIO
FUNCIONÁRIO SETOR BRUTO DEIR LÍQUIDO
1
carmelita Araújo Contabilidade
..._·
- - -· - R$ 850,00
R$ ·1. 900, 00
- José Fernandes Informática
-i

5 Dep. Pessoal R$ 950,00


- 6 Larissa landra
Fernanda Ribeiro Contabilidade R$1.200,00
7 Thomas Edson Atendente R$ 1.501,00
- ·

......, -

-
il
g
Suellen Cristina
Camila Moutinho
Jane da Silva
10
T.I.
Vendedor
Professor
R$ 2.550,00
R$1 .800.00
R$ 1.300;00
-- - ·-

......
11 Daminana Castilho 'informática R$ 3.600,00
12 Brenda Paula Informática R$ 3.200,00
-
13 Lu1s Penedo Serviços Externos R$ 2.050,00

.......
14 Renato Soares Atendente R$ 2.600,00
-
15 André Luís Contabilidade R$ 950,00
16 Thiago da Silva Vendedor R$ 830,00
- •1

.... Analisando a situação dos salários insira a seguinte fórmula:


Se Salário base for até R$1850,00 o funcionário estará ISENTO de pagar Imposto ele Renda .
Se Salário base foi entr e R$18o 1,00 "' h~ ..3GC,u0 o fun~ionâriL1 irá ri..:.gar 10% cfv pag.1r l111pcstc
Je Renda.
St-: 3cdá ri.1 base fel' conn p T..:~ílr íll) - j"ll' • nn (](l • hmdon3rin ir.~ r ·=1gar 15~1.1 d~ pagar lm110.:;tri

..
..
de Renda
Se Salário base for maior que R$3SOO 00 o funcionai ío irá pagar 20% de pagar Imposto de
FUNÇÃO CONT.SE
Esta função é da categoria Matemáticas, e é usada sempre que desejamos
saber a quantidade de vezes que determinado valor se repete r1um mtervalo.
Essa tabela abaixo, simula as vendas de uma concessionária de veículos em uma
semana.
Para facilitar, insera apenas o nome do clienre e o veículo que ele levou, e
coloquei apenos 3 dift..rentes também para não complicar
Corno a tl"1beiu é pequ~ ria, fica fácil r i"ic r quantos veículos de cado. mndelo
foram vendidos
Imagine agor·a se a Tabela cont1vess~ ::>00 1e91s1ros e 15 mod~los diferentes de
veículos . -;,erin b.e1 n rnttis 11 obalhoso riao !
Para isso existe esta f11nção. Veremos agora como usar a tunçdo CONT.SE para
"contarn quotiías vez s cada carro o efldt o.
Monte a seguinte plc:inilhc.

-~-
G
1 Levantamento de Vendas
- 2 Nome Carro Carro Total
JAugusto_ _.1-G_o_l_ _ _ _- - 1 3ol
.i :Marcos Fox Fox:
~ !Ricardo Prisma Pr:~mia
o Luciana Fox
1 Anna Prisma
Graca Prisma
~ +---------1--------1
9 José Gol
10 Jacira Fox
--1-~~-~-1-~-~----1

.....-.
1l Thais Fox

Calcularemos primeiro o total de vendas do Gol. Para isso pos1c1one o cursor na


célula E3 e abra o Assistente de funções. Localize en-rao u runção CONT.Sf:

....... (categoria Ma1emáticas) e clique f.t11 P1·óximo. A janela que deverá aparecer é a
seguinte:

....... f iucrruuc 1

..
s
'.1~i...O~H
·~cT
IH
ALL<TÓI"
'N-IAlÓRIC:tfHRE
••l'.W
ol,..·::t • L fli
""'fEOOtlu.\P P~•-o:.i o
~ 'l..l\fDOllD~P ~ARA.{ li t~
Fórmula

.,
......
AWI

9!t AS!<~

'"''
LU.ll.'.

(1111-;.ll!!r
1 "'

.....
~---
Mórl J-f f,..V IÇJdO•

10

o intervalo, que indica em quais células será feita a verificação, e critérios, que
define o que será verificado.
No campo crirério, po 1e-se usar os operadores matemáticos <,>,<>,<= >=e=.
No caso do sinal de igual(=), este pode ser omitido, digitando-se apenas o valor
a ser pesquisado, que pode ser texto (entre aspas), númervs ou um endereço de
cé lula, e nest~ caso o Cate comparai''Ó com o valor da célula em questão.

Paro t10Ssú exemplo, o intervalo sera $B$2:$B$10, pois são essas células que
cotti êni os volor·es a :-;4.;f\;.tn verificados. J a em ct'irérios, p de-se digitnr 1ani o
·•c.::;ol' (texto) quarrlo 3 (cefula de r ret1l..I tll! contet. p davru ':7 !) No
entwd·o, e rnelho1 endere o da c~dulu por do:s mot
uSllt ... pr•m > r que
se o valor de D3·for modificado, o CALC outomat1camer1te "econtaró para este
novo valor, t? o segmido é que facilita pnra copiar a f6rmula e colar tia::; linhas
seguintes, po1:c; o CAL< atualiza de acordo corn linha. Is~ que.· d •.l:et" que se
\!

você copiar a fórmula que está na célula E~ pato. a célula -4, a o campo cr•itérios
serét ntuali::rndo automaticamente para D4. pnis 11esse caso est6 se referindo
uquela lit1ha e fará a verificação para o valor seguinte (Fox;. J.á se for
preenchido com "Gol", o Cale continuará comparando com Gol, mesmo que eu
deseje comparar agora o Fox.

...... A janela preenchida deverá ficar assim:

Após o preenchimento da f6rmula em todas as células, o Cnlc deverá reior•riar

-.-. cnterio! {obrigatório)


O intervalo di:; álulds contendo cs critérios dE pesqui.-11.
os seguintes valores:
../ GOL = 2;
FOX =4;

-.--.
V
intervalo 1fx 1 83:811 v" PRISMA:: 3.
<ritérias j /x 1 03

......
........
.....
.,
......
.....
...
FUNÇÃO SOMASE

Também da categoria Matemáticas, a função.SOMASE efetua a soma dos


valores em um determinado intervalo, base'1do na condição estabelecida. Vamos
considerar, como exemplo, a tabela abaixo, que contém as vendas dos
funcionários de uma loja em um determinado dia:

"' loJa do exemplo, ~·J~::::ui três vendedor·e ··José. Fernanda e Arnaldo. Sabemos
<llle o ti>'tC\I de venda.::: dos 1rês foi R$1 771,00
Mos quutn ~Pnde1
ad uw.?
Para :,aber, recora·emos d fUt1ção S -'"i.::>E.
1) Antes, motite o planilha abaixo:
,-
~ - A - B-
1 , Levantamento de Vendas
2 ;vendedor Valor da Venda
3 ,Arnaldo R$106.00
4 !Fernanda R$ 58 1 00 Vendedor Total
, José R$ 42,00 Arnaldci
6 Fernanda R$ 95 100 Fernanda
7 Arnaldo R$159,00 José
a Fernanda R$ 522,00
9 José R$198,00
10 José R$ 26,00
11 Arnaldo R$ 60,00
-
12 José R$ 302,00
13 Fernanda R$ 203,00
1.1 Total R$1.771,00

2) Depois de monlada a planilha, coloque o cursor em E5, e abr•a o


assistente de Funções.
3) Localizaremos a função Matemática/SOMASE e clique em Pr6ximo. Esta
função possui três parâmetros:
../ Intervalo (obrigatório): é o intervalo de células que contém os valores a
serem verificados. No nosso exemplo, é de A3 até A13 (1'\3:A13);
..; Critérios (obrigatório): funciona da mesma maneiro que na função
SOMASE. Para o caso do Art1aldo, deve ser preenchido com D5 ou
"Arnaldo";
../ Soma_intervalo (opcional): define o intervalo que será somado rias linhas
em que o critério for atendido. Se fot· deixado em l.>ranco, o Cale assume
que o soma_mtervafo é igual ao mter·valo. Lo1no r1ão é tSSC\ qu!? queremos,
pr eencheremos este campo com os valores corretos, que no caso é
B3:B13 .

