Sei sulla pagina 1di 2

IGREJA PRESBITERIANA DE MARANGUAPE I livro de Êxodo se abre, está sendo preparado o cenário

PEQUENOS GRUPOS – ENCONTRO: 01/02/2019 para o maior ato de redenção que o mundo havia visto
até então. Ali nós encontramos o povo de Deus numa
TEMA: situação impossível, sem nenhuma esperança de alívio.
“O INÍCIO DO ÊXODO” Se Deus pretende manter suas promessas a Abraão,
(Adaptado Do Livro “Multiplique” – Francis Chan) então ele terá de realizar algo espetacular. Como se
descobrirá, a manifestação do poder divino no êxodo de
EXALTAÇÃO Israel será frequentemente mencionada no restante da
Bíblia como evidência clara do compromisso de Deus
SONDA-ME, USA-ME – ALINE BARROS para com seu povo, bem como de seu poder de redimir.

Sonda-me, Senhor e me conheces • O encontro de Moisés com o EU SOU


Quebranta o meu coração
Transforma-me conforme a Tua palavra Somando-se à agonia da escravidão, o faraó
E enche-me até que em mim ordenou que todos os bebês hebreus do sexo
Se ache só a Ti, então masculino fossem afogados no rio Nilo. É nesse
Usa-me, Senhor. Usa-me momento de aparente desespero que nós conhecemos
Moisés. Pela astúcia de sua mãe e pela provisão de
Como um farol que brilha à noite Deus, Moisés sobreviveu a essa matança. Naquele
Como ponte sobre as águas instante vulnerável no início de sua vida, ninguém
Como abrigo no deserto poderia prever quão grandemente Deus usaria Moisés.
Como flecha que acerta o alvo Depois que a mãe de Moisés o salvou ao colocá-lo
Eu quero ser usado da maneira que te agrade num cesto para flutuar pelo rio Nilo, a filha do faraó o
Em qualquer hora e em qualquer lugar encontrou, criou e educou. Embora tenha sido instruído
Eis aqui a minha vida na casa do faraó, Moisés parecia entender
Usa-me, Senhor. Usa-me profundamente sua conexão com a nação de Israel. De
fato, foi uma primeira tentativa de lutar por seu povo —
Sonda-me, quebranta-me, transforma-me matando um egípcio — que fez Moisés fugir para o
enche-me e usa-me (2x) Senhor... deserto. Durante esse período de exílio, Deus estava
planejando resgatar seu povo da escravidão: “Muito
Quando viramos as últimas páginas de Gênesis, tempo depois, morreu o rei do Egito. Os israelitas
vemos Deus trabalhando para o cumprimento de suas gemiam e clamavam debaixo da escravidão; e o seu
promessas a Abraão. O crescimento do povo de Deus clamor subiu até Deus. Ouviu Deus o lamento deles e
havia sido expressivo, o que se ajustava perfeitamente lembrou-se da aliança que fizera com Abraão, Isaque e
à promessa de que os descendentes de Abraão seriam Jacó. Deus olhou para os israelitas e viu a situação
“numerosos como as estrelas do céu”. Mas logo que deles.” Êxodo 2.23-25
começamos a ler o livro de Êxodo, algo parece ter dado É importante reconhecer que o que Deus estava
errado. Êxodo começa com um problema significativo: o prestes a fazer aqui tem relação direta com sua aliança
povo de Deus está escravizado numa terra estrangeira. com Abraão. Ainda que parecesse não haver
esperança, Deus “olhou” para os israelitas e “viu” a
• O CATIVEIRO DE ISRAEL situação deles. Assim como fez com Abraão, Deus
escolheu usar um homem para começar a etapa
Entenda que os dois primeiros capítulos de Êxodo seguinte da história da redenção: Moisés. Enquanto
abrangem quatrocentos anos. É possível que passemos cuidava das ovelhas de seu sogro no deserto, Moisés
pelas breves descrições dos israelitas1 fazendo tijolos teve um encontro inesquecível com Deus — um
para a construção de cidades do faraó e ignoremos o acontecimento que mudou sua vida e impactou nossa
fato de que isso vinha acontecendo há muito tempo! compreensão de quem é Deus.
Esses curtos relatos resumem uma quantidade Quando Moisés viu a sarça ardente, aproximou-se
enorme de sofrimento. Compreensivelmente, a essa para observar o que estava acontecendo. Ao chegar
altura os israelitas parecem ter desistido de esperar — perto, ouviu a voz de Deus lhe dizendo que tirasse as
afinal, estavam forçados a seguir no labor extenuante sandálias porque ele estava pisando em terra santa.
dia após dia, geração após geração, sem nenhum fim à Quando Deus revelou seu plano de usá-lo para
