Sei sulla pagina 1di 29

TRANSTORNO OBSESSIVO-

COMPULSIVO E

TRANSTORNOS

RELACIONADOS

DSM 5

TRANSTORNO OBSESSIVO- COMPULSIVO E TRANSTORNOS RELACIONADOS DSM 5
TRANSTORNO OBSESSIVO- COMPULSIVO E TRANSTORNOS RELACIONADOS DSM 5

1) TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO

2) TRANSTORNO DISMÓRFICO CORPORAL

3) TRANSTORNO DE ACUMULAÇÃO

4) TRICOTILOMANIA

CORPORAL  3) TRANSTORNO DE ACUMULAÇÃO  4) TRICOTILOMANIA  5) TRANSTORNO DE ESCORIAÇÃO (“SKIN -

5) TRANSTORNO DE ESCORIAÇÃO (“SKIN-PICKING”)

1) TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO

Os transtornos obsessivos são caracterizados por ideias, pensamentos, impulsos ou imagens, que surgem de forma intrusa, indesejada e recorrente. Vivenciadas com angústia, ansiedade ou sofrimento, como algo que “invade” a consciência. A pessoa pode reconhecer o caráter irracional, e até tentar neutralizá-los com outros pensamentos.

As compulsões são um impulso incontrolável e persistente a executar um ato de modo repetitivo ou ritualístico:

Comportamentos repetitivos: lavar as mãos, organizar, verificar

Atos mentais: orar, contar, repetir palavras em silêncio.

Executar atos em resposta a uma obsessão

Entender que as regras devem ser rigidamente aplicadas

Executar atos para prevenir ou reduzir ansiedade ou sofrimento e para evitar situação temida

rigidamente aplicadas  Executar atos para prevenir ou reduzir ansiedade ou sofrimento e para evitar situação

Outras características:

A pessoa não sente prazer neste comportamento

Os atos tomam o tempo da pessoa

Têm sofrimento ou prejuízo significativos

da pessoa  Têm sofrimento ou prejuízo significativos  Dão importância excessiva aos pensamentos. Tentativa

Dão importância excessiva aos pensamentos. Tentativa de controlá-los.

excessiva aos pensamentos. Tentativa de controlá-los.  Início por volta dos 19 anos. Raro iniciar depois

Início por volta dos 19 anos. Raro iniciar depois dos 35 anos

Geralmente os transtornos obsessivos e compulsivos ocorrem juntos.

Prevalência de 2 a 3 %, ambos os sexos igualmente propensos na idade adulta. O início na infância é mais comum nos meninos.

O TOC é uma doença crônica e de evolução variável. Pode surgir de forma abrupta, após algum evento desencadeante, ou ser insidiosa sem que esteja associada a algum evento estressor importante. A evolução pode ser com piora,

estabilização dos sintomas ou apresentação sob forma de

crises episódicas.

sintomas ou apresentação sob forma de crises episódicas.  Fator genético importante: parentes de 1ºgrau taxas

Fator genético importante: parentes de 1ºgrau taxas duas vezes maior

Qualidade de vida reduzida, com risco de suicídio aumentado

Os conteúdos das obsessões e compulsões podem se manifestar como:

1- Obsessão de limpeza (contaminação, compulsão por limpeza).

2- A obsessão da dúvida seguida da compulsão para verificação.

3- Pensamentos obsessivos invasivos de temática variável:

3- Pensamentos obsessivos invasivos de temática variável: Simetria (repetição, contagem, organização); pensamentos

Simetria (repetição, contagem, organização); pensamentos proibidos (obsessões agressivas, sexuais, religiosas); danos (medo de causar danos a si ou terceiros)

4- Pensamento persistente de meticulosidade para executar tarefas do

dia-a-dia

2) TRANSTORNO DISMÓRFICO CORPORAL

Preocupação com um ou mais defeitos ou falhas percebidas na aparência física. Comportamentos repetitivos:

Verificar-se no espelho

Arrumar-se excessivamente

Atos mentais de comparação.

Pentear muitas vezes o cabelo.