..
2

O preenchimento deverá ficar assim :

:oma_intmalc (cpcicnalj
O intervalo de valo r~s que n~rãc tctah?adc!.

intervalo 1r.1 A3:A13 l~ll


~ritérios 1!~ j 05 f~D
!_Clila_i11tErJak1 Ju l 63:613 1/1

Fo1n1ula c.uf(,,
:::501 lA$E1,u,J:,...1J·D:i:

O que foi feito acima foi o seguinte: nas linhas em que a oluna A cor1tém
nArnaldo", soma-se o valor da coluna B rta mesma linha. aso contr·ario, nao
soma. O valor· da f6r·muia pai·a o caso d0 At ·naldo deverá s . . r R$325,00, o de
Fernanda R$878,00 e. o de José será R$568,00, de acordo com a figura abaixo:
A l_ 8 _,_ e D

-
1 Levantamento
--- de Vendas
.., J Vendedor
-Valor da Venda

...... 3 Arnaldo R$106,00


~ 4 Fernanda R$ 58,00 Vendedor Total
s José R$ 42,00 Arnaldo R$ 325,00
99 6 Fernanda R$ 95,00 Fernanda R$ 878.00

-...-. -
·~}'. Arnaldo
8 Fernanda
-
9
10
José
José
R$ ·159,00
R$ 522,00
José

R$ 198,00
R$ 26100
R$ 568,00

.... 11
l~
Arnaldo
José
Fernanda
R$ 60,00
R$ 302,00
R$ 203,00

......
13
14 Total R$ 1.771 ,00
... 1

.. "'
FUNÇAO CONT.NUM
,

Pertencente à categoria matemáticas, a única função desta função é contar

.... quantas células contém valores numéricos r10 intervalo determinado, ignorando
texto e células em bronco .

......,
Para exemplificar, usaremos novame11te o boletim que foi usado para
exemplificar a função SE.
13

Suponhamos que desejássemos saber quantas células possuem valores


numéricos (notas) em todo o int ervalo da tabela, que vai de Al até G6:
--1---A- B _l C ! D [ E 1 _F_~
1 Disciplina 1° Bimestre 2º Blmeatre 3° BlmeB(re 4° Bimostre MEDIA Rest-
llt-
od~
o-
Portuguêf 7O 6O 6O G5 64 IReprov~Ç10 L
3 Matemática G5 1 75 aO 5.0 6C Reprovado
4 Inglês 9O fl O 95 10 O 91 Aprovado
5 Hlstôria 9O 9O 10.0 9.5 9 -1 A~rmado
6 Geograth a5 9O •O 3O ~ A~m;ado
7

1J l · ui l ,
~

2) Na célula g1o para insit·ú a :;egu111te função: ::CONT NUM(Al:G6 ), ou se


pref~ i1·, dwma. ü . ,s!'jis e . _ J fu. ~J'es, localizar :unç?fo CO~.JT.1\!LIM
e, em valor 1, d191tar o intervalo. O valor que a função retornará ?er·á 25,
pois e:;;;a é a quem iclo.d.z de r: iu as • a possuem \.Ire~; r1uméricvs
tK1quele inter·vafo.

FUNÇÃO CONT. VALORES


Difer entemente da função CONT.NÚM, que pertence à categoria Matemát icas,
est e função pertence à categoria Estatísticas. Et1quanto 1.1 primeira função

..
soma analisa apenas células que contém números, a função CONT. VALORES
soma células que possuem qualquer tipo de dados (texto, número, smats e até
espaço em branco) não contando apenas células vazias. É importante ressaltar

--
ml!f que se for pressionada a barra de espaços no 1·eclado, o Cale não a considera
mais aquela célula como vazia, e será contada na função.

Como exemplo, usm·emos o r1osso BOLETIM ESCOLAR, para verificarmos a


~ difer ença.
1119 1) Na célula AH , Diqite: "Total de Células que Contém valores:"
2) Na célula Bll, u~~ite =CONT. VALORES{Al :G6), ou se preferir use o
Assistente de Funçõe5.
Vej a o comparat ivo das duas funções no mesmo exemplo:

..
({I · r. IA l 1111
'1

_1_r.- lp-lln_Aa_ _. l1º


O_ls_c_ Bl~~stre.12º Bl~estre 13° Bl~estre ~º Sl~estre 1 MÊ~IA 1Resul~do _J_
21Português 7,0 6,0 6,0 0,0 4,8 Reprovado
.? 'Matemátice r., r 7 ~ 8O 5,0 6,6 Recuperação
4 Inglês 9,0 8,0 9,5 10,0 9, 1 /"\provado
s História ') O 90 1OO qf 9 ~t .l\orovado
6' Geografia 8,5 9,0 9,0 8.0 8,6 Aprovado
7
-
8
9

!ô T otaJ de Norns 2'1


iota! d
C&1ulfi::1 qu~
Contêm valores
D
FUNÇÕES E E OU
Estns tunções f 01'ato ....olocado::; jun .-a . poi , em fut1ção m 1to SC'tnelha lt~·
ambas fazem comporação de pelo me,1os duas cond1çô'es e etm·Hnm
VERDADEIRO õU FALSO, dependettdo das condiçoes.
As duas funções pertencem à categoria Lógicas.
Tanto a função E quanto ·a função OU sêío raramente usadas sozinhas, pois se o
forem, o resultado sera apenas u palavra VERDADEI~O ou <l palavra FALSO.
Elas são utili zadas geralmente de auxiliares para outras funções,
principalmente a 'fun~ão SE.
Antes de vermos um exemplo de cada função é importante entendermos a
dif erença de uma para outra.
Como informado, ambas as funções precisam de pelo menos duas condições para
funcionar, o que faz com q~e a sintaxe das duas seja a seguint e:

.; Função E - =E{condiçõo 1; condição 2; ... condição 1l);


i1 Função OU- =OU(condição 1; condiçao 2; ... condiçtio N)

As condições 1 e 2 foram negritadas por serem obrigatórias, etlquanto que as


restantes são opcionais. Cada condição é independente, ou seja, uma pode ser
verdadeira e outra fal':ia. A função retornará VERDADEIRO ou FALSO
dependendo das condições e obedecendo aos seguintes critérios:

./ função E: retornar á VERDADEIRO somente se TODAS as condições


forem verdadeiras. Havendo pelo menos uma falsa, o resultado será
FALSO;

./ Função OU: retornará FALSO apenas se TODAS as condições forem


falsas. Havendo pelo menos uma verdade ira, o resultado será
• I •

Para exemplificar, vamos ver alguns exemplos:

~ =E(2>3;5=4) retorna FALSO, pois 2 não é maior que 3 (FALSO) e 5 não é


igual a 4 (FALSO);

~ =E(31 >18;23<20) retorna FALSO, pois apesar de 31 ser maior que 18


( VER()ADEIRO), 23 t1ão é menor que 20 (FALSO). Comc.i temos uma
verdadeira e uma falsn, retorna - ALSO;

0 -E(3=3; 7 2) r·etorna VERDADEIRO 3 e 1guu a 3 e 7 é maior que


pu1::>

2: Como i-odas e.~· cond1çõ+:;~ suo verd110 iras, retorn u VERDADEIRO;

tJ..,, ==0U{3=4;5>7) re1orna FALSO nois 3 não é igual a (FALSO) nem 5 é


ma101 • que 1 Quor1do ambas as condiçoe:l são f a Isas r·esuli«1do é f ALSO;

l;!;> =0U{4>2;(32/4::-9)) 1 etorna VERDADEIRO, pois 4 'fJlaior• que 2


(VERDADEIRO). Mesmo a segunda condição (32/4=9) set1do falsa, rt(.t
função OU é necessário que apenas uma condição seja verdadeira para
que a função retorne VERDADEIRO;

~ =0U(15>l0;17·:20) retorna VERDADEIRO, rois ambas sõo verdadeiras.

Como mencionado anteriormente, essas duas funções s(fo geralmente utilizadas


como auxiliares de outras funções, principalmente a função SE. Vamos ver um
exemplo de cada uma delas como auxiliar, iniciando pela função OU.

Imagine qu<! você trabalha por hora e por isso precisa ter um controle de
quantas horas -rrabalhou no mês.Você poderia fazer uma planilha parecida com o
seguinte:
1 - - - 1 - - - : 1_ j_ _ :.B _ l 1.

