Sei sulla pagina 1di 32

PUBLICIDADE

SEG15JUL
Segunda-feira
15 de Julho de 2019
Ano 44 • N.º 15688

Kz 45,00
Director: VÍCTOR SILVA
Director-Adjunto: CAETANO JÚNIOR
www.jornaldeangola.co.ao

ANTIGOS COMBATENTES E VETERANOS DA PÁTRIA NO CUANDO CUBANGO

NESTA EDIÇÃO

ADRIANO B. DE VASCONCELOS
O caminho da igualdade
Governo vai repor subsídios
está no berço
OPINIÃO • 7

NAÇÕES UNIDAS a mais de 4 mil pensionistas


O Governo promete resolver a situação dos dos Santos “Liberdade”, durante um encontro ciado em Março do ano passado, decorreu
4.037 associados do Cuando Cubango desac- alargado com pensionistas do Cuando em todo o país durante 396 dias. Dos 174
tivados, desde Abril, do sistema de pagamento Cubango. O governante reconheceu que a mil pensionistas, o processo de triagem
de pensões. A promessa foi feita sábado, em fraca comunicação impediu muitos asso- apurou 162 associados e retirados do sistema
Menongue, pelo ministro dos Antigos Com- ciados, de zonas recônditas, de fazer a prova de pagamentos 12 mil, que beneficiavam ile-
batentes e Veteranos da Pátria, João Ernesto de vida. O processo de cadastramento, ini- galmente de subsídios do Estado. POLÍTICA • 2
JOSÉ COLA | EDIÇÕES NOVEMBRO

Fundos para financiar MINISTRA DAS PESCAS E DO MAR


o sector produtivo
com défice de um terço
ECONOMIA • 13

DEBATE NA GENERALIDADE
Parlamento discute
proposta de alteração
“Embarcações
estrangeiras
do Código do IVA
POLÍTICA • 2

JIU-JITSU

pescavam aqui
com licenças
Angolano com Síndrome
em fotocópias”
de Down ganha medalha ENTREVISTA • 3 | 4 | 5
de ouro no Brasil
ÚLTIMA • 32

SUDÃO DO SUL
Líder da rebelião
quer retomar negociações
ÁFRICA • 10

DEPORTAÇÕES MULHERES LÍDERES REUNIDAS EM NOVA IORQUE


Estados Unidos
antecipam expulsão
de imigrantes ilegais
MUNDO • 11
Igualdade de género leva Primeira-Dama à ONU ÚLTIMA • 32
HÓQUEI EM PATINS
DR
COMISSÃO MISTA GUINÉ-BISSAU PROSTITUIÇÃO
CAN’2019
Novos acordos Carlos Gomes SIC trava rede
com a Namíbia vai concorrer Senegal de malfeitores
Angola e a Namíbia assi- à Presidência e Argélia Uma rede de prostituição
naram ontem, em Wind-
hoek, um acordo que O antigo Primeiro-Ministro na final de menores de 15 anos,
supostamente comandada
estabelece uma Comissão guineense Carlos Gomes por dois jovens, foi des-
Binacional a ser presidida Júnior anunciou, no fim- mantelada, há dias, na
conjuntamente pelos de-semana, que é candidato zona de Camama, rua 23,
DESPORTO • 31
Chefes de Estado dos dois independente às presiden- em Luanda, pelo Serviço
Portugal vence países. A Comissão reúne- ciais de 24 de Novembro, de Investigação Criminal.
Campeonato do Mundo se, ordinariamente, duas para “restituir a confiança” Quatro menores foram
DESPORTO • 30 vezes por ano, num ou dos cidadãos nas institui- encontradas dentro de um
noutro país. ÚLTIMA • 32 ções do Estado. ÁFRICA • 10 prostíbulo. SOCIEDADE • 27
2 POLÍTICA Segunda-feira
15 de Julho de 2019

MINISTRO DOS ANTIGOS COMBATENTE ESTEVE NO CUANDO CUBANGO


Aumento da pensão
Durante o encontro, realizado

Prometida solução do caso no anfiteatro do Governo pro-


vincial, os antigos combatentes
e veteranos da pátria solicitaram
ao ministro para envidar maior
esforço junto do Executivo para
que a pensão seja aumentada

dos pensionistas desactivados


João Ernesto dos Santos “Liberdade” reconheceu, em Menongue, que a falta de pagamento deveu-se
o mais rápido possível.
Manuel Cativa, um dos antigos
guerrilheiros, disse que os 23
mil kwanzas que recebem men-
salmente não chegam para ali-
mentar a família, em virtude
do aumento constante dos prin-
à pouca informação sobre o novo processo de cadastramento, que impediu muitos de fazerem o registo cipais produtos da cesta básica
e nem para custear os estudos
Carlos Paulino | Menongue NICOLAU VASCO | EDIÇÕES NOVEMBRO | MENONGUE NICOLAU VASCO | EDIÇÕES NOVEMBRO | MENONGUE dos filhos.
Este pedido já tinha sido
feito, no princípio deste mês,
O ministro dos Antigos Com- por antigos combatentes resi-
batentes e Veteranos da Pátria, dentes em Luanda, durante o
João Ernesto dos Santos acto de lançamento do processo
“Liberdade”, garantiu, na de cadastramento de ex-mili-
cidade de Menongue, pro- tares. David Matumona, pai de
víncia do Cuando Cubango, oito filhos, disse que enfrenta
que vai resolver a situação dificuldades sociais e com a
dos 4.037 associados desac- pensão que aufere não consegue
tivados do sistema de paga- resolver os seus problemas,
mento de pensões, desde principalmente colocar os filhos
Abril do ano em curso. a estudar.
João Ernesto dos Santos David Matumona pediu ao
“Liberdade” falava, sábado, Governo para criar condições
durante um encontro com os para que os filhos dos antigos
antigos combatentes na pro- combatentes frequentem a escola,
víncia. Reconheceu que Ministro João Ernesto uma vez que os pais de muitos
houve fraca comunicação ou dos Santos “Liberdade” deles não tiveram esta possibi-
informação do processo de lidade. Paulino Damião lamentou
cadastramento e, por esse dos Santos trabalhou, durante o facto de ter obtido poucos
facto, muitos associados não o último fim-de-semana, benefícios como antigo com-
tiveram a oportunidade de o na província do Cuando batente, mesmo depois de ter
fazer, porque vivem em áreas Cubango, para realizar um contribuído para o alcance da
recônditas e de difícil acesso. encontro com os antigos Independência Nacional.
O ministro explicou que combatentes da província e Outra dificuldade prende-
o processo de cadastramento esclarecer o que esteve na se com a falta de habitação e
orientado em Março do ano base da retirada dos 4.037 apoio em instrumentos de tra-
passado, pelo Presidente João associados do sistema de balho, sobretudo de imputes
Lourenço, decorreu em todo pagamento de pensões. Antigos Combatentes querem ver de volta os 23 mil kwanzas de subsídio mensal agrícolas, corte e costura, car-
o país durante 396 dias, O ministro reconheceu pintaria e serralharia, para que
quando deviam ser 160 dias. que houve uma falha do seu os antigos guerrilheiros não
Dos 14.655 assistidos con- Ministério, ao não comunicar com antecedência e outros gos combatentes e retirados os órfãos maiores de idade e dependam só dos 23 mil kwan-
trolados no Cuando Cubango, com antecedência aos antigos nem tiveram acesso à infor- das folhas de pensão 12 mil viúvas menores de idade. zas para sustentar a família.
apenas 10.618 constam, neste guerrilheiros relativamente mação acerca do processo. associados que supostamente João Ernesto dos Santos Ontem, o governador do
momento, da nova planilha ao processo de cadastramento “É com base nestas recla- beneficiavam ilegalmente “Liberdade” aproveitou a Cuando Cubango, Pedro
do Ministério dos Antigos que a instituição ia realizar. mações que reconhecemos de subsídios. ocasião para esclarecer que Mutindi, pediu ao ministro dos
Combatentes e Veteranos da Esta, disse, foi uma das prin- o erro que cometemos e que João Ernesto dos Santos são considerados antigos Antigos Combatentes e Vete-
Pátria, o que põe de fora 4.037 cipais causas que esteve na neste momento estamos a anunciou que a sua institui- combatentes e veteranos da ranos da Pátria para encontrar
antigos guerrilheiros, que há origem de muitos associados fazer o levantamento em todas ção vai realizar, a partir do pátria os angolanos que par- a melhor maneira de resolver,
três meses estão sem receber não comparecerem no acto as províncias, para que todos mês de Agosto, o processo ticiparam durante a luta de o mais rápido possível, a situa-
os seus subsídios. de cadastramento. João os antigos guerrilheiros reti- de prova de vida presencial, libertação nacional até à con- ção dos 4.037 associados que
O Jornal de Angola apurou Ernesto dos Santos “Liber- rados injustamente das folhas a nível dos 164 municípios quista da Independência, a estão desde Abril sem receberem
que esta situação está a pro- dade” referiu que os Gabi- de pensão possam voltar a do país, para a confirmação 11 de Novembro de 1975. as suas pensões de sangue.
vocar reclamações e des- netes Provinciais dos Antigos beneficiar dos subsídios”, dos antigos combatentes e O ministro Liberdade avi- Pedro Mutindi defendeu ainda
contentamentos por parte Combatentes e Veteranos da disse o ministro. veteranos da pátria que, por sou que não vão ser inseridos que o Ministério dos Antigos
dos associados que foram Pátria estão a receber muitas João Ernesto dos Santos lei, devem receber a pensão ou homologados novos asso- Combatentes e Veteranos da
retirados das folhas de pen- reclamações dos associados “Liberdade” recordou que, de sangue. ciados, enquanto não ter- Pátria continue a envidar esfor-
são, uma vez que dependem que foram desactivados das dos cerca de 174 mil assistidos Segundo o ministro, a minar o processo que o seu ços no sentido de melhorar as
dos 23 mil kwanzas mensais folhas de pensão, por não que o Ministério controlava prova de vida vai permitir Ministério está a levar a cabo condições de vida de todos os
de subsídio para sustentar a comparecerem no momento a nível do país durante o pro- acabar com pensionistas que para a identificação e apu- associados a nível do país, uma
família. Foi por este motivo do cadastramento, dado que cesso de cadastramento, estão a beneficiar de subsídios ramento dos verdadeiros vez que a maioria enfrenta mui-
que o ministro João Ernesto muitos não foram avisados foram apurados 162 mil anti- ilegalmente, com realce para antigos combatentes. tas dificuldades.

NA GENERALIDADE imposto, segundo o diploma, de joalharia, aeronaves e que altera a Lei Orgânica e
as transmissões de bens a uti- embarcações de recreio. do Processo do Tribunal de
lizar como matérias-primas, A agenda dos parlamen- Contas, e os relatórios e con-

Parlamento discute proposta produtos intermédios e com-


ponentes para o fabrico de
medicamentos, bem como
tares inscreve, ainda para
hoje, a discussão, para apro-
vação, do Projecto de Lei
tas do Banco Nacional de
Angola referente aos anos
2016, 2017 e 2018.
os implementos a serem EDIÇÕES NOVEMBRO

de alteração do Código do IVA incorporados ao organismo


humano, de acordo com as
técnicas médicas, entre outros.
Adeliva Inácio ainda sujeitos passivos do nos termos da legislação Ainda hoje, os deputados
IVA o Estado, os institutos vigente, prestações de ser- discutem, também na gene-
A Assembleia Nacional dis- públicos e as autarquias, as viços médicos e sanitários ralidade, a proposta de Lei
cute hoje, na generalidade, instituições públicas de pre- e as operações com elas q u e a l t e ra o C ó d i g o d o
a proposta de Lei que altera vidência e segurança social, estreitamente conexas, efec- Imposto Especial de Con-
o Código do Imposto sobre os partidos políticos, sindi- tuadas por estabelecimentos sumo, um diploma que se
o Valor Acrescentado (IVA). catos, associações públicas hospitalares, clínicas, dis- aplica uma única vez, quer
A proposta estabelece que e instituições religiosas legal- pensários e similares, as na produção, quer na impor-
estão sujeitas ao IVA as trans- mente constituídas. transmissões de medica- tação.Os produtos sujeitos a
missões de bens e as pres- A proposta esclarece que mentos, as especialidades este tipo de imposto são taba-
tações de serviços efectuadas estão isentas do IVA a trans- farmacêuticas e outros pro- cos manufacturados, bebidas
no território nacional, a título missão dos bens da cesta dutos farmacêuticos desti- alcoólicas, gaseificadas e
oneroso por um sujeito pas- básica, bem como os bens nados exclusivamente a fins açucaradas, armas de fogo,
sivo agindo nessa qualidade. que sejam regulados no terapêuticos e profilácticos. produtos derivados de petró-
O diploma indica que são regime de preços vigiados, Estão ainda isentos de leo, jóias e outros artefactos Deputados analisam contas do BNA dos anos 2016, 2017 e 2018
ENTREVISTA Segunda-feira
15 de Julho de 2019 3
JOSÉ COLA | EDIÇÕES NOVEMBRO
Miguel Gomes

O licenciamento das embar- MARIA ANTONIETA BAPTISTA, MINISTRA DAS PESCAS E DO MAR
cações pesqueiras continua
centralizado em Luanda, o
que tem gerado críticas. Numa
altura em que se fala tanto
em desconcentração admi-
nistrativa, esta questão vai
ser alterada, há alguma rea-
valiação prevista para os pró-
ximos meses?
“As embarcações
Há questões que um minis-
tério não pode perder de vista:
uma dessas questões é o con-
trolo do sector. O que fizemos
foi montar equipas que se
deslocaram às províncias do
irregulares
litoral para efectuar a ins-
pecção das embarcações.
Como sabem, tudo o que é
novidade gera suspeita. E
muitos não estavam prepa-
rados para essa mudança.
não serão
Então , pa ssaram para a
segunda fase de regularização
aqueles que, de acordo com
a lei, manifestaram as avarias,
as docagens, a manutenção
realizada fora ou dentro do
país. Estes já foram devida-
legalizadas”
O sector das Pescas poderia ser um dos principais
mente inspeccionados. Numa
terceira fase, vamos pegar
motores de desenvolvimento do país. No entanto,
naqueles que se recusaram a realidade é bastante diferente.O sector é
a aparecer, aqueles que não fundamentalmente informal, com enormes
se fizeram presentes em
nenhuma das inspecções e problemas ao nível do circuito de conservação,
que agora se reinscreveram compra e venda e de fiscalização das embarcações
porque não foram ao mar.
artesanais, semi-industriais e industriais.
Este processo, ao contrário Os armadores angolanos lamentam a
do esperado, vai provocar uma concorrência desleal e a deficiente
queda nas capturas de peixe,
porque teremos menos barcos regulação, realidade que pode colocar em
a trabalhar... causa a sustentabilidade do sector. “Após
Sim, mas posso dizer que as
embarcações irregulares não
seis meses de trabalho, já começo a
serão legalizadas. E outras sentir uma integração quase total. Nós
não serão legalizadas porque saímos de uma situação em que as
nem sequer têm cobertura
aqui dentro do Ministério. pessoas tinham que arranjar meios de
Não têm processo. O que fize- subsistência. O que se verifica é que,
mos foi uma modernização.
Tínhamos um software espe-
primeiro, as pessoas instalam-se e
cífico para implementar desde só depois se regularizam. É mais
2016, mas, como não havia ou menos este processo que
nenhuma medida coerciva,
os armadores não se inscre- estamos a tentar fazer. Viemos
viam. Com o balcão online com a missão de reorganizar o
conseguimos congregar todos
os dados e, em princípio,
sector”, disse, em entrevista
acredito que voltemos à nor- exclusiva ao Jornal de Angola
malidade. Agora estamos no a ministra das Pescas, Maria
período de proibição de pesca
do carapau e vamos aproveitar Antonieta Baptista
para discutir todas as ques-
tões. No dia 1 de Setembro,
vamos proclamar o ano das
pescas pela primeira vez e
esperamos ter as embarcações
todas licenciadas. Os procedimentos irregulares tigação, o Baía Farta, para pre um grande risco de con-
estão a ser investigados pela podermos fazer a sua recep- Na Mabunda, a população tem de ser educada taminação. Ainda em Luanda,
Havia embarcações suposta- Inspecção Geral do Estado ção definitiva. É um processo a não lavar o peixe com a água que vem do Rio na Chicala, existe um mer-
mente licenciadas sem pro- ou foram objecto de denúncia e como todos os processos Kambamba - que é uma vala que corre quase cado meio arcaico, construído
cesso no MINSPEMAR... Como à P ro c u ra d o r i a G e ra l d a há etapas a cumprir. Espe- toda a cidade. Quem não lavou o peixe ali não exactamente para tirar as
é possível? República? ramos bem que a biomassa apanhou cólera. Temos de fazer um trabalho senhoras do chão.
Sim e havia uma outra coisa: Muito gostaria de levá-los às não esteja tão má para poder- conjunto de educação e fazer as pessoas
embarcações de bandeira barras da justiça, se soubesse mos garantir que se aumen- entenderem isto Só para citar um exemplo que
estrangeira a pescar com licen- quem são os prevaricadores. tem as capturas. até se repete noutras províncias,
ças em fotocópias. Uma O problema é que a licença em Luanda, o mercado da
licença era fotocopiada e dava não tem o nome de quem a Para além dos problemas no A interacção com os governos embarcações ilegais que não Mabunda - um dos principais
para várias embarcações. É emitiu. Temos de passar uma mar e nos rios, a diversificação provinciais não só é neces- querem pagar as taxas ao locais de venda de peixe - é um
possível, porque os processos borracha no passado, repa- da economia também passa sária como é obrigatória. Nós Estado não fazem mais nada festival de águas paradas e de
estão em mãos de seres huma- ginar e avançar. O tempo não pela formalização das activi- já estivemos a conversar com senão descarregar pescado cor esverdeada, esgoto a céu
nos. E cada um tem os seus pára e o país precisa dos ser- d a d e s e co n ó m i ca s , pa ra o governador de Luanda, por na floresta da Ilha de Luanda. aberto, casos de cólera e algu-
princípios. Quando eu estudei, viços do Ministério. a u m e n ta r a s re ce i ta s d o exemplo, e já enviámos cor- Já estivemos a falar com o mas montanhas de lixo. É seguro
primeiro estava Deus, depois Estado. Só que o circuito comer- respondência para formalizar governador , para q ue o comprar peixe na Mabunda?
a Pátria e depois a família. No limite, estes procedimentos cial do peixe sobrevive da algumas destas questões. Governo Provincial de Luanda A Mabunda foi construída
Quando não se põe a Pátria à provocaram um descontrolo desorganização e da escassez Temos os chamados centros possa encontrar mecanismos com todos os parâmetros, o
frente... Quando se diz família, ao nível do número estimado de locais próprios para tratar de apoio à pesca artesanal, de proibição dessas práticas problema é que é preciso fis-
fala-se dos interesses pessoais. de peixes (biomassa) em águas e vender os produtos, facto que, em princípio, foram - porque eles não atracam calizar o local. As pessoas
Quando se põem os interesses nacionais e também era quase que resulta em perdas para os construídos de acordo com no local destinado e as receitas continuam a vender fora do
pessoais acima da Nação isto impossível saber ao certo cofres públicos que podem um padrão que devia suportar que o Estado devia receber mercado. Vamos traçar um
acontece. É um processo difícil quantas embarcações opera- atingir os milhões de dólares as descargas deste segmento. não existem. Segundo, as plano estratégico com o GPL
de controlar, porque não é vam no país. O que é grave... anuais. Por que há tão poucos São estruturas com um mer- condições higiossanitárias para verificar isto. No Namibe,
possível vigiar o que cada fun- Provocou, sim. Desde o início pontos de venda em todo o cado incluído. Na Ilha de são um dos motivos para a por exemplo, encontrámos
cionário faz. de Junho que estamos a fazer país com as devidas condições Luanda, atrás do Clube Naval, importação de embarcações um mercado construído com
a análise da biomassa. Neste higiossanitárias? Que tipo de existe uma estrutura destas, de fibra de vidro. Porque todas as bancadas, mas as
Eram práticas de corrupção? mês, teremos as provas de relação mantém o MINSPEMAR com mais de cem lugares mesmo as chatas, ainda que pessoas querem vender do
Sim, eram práticas negativas. mar do nosso navio de inves- com os governos provinciais? para a venda de peixe. As bem tratadas, carregam sem- lado de fora. São produtos
4 ENTREVISTA Segunda-feira
15 de Julho de 2019

perecíveis que ficam todos levantamento agora e vamos


os dias ao sol e sem gelo. tentar corrigir essa situação.
Fomos falar com as vende- As pessoas podem ter os seus
doras e disseram-nos que o locais de conservação, mas
problema está dentro do mer- deve estar tudo legalizado e
cado. É uma questão que deve com inspecções rotineiras.
ser corrigida. Na Mabunda,
a população tem de ser edu-
cada a não lavar o peixe com
a água que vem do Rio Kam- Com o balcão online
“Todos os dias recebemos
bamba - que é uma vala que
corre quase toda a cidade.
Quem não lavou o peixe ali
conseguimos
congregar todos os
dados e, em
novas propostas de investimento”
não apanhou cólera. Temos princípio, acredito JOSÉ COLA | EDIÇÕES NOVEMBRO
de fazer um trabalho conjunto que voltemos à As Pescas são um dos sec-
de educação e fazer as pessoas normalidade. Agora tores com maior potencial
entenderem isto. estamos no período para a geração de empregos
de proibição de a curto prazo. Que medidas
Mas que medidas concretas pesca do carapau e foram tomadas para agilizar
para resolver os problemas vamos aproveitar novos investimentos?
da comercialização de peixe para discutir todas As Pescas têm um envolvi-
pode anunciar? as questões. No dia mento obrigatório na diver-
Deixe-me terminar de falar 1 de Setembro, sificação da economia. Apesar
... em termos de receitas para vamos proclamar o das pessoas pensarem que
o Estado, se andar ao longo Ano das Pescas pela não é dos primordiais, basta
da costa de Angola, há-de primeira vez e olhar para a extensão da nossa
verificar que muitos arma- esperamos ter as costa e para a quantidade de
dores têm a sua própria ponte embarcações todas água que temos nos rios e
cais. Têm um chupador e o licenciadas. lagos. Também podemos olhar
peixe sai directamente do para a cultura das pessoas.
barco para os túneis de con- Culturalmente, os angolanos
gelação. Está a imaginar quanto O período de veda do carapau são agricultores ou pescado-
dinheiro isto representa? Tudo decorre até 31 de Agosto. Que res, tanto de mar como de rio.
isto é regulamentado: o arma- outras espécies estão nesta As pescas têm um grande
dor tem de chamar um fiscal situação? potencial na geração de
para assistir à descarga. Mas Nesta altura, entrou o carapau empregos. Queremos dar mais
há descargas que são feitas e saíram as espécies demersais, oportunidades àqueles que
fora de horas. Há armadores das quais 15 por cento da quota conseguirem investir neste
sérios, que, por sorte, são a também é de carapau. O cara- sector, para que haja um maior
maioria, que apresentam real- pau tem diversos níveis no número de pessoas e empre-
mente os dados certos das mar; há espécies mais pro- sas a explorar os rios, as lagoas,
suas capturas. Em relação às fundas e outras menos. Nesta para fazerem aquicultura em
questões higiossanitárias, a altura é apanhado juntamente terra, pesca continental no
solução é trabalhar. Trabalhar com os outros demersais, mar e outras actividades cone-
com outros ministérios e com como a sardinha (em zonas xas como é o caso, por exem-
as administrações - governos mais profundas). plo, da produção de algas
provinciais e administrações (algicultura).
locais. A maior parte destas Noutros países, paga-se uma
estruturas está sob a alçada co m p e n s a çã o fi n a n ceira E os novos investimentos?
local. Em Luanda, também se durante o período de defeso, Sobre a questão de agilizar
verificam problemas sérios para compensar as perdas e os os investimentos, a sociedade
em Cacuaco. Por outro lado, nossos armadores devem recla- angolana e também muitos
continuamos a ver armadores mar nesse sentido. Há algum investidores estrangeiros res-
a fazerem transbordo de peixe projecto em cima da mesa para ponderam em massa e todos
longe da praia. ressarcir os armadores durante os dias recebemos novas pro-
o período de veda? postas de investimento. Nesta Maria Antonieta Baptista prometeu um aumento da exportação do peixe
Também é ilegal? Não existe. Em princípio, altura, como o foco é a criação
Sim, a baldeação é ilegal. as autorizações de pesca são de empregos, vamos priorizar sem ter a certeza dos recursos Com a desconcentração e A ideia que resiste é que as
feitas com a intenção de aju- aqueles que consigam empregar disponíveis. Nesta altura, pode- transferência de competências instituições do Estado não
Ainda na província de Luanda, dar o Estado a dar alimen- o maior número de pessoas. mos aumentar as capturas, para as administrações, o que têm meios suficientes, em
há zonas como o Miradouro da tação às pessoas. O que Mesmo a indústria de conservas apesar de ser um conceito se está a verificar é um certo número e em funcionalidade,
Lua ou Buraco onde há uma acontece na verdade é que pode empregar muita gente. muito amplo. oportunismo de alguns indi- para fiscalizar a costa marí-
grande actividade piscatória durante a maior parte do ano Quando falamos em indústria víduos não-angolanos que tima e a rede fluvial do país.
(que promove inúmeros postos não há veda. Então, é uma conserveira também podemos Como? carregam uma série de embar- Aparentemente, também há
de trabalho informais), onde questão de gestão. Toda a falar do peixe seco, que tem Onde tiver saído alguma cações (chatas) em camião e falta de coordenação entre
já foram realizados alguns inves- gente sabe que o Natal é dia muita aceitação e sobre o qual embarcação industrial, vamos descarregam-nas no mar. Esta- os diferentes organismos
timentos públicos, que, neste 25 de Dezembro, então, cada não há muita atenção de substituir por quatro ou cinco mos a ajudar as administra- responsáveis. Como resolver
momento, estão praticamente armador deve fazer reservas momento. Temos a nossa prá- mais pequenas, por exemplo, ções, uma vez que detemos esta situação?
abandonados e também não para a altura da veda. A com- tica useira e costumeira arte- ou por camaroeiros. Sabe que o conhecimento e a experiência O problema de capacidade ou
há estruturas de conservação pensação que damos é a sanal de secar o peixe ao sol grande parte do marisco é e também porque a partir não de fiscalização está rela-
do pescado. O Ministério p re f e rê n c i a legal para a (com algumas falhas higios- para exportação e vamos ani- desta altura todas as admi- cionado com o conceito que se
conhece estas realidades? importação: em primeiro lugar, sanitárias). Queremos animar mar as pessoas a fazerem isto. nistrações ao longo da costa implementou na altura. O Minis-
Conhecemos. Um dos pro- está o pescador ou armador aqueles que puderem investir devem ser responsabilizadas tério foi detentor de um grande
blemas é que alguns entre- e em segundo lugar o gros- em tecnologia, porque terão Éconhecidaalgumainsatisfação pelo licenciamento de embar- número de embarcações, sendo
postos, mesmo privados, não sista. Acho que é uma com- mercado no país e também dos armadores nacionais em cações. Mas a maior questão duas de grande porte que
estão a funcionar. Fizemos um pensação razoável. pretendemos incentivar as relação aos barcos provenientes é que a Lei de Recursos Bio- podiam atingir grande velocidade
exportações - nomeadamente de outros países e à gestão do lógicos diz que os estuários e grande distância. Mas no con-
EDUARDO PEDRO | EDIÇÕES NOVEMBRO para os dois Congos e para a MINSPEMAR. Que medidas têm dos rios são intocáveis. É proi- ceito original ficou estabelecido
Zâmbia, onde os hábitos ali- sido tomadas para reforçar a bido mexer nos estuários, são um acordo entre o Ministério
mentares são muito parecidos pesca artesanal, segmento que eles o local seguro do peixe- das Pescas e o Ministério da
aos nossos. emprega milhares de pessoas juvenil que vai em direcção Defesa que nesta altura é o
em todo o país, mas que está ao alto mar e que depois se detentor, através da Marinha,
De que forma será possível completamente desregulado? desenvolve. A prática da pesca das duas embarcações de fis-
aumentar as capturas? Nesta altura, a questão dos banda-a-banda pelas popu- calização. Com as embarcações,
Sem desobedecer às medidas barcos industriais que são os lações, com a utilização de foram também os quadros do
de gestão aprovadas em Diário de arrasto pelágico já não é malha indevida e até mosqui- Ministério que tinham sido capa-
da República para 2019, esta- um problema primário. Porque teiros e sacos de ráfia, não citados. Entretanto, a fiscalização
mos a tentar refazer algumas conseguimos diminuir o nos tem estado a ajudar. Isto tem diferentes níveis. Nesta
proporções ao nível das quo- número destas embarcações. pode ser um problema para altura, a fiscalização costeira
tas. A entrada de grandes Havia muitas queixas e come- a preservação das espécies. está sob nossa responsabilidade,
embarcações de pesca indus- çamos a verificar que havia Por sua vez, os armadores das mas sempre com o apoio das
trial e o arrasto pelágico entre embarcações a fazer pesca embarcações semi-industriais forças de segurança e com a
os paralelos 15 e 17 acabou ilegal. Mas também temos o queixam-se das embarcações ajuda da “Operação Transpa-
por elevar a taxa de esforço problema das embarcações industriais. Mas as embarca- rência” no Mar. Nesta altura,
de capturas. É preciso suportar de pesca artesanal que nave- ções semi-industriais não têm estamos a tentar aumentar a
isto com algumas acções, gam fora das zonas autoriza- capacidade para abastecer o frotade fiscalização, ao mesmo
como é o caso, por exemplo, das. Nesta altura, a maior mercado. Mal ou bem, é neces- tempo que procuramos aumen-
da avalização da biomassa questão é a pesca artesanal. sário manter em operação tar a frota de pesca artesanal.
disponível. É muito arriscado um certo número de embar- Já iniciámos os contactos com
aumentar a taxa de esforço Em que sentido? cações industriais. o estaleiro naval de Peniche.
Ministério pretende regularizar a pesca artesanal
ENTREVISTA Segunda-feira
15 de Julho de 2019 5
Informações divulgadas pela administrações que acham que
comunicação social alertam podem intervir nos processos,
que algum peixe importado alguém terá re-autorizado a
está a ser reexportado para continuidade dos trabalhos.
os países vizinhos.
Aqui temos um problema: é
necessário trabalhar com a
Administração Geral Tributária
“Devem ser feitas adaptações Não acredito que os chineses
tivessem tomado a decisão de
livre e espontânea vontade. Fui
ao terreno com a vice-gover-
(AGT). Nós defendemos que quem
não tem licença de exportação
- que tem um custo bastante
baixo - deve ser impedido de
para aderir ao comércio livre” nadora de Benguela e, para
espanto de todos, as obras
estavam em curso. Ela própria
assustou-se. Eu disse à vice-
exportar. Por outro lado, em algu- EDUARDO PEDRO | EDIÇÕES NOVEMBRO governadora que o terreno é
mas fronteiras montaram um deles. E ela decidiu que não
sistema em que o angolano leva poderiam continuar mesmo,
o peixe até ao posto fronteiriço que iria tomar medidas mais
e vende-o dentro de Angola. severas. Quer a nível do GPB,
quer ao nível do MINESPAM
Ou seja, não é uma exportação. estavam ilegais.
Exactamente. Também temos
outra realidade, que é a ligação O Instituto Marítimo Portuário
por terra para Cabinda. Alguns de Angola (IMPA) reclama que
comerciantes vão, aparente- existem inúmeras ocupações
mente, para Cabinda, mas aca- na orla costeira, sem o seu
bam no Congo. Assim, é quase conhecimento. O que é preciso
impossível controlar. Também para uma fiscalização mais
temos o problema das embar- assertiva da linha de costa?
cações congolesas que pescam Temos de melhorar a comuni-
em Angola. Neste momento, cação entre nós (organismos
algumas destas embarcações responsáveis). Se for ao Instituto
foram retidas no âmbito da de Geodesia e Cartografia de
“Operação Transparência”. Angola, vai reparar que muitas
destas coisas não estão regis-
Há alguma concertação em tadas. E também devemos falar
curso com as autoridades mais, comunicar mais com os
congolesas? utilizadores. Há pessoas que
As concertações que se fazem actuam na sua boa-fé. Mas têm
são escritas. Quando fui a Mar- de saber que só se podem pro-
rocos, recebi um recado de jectar construções a quarenta
um armador congolês que ou oitenta metros da linha de
queria uma certa flexibilidade. água. A obra embargada na
Aconselhei-o a vir a Angola Caota tinha um muro construído
para, junto dos organismos dentro de água. As pessoas
competentes, incluindo o devem saber que não está bem.
Ministério das Relações Exte- Mas aqueles não são os únicos
riores, podermos traçar ilegais na Caota. Há mais casos.
alguma estratégia. Mas deixe
que lhe diga que as regras A Caota é uma localidade famosa
mudam e se, a nível da SADC, pelas pescarias, como a Baía
vai-se declarar o comércio ou da Namíbia vai poder ope- Porquê? Farta e outros pontos estraté-
livre, algumas adaptações rar em águas angolanas? As Pescas têm um envolvimento obrigatório na Por questões ambientais. gicos, entre Benguela e Namibe.
devem ser feitas. A questão da operacionalização diversificação da economia. Apesar das pessoas Imaginamos que é uma das
estabelece-se depois da efecti- pensarem que não é dos primordiais, basta olhar A diferença em termos de bio- zonas que suscitam maior inte-
Angola é signatária da Zona vação das zonas de comércio para a extensão da nossa costa e para a massa do carapau entre Angola resse aos investidores.
de Comércio Livre Continental livre. Ainda não temos uma defi- quantidade de água que temos nos e Namíbia não estará relacio- Muito interesse e também mui-
Africana e da SADC, que tam- nição concreta. É uma questão rios e lagos nada com um maior controlo? tas queixas. Há quem diga que
bém propõe algo similar para de estabelecer normas, que Recentemente, o MINESPAM desde que os chineses se ins-
a região. Qual será o impacto devem ter sempre alguma fle- embargou um investimento de talaram não há peixe para mais
destas alterações no sector xibilidade, em função da análise 30 milhões de dólares na Caota ninguém.
das Pescas? custo-benefício. Por exemplo, Não, têm regras diferentes. Um dos 14 centímetros. Não só: a (Benguela). O que aconteceu?
O impacto depende do conceito temos um acordo com a Namíbia exemplo: nós autorizamos a biomassa do carapau da Namí- O que aconteceu foi muito sim- É verdade?
de liberdade comercial que se que não estamos a explorar sufi- pesca do carapau, de acordo bia é 10 vezes maior do que a ples e não foi pelos valores Eu não sei. Temos de analisar.
deve diferenciar de libertinagem cientemente. Eles talvez estejam com a sua maturação sexual. nossa. Quando falamos em envolvidos. Temos uma lei de Sabemos que tem saído muito
comercial. O que importa é a fazê-lo mais do que nós. O nosso carapau, fruto da cor- 150, eles falam em 1,5 milhões. terras onde está definido que peixe, mas devemos analisar
estabelecer regras claras e fazê- rente fria de Benguela e outros Isto dá-lhes uma liberdade de aquele pedaço deveria ser atri- os factores todos. Temos de
las respeitar. Ou eles têm um sector mais factores climáticos, só atinge decisão muito maior, porque buído pelo Governo Provincial analisar até os diferentes tipos
desenvolvido e por isso apro- a maturação aos 23 centímetros mesmo os carapaus juvenis de Benguela (GPB). Em Janeiro de barcos, as condições climá-
Um barco com licença da Repú- veitam melhor as oportuni- de comprimento. A Namíbia podem ser capturados. O que ou Fevereiro, o GPB embargou ticas e em que época há maior
blica Democrática do Congo dades. tem esta maturação a partir aqui é crime lá não é. as obras. Mas como ainda há número de capturas.