Verificar-se no espelho  Arrumar-se excessivamente  Atos mentais de comparação.  Pentear muitas vezes o
Verificar-se no espelho  Arrumar-se excessivamente  Atos mentais de comparação.  Pentear muitas vezes o
Verificar-se no espelho  Arrumar-se excessivamente  Atos mentais de comparação.  Pentear muitas vezes o
Verificar-se no espelho  Arrumar-se excessivamente  Atos mentais de comparação.  Pentear muitas vezes o
Verificar-se no espelho  Arrumar-se excessivamente  Atos mentais de comparação.  Pentear muitas vezes o

Designa a discrepância entre aquilo que a pessoa

acredita ser (em termos de imagem corporal) e aquilo

que realmente é. Pessoas com Transtorno Dismórfico Corporal sofrem de

ideias persistentes sobre o modo como percebem a

própria aparência corporal.

O transtorno é caracterizado pela preocupação com um imaginado defeito na aparência.

A preocupação causa sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social ou

significativo ou prejuízo no funcionamento social ou ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do

ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo.

Média da idade de início: 16 17 anos Início insidioso aos 12 13 anos

2/3 tem início antes dos 18 anos

Curso crônico.

Pode ocorrer em idosos

Risco aumentado de suicídio

Funcionamento social, profissional e acadêmico prejudicados.

Funcionamento social, profissional e acadêmico prejudicados.  Dentre os transtornos dismórficos está a vigorexia.

Dentre os transtornos dismórficos está a vigorexia.

Vigorexia ou Síndrome de Adonis

A adição ou dependência ao exercício, chamada de Vigorexia ou Overtraining , é um transtorno no qual as pessoas realizam práticas esportivas de forma contínua, com uma valorização

praticamente religiosa (fanatismo) ou a tal ponto de exigir

constantemente de seu corpo sem importar com eventuais

consequências ou contraindicações.

Mais comum em homens, se caracteriza por uma preocupação excessiva em ficar forte a todo custo. Apesar de serem bastante musculosos, passam horas na academia malhando e

ainda assim se consideram fracos, magros e até esqueléticos.

Têm vergonha do próprio corpo, recorrendo assim aos

exercícios excessivos e à fórmulas mágicas para acelerar o

fortalecimento, como por exemplo os esteroides anabolizantes.

Consequências:

Reações corporais causadas pelo excesso de treinamento e que são reações

semelhantes ao estresse tais como: insônia, falta de apetite, irritabilidade, desinteresse sexual, fraqueza, cansaço constante, dificuldade de

concentração entre outras.

constante, dificuldade de concentração entre outras.  Causas: Relacionadas com as síndromes ligadas à
constante, dificuldade de concentração entre outras.  Causas: Relacionadas com as síndromes ligadas à
constante, dificuldade de concentração entre outras.  Causas: Relacionadas com as síndromes ligadas à
constante, dificuldade de concentração entre outras.  Causas: Relacionadas com as síndromes ligadas à

Causas:

Relacionadas com as síndromes ligadas à cultura.

Geralmente há um transtorno psíquico associado, com os obsessivos compulsivos.

3) TRANSTORNO DE ACUMULAÇÃO

Dificuldade persistente de descartar ou se desfazer de pertences independente do valor real.

Sofrimento associado se tentar descartar pertences.

Itens se acumulam e congestionam o espaço.

pertences.  Itens se acumulam e congestionam o espaço.  Sintomas iniciais 11 -15 anos. Interferência

Sintomas iniciais 11 -15 anos. Interferência do funcionamento aos 20 anos. Prejuízo significativos aos 30 anos

Gravidade aumenta a cada década. Curso crônico.

4) TRANSTORNO DE ESCORIAÇÃO (SKIN-PICKING)

Beslicar a pele de forma recorrente.

Resulta em lesões.

Tentativas repetidas de reduzir ou parar o comportamento

Causa sofrimento clinicamente significativo.

5) TRICOTILOMANIA

Arrancar o próprio cabelo de forma recorrente, de qualquer parte do corpo.

cabelo de forma recorrente, de qualquer parte do corpo.  Resulta em perda do cabelo 

Resulta em perda do cabelo

de qualquer parte do corpo.  Resulta em perda do cabelo  Causa sofrimento clínico significativo
de qualquer parte do corpo.  Resulta em perda do cabelo  Causa sofrimento clínico significativo

Causa sofrimento clínico significativo

Breves períodos ao longo do dia ou por períodos menos frequentes.