1 Data Entrada Saída Horas


01102114L 13:00:001 16:00:00=C2-B~
3 02/02/14
" 03/02/14
5 04/02/14
05/02/14
A princípio, tudo parece estar certo, pois foi usada uma função que calcula a
diferença entre a ho1·a de saída (C2) e a hora d<' entrada (a fórmuln usado em
D2 foi =C2·-B2)
Essa funçêfo vai calcular o que desejamos, que é a quantidade de horas
1-rnhn , , .. "'
1

Porém temos um pequeno problema: enquanto tivermos digitado apenas um dos


valores (B2 ou C2), o valor de D2 ficará incorreto, pois como ele calcula a
diferença entre 82 e CZ e se um dos valores estiver em b1•anco, o Cale
considera esse valor t.:omo sendo zero. Veja:
A 1 B D
1 Data Entrada Saída Horas
2 01/02/14 13:00:00 16:00:00 03:00:00
3 02/02/14 14:00:00 10:00:00
4 03102"14
0402 4
1
" 05:'02·1

No caso da figura acima, C3 está em branco e por isso o Cale cot1sidera o valor
fnltat1te como ~endo er·o (convertido e::tu hor•as é: igual à eia- noite). Como da"'
14hs até o meio-raoite se passam 10 horas .. é es::>e valor que ü Culc pr~eriche
em D3 Para evita.· que isso ocorra1 podemos aperfeiçoai" l fórmula em D3 pa1'a
que o cálculo seja feito apenas quat1do a11lbos os valo1·es e~;t1ver·et11 pt·eench1dos,
caso contrário D3 fica em branco.
('t fórmula a ser usada é a seguinte:
Asúl~ntr: de funçõe.;

j Funr;éles Estrutura I
1 SE Re:iultada d;; funçiic 1

1.,ategoria Especifica um teste lógico a executar.


!Lógicas_
Valor_$t:nàc 1opcional1
Euncíio
O resultado da função quando o resultado dáte.rte retornar FALSO.

Teste 1f x_I OU183:;. ·C3=""1 1r:: 1


:E.E.MAO.DISP
'Jalc1_entfio bJ ""
J JI;:JJ
S(EMO \alcr_senac 1fx1 C-S:. !"'"""
VERDADEIRO
xou

Fórmula r.e:ultado 1
=5Eí0Uí63= ·~:G= ""r""·

MBtJicial
,-<< Ycit!r OK

O que foi feito acima foi o seguinte: usamos uma função SE, que em seu Teste
usa uma função OU. O t1·echo =OU(B3="";C3= " ' ) verifica se B3 ou C3 (ou ambas)
1

..,.., estão em branco .


17

Enquanto pelo menos uma das duas estiver em branco, r etornar á VERDADEIRO
e o valor em D3 será em branco t ambém. Para que o que t este retorne FALSO,
é necessário que ambas as células estejam preenchidas, e nesse caso a função
executará o cálculo (Teste_senão). Veja isso tla prática:
Então vamos ao exercício:

1) Preencha nossa planilha com os dados abaixo:


1 __ A _ B __ Q
1 jDam Entrada Sa1da Horas
') 01/02114 3:00·00 16-00·00 03·00· o
3 1 02/02(14 o.uo
03i02/14
04/02114 10:00:00
os 02/14 s·oo·l)c

Obser'Ve os camµo::: que l1ão t1os r·elot nc.uu 1 esuliados, poL )stão incompletos.
2) Agor a preencha como a planilha abaixo e observe os mesmos campos:

1.
1 Data Entrada
2 01102114 13:00:00

...-- 3
4
5
02/02/14
03/02/-14
04/02/'14
05/02/'14
12:00:00
08:00:00
10:00:00
07:00:00

.......-..
6
-8 r -,

.....
Vamos agora ver um exemplo da função E dentro da função SE. Suponhamos
que você tenha a lista de clientes abab<0, e você vat fazer a oferta de algum
produto:
~

......
..,
1) Monte a planilha:

..
.....
C.oni ,(~1lfl{lJO Prvf. Amnl /,.A llV dOJ IVlódu/u 1 Eual AVl'lll(ado • 2011
]"

~
B e ___.
1 NomeA Idade Renda Selecionado?

3
·. 1Juan
Carlos
19
23
R$ 900.ool
R$ 700,00
l
4 Fernando 32 R$1.500,00
5 Mareia 35 R$ 950100
6 Camila 27 R$1.200,00
7 Let." ia 45 R$ 4.000,UO
8 Bruna 29 R$-.500,00
Th"t;i o
li) Alexandrê ). (
"' . L U' ~· J
u Gíane 37 R!f ·1 400 00
1- Sidnei 23 R$ 850 00

No errl«.ir1to, esto oferta r1ão sera te1ta a todo~~. e sim apet1u~ aos que a1et1det11
aos cr1ié1·1os estabelecido:;;, que no ~"é
a) Idade a partir de 30 anos e renda a parrir de R$1.500. 1-...Ja coluna D,
deverá ser escrito "SIM" para os clientes que atenderem os dois
critérios e ''NÃO" para os clientes que otenderem ap.:;nas um dos
critérios (tanto faz se é a idade ou a renda) ou nenhum.

Teste 1fi<1 E(B1>::.:!Q;C2>:1500}

Valor_entiio 1fx j ªSJI,f"

'v'alor_s:enao 1b. I "NÀO"


O que foi feito· no exemplo da figura acima foi: primeiro usamos a função E no

teste da função SE pat'a que a mesma verifique quais atendem os critérios

determinados. Para os que atende1·em os cdtérios, retoM1uró

SIM(valor_então), e para os que não atenderem, retornarú NÃO(valor_senão).

Depois de preencher a fórmula para a primeira linha, pode-se usar a alça de

preenchimer1to as linhas seguintes, na coluna D.

A tabela preenchida deverá ficar assim:


Cor;r,f1111açl10 l'faj. Amald.:1 Ar vedo M6'111fo J - €1tul Avcw;fhft> • 20JJJ

A ]_~ 1 e
1 Nome Idade Renda Selecionado?
l Juan 19 R$ 900,00 NÃO
3 Carlos 23 R$ 700,00 NÃO
4 Fernando 32 R$ 1.500,00 SIM
5 Mareia 35 R$ 950,00 NÃO
6 Camila 27 R$ 1.200,00 l\lÃO
7 Letícia 45 R$ 4.000,00 SIM
a Bruna 29 R$ 2.500 00 N/~O
....
T1g R S! 'i
...,. ......
10 Alexandre R$ 400 OONÁO
ll Giane 7 R$ 400 OONÃO
Sidnei
1
23 R~ c:o 00 NAO 1

FUN~ÃO PROCV
Esta função pertence à categoria Planilha e é utilizada em matrizes de dados
(tabelas com pelo menos duas linhas e dua.s colunas) para pesquisa de valores.
Ela pesquisa um valor na primeiro coluna da matriz e, caso seja localizado,
retorna o valor de qualquer coluna, na linha onde o valor procurado foi
localizado.
Vamos a um exemplo:
1) Monte um documento novo com os seguintes dados:
_ A 1 _ _ _ _9 J -.--t_.-__,_
t LISTAG~M DE MERCADORIAS EM CODIGOS

3 CÓDIGO MERCADORIA. VALOR UNITÁRIO


4 3501 Morntor R$ 280,00
5 3502 l QllS ~ R$12,00
li 3503 CD R$ O80
i 3504 DVD R$ 0,95
o 3505 lmpret1sora .1uitifunc1on R$ 220,00
9 3506 Teclado R$ 33,00
JO 3507 Caixa Som R$ 35,00
11 3506 Cabo USB R$ 18,00
1- 3509 Suporte Lap-Top R$40 00
13 3510 Etiquetas R$ 23,00
\4 3511 ResmaA4 R$13,50
351:? Resma Otrcio R$14,50
16 3513 Cartucho HP R$69,0n
17 3514 Cartucho Cannon . R$ 59,00
18 3515 Cartão memória R$ 10, J
couiao m: • noi.;uros
lla rl

2) Salve a planilha com o nome de: "CODIGO DE PRODUTOS"


L---
- & ~

l NOTA FISCAL DA LOJA ABC Abra outra planilha e agor a preencha os
? 1 Rua: lbiti(tva, 151_- Padre Mioual - RJ
3
-Códlao seguintes dados:
i t.'iercadorla ~ator Unltâno Valor Total
'
6
-
7
a Antes de usarmos função, vejamos os
D
l•J parâmetros da mesma:
ll
u v Critérios de pesquisa
-
u tobriga1ório): é o valor que será
procurado (t 1 •:)SO ca~u o 'tome
~

1
J_
1
1
l
Ili 1 1r.m1I '
1
1unção pesquisa aper1Cts na p1·1rneiro.
. olutia da tabf>I :
./ Motrb: {obrtgatório) ~o int~ \alo or1de ~stão os d· os·
" Índ•c~ {obrigatório}: é o núm r da oluna onde se eseja que se retorne
o vc!or
" Ordem de classificação (opcional): pode ser preenchido com
VERDADEIRO (ou o número 1), FALSO (ou o número O) ou deixado em
branco. Caso seja VERDADEIRO, será necessário classificar os dados em
ordem alfabética , caso contrário dará mensagem de erro. Se for falso,
não é necessário classificar. Se fot' deixado em branco, assumirá o valor
VERDADEIRO.
1) Agora sim vamos à tabela.
2) Na célula (A5), digite: 3501
3) Selecione a célula (B5) e abra o Assistente de Funções.
4) Procure a Função: PROCV, que se encontra na. Categoria: Plar1ilha.
5) Preencha os dados como o da imagem abaixo,

11u11.11:.. uc::·;c: :.r-1 i..10:..::1111-oua c::111 t..1ue111 l.1e::1..c:11.o:.