“Temos poucos armadores em condições de receber o subsídio aos combustíveis”


O sector das Pescas bene- cial da Academia de Pescas sequências adversas, com a Os subsídios aos combustíveis a dificuldade não será tão tonelada de pesca e por tipo
ficiaria muito se a pesquisa do Namibe, estava previsto subida do nível do mar - em vão ajudar outros sectores grande, porque as Pescas já de embarcação, mas acho
científica no país sobre alte- um navio de pesquisa para a Porto Amboim, por exemplo, que não sabiam que iam ser vêm de processos anteriores, que não vamos ter assim gran-
rações climáticas e economia academia, porque eles tam- ou mesmo em Cabo Ledo, auxiliados. Um dos sectores ao contrário da Agricultura. des problemas. Temos de con-
do mar pudesse ser mais bém têm de ajudar, não só na onde a praia dos pescadores é exactamente as Finanças. O mar é mais fácil de controlar trolar as fronteiras para não
desenvolvida. pesquisa da pesca em si, mas viu a areia quase desaparecer Já fizemos a primeira chamada do que a terra. Há poucos criar um novo negócio ilegal
Tem havido muita pesquisa, também na análise meteo- em apenas 10 anos. aos armadores, mas ainda não armadores em condições de de revenda de combustíveis.
mas deve ser permanente, rológica. Os pequenos labo- Por causa do degelo. Nós temos temos candidaturas. Nesta receber a subvenção, mas já E esperamos que as pessoas
até porque as condições cli- ratórios de meteorologia ao longo da costa muitos pon- altura, eles começam a correr recebemos uma orientação que vão beneficiar desse sub-
máticas mudam. Até ao nível instalados em Benguela e tos onde já não temos praia. para conseguir juntar os cri- para flexibilizar os critérios, sídio estabeleçam uma cor-
do mundo. Namibe estão quase desac- O Porto Amboim é um deles, térios de eleição. Não basta desde que não prejudiquem respondência no preço do
tivados. Os equipamentos naquela zona, já são poucos chegar com uma licença e um outras empresas e pessoas. pescado. Se o combustível é
Em que fase de implemen- estão obsoletos. Se os equi- os pontos elegíveis para cons- barco para ter logo direito ao subvencionado, o lógico seria
tação estão a Academia de pamentos estivessem opera- truir um porto pesqueiro. subsídio. É necessário estar Quando espera ter condições vender o peixe mais barato.
Pescas do Namibe e a Escola cionais, se calhar poderíamos bem com a lei, sem dívidas às para efectivar a subvenção?
Técnica de Pescas (Cefopesca) ter ajudado o INAMET a prever Nos últimos meses, os sec- Finanças e à Segurança Social. Quem vai determinar isto é Os salineiros não foram con-
do Ramiro, em Luanda? algumas tragédias no Lobito tores das Pescas e da Agri- o próprio armador. Do nosso templados. Faz sentido
No Ramiro, já estão a montar e Benguela. cultura têm trabalhado para Os operadores têm de apre- lado, o processo está prepa- incluir?
as salas. Em princípio, os pro- a criação de um sistema de sentar os documentos a provar rado. Há países em que a sub- Se calhar não, se calhar sim.
gramas estão aprovados e que- Em relação às alterações cli- subsídios aos combustíveis. que não têm dívidas ao Estado. venção é feita em função da A verdade é que a maior parte
remos iniciar as matrículas até máticas, o país aparenta estar Em que fase está a imple- O que vai acontecer, na ver- produção. Já existem cálculos das explorações de sal traba-
ao fim do ano. No projecto ini- já a enfrentar algumas con- mentação? dade: no sector das Pescas, sobre quanto se gasta por lha com recurso a geradores.
6 OPINIÃO Segunda-feira
15 de Julho de 2019

EDITORIAL IMAGEM DO DIA


Peixeiras lavam o peixe numa área cheia de lixo, situada na praia da Mabunda

A Filda e o investimento privado JOÃO GOMES | EDIÇÕES NOVEMBRO

A Filda ( Feira Internacional de Luanda) é já sem dúvida um prestigiado certame em


que empresas de várias partes do mundo aproveitam para mostrar o que sabem
fazer, na perspectiva de concretizarem bons negócios entre si e de o seu desejo de
investir em Angola seja viabilizado.
As empresas existem para maximizarem lucros e é normal que, por ocasião
da realização da Filda, muitas empresas angolanas e estrangeiras queiram ex-
pandir os seus negócios e aproveitar as oportunidades que lhe são oferecidas
pelo mercado.
A Filda constitui um certame em que as empresas dão a conhecer as suas poten-
cialidades e o que podem oferecer em termos de investimento, de que Angola precisa.
O nosso país quer relançar o sector produtivo e é bom que promova feiras que possam
trazer para o mercado empresas especializadas em diferentes ramos de actividade
produtiva e que estão interessadas em investir em Angola.
O ambiente de negócios que se está a criar no país vai no sentido de permitir
que o investidor privado, nacional e estrangeiro, não encontre pelo caminho
barreiras desnecessárias para realizar negócios. Quanto mais investidores privados
tivermos no país, melhor para a economia, que precisa de ser aquecida por
investimento no sector produtivo.
Participaram na Filda mais de setecentas empresas de 22 países, o que prova o
crescente interesse de empresários de várias partes do mundo em instalar-se em
Angola, onde há grandes oportunidades de negócios.
Importa entretanto que se dê a conhecer a potenciais investidores estrangeiros a
legislação angolana em vigor sobre o investimento privado, para que estes possam
saber com o que contar, quando estão a fazer negócios no país. Angola tem todo o
interesse em atrair investimento privado estrangeiro, porque até não são muitas as
empresas angolanas que têm capitais para investir no sector produtivo.
É fundamental que o potencial investidor privado estrangeiro tenha facilmente
acesso à nossa legislação sobre investimento, para poder fazer as opções que entender
que servem os seus interesses. Nenhum empresário, digno desse nome, investe para
perder dinheiro. E quando toma a decisão de investir quer operar num mercado em
que há um ambiente em que as regras reguladoras do mercado estão bem claras.
Os empresários gostam de correr riscos, mas não os riscos demasiado onerosos
que possam afectar negativamente os seus negócios. É importante que o nosso país
ofereça as condições necessárias para que os empresários que queiram instalar-se em
Angola se sintam incentivados a colocar em Angola capital financeiro e conhecimento.
O investidor estrangeiro, ao instalar-se em Angola, pode, além de ganhar dinheiro,
dotar quadros nacionais de elevadas competências. O país fica a ganhar se os quadros
nacionais puderem ter acesso ao conhecimento que têm empresas doutros países. É
necessário entretanto que os processos visando viabilizar o investimento privado es-
trangeiro sejam céleres, mas sempre respeitando as nossas leis e sem prejuízo para
o Estado. O sector produtivo angolano poderá conhecer um grande progresso se se
souber dar um tratamento adequado às propostas de investimento privado no país.
A Filda, ao atrair muitas empresas estrangeiras, pode ajudar as autoridades a
tomar decisões sobre a viabilidade deste ou daquele investimento, em função das
exposições de produtos na feira e de informações que naturalmente o potencial
investidor faz questão de transmitir.

CARTAS DOS LEITORES


CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PROPRIEDADE
Víctor Silva (presidente) Edições Novembro, E.P. Avaliação de escolas superiores nião, são valorizados. Comete- Que as nossas embaixadas traba-
ADMINISTRADORES EXECUTIVOS
Caetano Pedro da Conceição Júnior Penso que já é tempo de se co- ram-se muitos erros no país, por- lhem no sentido de identificar qua-
SEDE:
José Alberto Domingos
Rui André Marques Upalavela Rua Rainha Ginga, 12-26 meçar a saber que tipo de qua- que não se quis ouvir os quadros dros nacionais nos diferentes paí-
Caixa Postal 1312 - Luanda
Luena Kassonde Ross Guinapo
Redacção: 222 020 174 dros é que as nossas instituições mais competentes e honestos. ses.
ADMINISTRADORES NÃO EXECUTIVOS Telefone geral (PBX): 222 333 344
Filomeno Jorge Manaças Fax: 222 336 073 de ensino superior formam, fa- Espero que doravante se passe a Angola precisa de todos os an-
Mateus Francisco João dos Santos Júnior Telegramas: Proangola
zendo-se avaliações periódicas. consultar mais os nossos quadros golanos para melhorarmos a nos-
Não é segredo para ninguém que que em muitos casos estiveram sa vida. Que se acabem com pre-
há no ensino superior professores nas mesmas salas de aula que conceitos. Não se deve excluir nin-
sem qualificação para lá estarem muitos técnicos estrangeiros que guém do processo de construção
DIRECTOR: Ferraz Neto (sub-editor) e Pereira Dinis a dar aulas. vêm trabalhar a Angola . Há téc- do progresso. Há quem ainda pen-
Víctor Silva
DIRECTOR-ADJUNTO:
EDIÇÕES ESPECIAIS: É preciso saber quem são as pes- nicos nacionais que passam por se, infelizmente, que há uns que
Adalberto Ceita, André dos Anjos, Domingos dos Santos,
Caetano Júnior
Leonel Kassana e Yara Simão soas que andam a dar aulas em enormes dificuldades e estão de- são mais angolanos do que outros.
DIRECTOR EXECUTIVO:
Guilhermino Alberto
FOTOGRAFIA:
instituições do ensino superior, sempregados, e há áreas produ- Estar a viver no estrangeiro não
EDITOR EXECUTIVO:
Francisco Bernardo (editor-chefe),
José Cola (editor),
a sua formação, experiência tivas em que eles são necessários. significa que não se ama a Pátria.
Diogo Paixão Dombele Bernardo, Domingos Cadência, Eduardo Pedro, João Gomes, e competências. Há quadros nacionais que tiveram Muitos que sempre viveram no
Maria Augusta, Miqueias Machangongo, Mota Ambrósio, Paulo Mulaza, Kindala
SUB-EDITOR EXECUTIVO:
Cândido Bessa Manuel, Santos Pedro, Agostinho Narciso, Vigas da Purificação, Contreira Pipas Fico triste quando me apercebo de fazer outros cursos para po- país e que achavam que eram
que há jovens que ficam quatro derem sobreviver. mais angolanos que outros cida-
CORRESPONDENTES PROVINCIAIS:
GRANDE REPÓRTER: Adão Diogo (Lunda Sul), ou cinco anos em faculdades e Gostava de aproveitar este espaço dãos prejudicaram gravemente
Luísa Rogério Alberto Coelho (Cabinda),
João Mavinga (Zaire), quase nada sabem. para sugerir que se preste também o Estado angolano e, em conse-
Vladimir Prata (Namibe),
EDITORIAS:
POLÍTICA: Esídoro Natalício (Cuanza-Norte), Soube do caso de uma faculdade atenção a técnicos angolanos que quência disso, a maioria da po-
Luís Pedro (Cuanza-Sul),
Santos Vilola (editor-chefe),
Fonseca Bengui (sub-editor) e Bernardino Manje (sub-editor) Noé Jamba (Bengo), de uma universidade privada em estão no exterior do país. Há mui- pulação vive muito mal.
Francisco Curinhingana (Malanje)
Adelina Inácio, João Dias, Edna Dala,
Garrido Fragoso e Gabriel Bunga Fernando Cunha (Huambo), que os alunos não sabiam qual tos angolanos no exterior do país Há muita miséria, há fome, há
João Constantino (Bié),
OPINIÃO: José Chaves (Andulo), a bibliografia principal a con- e acredito que haja também entre falta de muitos serviços básicos .
Ambrósio Clemente (editor-chefe), Faustino Henrique (sub-ditor) Jaime Azulay (Benguela),
SOCIEDADE: Jesus Silva (Lobito), sultar, porque o professor pura e eles técnicos valiosos. Conheci tenho entretanto esperança de que
Estanislau Costa (Huíla),
Nhuca Júnior (editor),
Alberto Pegado (editor), Joaquim Aguiar (Lunda-Norte), simplesmente nada disse. um governante angolano que ti- há vontade de os actuais gover-
Silvino Paulo (Uíge),
José Meireles (editor),
Rodrigues Cambala, André da Costa, Kilssia Ferreira, Manuela Gomes, Lourenço Manuel (Cuando Cubango), O que queria esse professor? Di- nha o hábito de consultar parentes nantes reverterem a actual situa-
Quinito Kanhamei (Cunene),
Augusto Cuteta, Alexa Sonhi, César André, César Esteves, Edivaldo Cristóvão,
Carla Bumba e Mazarino da Cunha Samuel António (Moxico), ficultar a vida aos alunos? Ter o que viviam no exterior e formados ção. Que haja amor ao povo an-
REGIÕES: prazer de ver muitas reprovações? em prestigiadas universidades golano, que já sofreu muito, não
Sérgio Chivaca (editor-chefe), PAGINAÇÃO E ARTE:
Béu Pombal (sub-editor), Salvador Escórcio (Editor), Soares Neto, Eugénia Victor, Augusta Lucéu, Tomás Cruz, O que ganha com isso um pro- estrangeiras para tirar alguma só por causa da guerra, mas tam-
Filipe Eduardo Noé Pungue, Evaristo Sacupalica, João Augusto, Josefa Abreu, Maria Messele, Alberto
ECONOMIA:
Bumba, Inês Quingando, Margarida Zilungo, Maria da Silva, António Saldanha, fessor destes? dúvida. Muitos países recorrem bém da má governação que co-
Henrique Faztudo, António Quipuna, Raúl Geremias, João Mundaka, Ana Paula Dias ,
Cristóvão Neto (editor-chefe),
Armando Estrela (sub-editor),
Isabel Fragão, Manuel Cassenda, Francisco da Silva, João Mundaka, Rui Jacinto, MAURÍCIO PEDRO a quadros nacionais formados nhecemos no passado. Angola
Bruno Bernardo, Luquemba Pedro
Ana Paulo, Kátia Ramos, Madalena José, Natacha Roberto e Victorino Joaquim Ingombota no estrangeiro para inclusive fa- tem tudo para ser um grande país.
MUNDO:
Bernardino Fançony (editor-chefe), António Canepa
CARTOON E ILUSTRAÇÃO:
Armando Pululo e Casemiro Pedro zerem parte dos seus governos. Que se aposte nos melhores qua-
DESPORTO: dros e em verdadeiros patriotas.
Amândio Clemente (editor-chefe),
Anaximandro Magalhães (sub-editor), António Cristóvão, COPY DESK: Os quadros nacionais Que se aposte em pessoas que fa-
Armindo Pereira, Teresa Luís, Vivaldo Eduardo, Rui Ramos, Arlindo Soares, Esperança Vieira Dias
António de Brito e Honorato Silva Muitas coisas estão a mudar no ESCREVA-NOS çam parte do processo de solução
CULTURA: nosso país, e gostava que se pas- Cartas recebidas na dos actuais problemas e não em
António Bequengue (editor-chefe), Adriano Melo (sub-editor), O Jornal de Angola Rua Rainha Ginga, 12-26
Francisco Pedro (sub-editor), utiliza os serviços da ANGOP, AFP, Reuters, EFE e Prensa Latina sasse a valorizar mais os quadros Caixa Postal 1312 - Luanda cidadãos que só nos podem cau-
Amilda dos Santos, Manuel Albano, Mário Cohen e Roque Silva
GENTE E FIM-DE-SEMANA: PUBLICIDADE: nacionais. Temos quadros nacio- ou por e-mail: sar novamente problemas.
António Cruz (editor-chefe),
Isaquiel Cori (editor)
(+244) 937 550 262 nais de muito valor no nosso país, MARCELINA AUGUSTO
(+244) 949 770 006 e-mail: publicidade@jornaldeangola.com escrevaconnoscoJA@gmail.com Camama
Edna Cauxeiro (sub-editora), mas nem sempre, em minha opi-
OPINIÃO Segunda-feira
15 de Julho de 2019 7
PERSPECTIVA ANÁLISE

Adriano Botelho de Vasconcelos Eduardo Magalhães |*


CITAÇÕES
“O combate
(à corrupção) A Reforma da Justiça
O caminho da igualdade está no berço não cabe somente
aos órgãos e a implementação
Estive em Toronto, uma cidade que é cercada para melhor as sociedades. Nada que agrade aos
da administração
da Justiça. Também
às organizações
do novo mapa judiciário
pelo lago de águas doces que tem o tamanho de defensores de uma sociedade agrilhoada. Vejamos: O apoio do Executivo à reforma da justiça, sem prejuízo para a inde-
quase um oceano. Há vinte anos escrevi um poema estava eu bem refastelado na cozinha a ver a te- da sociedade civil ,
pendência dos tribunais, tem sido uma das maiores conquistas
sobre esse lago. Sempre penso que quando o levisão, o noticiário das 20h na TPA, quando pas- igrejas, recentes da consolidação do nosso processo democrático. O engaja-
mundo secar, por conta do sol abrasivo e do nosso saram imagens do ministro da Justiça e do seu universidades, mento do Executivo no contributo directo para que seja consolidada
desleixo ambiental, os seus lençóis de água pura homólogo americano, os dois debruçados, um à escolas e outros a afirmação da independência do poder judicial perpassa pela auto-
manterão com vida essa cidade. Na verdade, será frente do outro, a assinar as últimas páginas do nomia administrativa, financeira e patrimonial dos tribunais, mas
grupos de não se esgota nisso. As acções em curso no ano judicial 2019 estão
o último lugar da terra com água e flores. Durante Acordo de Parceria Estratégica. O jornalista explicou representação a ser marcadas positivamente pela implementação dos tribunais de
a minha viagem familiar, fiquei deveras impres- que o acordo permitiria aos Estados Unidos ensi- Comarca. É um trabalho importantíssimo que dá à Justiça a necessária
sionado com as conversas mantidas com o meu narem ao Executivo angolano as nobres matérias
dos interesses
autonomia, ao mesmo tempo que oferece ao cidadão um serviço
neto, o Tcheize. Ele tem 10 anos, mas já se dá sobre os direitos humanos e de tolerância. dos cidadãos, ágil, necessário e próximo.
conta dos meandros da política governativa. Sem- O meu filho, de 8 anos, virou-se para mim, e, para que todos O Eixo 4 do Programa de Desenvolvimento Nacional (PDN), em
pre que eu procurasse elogiar Toronto, seu encanto com voz triste, afirmou “que estamos sempre à contribuam curso, é claro ao destacar a importância da consolidação da paz, reforço
do Estado Democrático e de Direito, boa governação, reforma do Estado
e nível de segurança, por andarmos até tarde e procura de quem nos ensine a governar. O que se para a educação e descentralização, pois ali há o compromisso de inserir o cidadão nas
em qualquer lugar, ele, num instante, apoiado passa, papá?”. O Nano tinha razão, não é uma ma- jurídica da acções que afectam directamente a vida de todos e cada um dos
em argumentos fortes, desfazia a minha boa im- téria que os Estados Unidos nos possam ensinar, população” angolanos. “A sociedade civil constitui um actor relevante do desenvol-
pressão. De forma muito cirúrgica, argumentava porque, disse ele, “lá se matam os justos e os pe- vimento dos países, pelo conhecimento próximo dos problemas de
que o senhor Primeiro-Ministro só sabe viajar e cadores” com a mesma facilidade. Eu peguei no Pinda Simão, certos grupos de cidadãos e regiões, bem como pela sua capacidade
Primeiro secretário de mobilização da população”, é o que está expresso neste eixo.
que esse dinheiro todo, bem somado, enquanto meu telefone e enviara uma mensagem para o provincial do MPLA no Uíge No quadro da Reforma da Justiça e do Direito, desde o processo
“grande desperdício”, poderia servir para melhorar meu confrade de escrita, o também ministro da de finalização e aprovação pela Assembleia Nacional da proposta
o ensino e a saúde, “áreas que perderam peso or- Justiça, replicando as palavras do meu filho, di- do novo Código Penal e da Proposta de Lei sobre o Regime Jurídico
çamental”, explicou. zendo que nós, angolanos, depois do que sofremos, “Tenho de Recuperação de Empresas em Insolvência, o país está a testemunhar
Mais: discorria sobre as estatísticas à volta dos estamos em melhores condições de ajudar o Go- a certeza verdadeiros avanços naquilo que tem sido destacado como “inde-
impostos altos, que dizia, num tom sereno, “serem verno americano na grande missão de tornar a absoluta pendência da justiça”. É de fundamental importância para a nossa
democracia o registo destes progressos com a reforma do sector ju-
responsáveis pela falta de investimentos” das em- sua sociedade mais compaginada aos valores de de que em Agosto diciário. Nesse sentido, estão enquadrados os tribunais de Comarca
presas e afiançava ser uma opção política que humanização, evitando-se o mero exercício de daremos e da Relação, cuja criação tem sustentação na lei, e que estão a
tem “causado os níveis altos de desemprego”. força contra os “afros”, uma questão sempre pre- os primeiros passos avançar num ritmo desejável.
Para provar o seu ponto crítico, apontava para os sente nos noticiários. Sabemos que a extensão dos centros de Resolução Extra Judicial
pobres a dormirem na calçada, mesmo à frente Se pais e mães, mesmo aqui em África, têm para o surgimento de Litígios a outros pontos do país, bem como a transferência de
das entradas imponentes do Scotia Bank. Traduziu todos as mesmas visões ardentemente defendidas da nova força recursos financeiros, materiais e humanos, dotando-os de maior au-
política” tonomia, são factores que asseguram aos operadores da Justiça a
para mim os gritos de um “homeless” (sem-abrigo), pelos pedagogos que consideram útil ter um sub- total condição para o cumprimento das atribuições que lhes são con-
que, no meio da estrada, gritava aos condutores: sistema de pré-escolar forte, amplo e universal, Abel Chivukuvuku, feridas e que convergem - no conjunto de esforços - para a prática de
“Eu já não gosto do Canadá” e num cartaz escreveu: não entendo por que não colocar em prática essa Ex-presidente da CASA- CE, actos em prol da justiça e do Estado de Direito.
“Salve-me com algumas moedas. Estou desgra- ao referir-se ao seu projecto De volta ao Eixo 4 do PDN, recordamos o que ali está escrito sobre
medida. Não tendo nada de despesista, só vai de criação de um novo
çado”. Aliás, é já uma característica que se nota à permitir que todas as crianças, sem excepção partido a municipalização, e que - numa avaliação isenta - contempla a autonomia
dos Tribunais de Comarca: “a base para o desenvolvimento de uma ci-
entrada de muitas estações de Metrô e praças pú- classista, possam ter um crescimento harmonioso, dadania activa em Angola é bastante rica, constituindo, a organização
blicas, onde os “homeless”, que não existiam em que desperte as suas habilidades e carácter. Esse “Não podemos comunitária da sociedade e o reforço da municipalização, oportunidades
tão grande número, fazem discursos corrosivos desiderato, infelizmente, parece não ser algo para que a participação dos cidadãos, a nível local, funcione como um
contra os impostos altos – recebendo ovações e
continuar
prioritário às políticas governativas de quase complemento da acção do Estado. Esta intervenção da sociedade civil
incentivos dos transeuntes que paravam os passos todos os países africanos. E temos nas suas es- a fazer discursos é, também, muito relevante a nível central, com a sua crescente parti-
para matar o tempo - e comparam de forma crítica tatísticas um número explosivo de crianças sem de reformas, cipação na definição de políticas públicas e também no escrutínio da
acção do Estado”, segundo o documento.
o actual estilo de governação com os anteriores beira nem eira, até parece que os políticos usam como este Governo Quando em Fevereiro de 2015 a Assembleia Nacional aprovou a
governos trabalhistas, que têm sido afastados as borrachas para que esse cenário não faça (cabo-verdiano) Lei nº. 2/15, Lei da Organização e Funcionamento dos Tribunais da Ju-
pela força do voto. parte das preocupações oficiais. O nosso país, tem feito no sistema risdição Comum, vimos - a partir desta Lei - a aprovação e orientação
Um certo dia, pediu que parássemos na Indigo, Angola, há muito que está incluído nesse défice de Educação. para a implementação de um novo Mapa Judiciário para o País, daí a
loja cultural que faz sucesso. Percorreu os livros por não ter essa ambição, o que, ao continuarmos designação com que foi baptizada: “Lei da reforma judiciária”. Reformada
de infância e escolheu uma obra com mais de 177 assim, vai gerar uma incapacidade em sermos Trata-se ou modernizada, o certo é que a nova lei carrega em si três grandes
de medidas objectivos que constituem desafios que se pretende alcançar, são eles:
páginas. Pensei nos meses que levaria para ler: donos das nossas transformações sociais e tec- a aproximação dos tribunais aos cidadãos; tornar os tribunais mais
“boa trabalheira”. Logro meu, durante o percurso nológicas que se impõem. casuísticas, céleres e mais eficazes, bem como consolidar o Estado de Direito.
pelos comboios e autocarros em passeio, fazia a Às vezes perdemos muito tempo em querer tomadas sem Os desafios são grandes e proporcionais ao grau de importância
leitura, muito concentrado. Os seus dedos ágeis identificar as correntes de esquerda nos seios dos primeiro se da chamada reforma. Na Lei está previsto que os dezanove Tribunais
mudavam as páginas como se fossem as folhas partidos do arco governativo, mas num ambiente Provinciais existentes sejam substituídos por sessenta e dois Tribunais
auscultar de Comarca distribuídos por todo o País e agrupando um ou mais
das árvores no Outono a se desprenderem dos de tamanho nível de miséria e ignorância, onde a comunidade municípios. Esta implementação teve início em Março deste ano e,
seus ramos. O movimento dos utentes, entrando todos os dias crescem as estatísticas que demons- até aqui, foram já inaugurados 12 Tribunais de Comarca: Lobito, Ben-
e saindo, o burburinho, não o perturbavam. “Ter- tram existir mais gente a cair na indigência, como educativa e os
guela, Sumbe, Dande, Soyo, Mbanza Kongo, Cuanhama, Lubango,
minei”, disse, esticando o corpo. No seu olhar, um ondas eternas de um mar revolto, esse é um actores de educação Caconda/Caluquembe, Moçâmedes e Tômbua. Este êxito é fruto de
brilho de viajante de novos mundos. esforço inócuo. Eu defendo que as zonas periféricas para se aferir dos um trabalho incansável dos actores da justiça que pretendem inaugurar,
Um amigo meu, igualmente pai de uma criança das grandes urbes, tão densamente povoadas de riscos e sem se até Dezembro, quarenta Tribunais de Comarca e concluir a meta de
sessenta e dois já no próximo ano.
de sete anos, contou que o seu filho, de nome crianças, fossem o laboratório social de uma nova fazer o balanço Quando falamos sobre Tribunais de Comarca, estamos a falar não
Jerson Mukaia, muitas vezes divagava sobre as era. Sem o poder radical socializante, pudessem dos impactos para apenas sobre construção de edifícios. Aqui o cidadão deve compreender
coisas reais, intervaladas com as suas fantasias. ter no terreno das zonas mais paupérrimas os a complexidade desta mudança de cultura de uma das mais importantes
Juntava às representações teatrais as experiên-
saber se resultou” instituições da estrutura democrática de qualquer nação, a Justiça.
programas mais exigentes de criação de estruturas
cias no moldar no barro as máscaras. Potenciava do subsistema, capazes de mobilizar as famílias Janira Hopffer Para além do apetrechamento das instalações, devemos destacar
a sua maior expressividade nas plasticinas que, Almada, também os recursos humanos, através de profissionais devidamente
mais pobres a deixar as suas crianças, a partir preparados para o exercício das suas funções, para além do necessário
Presidente do Partido
parecem molhadas, quando se lhes toca, são fá- dos três anos, bem entregues aos professores dos Africano para a destaque ao facto de que cento e trinta e dois juízes de Direito serão
ceis de ser manuseadas, tal como as crianças jardins de infância. Independência de Cabo
Verde (PAICV), na oposição colocados nesses Tribunais de Comarca.
idealizam os objectos. O Presidente João Lourenço, de braços abertos Os trabalhos transcendem os Tribunais de Comarca e atingem
“O Jerson tem uma grande facilidade de mudar e firmes, ao segurar a mão de duas crianças de outras acções de igual relevância, pois está também previsto que,
os seus estados de alma”, confessou com alegria. batas brancas que mudavam de uma escola de- “A situação dentro de sessenta ou noventa dias, sejam inaugurados os dois
actual está primeiros Tribunais da Relação (serão cinco no total) previstos no
Contou que num lindo sábado, no quintal, estavam gradada, com bancos de latas de leite, para uma mapa judiciário: os Tribunais da Relação de Luanda e de Benguela,
todos à volta da máquina de lavar a roupa. O pai melhor escola, com tudo que possa existir de me- a tornar estando os seus juízes (juízes desembargadores) em processo de se-
pediu ao filho que ajudasse a mãe a organizar a lhor, deu um sinal claro de que o seu Executivo impossível lecção e formação que termina ainda neste mês de Julho. Com os Tri-
roupa. Que separasse as cores em pequenos mon- aceita, como parte estruturante, o acesso de todas para mim bunais da Relação, que são Tribunais de 2° instância, será possível di-
tes distintos, para que depois ficasse tudo mais as crianças angolanas às melhores condições. minuir a sobrecarga de recursos que vão para o Tribunal Supremo, o
desempenhar que permitirá a este funcionar verdadeiramente como um Tribunal
fácil. Assim, a mãe colocaria a lavar a roupa sem Não temos outra saída política, se quisermos um
os riscos de debotar e manchar as peças de cores país diferente.Temos que buscar uma visão que, o meu papel Superior, que julga questões de fundo e de direito.
como gostaria” A independência do Poder Judiciário permitirá que os juízes tomem
mais leves. A criança, com toda a calma do mundo, de uma vez por todas, ataque a causa mais im- decisões coerentes com a preservação dos direitos e liberdades.
ripostou que ficaria sentado sobre a trouxa de portante das fraquezas do país: a exclusão infantil. Kim Darroch, Esta missão tão desafiadora, sobretudo pelos obstáculos que toda
roupa, descansando, como fazem os presidentes As crianças, nas periferias, e não só, por conta do Embaixador britânico nos mudança de cultura institucional impõe, faz da tarefa de pôr em prática
Estados Unidos, que se a Reforma da Justiça e a implementação do mapa judiciário, tantas
que “só sabem mandar”. caos que se alastra, estão muitas horas úteis fora demitiu recentemente do
vezes posta à prova, uma conquista de valor inestimável e que assegura
Esse é um fenómeno quase mundial. Assiste- do ambiente escolar, sem a força educativa familiar. cargo, na sequência do seu
envolvimento em polémica a preservação e defesa do Estado Democrático e de Direito.
se ao crescimento precoce das crianças. Andam Essa triste realidade e condição, infelizmente, com o Presidente dos EUA,
muito atentas ao mundo que as rodeia e querem torna-os pequenos “actores da vida” que os levará Donald Trump * Director Nacional de Comunicação Institucional.
ter voz própria, ter presença, algo que vai mudar a uma condição de negação do futuro. A sua opinião não engaja o MCS
8 Segunda-feira
15 de Julho de 2019

PUBLICIDADE

COMUNICADO DE IMPRENSA
A Administração Geral Tributária comunica que nos termos dos números 2 e 3 do artigo 21.º do Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado, aprovado pela Lei n.º 7/19,
de 24 de Abril, a partir de 1 de Julho de 2019, as entidades a seguir designadas devem proceder ao cativo do imposto, nos percentuais que abaixo se indica:

OPERADORAS DE TELECOMUNICAÇÕES 8 5410003667 BP ANGOLA ( BLOCO 18 ) B.V. Petrolífera 100%


9 5410777999 BP EXPL. ANGOLA (KWANZA BENGUELA)LTD-SUCUR. ANGOLA Petrolífera 100%
N.º NIF Contribuinte Actividade % do Cativo 10 5410003675 BP EXPLORATION ( ANGOLA ) LIMITED Petrolífera 100%
1 5410000323 ANGOLA TELECOM - EMP. DE TELEC. DE ANGOLA Operadora de
Telecomunicação 50% 11 5410003683 BP EXPLORATION BETA LIMITED Petrolífera 100%
12 5410000668 CABINDA GULF OIL COMPANY, LTD Petrolífera 100%
2 5403051376 MOVICEL TELECOMUNICAÇÃO, SA Operadora de 13 5410003780 CHINA SONANGOL INTERNATIONAL Petrolífera 100%
Telecomunicação 50%
14 5402156441 CIE - ANGOLA BLOCK 9 S.A - SUCURSAL ANGOLA Petrolífera 100%
3 5410003144 UNITEL, SARL Operadora de 15 5401183089 CIE ANGOLA BLOCK 20, LTD - SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
Telecomunicação 50% 16 5402156450 CIE ANGOLA BLOCK 21, LDA - SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
17 5410778014 CONOCOPHILLIPS ANGOLA 37, LTD Petrolífera 100%
BANCOS 18 5410000102 ENI ANGOLA EXPLORATION B.V. Petrolífera 100%
N.º NIF Contribuinte Actividade % do Cativo 19 5410000129 ENI ANGOLA PRODUCTION B.V. Petrolífera 100%
1 7401012332 BANCO NACIONAL DE ANGOLA - BNA Banco Central 50% 20 5410777824 ENI ANGOLA S.P.A. Petrolífera 100%
2 5410000536 B.C.I. - BANCO DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA, SARL Banco Comercial 50% 21 5410001214 ESSO EXPLOR. AND PROD. ANGOLA (BLOCO 24) LTD Petrolífera 100%
3 5410000552 B.P.C. BANCO DE POUPANÇA E CRÉDITO, SARL Banco Comercial 50% 22 5410001206 ESSO EXPLOR. AND PROD. ANGOLA (BLOCO 25) LTD Petrolífera 100%
4 5410000510 BAI - BANCO ANGOLANO DE INVESTIMENTOS, SA Banco Comercial 50% 23 5410001192 ESSO EXPLOR. AND PROD. ANGOLA (BLOCO 32) LTD Petrolífera 100%
5 5401154291 BANC-BANCO ANGOLANO DE NEGÓCIOS E COMÉRCIO, S.A Banco Comercial 50% 24 5410001184 ESSO EXPLOR. AND PROD. ANGOLA (BLOCO 33) LTD Petrolífera 100%
6 5410003772 BANCO BAI MICROFINANÇAS, S.A. Banco Comercial 50% 25 5410001168 ESSO EXPLOR. PROD. ANGOLA (BLOCO 31) LTD Petrolífera 100%
7 5401128908 BANCO BIC, S.A Banco Comercial 50% 26 5401127650 ESSO EXPLORATION AND PROD.ANGOLA (OVERSEAS), LTD Petrolífera 100%
8 5410003705 BANCO CAIXA GERAL TOTTA DE ANGOLA, S.A Banco Comercial 50% 27 5410001150 ESSO EXPLORATION ANGOLA (BLOCK 17), LTD Petrolífera 100%
9 5121036515 BANCO COMERCIAL DO HUAMBO - S.A Banco Comercial 50% 28 5410001133 ESSO - EXPLORATION ANGOLA (BLOCO 15) LTD Petrolífera 100%
10 5410000528 BANCO COMERCIAL ANGOLANO Banco Comercial 50% 29 5401166370 FORCE PETROLEUM DE ANGOLA, LIMITADA Petrolífera 100%
11 5420006049 BANCO DA CHINA LIMITADA - SUCURSAL EM LUANDA Banco Comercial 50% 30 5410002199 GALP - EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO PETROLÍFERA, S.A. Petrolífera 100%
12 5410003691 BANCO DE FOMENTO, SARL Banco Comercial 50% 31 5410778103 GALP ENERGIA OVERSEAS B.V. - SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
13 5417251674 BANCO DE INVESTIMENTO RURAL, S.A Banco Comercial 50% 32 5410778154 GALP ENERGIA OVERSEAS BLOCK 14 B.V. Petrolífera 100%
14 5410003233 BANCO ECONÓMICO, S.A. Banco Comercial 50% 33 5410778138 GALP ENERGIA OVERSEAS BLOCK 32 B.V- SUC. DE ANGOLA Petrolífera 100%
15 5403104038 BANCO KWANZA INVESTIMENTO, S.A Banco Comercial 50% 34 5410778146 GALP ENERGIA OVERSEAS BLOCK 33 B.V - SUC DE ANGOLA Petrolífera 100%
16 5401152540 BANCO MILLENNIUM ATLÂNTICO, S.A Banco Comercial 50% 35 5410778120 GALP ENERGIA OVERSEAS LNG B.V - SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
17 5417467634 BANCO POSTAL, S.A. Banco Comercial 50% 36 5401175647 GAS NATURAL WEST ÁFRICA, S.L- SUCURSAL EM ANGOLA Petrolífera 100%
18 5417272337 BANCO PRESTÍGIO, SA Banco Comercial 50% 37 5410001575 INA- NAFTAPLIN Petrolífera 100%
19 5417270741 BANCO MAIS, S.A. Banco Comercial 50% 38 5401138709 MARATHON INTERN. OIL ANGOLA BLOCK 31, LTD-SUCURSAL Petrolífera 100%
20 5401040580 BANCO KEVE, S.A Banco Comercial 50% 39 5401138717 MARATHON INTERN. OIL ANGOLA BLOCK 32 LTD-SUCURSAL Petrolífera 100%
21 5410000579 BANCO SOL, SARL Banco Comercial 50% 40 5417006564 NAZAKI OIL & GAZ, S.A Petrolífera 100%
22 5417123021 BANCO VALOR, S.A. Banco Comercial 50% 41 5410001974 NIS NAFTAGAS Petrolífera 100%
23 5401156537 BANCO VTB ÁFRICA, S.A. Banco Comercial 50% 42 5410002172 PETROBRÁS INTERNACIONAL - BRASPETRO, S.A Petrolífera 100%
24 5417285501 BANCO YETU, S.A Banco Comercial 50% 43 5417289612 PETROBRÁS OIL & GAS B .V. - SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
25 7403009134 BDA - BANCO DE DESENVOLVIMENTO DE ANGOLA Banco Comercial 50% 44 5402154430 PLUSPETROL ANGOLA CORPORATION (SUCURSAL ANGOLA) Petrolífera 100%
26 5401144075 BNI - BANCO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAL, S.A. Banco Comercial 50% 45 5410777840 POLIEDRO OIL CORPOTATION S.A Petrolífera 100%
27 5417341282 CREDISUL - BANCO DE CRÉDITO DO SUL, SA Banco Comercial 50% 46 5401079648 PRODOIL - EXP. PROD. DE HIDROCARBONETOS, SARL Petrolífera 100%
28 5417285846 ECOBANK ANGOLA,S.A. Banco Comercial 50% 47 5401181701 REPSOL (ANGOLA 22) BV - SUCURSAL EM ANGOLA Petrolífera 100%
29 5403105131 FINIBANCO ANGOLA, S.A Banco Comercial 50% 48 5410003284 SONANGOL (SOC. NAC. COMBUSTÍVEIS DE ANGOLA) - EP Petrolífera 100%
30 5417093386 STANDARD BANK DE ANGOLA, S.A Banco Comercial 50% 49 5410002725 SONANGOL PESQUISA E PRODUÇÃO, SARL Petrolífera 100%
31 5403117504 STANDARD CHARTERED BANK ANGOLA, S.A Banco Comercial 50% 50 5417303020 SSI FIFTEEN LIMITED - SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
51 5401129572 SSI SONANGOL SINOPEC INTERNATIONAL (ANGOLA) LTD Petrolífera 100%
SEGURADORAS 52 5417156345 SSI THIRTY - ONE LIMITED-SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
Nº NIF Contribuinte Actividade % do Cativo 53 5410002784 EQUINOR ANGOLA BLOCK 15 S A Petrolífera 100%
1 5401144440 A MUSE - A MUNDIAL SEGUROS, S.A. Seguradora 50% 54 5410002776 EQUINOR ANGOLA BLOCK 17 S A (SUCURSAL) Petrolífera 100%
2 5410003608 AAA SEGUROS, SARL Seguradora 50% 55 5410778057 EQUINOR ANGOLA BLOCK 22 AS Petrolífera 100%
7 5417322172 ALIANÇA SEGUROS, S.A. Seguradora 50% 56 5410778111 EQUINOR ANGOLA BLOCK 25 AS Petrolífera 100%
4 5402163774 BIC SEGUROS, S.A Seguradora 50% 57 5403063021 EQUINOR ANGOLA BLOCK 31, AS Petrolífera 100%
5 5417258482 BOWNS SEGUROS, S.A Seguradora 50% 58 5410778065 STATOIL ANGOLA BLOCK 38 AS Petrolífera 100%
6 5403093427 COMPANHIA SEGUROS ANGOLANA, SARL Seguradora 50% 59 5410778073 STATOIL ANGOLA BLOKC 39 AS Petrolífera 100%
7 5417036013 CONFIANÇA SEGUROS, S.A Seguradora 50% 60 5410002008 EQUINOR ANGOLA AS - SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
8 5410001095 ENSA - SEGUROS DE ANGOLA, S.A. Seguradora 50% 61 5410002024 EQUINOR DEZASSETE AS Petrolífera 100%
9 5417061590 FIDELIDADE ANGOLA - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. Seguradora 50% 62 5403087435 STATOIL QUATRO AS Petrolífera 100%
10 5417407844 FORTALEZA SEGURA - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A Seguradora 50% 63 5410002822 SVENSKA PETROLEUM EXPLORATION - AB Petrolífera 100%
11 5402144621 GARANTIA SEGUROS, S.A Seguradora 50% 64 5410002920 TEXACO ANGOLA NATURAL GÁS INC. Petrolífera 100%
12 5417416436 GLINN SEGUROS Seguradora 50% 65 5410003004 TEXACO PANAMÁ INC. Petrolífera 100%
13 5401152949 GLOBAL SEGUROS- COMPANHIA ANGOLANA DE SEGUROS, S.A Seguradora 50% 66 5410003713 TOTAL E&P ANGOLA (BLOCK 31), LIMITED Petrolífera 100%
14 5417363871 LIBERTY & TREVO (ANGOLA) COM. DE SEGUROS, S.A Seguradora 50% 67 5410778022 TOTAL E&P ANGOLA BLOCK 25 Petrolífera 100%
15 5417152668 MANDUME SEGUROS, S.A Seguradora 50% 68 5410000986 TOTAL E&P ANGOLA Petrolífera 100%
16 5417421308 MASTER SEGUROS Seguradora 50% 69 5410777786 TOTAL E&P ANGOLA (BLOCK 15/06), LIMITED Petrolífera 100%
17 5401113420 NOSSA-NOVA SOCIEDADE DE SEGUROS DE ANGOLA, S.A Seguradora 50% 70 5410777794 TOTAL E&P ANGOLA (BLOCK 17/06) LIMITED Petrolífera 100%
18 5480022989 PROVIDÊNCIA ROYAL - SEGUROS, S.A. Seguradora 50% 71 5410003721 TOTAL E&P ANGOLA (BLOCK 32), LIMITED Petrolífera 100%
19 5417166103 PROTTEJA SEGUROS, S.A Seguradora 50% 72 5410003730 TOTAL E&P ANGOLA (BLOCK 33) LIMITED Petrolífera 100%
20 5417153311 PRUDENCIAL SEGUROS, S.A Seguradora 50% 73 5410778030 TOTAL E&P ANGOLA BLOCK 39 Petrolífera 100%
21 5417352780 S.T.A.S - SOCIED. TRANSACIONAL ANG. DE SEGUROS, S.A Seguradora 50% 74 5410778049 TOTAL E&P ANGOLA BLOCK 40 Petrolífera 100%
22 5401133901 SAHAM ANGOLA SEGUROS, S.A Seguradora 50% 75 5410003756 TOTAL EXPLORATION MBRIDGE B.V Petrolífera 100%
23 5417439010 SOL SEGUROS, S.A Seguradora 50% 76 5410777808 TOTAL LNG ANGOLA, LTD Petrolífera 100%
24 5417187461 SUPER SEGUROS Seguradora 50% 77 5410000994 TOTAL PETROLEUM ANGOLA LIMITED Petrolífera 100%
25 5402150761 TRANQUILIDADE - CORPORAÇÃO ANGOLANA DE SEGUROS, S.A Seguradora 50% 78 5401162219 VAALCO ANGOLA (KWANZA) INC. Petrolífera 100%
26 5417082848 TRIUNFAL SEGUROS, S.A Seguradora 50% 79 5401149565 TOTAL E&P ANGOLA BLOCO 16 AS (SUCURSAL DE ANGOLA) Petrolífera 100%
80 5410778200 ECP OIL AND GAS GERMANY GMBH Petrolífera 100%
PETROLÍFERAS 81 5401182589 ENI WEST AFRICA, S.P.A- SUCURSAL DE ANGOL Petrolífera 100%
N.º NIF Contribuinte Actividade % do Cativo 82 5403095861 FALCON OIL HOLDING ANGOLA S,A Petrolífera 100%
1 5401099096 ACREP - EXPLORAÇÃO PETROLÍFERA, S.A Petrolífera 100% 83 5401149522 KOTOIL, SA Petrolífera 100%
2 5417010944 ACREP BLOCO 17, S.A Petrolífera 100% 84 5417305790 SSI-THIRTY-THO LIMITED-SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
3 5410000153 AJOCO '91 EXPLORATION CO.,LTD - ESCRIT. REPRES. Petrolífera 100% 85 5401173687 TEIKOKU OIL (CABINDA) CO., LTD-SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
4 5410000161 AJOCO EXPLORATION CO.,LTD (AJEX)- ESCRIT. REPRES. Petrolífera 100% 86 5417485837 PETRONAS ANGOLA E &P, LDA-SUCURSAL EM ANGOLA, LDA Petrolífera 100%
5 5417203998 ANGOLA BLOCK 14 Petrolífera 100% 87 5401181698 REPSOL (ANGOLA 37) BV - SUCURSAL EM ANGOLA Petrolífera 100%
(9363)

6 5410000307 ANGOLA JAPAN OIL CO., LTD (AJOCO) ESCRIT. REPRES. Petrolífera 100% 88 5403102558 WM - DC RESOURCES LIMITED - SUCURSAL DE ANGOLA Petrolífera 100%
7 5401145870 ANGOLA LNG LIMITED (SUCURSAL) Petrolífera 100%
Segunda-feira
15 de Julho de 2019 9
PUBLICIDADE

(700.012d)

COMUNICADO AOS CANDIDATOS À OCPCA

Prezados Candidatos, REPÚBLICA DE ANGOLA


TRIBUNAL PROVINCIAL DE LUANDA
2.ª SECÇÃO DA SALA DO CÍVEL E ADMINISTRATIVO
A todos que fizeram a sua inscrição na OCPCA e que pela avaliação
realizada pelo Conselho de Inscrição, ao abrigo dos Art.OS 45.º, 46.º ANÚNCIO
e 47.º do Estatuto, foram considerados não aptos para admissão PROCESSO N.º 532/11BG
imediata como membros da Ordem: YOLANDA BATALHA, Juíza de Direito do Tribunal Provincial de Luanda, 2.ª Secção.
Acção Declarativa de Condenação.
Autor: Sociedade N.B.A - Representações e Comércio Geral
Ré: Sandra de Jesus Teixeira. 1.ª PUBLICAÇÃO
1. Na sequência dessa avaliação, foram por várias vezes enviados
convites, para os vossos endereços de email, para frequentarem o Nos autos acima identificados, correm éditos de 20 dias, contados da data da segunda e última publicação do
anúncio, citando a Ré Sandra de Jesus Teixeira residente em Luanda, no Bairro Prenda, actualmente em
estágio, aos quais nunca responderam, aceitando o convite ou con- parte incerta, para no prazo de 20 dias, finda dilação de 20 dias, a contar da 2.ª e última publicação do anúncio,
contestar a acção contra si intentada, querendo, a acção supra identificada, que lhe move Sociedade N.B.A -
testando a avaliação. Procedeu-se, igualmente, a uma série de ten- Representações e Comércio Geral, Lda. com sede em Luanda, Município do Rangel, Rua da Saúde n.º 22,
tativas de contacto por telefone, porém sem sucesso. com a cominação de que a falta da contestação se considerem confessados os factos articulados pelo autor
na petição inicial e que em substância o pedido consiste em: a) No pagamento da quantia mutuada no valor
de USD 100.000.00 (Cem Mil Dólares Americanos) acrescido de juros; b) Ressarcir os prejuízos causados e
2. Neste contexto, somos a informar que caso não contactem o Con- referidos nos articulados 14.º e 15.º pelo não cumprimento da sua obrigação e calculados em quantia equiva-
lente a USD 1.000.000.00 (Um Milhão de Dólares Americanos) ou em alternativa; c) Ordenar a entrega da Casa
selho de Inscrição da Ordem na respectiva sede, por email, telefone a A. definitivamente para responder pela dívida ou ainda; d) Ordenar a sua venda e com o produto da venda
ou pessoalmente, nos 30 dias seguintes à publicação deste comu- proceder-se à liquidação das quantias acima mencionadas.

nicado, as vossas candidaturas serão consideradas INACTIVAS e Para constar, lavrou-se o presente edital e mais dois de igual teor para afixados.

retiradas da Base de Dados. Luanda, a 1 de Novembro de 2018.

A JUÍZA DE DIREITO
YOLANDA FERREIRA
3. Este mesmo comunicado vai ser divulgado no Site da OCPCA, (9.309)

no Jornal de Angola, e enviado por Newsletter para os vossos en-


dereços de email. AULAS AO DOMICÍLIO
Após o prazo acima indicado, e se continuarem a manifestar inte- APRENDA Matemática, Física, Química, Português e Inglês em
resse em serem membros da OCPCA, deverão inscrever-se nova- sua casa ou escritório. Trabalhamos com crianças, adultos, es-
mente, sempre a partir do Site da Ordem. trangeiros e nacionais, prestamos serviços de apoio académico
desde o ensino primário ao Universitário. Também temos Portu-
Ordem dos Contabilistas e Peritos Contabilistas de Angola, em guês para Estrangeiros.
Luanda, aos 4 de Julho de 2019.
É só ligar que o professor irá ao seu encontro.
O Conselho de Inscrição da OCPCA Telf.: 923 336 121 / 994 508 276
(500.856) (9.329)
10 ÁFRICA Segunda-feira
15 de Julho de 2019

Breves
PAZ NO SUDÃO DO SUL ANTIGO PM GUINEENSE
DR

BURUNDI REJEITA APELO


PARA “DIÁLOGO
Carlos Gomes anuncia
INCLUSIVO” LANÇADO
PELA UNIÃO AFRICANA
candidatura à Presidência
O Governo do Burundi O antigo Primeiro-Ministro que viveu fora do país, na
rejeitou oficialmente guineense, Carlos Gomes sequência do golpe militar.
ontem o pedido para a Júnior, anunciou, no fim-de- Gomes Júnior afirmou que
retomada do “diálogo semana, que é candidato chegou mesmo a pensar
inclusivo”, lançado independente às eleições pre- abandonar a vida política
recentemente pela União sidenciais de 24 de Novembro, para se dedicar à família,
Africana (UA), anunciou o para “restituir a confiança” mas, tendo em conta “a situa-
Executivo burundês em aos cidadãos, das instituições ção caótica” da Guiné-Bissau
comunicado citado pela do Estado e ainda a credibi- e os apelos que tem recebido,
AFP. “As declarações do lidade internacional do país. entendeu que deve retomar
embaixador Smail Chergui Numa cerimónia num a vida política.
sobre o Burundi são hotel de Bissau, perante deze- Sobre a candidatura às pre-
anacrónicas”, afirmou o nas de apoiantes, na sua sidenciais de 24 de Novembro,
secretário-geral e porta-voz maioria jovens, Carlos Gomes o antigo Primeiro-Ministro
do Governo, Prosper J ú n i o r a fi r m o u q u e e m ressalvou que será “inde-
Ntahorwamiye. “Num Dezembro próximo completa pendente, livre, nacional e
momento em que o povo 70 anos, mas será já Presi- suprapartidário”, juntando
burundês se prepara para dente da Guiné-Bissau, por todos os guineenses que
Líder dos rebeldes do Sudão do Sul (à esquerda), Riek Machar, com o Presidente Salva Kiir as eleições de 2020 e numa acreditar que será o eleito “queiram abrir novos hori-
altura em que a Comissão nas eleições presidenciais zontes de uma Guiné-Bissau
Eleitoral Nacional de 24 de Novembro. mais solidária”.

Líder rebelde disposto Independente (CENI)


acaba de divulgar o
calendário eleitoral
de 2020, as palavras
O antigo Primeiro-Ministro
guineense disse que “desta
vez será diferente”, em alusão
às presidenciais de 2012, nas
Se for eleito Presidente,
Carlos Gomes prometeu ser
um Chefe de Estado que vai
restaurar a confiança dos cida-

a retomar negociações de Chergui constituem,


nem mais nem menos,
manobras dilatórias e de
diversão”, acrescentou.
Esta reacção surge depois
quais foi afastado, através de
um golpe de Estado militar,
quando se preparava para
disputar a segunda volta do
pleito, contra Kumba Ialá,
dãos no país, no Estado de
direito democrático, nas ins-
tituições, a autoridade moral
e a credibilidade dos titulares
de cargos públicos.
Riek Machar, líder dos rebeldes do Sudão do Sul, escreveu de no dia 14 de Junho o entretanto já falecido. “O Presidente deve ser
uma carta onde se mostrou disposto a sentar de novo à mesa comissário da UA para a Na intervenção, Carlos um exemplo, uma referência
das negociações para acertar o passo ao acordo de paz, Paz e Segurança, Smail Gomes Júnior saudou os anti- no exercício das suas funções,
Chergui, ter apelado para gos companheiros de luta agindo sempre com ética e
assinado há quase um ano, numa altura em que as Nações a retomada do diálogo política “por uma Guiné-Bis- integridade na defesa de inte-
Unidas divulgaram, em Nova Iorque, um novo relatório onde inter-burundês inclusivo no sau melhor”, destacando o resses nacionais”, sublinhou
mais curto prazo possível. “líder carismático Kumba G o m e s Jú n i o r , ta mb é m
são referidas as mortes recentemente registadas no país “O diálogo inter-burundês Ialá”, de quem disse ter a conhecido por Cadogo.
inclusivo deve ser certeza de que, se estivesse “Acreditem em mim,
O líder rebelde da oposição do jovem país africano. abusos relacionados com retomado o mais vivo, estaria naquela sala comigo faremos da Guiné-
do Sudão do Sul, Riek Machar, O acordo para a criação conflitos em todo o país após rapidamente possível, onde anunciou a candidatura Bissau um grande país”, afir-
exilado no vizinho Sudão, de um Governo unitário com a assinatura do acordo de porque constitui, sem à Presidência da República. mou Cadogo, para receber
disse no fim-de-semana estar os rebeldes, aprovado em paz, em Setembro de 2018. dúvida, o único meio “Não somos inimigos, palmas e vivas dos apoiantes
disposto a retomar as nego- Setembro do ano passado, No entanto, o Estado da susceptível de promover e somos adversários políticos”, vestidos com 't-shirts' bran-
ciações de paz com o Presi- foi o mais recente de uma Equatória Central tem sido reforçar a coesão nacional, observou Gomes Júnior, cas com a sua esfinge, nas
dente Salva Kiir, caso certas série de compromissos entre uma excepção a essa ten- permitindo assim a salientando ter pensado quais se podia ler: “Cadogo
condições sobre a sua liber- o Executivo de Salva Kiir e dência, principalmente nas restauração da paz, da muito durante os anos em Presidente”.
dade sejam acordadas. os rebeldes liderados por áreas em torno da cidade de segurança duradoura e da DR

Numa carta enviada ao Machar desde o início da Yei, onde os ataques contra reconciliação”.
conselheiro de segurança do guerra civil, em 2013. civis continuaram.
Presidente sul-sudanês, Desde o início do conflito, A MINUSS identificou RUANDÊS CONDENADO
segundo a Reuters, Riek a guerra civil sul-sudanesa ainda os grupos responsáveis NOS EUA POR SUPOSTA
Machar apresentou uma lista já matou dezenas de milhares por ataques a civis: a Frente PARTICIPAÇÃO NO
de exigências que faz antes de pessoas, deslocando cerca Nacional de Salvação (NAS), GENOCÍDIO DE 1994
de uma eventual reunião de quatro milhões e arrui- o Movimento para a Mudança Jean Teganyan, um
entre os dois, sugerindo que nando a economia do jovem (SSNMC) e grupos/elementos ruandês de 47 anos, foi
ela possa acontecer na capital país, rico em petróleo. armados afiliados; Forças condenado a semana
sul-sudanesa, Juba. Armadas do Governo; e o passada por um tribunal de
“Acredito que este seja o Nações Unidas Exército Popular de Libertação Boston, nos Estados
momento para avaliar o pro- denunciam mortes do Pro-Riek Machar Sudão Unidos, a oito anos de
cesso, uma vez que passaram Ainda na semana passada as da Oposição (SPLA-IO/RM). cadeia e posterior
dois meses do período suple- Nações Unidas denunciaram No documento divulgado, deportação por ter
mentar sem progressos subs- que mais de 100 civis foram a ONU salienta que a vio- mentido em relação ao seu
tanciais”, escreveu Machar. mortos e quase o mesmo lência ocorreu em duas fases envolvimento no genocídio
Entre as exigências, o líder número de mulheres foram distintas: a primeira coincidiu de 1994, revelou ontem a Carlos Gomes foi afastado da corrida em 2012 por um golpe
rebelde coloca a possibilidade violadas ou sofreram outras com a assinatura do acordo CNN. O tribunal deu como
de viajar livremente para violências sexuais durante de paz, quando o SPLA-IO provado que o ruandês
países da Autoridade Inter- os confrontos no Sudão do (RM) e NAS, SSNMC e grupos mentiu quando preencheu
G o v e r n a m e n t a l p a ra o Sul após a última assinatura armados entraram em con- o formulário para o pedido VELAS ACESAS NO SUDÃO
Desenvolvimento na África de um acordo de paz. flito para o controlo territorial de visto de asilo nos
Oriental (IGAD, na sigla Em comunicado divulgado do país, matando 61 civis, e Estados Unidos, tendo
inglesa). O rebelde exigiu
ainda o levantamento das
condições de prisão domi-
em Nova Iorque, a Missão das
Nações Unidas no Sudão do
Sul (MINUSS) refere que se
a s egunda come çou em
Janeiro de 2019, quando o
Governo iniciou operações
tentado esconder
o envolvimento em acções
que configuram a prática
Milhares de pessoas
ciliária.
O Sudão do Sul, com
registaram 95 violações e abu-
sos entre Setembro de 2018
e Abril de 2019, num total de
militares para desalojar os
chamados "rebeldes" da
região da Equatória Central.
de “crimes de guerra”.
A Justiça norte-americana,
a pedido de algumas
recordam os mortos
maioria de população cristã, Milhares de sudaneses acen- em 3 de Junho por homens
obteve a independência ao 30 ataques a aldeias, em que A Missão da ONU tem mais das vítimas do genocídio, deram velas no sábado em armados, segundo um comu-
separar-se do norte árabe e 104 civis foram mortos e 35 de 150 tropas no país, o que reuniu “provas irrefutáveis” todo o país e soltaram balões nicado de médicos ligados ao
muçulmano em 2011. No ficaram feridos, bem como permitiu intensificar as patru- que ligam Jean Teganyan para homenagear os mani- protesto. Autoridades deram
entanto, a partir do final de 187 pessoas foram raptadas. lhas dentro da cidade de Yei a, pelo menos, sete festantes mortos no último conta de 71 mortos. Após
2013, o país entrou num con- No mesmo documento, a e comunidades periféricas assassinatos e cinco dia 3 de Junho, quando ocor- meses de tensão, um acordo
flito civil, provocado pela MINUSS refere que a vio- para combater a violência e violações cometidos reu a dispersão sangrenta em de transição foi obtido no
rivalidade entre o Presidente, lência no Sudão do Sul levou permitir a entrega segura da no espaço dos 100 dias Cartum de uma manifestação último dia 5, e deve ser assi-
Salva Kiir, e o então Vice- ao deslocamento interno de ajuda humanitária e promover durante os quais foram que exigia dos dirigentes nado nos próximos dias.
Presidente, Riek Machar. mais de 56 mil pessoas e "actividades de reconciliação cometidas as históricas militares a transferência do A multidão de manifes-
As partes formaram um quase 20 mil fugiram para o e consolidação da paz". atrocidades. Na altura da poder a civis, noticiou a AFP. tantes ocupou sábado as ruas
Governo de Unidade Nacio- Uganda e para a República A ONU salienta que todas leitura da sentença, o juiz A Aliança pela Liberdade do bairro de Bahari, norte de
nal em 2016, que caiu poucos Democrática do Congo. as partes envolvidas no con- Dennis Saylor IV sublinhou e Mudança (ALC), líder do Cartum, e, à noite centenas
meses após a formação, O relatório da Missão das flito devem cumprir as leis que a condenação deveu- protesto, convocou a mani- de pessoas sentaram-se à
devido a um reinício da vio- Nações Unidas refere que, internacionais de direitos se ao facto de o réu ter festação em sinal de apoio às volta de velas, após soltarem
lência, tendo essa sido a pri- no geral, houve uma redução humanos e o direito inter- mentido no acto de pedido famílias das vítimas. Um total balões. Outras agitavam celu-
meira tentativa de pacificação significativa de violações e nacional humanitário. de asilo no país. de 136 pessoas foram mortas lares acesos.
MUNDO Segunda-feira
15 de Julho de 2019 11
Breve
TRATADO SOBRE ARMAS NUCLEARES NOVA IORQUE

UE defende mais diálogo


EUA antecipam operação
HOMEM ARMADO
ABATIDO APÓS ATACAR

com autoridades russas CENTRO DE DETENÇÃO


DE IMIGRANTES

contra imigrantes ilegais


Um homem armado que
A União Europeia anunciou, “Estamos profundamente atacou um centro de
em comunicado, ontem, que preocupados com os desen- detenção para imigrantes
os próximos dias serão “a volvimentos sobre o Tratado”, em Tacoma, no Noroeste
última oportunidade” para a escreve Bruxelas, acrescen- dos Estados Unidos, foi
Rússia tomar as medidas tando: “Lamentamos a for- abatido depois de um A operação do Governo do Presidente norte-americano, Donald
necessárias relativamente ao malização da suspensão da confronto com a Polícia,
Tratado sobre as Armas Rússia relativamente às suas anunciaram as
Trump, para deter e deportar imigrantes ilegais, que deveria
Nucleares de Alcance Inter- obrigações e exortamos for- autoridades. começar ontem, já teve início no sábado em Nova Iorque
médio (INF) e quer mais diá- temente a Federação russa a A Polícia interveio na DR
logo entre as partes envolvidas. tratar das sérias preocupações manhã de ontem no
“Os próximos dias repre- que foram repetidamente Northwest Detention
sentam a última oportuni- expressas sobre o desenvol- Center, depois de
dade para o diálogo e para vimento, testes de voo e colo- informações de que um
se tomarem as medidas cação do seu sistema de homem armado com
necessárias para preservar mísseis terrestres 9M729”. uma espingarda havia
esta importante componente A União Europeia (UE), incendiado um carro e
da arquitectura de segurança lê-se no comunicado divul- estava a tentar incendiar
europeia”, refere o comu- gado ontem em Bruxelas, um recipiente com
nicado, exortando todos os diz que “é preciso ter cui- propano, de acordo
Estados a “aplicarem na dado para não se entrar num com a Polícia local.
íntegra o sistema interna- caminho que leve a uma O homem, identificado
cional baseado em regras nova corrida às armas de como Willem Van
que têm o multilateralismo destrição maciça que pode Spronsen, de 69 anos,
como princípio-chave”. eliminar as significativas morreu dos ferimentos
Os EUA iniciaram, em reduções alcançadas a seguir provocados pelos tiros,
Fevereiro, o processo de ao fim da Guerra Fria”. após a intervenção da
retirada do INF - após o que O Tratado sobre Armas Polícia. Van Spronsen
a Rússia decidiu suspender Nucleares de Alcance Inter- carregava, além da
a participação no mesmo - médio foi assinado em espingarda, foguetes e uma
tendo estipulado um prazo Dezembro de 1987 pelo Pre- mochila, de acordo com o
d e s e i s m e s e s ( até 2 d e sidente Ronald Reagan e o comunicado. Nenhum dos
Agosto próximo) para Mos- homólogo e líder da ex- quatro polícias envolvidos
covo destruir os mísseis União Soviética Mikhail no confronto ficou ferido.
SSC-8 que consideram ser Gorbachev e proibiu ambos O homem já havia sido
de médio alcance e poder os países de possuir e testar condenado por agredir
atingir a Europa, o que sig- mísseis balísticos de médio um Polícia durante
nifica que se a Rússia não alcance (de 500 quilómetros uma altercação
cumprir, o INF caduca. a 5,5 mil quilómetros). numa manifestação. Milhares de cidadãos da América Central tentam frequentemente atravessar a fronteira dos EUA

HONG KONG O autarca de Nova Iorque, pessoas com conduta cri- rança nacional os milhares
Bil Blasio, confirmou, através m i n o sa e n a q u e l a s q u e de migrantes oriundos da
de uma mensagem publicada entraram ilegalmente nos América Central que têm

Manifestantes pedem eleições ontem no Twitter, que as


operações da imigração e da
alfândega já tinham sido ini-
ciadas na cidade, no sábado.
Estados Unidos.
O governante referiu
que a operação pretende
tornar a situação migratória
tentado entrar nos Estados
Unidos nos últimos meses.
Em Junho, cerca de 104
mil pessoas foram presas ou

democráticas e independência De Blasio referiu que as


forças da Agência de Imigração
e de Controlo de Alfândegas
m a i s j u s t a p a ra o s q u e
aguardam há vários anos
para serem cidadãos norte-
colocadas em centros de
detenção após terem atra-
vessado ilegalmente a fron-
Mais de 10 mil manifestantes, foi devolvido à China em de jovens manifestantes que (ICE, na sigla em inglês) não americanos através de um teira com o México, menos
que marcharam ontem na 1997, pelo Reino Unido. pediam maior controlo sobre conseguiram deter moradores processo legal. 40 mil do que em Maio.
cidade de Sha Tin, em Hong Alguns manifestantes os empresários que visitam nos bairros de Sunset Park, A vaga de detenções e de Reportagens divulgadas
Ko ng , p e d i a m e l e i ç õ e s carregavam bandeiras norte- Hong Kong. Os críticos dizem no Brooklin e Harlem. deportações em massa de pelos 'media' norte-ameri-
“genuinamente democráti- americanas ou coloniais de que estão a prejudicar inde- Os defensores dos direitos imigrantes indocumentados canos e relatórios de activistas
cas”, na antiga colónia bri- Hong Kong. O Governo de vidamente as empresas locais. civis alertaram os migrantes foi inicialmente anunciada de direitos civis têm denun-
tânica, enquanto um grupo Hong Kong, liderado por No domingo anterior, um sobre os seus direitos, dando- a 21 de Junho por Trump, ciado a existência de condi-
deles também pedia “uma Carrie Lam, suspendeu, no grupo de jornalistas de Hong lhes instruções para não res- mas foi posteriormente ções deploráveis nos centros
Hong Kong independente”. mês passado, o Projecto de Kong marchou até ao escri- ponderem se os agentes adiada em duas semanas sob de detenção de migrantes sem
Os manifestantes enche- Lei de extradição, que teria tório de Lam para destacar baterem à porta, a menos o pretexto de dar tempo ao documentação nas fronteiras
ram as ruas a exigir também permitido que suspeitos de as queixas sobre polícias que mostrem um mandado Congresso para alcançar um do Sul dos Estados Unidos,
a renúncia da chefe do Exe- crimes de Hong Kong fos- que espancaram e obstruí- assinado por um juiz. compromisso sobre futuras em muitos casos envolvendo
cutivo da ilha e uma inves- sem transferidos para o ram repórteres em mani- O autarca, que é demo- medidas de segurança para crianças que são separadas
tigação sobre as denúncias continente, onde o Partido festações anteriores. crata, disse que a sua cidade a fronteira Sul do país (Esta- dos pais e deixadas em situa-
de violência policial, alargando Comunista controla o sis- Os jornalistas entregaram não cooperaria com a ICE. dos Unidos/México). ção de risco.
as queixas contra outros vários tema judicial. uma carta endereçada ao O Presidente Trump disse Segundo o centro de pes-
líderes do território. Lam pediu desculpa pela comissário de Polícia do ter- na sexta-feira que a operação quisa norte-americano Pew
Os manifestantes exigiram tentativa de manipulação da ritório, a um funcionário. a nível nacional para iden- Re s earch Center , 1 0 , 5
uma investigação sobre as legislação, mas os críticos “Parece que atacaram deli- tificar, deter e deportar imi- Em Junho, cerca m i l h õ e s d e i m i g ra n t e s
queixas de violência policial estão a exigir a sua renúncia. beradamente os jornalistas”, grantes que estão ilegalmente de 104 mil pessoas viviam ilegalmente nos Esta-
em manifestações anteriores No sábado, a Polícia usou disse Chris Yeung, presidente no país arrancaria ontem, foram presas ou dos Unidos em 2017. Quase
contra a lei de extradição. bastões e gás lacrimogéneo da Associação de Jornalistas confirmando as informações colocadas em dois terços vivem no país
Alguns carregavam cartazes para dispersar uma multidão de Hong Kong. avançadas pela imprensa centros de detenção há mais de uma década.
que diziam: “A Polícia é DR norte-americana. após terem Na sexta-feira e no sábado
mentirosa” ou “Defenda As operações estão pre- atravessado foram organizados dezenas
Hong Kong”. vistas em pelo menos 10 ilegalmente a de eventos em todo o país
O protesto foi acompa- c i d a d e s d e to d o o p a í s , fronteira com o para exigir o encerramento
nhado por centenas de polí- incluindo Nova Iorque. México, menos 40 de todos os centros de deten-
cias que usaram capacetes “Eles chegaram de forma mil do que em Maio. ção na fronteira e das opera-
e carregavam bastões e escu- ilegal”, disse o Chefe de ções policiais anunciadas pelo
dos. Alguns manifestantes Estado norte-americano em Presidente Donald Trump.
usavam máscaras cirúrgicas declarações aos jornalistas A operação tem contornos A empresa GEO Group,
como protecção contra o nos jardins da Casa Branca, similares a acções que têm que administra o centro de
possível uso de “spray” de afirmando que a Polícia dos sido realizadas, de forma Tacoma, agradeceu à Polícia
gás pimenta ou gás lacrimo- serviços de imigração “vai regular, desde 2003, muitas pela intervenção e afirmou,
géneo, pela Polícia. enviar (os imigrantes clan- delas dando origem a cen- num comunicado, que a
Os protestos reflectem as destinos) de volta” para os tenas de detenções. publicação recente com infor-
reclamações crescentes de respectivos países. A luta contra a imigração mações de centros sobrelo-
que os líderes de Hong Kong Segundo Trump, citado ilegal tem sido uma das prio- tados e detenção de menores
estão a acabar com as liber- pela agência noticiosa Asso- ridades políticas de Donald não acompanhados causam
dades e a autonomia pro- ciated Press (AP), os agentes Trump, que já descreveu “um ambiente perigoso” para
metidas quando o território Os protestos de rua têm-se multiplicado nas últimas semanas da ICE estarão focados em como uma ameaça à segu- os funcionários.
12 Segunda-feira
15 de Julho de 2019

