Sei sulla pagina 1di 7

Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.

527-14]

NORMA ABNT NBR


BRASILEIRA 7809

Terceira edição
31.01.2019
Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

Agregado graúdo ― Determinação do índice de


forma pelo método do paquímetro ― Método de
ensaio
Coarse aggregate ― Determination of shape index by the caliper ― Method
of test

ICS 91.100.30 ISBN 978-85-07-07900-2

Número de referência
ABNT NBR 7809:2019
3 páginas

© ABNT 2019
Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

ABNT NBR 7809:2019


Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

© ABNT 2019
Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser
reproduzida ou utilizada por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e microfilme, sem permissão por
escrito da ABNT.

ABNT
Av.Treze de Maio, 13 - 28º andar
20031-901 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: + 55 21 3974-2300
Fax: + 55 21 3974-2346
abnt@abnt.org.br
www.abnt.org.br

ii © ABNT 2019 - Todos os direitos reservados


Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

ABNT NBR 7809:2019

Sumário Página

Prefácio................................................................................................................................................iv
1 Escopo.................................................................................................................................1
2 Referências normativas......................................................................................................1
3 Termos e definições............................................................................................................1
Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

4 Aparelhagem........................................................................................................................2
5 Amostragem........................................................................................................................2
6 Preparação da amostra para ensaio..................................................................................2
7 Procedimento de ensaio.....................................................................................................2
8 Resultados e relatório.........................................................................................................3
8.1 Cálculo.................................................................................................................................3
8.2 Relatório do ensaio.............................................................................................................3

Tabela
Tabela 1 – Quantidade mínima de material para ensaio...................................................................2

© ABNT 2019 - Todos os direitos reservados iii


Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

ABNT NBR 7809:2019

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Foro Nacional de Normalização.


As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB),
dos Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais
(ABNT/CEE), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas pelas partes interessadas
no tema objeto da normalização.
Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

Os Documentos Técnicos ABNT são elaborados conforme as regras da ABNT Diretiva 2.

A ABNT chama a atenção para que, apesar de ter sido solicitada manifestação sobre eventuais
direitos de patentes durante a Consulta Nacional, estes podem ocorrer e devem ser comunicados
à ABNT a qualquer momento (Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996).

Os Documentos Técnicos ABNT, assim como as Normas Internacionais (ISO e IEC), são voluntários
e não incluem requisitos contratuais, legais ou estatutários. Os Documentos Técnicos ABNT
não substituem Leis, Decretos ou Regulamentos, aos quais os usuários devem atender, tendo
precedência sobre qualquer Documento Técnico ABNT.

Ressalta-se que os Documentos Técnicos ABNT podem ser objeto de citação em Regulamentos
Técnicos. Nestes casos, os órgãos responsáveis pelos Regulamentos Técnicos podem determinar
as datas para exigência dos requisitos de quaisquer Documentos Técnicos ABNT.

A ABNT NBR 7809 foi elaborada no Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados
(ABNT/CB-018), pela Comissão de Estudo de Requisitos e Métodos de Ensaios de Agregados
para Concreto (CE-018:200.001). O Projeto de Revisão circulou em Consulta Nacional conforme
Edital nº 11, de 23.11.2018 a 21.01.2019.

A ABNT NBR 7809:2019 cancela e substitui a (ABNT NBR 7809:2006 Versão corrigida:2008),
a qual foi tecnicamente revisada.

O Escopo em inglês da ABNT NBR 7809 é o seguinte:

Scope
This Standard specifies the test method for the determination of the index of particle shape for coarse
aggregate with nominal maximum size greater than 9.5 mm by the caliper method.

iv © ABNT 2019 - Todos os direitos reservados


Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 7809:2019

Agregado graúdo ― Determinação do índice de forma pelo método do


paquímetro ― Método de ensaio

1 Escopo
Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

Esta Norma especifica o método para determinação do índice de forma de agregados graúdos
com dimensão máxima característica maior que 9,5 mm, pelo método do paquímetro.

2 Referências normativas
Os documentos relacionados a seguir são indispensáveis à aplicação deste documento.
Para referências datadas, aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas,
aplicam-se as edições mais recentes do referido documento (incluindo emendas).