{rítéri<> de pBquisa 1 f~
1
-1 ~s 1..--ol

matril 1 t."x j ·coOIGO DE PR.ODUTOS IG_' j


Índice r.1.1 ~ léJ l
j~ j
1
.o.relem de dar!ificaçâo j /x 1 O

Fórmula RESultadc jrv1onitor


:PROCV(AS;'CODIGO DE PRODUTOS'..i.44:03;2; .1

6) Repita o mesmo procedimenro paro as coluna ref et·~nte::> u vc:do1· uniniriõ.


7) Preencha mais alguns campos abaixo com a mesma fórmula.
Ca rd2nnç8" l'rcf. Arnaldo Ar v do -Mdd11/n l -Exccl At an tJ •

UTOFILTRO
O Autofilt r o é um recur so que permite selecionar alguns valores da planilha,
que atendem ao(s) cri1ério(s) especificado(s). Pode-se usar tanto critérios
simples de pesquisa quanto critérios personalizados.
1) Monte a planilha abaixo:
A B
1 tlome Idade Sexo
2 João 23 M
3 Maria 27 F
32
19
.,
24 F
52 r~,

2'' M
18 F
...,
- F
F
2) Pora acessar, deve-se colocar o urso em qualquer elula da linh._t qu~
contém o ro1ulo (nome dos crnnpo , ,. notne, aade te).
3) Selec1onar o menu Dados - Filtrar - AutoFiltro. Do ado de cada célula
da linha selecionada aparecerá o símbolo, que indica que já podemos
iniciar a filtragem de valores.
Como você deve ter percebido, o símbolo mencionado no parágrafo anterior
apareceu ao lado de Nome, Idade e Sexo, que estao todos na mesma linha.
Esse símbolo é um botão clicável, e quando se clica em cima de um deles
aparecerão os seguintes itens:
./ Todas: essa opção é·utilizada quando foi aplicado cdgum filtro e queremos I •

que todos os i·tens sejam mostrados novamente E como se a filtragem

..... f osS€-.. Je;;feita;


./ 10 primeiros: mostra apenas os dez primeiros itens da lista para aquele

.......... fi ltro, independentemente de outros critérios;


..t Filtro Padrão: permite us3r critéf'ios personalizado de filtro. Será
estudado mais adiante .

......... 1

J
Nome
João
ene
E)ldnde
23
27
1)

G3exo
.:

M
i=
G

.......
' Pedro 32 M
:s Alberto 19 M
C•'!!! 16 F
1 Denise 22 F
1 Fábio 24 F

..-
1 Mauro 52 M
J;""'Peblo 29 M
u CetlB 16 F
u JanetfJ 25 F

....-..
u Camila 16 F
u

..
~

_,
~ Além dessas três opções, aparecerão logo abaixo alguns itens, que nada mais
são do que os itens que constam naquela coluna. Por exemplo, se selecionarmos o
~
-..
_,
botão do lado da coluna C (Sexo), apareceréfo·M e F, que são as opções
disponíveis para esta coluna:
_, Se clicarmos na opção 'M', a lista será filtrada, e serão mostrados apenas as
-..
.., linhas que contém M no sexo:

...
__l_.___B_____,__ e 1
_, ~ [~~=e
1 A _

Gldad~
- --'

_, 3 GSexo .i G
~PeJ
_, F-

.......
illl!t
5
9
~Pablo
!Alberto
1
1Mauro -.,
19
b-
29
lvl
M
M

....... ~4,_ j

No·te quE-, <issim que ur1\ filtro é ãplic<Jdo a uma C(}luna, o b·-tão muda de cor,
passando a ficar azul. Se forem aplicados filtros a outras colunas, acontecerá o
..,
....,.., mesmo com elas:
3) Deixe agora somente quem tem a idade de 29 anos .
Observe que Pablo / foi o que retornou. Coso houv~ssem mais, seria mostrado um
em cada linha.

..,
-'9
_,
Além dos filtros simples, existe também a opção Filtros Padrão (que nada mais
sêío que filtros Personalizados). Suponhamos que quiséssemos visualizar todas
as pessoas do sexo masculino cuja idade seja maior que 25 anos.
Nesse caso, primeiramente temos que selecionar 'Todas• 11a coluna Nome, para
voltar como estava antes.
Após isso, selecionamos a opção 'Filtro Padrão'.
A seguinte caixa de diálogo surgirá:
Filtro padrão

..,
..,
Critério~ de filtragem
Operador Nome do campo
EI 1
Co1idiçi.io

....,,,.,...J .=- -___J:]


Valor
EJ ,.
-
[ _8 L~~:~ ., 1 ·_- -

..__ _,,_ 1 '- ' .! • J ._-


e_--·-j 1.- ~·.~~~-1 ·--·---~ [ ___ -
---··-_!

..
..
..
·------

Nesta caixa de diálogo existem:


--- - - ----

s
./ Nome do campo: qual campo será utilizado na filtragem (neste exemplo.
existem as opções Sexo, nome e Idade);
./ Cotldição: contém um operador matemático que será usado para
compar ação, os
quais são os seguintes:=,>, <,>=, <= e<>, que já foram estudados ar1terior mente,

...., além das seguintes opções:


... o Maior: mostra os n maiores valores da lista. Por exemplo, se você

,....,
~ selecionar esta opção e em valor digitar 5, aparecer(fo apenas os 5
muior'ê$ volor·e~ da lista;
~ u Metso~· 1J 1fl uo Yiter10 n1 ,):,; menor·_ .

....._,
""'9
~
a. o Maior 'l~· t1to;:;tra. os h'í~ mmo1 ·e~· valores da lrsta Por exemple . .:·e !'~Un
liç1u cottt(::ni \O •!úlcH ·es
30,
de 50);
10 ~ele io11ll i"Sta 0µ1 úo e Pt11 valor digii·n
serão 1110.-·trados apenas os 15 maiores valores (15 equivale a 30'/o

.....,_,
_,
.;
~ o ·Meno~ '10: !de1i1

Vaior~
ao ant~riuri, ji•3•~t:.!'I'\ 1-om 0s menores.

é o valor de r efer êhc1a, que seró comparado com os ôUTrõs para


que se decida quais valores serão mostr ados e quais não serão .
_, Voltando ao nosso exemplo, para que sej am mostrados apenas os que tem mais

....._,
_, de 25 anos.
1) Configure da seguinte maneira:
Nome do campo: Idade;

_, Condição: > (maior);

..,
...... ___
1
Valor•: 25.
Clíque em OK. A tabela deverá ficar assim :

Nome
~ l
Gldade
1

c:JSexo
e J
G
_,
1111'9 3 Maria 27 F
.., 4 Pedro 32 t'/l

.._,
_, 9
10
lvlau1~0
Pablo
52
29
l'v1
M

_,
~

_,
Da mesma maneira, podem ser usados , filtros para calcular valores inferiores a
um valor x, iguais ou diferentes. E necessário apenas ter cuidado com o maior
(>) e maior ou igual (>= ), pois no primeiro caso serão localizados apenas os
valores que são superiores ao valor determinado, enquanto no segundo caso o
valor entra junto na lista, caso haja. Por exemplo: se tivéssemos colocado no
exemplo acima para localizar os valores maior e.s ou iguais a 25, e houvesse 25
na lista, o mesmo ter io sido tnos-trado.
O filtro padrão pode ser usado para filtrar mais de uma condição ao mesmo
t empo.
Por exemplo, se quisermos que seja mostrado apenas os que têm idade entre 20
e 30 anos, inclusive, n~o será possível usando apenas filtro simples. Teremos
que acessar o filtro padrêfo para este caso. No filtro padrõo podem ser usados
os operadores E e OU, que tem o mesmo sentido das funções E e OU, vistas
anteriormente.
Então, para o exemplo do parágrafo anterior, configuriamos da seguinte

maneira:
Filtro padrão

Cntem:::_ de filtrnijr:m
Operador t fotn~ da carnpo \lakr
11.fade

E ..- Id. ele .. :: T 30

·-'-M-ai_t .QP-ÇÕ_es_~ l_l:=::_A_~_· ---------º~K~---


__ _'d_a __J L Cancelar ~
No exemplo acima, foi usado filtro E, que só retorna os valores em que todas as
condições forem verdadeiras. No nosso exemplo, as condições foram: idade
maior ou igual a 20 E idade menor ou igual a 30. Quem tem 52, por exemplo,
atende à primeira condiçZfo, que é idade maior ou igual a 20, porém não atende à
segunda, que é idade menor ou igual a 30. Por· isso, nao é mostrado.
A lista que contém os valores que atenderam aos dois critérios é a seguinte:
D
-
1 Nome Gldade [::JSexo G
-.9 2 João 23 M
99 e:
J Maria 27 1