PUBLICIDADE

(500.892)

(500.890)
ECONOMIA Segunda-feira
15 de Julho de 2019 13
FINANCIAMENTO AO SECTOR PRODUTIVO FEIRA INTERNACIONAL DE LUANDA

Grande prémio “Leão de Ouro”


Fundos para economia atribuído à empresa Anglobal
Pereira Dinis trução e matérias”, o Porto

com défice de um terço


de Luanda na “Transportes e
O grande prémio “Leão de logística” e a empresa de tele-
Ouro”, referente à 35ª edição fonia móvel Unitel levou o
da Feira Internacional de prémio referente à categoria
Luanda (Filda), foi conquis- “Telecomunicações e tecno-
Alta funcionária da Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e tado, na noite de sábado, em logia de comunicação”. A C.
Desenvolvimento afirma que a lacuna pode ser preenchida pelo sector privado, Luanda , p ela Ang lobal , Wo e r m a n n , u m a d a s 1 1
empresa de prestação de ser- empresas alemãs presentes
no quadro das chamadas Parcerias Público-Privadas viços nas áreas das teleco- na Filda, foi a vencedora na
DR municações e energia. categoria “Máquinas e equi-
André dos Anjos A cerimónia de entrega pamentos”. A empresa alemã
do prémio ocorreu na “Gala distinguida é fornecedora
Os fundos públicos destinados Leões de Ouro”, realizada de equipamento técnico,
ao financiamento do sector no Hotel de Convenções de peças sobressalentes, assis-
produtivo em Angola deixam Talatona (HCTA), onde a tência técnica para a indús-
em aberto uma lacuna de 35ª edição da Feira Inter- tria, construção, energia,
cerca de um terço, que, entre- nacional de Luanda foi ofi- agricultura e silvicultura.
tanto, pode ser preenchida cialmente encerrada. O prémio da categoria
pelo sector privado, no quadro Para o presidente do con- “Mobiliário e decoração”
das chamadas Parcerias selho de administração da ficou com a Las Kansas,
Público-Privadas (PPP), afir- Anglobal, Victor Lima, a dis- enquanto a Zap venceu na
mou a representante da Con- tinção representa o reconhe- “Activação de marcas”, a
ferência das Nações Unidas cimento de uma trajectória Bluemater na “Produtos ino-
sobre o Comércio e Desen- empresarial que começou vadores” e o Serviço Inte-
volvimento na 35ª edição da há 15 anos. grado de Atendimento ao
Feira Internacional de Luanda Sobre a Filda, Victor Lima Cidadão (SIAC) na “Serviços
(FILDA), que terminou no considerou-a “um verdadeiro de utilidade pública”.
sábado, em Luanda. espelho” do que o Executivo A empresa Sodiba, pro-
Em entrevista exclusiva e parceiros têm feito para prietária da marca de cerveja
ao Jornal de Angola , Frida que a economia siga o cami- Luandina, ganhou na cate-
Youssef encorajou as auto- nho almejado pelo empre- goria relativa ao sector de
ridades angolanas a pros- sariado nacional e estrangeiro. bebidas e a Prodel, empresa
seguirem na estratégia de A premiação “Leões de pública de produção de ener-
criação das PPP, com maior Ouro”, atribuídos a marcas, gia, foi o vencedor na cate-
foco, nesta fase, nas infra- Investimentos nas infra-estruturas de transporte e logística apontados como prioritários empresas e países melhor goria “Energia e águas”.
estruturas de transportes representados na Filda, este O grupo Diside conquis-
e logística. ano realizada sob o lema tou o prémio da categoria
A alta funcionária da Con- evento, a representante da a o f i n a n c i a m e n to p a ra Frida Yuossef elogiou a “Dinamizar o sector privado “Agricultura e pescas”, a
ferência das Nações Unidas Conferência das Nações Uni- aqueles empresários que o rga n i za ç ã o d a F I L DA , e promover o crescimento empresa Biaggio na dedicada
sobre o Comércio e Desen- das sobre Comércio e não têm garantias reais para salientando que a Feira de Económico”, contempla 20 à indústria alimentar e a
volvimento, que responde Desenvolvimento disse tra- fazer face às exigências da Luanda “é uma das maiores categorias, cada uma das Adinova arrebatou o galar-
pela Divisão dos Transportes tar-se de uma iniciativa banca comercial. de África”. Lamentou, no quais com nomes específicos, dão de “Melhor prestação
e Logística, insistiu na neces- muito ambiciosa, cujo Criado em 2012, o Fundo entanto, a fraca presença de e quatro menções honrosas. de serviços”.
sidade de as autoridades sucesso depende, em grande de Garantia de Crédito foi produtos nacionais. “Da pró- A Alemanha, o segundo país, Na categoria “Petróleo e
angolanas alargarem o espaço medida, da seriedade com estruturado de forma a asse- xima vez, quero encontrar depois de Portugal, que trouxe gás”, o vencedor foi a mul-
de intervenção do sector pri- que for executado pelos gurar os reembolsos dos mais produtos nacionais do o maior número de empresas, tinacional Total, na de “Banca
vado nos esforços de diver- diferentes actores. empréstimos bancários até que estrangeiros”, disse. venceu na categoria “Melhor e serviços financeiros” a
sificação da economia. 70 por cento dos financia- Interrogada sobre como Participação Internacional”, Empresa Interbancária de
A inserção das PPP nos mentos, em caso de incum- é que Angola pode tirar maio- enquanto a Sodiam e a Suave Serviços (EMIS) e na “Segu-
temas abordados na Confe- Frida Yuossef primento. Os restantes 30 por res benefícios com a inte- conquistaram o galardão nas ros” a Sol Seguros.
rência Internacional sobre insistiu na cento são cobertos pelo cliente gração na Zona de Livre categorias “Melhor entidade As quatro menções hon-
“Financiamento do Desen- necessidade de as sob a forma de garantias pes- Comércio Africana (ZLEC), de empresas públicas” e rosas foram entregues à
volvimento Económico ”, à autoridades soais ou consignação de recei- Frida Youssef lembrou que “Melhor da indústria e pro- emissora Luanda Antena
margem da FILDA, de acordo angolanas tas. Apesar de reconhecer o paí s e stá numa área dução”. A OEC Odebrecth Comercial (LAC), Platina
com a alta funcionária da alargarem o espaço que a estratégia pública de geoestratégica, que lhe per- ganhou na categoria “Cons- Line, Imo Inza e Saudabel.
Conferência das Nações Uni- de intervenção do financiamento à economia mite tirar vantagens da sua
das sobre o Comércio e Desen- sector privado nos ajusta-se aos propósitos das extensa costa marítima,
volvimento, é reveladora da esforços de autoridades de diversificação para servir os países encra-
atenção que o Governo presta diversificação da das exportações e redução vados da região, incluindo A PARTIR DE HOJE
ao sector privado. economia das importações, a alta fun- a República Democrática
A presença de oradores cionária da Conferência das do Congo.
de países como o Uganda,
Brasil, Portugal e Índia, que, O Fundo de Garantia de
Nações Unidas sobre Comér-
c i o e D e s e nvo lv i m e n to
“É um mercado que vai
movimentar bilhões de
Novo tarifário de energia
durante a conferência, fala-
ram das experiências das
PPP nos respectivos Estados,
Crédito (FGC), criado pelo
Governo com vista a facilitar
o acesso ao crédito, na opi-
defendeu a necessidade de
criação d e m e ca n i s m o s
específicos para o finan-
dólares anualmente”, vati-
cinou a alta funcionária da
Conferência das Nações
eléctrica entra em vigor
prosseguiu, podem ajudar nião de Frida Youssf, alarga ciamento das micro, peque- Unidas sobre Comércio e O novo regime tarifário de - clientes com capacidade
Angola a evitar erros regis- a possibilidade de acesso nas e médias empresas. Desenvolvimento. energia eléctrica começa a reduzida em termos de con-
tados nesta matéria em ser praticado hoje. De acordo sumo - vai manter-se a 2,46
outras geografias. com o Ministério das Finan- kwanzas o quilowatt, enquanto
Outro aspecto funda-
mental, prosseguiu, foi a
presença de instituições
Motor para o desenvolvimento ças, esta actualização dos
tarifários dos serviços de
electricidade decorre de uma
que para os clientes com con-
sumo abaixo de 200 quilo-
watts o valor passa de três
financeiras multilaterais, O alto representante da União Africana para as considerou ser também um factor “importante”. medida estrutural de gestão kwanzas para 6,41 kwanzas.
que jogam um papel muito parcerias com a Europa disse à Lusa que a Zona Porque, justificou, é possível “olhar-se para macroeconómica, que passa O reajuste foi feito igual-
importante no apoio as eco- de Livre Comércio em África pode acelerar a indus- um mercado agora de 1,3 mil milhões de por garantir que os subsídios mente na “categoria domés-
nomias e que aproveitaram trialização do continente, podendo gerar até 10 pessoas, mas que pode chegar a muito mais beneficiem efectivamente tica geral”, actualmente
a Conferência Internacional milhões de empregos por ano. do que isso, prevendo-se que, em 2040, já os segmentos mais vulne- designada “categoria domés-
sobre “Financiamento do “A capacidade de deslocação da indústria, sejam dois mil milhões”. ráveis da população, con- tica monofásica”, onde se
Desenvolvimento Econó- como por exemplo da indústria automóvel, que Pegando no exemplo de Angola, Carlos Lopes trariamente ao que vinha encontram integrados a
mico ”, para falar dos meca- ocorreu no passado da Europa, nomeadamente disse que quando o país passar a refinar o seu sucedendo até aqui. maioria dos consumidores
n i s m o s d e i n te r ve n ç ã o para a China, vai acontecer para África”, mas para petróleo, pode criar uma indústria petroquímica “Neste sentido, as novas de electricidade do país,
financeira utilizados em um consumo diferente, o “de manufacturas de e de fertilizantes. tarifas introduzem meca- passando dos 6,53 kwanzas
outros países com proble- baixo valor acrescentado e produtos agrícolas “Angola hoje exporta o seu petróleo para a nismos de protecção dos para 10,89 kwanzas, repre-
mas similares aos de Angola processados”, afirmou. China, para os Estados Unidos, mas se refinar o consumidores com menores sentando um aumento de
e que surtiram efeitos. Defendendo que o aumento demográfico vai conjunto do petróleo que produz, não precisa de rendimentos, para além de 66 por cento.
Em relação ao Programa gerar um crescimento do consumo e da urbanização, ir para além das fronteiras imediatas”, porque os outras medidas de protecção Já para os clientes de “ca-
de Apoio à Produção Nacio- Carlos Lopes considerou que a população jovem países vizinhos consumirão tudo, defendeu. social, que estão a ser adop- tegoria doméstica especial”,
n a l , Dive rs i f i cação d a s de consumidores africanos “é um potencial “Isto é uma transformação brutal, porque hoje tadas pelo Executivo”, lê- agora designados por “cate-
Exportações e Substituição enorme” da África. África importa 70 por cento dos produtos petrolíferos se na nota. goria doméstica trifásica” ,
das Importações (PRODESI), “Com a ZLEC pode-se produzir além do país refinados. Portanto, um país como Angola tem O novo tarifário para con- a tarifa passa dos 7,05 kwan-
outro tema abordado no onde se está implementado”, o que Carlos Lopes todo o mercado ali à volta”, comentou. sumidores de categoria social zas para 14,74.
14 Segunda-feira
15 de Julho de 2019

CLASSIFICADOS
Atendimento Mais informações
Rua Rainha Ginga, 18/24 — Luanda Telefones: 937 550 262 /949 770 006
de Segunda a Sexta-feira, das 8h às 18h, e-mail: publicidade@jornaldeangola.com
aos Sábados e Domingos, das 8h às 14h IMOBILIÁRIO VIATURAS DIVERSOS
VIVENDA T4 no Maculusso VIVENDAS T3 no Condomínio TERRENOS no Camama Via TERRENOS no Camama Via MÁQUINA de cópia de chaves A Empresa AJJ precisa urgen-
C/escritura, S/intemediário. Flores do Talatona 400.000Kz. Expressa, 15x20, 20x30. Expressa, 15x20, 20x30. 368 vertical, Akz 160.000.00, te de motoboys, para serviço
Tels: 939519628, 924593821. Telfs: 921118742/918749828. Pague em 15 meses. Tele- Pague em 15 meses. Tele- c/ desconto de 25%. Telefs: de táxi. Telefone: 940886267/
IMOBILIÁRIO (9416b) (9204b) fone: 941439614 (9.192a) fone: 941439614 (9.192a) 942519606, 911833020.
(8685a)
912226722 (9308)

TERRENO no Kikuxi, 25x40, TERRENO no Kikuxi, 25x40, PARCERIA para negócios mui-
APARTAMENTO T3+1 edifício
murado, C/ anexo e tanque murado, C/ anexo e tanque KIT de Talho, S. ossos, ser- MUDANÇA de Residência, Es- to lucrativos, os interessados
Manhattan no Cruzeiro. Telfs: de 15ml. Telefs: 923092013, de 15ml. Telefs: 923092013, pentina, fogão, gelado, balde, critório, Montagem de Mobília, a investir, ligar para. Telf.
VENDE-SE 921118742/918749828.
(9204c)
998664488. (9.117) 998664488. (9.117) balança, F. hambúrguer. Telfs: embalagem e transporte. Tlfs: 923258893 (9288)
937493599, 222773455(9.357) 945649534. (9.217)
VIVENDA T7, c/piscina por HYUNDAI i10, por Akz.
acabar, anexo c/ terraço, c/ APARTAMENTO T2 C/tanque 1.400.000,00. Telefones.
escritório subterrâneo a de água, gerador e estacio- 940897040, 915394532 (9342) OFERECE-SE
400.000.000Kzs, negociáveis. namento na Maianga. Telfs:
Telef. 937677347 (9436) 921118742/918749828. NISSAN Urvan 4.500.000,00.
TÉCNICO de logística: com-
(9204d) Contacto: 927068816/
pras, gestão de Stock, apro-
VIVENDAS de luxo na Co- VIVENDA T4, mobilada c/ 2 923945297/944684946. (9285c)
visionamento, facturação e
rimba, Talatona, Nova Vida, pisos, c/ piscina no Benfica à LOJA de luxo C/400m2, no edi- MÁQUINA de gelado, picolé, al-
CARCAÇA Nissan Urvan PADARIA, B. Maria, salgadi- MAXABA CONSTRUÇÕES: distribuição. Telefones:
Patriota e Benfica. Tlf: beira mar. Telef. 937677347 fício Solar do Alvalade. Telfs: godão-doce, fritadeira, chapa
500.000. Contacto: 927068816/ nhos, cubas, fiambreira, gelo, Construímos, remodelamos 942545691, 916959758.
926662211, 916641319.(9.197) (9436) de hambúrguer, fiambreira e
921118742/918749828. 923945297/944684946. (9285d) cubo, escama. Telefones: e fazemos manutenções em (9.123)
tostadeira. Telefs: 936196882,
VIVENDA rés-do-chão, 1º (9204e) 917747359. (8783a) 222773455, 937493599. residências e escritórios. Tlfs:
EDIFÍCIO 4 pisos residen- MOTORISTA c/ vasta expe-
ciais, terraço, área 200m2x4, andar e terraço dispensamos CARCAÇAcompleta Nissan Ur- (9.357a) 938700747. (9.019)
intermediários. Telefone: TERRENO com 1 hect, 2hect van 1.000.000,00. Contacto: riência: cozinheira, lavadeira,
garagem p/3 viaturas, bairro babá, engomadeira, gover-
934343434. (9079) n o Ta l ato n a . Te l e fo n e s : 927068816/923945297/944684 INSTALAÇÃO de GPS nas via-
Maculusso. Telef: 933638870. nanta, procura emprego. Te-
921118742/918749828. (9204f) 946. (9285e) turas, a 30.000kz. Telefs:
(9.229) VIVENDAS T3 C/900m2+T2 lefs: 946789619, 994818510.
942519606, 911833020.
C/600m2, no Lar do Patriota. APARTAMENTO T5 Centrali- (8.685) (9348)
MORADIA T2, condomínio fe- Telfs: 921118742/918749828.
chado C/ campo multiuso, dade Kilamba 6º andar cli-
(9204) JOVEM Cozinheiro profissio-
Sapú, Campus Universitário, 11 matizado 110.000Kz mês. ARQUITECTURA: ALGASPP:
MÁQUINA de gelado, chur- elaboramos todo e qualquer ti- nal e gestor de Importação
de Novembro. Telefones: VIVENDA de luxo C/piscina 923983448/912052958. (9281)
MOINHO de fuba de bombó rasqueira carvão, forno, po de projecto arquitectónico, procura de trabalho . Telef.
923588201, 912691087. (9.229a) no Talatona. Telefones: e milho, diesel, C/ ignição e 924071415, 990333030 (9306)
FORD Explorer XLT, cor exaustor, tostadeira, pipo- ao melhor dos orçamentos. Te-
921118742/918749828. manivela, 25 sacos/hora,
verde, gasolina, 38.000Km, cas, algodão. Tls: 937493599, lefones: 921475473, 998343925.
ARRENDA-SE apartamento e
vivendas no Projecto Nova
(9204a)
TRESPASSE impecável, à 17.500.000,00,
negociável. Telefones.
novo. Telefs: 936196882,
922799624. (8.783b)
222773455. (9.357b) (9.096) JOVEM procura emprego c/
cozinheiro ou empregada do-
Vida, Jardim do Éden. Termi- VIVENDA T4+anexo C/ter-
raço no Alvalade. Telefones: 928812958, 995812958 méstica, c/ experiência de 2
nais telefónicos: 923592996, FARMÁCIA com toda a docu- RECUPERAMOSe actualizamos
921118742/918749828. (9446) anos. Telf. 942776844 (9283)
996207438. (9.246) mentação, dentro do Alimenta a sua contabilidade, fecho de
(9204b) escrita e abertura do ano eco-
Angola, Viana Estalagem. Telf: JOVEM de 25 anos procura
VIVENDAS e apartamentos, 931117379. (9.190) nómico. Telef.: 993701520,
APARTAMENTO T3+1 no Al- emprego como babá, com ex-
Nova Vida, Talatona, BPC, 925054803 (9102)
valade, 2º andar periência interna e externa .
Avenida Brasil. Telfs: 300.000.00Kz negociável. Telef.: 929542488, 939036199
923056345, 916059846. Telfs: 923983448/912052958. CARRINHO de picolé, M. de DNR-Contabilista, consultoria,
(9283a)
(9277) (9281)) sumos, chapa de hambúr- auditoria, fecho de contas, fi-

APARTAMENTO T3 no KK-
DIVERSOS PADARIA Kit, forno, 3 gave-
tas, gás, estufa, amassadeira
guer, batedeira, mesa Inox.
Telfs: 937493599, 222773455.
nanças e RH. Telefone:
938742072/993923218 (9385)
SERVIÇOS de Contabilidade
CASAS T3, Condomínio fe- e Apoio Fiscal. Telf. 940509939
chado, Zango Zero, Via Ex- 5000, 4º andar 8.500.000,00
Kz negociável. Telefones:
VIATURAS 50L, batedeira 20L, carri-
nho/pão, balança, tabuleiro.
(9.357c)
DNR-Viagens e turismo, trata-
(8610)
pressa, Luanda Sul, a Akz Telefs. 936196882, 917747359.
923983448/912052958.
3.500.000. Tlfs: 924695999,
993363263. (9274)
(9281a) VENDE-SE (8783c)
GERADOR Perkins da Cater-
pilar de 20 KVAS, quase novo,
mos vistos P/o mundo inteiro.
Tel: 938742102/ 993923220
CONTABILISTA Financeiro Sé-
nior 15 anos de experiência.
APARTAMENTO T3+1, Ki- VENDE-SE COLCHÕES Kamaflex, cama,
2.850.000 Akz. Telefone:
945502129 (9.357e)
(9385A) Telf. 926 452619 (8610a)
CASAS T3, C/suite, Viana, lamba 2º andar 14.000.00Kz,
Quinta Rita, Kikuxi e Zangos estrados, bases, berços, almo- DNR-Tratamos: vistos P/estran- ENGENHEIRO Informático,
T5 7º andar 15.000.000,00. PRADO Luanda da Sorte, cin- fadas, lençóis, tapetes R. geiros, cartão de residente na-
0, 1 e 2, a 3.800.000Kz e Telfs: 923983448/912052958. zento, Aut., diesel, Km c/experiência em Help Desk,
Maianga. Telef: 938910826. cionalidade. Telefone: procura emprego. Tlf. 934 053
5.000.000Kz. Telefone: (9281b) 185.000, Ac, 4.500.000 Akzs (8.921) 940470363/993923221 415/990 053 415. (9085)
995933887 (9312) discutíveis. Tlfs: 941527740,
VIVENDA T3 Condomínio (9385B)
Vila Chinesa, Viana 993703218. (9145)
APARTAMENTOT3, 3.º Andar, SENHORA com experiência
reparado , Avenida Brasil, 36.000.000 negociáveis. Tels: LEGALIZAÇÃO de empresas, de babá, engomadeira, arru-
923983448 /912052958. MITSUBISHI Pajero, Nissan MÁQUINAS de gelo escama, TANQUE de Mil Litros por terrenos e outros, contacta a madeira procura emprego.
Luanda. Tels: 913982116,
(9281c) Murano e Grande Cherokee, liquidificador, 20/40 L, Cx. de Akz. 15.999,00 entregue ao DNR. Telefone: 937552946/ Telf; 926847211.
939185238. (9318a)
a bom preço. Telefone. 10 mil palitos/picolé, amas- domicilio 10%. Telefones. 993709203 (9385C) (9280)
APARTAMENTO T2, 4.º andar
B.º Cassenda, Av. 21 de Ja-
ARRENDA-SE 922915557. (9.304)
CAMPAS granito e mármore,
sadeira 130L, divisória 36
furos, novos. Telefones:
931789328, 992789328
(8543b) CONTABILISTAinscrito na OP- CONTABILISTA sénior inscrito
EDIFÍCIO no Morro Bento, 9 montagem, gravação, cabe-
LAND CRUISER V8 diesel, Ford 936196882, 917747359. CA, organizamos e fechamos a nas finanças procura empre-
neiro, a 25.000.000,00 Kz. Te- quartos+esplanada. Telef: ceiras, fotos. Casa dos Gra-
Reptor, Rang Rover Ivoque, a (8.783d) GERADORES usados de di- sua contabilidade. Telefones: go. Telefones: 924044231/
lefones: 912508360, 923559802. (9.194) nitos. Telefs: 921662309,
92677744. (9.319) bom preço. Telefones. 990591646. (7.424) versos Kvas pronto a usar. 949336867 (9298) 994484587. (9291)
997053018, 922915557 Telf: 926815200. (9241a)
ESCRITÓRIOS C/pequenas
VIVENDA, Cond. Kalandula dimensões, Cassenda, junto (9304a) ADMINISTRATIVO Experiente
TERRENO Mussulo em gestão de contratos, fac-
T4, piscina comum, Tala- às Bombas de Combustível.
KIA Sportage, modelo 2018, 4.000.000,00 Contactos: turação, processamento sa-
tona. Telefs: 913982116, Telfs: 923501280/990501280.
Kzs. 11.000.000,00, Porsche 927068816/923945297/9446 larial, relatório financeiro.
939185238. (9318) (9.177a)
Cayene/Diesel, Kzs Kzs. 84946. (9285) Telfs, 993764916
2 LOJAS de 35m² cada, no APARTAMENTO T2, 2.º Andar, 3.900.000,00. Telefones: TODO o tipo de material de (9451)
mobilado Bairro Kinaxixi 926962601. (9391) REDE de pescas
Shopping Mix Center –Tala- GERADORES Perkins, 13 a Xadrez. Tels: 948079478, DESINFESTAÇÃO sem cheiro,
Luanda. Tlfs: 913982116, 911841393, 948073549, 911 2.800.000,00. Contacto: JARDINEIRO técnico. Faz re-
tona. Telefs: 941460456, 1000 KVA, peças óleo Shell e técnicos experientes, sem sair
939185238. (9.367) v i a t u r a s . Te l e f o n e s : 841392. (8.745) 927068816/923945297/9446 qualificações e manutenções
915331584. (9.356) 84946. (9285a) nem desarrumar a casa. Tele-
923320418, 943499777. gerais. Telfs: 945659125/
(7.960a) fones: 927752169. (9325)
T3 VILA Rocádia na Linha Via APARTAMENTO T1, 4º andar, FOGÃO Industrial Fagor, de 3 926925302.
totalmente remodelado, na queimadores, e forno, a Akz MOTOR de chata 300.000,00. (9213)
Expressa, Akz 3.500.000, Se- Contacto: 927068816/ AULAS ao domicílio: Inglês,
quele Akz 6.000.000: Telefo- Maianga. Telefs: 927728618, 1.200.000,00, bom estado.
923945297/944684946. Matemática, Física e Química. MOTORISTA profissional 13
nes: 991357595, 926357595. 995291580. (9.422) Telf.: 923224769. (9.346)
(9285b) Telefone: 928325374 (9275) anos de experiência, noções
(9.271) KIA Cadenza K7, cinzento,
VIVENDAS, na Maianga, B. GERADOR Perkins 22 KVA, de inglês e russo, conheci-
Km 38, 571, motor impecá- bom estado, a 2.800.000 Akz. FAZEMOS Construção de Resi- mentos administrativos. Tel:
VIVENDA T5, C/quintal espa- Azul, Alvalade, Vila Alice, Nova
Vida, Miramar, Talatona, L. vel, AC, 9.300.000KZ negociá- Telefone: 923224769. dências, Reparações, Acaba- 925133810 (9448)
çoso, junto ao Jardim do veis. Telefs: 923364796, mentos, vedações de terrenos,
Patriota. Telef: 913993835. (9.346a)
Éden, a 22.500.000Kz, discu- 928257109. (9389) SERPENTINA, gelado em tanque de água. Telf. JOVEM experiente em cozi-
(9409)
tível. Telef: 925274969 (9349) balde, serra-ossos, churras- 942695999, 993363263 (9449) nha, arrumadeira, lavadeira
TERRENOS bem localizados,
TOYOTA Hilux, a gasolina, em queira a gás, banho-maria TERRENO 20x30, murado, e babá procura emprego.
APARTAMENTO T1, T2,T3, T4, para buffet, mesa Inox. Tele- 20x30, Z. Verde 3, Benfica, no Lar Patriota, por detrás do
VIVENDA T3, quintal P/4 car- bom estado, 6.850.000 Akz,
ros no Condomínio Jinga Isa-
Maianga, Kinaxixi, Maculusso,
Nova Vida, Kilamba, Zango,
Land Cruiser TD42, 2006,
8.500.000 Akz. Telefone:
fones:
917747359.
922799624,
(8783)
Ruas 45, 50 e 58, 650.000. Te-
lefone: 926128657. (8.917)
Condomínio Kuditemo por
Akz. 15.000.000, negociáveis.
PRECISA-SE Telfs: 926464925/994818511.
(9241)
bel, Viana a 35.000.000Kz.
Sequele. 918529300. (9409a) 940915895 (9.357d) Tlfs: 945649534 (9436a)
Telefone: 931292967 (9349a) FAZENDA junto ao rio, C/di- PROMOTORES de vendas. En-
TERRENOS 20x30, já mura-
VIVENDA T3 Bairro Azul, RESTAURANTE c/ Equipa- LAND Cruiser, 18 Províncias, reito de superfície, 25 hecta-
res, por Akz 40.000.000,00,
dos, Kifica, 11 de Novembro
e Patriota, água e luz. Tele-
viar o curriculum P/ o email:
falacoração19@outlook.com. PERDEU-SE
C/escritura, S/intermediário.
Tfls: 939519628, 924593821.
mentos e Alvará, no bairro
São Paulo. Tlfs: 923498930,
2009, a 3.600.000Kz. Telefone:
931470417 (9368)
negociáveis. Telefones:
990815651, 936197631.
fone: 926128657. (8.917a) NEGÓCIOS Telf: 934301491. (9.158)
994387082 (9154d) DOCUMENTOS na Via pública,
(9416) (9.149)
KIA Mohave, com motor gri- TERRENO no Zango-0, de- A.J. Agência de Mudança: re- CARDIOLOGISTA, Ginecolo- Passaporte em nome de AH-
VIVENDA T4 no Condomínio APARTAMENTO T3, 3º andar, pado Kzs, 1.700.000,00, Ran- TERRENOS para lojas/resi- fronte ao Banco BIC sidências, escritórios, monta- gista, Estomatologista e Téc- MAD MOHAMAD HOURANI.
Vereda das Flores. Telefones: mobilado no Miramar, Akz ger Rover Supercharged, Kzs. dências no Sequele, 15x20, C/150X90m2 C/direito à su- gem de mobília, encaixamento, nico de Ecografia P/Centro Quem encontrar, favor ligar
939519628, 924593821. 3 5 0 . 0 0 0 . 0 0 . Te l e f o n e s : 7.500.000,00, Tel: 990962601. 20x30. Pague em 20 meses. perfície. Telfs: 922036001/ transporte. Tels: 929500085, Médico EMTC. Telefone: para: 924225248.
(9416a) 923351024, 915147522. (9426) (9391) Telef. 941439614 (9.192) 99481500. (9241) 992500085 (8288) 923719815. (9.254) (9423)
Segunda-feira
15 de Julho de 2019 15
PUBLICIDADE

REPÚBLICA DE ANGOLA
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E DOS DIREITOS HUMANOS
NOSSOS SERVIÇOS 1.ª CONSERVATÓRIA DO REGISTO CIVIL DE LUANDA
A Cálculo Perspicaz – Consultoria, Auditoria e Formação, Lda. é uma empresa de Direito EDITAL
Angolano, direccionada em Consultoria Contabilística, Económica, Financeira e Fiscal,
e Formação Profissional com colaboradores treinados e capacitados. Somos uma ESTER DA SILVA SEBASTIÃO DOS SANTOS, Conservadora da Primeira Conservatória do Registo
empresa membro integrante da Ordem dos Contabilistas e Peritos Contabilistas de Civil de Luanda.
Angola (OCPCA).
CERTIFICA QUE, corre seus termos nesta Conservatória do Registo Civil de Luanda, um processo
Prestamos os seguintes serviços: - Análise e execução de projecto de In- de Aquisição de Nacionalidade Angolana por Naturalização, em que é requerente o senhor
- Organização da contabilidade empresarial vestimento; ARMANDO CONCEIÇÃO, solteiro, de setenta e dois anos de idade, nascido no dia vinte e dois de
Março de mil novecentos e quarenta e sete, natural da freguesia de Santo André, concelho de Cacém,
- Instalação, parametrização e formação - Constituição de Empresa; de nacionalidade portuguesa, filho de Manuel João da Conceição e de Francisca Maria, portador do
do software Primavera; - Aplicação de métodos estatísticos para Passaporte n.º P741266, emitido pelo Consulado Geral de Portugal em Luanda, em 18 de Abril de
2017, residente em Luanda, na Rua Kima Kienda s/n.º, Distrito Urbano da Ingombota.
- Planeamento e Gestão Fiscal; modelagem de dados de grandes dimen-
- Consultoria e assessoria financeira; sões, transformando-os em informação Nos termos do disposto na Lei n.º 02/ 16, de 15 de Abril e por força do regulamento da Lei da Nacio-
nalidade, são convidadas todas pessoas incertas a deduzirem a oposição que julgarem existir contra
- Controlo de Gestão e Direcção de relevante para tomada de decisão, Aná- o requerente no prazo de quinze dias a começar da data de afixação do presente Edital.
empresas; lise e gestão de risco, análise de quali-
E, para constar, lavrou-se o presente Edital que será afixado nos lugares designados por Lei.
- Gestão de Recursos Humanos; dade muito mais...
1.ª CONSERVATÓRIA DO REGISTO CIVIL DE LUANDA, 25 de Junho de 2019.
Morada: Urbanização Nova Vida, Rua N.º 44, Edifício 812-03
A CONSERVADORA
Tel: 222 777 230 – 926 068 837 – 917 708 627 | WhatsApp 926 068 837 ESTER DA SILVA SEBASTIÃO DOS SANTOS
(500.864) (9.324)

AVISO DE COMPARÊNCIA AVISO DE COMPARÊNCIA


DECLARAÇÃO AUTO DE ABANDONO DECLARAÇÃO AUTO DE ABANDONO

A CROSS ÁFRICA, LDA. solicita a comparência a do senhor: A REFRIANGO - INDÚSTRIA E COMÉRCIO GERAL, LDA.
solicita a comparência do senhor:
- Vuvu Kuanzambi Pedro
- Nelson Ramos
Na impossibilidade de contactar o senhor acima citado, atra-
vés dos meios de contacto disponíveis, designadamente Desta forma, fica V. Exa. notificado a comparecer na
deslocação à sua morada de residência e contacto telefó- sede da Empresa, Refriango, no prazo de 5 (cinco) dias
nico, a empresa CROSS ÁFRICA, LDA. vem pelo presente
úteis seguintes, a contar da data da publicação da refe-
notificá-lo para, no prazo de 5 (cinco) dias úteis a contar da
data da presente comunicação, comparecer na sede da em-
rida notificação, para tratar de assunto do seu interesse.
presa para tratar de assuntos do seu interesse.
A ausência de V. Exa., dentro do prazo referido, implica
A ausência de V. Exa., dentro do prazo referido, implica que que a REFRIANGO - LDA., considere esta conduta
a CROSS ÁFRICA, LDA., considere esta conduta como efe- como efectivo abandono do posto de trabalho, ao abrigo
tivo Abandono do Posto de Trabalho, ao abrigo do n.º 5 do do n.º 5, do artigo 229,º da Lei Geral do Trabalho, ces-
artigo 229.º da Lei Geral do Trabalho, cessando automati- sando automaticamente a relação de trabalho que
camente a relação de trabalho que detinha com V. Exa., por detém com V. Exa., por estar ausente injustificadamente
estar ausente injustificadamente há mais de 10 (dez) dias
há mais de 10 (dez) dias úteis consecutivos.
úteis consecutivos.

