Sei sulla pagina 1di 24

Conexão e Intimidade

TANTRA A DOIS
P O R P A U L A   N I G A M A
2018

3 Tantra

5 Motivos para Realizar uma


4 Noite Tântrica

10 6 Dicas para um Sexo Tântrico

21 Workshop: Delerium para Casais

23 Paula Nigama

24 Contato
Tantra

Há 5 mil anos atrás, os tântricos descobriram que o

orgasmo é o fenômeno biológico mais próximo do

estado meditativo, quer dizer, aquele instante em que

sentimos que os pensamentos cessaram, em que

perdemos a noção de tempo e espaço, e nos resta

apenas uma sensação forte e gostosa, difícil de

explicar com palavras.

Como a intenção do Tantra é a iluminação pessoal, ou

seja, o encontrar-se com sua essência e viver uma vida

mais natural, livre e espontânea, eles passaram a

desenvolver o orgasmo como um caminho para

alcançar estados meditativos cada vez mais profundos.

Nisso, nasce o sexo tântrico, que tem por objetivo o

estado meditativo, mas que também reflete de maneira

muito positiva no nosso desempenho sexual e na

relação a dois. 

Pa

3
04

5 Motivos
para
Realizar
uma
Noite
Tântrica
Aumenta
a Conexão

O sexo tântrico estimula a

proximidade entre o casal de uma

maneira sutil, com o olhar nos

olhos, o cheirar e saborear o

corpo do outro, o tocar a pele,

explorando cada pedacinho,

como se a estivesse conhecendo

pela primeira vez.

É um acontecimento muito

bonito, que pode ser

incrementado com a preparação

do quarto com velas, aromas,

rosas, músicas, roupas especiais,

palavras de amor e que vêm do

coração.

5
Melhora a
Comunicação

O Tantra trabalha o permitir-se

sentir e expressar o que sente, o

que deseja. Logo, é importante

trazer consciência para a relação

sexual, conhecer o seu corpo e o

corpo do outro, conhecer o seu

prazer e o prazer do outro,

descobrir do que gosta e como

gosta, e expressar isso para o

outro, um conduzindo o outro no

acesso de suas sensações e

prazeres, um descobrindo e se

abrindo para o outro.

6
Sexo mais
Intenso

O desenvolvimento no Tantra

permite que a conexão entre o

casal seja maior e que o prazer

sentido seja imensamente mais

forte do que o conhecido. Mais

do que posições e técnicas, o

segredo do Tantra está na

conexão entre o casal e no

acesso ao prazer de cada um. A

proposta do Tantra é estar tão

presente e conectado com o

outro, de uma maneira tão

prazerosa e intensa, que só

aquilo existe e nada mais, pois

mais nada importa. 

7
Meditação e
Feliciade

O sexo tântrico possibilita uma

maior presença no que está

acontecendo naquele momento,

além de permitir orgasmos cada

vez mais intensos, sucessivos e

duradouros. Tudo isso contribui

para que os pensamentos

desacelerem e o corpo relaxe,

reduzindo nosso estresse e

preocupações, traz uma sensação

de paz e tranquilidade, nos

sentimos mais conectados com

nós mesmos, expressamos com

mais facilidade as nossas

emoções, aumenta nossa

autoestima, nos sentimos mais

felizes e bem dispostos.

8
Tornar-se
um só

Conforme o desenvolvimento no

Tantra, é possível chegar à União

Mística, um estado de completa

união entre o casal, em que os

dois sentem a mesma coisa, ao

mesmo tempo, não há mais limite

entre o que é um e o que é o

outro, pois os dois tornaram-se

um só. É uma experiência única,

praticamente indescritível e

intransferível. Tem de viver para

saber o que é.

9
10

6 Dicas
para um
Sexo
Tântrico
Tantra a Dois

Para o Tantra, o conceito de

intimidade é bem mais amplo do

que estamos acostumados, vai

além da possibilidade de apreciar

o corpo nu do parceiro e tocá-lo.

Claro que exploramos e muito o

físico, estimulamos os sentidos

de maneira ampliada, tato, olfato,

visão, audição e paladar são os

balizadores do nosso trabalho,

mas eles sozinhos, isolados,

caem na vala comum da

estimulação.

11
Tantra a Dois

No Tantra, há um importante

componente que liga a

estimulação de um sentido ao

outro, potencializando as

percepções, construindo sinapses

físicas, acessando sensações

muito mais intensas que as

normalmente conhecidas.

Esse elemento permite que

mergulhemos no misterioso mar

da intimidade de maneira plena e

profunda. Estamos falando do

conhecimento.

12
Tantra a Dois

Para sermos íntimos de algo, seja

o que for, o primeiro passo é

conhecê-lo o mais

profundamente possível, esse

conhecer começa primeiro

conosco, antes de qualquer

coisa, temos que nos conhecer,

saber do que gostamos e do que

não gostamos, precisamos ser

íntimos de nós mesmos, só

depois de conhecermos a nós,

pelo menos um pouquinho,

estaremos aptos a conhecer e

nos tornarmos íntimos dos nossos

pares.