7 Denise 22 F
8 Fábio 24 F
10 Pablo 29 M

1 •
25 1 F l
Já o operador OU faz com que sejam mostrados todos o ) critérios que tenham
pelo menos uma condição verdadeira, não importando o resultado das outras.
Por exemplo, ir·ernos inverl·Gr agora, queremos que sejan1 111ostrados apenas os
que tenham menos de 20 e mais de 30. Com o operador E não seria possível, pois
não tem como um vak•r :SP-r mennr <1u~ 20 e maior que 30 o mesmo tempo.
Para isso, usaremos o operador OU, e o configuração seria a seguinte:
Filtro padrão
Critérios de filtnigem
Opera der r~cme do csmpc Ccnd io \:alor

Idade .. <= 20
,----,
ou Idade • >: 30

l 1u1. 1 óe

E o resultado ser1ia o seguinte:


1 ..... J

Noane Gd de GSex r.;i


32
5
6
52 M
18 F
13 Carnila 15 F
Caso você não queira mms utilizür utofiltros, é s6 removê-los, clicando
novamente em Dados - filtrar - Autofiltro que ele desaparecerá.
Côt'flhnação Praj. ~rnol!lo /Uet<et4o - Módu/;, J - E){C/!I Avançou!• - 20.1 "'
26

VALIDAÇÃO
Este recurso t stá presente no menu Dados, e serve para limitar os valores que
podem ser usados em d~terminada célula Por padrão, as células aceitam
qualquer tipo de valor (r1úmeros, texto, porcentagem, data, etc.). No entanto,
existem alguns casos que necessitam, ou pelo menos seria mais útil, que fossem
delimitados certos tipos de valores, para evitar que sejam preenchidos valores
que não cabem em determinada célula.
Exercitando.
1) MonTe a segumte planilha:
' t -

1 Vendc-do1 C,~m ,/olor

3
1 t
--.
1

ô
1--
1 •

,.. '
1

11

2) Selecione a célula {A2) e acesse: Dados/Validação. Aparecerá a seguinte


janela:

·~ Veja um exemplo: suponha que você


trabalha numa revetidedora de
veículos e -tem que fazer a planilha
de controle de vendas. Digamos que
lntuinta d• cf.lulat
(istll existam três vendedores (por
Con· 1i m~n-tc d o tcla
exemplo: Paulo, Ricardo e João) e
cinco carros (Gol, fox, Palio, Civic e
~orsa). Vamos selecionar
primeiramente .k coluna dos nomes,
as células que serão utilizadas,
º' . .:..,•.., ~.u•, _11 E•ctfin.r_I depois acessaremos a jane 1a de
Validação, e selecionaremos a opção 'Lista'. Após isso, em 'Entradas', digite os
nomes que você quer que sejam possíveis utilizar, urn em êada lir1ha. Para passar
para a linha seguinte, pressione Ef\ITER. Caso você deseja que os nomes sejam
classificados em ordem alfabética, marque 'Classificar os ·1alores em ordem
crescetite'. A lista preenchida ficará mais ou menos assim:
Coord"na;lJn ProJ. Arnaldo AteVl!rl" ·- 1116du/n 1 -E1te~"1Avançt7do · 21114
,,
Va 1:1aça!> d1: dados
Feito isso, clique em 'OK'. Você voltará
CrMnos .AJuda de entr11d11 IAlerta de erro l
para a planilha, porém ao selecionar
uma das células que foram validadas,
Pemiitir
aparecerá o símbolo , que ao ser
Pem11l1r célult1• ;,rrr !tranco
pressionado most rará uma caixa de
seleção contendo os valores que foram
digitados na lista.
Jcác
Paulo Isso quer dizer que, no intervalo que
P.1c;;rdo
f oi f eita a validação, será permitido
ig1t ou se 1 r pe 1as os · ·alores
que estão na lis. ~aso você d igit e um
valor diferente dos valores da lista,
~parecerá uma mensagem de erro ::;imi lar a esta:
_ibreOffícé Cõlc

valer i n~ ~li de.

Cil
J 1

!--~-----
Essa mensagem é a mensagem padrão de erro. No entanto, você pode escrever
a sua própria.
Para isto, selecione novamente as cé lulas que f oram/serão validadas e selecione
a opção de Validação de Dados novamente. Em seguida, acesse a aba alerta de
erro. Apacerá a seguinte janela·
Validação de dados Na figura acima, já foram
- preenchidos os valores.
lcriterios •Ajuda de eontrada l Ali:rta de: erro
1
Essa janela contém os
1J 1 fv1o~ttar me;n!;agem de erre quando forem in~tndc" valore~ invalidos
1
seguintes itens:
Conttuclo ./ ção: que tipo de
i=,çáo P.ar11r ação será ef ei"uado
I ítulo · endEdc r nác Cada ~ttado
pelo Cale Pode ser de
t rês tipos:
Memagem de~no Por fa• ·or !'ZeJecione '.ti 1dedo1 na l1 ~tõ ,
v Parar: faz com que o
usuário tenha que
alterar obrigatoriamente o valor digitado para um dos valores da lista.
Aparece apenas o botão 'OK';
Vendedo• n3o C:irlastmio ~

Por favor selecione: vendedor na lista. l


~---OK
---------- -
.
-
.1
'

./ Aviso: permite que o usuário escolha ~ntPe aceitar õ valor que não está
na lista ou não. Possui os botões 'OK' e 'Cancelar', que se pressionados,
farêfo com qu~ o valor que nélo está na lista seja aceito ou não,
respectivamente;
V~ndedor não Cadaslrlldo l~

Por f avors.ledone vond•dO, na listil. 1

[ OK 11 Canc~IM 1
__;

./ Título: é o que apor·ecerá no barra de títulos (a bor ·a azul du mensagem);


./ Mensagem de rro: é a mensagem propriamente dit , ntormando sobre
rro oçnrr·1r:I
Outras colunas podem ser validadas túmbém, usando ta11to a opção lista quantf.I
outras opções. Pora a coluna do veícul , podemos usar a opçõo lista llOV•Jrnente,
incluindo agora os nomes dos veículos e 110 alerta de er·ro podemos escrever
para sc•led1)rtl!r um veiculo da lista

Já par·o. a coluna do VALOR usaremo!' a opção 'Número D~c1mal', pois nc exemplo


colocar·emos que o val1Jr· mínimo é R$15.000. Para isso, temos que selecionar em
'Dados' a opção 'Maior que' e, em 'Mínirno', digitarmos 10000 (sem pontos,
vírgulas etc., a meno.; que se queirn usar um valor "quebrado" como mínimo . por
exemplo, 10345,32). Veja exemplo:
Para este caso, colocadamos o aler1"a de erro a mensagem l•o valor mínimo
aceitável é R$15.000,00" ou algo do tipo.

•11.Jc~•• • dcclol

(f.lc.11C1t A.jüJ~ :t~:-T.ltJO:.L:J.J,l..n.ult: t,:t(,


- Além de Lista e t1úmero decimal, podem
1

C.ttmtlH
.

IJ 1r;ie1c; rf<n.1n·' (:J


ser validados os seguintes tipos de dados:
:tertc"ibt cdulu 1.:rn tJ.1111'1~
Da1a;
Hora;
Número inteiro;
Comprimento de texto.
Todos esses, com exceção de lista, podem
ser validados compar·ando valores, usando
os seguintes operadores matemáticos:
lJ!I - jW..rnlt Igual a;
Maior que;
Menor que;
~ Menor ou igual a;
Maior ou igual a;
Diferente de;
_, Entre;
...,
_..
...,
Não está entre .
.....,..., ...

..,
Cada opção selecionada deverá ser preenchida com um tipo de valor diferente .
Por exemrlo, ao selecionar 'Maior ou igual a', deve-se preencher o valor mínimo .
_,
........, Ao selecionar 'Menor que', deverá ser preenchido o valor máximo. Ao selecionar
'Entre', deve-se preericher o valor máximo _e o valor mínimos permitidos, e assim
por diante.

.........., TABELA DINAMICA


,..