O GABINETE JURÍDICO O GABINETE JURÍDICO


(500.892) (9.299a) (9.299)

RECRUTAMENTO
A ENGIPROJECT- ENGENHARIA E PROJECTOS, LDA.,
CONDOMÍNIO PRIVADO MIRANTES DE TALATONA empresa de direito angolano, situada no Município da
Maianga, Bairro Mártires do Kifangondo, Rua João Paulo II
ADMINISTRAÇÃO n.º 12 A, está a recrutar um ENGENHEIRO CIVIL e uma
DIRECTORA FINANCEIRA que apresentem as seguintes
COMUNICADO características:

- ENGENHEIRO CIVIL
A Administração do Condomínio Privado Miran- • EXPERIÊNCIA SUPERIOR A 6 ANOS
tes de Talatona (CPMT) vem, por este meio, so- • ESPECIALIZADO EM FISCALIZAÇÃO HIDRÁULICA
licitar a comparência, com a maior urgência • LICENCIATURA EM INSTITUIÇÃO DE REFERÊNCIA
• SABER FALAR INGLÊS
possível, da Sr.ª SUZANA JOSÉ M. S. NETO,
proprietária das residências G-01e G-02, sita na - DIRECTORA FINANCEIRA
Rua dos Cajueiros, deste residencial, ou seu le- • EXPERIÊNCIA SUPERIOR A 10 ANOS
gítimo representante, para tratar de assuntos de • EXPERIÊNCIA NA ÁREA DA BANCA
vosso interesse. • DÁ-SE PREFERÊNCIA A MESTRADO EM INSTITUIÇÃO
DE REFERÊNCIA
• SABER FALAR INGLÊS
Luanda, aos 10 de Julho de 2019.
Os candidatos devem submeter as suas candidaturas a par-
O Administrador Executivo
tir do correio electónico rh.engiprojectlda@gmail.com
Angelino António Gomes (9.247) (9.297)
(9.300)
16 Segunda-feira
15 de Julho de 2019

PUBLICIDADE

REPÚBLICA DE ANGOLA REPÚBLICA DE ANGOLA


MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
CENTRO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA CENTRO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA

PEDIDO DE DESCULPAS PEDIDO DE DESCULPAS

Em virtude dos anúncios publicados no Jornal de Angola, edição do dia 8 de Julho Em virtude dos anúncios publicados no Jornal de Angola, edição do dia 8 de Julho
de 2019 (Segunda - feira), o Centro Nacional de Investigação Científica, vem, através de 2019 (Segunda - feira), o Centro Nacional de Investigação Científica, vem, através
desta, pedir as sinceras desculpas pelo lapso e transtornos causados, relativamente desta, pedir as sinceras desculpas pelo lapso e transtornos causados, relativamente
aos requisitos e nomes para o concurso público de provimento. Segue a rectificação; aos requisitos e nomes para o concurso público de provimento. Segue a rectificação;
1. De acordo com o despacho n.º 121 de 15 de Junho de 2019 de Sua Excia Ministra
1. De acordo com o despacho n.º 122 de 15 de Junho de 2019 de Sua Excia Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, está aberto o Concurso Público
do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, está aberto o Concurso Público de de provimento, de prova documental no prazo de 10 dias a contar da data da publi-
provimento, de prova documental no prazo de 10 dias a contar da data da publicação cação do presente aviso na recepção deste Centro, para as vagas nos Regimes Es-
do presente aviso, na recepção deste Centro, para as vagas nos Regimes Especial e pacial e Geral, entre os indivíduos habilitados para o efeito nos termos da legislação
Geral, entre os indivíduos habilitados para o efeito, nos termos da legislação em vigor. em vigor.

2. O Júri é composto por 4 elementos sendo: 2. O Júri é composto por 4 elementos sendo:
Presidente - Zita Sebastião João Gaspar Rocha Santana---Investigadora Auxiliar; Presidente - José Manuel Munguengue --- Primeiro Assessor;
Vice-presidente - João Carlos Ferreira---Investigador Auxiliar; Vice-presidente - Cesaltina Wívua Caetano António Balo---Técnica Superior de 2.ª
Vogal - Filipa Caetano Costa Santos Pinto---Investigadora Auxiliar; Classe;
Vogal Suplente - Elias Avelino Sachinene Zeca---Investigador Auxiliar; Vogal - Abiúd Malua Ginga Morais Nunes--- Técnica Superior de 2.ª Classe;
Vogal Suplente - Lídia Ivone Luzia Morais--- Técnica Superior de 2.ª Classe;
3. A admissão ao concurso é solicitada à Sua Excia Ministra do Ensino Superior, Ciên-
cia, Tecnologia e Inovação, por meio de requerimento e instruído com os seguintes do- 3. A admissão ao concurso é solicitada à Sua Excia Ministra do Ensino Superior, Ciên-
cia, Tecnologia e Inovação por meio de requerimento e instruído com os seguintes
cumentos:
documentos:
a) Atestado Médico;
a) Atestado Médico;
b) Certificado de Regime Criminal;
b) Certificado de Regime Criminal;
c) Curriculum Vitae;
c) Curriculum Vitae;
d) Cópia do Bilhete de Identidade;
d) Cópia do Bilhete de Identidade;
e) Documentos de Habilitações Literárias acompanhado da declaração de reconheci-
e) Documentos de Habilitações Literárias acompanhado da declaração de reconhe-
mento ou homologação de estudos superiores, emitida pelo INAAREES;
cimento ou homologação de estudos superiores, emitida pelo INAAREES;
f) Documento militar para candidatos do sexo masculino.
f) Documento militar para candidatos do sexo masculino;

4. Na fase de admissão ao concurso é dispensada a entrega dos documentos men- 4. Na fase de admissão ao concurso é dispensada a entrega dos documentos men-
cionados nas alíneas a) e b) devendo os candidatos declararem, no requerimento sob cionados nas alíneas a) e b) devendo os candidatos declararem, no requerimento sob
compromisso de honra, a sua situação precisa relativamente a cada um dos requeri- compromisso de honra, a sua situação precisa relativamente a cada um dos requeri-
mentos gerais ou específicos, nos termos do artigo 12.º do Decreto Presidencial n.º mentos gerais ou específicos, nos termos do artigo 12.º do Decreto Presidencial n.º
102/11 de 23 de Maio; 102/11 de 23 de Maio;

5. As provas incidem sobre as seguintes matérias: Noções Gerais sobre Administração 5. As provas incidem sobre as seguintes matérias: Noções Gerais sobre Administração
Pública, Questões relacionadas com a área de formação, Questões sobre Ética, Deon- Pública, Questões relacionadas com a área de formação, Questões sobre Ética,
tologia Profissional e Cultura Geral; Deontologia Profissional e Cultura Geral;

6. A lista dos candidatos admitidos e excluídos será afixada na recepção deste Centro, 6. A lista dos candidatos admitidos e excluídos será afixada na recepção deste Centro,
sito na Avenida Ho Chi Min junto à Faculdade de Ciências Sociais da Universidade sito na Avenida Ho Chi Min junto à Faculdade de Ciências Sociais da Universidade
Agostinho Neto; Agostinho Neto;

7. Este concurso é aberto para prover as vagas existentes neste Departamento Minis- 7. Este concurso é aberto para prover as vagas existentes neste Departamento Mi-
terial e terá a remuneração correspondente à Tabela Indiciária da função pública con- nisterial e terá a remuneração correspondente à Tabela Indiciária da função pública
forme abaixo se apresenta: conforme abaixo se apresenta:
Categoria N.º de Requisitos Perfil Índice
Categoria N.º de Requisitos Perfil Índice Vagas
Vagas

Técnico Superior 4 Licenciatura 1 - Biologia


Investigador 3 Doutoramento 1 - Biotecnologia de 2.ª Classe 1 - Contabilidade e Gestão 600
Auxiliar 1 - Ciências Biomédicas 960 1 - Engenharia Química
1 - Ciências Agrárias 1 - Informática

1 - Biotecnologia
Assistente de 3 Mestrado 1 - Ciências Biomédicas 900 Técnico de 3.ª 1 Bacharelato 1 - Ciências Agrárias 350
Investigação 1 - Ciências Agrárias Classe

1 - Biotecnologia
Estagiário de 4 Licenciatura 1 - Ciências Biomédicas 760 2 Ensino 1 - Bioquímica 220
Investigação 1 - Ciências Agrárias Técnico Médio Médio 1 - Ciências Económicas e Jurídicas
1 - Engenharia do Ambiente de 3ª classe

8. O Requerimento de admissão ao concurso de provimento deve dar entrada no Au-


8. O Requerimento de admissão ao concurso de provimento deve dar entrada no
ditório do Centro Nacional de Investigação Científica;
Auditório do Centro Nacional de Investigação Científica;
9. O concurso é válido por um período de 12 meses contando a partir da data da pu- 9. O concurso é válido por um período de 12 meses contando a partir da data da
blicação da lista de classificação final. publicação da lista de classificação final.

CENTRO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA, em Luanda, 12 de Julho de 2019. CENTRO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA, em Luanda, 12 de Julho de 2019.

O DIRECTOR O DIRECTOR
ADÉRITO TOMÁS PAIS DA CUNHA ADÉRITO TOMÁS PAIS DA CUNHA
(500.890)
Segunda-feira
15 de Julho de 2019 17
PUBLICIDADE

(500.810)

RECRUTAMENTO RECRUTAMENTO
A Empresa Oschela - Prestação de Serviços, Lda., no âmbito do desenvolvimento das suas
A CEGELEC OIL AND GAS SERVICES, Lda., prestadora de serviços actividades, pretende recrutar um candidato para preencher a vaga de ASSISTENTE
para o sector petrolífero, está a recrutar técnicos (M/F) na(s) especiali- FINANCEIRO.
dade(s) e função(ões) abaixo indicada(s): Aptidões mínimas necessárias:
• Licenciatura nas Áreas de Administração, Gestão, Contabilidade ou Finanças;
• Possuir conhecimentos sólidos na área Administrativa, Contabilidade e Financeira;
- Engenheiro de Mecânica Rotacional e Métodos • Experiência comprovada de 3 anos na função;
• Capacidade para auxiliar todos os serviços de suporte à gestão administrativa, económica
Requisitos: e financeira da empresa;
- Formação superior em Engenharia Mecânica com especialização/for- • Gestão de Processos, Capacidade para a resolução de problemas e apresentar soluções
novas;
mação complementar em gestão industrial e/ou gestão de métodos; • Capacidade de escrita, análise e interpretação, foco na qualidade, visão estratégica,
- Certificações do sector petrolífero; orientação para o negócio, capacidade de planeamento e foco nos objectivos.
- Experiência mínima de 5 anos no sector petrolífero e preferencialmente
Os interessados devem enviar o Curriculum Vitae, cópia do BI e comprovativos das
em FPSO; habilitações académicas e profissionais até ao dia 16 de Julho de 2019 para o correio
- Muito bons conhecimentos em estruturação dos processos de trabalho electrónico: tivolieventos.recrutamento@gmail.com
e do equipamento usado na indústria;
- Conhecimentos sólidos de informática na óptica do utilizador; Luanda, 9 de Julho de 2019.
A Direc ªo (9.215)
- Bom nível na Língua Inglesa e Francesa, escrito e falado.

Submissão de candidaturas:
Os(as) candidatos(as) poderão submeter os respectivos currículuns
vitae, indicando a função a que se estão a candidatar para o Departa-
mento de Recursos Humanos da Empresa, para o endereço electrónico PROMOÇÃO DO CURSO DE INGLÊS APROVEITE!
rh.angola@actemium.com, até ao limite de 10 dias após a data de pu- Aprenda o inglês em pouco tempo. Temos salas confortáveis e equipadas com televisores e compu-
tadores para aulas e exercícios interactivos. Oferecemos vídeos para estudar em casa e possibilidade
blicação do presente anúncio. para fazer parte do nosso Club de Inglês. Temos também: Logística, Contabilidade Júnior e Sénior,
Gestão de Frotas, Estudo de Viabilidade, Relações Públicas, R/H, Contabilidade de Custos, Gestão
Luanda, aos 10 de Julho de 2019. de Projectos, Publicidade, Marketing, Controlo de Stock, Gestão Financeira, Gestão de Projectos,
Gestão de Empresas, Gestão e Administração, Comércio Internacional, Psicologia de Educação,
Saúde e Segurança, Liderança, Tradução, Oratória, etc.
OS RECURSOS HUMANOS 942 004 096 / 912 247 519 / 222 717 262 / www.cambridgecollege.co.uk
(500.882) (9.260)
18 NECROLOGIA Segunda-feira
15 de Julho de 2019

FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU

INOCÊNCIO DOMINGOS INOCÊNCIO DOMINGOS INOCÊNCIO DOMINGOS MARIA HELENA CIRILO DE SÁ PINHEIRO
ALMEIDA (General Inocêncio) ALMEIDA (General Inocêncio) ALMEIDA (General Inocêncio) DA SILVA

Josefa Silva Júnior cumpre o doloroso A família Almeida cumpre o doloroso Genros, noras, netos e bisnetos vêm A família Cirilo de Sá Pinheiro da Silva, filhos (Nídia, Miriam e Nilton), genros, nora,
dever de comunicar o falecimento do dever de comunicar o falecimento do anunciar o falecimento do seu ente netos, irmãos e demais familiares comunicam o falecimento de sua querida MARIA
seu ente querido INOCÊNCIO DOMINGOS seu ente querido INOCÊNCIO DOMINGOS q uerido INO CÊ NCIO DOM ING OS HELENA CIRILO DE SÁ PINHEIRO DA SILVA, ocorrido dia 10 de Julho de 2019, por
ALMEIDA, ocorrido dia 13/7/2019, em ALMEIDA, ocorrido dia 13/7/2019, em ALMEIDA, ocorrido dia 13/7/2019, em doença. O funeral realiza-se quinta-feira, dia 18 de Julho de 2019, às 10h30, partindo
Lisboa, por doença. O funeral realizar- Lisboa, por doença. O funeral realizar- Lisboa, por doença. O funeral realizar- o cortejo fúnebre de sua residência, na rua Bento Banha Cardoso, Nº 33, para o
se-á em data a anunciar oportunamente. se-á em data a anunciar oportunamente. se-á em data a anunciar oportunamente. cemitério do Alto das Cruzes. (9.428)
(9.421) (9.421a) (9.421b)

FALECEU FALECEU FALECEU CONDOLÊNCIAS

MIGUEL LOPES MIGUEL LOPES DANIEL DOMINGOS DE CASTRO


(Dani) NEUSA YOLANDA DE CARVALHO BENARDO

Domingos Lopes da Silva (irmão), filhos, Domingos Lopes da Silva (irmão) cumpre Maria Sebastião de Castro (esposa), filhos, Foi com profunda dor e consternação que a Direcção da Caixa de Previdência e
sobrinhos e demais familiares em Luanda o doloroso dever de comunicar aos fami- netos, genros, cunhados e demais familiares Aposentação dos Trabalhadores Tributários (CPATT) e o colectivo dos seus associados
cumprem o doloroso dever de comunicar liares e amigos, em Nambuangongo, o comunicam o falecimento do seu ente que- tomaram conhecimneto do passamento físico da sua associada, NEUSA YOLANDA DE
o falecimento do seu ente querido MIGUEL falecimento do seu ente querido MIGUEL rido DANIEL DOMINGOS DE CASTRO (Tio CARVALHO BENARDO, ocorrido no dia 11/7/2019. Neste momento de dor e consternação,
LOPES, ocorrido no dia 12 de Julho de LOPES, ocorrido no dia 12 de Julho de Dani). O funeral realiza-se hoje, segunda- endereçam à família enlutada os seus sentimentos de pesar. Que a sua alma descanse
2019, por doença. O funeral realiza-se 2019, por doença. O funeral realiza-se feira, 15/07/2019, pelas 11h00, partindo o em paz.
em Mucondo-Nambuangongo, na Pro- em Mucondo-Nambuangongo, na Pro- cortejo fúnebre da Casa de Velório do (9.425)
víncia do Bengo. (9.429) víncia do Bengo. (9.429a) Governo Provincial de Luanda, onde será
rezada Missa de corpo presente, para o
cemitério de Sant'Ana. (9.430)

FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU MISSA

DIVALTER AMÉRICO DE ADELINO DOS ANJOS JOSÉ ARMINDO CIRILO MADEMO MARTA JOÃO BERNARDINO BORGES
CARVALHO ARCANJO RUBINO XAVIER PEREIRA MONTEIRO DE SÁ (Escórcio)
Domingas Andrade da F. Fernandes Nando, Rui, Adelina, Fató, Hugo, Sónia Rossana da Piedade Monteiro (esposa), Filipina Sílvia Marta (esposa), Rosa Marta, Cândida Cohen (esposa), Naimbe Cohen
(esposa), as famílias Arcanjo e Carvalho e Elsa cumprem o doloroso dever de Armanda Pereira Bastos (mãe), irmãs e Silvano Marta, João Marta, Abrão Marta, de Sá, Bárbara Cohen de Sá (filhas), Lweji
cumprem o doloroso dever de participar comunicar o falecimento do seu pai ADE- sobrinhos têm o doloroso dever de comu- Cosi Marta, Filipina Manuel e Cristina Borges de Sá Jacinto (neta), familiares e
o falecimento do seu ente querido DIVAL- LINO DOS ANJOS RUBINO XAVIER,ocor- nicar o falecimento do seu ente querido Manuel (filhos), tios, primos, sobrinhos amigos comunicam que será rezada
TER AMÉRICO DE CARVALHO ARCANJO, rido em Lisboa, no dia 13/7/2019. O funeral JOSÉ ARMINDO PEREIRA MONTEIRO, e netos comunicam que o funeral de Missa do 7º Dia, em memória de seu ente
ocorrido dia 12/7/2019, por doença. O realizar-se-á em data a anunciar opor- ocorrido dia 7/7/2019. O velório decorrerá CIRILO MADEMO MARTA, se realiza querido JOÃO BERNARDINO DE SÁ
funeral realizar-se-á em data a anunciar tunamente. (9.424) na Casa do Velório do GPL. O funeral segunda-feira, precedido de Missa de (Escórcio), hoje, segunda-feira, dia
oportunamente. (9.427) realiza-se na terça-feira, dia 16/7/2019, corpo presente, às 8h00, na Casa de Velório 15/7/2019, às 18h30, na Igreja do Carmo.
no cemitério de Sant’Ana, às 10h30. do GPL (Sant'Ana), seguindo para o cemi- (9.408)
(9.172) tério de Sant'Ana, às 10h00. (9.379)

FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU

DANIEL DOMINGOS NEUSA YOLANDA DE NEUSA YOLANDA DE NEUSA YOLANDA DE JOÃO GIME
DE CASTRO (Dany) CARVALHO BERNARDO CARVALHO BERNARDO CARVALHO BERNARDO
Naide Azevedo, Kudimuena Azevedo, Nair Tomás Gime, Filomena Gime e Francisco
OComandodaUnidadedeSegurançaPresidencial, Victoriano Bernardo, Maria da Graça Feijó, Luzia de Carvalho Francisco (mãe), Maria Tomás, Isabel da Purificação, Bráulio Fernandes, Gime (filhos), Tomás Bongo, Augusto Bongo
em nome dos seus Oficiais Generais, Oficiais Rosa B. Santos, Bernardino Bernardo, Leonel José Francisco, Maria Rosa Francisco, Márcio Fernandes, Hélder Sebastião, Miria e João Gime Bongo (sobrinhos), Teresa
Superiores, Capitães, Subalternos, Sargentos, Bernardo, Edna Bernardo, Francisco da Res- Nelson Francisco, Carlos Francisco, F. Rúbem, Jandira, Márcia, Núria, Nilson, Malonda (esposa) edemais familiares comu-
Praças, Agentes e Trabalhadores Civis, profun- surreição, Sara Bernardo, Irondino Bernardo, Ricardo Francisco, Paula Penelas, Vladimir nicam o falecimento do seu ente querido,
Marinel, Luane, Moreno, Pablo, Eliane, Ricar-
JOÃO GIME, ocorrido no dia 10 de Julho de
damente consternados, comunica o falecimento Joaquim Bernardo, Janeth Bernardo Medina Francisco (irmãos) e António Penelas dina, Calebe, Vânia, Elísio, Danilson Penelas, 2019, por doença. O funeral realiza-se
doSenhorCoronel DANIELDOMINGOSDE CAS- e Walter Bernardo comunicam o falecimento (cunhado) comunicam o falecimento Géssica Penelas, Edmárcio Penelas, Dagércio amanhã, dia 16 de Julho de 2019, no cemitério
TRO (Dany), ocorrido dia 11/7/2019, por doença. de suairmã NEUSAYOLANDADE CARVALHO de NEUSA YOLANDA DE CARVALHO Penelas, Raissa Francisco, Gércia Francisco, de Camama, às 10h00. (9.432)
O funeral realiza-se hoje, dia 15/7/2019, às 11h00, BERNARDO, ocorrido dia 12/7/2019, por BERNARDO, ocorrido dia 12/7/2019, por Adriel Francisco (sobrinhos) comunicam
partindoopréstitodoVelórioProvincialdeLuanda doença. O funeral realizar-se-á em data a doença. O funeral realizar-se-á em data o falecimento de NEUSA YOLANDA DE
para o cemitério de Sant'Ana. (9.431) anunciar oportunamente. (9.420) a anunciar oportunamente. (9.420a) CARVALHO BERNARDO. (9.420b)
SERVIÇO NECROLÓGICO: DIAS ÚTEIS DAS 9H ÀS 18H, SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS DAS 9H ÀS 14H
Segunda-feira
15 de Julho de 2019 19
MISSA MISSA FALECEU CONDOLÊNCIAS

ANTÓNIO VALDEMAR DE ANTÓNIO VALDEMAR DE DIWALTER AMÉRICO DE INOCÊNCIO DOMINGOS ALMEIDA


ALMEIDA RAMOS (Tonecas) ALMEIDA RAMOS (Tonecas) CARVALHO ARCANJO (Tuca) (General Inocêncio)

Conceição Marcelo Ramos (esposa), Lutuima Narciso (Luy) e família comu- Preciosa de Carvalho, Lindo de Carvalho, Margarida Martins Almeida (esposa), Mingo, Lita, Evita, Dite, Horácio, Joaozinho,
Edna, Manuela, Dulce, Fernanda, Ilda, nicam que será rezada Missa do 7º Dia, Vava de Carvalho (tios), primos e irmãos Ginho, Duda, Joca, Tuy, Guigui e Tó (filhos) cumprem o doloroso dever de comunicar
Edson e Celina Ramos (filhos) comunicam em memória do seu a ente querido cumprem o doloroso dever de comunicar o falecimento do seu pai INOCÊNCIO DOMINGOS ALMEIDA, ocorrido dia 13/7/2019,
que será rezada Missa do 7º Dia, em VALDEMAR DE ALMEIDA RAMOS (Tone- o falecimento do seu ente querido DIWAL- em Lisboa, por doença. O funeral realizar-se-á em data a anunciar oportunamente.
memória do seu ente querido ANTÓNIO cas), hoje, segunda-feira, dia 15 de Julho TER AMÉRICO DE CARVALHO ARCANJO (9.421c)
VALDEMAR DE ALMEIDA RAMOS (Tone- de 2019, na Igreja de São Paulo, pelas (Tuca), ocorrido dia 12 de Julho de 2019,
cas), hoje, dia 15 de Julho de 2019, na 18h00. Que a sua alma descanse em paz. por doença. O funeral realizar-se-á em
Igreja de São Paulo, pelas 18h00. Que a (9.433a) data e local a anunciar. (9.434)
sua alma descanse em paz. (9.433)

CONDOLÊNCIAS FALECEU FALECEU MISSA CONDOLÊNCIAS

JOICELINO PATRÍCIO BEMBO DAVID MANUEL DE SOUSA ANTÓNIO MIGUEL FILOMENA CONCEIÇÃO DA JOICELINO PATRÍCIO BEMBO
DIAS DOS SANTOS SILVA VICENTE DE CARVALHO

Foi com profunda dor e consternação As famílias Sousa, Correia, Miranda, demais As famílias Dias dos Santos, Leite Miranda, Abel Carvalho (esposo), Mauro Carvalho, Foi com profunda dor e consternação que o
que o Colégio Pitruca Camama tomou familiares e amigos cumprem o doloroso Ceita e demais familiares comunicam que Ricardo Carvalho, Pedro Carvalho, Sara Grupo Pitruca tomou conhecimento do fale-
conhecimento do falecimento do seu dever de comunicar o falecimento de seu será rezada missa de 7 dias, em memória de Carvalho Duarte (filhos) e demais familiares cimento do seu funcionário, JOICELINO
funcionário, JOICELINO PATRÍCIO ente querido DAVID MANUEL DE SOUSA, ANTÓNIO MIGUEL DIAS DOS SANTOS, no comunicam que será rezada Missa do 30º PATRÍCIO BEMBO, ocorrido no dia 10 de
BEMBO, ocorrido no dia 10 de Julho de ocorrido no dia 12 de Julho de 2019, por dia 15 de Julho, as 18h30, na igreja Sagrada Dia, em memória de FILOMENA CON- Julho de 2019. Neste momento de dor, endereça
2019. Neste momento de dor, endereça doença. O funeral realiza-se hoje, dia 15 de Família. Aproveitam para agradecer a todos CEIÇÃO DA SILVA VICENTE DE CARVA- à família enlutada as sentidas condolências.
à família enlutada as sentidas condolências. Julho de 2019, partindo o cortejo fúnebre que se dignarem acompanhá-lo até a sua LHO, hoje, dia 15/7/2019, pelas 18h00, Que a sua alma descanse em Paz!
Que a sua alma descanse em paz! de Viana-500 Casas, rua-4, para o cemitério última morada. Que a sua alma descanse em na Igreja do Santíssimo Redentor do (9.410)
(9.410a) de Viana, às 10h00. (9.450) paz. Kilamba. Que a sua alma descanse em
paz. (9.284)
PUBLICIDADE

REPÚBLICA DE ANGOLA
MINISTÉRIO DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E HABITAÇÃO
INSTITUTO GEOGRÁFICO E CADASTRAL DE ANGOLA
DEPARTAMENTO PROVINCIAL DO CUANZA-SUL
EDITAL Nº 39/19
PROCESSO DE CONCESÃO Nº 113-CS/18
COMUNICADO Tendo.Lopes José, requerido a concessão do direito de superficie de uma parcela de terreno rural,
com uma área de 68,81 (Sessenta e Oito Virgula Oitenta e Um ) hectares, onde está implementado
Comunica-se a todos os pensionistas do “Futuro” Fundo de Pensões residentes em um projecto agropecuário, localizado na Província do Cuanza-Sul, Municipio da Quibala, comuna de
Luanda, que a Prova de Vida respeitante ao 2.º semestre de 2019, terá o seu início no Cariango, à 1.500 metros, a Norte do bairro da Calemba, feita a demarção provisória a mesma ficou
com as seguintes confrontações: a NORTE-com terreno de terceiros não cadastrado, a SUL com a
dia 8 de Julho e terminará no dia 30 de Agosto de 2019. reserva do povo da Calemba, a ESTE-com o rio Mui, e a OESTE-com a estrada de terra melhorada.
São por este meio convocados todas as pessoas que se julgarem com direitos sobre o mesmo terreno,
Para a realização da mesma, o pensionista deverá apresentar-se na Sede da Gestão de a virem comprová-lo neste Instituto Geográfico e Cadastral de Angola, no prazo de 30 dias a contar
da data da publicação deste Edital.
Fundos, munido do original do Bilhete de Identidade, cartão de Beneficiário do Fundo, fo- Departamento Provincial do Instituto Geográfico e Cadastral de Angola do Cuanza-Sul, em Sumbe,14
tocópia do B.I. e do B.I. do cônjuge. de Junho de 2019.
O Chefe de Departamento
Bernardo Maneco
A realização da Prova de Vida é obrigatória por parte do pensionista e é da inteira e ex- (9295)
clusiva responsabilidade de cada beneficiário.

De acordo com o Regulamento, será suspenso o pagamento da pensão ao pensionista


VENDE-SE
que não realizar a Prova de Vida no período acima indicado, até à regularização da res-
pectiva situação. EMPRESA Pescas na Cidade do Lobito/Bairro Lobito Velho, com licença de
pesca, composta por dois armazéns, uma loja, um Escritório, dormitório, cozinha,
Gestão de Fundos, em Luanda, aos 12 de Junho de 2019.
uma câmara de conservação com cap. 80 ton. Um Barco de pesca com 23 m
O Presidente do Conselho de Administração, comprimento e 20 ton. Cap. Portão, quadro chatões de 10m, duas fábricas de
Francisco da Silva Cristóvão
(500.879)
gelo (avariadas), dispensa intermediário. Contacto: 923516761.
(9.279)