13
Tantra a Dois

E conhecer significar saber o que

aquele ser que caminha conosco

quer, quais seus anseios e

buscas, quais seus desejos e

vontades. Quando se conhece

alguém por dentro, sabe-se do

que essa pessoa gosta, o que ela

deseja, o que a fará feliz neste ou

naquele momento, o que a faz

acessar o seu prazer. Depois que

se conhece o que vai na alma de

alguém, tornar-se íntimo do seu

corpo é fácil, é quase inevitável.

Para facilitar este caminho, aqui

vão algumas dicas do sexo

tântrico: explore os sentidos! 

14
Olfato

Respire, sinta o cheiro do

ambiente, de tudo que está ao

redor, inclusive o cheiro do seu

corpo e do corpo do seu par.

Neste momento, não se preocupe

em olhar para nada, apenas

respire, inspire e expire de

maneira profunda, perceba o ar

entrado e saindo e veja como seu

corpo responde a essa respiração

consciente, veja como vocês

respondem aos aromas.

15
Audição

Escute, atente-se ao som do

ambiente, se houver música,

mergulhe no seu balanço, deixe

que ela dite o ritmo e deixe-se

mover pela sua batida, caso não

haja som, ouça o silêncio e, do

mesmo modo, mergulhe na

cadência do silêncio, abra a

percepção, a consciência para

ouvir o som do seu corpo, da sua

respiração, agora, amplie-se e

permita-se ouvir a respiração e o

corpo do seu par.

16
Visão
Olhe, observe-se, olhe para o seu

corpo, cada pedacinho dele,

como se fosse a primeira vez,

como se estivem sendo

apresentados neste exato

momento, olhe, observe, não

julgue nada, não é uma avaliação

estética, tente ver além da casca,

tente enxergar a essência, é um

reconhecer-se. Faça o mesmo

com o corpo do seu par, olhe-o

como se jamais o tivesse visto,

olhe, esmiúce-o com o olhar, veja

os detalhes, olhe e enxergue

aquilo que nunca foi alvo da sua

atenção, veja-o além do

conhecido, vá além do que os

olhos possam ver. Enxerguem-se

com os olhos da alma.

17
Tato
Toque, apenas toque o seu corpo,

todo o seu corpo, não se restrinja

às zonas erógenas, não, vá muito

além disso, toque principalmente

onde nunca é tocado, explore o

que é deixado de lado, estimule o

desconhecido. Faça o mesmo

com o corpo do seu par, toque-o

como nunca o tocou antes, vá

além, muito além do erotismo,

não se restrinja às zonas

erógenas, abrace o não

convencional e toque onde nunca

tocou e veja, perceba as reações,

as respostas físicas mais

inusitadas oriundas da

estimulação das partes nunca

antes navegadas, permita-se ir

além do esperado, crie um novo

paradigma só de vocês.

18
Paladar

Saboreie seu par e permita-se ser

saboreado, toque o corpo do seu

par com os lábios, com a língua,

com a respiração e até com os

dentes, sinta seu gosto, desbrave

o corpo todo, não deixe de fora

nenhum cantinho obscuro,

lembre-se as mais preciosas

pedras estão escondidas nos

mais difíceis lugares, acesse sem

pressa cada dobrinha, cada curva

desconhecida do corpo do seu

amor, não prenda-se a

convenções, saia da rota

conhecida aproveite o todo e

delicie-se, sinta e permita ser

sentido.

19
Háptico

Transporte-se para o sentir, seja

o sentir, entregue-se, não

calcule, não preveja, não

direcione, não idealize, apenas

esteja disponível e deixe-se

embriagar-se, entorpecer-se,

deixe o prazer do diferente, do

desconhecido, se apoderar do

seu corpo, das suas sensações e

sentimentos e, no mesmo

balanço, apoderem-se desse

desconhecido, façam dele um

caminho, uma rota de acesso ao

labirinto particular das sensações

e prazeres ampliados do par.

20
Delerium para Casais

Trata-se de um trabalho de desenvolvimento da conexão

entre o Casal. Nesta vivência, Paula Nigama conduz o Casal

através dos princípios do Tantra, aproveitando elementos do

sexo tântrico, que inclui práticas de meditação, técnicas de

respiração e de elevação de energia e de conexão, como o

Flushing e o Giro Tântrico, aliando o olhar, o cheirar, o

saborear um ao outro, o explorar e conhecer os corpos,

além disso, conhecer e explorar o que há dentro um do

outro, as emoções, os sentimentos, as verdades, as belezas,

as fraquezas, o humano, o divino.

21
Delerium para Casais
Todo o processo é desenvolvido e elaborado com base nos

anseios e no ritmo de cada Casal.

Para um sexo se tornar tântrico, mais do que técnica, ritos e

métodos, ele deve ser natural e espontâneo. O mais

importante para o Tantra é que se desenvolva a presença e

a conexão entre o casal, a ponto de as sensações fazê-los

perder a noção de tempo, de espaço, de limites, de

pensamentos. De modo a quererem apenas estar ali, juntos e

nada mais importar.

22
Advogada, Paula Nigama deixou o mundo

corporativo para mergulhar numa jornada de

autoconhecimento através das filosofias

orientais, como Zen, Taoismo e Tantra.

Com base nos seus aprendizados,

desenvolveu seu próprio modelo de trabalho:

"O importante não é conhecer a técnica,

o importante é conhecer a si mesmo."

23
Contato

PAULA NIGAMA

paula.nigama@gmail.com

 (11) 999.100.168 (whatsapp)

Guanabara | Campinas | SP

2018