Também conhecido como Assistente de Dãdõs, u Tabela D1r1âmica é um recurso

........ do Cale que permite. otnbinar e at1alism· du00s de formú !:.imples €.rápida. Pode
~er usndo poria cri tr unw 1~spécie d · · ·umo d( um conJur i de dad..;s.. fim de

....... dar umcc visão gerai .,:obre n representatividade desses dados .


O Assistente de..Dados é criado a partir de uma tabela no1·mai.

.....,-.. j
1) Para começar o exercício, monte a 'tabela abaixo:
1 __ _!.._ -~-1__B___·-· _
11Fma1
r1 =' Curitiba
Categoria
Hardw~r&
Valor
R$ ·t ~.418,00

.....,... 3 !curfüba
4 Curitiba
s Porto Alegre
Manut.=.ni:âo
SoftwarG
Manutenção
R$ 2.-1 10,00
R$ 3:i 40,00
R$ 1.900,00

.......
6 Porto Alegre Hardware R$ 13.600,00
1 Rio de Janeiro Manutenção R$ 4.269,00
a Rio de Janeiro Hardware R$ 16.100,00
g Rio de Janeiro Software. R$ 6.890,00

.,
10 São Paulo Hardware R$ 29.000,00
u São Paulo Manutenção R$ 7.483,00

.,
........
São Paulo Software R 11.440 00
São Paulo Consultoria R$ 13.581 00
1

......, Depois de a tabela estar pronta, clique em qualquer lugar dentro dela.
2) Selecione Dados/Tabela Dinâmica/Criar .
Aparecerá a janela abaixo, que 9ues1'iona qual a fonte de dados será utiiizada:
~!ecior.~~ origem ~·S.

..,
..,
. - - - · - - - - - - -·-- - -
Note que, ao clicar em qualquer lugar dentro

........
Seleção
o SEieção atual
da tabela, quando acionamos o Assísterite de
Dados a tabela é selecionada
Fonte de Ql!dos registrada M lii:m:Offke
automa·ticamente. Como queremos utilizar os

.., I__~_! 1-~;l !__..:ijuoe _I


..
dados ela tabela, deixamos marcada" opção
- -- - - -- - 'Seleção Atual' e clicamos 'OI(' .
Após clicarmos em 'OK', aparecerá a janela abaixo, que serve para definirmos o
layout da tabela dinâmica, ou seja, em que posição cada valor ficará:

Cada título de coluna é representado pori um botão, que pode ser cJr'rastndo
para qualqu~r uma das posições à esquerda (retângulos brancos), sendo que
cada urn re..presenta os dados de uma forma diferente. Na figura acima, os
,...
,...
Ct1Mdena, ifa Pl'tJ/. Anwldu Azevedt1 - M&ú11/o J -Eucel A11l'1t1Çrirlll • :!Ot4
3U

,....
,...
ootões já foram arrastados para dentro de seus respectivos campos desejados
(Coluna, Linha e Dados), e o resultado (para este exemplo) fica assim:

,...
,.... leyout

....,....,. f !101

,.....
~

,....
,....
1.1••1

,....
,.... 1 Df1tp1 .
,, h ,1

,...
~

-..
_.
.......... · Sorna - Valor Catecioria •
r ilial • Cons111to1ta Haraw:;ire W.anutençau Boftwa1e

............ Curitiba Rs 12.-118.00 RS 2.. 10 00 R$ 3 140


• Porto Alegre RS 13.600,00 R$ 1.900,00
- lo de Janelr R$ 16.100.00 RS 4.269.00 R$ 6.890.
a ão Paulo RS 13.1381,00 R~ 29.000 00 RS 7 483 00 R~ 1 4-10

........ No exemplo acima, o campo Filial foi colocado em 'Campos de Coluna', e ficou

--
na primeira coluna .
O campo Categoria foi colocado em 'Campos de Linho', e seus valores ficaram
~ em uma linha.
Já os valore~ em si foram colocados etn ~campos de Dados' e ficaram na

§
~
parte dos dados, fazendo in1·erseção entre as respectivas linha;:; e colut1as.

Os que não existem na ·rabeia ficaram ~m bratico. Por exemplo, rião co ~·ista
nenhwoa consultoria paro Curitiba na tabela, por isso a mesma ficou em
~ branco. Além disso, a tabela mostra o total, tanto de cada linha quanto de cada
~
coluna.
i-.
,...
~
Caso o usuário deseje, pode rearranjar os dados de outr a maneira, de acordo
com a sua necessidade. Para isto, basta clicar em cima da t abela dinâmica com o
botélo direito e em seguida selecionar a opção 'Editar Layout. A mesma janela de

§ antes será mostrada.


Após isto, basta arrastar o campo desejado para a posição desejada.
Veja abaixo outro e>(emplo de tabela dinam1ca, utilizando PS mesmos dados,

e tendo apenas sido rearranjados:


As alterações que foram feitas foram apenas inverter a posição de Categoria e
Filial. de 'Campos de Coluna' para 'Campos de linho· e vice-versa. É possível

~
31

também inserir algum dos itens no campo 'Campos de Página', o que fará com que
apareça uma lista para selecionar uma das opções. Veja exemplo:
B e D E F
l
-
Filtro
1

3 Soma - Valor Filial •


4 Cate cria ..,. Curitiba Porto Ale re Rio de Janeiro São Paulo Total Resultad
- s Consultoria RS 13.581,GO R$13.681,l
6 Hardware R$ 12 4-1a.oo R$ 13.600.00 RS 1t~ 100 00 R$ 29 000,00 R$ 71.118,(

t:: 7 ·1anutençílo
a SotrNare
R$ ~ 110.00
R$ 14U UU
R$190000 R$ 4.269 00

Total Ro&ult R$17.669 00 R 15.500 00 RS 27 ..259 00 R$ 61.504 00


- 483 O
R$ l~ 890 uu f-{'- , 1 44Ü l'I
R$15.762.(
R$ :l1.470.t
R 121JJ31 l
t:: 10

,....
~

.... O que foi feí to ptlf'ú que tubela ficasse dr.;:;ssa maneira f mover o campo Filial
i:1
para 'Compos de Págifüt'. Isso faz com que apareça uma lista de seleção, que

....
~
cot1térn o valor· 'Tndar·' e os valorec: da coluna em questão. Jo cxemp!r- ela figura
c1c1ma, í·o1 selecionada uma das ftl1a1s, e com isso esrão ser\do mosr1·ados apet1as

.... os valot'e!> 1 efer?ntes ~\mesma.


1

Você dc.ve ter reparado que, no final de cada linha e coluna, e ..<iste o total. Es~e

...... total é calculado sobre a linha ou coluna correspondente, e por padrão calcula a
soma dos valores. No entanto, é possível utilizar outras funções, como média,

..
máximo, mínimo, alérn de futlções estatísticas, como desvio padrão .
Para trocar n função da tabela dinâmica, vá até a tela de layout .

.....-..
~
Etn 'Campos de Dados', existe um botão escrito 'Soma - Valor'. Clique com o
botõo esquerdo sobre ele. Ao fazer isso, o botêío 'Opções' à direita ficará
disponível. Clique neste botão.

......... Aparecer6 a seguinte janela:


Campo de dados
=

.....,
1 função

Cont,,gem
º"
Ca11..:elr.r
l 1ed111

..
~ Ma)(
t lin
Produto
Contar •Somente nt1nh:ro~1
n n • •
~ '
Nome: ~a lcr

"""
"""
~
L___ _ _ _ _ _ ._

Para mudar a função, basta apenas selecionar a que você deseja e clicar em
'Ol<'. Em seguida, clique 'OV' novamente e a tabe la já será crtualizada. Para nosso
~

e
~
exemplo, iremos utilizar a função 'Contagem'. A tabela dit-iâmica ficará mais ou
menos dessa man\: ira:
CtJ11t1/1m.1çlfo Pt1.J. Ama/do Ar, ~"~ lo - f.<Md11/tJ 1- E1tre/ Avmi~·t:tf(I • 2014

_____
A_ __,___B_~ _.__.........._......__ __D__--~-E--~----F___ _l__;
1 Filtro
2
3 Filial •
4 Cate oria • CuritibC1. Porto Ale re Rio de Janeiro São Paulo Total Resultado
Consultori a 1 1
6 Hardware 1 1 1 1
7 ..1anutenção 1 1 1 1
B oftware 1 1 1
g Total Resu1t ~i 2 3 4
10
11

O número 1 apm·~ce ?111 t~uase todas os célulos rio e><ernplo .... imo porquê. ex is te
apenas um i1·em de cada categoria. Caso e>dstissem mais d., mesmo item, os
valores seriam diferem-es Isso ocorreu :levido ao fato de . . tabela ser pequena,

...... e. e51°{ll' servir1do apenas ~·at·o demonstração l:m iabelas grnndes, cot1' certeza

...... esses volor·es seriam marores \.talv .z não •odos mas a grande rnaio: •1a).
e
Voe;, .:Je " . ..:· re.oarudu uue a1yu1 => elula_ :caram ern b arice.. Is:so ocorre
t

porquê este item não apareceu nenhuma vez na tabela. Portanto, célula em

........ branco equivale ao valor zero .