(700.011)
20 Segunda-feira
15 de Julho de 2019

PUBLICIDADE

RECRUTAMENTO
Anúncio Ref.ª 01/2019 -Capacidade de Negociação;
Recrutamento de -Conhecimento de técnicas de atendimento ao cliente;
- Assertividade ao nível da comunicação;
Empresa Angolana, do Sector da Banca, com mais de 10 anos no mercado nacional, pretende recrutar - Iniciativa e autonomia.
para o seu quadro de pessoal, os seguintes técnicos: - Experiência mínima de 1 (ano) em análise e gestão de créditos a clientes.
1 (um) Analista de Projectos Critérios desejáveis:
- Nacionalidade Angolana;
Perfil dos (as) Candidatos (as) - Nível Superior / Licenciatura em Ciências Económicas,, Finanças, Gestão de Projectos e Jurídicas;
Responsabilidades principais: - Idade 25 - 40 Anos;
Estruturar Projectos que a Instituição tenha interesse directo, administrando a sua implementação; - Experiência mínima de 1 (Um) ano em análise e gestão de créditos a clientes.
Estruturar projectos de iniciativa dos clientes que, no critério da Instituição, tenham mérito e estes não - Capacidade de Negociação, atendimento ao cliente, Assertividade ao nível da comunicação, iniciativa
tenham condições de assegurar a sua adequada estruturação; Analisar e avaliar técnicas, económica e Autonomia.
e financeiras dos Projectos que se candidatem a financiamento da Instituição; Identificar e propor a - Licenciatura em Ciências Económicas, Finanças, Gestão de Projectos e Jurídicas
contratação de identidades consultoras para assistência na estruturação de projectos; Analisar o risco
do projecto, atribuir o nível de classificação, acompanhar, fiscalizar, elaborar relatórios que permitam Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 15 10 dias (quinze dez
as tomadas de decisão; e Dar recomendações aos promotores visando melhorar a implementação do dias), a contar da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email):
projecto. recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos:
1. Curriculum Vitae;
Critérios essenciais:
2. Cópia do Bilhete de Identidade;
- Conhecimentos sólidos de técnicas de comunicação (escrita e oral) e elaboração de relatórios;
3. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais;
- Conhecimento de Informática na óptica do utilizador (Word, Excel e PowerPoint);
4. Referências profissionais;
- Conhecimento de análise de projectos de investimento;
5. Cópias do Bilhete de Identidade.
- Noções de Micro e Macroeconomia;
- Conhecimentos sólidos nas áreas de finanças, contabilidade e orçamento;
- Conhecimento de legislação laboral, comercial e das sociedades; 3 (três) Gestores Comerciais
- Capacidade de negociação; Orientação e conhecimento de técnicas de atendimento ao cliente;
- Assertividade ao nível da comunicação. Perfil dos (as) Candidatos (as)
Critérios desejáveis: Responsabilidades principais:
- Nacionalidade Angolana; - Proceder ao acolhimento do potencial cliente que se dirige ao balcão de atendimento;
- Nível Superior /Licenciatura em Gestão de Empresas, Finanças Empresariais, Contabilidade, Eco- - Interpretar as suas necessidades e prestar informações precisas e de qualidade sobre os produtos
nomia, ou outra formação semelhante. e serviços da Instituição;
-Procede as solicitações de pedido de audiência sobre o processo de crédito;
Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 10 (dez) dias, a contar da - Proceder à filtragem da entrada de projectos que não se enquadram dentro das políticas da
data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email): Instituição;
recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos: -Controlar através do check-list os documentos necessários para candidatura ao crédito entregues
1. Curriculum Vitae; pelo cliente, podendo prestar esclarecimento, documentos ou acções adicionais;
2. Cópia do Bilhete de Identidade; - Receber e organizar a documentação exigida e/ou processos quando completos, encaminhando-os
3. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; para o cadastro, de modo a serem devidamente analisados e enquadrados;
4. Referências profissionais; e -Receber, trocar e expedir documentos com as entidades singulares, colectivas, públicas e privadas;
5. Cópias do Bilhete de Identidade. - Acompanhar a evolução das operações, assim como os nichos de mercado, sectores económicos
para melhor Selecção de propostas e constituição da carteira de Projectos.
1 (um) Assistente de Direcção Critérios essenciais:
- Conhecimento de Informática na óptica do utilizador (Word,Excel e PowerPoint);
Perfil dos (as) Candidatos (as) - Conhecimento sólidos de técnicas de comunicação (escrita e oral) e elaboração de relatórios;
Responsabilidades principais: - Conhecimentodos pressupostos e drivers da análise de projectos de investimentos;
- Recepcionar e registar os documentos remetidos pelas varias áreas da Instituição Banco e - Noções de Macroeconomia e Métodos de Análise Estatística;
externos; - Noções/conhecimentos da legislação comercial e da constituição das sociedades;
- Gerir a agenda de trabalhos da área; , - Conhecimento da estrutura documental de uma candidatura/projecto;
-Recolher os documentos despachados pela Direcção; Registar em pasta específica dos técnicos en- - Conhecimento de técnicas de arquivo;
carregues de cada processo; - Conhecimento de técnicas de atendimento ao cliente Capacidade de negociação; e
- Tirar as fotocópias necessárias, para trabalho corrente ou para arquivo;,
- Assertividade ao nível da comunicação.
-Elaborar os correios Internos para remessa dos documentos, actas e cartas;
Critérios desejáveis:
-Expedir os documentos da área, bem como, tratar do arquivo com auxílio dos demais técnicos;
- Nacionalidade Angolana;
-Classificar a documentação, codificar, organizar e manter em ordem de arquivo;
- Nível Superior /Licenciatura em Ciências Económicas, Finanças, Gestão de Projectos e Jurídicas;
- Gerir regularmente o stock de material de escritório e consumíveis;,
- Experiência mínima de 1 (Um) ano em análise e gestão de créditos a clientes;
- Atendimento telefónico de todas as chamadas do Banco e reencaminhar aos destinatários;,
- Recepcionar e distribuir os jornais, revistas e outras. - Capacidade de Negociação, atendimento ao cliente, Assertividade ao nível da comunicação, iniciativa
Critérios essenciais: e Autonomia.
- Conhecimento de Informática na óptica do utilizador (Word,Excel e PowerPoint); Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 10 dias (dez dias), a contar
- Conhecimento sólidos de técnicas de comunicação (escrita e oral) e Elaboração de relatórios; da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email):
- Conhecimento dos pressupostos e drivers da análise de projectos de investimentos; recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos:
- Noções de Macroeconomia e Métodos de Análise Estatística; e 1. Curriculum Vitae;
-Domínio de Excel e PowerPoint; 2. Cópia do Bilhete de Identidade;
, Noções/conhecimentos da legislação comercial e da constituição das sociedades 3. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais;
- Conhecimento da estrutura documental de uma candidatura/projecto; 4. Referências profissionais; e
- Conhecimento de “práticas administrativas”, incluindo organização e arquivo de documentosTécnicas 5. Cópias do Bilhete de Identidade.
de gestão e de documentação de arquivo.
-Capacidade de trabalhar sob pressão, organizado e metódico.
2 (dois) Técnicos (as) de Operações com o Estrangeiro
Critérios desejáveis:
- Nacionalidade Angolana;
- 12.ª Classe mais e formação complementar; Perfil do (a) Candidato (a)
- Idade 18 a 35, 25 - 40 Anos; Responsabilidades principais:
- Experiência superior a 1 (Um) ano.; - Gestão cambial e das disponibilidades em moeda estrangeira, destinadas à importação de bens re-
- Proactivo (a), espírito de equipa, em sem restrições de disponibilidade dentro do horário de trabalho; lacionados aos créditos clientes;
- Conhecimentos de técnicas de comunicação escrita, arquivo dos diferentes tipos de documentos; - Gestão de créditos documentários, processando todas as operações relacionadas com a abertura,
- Conhecimentos gerais de organização administrativa, e muito bons conhecimentos de técnica de co- notificação, confirmação e o pagamento;
municação (escrita e oral). - Proceder à remessa/cobrança documentárias de importação ou exportação;
- Capacidade de Negociação, atendimento ao cliente, Assertividade ao nível da comunicação, iniciativa - Gestão de relações internacionais com correspondentes, sendo o foco principal a manutenção e
e Autonomia. coordenação das ligações com parceiros internacionais da Instituição, facultando os mecanismos ne-
Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 15 10 dias (quinze dez cessários para que um cliente concretize um negócio internacional; e
dias), a contar da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email) - Realizar as reconciliações necessárias das operações de pagamento e recebimentos relativos às
recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos: operações de crédito documentário.
1. Curriculum Vitae; Critérios essenciais:
2. Cópia do Bilhete de Identidade; - Conhecimentos de Operações back to back, commodities, tradefinance e cartas de créditos;
3. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; - Noções profundas de cartas de créditos de importação e exportação;
4. Referências profissionais; - Noções profundas de termos comerciais internacionais-incoterms;
5. Cópias do Bilhete de Identidade. - Conhecimento sobre garantias de créditos;
- Capacidade de análise de risco de crédito das operações documentárias;
2 (dois) Gestores de Investimentos - Conhecimento de Office (Excel,Powerpoint, Word);
- Domínio de língua inglesa; e
Perfil dos (as) Candidatos (as) - Boa capacidade de comunicação e de relacionamento interpessoal.
Responsabilidades principais: - Pró-activo (a); e
Gerir a carteira de Projectos da Instituição Banco até a sua aprovação; Avaliar documentos e planos - Espírito de equipa.
de negócios; Acompanhar a evolução das operações, assim como, os nichos de mercado, sectores Critérios desejáveis:
económicos para melhor selecção de propostas e constituição da carteira de projectos; Preparar e - Nacionalidade Angolana;
apresentar projectos em Subcomité de Crédito. - Licenciatura em Economia /Contabilidade/Finanças; e
Critérios essenciais:
- Idade: 24 a 35 anos.
-Conhecimento dos pressupostos e drives da análise de Projectos de investimentos;
- Conhecimento sólidos de técnicas de comunicação (escrita e oral); Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 15 (quinze) dias, a contar
- Elaboração de relatórios; da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email)
- Noções de Macroeconomia e Métodos de Análise Estatística; recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos:
-Domínio do Excel e Powerpoint; 1. Curriculum Vitae; Cópia do Bilhete de Identidade;
-Noções/conhecimentos da legislação comercial e da constituição das sociedades; 2. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; e Referências profissionais.
- Conhecimentos da estrutura documental de uma candidatura/projecto;
(Continua na pág. 21)
Segunda-feira
15 de Julho de 2019 21
PUBLICIDADE

RECRUTAMENTO
1 (um) (a) Técnico (a) de Controlo Cambial e Sala de Mercados dos cronogramas de execução física e financeira e/ou aferir o grau operacional e capacidade produtiva
dos projectos financiados pela Instituição; e
Perfil do (a) Candidato (a) - Participar na coordenação e realização oportuna de acções de fiscalização independente e sua exe-
Responsabilidades principais: cução conforme demandadas pelas áreas de negócio da Instituição.
- Fazer cumprir de forma rigorosa a legislação e regulamentação cambial em vigor, considerando tam-
bém o objectivo global do controlo cambial no contexto económico; Critérios essenciais:
-Registar e reportar as operações cambiais ao BNA;
- Conhecimento sobre a gestão técnica de unidades de produção animal, precisamente em, gestão
-Comunicar eficiente com o BNA para assuntos cambiais;
-Acompanhar toda a regulamentação publicada pelo BNA sobre operações cambiais; de pastos, nutrição animal, avaliação de propostas técnicas e económicas de projectos pecuários;
-Controlar adequadamente o cumprimento da legislação e regulamentação e a sua actualização - Capacidade de avaliar e executar projectos de produção animal, particularmente na bovinicultura,
quando necessário; avicultura, capriniciltura,ovinincultura,suinicultura e piscicultura;
-Garantir a legitimidade e correcta constituição de todos os processos de pedido de licenciamento ou - Conhecimento das principais espécies animais e respectivos indicadores zootécnicos;
registo de operações e o seu envio atempado ao BNA; - Domínio sobre sistemas de produção mistos Agro-pecuárias e processos primários de processa-
-Executar correcta e atempadamente as operações cambiais, bem como o seu registo contabilístico mento, industrialização, armazenamento, distribuição e comercialização de produtos de origem animal
e nos sistemas de reporte do BNA; e seus derivados;
-Verificar o enquadramento das operações cambiais no negócio do cliente (pessoa colectiva), consi-
- Capacidade em trabalhar sob pressão; e Capacidade de coordenação de actividades conjuntas com
derando a sua natureza, dimensão e situação financeira entre outros factores, e nos casos de clientes
particulares, o enquadramento das suas circunstancias e capacidade financeira, no âmbito do processo diferentes áreas funcionais.
de monotorização de transacções previsto na Lei n.º 34/11, de 12 de dezembro, Lei do Combate ao Critérios desejáveis:
Branqueamento de Capitais e Financiamento ao Terrorismo. - Nacionalidade Angolana;
Critérios essenciais: - Licenciatura em Engenharia Zootécnica; e
-Conhecimentos da Língua Inglesa - Experiência mínima de 5 anos.
-Domínio de Excel, MS Word e PowerPoint
-Domínio da plataforma SINOC Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 10 dias (dez dias), a contar
-Capacidade de interpretar regulamentos e leis que se aplicam ao negócio e fornecer informações ao da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email)
regulador
recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos:
-Competência para identificação de risco, tais como: vulnerabilidades, garantias, consequências e a
probabilidade de ameaças se materializarem 1. Curriculum Vitae;Cópia do Bilhete de Identidade;
-Experiência comprovada em leilão de divisas 2. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; e Referências profissionais.
-Capacidade de avaliação da eficácia da Gestão de Risco
-Competências na governança de processos 1 (um) Técnico de Acompanhamento e Fiscalização de Projectos (Eng.Florestal)
Critérios desejáveis:
- Nacionalidade Angolana; Perfil do (a) Candidato (a)
- Licenciatura em Economia /Contabilidade/Finanças; Responsabilidades principais:
- Idade: 27 a 35 anos;
- Certificar a existência das condições necessárias para o início da implementação dos projectos fi-
- Proactivo (a);
-Espirito de equipa, e sem restrições de disponibilidade dentro do horário de trabalho; e nanciados e consequente execução dos desembolsos;
- Experiência mínima de 3 (três) anos. - Fazer o acompanhamento e fiscalizar a implementação dos projectos financiados pelo Banco, asse-
gurando as visitas regulares e emissão de respectivos relatórios;
Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 10 dias (dez dias), a contar - Determinar o grau de implementação dos projectos inseridos no sector da indústria madeireira (corte,
da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email) processamento de touros e produção da madeira e seus derivados), extracção e utilização comercial
recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos: dos recursos naturais da floresta, apicultura, produção da madeira melhorada e carvão vegetal, em
1. Curriculum Vitae;Cópia do Bilhete de identidade; função dos cronogramas de execução física e financeira e/ou aferir o grau operacional e capacidades
2. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais;e Referências profissionais. produtiva dos projectos financiados pela Instituição; e
- Participar na coordenação e realização oportuna de acções de fiscalização independente e sua exe-
1 (Um) Especialista Sectorial - Engenheiro Industrial e/ou mecânico
cução demandadas pelas áreas de negócio da Instituição.
Perfil dos (as) Candidato (as) Critérios essenciais:
Responsabilidades principais: - Conhecimento das políticas angolanas de exploração florestal e produtos derivados;
- Reunir informação e dados relevantes a análise da avaliação técnica dos projectos; - Conhecimento sobre gestão e manutenção das florestas e recursos florestais;
- Elaborar os pareceres técnicos dos projectos de financiamento do Banco; - Capacidade de prover métodos para o desenvolvimento sustentável da produção rural e do meio
- Auxiliar as demais áreas de negócio do Banco na elaborar de parecer técnico relativamente aos pro- ambiente;
jectos sob seu acompanhamento; - Conhecimento em engenharia florestal, que visa à exploração e prevenção e controlo de situações que
- Fazer o acompanhamento dos projectos e monitorização dos projectos, elaborando relatórios que
representem perigo para as florestas, através do manejo de áreas florestais e produtos derivados; e
permitam tomadas de decisões, seja sobre os desembolsos, seja sobre a necessidade de reestrutu-
ração da componente técnica do projecto; - Capacidade em trabalhar sob pressão; e Capacidade de coordenação de actividades conjuntas com
- Identificar e propor a contratação de entidades consultoras para o efeito de assistência na avaliação diferentes áreas funcionais.
técnica dos projectos financiados e a serem financiados.; Critérios desejáveis:
- Identificar necessidades de assistência técnica aos projectos financiados e promover a sua contra- - Nacionalidade Angolana;
tação. - Licenciatura em Engenharia Florestal/Silvícola; e
Critérios essenciais: - Experiência profissional de no mínimo 5 anos.
- Experiência profissional de no mínimo 2 anos, preferencialmente, Conhecimentos de Estruturas Civis
e de Mecanização em Estruturas Civis e, Mecanização;
- Domínio da língua inglesa; Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 10 dias (dez dias), a contar
- Proactivo da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email)
- Capacidade em trabalhar sob pressão e em equipa recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos:
- Experiência e conhecimento sólidos de direito comercial, bancário, administrativo e cível; 1. Curriculum Vitae; Cópia do Bilhete de identidade;
- Experiência em direito fiscal e económico; 2. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; e
- Experiência e conhecimentos sólidos da regulamentação aplicável ao sistema financeiro Angolano; 3. Referências profissionais.
- Experiência e conhecimento sólidos das normas referentes ao combate ao branqueamento de capi-
tais financiamento do terrorismo;
- Experiência com contencioso. 1 (Um) Assistente Administrativo (a)
Critérios desejáveis:
- Nacionalidade Angolana; Perfil do (a) Candidato (a)
- Licenciatura Licenciatura em Engenharia Industrial, Engenharia Mecânica, ou outra formação equi- Responsabilidades principais:
valente; . - Recepção e registo de documentos remetidos pelas áreas da Instituição;
- Idade: 25- 40 anos; - Gestão da agenda de trabalhos da área;
- Experiência profissional de no mínimo 3 anos preferencialmente. - Recolha dos documentos despachados pela Directora, registo em pasta específica dos técnicos en-
- Espírito de iniciativa, capacidade de organização e planeamento
- Disponibilidade imediata; carregues de cada processo;
- Pró-actividade; - Expedir os documentos da área;
- Ter espírito de trabalho em equipa e saber trabalhar sobre pressão; - Tratar do arquivo com auxílio dos demais técnicos;
- Não ter restrições de disponibilidade dentro do horário de trabalho; - Cuidar da logística da área; e
- Domínio da língua inglesa - Elaborar correios internos que capeiam a remessa dos documentos.
Critérios essenciais:
Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 15-10 dias (quinze- dez-
- Conhecimento gerais em direito das obrigações, comercial, civil e administrativo;
dias), a contar da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email)
recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos: - Conhecimento de tecnologias de informação na óptica do utilizador;
1. Curriculum Vitae; Cópia do Bilhete de Identidade; - Conhecimento de Secretariado/e ou gestão documental;
2. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; e Referências profissionais - Espírito de iniciativa, capacidade de organização e planeamento; e
- Elevado sentido de responsabilidade.
1 (um) Técnico de Acompanhamento e Fiscalização de Projectos (Eng.º Zootécnico) Critérios desejáveis:
Perfil do (a) Candidato (a) - Nacionalidade Angolana;
Responsabilidades principais: - Ensino Médio concluído, preferencialmente em Ciências Sociais e/ ou frequência universitária; e
- Certificar a existência das condições necessárias para o início da implementação dos projectos fi- - Idade: 20-25.
nanciados e consequentemente a execução dos desembolsos; Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 10 (dez) dias, a contar da
- Fazer o acompanhamento e fiscalizar a implementação dos projectos financiados pela Instituição, data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email)
assegurando as visitas regulares e emissão de respectivos relatórios;
recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos:
- Determinar o grau de implementação dos projectos inseridos nas fileiras de produção de carne, leite,
1. Curriculum Vitae; Cópia do Bilhete de Identidade;
ovos, outros produtos derivados da actividade de exploração animal, infra-estruturação de unidades
2. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; e Referências profissionais.
de produção agro-pecuária, processamento e industrialização de produtos agro-pecuários, em função
(Continua na pág. 22)
22 Segunda-feira
15 de Julho de 2019

PUBLICIDADE

RECRUTAMENTO
1 (um) Jurista Sénior - Fluência em língua inglesa;
- Elevado sentido de responsabilidade.
Perfil do (a) Candidato (a)
Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 10 dias (dez dias), a contar
Responsabilidades principais: da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email):
- Prestar assessoria jurídica aos diversos órgãos da Instituição; recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos:
- Prestar apoio jurídico às unidades orgânicas da Instituição na recuperação de crédito; 1. Curriculum Vitae; Cópia do Bilhete de Identidade;
- Prestar esclarecimento às várias áreas da Instituição sobre os requisitos legais necessários para a 2. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; e Referências profissionais
concretização das operações;
- Colaborar com as unidades orgânicas da Instituição, para assegurar a realização de garantias reias, Técnico de Acompanhamento e Fiscalização de Projectos (Geólogo)
sobre os processos de financiamento concebidas;
- Elaborar contratos financiamentos, esclarecendo sobre possíveis dúvidas quando à sua aplicação; Perfil do (a) Candidato (a)
- Preparar contratos, distratos, aditamentos, e outros instrumentos de natureza jurídico legal, assegu- Responsabilidades principais:
rando a guarda dos mesmos; - Certificar a existência das condições necessárias para o início da implementação dos projectos fi-
- Examinar documentos sob o aspecto legal, incluindo interpretação e aplicação de leis, decretos e nanciados e consequente execução dos desembolsos;
outros instrumentos normativos, emanado pareceres sobre os mesmos; - Fazer o acompanhamento e fiscalizar a implementação dos projectos financiados pela Instituição,
- Coordenar a elaboração de renovação de procurações, bem como promover o seu registo notarial; assegurando as visitas regulares e emissão dos respectivos relatórios;
- Organizar e manter o acervo de legislação e normas às quais a Instituição esteja subordinado; - Determinar o grau de implementação dos projectos vocacionados para actividades de infra-estrutu-
- Coordenar o processo de elaboração e renovação de procurações, bem como o seu registo em no- ração de unidade de produção, processamento e transformação de rochas ornamentais, extracção e
tário e manutenção de arquivos de translados. exploração de inertes, e a produção de outros minerais não metálicos (tijolos e telhas), em função dos
- Representar se mandado para tal, os interesses da Instituição por meio de acções em Juízo ou fora dele; cronogramas de execução física e financeira e/ou aferir o grau operacional e capacidade produtiva
- Recomendar procedimentos internos com objectivos preventivos; dos projectos financiados pelo Banco;
- Finalizar o andamento dos processos judiciais a cargo de advogados constituídos, bem como o cum- - Participar na coordenação e realização oportuna de acções de fiscalização independente e sua exe-
primento de contratos que tenham firmado com a Instituição; cução conforme demandadas pelas áreas de negócio do Banco.
- Acompanhar processo de natureza comercial, cível, financeira, fiscal, laboral e outros relacionados
com as actividades da Instituição; Critérios essenciais:
- Fiscalizar o andamento de processos judiciais que envolvem da Instituição a cargo de advogados - Conhecimento das políticas nacionais sobre os recursos minerais;
constituídos. - Conhecimentos de cartografia geológica;
- Domínio dos sistemas de informação geográfica;
Critérios essenciais: - Capacidade de fazer o levantamento hidrogeológico e geofísico;
- Experiência profissional de no mínimo 5 anos preferencialmente em instituição financeira; - Conhecimentos de análise de solos/ argilas para produtos cerâmicos, extracção e exploração de ro-
- Experiência e conhecimento sólidos de direito comercial bancário e administrativo e cível; chas ornamentais e inertes;
- Experiência em direito fiscal e económico; - Conhecimentos de prospecção de recursos minerais e produção industrial;
- Experiência e conhecimentos sólidos da regulamentação aplicável ao sistema financeiro Angolano; - Fortes competências pessoais e de comunicação;
- Experiência e conhecimento sólidos das normas referentes ao combate ao branqueamento de capi- - Capacidade em trabalhar sob pressão.
tais financiamento do terrorismo; Critérios desejáveis:
- Experiência com contencioso. - Nacionalidade Angolana;
- Mínimo de 5 anos de experiência profissional comprovada;
Critérios desejáveis: - Licenciatura em Engenharia Geológica.
- Nacionalidade Angolana; Os interessados devem remeter as suas candidaturas no prazo máximo de 10 dias (dez dias), a contar
- Licenciatura em Direito; da data da primeira divulgação, para o endereço de correio electrónico (email):
- Detentor (a) de Cédula definitiva de advogados; recrutamento.extensivo@gmail.com, juntando os seguintes documentos:
- Idade: 25-35; 1. Curriculum Vitae; Cópia do Bilhete de Identidade;
- Espírito de iniciativa, capacidade de organização e planeamento; 2. Cópia de certificados das qualificações académicas e profissionais; Referências profissionais.
(500.872)

CONCURSO PÚBLICO
CONTRATAÇÃO PARA SERVIÇOS DE LIMPEZA, JARDINAGEM E DESINFESTAÇÃO ÀS OPERAÇÕES FS e FST

A SOMOIL - Sociedade Petrolífera Angolana, S.A., na qualidade de Operadora das Associações FS e FST, localizada na Zona Terrestre da
Bacia do Congo, Município do Soyo, Província do Zaire, vem, por este meio, anunciar a sua intenção de realizar um concurso público para prestação
de Serviços de Limpeza, Jardinagem e Desinfestação às Operações FS e FST.

As empresas interessadas em participar no concurso acima epigrafado, deverão pronunciar-se dentro de um prazo de 5 dias úteis a contar desde a
data de publicação do presente anúncio, enviando um e-mail para o endereço electrónico citado abaixo, fazendo menção da referência do concurso
na qual pretende participar e seguir as instruções posteriormente recebidas.

O endereço electrónico na qual deve enviar a sua candidatura é o seguinte: concursos@somoil.co.ao, indicando a referência SML/FS-FST/CP-03/2019.

O e-mail deverá conter os seguintes requisitos mínimos:


• Nome da Empresa;
• Objecto Social;
• Endereço postal (incluindo NIF);
• Carta de apresentação da Empresa com descrição da equipe de trabalho e equipamentos (força de trabalho, software, patentes, etc);
• Evidência de 8 anos de experiência no Sector Petrolífero;
• Evidência com descrição detalhada dos 2 últimos contratos executados em Angola ao longo dos Últimos 5 anos;
• E-mail e contacto telefónico da Empresa e da pessoa a ser contactada.

Sede (Provisória): Rua Eduardo Mondlane n.º 5 - Distrito Urbano da Ingombota - Luanda – Angola - Contribuinte nº 5401080840
Telef: +226 430 772 / 3 / 4 / 5 / 6 e 9 Fax: +226 430 785 C.P.: 1945 E-mail: somoil@somoil.co.ao
Mod.sml nº 1 12/06/15
(500.858b)
REGIÕES Segunda-feira
15 de Julho de 2019 23
ALTA DE PREÇOS DOS PRODUTOS BÁSICOS EMBARAÇA CONSUMIDORES NO UÍGE HUAMBO
EDIÇÕES NOVEMBRO

Mulheres aprendem
a descobrir aptidões
Adolfo Mundombe / Huambo O administrador muni-
c i p a l d o Hu a m b o , J o ã o
O Gabinete da Acção Social, Figueiredo, disse que este
Fa m í l i a e Ig u a l d a d e d o programa de formação vai
Género do Huambo, em par- contribuir para o empode-
ceria com a Organização ramento das mulheres de
Não Governamental Visão forma a torná-las cada vez
Mundial, prevê capacitar mais activas na criação de
nos 11 municípios da pro- pequenos negócios.
víncia, em mais de 300 líde- As acções de capacitação
res, com vista a identificar de mulheres têm também
as aptidões das mulheres como propósito, de acordo
empreendedoras nas zonas explicação da representante
urbanas e rurais. da Visão Mundial, equipar,
A representante da Visão mobilizar e orientar as comu-
Mundial em Angola, Glória nidades, para que sejam
Miti, disse que participam, autosuficiente.
n a a c ç ã o f o r m a t iva 6 0 “O propósito é tornar as
mulheres dos mais vários mulheres das comunidades
estratos sociais. rurais agentes da mudança
Supermercados alteram deliberademente os preços dos produtos essenciais sem a anuência da entidade competente “Elas vão apreender como e impulsionadoras da trans-
identificar as aptidões de formação socioeconómica e
cada membro da família, cultural”, disse Glória Miti.

Governador chama à razão


concretamente o que as pes- SANTOS PEDRO | EDIÇÕES NOVEMBRO
s oa s p o d e m fa ze r pa ra
desenvolverem pequenos
negócios, mesmo com pou-
cos recursos”, disse.

comerciantes especuladores
Glória Miti, que também
é formadora, sublinhou que,
em primeiro lugar, é neces-
sário identificar as habilida-
des das pessoas, pois muitas
Os preços dos produtos que constituem a cesta básica na província do Uíge têm dom que elas próprias
subiram substancialmente, criando assim enormes embaraços aos habitantes locais não conseguem identificar,
razão pela qual foi criado este
programa para ajudar às
Nicodemos Paulo | Uíge para fiscalizarem as activi- juvenil, que se verificam na do Ministério do Interior no mulheres das comunidades,
dades dos agentes económi- província. “O narcotráfico, Uíge com ferramentas téc- para que elas possam mudar
O governador provincial do cos, com vista a impedir a as redes que apoiam a migra- nicas, capazes de facilita- de vida, tirando partido das Centenas de mulheres
Uíge recordou aos agentes especulação de preços dos ção ilegal e outros círculos rem a interacção com o suas potencialidades. participam na formação
económicos locais que a fixa- produtos da cesta básica. de crimes organizados, cons- público”, frisou.
ção de preços dos produtos “Muitos agentes comer- tituem verdadeiros factores Pinda Simão disse que a
deve obedecer a critérios ciantes aproveitam-se da de desestabilização social Polícia deve fazer por res- CALUSSINGA-BIÉ
básicos pré-estabelecidos actual conjuntura para fixar na província”, afirmou, para gatar a confiança das popu-
pelo Governo, que são de pre ço s do s pro dutos da acrescentar:“Temos de incre- lações. “A Polícia tem de
cumprimento obrigatório,
e quem desobedece estes
critérios incorre em multas
cesta básica como os convir.
Esta atitude, que constitui
crime, penaliza o pacato
mentar mais acções de fis-
calização para travar estes
criminosos”.
criar vínculos de confiança
com os diferentes estratos
sociais”, frisou.
Novo grupo gerador
ou privação dos seus alva-
rás comerciais.
Pinda Simão proferiu estas
cidadão”, frisou.
“Todos os dias”, prosse-
guiu, “chegam-nos relatos
Canais de denúncia
O governador Pinda Simão
O delegado provincial do
Interior e Comandante Pro-
vincial da Polícia, comissário
reforça rede eléctrica
palavras em face da alta de de populares que foram defendeu a abertura de Leitão Ribeiro, assegurou José Chaves | Calussinga a circunscrição passa a con-
preços dos produtos da cesta ludibriados por empresários linhas telefónicas nos pique- que os órgãos policiais vão sumir uma potência de 300
básica, que está a ser prati- desleais, movidos pela ânsia tes dos comandos policiais incrementar as acções nas A rede eléctrica na comuna KVA, acrescentado que está a
cado por comerciantes na do lucro fácil. São pessoas e no serviço de Investigação zonas fronteiriças, com vista de Calussinga, município do ser recuperado um outro grupo
província, sobretudo os que que agem sem meias medi- Criminal, para atender às a garantir a inviolabilidade Andulo, Bié, foi reforçada gerador de 80 KVA.
estão localizados nas loca- das para encherem os bol- denúncias diversas. da fronteira. com a entrada em funcio- Por sua vez, o governador
lidades mais povoadas. sos, aproveitando-se da “Constantemente cida- Leitão Ribeiro disse que namento de um novo gerador da província do Bié, Pereira
O governante, que falava desinformação de alguns dãos agastados denunciam a corporação na província de 300 KVA, entregue pelo Alfredo, apelou às popula-
durante o acto de abertura do cidadãos”. comportamentos desonestos do Uíge vai igualmente sen- governador Pereira Alfredo. ções da sede comunal de
Conselho Consultivo da Dele- Além das infracções eco- de alguns operadores eco- sibilizar automobilistas para O novo grupo gerador, Calussinga a conservarem
gação Provincial do Ministério nómicas, Pinda Simão mani- nómicos, sobretudo, no que a diminuição da sinistrali- segundo o director do Gabi- os meios e a denunciar todas
do Interior, apelou ao Serviço festou, preocupação com os toca à especulação de preços. dade rodoviária na província, nete Técnico e Infra-estru- as tentativas de vandalização,
de Investigação Criminal (SIC) casos de narcotráfico, migra- Para contrapor esta situação, que nos últimos tempos tem turas, Abel Guerra, está particularmente, dos cabos
e outras estruturas policiais, ção ilegal e a delinquência devemos potenciar os órgãos registado muitos casos. abastecer 50 postes de ilu- eléctricos, como acontece
minação públicos e 230 liga- um pouco por todo o país.
ções domiciliares, das 500 A comuna de Calussinga
COMPANHIA FERROVIÁRIA QUER ATINGIR OS DOIS MILHÕES POR ANO previstas até Dezembro do dista a 75 quilómetros da
ano em curso. sede municipal e tem mais
A a d m i n i s t ra d o ra d a de 80 mil habitantes, maio-
comuna da Calussinga, Elisa ritariamente, camponeses

CFB prevê aumento de passageiros da Graça, disse que doravante e caçadores.


EDIÇÕES NOVEMBRO

O Caminho-de-Ferro de nalto Central ao Moxico, Leste mediante o reforço da frota o presidente do Conselho de
Benguela (CFB) espera trans- do país, isto é, Huambo/Luena do CFB, com a aquisição de Administração do CFB.
portar, em breve, dois milhões e Luena/Luau, na fronteira novas locomotivas , no qua- Luís Teixeira acredita que
de passageiros por ano, com com a República Democrática dro da s parceria s q ue a é um processo que “tarde
maior incidência nas rotas do Congo. empresa está a estudar. ou cedo” vai acontecer,
do Planalto Central (Huambo O responsável afirmou devendo a empresa prepa-
e Bié) e do Moxico, no interior que o CFB está a ter um papel Retomada do tráfego rar-se para isso.
do país, segundo o presidente importante para a circulação internacional Durante o ano passado, ao
do Conselho de Administra- da população do interior do A retomada do tráfego inter- que a Angop apurou, circu-
ção da empresa, Luís Teixeira, país, lembrando que só em nacional de passageiros, laram mais de dois mil com-
informou ontem a Angop. 2018 foram transportados embora faça parte das pers- boios de passageiros do
Falando a jornalistas sobre mais de um milhão e 200 pectivas da empresa, ainda Caminho-de-Ferro de Ben-
os projectos para a revitalização mil passageiros. é um assunto que está em guela(CFB),na variante
do CFB, Luís Teixeira disse ser De acordo com o interlo- estudo por parte das estruturas Lobito/Benguela, Lobito/
prioridade o aumento de cutor, o aumento do número afins, porque implica questões Huambo, Huambo/Cuito e
número de passageiros do Pla- de passageiros far-se-á migratórias, como fez saber Cuito/Luena. Novos geradores dão mais vida à localidade de Calussinga
24 Segunda-feira
15 de Julho de 2019

PUBLICIDADE

República de Angola
MINISTÉRIO DO INTERIOR
POLÍCIA NACIONAL
DIRECÇÃO NACIONAL DE VIAÇÃO E TRÂNSITO
GABINETE DO DIRECTOR

EDITAL N.º 001/2019


Por ter sido declarado aberto o Concurso Público para abaixo mencionadas, as concessionárias corresponden- Viação e Trânsito;
acesso ao exercício da actividade de construção e explo- tes a estas circunscrições, devem no mínimo possuir um
ração dos Centros de Inspecções periódicas de veículos (01) Centro de Inspecção Móvel: e) Divulgação provisória do resultado do concurso;
automóveis e seus reboques, ao abrigo do Despacho do
Ministro do Interior n.º 5338/18, de 24 de Outubro, - Lunda Norte, Lunda Sul, Malanje, Bié, Moxico, f) Apresentação das reclamações;
publicado no Diário da República, II Série n.º 171, nos ter- Cuanza Sul, Cuanza Norte, Uíge, Zaire, Namibe, Cu-
mos conjugados dos artigos 3.º e 10.º do Decreto Presi- nene e Cuando Cubango. g) Divulgação do resultado final do concurso;
dencial 167/10, de 03 de Agosto, comunica-se a todas as
Entidades interessadas que, o processo de apresentação Para as restantes províncias, a obtenção de Centros Mó- h) Assinatura do Contrato de Concessão.
das candidaturas ao concurso público, terá duração de veis pelos concorrentes, é facultativa em função das suas
90 dias, a contar da data da publicação do presente Edi- necessidades. 10- PRAZOS E FORMALIDADES PARA APRESENTAÇÃO
tal, obedecendo os seguintes requisitos: DA CANDIDATURA:
4- TIPICIDADE DOS CENTROS
1- MODELO DE REQUERIMENTO PARA CANDIDATURA Os concorrentes dispõem de um prazo de 90 (noventa)
a) Centro do tipo “A”, com o mínimo de cinco (05) linhas de dias, a partir da data da publicação do anúncio do Con-
AO inspecções, sendo obrigatoriamente duas (02) para pesados. curso Público, para apresentação das suas candidaturas.
SENHOR DIRECTOR NACIONAL
DE VIAÇÃO E TRÂNSITO b) Centro do tipo “B”, com três (03) linhas de inspecções, 11- CONDIÇÕES DE ACESSO AO CADERNO DE
sendo obrigatoriamente uma (01) para pesados. ENCARGOS:
LUANDA
5- DELIMITAÇÃO DE ÁREA DE LOCALIZAÇÃO Todos os candidatos ao concurso público deverão adquirir
ASSUNTO: APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AO a título oneroso o Caderno de Encargos, onde constam
CONCURSO PÚBLICO PARA ACESSO À ACTIVIDADE Os centros de inspecções não deverão situar-se num raio todas as condições de acesso, relativas aos locais de
DE CONSTRUÇÃO E EXPLORAÇÃO DE CENTRO DE de 2Km com relação aos outros. aquisição do Caderno de Encargos, entrega das candi-
INSPECÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS. daturas, prazos e requisitos a observar, junto dos Servi-
6- RESTRIÇÕES A OBSERVAR ços de Viação e Trânsito.
A Sociedade Comercial xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, com
sede em xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, pos- a) Não exercer qualquer outro tipo de actividade comercial; 12- ESCLARECIMENTOS:
sui um capital social de Kz: 10.000.000.00, constituída or-
ganicamente por: (quotas ou por acções), Contribuinte b) Não fixar painéis publicitários fora do âmbito da activi- Os pedidos de esclarecimentos respeitantes ao concurso
número xxxxxxxxxxxxxxxx, Telefone xxxxxxxxxxxxx, Fax dade de inspecção; público, devem ser dirigidos ao Director Nacional de Via-
xxxxxxxxxxxxxxx, Email xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, ção e Trânsito, dentro do primeiro terço do prazo fixado
tendo tomado conhecimento da abertura do concurso pú- c) A empresa concorrente deve ter como objecto social para entrega das candidaturas.
blico através do Despacho n.º 5338/18, de 24 de Outubro, único, actividade de inspecção de veículos (al. a) do artº 8.º).
do Ministro do Interior, publicado no Diário da República, 13- CRITÉRIOS DE SELECÇÃO:
II Serie, n.º 171, e pretendendo candidatar-se ao acesso d) Os sócios das empresas concorrentes não podem
do exercício da actividade de construção e exploração de estar ligados ao comércio de veículos, material e respec- São aprovadas as candidatas que melhor obedecerem os
centro de inspecção de veículos automóveis. tivos acessórios. critérios estabelecidos nos termos conjugados do n.º 1 do
artigo 5.º e do n.º 1 do artigo 17.º, ambos do Decreto Pre-
Vem solicitar ao Exmo. Senhor Director Nacional de Via- 7- REQUISITOS A OBSERVAR sidencial n.º 167/10, de 03 de Agosto, nomeadamente:
ção e Trânsito, se digne autorizar a participar no concurso
público acima referenciado, nos termos definidos pelo De- a) O centro deve situar-se numa área de fácil acesso; a) Idoneidade;
creto Presidencial n.º 167/10, de 03 Agosto. b) Capacidade técnica;
b) A localização do centro não deve distar a mais de 100m c) Capacidade económica e financeira.
Pelo que aguarda deferimento. da via principal;
14- FUNDAMENTOS DE EXCLUSÃO:
LUANDA, AOS XX DE XXXXXXXX DE XXXX c) O terreno deverá estar delimitado por muro ou qualquer
outra vedação; São excluídas todas as candidaturas que:
A ENTIDADE SOLICITANTE
(Assinatura reconhecida pelo notário)
d) A entrada e saída do centro devem estar sinalizadas; a) Não procederem à entrega dentro do prazo e local
afixado;
2- OBJECTO DO CONCURSO
8- O CENTRO DEVE DISPOR AINDA DE:
b) Não fizerem a entrega de toda a documentação refe-
O concurso público tem como objecto, ao acesso do exer-
a) Filas de espera; rente ao concurso, dentro de um envelope fechado e la-
cício da actividade de construção e exploração dos Cen-
crado, do qual deve constar a referência ao despacho que
tros de Inspecções periódicas de veículos automóveis e
b) Lugares de estacionamento para veículos a inspeccionar; autoriza a abertura do concurso;
seus reboques.
c) Lugares de estacionamento para veículos de visitantes c) Sendo a candidatura enviada pelo correio, o envelope
3- NÚMERO DE CENTROS DE INSPECÇÕES
e trabalhadores. referido na alínea anterior, deve ser encerrado num outro,
do qual deve constar somente o nome e a morada da
a) Centros Fixos – 58:
9- O PROGRAMA DO CONCURSO É COMPOSTO concorrente e a sede da DNVT.
• Luanda --------------------------------------------------- 15
PELAS SEGUINTES ETAPAS:
• Benguela ------------------------------------------------ 05
DIRECÇÃO NACIONAL DE VIAÇÃO E TRÂNSITO/PN,
• Huambo ------------------------------------------------- 05
a) Publicação do anúncio em Diário da República ou em em Luanda, aos 14/05/2019.
• Huíla ------------------------------------------------------ 05
jornal de expansão nacional;
As Províncias não referenciadas acima, estarão contem- O DIRECTOR NACIONAL;
pladas apenas com dois (02) centros de inspecções. b) Aquisição do Caderno de encargos do Concurso Público;
ELIAS DUMBO LIVULO
b) Centros Móveis c) Apresentação de propostas;
Face à dimensão da extensão territorial das províncias **COMISSÁRIO**
d) Análise das propostas pela Direcção Nacional de (6.742)
Segunda-feira
15 de Julho de 2019 25
PUBLICIDADE