ABNT NBR NM 26, Agregados – Amostragem

ABNT NBR NM 27, Agregados – Redução da amostra de campo para ensaios de laboratório

ABNT NBR NM 248, Agregados – Determinação da composição granulométrica

ABNT NBR NM ISO 3310-1, Peneiras de ensaio – Requisitos técnicos e verificação – Parte 1: Peneiras
de ensaio com tela de tecido metálico

3 Termos e definições
Para os efeitos deste documento, aplicam-se os seguintes termos e definições.

3.1
comprimento de um grão
c
maior dimensão possível de ser medida em qualquer direção do grão

3.2
espessura de um grão
e
menor distância possível entre planos paralelos entre si, em qualquer direção do grão

3.3
índice de forma do agregado
relação entre o comprimento médio e a espessura média dos grãos do agregado maiores que 9,5 mm,
ponderada pela porcentagem de grãos retidos de cada fração granulométrica

3.4
índice de forma potencial do agregado
menor distância possível entre planos paralelos entre si em qualquer direção do grão

© ABNT 2019 - Todos os direitos reservados 1


Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

ABNT NBR 7809:2019

4 Aparelhagem
Para a realização dos ensaios estabelecidos nesta Norma, deve ser utilizada a aparelhagem descrita
a seguir e demais instrumentos e acessórios comuns aos laboratórios de ensaios:

 a) peneiras de ensaio de acordo com a ABNT NBR NM ISO 3310-1, das séries normal e interme-
diária, como estabelece a ABNT NBR NM 248;
Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

 b) paquímetro calibrado com resolução de 0,1 mm ou melhor;

 c) estufa capaz de manter a temperatura no intervalo de (105 ± 5) °C.

5 Amostragem
A amostragem do agregado e a sua redução para ensaio devem ser realizadas de acordo com as
ABNT NBR NM 26 e ABNT NBR NM 27, nas quantidades mínimas estabelecidas na Tabela 1.

Tabela 1 – Quantidade mínima de material para ensaio


Fração granulométrica Massa mínima da amostra inicial
(abertura da peneira) kg
> 9,5 mm e ≤ 19 mm 5
> 19 mm e ≤ 25 mm 10
> 25 mm e ≤ 37,5 mm 15
> 37,5 mm 20

6 Preparação da amostra para ensaio


Secar a amostra em estufa mantida a (105 ± 5) °C até massa constante ou pelo menos por 24 h.

Realizar a análise granulométrica da amostra, de forma a dividi-la em frações, de acordo com a


ABNT NBR NM 248, utilizando as peneiras das séries normal e intermediária, a partir da peneira
de abertura 9,5 mm.

Desprezar as frações passantes na peneira com abertura de malha de 9,5 mm e aquelas cujas
porcentagens, retidas individuais em massa, sejam iguais ou menores que 5 %.

7 Procedimento de ensaio
Cada fração obtida de acordo com a Seção 6 deve ser quarteada como estabelece a ABNT NBR NM 27,
até a obtenção do número de grãos resultantes do cálculo pela seguinte equação:
200
Ni = ⋅ Fi
F1 + F2 + ...F i ...Fn
onde

200 representa o número de grãos necessários para a realização do ensaio;

2 © ABNT 2019 - Todos os direitos reservados


Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

ABNT NBR 7809:2019

Ni é o número de grãos a serem medidos na fração i;

Fi é a porcentagem de massa retida individual da fração i;

F1 + F2 + ... Fi ... Fn é a soma das porcentagens, retidas individuais, em massa, das frações obtidas.

Quando Ni for fracionário, deve ser arredondado ao inteiro mais próximo.


Arquivo de impressão gerado em 06/04/2019 14:25:17 de uso exclusivo de FERNANDA DE ANDRADE SALGADO [110.959.527-14]

Efetuar, com o auxílio do paquímetro, a medida, em milímetros, do comprimento (c) e da espessura


(e) de cada um dos grãos obtidos.

8 Resultados e relatório
8.1 Cálculo

O índice de forma é calculado pela seguinte equação:


c
I = médio
emédio
onde

I é o índice de forma do agregado

cmédio é o comprimento médio, expresso em milímetros (mm) dos 200 grãos;

emédio é a espessura média, expressa em milímetros (mm) dos 200 grãos.

8.2 Relatório do ensaio

Deve constar no relatório de ensaio o seguinte:

 a) identificação da amostra;

 b) granulometria, conforme a ABNT NBR NM 248;

 c) cmédio e emédio do agregado;

 d) índice de forma do agregado, calculado conforme 8.1;

 e) caso seja determinado o índice de forma potencial, deve ser discriminado o processo de
cominuição utilizado.

© ABNT 2019 - Todos os direitos reservados 3