No entanto, não adianta querer preencher as células em branco com este valor,
ou alterar qualquer célula de dentro da tabela dinâmica, pois as mesmas estão

....... protegidas, ou seja, não é permitido a inserção, alteraçõo e/ou retirada de


valores dentro da mesma manualmente.
A única maneira seria alterando valores no layout da tabela dinâmica ou

...... alterando valores na tabela original .


Caso você tente inserir valores manualmente dentro da tabela dinâmica,

......
aparecerá a seguinte mensagem:
LibreOffice -U.3.4

l lac .: posd. d alte1 ar .,;;ta rJ íUle da lab~a d~ãmica. j

......
..... Falando em alterar valores na tabela original, você pode f .zê-lo sem problemas
No entanto, o tabela dinâmica não é atualizada automaticrtmente .

...... Veja a figura abaixo, onde foi alterado o valor da categoria:'Manutenção' na


filial 'Porto A legre', de R$1.900,00 para R$2.500,00 (células destacadas):

.,
.........
....
,.....
,.... 33

- - 1 - - - A___ _ s__ -1~- ~~~- L


1 Filial Categoria Valor
~

,....
~

,....
2 Curitiba
3 Ct1ritiba
Hardware
Manutenção
R$ 12.418.00
R$ 2.11 O,Oo·

....... 4 Curitiba
---:·.~ Porto Alegre
-~ Porto Alegre
Software
lv1anutenção (
R$ 3. -140 00
]$ 2.50[®1

........
Hardv.rare R$ 13.600,00
7 Rio de Janeiro f•v·1anutenção R$ 4.269,00
s Rio de Janeiro Hardware R$ 16.100,00

....... 9 Rio de Janeirn Software


10 Sáo Paulo Hard1..~·are
R$ 6.890,00

....-......
•. ~ ... - irt€n ~;.;
11 São P .Uk1 ~· 1 '..ll ~ ~C{l

.12 Sã .J Pt1Ulu ._"uft'.".'etí1:;


.8_ iSã·:i Paulv .,,_;ui 1suitun.:1
14

.....
1

Corno voc;ê pode repur' 1r, a n~lulo. C5 Cútrl~ttt r~~~2.500,00, riqw.tt1i'(1 ::ur:-:. u $UH

...- célula corresponder1te na tl1bela dinâmica, C21, continua com valor R$1.900 00
Para que a mesma se jc otualizada, é n. . .ce:~t;ário clicar com _- botão direitr c:~m
cima da tabela dinâmica e selecionar a opção 'Atualizar', conforme figura

-.......... r· -
abaixo:
r ~. !Ul\1~.Ml·l"rt:Õf;•:.x_t':111&._ _ _ __

f
'.~.ir
• !J '" ":°I
},"J.::-"1'1r ~lll:~ ÍttJ:'l?t'IUI
;i&l~~tl[wv1
Gidu ~J'(I,, .!::.1.'J~
·~ •
l~
..~J
1

:1

....-..
.!rit.I 1-J 1~ ,.. - 1 - _ - - •• ,'! •

1es !.,; :•;.; '.., .:.. •1


- 2- ~!

.......... toq,
..
((;(li

(t'j\r.11

.......
Cd.i

....-. -- -
-1
,, 1
!

- L_r I_.

......... Após

1
selecionar a opção de atualizar tabela, a mesma ficará atualizada:

Filtro
A D
---·---·- ...-------

...... 1
3
4 Porto Ale re Rio de Janeiro São Pc:

......
R$1~
Hard\ft,rare R$ 1~.418,00 R$ 13.600 00 R$16.100,00 ~$2~
Manutenção q~. ~ 110 001: ~i'r~zt&]Ql R$ 4.269 00 f:$ 7
a Sofuvare RS J.140.00 R$ 6.890 00 R$11

........ g
10
Total Resul R$ 27.259 00 R$61
As células alterad11s foram destacadas para uma melhor visualização. Isso foi
feito manualroel'lte, ou seja, o Cale não destaca automaticcunente as células que
são alteradas.

1 A
CfUANDO GRAFICOS A PARTIR CE UMA TABELA DINAMICA
jlll'9
Além dos recursos mostrados acima, o Cale permite que sejam criados gráficos

r::
,....
a partir da tabela dinâmica.
1) Selecione no nossa Tabela Dinamico, os dados que dizem respeito a:
{ ~4:Eh)

....-..
jllll9
""9 1 ~ B
- ·!__Cate &;a-"' (~urWba
s Consultori Ei
.. L

Porto f\le ~ re
D .......
Rio de Janeiro São Paulo
~ ...

R$13_581.00

...... f5Hardware
7 !i.1anutençàc
i3 Sofü·vare
R$ 12.4 Hs Ou
R$ 2.11 OUÜ
i=<$ 3.140.00
~'l: -1 ~ tiOO UO
.~$ :_ 5u0,00
R$ 16.1UO 00 R$ 29 000.00
·"1·-~9 00
Rq.·~ .:\.. ~-V·1

RS f; 890_00 R$ 11.440.00
R$ 7-483,00

......-.. 2) Clique em Inset·ir/Gróféco ou no símbolo ria barra de ferramentas Padrão.


___ A_._po_"'s_isso ser feito~arecerá a s~u~_~te janela:

........
A...s· t.lt'tik· J~ úrflttln.i.

~--
9.". :; •..,

~WJ [iii1
•· ;1J! fbr;it
Z~btiJ1..dt1 I.!.(. d~d'u 1... Przz1
~.~toe dt dado:s G~ :.ru

......
'1. fl tl'! h,'.111\\,dO!;l/lflC-IJ
I~~ ltnha 1 t lcrmal
C:: XY flh~er;ic)
1 A~f 6clha 1 J.pir1i.nd1S,;O J· '. '.
,;Gt Pt:dt- 1 •
'.!'° • CcteçCe;
'~~ Ccltin,ef'n!·i'I

........ ·r 'f PrCun~ 1 ,tontlul' 1 C1~et11r__

...... 3) Para nosso exemplo, utilizaremos o tipo Coluna-Aparência 3D e clique em


Próximo.
A janela seguinte é a da escolha do intervalo de dados:

......... '-'1

........
...... A terceira jar1elu do assistente de gráfico 1•ef ere-se à personalização de cada

........ série de dados:

...
Coordanarlln Pi-o/. Arno/da Atl:VC.lb -MótlÜJÕ j - EKcti'I Avcmr;u•lu • -.ul.J
"JS

~i•dtdldGJ lottn•tlOI de {j<dos


1.T"~4'!11•ÍIUJ
.?.~kidcd•dos ltP.._~rt~·
.. ••
Á11;9re

,....
Ric d•J1nCAtO
1S~c Paulo

.......
.......... Ajudn
- - - ---- ---- - - -
- - - ·- - - - - - · - - - - - - - -
Cbn,itl.rr 1

........ Isso funciona do seguinte maneira: caso uma das linhas ou ~otunas (dependendo
do maneir•a romo foi cónfiqurado no ·anelo c1r1terior) .:ontc11ha um item que deve
11<~w· di:: ron1, ou ~~:de_Jü t::nl l>r at1Go, eft.:: ~'<Jdt .-:.i::::1 rt'.::ilrüUd ou µlut11il1u, l J~SI..:~
iá está

.......-..
e)<emplo, iremos apenos Trabalhar com a série 'Consultoria que
selecionado 110 inÍagem.
Para alterar o ir1ter·võ.lo, clique rio botão em 'Intervalo par . Valore~ de Y'. O
intervalD a1lK.d é Bl0:E19. Corno r--~i~·1·p 11 h«ê'5 :.~lulas em branro re:-·te. iritf>rv<.do

..- podemos usur apena::. o E19. .Seleciüne e::;i·<J .t: lulú e dique tio lxYrão ;-:icnt·{t
selecionado apenas o S.19 para este it1terv..1lo. Caso existissem ouh·as categorias

......-. a serem selecionadas, o procedimento seria o mesmo.


Além disso, é possível alterar a ordem que as categorias aparecem no gráfico.
Para isso, selecione u categoria que você deseja e clique t10S botões ou para ir

...-. para cima ou para baixo, respectivamente. As mesmas podem ser Removidas
(clicando no botão 'Remover') ou adicionadas, clicando em 'Adicionar' .