(9347a)

ABANDONO DE TRABALHO SADC Secretariado de Eliminação 8


Vaga: Ponto Focal da E8 - Angola
Antecedentes
A Direcção dos Recursos Humanos da Comatel Infraestrutura, Limitada comu- A Eliminação 8 é uma iniciativa ministerial da SADC, concebida como uma plataforma de colaboração regional para
a eliminação da malária dentro da região da SADC. Os oito países que compõem a E8 são Angola, Botswana, Es-
nica ao trabalhador abaixo mencionado, que será declarado culpado na situação watini, Moçambique, Namíbia, África do Sul, Zâmbia e Zimbabwe. Esses países estão altamente interligados pelo
movimento populacional, bem como pela ecologia compartilhada da malária, tornando impossível para um país eli-
de Abandono de Trabalho, conforme alínea c) do nº. 2 do artigo 229.º da Lei minar a malária sem a colaboração de seus vizinhos. Os Ministros da Saúde desses oito países, comprometeram-
se a desenvolver essa plataforma para planeamento e execução de actividades conjuntas. Alcançar a eliminação
Geral do Trabalho, se nos próximos cinco (5) dias úteis subsequentes a esta envolve o desenho e a execução meticulosa de sistemas avançados de vigilância de doenças e entomologia, o es-
comunicação não fizer prova das razões da ausência, bem como da impossibi- tabelecimento de capacidade para o diagnóstico de qualidade e o controle do movimento de parasitas através das
fronteiras porosas da região. Os Comités Ministeriais e Técnicos da E8 desenvolveram um plano estratégico de
lidade de cumprir a obrigação de informar e justificar a entidade empregadora, cinco anos para desenvolver programas inovadores que mudarão a região para aproximar a região de sua meta de
zero transmissão da malária até 2030.
de acordo com o artigo 144.º da LGT. Os Comités Ministeriais e Técnicos da E8 são apoiados por um Secretariado E8, que coordena a colaboração di-
plomática e programática entre os oito países. O Secretariado também é responsável por coordenar a execução do
- FILIPE DA COSTA SABINO Plano Estratégico, em parceria com o financiamento e os parceiros técnicos do E8.
O Secretariado E8 ganhou uma nova subvenção do Fundo Global para a Prevenção e Controlo Melhorado da Malária
na região que irá implementar de 1 de Abril a 1 de Setembro de 2021. As actividades direccionadas para Angola no
Luanda, aos 11 de Julho de 2019 âmbito do actual investimento incluem a expansão do serviço de saúde e gestão de casos comunitários, Pulverização
Intra-Residual Domiciliar (PID) e o reforço da vigilância nas áreas fronteiriças.
A Posição
OPonto Focal do País (CFP) - Angola é uma posição sénior, com o objectivo de impulsionar e apoiar o mandato da
Departamento dos Recursos Humanos E8 em Angola, de acordo com o Plano Estratégico da E8, e outros mandatos técnicos e estratégicos dados ao Se-
(9305)
cretariado da E8. O CFP será responsável por representar a missão da E8 com o governo e parceiros em Angola
para supervisionar e apoiar projectos implementados em Angola para garantir que os objetivos do programa sejam
atingidos de forma eficiente e eficaz garantindo que os objectivos do projecto sejam alcançados em consonância
com a Estratégia do País.
Este posto é sedeado em Luanda nos escritórios do Programa Nacional de Controlo da Malária com viagens regu-
lares aos terrenos nas províncias alvo (Cuando Cubango, Cunene e Namibe). O contratante reportará ao Coorde-
nador do Programa da Malária em Angola e ao Director Executivo da E8 durante a duração do seu contrato.
Qualificações:
• Mestrado em Saúde Pública ou Mestrado em Ciências com experiência profissional em saúde pública
• Mínimo de cinco anos de experiência em gestão de projectos, liderando e supervisionando a implementação de
CONCURSO PÚBLICO programas técnicos, incluindo três anos de projectos relacionados ao controlo e eliminação da malária
• Capacidade de aprender rapidamente no trabalho e de absorver e sintetizar uma ampla gama de informações.
• Experiência de trabalhar no sector de ONG/desenvolvimento em Angola é altamente preferida nomeadamente em
organizações da SADC.
Africare necessita comprar 1.400 pares de ténis com diversos números. Pelo • Registo de liderança eficaz em cargos de gestão sénior e capacidade de criar e apoiar uma cultura de promoção
que solicitamos aos fornecedores a concorrerem a este anúncio, enviando as de inclusão, aprendizagem e entrega de resultados.
• Capacidade demonstrada para liderar o desenvolvimento e monitoria da implementação dos planos de trabalho.
suas propostas com informações sobre os telefones disponíveis com um pé de • Capacidade demonstrada de analisar e apresentar informações de saúde pública de forma clara e concisa, tanto
oralmente quanto por escrito em Português e em Inglês.
amostra (devolveremos após avaliação). • Experiência em redacção de relatórios (em Inglês e Português), fazendo apresentações, realizando formações e
realizando trabalhos de campo quando necessário.
• Demonstração de liderança, versatilidade e integridade.
As propostas deverão ser entregues até 5 dias úteis após a divulgação deste • Habilidades avançadas em informática no Microsoft Office (World. Doc e Excel).
• Capacidade demonstrada de monitorar o desempenho em relação aos principais indicadores de desempenho.
anúncio para o seguinte endereço: • Julgamento sólido, fortes habilidades organizacionais e capacidade de trabalhar com flexibilidade em um ambiente.
orientado para a equipa e culturalmente diversificado.
• Fluência em Inglês e Português escrito e falado é absolutamente essencial.
Escritório da Africare em Luanda, situado na Rua Hélder Neto a # 44 - 46
COMO CONCORRER:
Maianga, ou ligar nos seguintes contactos telefónicos: 995369024 / 923304810, Por favor, envie uma versão electrónica do seu CV e Carta de Apresentação com a candidatura de emprego “Ponto
ou enviar para o correio electrónico : Focal da E8– Angola” na linha de assunto para vacancies@elimination8.org até ao dia 31 de Julho de 2019.
Para mais informações sobre a posição anunciada, por favor, consulte a Descrição de Trabalho completa no
coreangola@gmail.com . websitehttps://malariaelimination8.org. Apenas os finalistas serão contactados. A eliminação 8 da SADC valoriza
(9311) a protecção dos seus dados pessoais e a sua candidatura será mantida confidencial. (9182)
26 SOCIEDADE Segunda-feira
15 de Julho de 2019

Huambo
“BAÍA FARTA” É APRESENTADO DENTRO DE DIAS
DR

CRIANÇAS MORREM CARBONIZADAS


EM INCÊNDIO NO BAIRRO CAVONGUE
Duas crianças, de um e três anos de idade, morreram
carbonizadas no sábado, durante um incêndio ocorrido na
residência onde as vítimas viviam com os país, no bairro Cavongue
Alto, arredores da cidade do Huambo, soube ontem a ANGOP de
fonte do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros. Segundo a fonte,
as crianças morreram devido ao facto de o colchão onde dormiam
ter sido afectado pelo fogo, numa altura em que os encarregados
de educação estavam ausentes. O incêndio, de média proporção,
foi provocado por uma fuga de gás, que deu-se por volta das 7h00,
tendo o Serviço de Bombeiros sido accionado apenas às 8h15,
numa altura em que os menores já tinha sucumbido.
O incêndio, que deflagrou no interior da residência, provocou
ainda prejuízos materiais avaliados em 50 mil kwanzas, com a
destruição parcial das paredes. O bairro Cavongue Alto faz parte
do sector das Cacilhas, arredores da cidade do Huambo.

LUNDA-NORTE

PIIM prioriza construção


Com 74 metros de comprimento e uma velocidade de 13 nós, o navio será oficialmente apresentado no dia 22 deste mês de escolas no Lubalo
A implementação do Plano prioridades locais e aos anseios

Navio de investigação científica Integrado de Intervenção nos


Municípios (PIIM), vai permitir
a construção de escolas de
sete salas de aula, furos de
da população.
Ernesto Muangala infor-
mou, por outro lado, que as
obras de reabilitação da estrada
água e o comando municipal 170, Camachilo / Lubalo, num

pode melhorar a biologia marinha da Polícia Nacional no muni-


cípio do Lubalo, cerca de 500
quilómetros da cidade do
Dundo, Lunda-Norte.
percurso de 200 quilómetros,
paralisadas em 2015, por ques-
tões financeiras, retomam no
próximo ano.
O cruzeiro de investigação vai permitir conhecer, profundamente, a diversidade de Para a concretização do Com uma população esti-
plano, segundo o governador mada em mais de 30 mil habi-
recursos marinhos, além de aumentar o volume de informação dos investigadores da Lunda-Norte, Ernesto tantes, distribuídos num
Muangala , em vi sita de território de 12 mil quilómetros
César André gação vai permitir conhecer, três países que partilham verem ao seu redor, visualiza campo ao referido município, quadrados, Lubalo vive da
profundamente, a diver- a corrente fria de Benguela as características de cada um, estão disponíveis mil milhões agricultura de subsistência
sidade de recursos mari- (Angola, África do Sul e como o tipo de mercadoria de kwanzas e inclui melhorias com o cultivo da mandioca,
Um navio oceanográfico de nhos, além de aumentar o Namíbia), o nosso país era que transporta e o número de no saneamento básico da cir- milho, batata-doce, amen-
investigação científica , volume de informação dos o único que não possuía pessoas a bordo. O processo cunscrição, nos serviços de doim e o arroz.
denominado “Baía Farta”, investigadores. uma embarcação de inves- de construção do navio de saúde, entre outras. Administrativamente é
moderno e equipado com Reconheceu que a entrada tigação marinha. investigação “Baía Farta”, que O PIIM congrega propostas dividida por tês comunas:
tecnologia de ponta, voca- em funcionamento do navio De acordo com a ministra, conta com uma tripulação de necessidades, de iniciativas Luangue, Muvulegi e Lubalo,
cionado para a realização de vai trazer benefícios, não só o navio “Baía Farta” vai, de constituída por 21 técnicos, dos municípios, ajustados às sede comunal.
estudos na área da biologia sócio-económicos, mas igual modo, garantir a qua- iniciou em 2016 e ficou con- EDIÇÕES NOVEMBRO
marinha, vai ser apresentado também sociais e ambien- lidade sanitária dos produtos cluído no ano passado.
na próxima semana, em tais, tendo em atenção a pre- de pesca e seus derivados e Com 74 metros de com-
Luanda, anunciou a ministra servação dos recursos e dos contribuir para o aprofun- primento e uma velocidade
das Pescas e do Mar. respectivos ecossistemas. damento do conhecimento de 13 nós, o navio conta com
Maria Antonieta Baptista, A m i n i s t ra re a l ç o u a dos oceanos e do mar, das uma sala acústica, quatro
que falava na sexta-feira importância do “Baía Farta”, suas espécies, e servir como laboratórios, um ginásio,
durante uma conferência de na medida em que vai per- centro de formação. camarotes duplos, cozinha,
imprensa, informou que se mitir aferir o nível de polui- Para a con strução do área de serviço com 15 moni-
trata de um navio com múl- ção do mar e oceano, como navio, segundo a governante, tores de comando e três com-
tiplas valências e que custou plásticos, e ajudar a encontrar foram consideradas normas p u t a d o re s q u e f a z e m o
aos cofres do Estado 75 soluções para minimizar este que permitem a minimiza- comando da eco-sonda.
milhões de dólares. Lem- mal. Recordou que o navio ção do ruído subaquático, Com uma faixa costeira de
brou que a embarcação foi vai, também, poder estabe- acústico interno e vibrações, 1.660 quilómetros, percorre Um pormenor da cidade do Dundo, capital da Lunda-Norte
construída na Roménia, lecer, no âmbito da coope- para garantia de níveis o país de Norte a Sul, Angola
pela empresa holandesa ração com investigadores de silenciosos necessários à ganha um navio de investi-
Damen, e vai ser apresen- outros países, parcerias em investigação científica dos gação que vai absorver qua-
tada, oficialmente, no dia
22 deste mês.
projectos de investigação a
nível regional.
recursos marinhos.
O navio dispõe de um
dros do Ministério das Pescas
e do Mar, assim como técnicos
PERISCÓPIO
A governante garantiu
que o cruzeiro de investi-
Maria Antonieta Baptista
disse que, no quadro dos
monitor “SU90”, aparelho
que localiza barcos que esti-
médios e superiores em for-
mação no país e na Bulgária. Insegurança à solta lá saber-se porquê, insiste em
Luciano Rocha
CONCURSO NACIONAL querer “tapar o sol com a
A insegurança em Luanda con- peneira” ou imitar a avestruz.
tinua sem dar mostras de dimi- Declarações do género de

Zaire já tem representantes às “Olímpiadas” de Matemática nuir por muito que se diga o
contrário e anunciem intenções,
das quais estamos todos cheios.
haver cidades menos seguras
do que Luanda apenas podem
ser feitas por má-fé ou desco-
Nove alunos da sexta à 11ª que decorreu na Escola Pri- 9ª e 11ª classe, receberam Ensino Secundário. Luanda já foi considerada a nhecimento absoluto da rea-
classes vão representar a mária “Santo António”. cada 100 mil kwanzas de O certame teve início em cidade mais cara do mundo e, lidade que o rodeia.
província do Zaire na 10ª Entre os vencedores cons- prémio, ao passo que os 2010, cuja primeira edição por este andar, não tarda atinge Luanda, capital de um país
Edição Nacional do Concurso tam dois alunos da 6ª classe, segundos lugares, nestas realizada em Luanda foi o mesmo patamar a nível da chamado Angola - não da “Repú-
“Olimpíadas de Matemá- igual número da 7ª, um da mesmas classes, tiveram ganha por um candidato da insegurança, o que não a bene- blica das bananas” - não oferece
tica”, a realizar-se de 7 a 8 8ª, dois da 9ª, um da 10ª e direito a 50 mil kwanzas. província do Zaire. ficia em nada. Principalmente, a segurança que o cidadão
de Outubro próximo, em dois da 11ª, oriundos dos As 7ª, 8ª e 10ª classes O concurso, promovido numa altura em que se pretende comum tem de sentir. A qual-
Mbanza Kongo. municípios do Nzeto, Soyo apuraram apenas um aluno pelo Ministério da Educação, cativar investidores, inclusive quer hora. Do dia e da noite.
Os nove candidatos, com e Mbanza Kongo. cada, com direito a 70 mil tem, entre outros, como estrangeiros. Sem essa garantia dificilmente
idades entre os 11 e os 16 Dos apurados destacam- kwanzas. objectivos, reconhecer a O assunto merece muito maior se podem cativar investidores
anos, foram apurados num se duas alunas, da sexta e da O concurso as “Olimpía- importância do ensino desta e melhor atenção do que alguns e forasteiros. Alterar este estado
universo de 51 alunos que 11ª classe, dos municípios das de Matemática”, de disciplina, motivar os alunos possam julgar. A solução, seja de coisas cabe, essencialmente,
participaram, na sexta-feira, do Nzeto e de Mbanza Kongo, âmbito nacional e de perio- para a sua aprendizagem e qual for, passa obrigatoriamente à Polícia Nacional. Não há volta
na cidade de Mbanza Kongo, respecticamente. dicidade anual, destina-se detectar jovens talentosos pela Polícia Nacional. Jamais a dar. Nem paninhos quentes
na terceira etapa da primeira Os primeiros classificados, aos alunos do ensino pri- com altas habilidades neste por declarações de quem, vá que operem milagres.
fase provincial do concurso, entre os vencedores da 6ª, mário, do I e II Ciclos do domínio.
SOCIEDADE Segunda-feira
15 de Julho de 2019 27
CONFERÊNCIA EMPRESAS PRIVADAS
OPERAÇÃO DO SIC
Tocoístas Seguranças acusados
celebram
70 anos de municiar meliantes Desmantelada rede de
da fundação Os efectivos das empresas
de segurança privadas são
Luanda reduziu. Divaldo Mar-
tins informou que, no pri-
Uma conferência interna-
cional para saudar o 70º ani-
versário da fundação da Igreja
de Nosso Senhor Jesus Cristo
os principais fornecedores
de armas de fogo aos melian-
tes, afirmou no sábado o
segundo comandante da Polí-
meiro trimestre de 2019,
houve uma redução de crimes,
em relação ao mesmo período
de 2018, em que foram come-
prostituição de menores
no Mundo “Tocoístas” terá cia Nacional em Luanda. tidos mais de seis mil delitos, O SIC apanhou, em flagrante delito, quatro meninas
lugar de 25 a 27 deste mês, O comissário Divaldo Mar- o que constitui uma redução dentro do prostíbulo, que aguardavam por clientes
na vila de Catete, município tins revelou que vários efec- de quase dois mil crimes DOMINGOS CADÊNCIA | EDIÇÕES NOVEMBRO
de Icolo e Bengo, província tivos das empresas privadas comuns, se comparado com
de Luanda. de segurança alugam as armas o ano passado.
O líder da Igreja Tocoísta, de fogo aos meliantes para “No território de Luanda
que anunciou a realização cometimento de crimes, em foram registados, em termos
do evento durante uma con- troca de dinheiro. gerais, 6120 crimes de fórum
ferência de imprensa, adian- Divaldo Martins revelou, comum. Tais crimes, em rela-
tou que vão homenagear o no Programa de sábado “10 e ção ao mesmo trimestre do
fundador do To coí smo , 10”, da Rádio Nacional de ano passado, representa uma
Simão Gonçalves Toco, e tor- Angola (RNA), que por esta diminuição de 1966, ou seja,
nar as celebrações num prática estão a contas com a quer dizer que houve uma
encontro fraterno e de recon- justiça 49 efectivos de empre- redução de crimes”, notou .
ciliação, visando consolidar sas privadas de segurança. Para o activista social
a fé e a irmandade cristãs. “A detenção destes efectivos Elson de Carvalho, o combate
Subordinada ao tema “Mar- de empresas privadas de segu- à criminalidade passa pela
chando em direcção ao alvo, rança estão relacionadas com luta contra a pobreza, o
caminhemos, deixando o actividades criminais, quer reforço da educação das pes-
mundo e suas concupiscên- na condição de cúmplices, soas e medidas para a redução
cias”, o evento terá prelectores quer como de autores.“Na do consumo de bebidas
nacionais, brasileiros e norte- condição de cúmplices, esta- alcoólicas e de drogas.
americanos e vai abordar a mos a falar daqueles indiví- “Se quisermos combater
trajectória do Tocoísmo e a sua duos que facilitam a prática o crime, primeiro, temos de
contribuição para o despertar de crimes, no espaço que ele educar. Se quisermos com-
da consciência nacional. próprio assegura”, precisou. bater o crime, primeiro, temos
SANTOS PEDRO | EDIÇÕES NOVEMBRO
Apesar dos relatos que se de combater a pobreza, pois,
ouvem, por tudo quanto é há aqui uma série de ele-
canto na capital do país, o mentos que se cruzam e que Operativos do SIC e da Polícia Nacional trabalham para repor a ordem e a tranquilidade
comissário garantiu que o precisam da intervenção de
índice de criminalidade em toda a sociedade”, disse.
André da Costa nas chegaram a atender clientes sem o
uso de preservativo.
Uma rede de prostituição de menores de
INAUGURADO EM MALANJE 15 anos, supostamente comandada por Mais duas redes desmanteladas
dois jovens que se encontram a contas A fonte do Serviço de Investigação Criminal
com a justiça, foi desmantelada, há dias, não descarta a possibilidade de haver
Centro ajuda os jovens na zona de Camama, rua 23, pelo Serviço
de Investigação Criminal (SIC)de Luanda.
outros prostíbulos, que funcionam clan-
destinamente, em que menores são ali-
Os dois homens recrutavam meninas ciadas por adultos a prostituírem-se a
a eliminar uso de droga menores de 16 anos, de baixa renda, e
encaminhava-as até ao prostíbulo, onde
troco de valores monetários.
No dia 8 de Janeiro deste ano, o Depar-
eram obrigadas a prostituir-se e em troca tamento de Combate ao Crime Organi-
Bispo anuncia inauguração Venâncio Victor | Malanje existem em Malanje mais recebiam cinco mil kwanzas por cliente. zado do Serviço de Investigação Criminal
da filial da Rádio Tocoísta de 600 doentes mentais. O SIC anunciou ter apanhado, em fla- de Luanda deteve, no Rangel, dois indi-
Um centro de atendimento Explicou que os doentes que grante delito, quatro menores dentro do víduos, de 43 e 49 anos, por fazerem
psicológico e psiquiátrico, já padecem de psicose, no prostíbulo, que aguardavam por clientes reféns, durante três meses, oito menores
Em abordagem estarão para assistência a pessoas caso de malucos, apesar de e oito raparigas de 18 anos, que se dedicam de 16 anos.
vários temas, como “A efusão que padecem de distúrbios apresentarem um risco para à prostituição há já vários meses.
do Espírito Santo em África”, mentais, com capacidade de a segurança pública, por per- Cada menina atendia, em média diária,
“As controvérsias entre o cinco camas, entrou em fun- derem as suas capacidades, dez clientes e dos cinco mil que recebia As meninas levadas a
profeta Simão Gonçalves cionamento no bairro da estes não deixam de usufruir por cada acto sexual ficava com três mil prostituírem-se pertencem a
Toco e os regimes ditatoriais Cahála, em Malanje. dos seus direitos e podem e entregava os outros dois mil ao pro- famílias carentes residentes
belga e português” e “A acção O centro, o primeiro do ser recuperados, com vista prietário do prostíbulo. em vários bairros periféricos
das missões religiosas vindas género na província, surge à reintegração na família e De acordo com a investigação levada a de Luanda
da Europa”. para combater a tendência na vida social. cabo pelo Departamento de Combate ao
O bispo Afonso Nunes do aumento, nos últimos Manuel Monteiro disse Crime Organização, do Serviço de Inves-
anunciou a inauguração da anos, de pessoas com pro- ainda, que numa primeira tigação Criminal de Luanda, as meninas De acordo com o SIC, as meninas são
filial da Rádio Tocoísta, a 22 blemas mentais, na região. fase, o centro vai trabalhar dedicavam-se à prostituição por influência mobilizadas para a prostituição sob ali-
de Julho, na vila do Waco- Numa primeira fase, 15 téc- na componente profilática, dos dois jovens que se encontram detidos. ciamento de valores monetários e de um
Cungo, sede da província nicos, entre psicólogo clínico, para prevenir situações As meninas levadas a prostituírem- possível patrocínio para a gravação de
eclesiástica do Cuanza-Sul, psiquiatra, enfermeiro, far- moderadas de doenças men- se, segundo o SIC, pertencem a famílias música e de emprego.
enquadrada no programa de macêutico e pessoal de apoio tais que possam evoluir para carentes residentes em vários bairros Durante o período que estiveram sob
expansão da acção da Igreja vão assegurar os serviços de estados mais graves, para periféricos de Luanda, como Mundial, cativeiro, revela a fonte, foram obrigadas
em todo o espaço nacional. assistência médica do centro. além da vertente terapêutica Benfica, Bita, entre outras zonas da capital a manterem relações sexuais com os dois
Instado a balancear os O equipamento possui (psiquiátrica). do país. homens e outros clientes a troco de
70 anos da Igreja Tocoísta, um consultório de psiquia- Informou que os casos gra- O SIC disse que as meninas, incenti- valores monetários.
Afonso Nunes disse ser posi- tria, sala de tratamento, far- ves que forem detectados, os vadas pelos dois comparsas, saíam de O caso despertou a atenção do SIC
tivo, “pois se olharmos os m á c i a , c o n s u l tó r i o s d e pacientes têm de ser inter- casa para o prostíbulo por muitos dias e depois que o pai de uma das meninas
caminhos que percorremos, psicologia clínica, entre nados e transferidos para o ludibriavam as famílias, dizendo que iam ao notar a ausência injustificada da filha,
a forma como a própria outras dependências. Hospital Psiquiátrico de para casa de amigas. de 16 anos, por longo tempo, decidiu
Igreja era na altura e com- O coordenador do centro, Luanda, dada a falta de capa- As quatro meninas encontradas no apresentar queixa-crime junto do Depar-
parada com a realidade hoje, Manuel António Monteiro, cidade do centro. prostíbulo foram encaminhadas ao Labo- tamento do Ministério do Interior.
com realce para a sua pre- disse que a instituição foi O psicólogo clínico Veloso ratório Central de Criminalística para O trabalho do SIC resultou na locali-
sença física na sociedade, concebida para atender os Dala destacou a realização, serem submetidas a vários exames, que zação da menor, que se encontrava num
sua expansão pelo mundo, utentes que manifestem desde 2016, de uma série de constarão do processo e,posteriormente, prostíbulo há três meses.
sua imagem, chegaremos à distúrbios mentais. Escla- estudos para a realização de serem devolvidas ao convívio familiar. No dia 5 de Abril deste ano, o SIC deteve
conclusão que estamos no receu que tais doenças não rastreios sobre as patologias Não estudam e muito menos sabem ler quatro indivíduos, sendo três angolanos
bom caminho.” se traduzem apenas no vulgo de fórum corrente e psico- e escrever. e um chinês, de 21 e 45 anos, por alicia-
A Igreja era constituída “maluco”, por existirem lógico, com realce para a A mãe de uma das meninas reconheceu mento de meninas de 15 anos para a pros-
apenas por um grupo de cam- várias categorias de patologias depressão, stress, ansiedade que se encontra em situação social muito tituição, num estaleiro de obras, a troco
poneses, mas hoje a realidade de fórum psicológico. e perturbações obsessivas precária e que não tem como sustentar de mil kwanzas.
é completamente diferente, De acordo Manuel Mon- e compulsivas que cada um algumas exigências da filha. Estes indivíduos, segundo o SIC, foram
pois ela está constituída por teiro, do estudo feito, recen- pode padecer e que não deve, O Jornal de Angola apurou que, durante encontrados com quatro meninas, de 14
várias camadas da sociedade. temente, por um grupo de necessariamente, internar seis meses de prostituição, algumas meni- e 15 anos, no bairro dos CTT, em luanda.
Filipe Eduardo psicólogos, estima-se que num centro psiquiátrico.
28 Segunda-feira
15 de Julho de 2019

PUBLICIDADE
CULTURA Segunda-feira
15 de Julho de 2019 29
CLÁSSICOS NO CAMÕES

Concerto de Kizua Gourgel


no Centro Cultural Português
Herdeiro directo da trova angolana de intervenção, valoriza o legado musical
e explora a estética das novas tendências em encontro intimista
Jomo Fortunato palavras, espontaneamente. DR “Depois do Fim”, em 2007,
Foi assim que escrevi a pri- “Melhor Trovante - Casa
Cantor, compositor e herdeiro meira canção, “Princesa”, Blanca”e foi uma das atrac-
directo da trova angolana de que, infelizmente, só me lem- ções do “Festival de Jazz de
intervenção política, através bro do nome”. Luanda”, em 2011.
dos seus pais, Beto Gourgel Kizua Gourgel voltou para
e Eila Hellevi Lehtinen, Kizua Angola, em 1994, e ingressou Discografia
Gourgel ficou conhecido, nas “Gingas do Maculusso”, Em 2007, Kizua Gourgel lan-
além de outros momentos numa altura em que faziam çou o primeiro sing le ,
notáveis na carreira, na parte do grupo Gersy Pegado, “Tetembwa”, com participa-
sequência da interpretação Maria João, Josina Stella, Patrí- ção da cantora Yola Semedo
de “Negra de carapinha dura”, cia Faria, Ise e Celma Miguel, no tema, “Depois do Fim”,
tema do cantor e compositor tendo enveredado depois por do qual transcrevemos alguns
Alberto Teta Lando. uma carreira a solo. Kizua versos: Oi vim buscar as
Três momentos diacrónicos Gourgel foi um dos funda- minhas coisas/ Está tudo arru-
marcaram a formação musical dores da Banda “Wanna- mado é só levar/ Olha eu sei
de Kizua Gourgel, primeiro groove”, com Pedro Nzagi, que terminamos o nosso
foi o convívio musical com teclas e voz, Nino Jazz, teclas, romance mas sei lá podemos
os pais, na infância, depois a Wando Moreira, baixo, e Hélio ser bons amigos/ como sem-
integração nos “Patinhos”, Cruz, bateria. pre fomos afinal tivemos uma
grupo infantil da professora Enquanto compositor e relação tão forte/ Para quê?/
Rosa Roque, antecâmara à guitarrista, Kizua Gourgel Pensa/ Eu ainda te amo e sei
formação das “Gingas do tem participações em vários que vou sofrer sempre que te
Maculusso”, onde permane- projectos discográficos, vir e sem te poder tocar. Vai
ceu dos 5 aos 22 anos, e, por sobretudo nos géneros musi- deixa-me em paz, só quero
último, a entrega pessoal na cais com os quais se identi- te esquecer/ Escuta/ Eu nem
pesquisa e aprendizagem do fica, e coordenou, com Luaty posso crer que chegou ao fim/
violão, por um processo de Boavida, o projecto “Jazz- O que será de mim em relação
autodidactismo. mente”, e apresentou o pro- a ti/ Será que vamos cumprir
De facto, Kizua Gourgel grama “Filhos da pauta” da Kizua Gourgel tem agendado para esta quinta-feira um show intimista no palco do Camões com as promessas que fizemos
começou a vida artística com Rádio Mais, uma rubrica que de ser amigos/ eternos/Eu
os pais aos 4 anos, tendo via- entrevista personalidades não sei não/ Será que não dá
jado para Portugal, em 1986, ligadas à música. sui um gosto musical teve a produção do pianista e reg re ssa a ca sa , o n d e para parar e pensar que assim
onde obteve a primeira gui- Filho de Roberto do Ama- variado, que vai desde Dja- Mário Garnacho, e realiza- aguarda o regresso de quem não vai dar/ Baby é preciso
tarra, com a qual compôs a ral Gourgel, Beto Gourgel, van a Man Ré, acusa nítidas ção de Jorge Palma, com lhe faz bem”. mudar/ Porque amizade o
sua primeira canção, “Prin- conhecido cantor, compo- influências da música e da quem filmou o vídeo “Não nosso amor vai homenagear…
cesa”, aos 13: “Na época em sitor, humorista e guitarrista, guitarra de André Mingas, aguento mais”, rodado em Distinções O CD, “Kizuísmo”, a ser lan-
que vivia no Porto, eu e os e de Eila Hellevi Lehtinen, e tem uma visível paixão Lisboa, com participação Na busca de um espaço de çado, em breve, terá 18 temas
meus amigos criámos uma Kizua Lehtinem Nazareth pelos Dire Straits, Miles dos actores, Miguel Sermão prestígio, Kizua Gourgel par- originais, seis dos quais já
banda sem nome, ocasião Gourgel, ou simplesmente Davis, Gloria Stefan, Rui e Patrícia Cardoso. ticipou nos concursos, “Tro- divulgados nas rádios.
em que levei para casa uma Kizua Gourgel nasceu no dia Veloso, Kassav, Juan Luís Segundo a sinopse vante 95” da RNA, Rádio
g u i t a r ra d o m e u a m igo 9 de Março de 1979. Guerra, Stevie Wonder, divulgada na imprensa, Nacional de Angola, em 1999, Concerto
Ricardo, com a qual inventei N’Sex Love, Bob Marley, “Sentinela” exibe vários em duas edições do Festival Denominado Show intimista,
três notas musicais. Neste Influências Caetano Veloso e Totó. postais da cidade de Luanda da Canção da LAC, Luanda o concerto está marcado para
processo, criei uma afeição Kizua Gourgel reconhece a e retracta um fim de dia Antena Comercial, sagrando- quinta-feira, às 19h00, e
pelo instrumento, e a minha influência da trova do seu Sentinela conturbado, onde, a per- se vencedor na V edição, em estarão em palco, além do
mãe comprou, acto contínuo, pai, Beto Gorgel, na formação Lançado em Fevereiro de sonagem procura espairecer 2002, num conjunto de dez cantor e compositor , Kizua
uma. Curiosamente, a ideia da sua personalidade musi- 2014, o vídeo “Sentinela” um pouco, mas todas as finalistas, com a canção Gourgel, na voz principal,
de compor surgiu de forma cal. No entanto, o cantor, deu início à fase promocional tentativas são em vão. Só “Tetembwayamwenhuuami”. um guitarrista solo e um per-
instintiva, ou seja, para deter- que não estabelece fronteiras do CD “Kizuismo”. A canção depois de alguns momentos Kizua Gourgel venceu ainda cussionista, que revisitarão
minada sonoridade extraída rígidas em relação às suas “Sentinela”, sobre um poema a sós e de honestidade o “Top Rádio Luanda”, Prémio sucessos e clássicos da Música
da guitarra, surgiam-me as preferências musicais, pos- de Carlos Ferreira, Cassé, íntima, ele se sente aliviado Balada do ano, com a canção Popular Angolana.

