Sei sulla pagina 1di 2

Aulas do Terceiro Trimestre do Terceiro Ano

23/09: Exposição do conceito de mercado de trocas, conforme a


obra “ A condição humana”, de Hannah Arendt. A figura do
homo faber, por oposição ao animal laborans. Divisão da turma
para a realização de seminários.

30/09: Primeiro grupo: explicação sobre o conceito de homo


faber. O anonimato do mercado. As funções da liberdade, da
igualdade e do respeito aos contratos para a manutenção do
mercado. O conceito de mercadoria como uma forma social
objetiva.

07/10: O isolamento da fabricação. O homo faber possui os


meios de produção e o conhecimento da totalidade do processo
produtivo. A relação entre mestre e discípulo no âmbito da
fabricação, Crítica à Marrx: a fabricação não visa a consumação,
mas sim a durabilidade.

14/10: Segundo Grupo: A durabilidade como fundamento para o


elogio do senso comum. O senso comum como percepção e
compreensão estáveis, bases para o compartilhamento de
mundo. A figura do artista. O problema do gênio no mundo
moderno: o artista entra em disputa com o prestígio de sua
própria obra.

21/10: A figura do animal laborans. Traços de diferenciação em


relação ao homo faber. A primeira manifestação do animal
laborans na figura do escravo. Especificidades da escravidão na
antiguidade. O espaço da vida privada como o local próprio ao
escravo. A figura moderna do animal laborans no operariado.

28/10: Terceiro grupo: o papel político do movimento operário.


Considerações de Arendt sobre a importância das ações políticas
do operariado quando lutava por uma vida politicamente ativa
em prol de toda a sociedade. Características do animal laborans
enquanto operário: o ritmo biológico e a perda de
individualidade no processo de produção. A cisão entre base e
sindicatos. O processo de burocratização sindical.

04/11: Quarto grupo: a substituição da ação pela fabricação. As


características da ação: anonimato, imprevisibilidade e
irreversibilidade. Tentativa da teoria platônica de controlar a
ação. Diferenciação entre o fundar e o fazer. Manutenção do
paradigma platônico na própria teoria da administração:
diferenciação entre níveis, estratégico, táticos e operacionais.

11/11: A importância da ação e do discurso para os gregos e os


romanos. Somente esses dois fatores podem preservar a
pluralidade. A diferença entre a vida activa e a vida do animal
laborans. O discurso e a ação como fundamentos da vida
política. O exemplo da oração fúnebre de Péricles, redigida por
Tucídides.

18/11: revisão e questionário.

25/11: prova