vista. Isso levanta uma importante pergunta: estava libertar Israel, Moisés lhe fez duas perguntas.
Deus realmente mantendo suas promessas a Abraão se A primeira pergunta foi: “Quem sou eu?”. Quem
os descendentes deste eram escravos no Egito? A sou eu, Deus, para tu me enviares, um pastor
resposta é “sim”. Na verdade, Deus disse gaguejante, a fim de desafiar um rei poderoso e liderar
especificamente a Abraão que isso iria acontecer: Então teu povo? A segunda pergunta foi: “Quem és tu?”.
o SENHOR lhe disse: “Saiba que os seus descendentes Quando as pessoas perguntarem quem me enviou, que
serão estrangeiros numa terra que não lhes pertencerá, devo lhes dizer? Embora Moisés estivesse recuando
onde também serão escravizados e oprimidos por daquilo que Deus o estava chamando a fazer, essas
quatrocentos anos. Mas eu castigarei a nação a quem são duas excelentes perguntas. São os
servirão como escravos e, depois de tudo, sairão com questionamentos mais fundamentais que poderíamos
muitos bens”. Gênesis 15.13-14. As promessas de fazer, porque tudo em nossa vida — não só aqui e
Deus a Abraão estavam no caminho certo, e, quando o agora, mas para toda a eternidade — se baseia numa
resposta correta a tais perguntas: Quem eu sou? e PERGUNTAS PARA MEDITAR-MOS!
Quem é Deus?
Deus respondeu à primeira pergunta de Moisés 1. A promessa de Deus para Abraão era que seu povo
apontando para si mesmo. Moisés perguntou: “Quem seria feito de escravo, mas seria liberto. O que isso nos
sou eu?”, e Deus simplesmente respondeu: “Eu estarei ensina sobre Deus?
com você”. A resposta de Deus aqui deveria ser
imprescindível para nossa maneira de enxergar a nós 2. Leia Êxodo 2.23—3.22 com atenção. Essa
mesmos. Desde o início, o povo de Deus é conhecido passagem registra um dos raros exemplos em que
como aqueles com quem Deus está. Nós pertencemos um ser humano tem uma conversa audível com o
a ele, e não há como nos definirmos sem ele. É a Deus todo-poderoso. Para você, o que se destaca
presença dele que nos capacita a realizar a tarefa que nesse encontro de Moisés com Deus?
ele nos dá. Em resposta à segunda pergunta de Moisés
(“Quem és tu?”), Deus disse de forma bem simples: “EU 3. Assim que Moisés percebeu a santidade de Deus ele
SOU O QUE SOU”. Essa não é uma resposta escondeu sua face. Entendendo então sobre a
arrogante. É muito significativa, e há muito a aprender grandeza de Deus e sua santidade, como nós devemos
acerca dela. Deus estava explicando que não pode nos achegar a Ele?
definir a si mesmo apontando alguém ou algo. O nome
EU SOU fala de sua eternidade. Enquanto um nome MOMENTO DE ORAÇÃO
apropriado para nos descrever seria “Eu me torno” ou
“Eu fui trazido à existência”, o de Deus é “EU SOU”
porque ele sempre existiu. Ele é quem é, e é isso que
sempre será. Essa é uma declaração de ser absoluto,
poder absoluto, importância absoluta. Deus é quem ele
é, e nunca muda.
Quando examinamos o relato da criação, olhamos
brevemente para o nome pessoal de Deus em Gênesis
2. O nome é “Yahweh” (traduzido na maioria das Bíblias
como “o SENHOR”, com letras maiúsculas), que vem
dessa declaração a Moisés. “Yahweh” carrega o
significado da declaração de Deus a Moisés: EU SOU O
QUE SOU. O nome “Yahweh” aparece mais de seis mil
vezes no Antigo Testamento — três vezes mais que o
nome simples para Deus, “Elohim” (o título divino visto
em Gênesis 1). A implicação desse uso frequente do
nome pessoal de Deus é que o Senhor visa ser
conhecido nas Escrituras não apenas como uma
divindade genérica, mas como uma pessoa específica,
com um caráter totalmente singular e um
relacionamento especial com seu povo.
É impossível transmitir com exatidão como deve ter
sido esse encontro para Moisés. Ele se afastou de suas
ovelhas porque viu algo impressionante — uma sarça
ardia em chamas sem ser consumida —, mas não tinha
ideia alguma de que estava andando na direção da
presença do Deus vivo. De imediato Deus ordenou que
Moisés tirasse suas sandálias, pois ele estava pisando
em terra santa. Tão logo viu o que estava realmente
acontecendo, Moisés escondeu sua face. A santidade
de Deus era maior do que ele poderia suportar. Tudo
que podia fazer era escutar e obedecer.