JOÃO GOMES | EDIÇÕES NOVEMBRO


PARCERIA ENTRE ANGOLA E ALEMANHA

Ministra enaltece cooperação na área museológica


Manuel Albano Nacional de Antropologia, tados pelos museus do país com os parceiros, na recu-
em Luanda, pelo Goethe - com nova projecção, no sen- peração das peças museo-
A ministra da Cultura, Maria Institut, a ministra da Cultura tido da dinamização e ino- lógicas desaparecidas.
da Piedade de Jesus, salien- disse que a parceria já apre- va ç ã o . “ Va m o s d o ta r o s Referiu que a exemplo da
tou , na s exta - feira , em senta resultados positivos, museus no país de condições parceira com as instituições
Luanda, a importância do por permitir melhorar o capazes de corresponder às alemãs, as oito peças rou-
fortalecimento da cooperação acervo bibliográfico do museu expectativas do público e badas do acervo do Museu
que o Museu Nacional de de Antropologia. aos desafios tecnológicos”. Regional do Dundo, durante
Antropologia tem com o Goe- Desta forma, explicou O público, referiu, tem o o conflito armado e levadas,
the -Institut e o Museu Etno- Maria da Piedade de Jesus, museu como um espaço de clandestinamente, para o
lógico de Berlim (SMB), que estão a ser criadas condições procura de conhecimentos exterior, já foram restituídas
“está a melhorar o conheci- para o restauro e protecção sobre a História do país e da à instituição, no âmbito da
mento cultural angolano e do património, bem como identidade cultural. Quanto cooperação com a Fundação
alemão”, fundamentalmente, para garantir o reforço da ao projecto de recuperação Sindika Dokolo. Maria da Piedade no acto de recepção dos livros para o Museu
no domínio museológico. parceria entre as instituições. de peças arqueológicas, A cooperação do Goethe
Em declarações ao Jornal A ministra da Cultura disse levadas ilicitamente para o -Institut com os museus longo prazo, que foi acordado do Património Cultural Prus-
de Angola, na cerimónia de que o Executivo continua a exterior do país, Maria da Nacional de Antropologia em Dezembro de 2018, pela siano e pelo próprio Goethe
entrega de 33 livros especia- criar condições para melho- Piedade de Jesus reafirmou de Luanda e Etnológico de Direcção dos Museus Nacio- -Institut num Memorando
lizados à biblioteca do Museu rar os serviços públicos pres- o compromisso do Executivo Berlim é um projecto de nais de Angola, Fundação de Entendimento.
30 DESPORTO Segunda-feira
15 de Julho de 2019

RESCALDO DO MUNDIAL DE HÓQUEI EM PATINS AFROCAN SÉNIOR MASCULINO


JOSÉ COLA | EDIÇÕES NOVEMBRO
Breve
HAMILTON VENCE GRANDE
PRÉMIO EM SILVERSTONE
Angola defronta
E REFORÇA LIDERANÇA
NA TABELA DA FÓRMULA 1
O britânico Lewis Hamilton
Marrocos e Chade
venceu ontem o Grande Melo Clemente Os primeiros classificados
Prémio da Grã-Bretanha, 10ª de cada grupo passam direc-
prova do Mundial de Angola vai jogar com as simi- tamente para os quartos-
Fórmula 1, reforçando a lares de Marrocos e Chade, de-final, ao passo que os
liderança do campeonato de no Grupo C da fase preliminar segundos e terceiros jogam
pilotos, após mais uma da primeira edição do Afro- em sistema cruzado para
dobradinha da Mercedes. can, competição a disputar- assegurarem presença nos
Hamilton, bicampeão se de 19 a 27 deste mês, em quartos-de-final.
mundial em título, foi o mais Bamako, capital do Mali, O segundo classificado do
rápido a completar as 52 ditou o sorteio realizado Grupo A medirá forças com
voltas da corrida ao circuito sábado, na cidade da Praia, o terceiro do B, o segundo do
de Silverstone, batendo por Cabo Verde. B joga com o terceiro do A, o
24,928 segundos o finlandês Doze (12) selecções, sub- segundo do Grupo C defronta
Valtteri Bottas, colega de dividas em quatro grupos o terceiro do D, ao passo que
equipa na Mercedes, de três formações cada, vão o segundo do D vai medir
enquanto o monegasco disputar a primeira edição forças com o terceiro do C.
Charles Leclerc (Ferrari) foi do Afrocan. Os vencedores apuram-
terceiro com 30,117. Mali, país que acolhe a edi- se para os quartos-de-final.
O britânico, detentor de ção “experimental” do Afrocan Inicialmente, o Afrocan era
cinco títulos mundiais (2008, figura no Grupo A, juntamente uma competição que estava
2014, 2015, 2017 e 2018), com a Costa do Marfim e Argé- reservada apenas para atletas
conquistou a 80ª vitória da lia. Nigéria, República Demo- que militam nos campeo-
carreira, impondo-se pela crática do Congo e Quénia natos locais. As selecções
sexta vez em Silverstone, um estão no B, ao passo que a poderão inscrever dois atletas
recorde, e consolidando Tunísia, actual campeã afri- que militam na diáspora, de
Atletas jogaram até ao limite das capacidades físicas por terem disputado jogos consecutivos com 223 pontos o comando cana, foi sorteada no D, ao acordo com a última reso-
do Mundial de pilotos, no lado do Egipto e Guiné. lução da Fiba-África.
qual Bottas ocupa o DR
segundo lugar com 184.

Selecção Nacional falha DR

manutenção de posição
Com duas vitórias, um empate e cinco derrotas a equipa baixou
um lugar na classificação final da prova disputada em Barcelona
Britânico foi o mais rápido
Amândio Clemente | Vilanova I quinto lugar mantinham-se darem entre os 38 e 40 graus
La Geltrú intactas, já que pela frente centígrados.
teria equipas teoricamente CAMPEÃ DO MUNDO
A Selecção Nacional sénior do seu campeonato como Desempenho positivo
masculina de hóquei em Chile, Colômbia e Itália. O Para Toy Adão, antigo inter- Paulo Macedo e pupilos querem resgatar o título africano
patins baixou um lugar na emparceiramento colocou nacional angolano, “o Dezasseis anos
classificação final do Cam- o Chile na disputa do quinto desempenho foi positivo se
peonato do Mundo, encer- ao oitavo lugar e Angola saiu tivermos em conta os novos depois Portugal CAMPEONATO DE ANDEBOL
rado ontem em Barcelona, vitoriosa por 7-4, numa moldes de disputa, que foram
ao ocupar o sexto lugar da peleja em que teve de esperar penalizantes para os joga- reconquista
competição com saldo de
duas vitórias, um empate e
cinco derrotas.
pelo prolongamento para
carimbar o passe para defen-
der o quinto posto, alcançado
d o re s , q u e n ão t ive ra m
sequer um dia de folga”.
O antigo hoquista consi-
o troféu 1º de Agosto “sofre”
Na fase de grupos, Angola
consentiu duas derrotas
frente à Itália (4-5) e Espanha
na edição disputada em Nan-
jing, China, em 2017.
A Itália voltou a cruzar o
dera que o facto de não ter
conseguido manter a quinta
posição não tira mérito aos
A selecção de Portugalsagrou-
se, ontem, campeã do mundo
de hóquei em patins seniores
mas derrota Marinha
(6-2) e empatou a três com caminho do "cinco" nacional, jogadores que deram em masculinos, ao vencer a simi- Teresa Luís empatadas a 18 golos. No
a França, pecúlio que a colo- depois da derrota tangencial campo tudo o que tinham, lar da Argentina na marcação entanto, os rubro e negros
cou no quarto e último lugar de 4-5 na jornada inaugural “para dignificar e honrar o de grandes penalidades por Quatro minutos do apito final mais esclarecidos a defender
do Grupo A, e teve de disputar do campeonato. Os italianos nome do país, apesar da 2-1, depois de igualdade sem foi o tempo que o 1º de Agosto e a atacar voltaram a estar
um play-off com a congénere foram outra vez mais fortes fadiga que era evidente, golos no tempo regulamentar precisou ontem para derrotar em vantagem, não dando
de Moçambique, vencedor e relegaram o combinado devido a sequência de jogos. e prolongamento, na final por 22-18 o irreverente Des- margem de manobra ao
de um dos grupos da Inter- nacional para o sexto lugar, Fizeram um esforço sobre disputada no pavilhão Palau portivo da Marinha, em par- Desportivo.
continental CUP, para uma numa partida em que fez a humano, apesar do cansaço. Blaugrana, propriedade do tida referente à terceira Hoje, às 18h00, o Petro
vaga nos quartos-de-final. reviravolta, depois de estar a Fora do campo via-se que Barcelona FC na capital da jornada da 41ª edição do de Luanda defronta o Atlético
Neste jogo o combinado perder por 4-2 ao intervalo. quase faziam um esforço até Catalunha, Espanha. Campeonato Nacional sénior do Namibe. Segundo o regu-
nacional alcançou a primeira para andar”. O ex-craque E o décimo sexto título para masculino, no Pavilhão Prin- lamento da prova, a equipa
vitória, despachando os sublinha que perder com a Portugal, que já não vencia a cipal da Cidadela. O rg a n i z a ç õ e s J oyc e d e
"irmãos do Índico por con- Na fase de grupos, Itália não é desprestigiante competição desde 2003, edi- Depois da igualdade Cabinda foi punida com
vincentes 6-1. Angola consentiu e questiona: “Quem é a Itália ção que organizou em Oliveira registada aos dezassete multa de 150 mil kwanzas,
Até à entrada da fase do duas derrotas frente e quem somos? Que tipo de de Azeméis. minutos da primeira parte por desistir do campeonato.
“mata-mata”, a Selecção à Itália (4-5) e trabalho é que temos? É pre- A Argentina perseguia o (8-8), com as entradas de Em femininos, ontem o
Nacional marcou 15 golos Espanha (6-2) e ciso fazer esta reflexão antes seu sexto troféu, depois do Gabriel Teca (pivô), Rome Progresso Sambizanga per-
e consentiu igual número, empatou a três com de criticar”, rematou. último triunfo em 2015, na Hebo (lateral), Elsemar deu (10-26) diante do Petro
terminando a primeira etapa a França, pecúlio cidade de La Rouche Sur Rion, Pedro (ponta) e Edmilson de Luanda, o 1º de Agosto
da comp etição com um que a colocou no Despedida de João Pinto em França. Gonçalves (guarda-redes), venceu( 23-12) frente ao
saldo nulo. quarto e último João Pinto “Mustang”, uma As duas selecções já tinham os militares distanciaram- ASA, o Desportivo da Mari-
Tal como era esperado, o lugar do Grupo A das mais valias do ataque se defrontado na fase preli- se do marcador. nha derrotou (20-19) a Casa
“cinco” nacional entrou para da Selecção Nacional, anun- minar da competição e o resul- Ao intervalo estabelece- do Pessoal do Porto do Lobito,
os quartos-de-final apenas ciou o abandono da equipa tado saldou-se igualmente ram o parcial de 14-9, para ao passo que o 1º de Agosto
para cumprir calendário e após a derrota frente à Itália. num empate, mas a uma bola, desalento dos marinheiros. “B” ganhou 33-16, o Electro
ev i ta r u m a d e r ro ta p o r Um desempenho consi- “Quero anunciar a minha o que colocou a Argentina na Na segunda parte, a Marinha do Lobito.
números gordos, já que tinha derado positivo segundo os retirada da selecção. Foi um primeira posição do Grupo B, entrou com outra postura e Na terça-feira, a última
pela frente a Argentina, um entendidos na matéria, que prazer ter trabalhado com fruto do melhor coeficiente paulatinamente desfez a des- jornada reserva os encontros:
assumido candidato ao título. se baseiam no facto de os este grupo. Tentei sempre de golos. vantagem de cinco golos. 1º de Agosto "B"-ASA, Des-
Confirmaram-se os prog- moldes de disputa terem sido dar o meu máximo dentro Deste modo, a classificação Henriques Cassange, Enio portivo da Marinha-Pro-
nósticos e a equipa treinada prejudiciais, principalmente e fora do campo”. O craque ficou assim ordenada: 1ºPor- de Sousa, Leonel de Oliveira gresso Sambizanga,
pelo português Fernando para o “cinco” nacional que não avançou os motivos da tugal, 2º Argentina, 3º Espanha, e Aurélio de Barros foram os Desportivo do Maculusso-
Fallé não conseguiu evitar a fez jogos sem qualquer des- retirada, mas prometeu dar 4 º Fra n ça , 5 º Itá l i a , 6 º - mais destacados. Casa Pessoal do Porto do
goleada de 6-0. Mas, as espe- canso, num ambiente de d e ta l h e s q u a n d o a c h a r ANGOLA, 7-º Chile, 8º- Jogados 26 minutos, as Lobito e Atlético do Namibe-
ranças de manutenção do altas temperaturas, a ron- oportuno. Colômbia. duas formações estavam Electro do Lobito.
DESPORTO Segunda-feira
15 de Julho de 2019 31
ETAPA DE DECISÃO ARTE DE RIYAD MAHREZ
ÀS MARGENS
Título do CAN DO NILO
é disputado no Raposas do Deserto abatem Honorato Silva | Cairo
final de semana
dos países árabes Super Águias no último tiro
A marcação da final da 32ª
edição da Taça de África das
Resposta da Nigéria no segundo tempo chegou apenas para
equilibrar os números antes do apito final do árbitro gambiano As crianças são únicas
Nações em futebol, que
decorre no Egipto, para
sexta-feira, obedeceu à cul-
Honorato Silva | Cairo
DR

têm a mesma ternura


tura dos países árabes, nos Drama e nervos de aço, no
quais o grande repouso é último acto de uma disputa Todo o escrito começa numa ideia, desabrochada num
gozado nesse dia da semana. de titãs, levaram ontem a facto, ou fecundada na criatividade da mente humana.
Ao contrário do mundo Argélia à final da 32ª edição Este foi parido pelo choro de uma criança, ser igual em
ocidental, o domingo é o d a Ta ç a d e Á f r i c a d a s todo o lado e em todo o lugar deste mundo. Do nada,
primeiro dia útil, de modo Nações em futebol, que senti-me num bairro qualquer de Luanda, levado por
que as instituições e ser- decorre no Egipto, dado o aquele grito resoluto do miúdo que, no momento, amal-
v i ç o s a d m i n i s t ra t ivo s , triunfo frente à Nigéria, diçoava o graúdo, desejoso, na sua inocência, de ser
nomeadamente bancos, por 2-1, na compensação. também já adulto e, por conseguinte, independente.
cartórios e escolas, funcio- Um golpe de mágica de Retirei, por instantes, a atenção da leitura dos dados
nam sem quaisquer inter- Riyad Mahez, a estrela da históricos e estatísticos, de que lancei mão para projectar
rupções, aspecto cultural equipa de Djamel Belmadi, os jogos Senegal-Tunísia e Argélia-Nigéria, o atractivo
tido como relevante pela considerada pela crítica a das meias-finais da Taça de África das Nações em
C o n fe d e ração A f r i ca n a mais coesa da competição, futebol, disputados ontem, aqui no Cairo, para viajar
(CAF), na escolha das datas valeu às Raposas do Deserto ao som de um choro igual, numa língua diferente.
do início e fim da prova. o regresso à decisão do título, Senti, no grito daquela criança, cujo rosto não vi,
Assim, o público local passados que estão 27 anos da janela do quarto do hotel, a mesma ternura dos
dispõe de um dia livre de desde a sua segunda pre- Argelinos regressam a uma final do CAN 27 anos depois meninos da nossa terra, que um dia foram do Huambo
obrigações formais, para sença no desafio de consa- e disseram que as estrelas são do povo. Apesar de não
dedicar atenção ao evento gração. Aliás, os nigerianos, do 1-0. Atordoado pela pres- na África do Sul, foram para saber o que ao certo a fizesse chorar, encontrei no
desportivo, cenário que derrotados por 0-1, em 1990, são, Wilfred Ndidi, na ten- cima do adversário. pranto daquela criatura a disposição para as traquinices
permite ao comité organi- em Argel, venceram os arge- tativa de fazer um corte, O sentido de jogo mudou do ser humano nesta fase da vida.
zador criar perspectivas linos, 10 anos antes, por 3- introduziu a bola na baliza para a baliza dos argelinos, Assim pensei, com os meus botões, qual seria a
a n i m a d o ra s q u a n t o a o 0, na final de Lagos. de Daniel Akpeyi, infortúnio re p re s e ntad o s p o r u m a razão do desconforto. Foi aí que me ocorreu. O miúdo
encaixe de bilheteira, uma O jogo começou com a que acabou por pintar o mar- esmagadora maioria de adep- queria continuar a jogar à bola, no campo comunitário
vez a adesão dos adeptos confirmação da tendência cador com justiça, face à tos nas bancadas. No entanto, de relva sintética, desejo ao qual a mãe se opunha,
ter sido afectada pela eli- avançada nos prognósticos, produção ofensiva das Rapo- a mancha verde quase resi- por ser já um final de tarde de sábado avançado no
minação da equipa egípcia, que apontavam para o ascen- sas do Deserto. dual, formada pela claque relógio. Se calhar o menino sonha ser um craque como
ainda nos oitavos-de-final, dente das Raposas do Deserto, Apenas perto do inter- que viajou de Lagos, recebeu Mohamed Salah, com a camisola dos Faraós, no CAN
diante dos Bafana Bafana expeditas em ditar o rumo valo, acalmadas pela sere- um forte incremento, quando de 2027. Apenas o tempo saberá responder.
da África do Sul. dos acontecimentos, enquanto nidade de Ahmed Musa e os egípcios resolveram equi- Confesso que senti uma saudável inveja da criança,
as Super Águias, algo con- C h u ka Iwo b i , a s S u p e r librar as contas. porque mesmo num profundo pranto, ela tem um pri-
templativas, estudavam a Águias conseguiram deixar Em nome de uma velha vilégio que os meninos da nossa terra nem na imaginação
O Jornal de Angola forma mais segura de içar voo as marcas das chuteiras do rivalidade, os adeptos locais conseguem contemplar. Um campo comunitário para
apurou que em direcção à baliza de Rais outro lado campo. O jogo juntaram-se aos apoiantes dar vida às habilidades motoras, carência que os impede
o distanciamento Mbolhi, mero espectador no come çou a ganhar uma da Nigéria, força moral que de almejar fazer melhor em relação ao Bastos, Djalma
do público, primeiro tempo. toada de equilíbrio. empurrou a equipa para o Campos, Mateus Galiano e Gelson Dala, eliminados
nos jogos das As acções de ataque suce- ataque. Foi assim que surgiu, ainda na primeira fase, aqui no Egipto.
equipas visitantes, diam-se do lado argelino, Força do balneário com a intervenção do VAR Com a instalação desses equipamentos desportivos
resulta, em grande que fazia menção de preten- O intervalo mudou por com- (vídeo árbitro), o penaltie na comunidade, o Estado estará, certamente, a fazer
medida, do preço der acampar no meio campo pleto a postura da Nigéria. convertido por Odion Ighalo. com que a presença de talentos como Capita e Zito
dos bilhetes, orçado nigeriano, numa fase em que A conversa com Rohr, nos O jogo seguiu numa toada Luvumbu, nos mundiais de Sub-17, seja uma constante,
em 800 libras os pupilos do alemão Gernot balneários, tocou o ego dos aberta, a convidar para mais com garantias de crescimento sustentado, para que
egípcias, Rohr procuravam desapertar jogadores. Rápidos e pre- 20 minutos de prolongamento os Palancas Negras consigam, no desfile da bicharada
o equivalente a o colecte de forças. c i s o s n a re c e p ç ã o e n o e, quiçá, o desempate nos do futebol africano, ser fortes ao lado das águias, dos
48.21 dólares, mais O registo autoritário da passe, os nigerianos, deter- penalties. Só que o lance cru- leões, dos elefantes, das raposas, dos cavalos e até
de 20 mil kwanzas equipa liderada em campo minados em honrar, com cial, descrito acima, ditou o dos esquilos, esses minúsculos roedores, agora que
por Mahez foi compensado a conquista do título, a segundo finalista, para a deci- o Madagáscar também compete.
logo a seguir à meia-hora memória de Stephen Keshi, são da próxima sexta-feira, Mas os ganhos não são apenas desportivos. Têm reflexo
O Estádio Internacional de jogo, com o surgimento treinador campeão em 2013, no mesmo recinto. directo no tecido social. Trarão crianças e jovens saudáveis,
do Cairo, palco de verdadei- com vivacidade na escola e robustez para servir nas
ros banhos de multidão, nos Forças Armadas e na Polícia Nacional. Por osmose, serão
quatro jogos disputados pelos SENEGAL CONFIRMA FAVORITISMO máveis do Camarões, que menos camas ocupadas nos hospitais, óbitos e adolescentes
Faraós, com assistências pró- venceram por 3-2, aos penal- e jovens a abraçar a criminalidade.
ximas dos 75 mil lugares
esgotados, passou a registar Leões evitam prolongamento ties, depois de uma igualdade
sem golos.
Lá voltei dos pensamentos e contive-me naquele
choro, que é mesmo como outro qualquer, com base
o cenário desolador de ban- na certificação feita pela “showista” Solange Brunhoso,
cadas vazias, a imagem de
marca desta edição da Taça
com falsa bicada das Águias FICHA TÉCNICA médica pediatra, pois criança é igual na exigência, na
compreensão das coisas, nas traquinices, nas birras e,
das Nações. Honorato Silva | Cairo campo, o desafio teve sempre SENEGAL- Amigo Gomis; Cheikoun acima de tudo, na ternura. Apenas muda o lugar, porque
As selecções da Argélia, o Senegal à frente nas iniciativas Kouyate (cap), Kalidou Koulibaly, a essência está na pureza do ser humano.
Nigéria, Senegal e Tunísia, A selecção do Senegal che- de ataque, com a Tunísia a Youssouf Sabaly e Lamine Gas-
q ue ultrapa ssaram a s gou ontem, 17 anos depois, tentar responder em transições sama ( Moussa Wague, 110 min);
várias barragens até à pre- à sua segunda final da Taça rápidas, depois de recuperar Idrissa Gueye e Papa Ndiaye (Salif
sença nas meias-finais, de África das Nações em fute- a bola no processo defensivo. Sane, 81 min); Sadio Mané, Henri MOMENTOS DE CULTURA
disputas ontem, reforça- bol, após derrotar a similar Sadio Mané, Krepin Diatta e Saivet e Krepin Diatta (Imaila Sarr,
ram as claques, com a che- da Tunísia, por 1-0, no Está- Henry Saivet foram donos e 68 min); Mbaye Niang (Mbaye
gada ao Cairo de milhares
de adeptos provenientes das
dio 30 de Junho, da cidade
do Cairo, na primeira meia-
senhores na disputa dos lances
no centro do terreno.
Diagne, 63 min).
Jornalistas visitam Museu
respectivas capitais.
O Jornal de Angola apurou
que o distanciamento do
final da 32ª edição da prova.
Um auto-golo de Dylan
Bronn, ainda no início do pro-
As Águias de Cartago,
orientadas pelo francês Alain
Giresse, regressaram mais
TUNÍSIA - Hassen Mouez; Yassine
Meriah, Dylan Bronn, Drager Moha-
med e Oussama Hadadi; Ben Moha-
a convite da Confederação
público, nos jogos das equi- longamento, confirmou a pas- enérgicas do intervalo, med (Ghaylen Chaaleli, 82 min), Empenhada na realização outra visita turística ao Museu
pas visitantes, resulta, em sagem dos Leões da Teranga, mudança de que resultou o Ferjani Sassi (Anice Badri, 105 da sua Assembleia extraor- egípcio, na segunda-feira, 15
grande medida, do preço dos comandados pelo senegalês surgimento dos seus avan- min) e Ellyes Skhiri; Wahbi Khazri, dinária, na quinta-feira, com de Julho. Os autocarros estão
bilhetes, orçado em 800 Aliou Cissé, que foram mais çados, sobretudo Wahbi Youssef Msakni (cap) (Sliti Naim, as reuniões das distintas disponíveis a recolher os jor-
libras egípcias, o equivalente afirmativos num jogo intenso, Khazri e Youssef Msakni, 45 min) e Taha Khenissi (Firas comissões amanhã e quarta, nalistas, às 10h30 (menos
a 48.21 dólares, mais de 20 cujas principais notas acaba- próximos da baliza de Amigo Chaouat, 117 min). a CAF volta a convidar os uma hora em Angola)”, lê-
mil kwanzas. Porém, há indi- ram por ser os dois penalties Gomis. Porém, o jogo seguiu jornalistas para uma visita se no comunicado divulgado
cação do registo de casa cheia desperdiçados pelas equipas sem golos até ao prolonga- MARCADOR 1-0, Dylan Bronn, hoje, ao Museu do Egipto. ontem, na página da insti-
na próxima sexta-feira, e a intervenção do VAR (vídeo mento. A última presença 101 min (auto-golo) “O Comité Organizador tuição, na internet.
mesmo sem a presença em árbitro), na correcção do ter- dos senegaleses na decisão INTERVALO 0-0 Local da AFCON, Egipto 2019, O museu é descrito como
campo de Mohamed Salah. ceiro castigo máximo. do título foi em 2002, no PROLONGAMENTO 1-0 tem a honra de convidar a o maior museu arqueoló-
Honorato Silva | Cairo Muito disputado a meio Mali, diante dos Leões Indo- media internacional, para gico do mundo.
PUBLICIDADE

SEG15JUL

COMISSÃO BILATERAL
REUNIÃO DE MULHERES LÍDERES
ALTO
Angola e Namíbia Primeira-Dama
GPL
Semáforos em funcionamento reforçam cooperação em Nova Iorque
A Primeira-Dama da O evento, no qual par-
Depois de muito tempo de ino- República, Ana Dias Lou- ticipa também a ex-Pri-
KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO
perância, há mais semáforos A assinatura de um acordo renço, participa hoje, em meira-Ministra da Nova
a funcionar em Luanda, parti- que estabelece a Comissão Nova Iorque, no segundo Zelândia, Helen Clark, é
cularmente na parte baixa da
Binacional marcou a V Sessão painel de discussão de alto a segunda actividade do
cidade, o que, certamente, fa-
cilita o trânsito rodoviário e ga- da Comissão de Cooperação nível sobre igualdade de Grupo de Mulheres Líde-
rante a segurança dos utentes Bilateral entre Angola e género, reservado a mulhe- re s p e l a I g u a l d a d e d e
da via pública. O Governo da Namíbia realizada, ontem, res líderes, numa iniciativa Género criado por Maria
Província parece que ouviu o em Windhoek. da Presidente da 73ª Sessão Espinosa Garcés.
clamor dos automobilistas e Segundo a Angop, o docu- da Assembleia Geral das Participam também a
decidiu restabelecer o funcio- mento foi assinado pelo Nações Unidas, Maria Fer- directora-executiva da UN
namento de alguns destes ins- ministro angolano das Rela- nanda Espinosa Garcés. Women, Phumzile Mlambo-
trumentos que há muito só es- ções Exteriores, Manuel A segunda edição do Ngcuka, a Presidente da
tavam de “feitio”, como se diz Augusto, e pela ministra das Grupo de Mulheres Líde- União Inter-Parlamentar,
na gíria. A falta deste impor-
Relações Internacionais e re s q u e va i a n a l i sa r a Gabriela Cuevas Barrón,
tante sinal de controlo do trá-
fego rodovário tem estado na Cooperação da Namíbia, I gualdade d e Género e políticos, académicos e
base de muitos desastres. Mas, Netumbo Nandi-Ndaitwah. Sociedades Inclusivas para jornalistas.
também sabemos que nem to- A comissão, a ser presidida o desenvolvimento sus- DOMBELE BERNARDO | EDIÇÕES NOVEMBRO

dos os automobilistas e peões conjuntamente pelos Pre- tentável inclui dois painéis:
respeitam os sinais de um se- sidentes angolano e nami- Mulheres em Liderança
máforo. Diante da imprudência biano e integrada por altos - Acção e Igualdade de
o resultado tem sido fatal. Não funcionários dos Governos Género e S o cie dade s
basta ter semáforos; também dos dois países, visa procurar Inclusivas para o desen-
é preciso respeitá-los. formas e meios de promover volvimento sustentável.
e reforçar a cooperação em A Primeira-Dama par-
vários sectores. ticipa como oradora prin-
Com a sessão inaugural cipal no segundo painel, no
m a rcad a pa ra 2 0 2 1 , e m âmbito da Agenda 2063 e
BAIXO Luanda, a Comissão Bina- do cumprimento dos Objec-
cional vai passar a reunir-se, tivos do Desenvolvimento
ordinariamente, duas vezes Ministro das Relações Exteriores assinou o acordo Sustentável -Agenda 2030. Ana Dias Lourenço
por ano em Angola e Namíbia,
alternadamente, e em sessões memorandos de entendi- veitando o potencial existente
extraordinárias, a pedido de mento rubricados entre os para a cooperação nos mais
qualquer das partes. nossos países continuam por diversos domínios. Afirmou NEPAL
HÓQUEI O órgão é subdividido em implementar ao longo dos que a prossecução destes
Selecção Nacional quatro comités sectoriais: anos. Por isso, a nossa tarefa objectivos passa pela seriedade

A defesa do 5º lugar no Cam-


peonato Mundial de Hóquei
diplomático e judicial, eco-
nómico e de infra-estruturas,
social e cultural e de defesa
será rever e determinar aque-
les acordos que tenham sido
ultrapassados”, sustentou.
e acutilância do processo.
Manuel Augusto consi-
derou importante o reforço
Chuvas e deslizamentos
em Patins, que decorreu em
Espanha, ficou pela intenção.
Para as classificativas do quin-
e segurança. Manuel Augusto disse que
os excelentes momentos
dos contactos entre as auto-
ridades das províncias fron-
de terras matam dezenas
to e sexto lugar, a Selecção Baixos indicadores políticos que as relações teiriças dos dois países, como Enchentes e deslizamen- gladesh, onde estão mais
Nacional perdeu com a Itália, Na abertura dos trabalhos, entre os dois Estados têm forma de assegurar que o tos de terras causados por de 900 mil rohingyas, uma
por 4-6, deitando por terra o o ministro das Relações Exte- vindo a registar nos últimos que foi decidido corresponda chuvas torrenciais da minoria muçulmana que
sonho de manter a posição riores, Manuel Augusto, anos, sob a influência dos aos anseios e tenha impacto monção mataram dezenas fugiu de Mianmar, tam-
alcançada na edição anterior, admitiu que o elo mais fraco respectivos Presidentes, não na vida das populações. de pessoas no Nepal e nos bém foram afectados pelas
na China. A equipa angolana nas relações entre Angola e têm sido acompanhados por A reunião, que ontem campos de refugiados de chuvas torrenciais, tendo
esteve quase todo o jogo a a Namíbia reside nos baixos um desenvolvimento visível encerrou, produziu um Pro- Rohingya, Bangladesh, morrido pelo menos 10
vencer e a justificar o resulta- indicadores de cooperação na cooperação. tocolo de Cooperação, assinado onde quase cinco mil abri- pessoas e 50 mil foram
do, perante um adversário em termos económicos. Por este facto, o ministro pelo ministro Manuel Augusto gos foram destruídos, afectadas desde o início
que se remetia à defesa, mas
deixou-se ultrapassar. Se qui-
O chefe da diplomacia considerou que a cooperação e a homóloga namibiana, revelaram ontem as auto- de Julho, indica um rela-
ser atingir outros patamares angolana defendeu, por con- económica vai exigir maior Netumbo Nandi-Ndaitwah. ridades locais. tório das Nações Unidas.
e granjear prestígio, Angola seguinte, a “difícil missão” pragmatismo e a definição de A anterior Sessão da Comis- Segundo as mesmas U m a p o r t a - vo z d a
terá de se empenhar mais nas de preencher esta lacuna. medidas concretas para resol- são Mista Angola/Namíbia rea- fontes, citadas pela agência Organização Internacional
próximas edições. “A maioria dos acordos e ver estas anomalias, apro- lizou-se em 2014, em Luanda. AFP, no Nepal, e referindo para as Migrações (OIM)
nomeadamente o porta- precisou que 4.889 caba-
voz da Polícia, Bishwaraj nas feitas de lonas e bambu
DR Pokharel, pelo menos 50 foram destruídas.
CAMPEONATO DE JIU-JITSU NO BRASIL especiais, a mãe (Vanda) pessoas morreram e 33 O nordeste da Índia
nunca cruzou os braços e e stão d e sapa re c i d a s , também foi atingido pelas
enquanto mais de mil enchentes, que mataram
Angolano com síndrome de sempre lutou para que o filho
- nascido em Luanda - foram resgatadas. pelo menos 11 pessoas no
tivesse um crescimento e As fortes chuvas atin- Estado de Assam. Cerca
Down ganha medalha de ouro vida saudáveis. giram várias partes do de 20 mil pessoas foram
Em família, sempre foi Nepal desde quinta-feira, acomodadas em campos
O jovem angolano Ivan trazer a medalha de ouro tratado como uma criança particularmente nas zonas de socorro.
Laranjo, 18 anos, portador para Angola. comum. Foi inscrito na aca- orientais do país e nas A estação das monções,
de Síndrome de Down, ven- Foram necessários dois demia de Jiu-jitsu brasileiro planícies do sul. de Junho a Setembro, causa
ceu na sexta-feira, dia 13, combates para que Ivan se Matilha bjj do mestre Lobão. De acordo com as mortes e destruição no sul
a primeira edição do cam- sagrasse campeão, ambos O campeão conquistou autoridades nepalesas, da Ásia todos os anos.
peonato brasileiro de jiu- vencidos por finalização. já cinco medalhas, sendo espera-se que os rios vol- No ano passado, mais
jitsu paradesportivo. Apesar dos precários duas de ouro, duas de prata tem aos níveis normais de 1.200 pessoas morreram
O atleta viajou de Luanda recursos para criar uma (uma delas conquistada em a partir de hoje. e a região indiana de Kerala
ao Brasil com a missão de criança com necessidades Tóquio) e outra de bronze. Os campos de refugia- sofreu as piores inunda-
dos no sudeste de Ban- ções em quase 100 anos.