_4) Clique em 'Pró,<imo'. Será exibida em seguida a seguinte janela:

..--... ~!

......-.
Et c.-l

E'ücZ:

...... Esta janela contém os seguintes itens (todos são opcionais):


~· ~-:;:::::J
-----

...... ./ Título: define um título para o gráfico. Fica no topo e com letras grandes;
../ Subtítulo: fica um pouco abaixo do título e com letras menores;
./ Eixo X: é um rótulo que define o nome do eixo inferior do gráfic·o

...... (horizontal);
,1 Eixo Y: define e nome do eixo à esquerda do gráfico (vertical) .

....... ./ Exibh• Gt>ades: eÀibe linhas na área do gráfico, rar1to na vertical (Eixo X)
quanto na horizontal (Eixo Y). Deperidendo do gráfico, a opção 1Eixo Z'
também é habilitada;

..
..... 36

....--
../ legenda: define a posição do grát1co em que a legenda ficará. Para que a
mesma seja mostrada, é necessário que a opção 'Exibir Legenda esteja

.......-- 5)
selecionada'. A posição padrão é 'Dirc?ita'.
A figura abaixo mostra como vamos preencher nossos campos:

..........
......
1 hp4 dt !fi3fl(O.
.! it.lt.."'nto d.t d.Jde!.
J :rw.e: d~ ruJ.:u
E e• FNIJ

-.--..
~ flui 1 •

........ 6) Ap6s configurai , clique em 'Conclui1 ', l~mbrondo que e pode também
voltar às telas anter1ore:. d1cando e ''Voltar ou de 1st1r de triar o
gráfico, clicando em 'Cancelar' .
Após toda a configw·<1çõo, o gráfico ficará (.lSsim:

.......-.. G~·áflco de Vendas

....... RC: 3fl O'.Xl.m


RS 25. ro:J.C()

R$20000.00
O.dba

........
PcrtuA!ége
R$15.0'.AJ.W Rio de Janeiro
S~o Paulo
RS 10.000.00
R$5.000.00

...
R-51lOfJ

11131

t:::
~
Após estar pronto, o gráfico é totalmetrtc configurável, 1·a 'to tamanho quanto
cor, tipo, etc.

t::: Paro começar, vamos alterar o tamanho do gráfico.

e Para isso, clique com o botão esquerdo do mouse acima do gráfico. Aparecerão
quadradinhos pretos em cada canto da figura ().Passe o mouse sobre algum

e deles e o ponteiro do mousc mudará para duas setas em lados opostos ( ).


Clique com o mouse, segure e arraste para cima ou para baixo, dependendo se

~
você deseja aumentar ou diminuir. Uma lirlha pot1tilhadu indica o r1ovo tamanho.

...
~
Quando estiver ;~Cl tis-1 dto, apenus ~·)Ire. v tih..1USe. Para mover• sem mudar o
tamunho, clique no meio da figura e. ::;egure. O ponteiro do mouse mudará para .
Com o mouse segurado, mova até a posição desejada, depois solte.
'7

Para olteror o tipo de gráfico


Clique com o botéfo direito em cima do gráfico em clique em
'Tipo de gráfico'. Em seguida abrirá a seguinte janela, para escolha do gráfico:
Nesta janela, bas1a alterar o tipo e/ou subtipo para o novo gráfico.
O gráfico da planilha é atualizado autorna1"icamehie.
Após configurar, clique em 'OK'.
T;po de 91&f!co

~
e
ee
~
e
e
.........
.......
........
3íl

MACROS
Uma macro é uma sequência de comondos e funções armazenadas em um
módulo do Aplicativo e pode ser ex#cutada sempre que você precisar
executar o tarefa.
Caso execute uma tarefa várias vezes no Cale, você pode automatizá-la com
uma macro.
Antes de executar uma macro, é necessário, ugravá-la", ou seja, entrar no modo
de gravaçõo da macro, executar a(s) tarefa(s) desejada(s) e salvar.
Para isso, vamos seguir alguns exempfo,:) abaixo:
1) Clique m Ferratnentas!Macr !G .a p ap
planilha a seguinte Janela:
l-nquanto eSS(t jo~t"la C$tiver abe1•ta, tudo o que V()cê fizer ·cr·á "gravado', ou
~e.ja,
será feito assim que você executar Para parar, dique m "Parar
gravação''.
Vamos a um exemplo. Imagine a tabela abaixo:
Nome Idade
~ João 23
3 Carlos 18
' Sérgio 19

- s Ricardo
6
1
Kelly
Marcel
22
25
32
e Joana .,
27
Vamos formatar a coluna A, pondo uma cor de fundo na mesma, com um plano de
fundo amarelo.

Em seguida, clique em "Parar gravaçêfo". Aparecerá a janela para dar r1ome à


macro:

.
t 1..;·•• ~i.u 1
1 li~ •cl..-'th 1
1 ~--.. 1

Escolha um nome para a macro e clique em


"Salvar". Para este exemplo, será usado o
nome que apar·ece na imagem ( formatacao
- - - - - - - - - - - - - - - - - ' · sem oc.:eni o) A macr·o ricará salva na lista
...... Ct•ordentrrll•> Pró]. Arnaldo Azawúci -Módulo 1- Evcel AvMrodl' • 1014

...... de macros e poderá ser acessada clicando-se em Ferramenras - Macros -


Executor Macro (lembre-se antes de selecionar as células que deseja que a
macro seja executada):

......... Após selecionar a maci"o desejada, clique em l'Executar". A macro será


executada exatamente igual ao que foi 'gravado". Para este exemplo, foi
1

........ selecionada a coluna B antes de executar a macro .

...... Quando foi gr·avuda, o muc.t·u


azul. Toda
vez que a mesrnu for· C)(ecutada, a partir· de agora, será exatamente isso que ela
101 r/Jaracao c.:otintiho f or·mcd·a~ao de <..e lula:.;, t1u cot·

....... irá fazei·, na:. célúlas selecionadas. Por isso a coluna B ficou com a for-maração
igual à colunu A .
Note que todas a~ macros criada~ p lú usuariu estão lvcalu.adas em 'Minhas

....... macros'. Para apagar qualquer uma delas selecione F


Organizar Mlicros - t.ibr a:Officf;;; Boscc . .5eledot1e a moer' desejada e dique
1
amentas - Macros -

........
em Excluir:

t~~ 1.}J Á"J..ih.:i\U w,..


"""i• h4i.L - l

.........
,.., -.) M!nl-.a' ntAavt Mtin
1:- (;j SiBldOld OmDetr
::!'~ rl~~·!:;ido~~~!2!
t, ........; ti.1aaos-ttotrC!1-:c e-o tu.J..t
tL,~t......,:.!Xf, l ~foi
l f,o.d.>

........
l i)lç<l"r.-r•• 1
1 >11;d• 1

No exemplo acima, criamos uma macr·o onde foi alterada ap2nas a for·matação

..
~

~
do reYto. No entanto, podem ser ct'iadas mucros que efetuam cálculos também.
ye ·amos outro exemplo:
1 1
2
t.. _ _B_
7
8
- C__
10
11
-=:l

3 9 12

~
1- 3_,
Considere a tabela acima. Vamos criar agora a partir desta t abela uma macro
que mul·1iplique todos os números por 3. Primeiramente, devemos iniciar a

e gravação da macro, clicando em Ferramentas - Macros - Gravar Macro . Em


seguida, vamos selecionar a célula A3, que contém o valor 3. Copie este valor
para a área de transferência (CTRL + C ou Editar - Copiar).
feito isso, devemos selecionar todo o intervalo (A1:C3) ou as céluJas que devem
ser multiplicadas e em seguida clicar em Editor - Colar Especial. Será
mostrada a seguinte janela.
Nesta janela deve ser selecionada a opçêfo
'Multiplicar' em 'Operações', como na

figura.
Em seguida, clique '\OIC'. A tabela ficará
assim:
A B
1 3 21 30
6 ~4 33
9 27 36

Em seguida, clique em "Parar Gravação''. Apar·ecerá a janel1.1. para escolher o


nome. Para nosso exemplo, demos o nome 'multiplica' paro ct macro. Ctiqué em
"Salvar". A macro já está salva. Para testú-la, selecio11e algumas células da
tabela atual ou d191te novos valor·es. Em seguida vó em Fer amentos - Macrõ -
11
Executar Macro. Localize a macro desejada clique em 'ecutar".
Como vimos até agora, as macros são util12adas sempre que uma tarefa
repetitiva deve ser executada. Ela pode ser gravada, que foi o que fizemos
agora, pode ser programada ou ambos.