Sei sulla pagina 1di 7

Domingo no parque

O rei da brincadeira - ê, José


O rei da confusão - ê, João
Um trabalhava na feira - ê, José
Outro na construção - ê, João

A semana passada, no fim da semana


João resolveu não brigar
No domingo de tarde saiu apressado
E não foi pra Ribeira jogar
Capoeira
Não foi pra lá pra Ribeira
Foi namorar

O José como sempre no fim da semana


Guardou a barraca e sumiu
Foi fazer no domingo um passeio no parque
Lá perto da Boca do Rio
Foi no parque que ele avistou
Juliana
Foi que ele viu

Juliana na roda com João


Uma rosa e um sorvete na mão
Juliana, seu sonho, uma ilusão
Juliana e o amigo João
O espinho da rosa feriu Zé
E o sorvete gelou seu coração

O sorvete e a rosa - ô, José


A rosa e o sorvete - ô, José
Oi, dançando no peito - ô, José
Do José brincalhão - ô, José

O sorvete e a rosa - ô, José


A rosa e o sorvete - ô, José
Oi, girando na mente - ô, José
Do José brincalhão - ô, José

Juliana girando - oi, girando


Oi, na roda gigante - oi, girando
Oi, na roda gigante - oi, girando
O amigo João - João

O sorvete é morango - é vermelho


Oi, girando, e a rosa - é vermelha
Oi, girando, girando - é vermelha
Oi, girando, girando - olha a faca!
Olha o sangue na mão - ê, José
Juliana no chão - ê, José
Outro corpo caído - ê, José
Seu amigo, João - ê, José

Amanhã não tem feira - ê, José


Não tem mais construção - ê, João
Não tem mais brincadeira - ê, José
Não tem mais confusão - ê, João

Composição : Padre Zezinho


Olha o que foi meu bom José
Se apaixonar pela donzela
Dentre todas a mais bela
De toda sua Galiléia
Casar com Deborah ou com Sarah
Meu bom José você podia
E nada disso acontecia
Mas você foi amar Maria
Você podia simplesmente
Ser carpinteiro e trabalhar
Sem nunca ter que se exilar
De se esconder com Maria
Meu bom José você podia
Ter muitos filhos com Maria
E teu ofício ensinar
Como teu pai sempre fazia
Porque será, meu bom José
Que esse teu pobre filho um dia
Andou com estranhas idéias
Que fizeram chorar Maria
Me lembro às vezes de você
meu bom José, meu pobre amigo
Que desta vida só queria
Ser feliz com sua Maria

translating from English to Yoruba

My Sweet Lord

(George Harrison)

Meu doce senhor


My sweet lord
Meu doce senhor
Hm, my lord
Hum, meu senhor
Hm, my lord
Hum, meu senhor

I really want to see you


Eu quero realmente vê-lo
Really want to be with you
Queira realmente ser com você
Really want to see you lord
Queira realmente vê-lo senhor
But it takes so long, my lord
Que ele não te tomará muito tempo, meu senhor

My sweet lord
Meu doce senhor
Hm, my lord
Hum, meu senhor
Hm, my lord
Hum, meu senhor

I really want to know you


Eu quero realmente conhecê-lo
Really want to go with you
Queira realmente ir com você
Really want to show you lord
Queira realmente mostrar-lhe o senhor
That it won't take long, my lord (hallelujah)
Que ele não te tomará muito tempo, meu senhor (o aleluia)

My sweet lord (hallelujah)


Meu doce senhor (aleluia)
Hm, my lord (hallelujah)
Hum, Meu senhor (aleluia)
My sweet lord (hallelujah)
Meu doce senhor (aleluia)

I really want to see you


Eu quero realmente vê-lo
Really want to see you
Queira realmente vê-lo
Really want to see you, lord
Queira realmente vê-lo, senhor
Really want to see you, lord
Queira realmente vê-lo, senhor
But it takes so long, my lord (hallelujah)
Que ele não te tomará muito tempo, meu senhor (o aleluia)

My sweet lord (hallelujah)


Meu doce senhor (aleluia)
Hm, my lord (hallelujah)
Hum, Meu senhor (aleluia)
My, my, my lord (hallelujah)
Meu, meu, meu senhor (aleluia)

I really want to know you (hallelujah)


Eu queira realmente conhecê-lo (o aleluia)
Really want to go with you (hallelujah)
Queira realmente ir com você (o aleluia)
Really want to show you lord (aaah)
Queira realmente mostrar-lhe o senhor (o aaah)
That it won't take long, my lord (hallelujah)
Que ele não te tomará muito tempo, meu senhor (o aleluia)

Hmm (hallelujah)
Humm (aleluia)
My sweet lord (hallelujah)
Meu doce senhor (aleluia)
My, my, lord (hallelujah)
Meu, meu, senhor (aleluia)

Hm, my lord (hare krishna)


Hum, meu senhor (krishna da lebre)
My, my, my lord (hare krishna)
Hum, meu senhor (krishna da lebre)
Oh hm, my sweet lord (krishna, krishna)
Oh hum, meu senhor doce (krishna, krishna)
Oh-uuh-uh (hare hare)
Oh-uuh-uh (lebre da lebre)

Now, I really want to see you (hare rama)


Agora, eu quero realmente vê-lo (o rama da lebre)
Really want to be with you (hare rama)
Queira realmente ser com você (o rama da lebre)
Really want to see you lord (aaah)
Queira realmente vê-lo senhor (o aaah)
But it takes so long, my lord (hallelujah)
Queira realmente vê-lo senhor (o aaah)

Hm, my lord (hallelujah)


Hum, meu senhor (aleluia)
My, my, my lord (hallelujah)
Meu, meu, meu senhor (aleluia)
My sweet lord (hallelujah)
Meu senhor doce (aleluia)
My sweet lord (hallelujah)
Meu senhor doce (aleluia)
My lord (hallelujah)
Meu senhor (aleluia)
Hm, hm (hallelujah)
Hum, hum (aleluia)
Hm, hm (hallelujah)
Hum, hum (aleluia)
Hm, hm (hallelujah)
Hum, hum (aleluia)
Hm, hm (hallelujah)
Hum, hum (aleluia)
My sweet lord (hallelujah)
Meu senhor doce (aleluia)
My sweet lord (My sweet lord)
Meu senhor doce (meu doce senhor)
My, my, my lord (hallelujah)
Meu, meu, meu senhor (aleluia)
My, my, my, my lord (hallelujah)
Meu, meu, meu, meu senhor (aleluia)
My sweet lord (Hallelujah)
Meu doce senhor (aleluia)

Tenente Bezerra
Genival Lacerda
Quando o Tenente Bezerra
Chegou em Angico e matou Lampião
Eu tava no bando seu moço
Eu era criança e prestei atenção

Eu nasci muito pobre


Não sei quem é meu pai
Não conheço o irmão
Mas fui criado com ele seu moço
Até que acabara a função

Hoje eu nem sei atirar


Nem me interessa isso não
Mas aprendi a xaxar
E me formei num baião

Baião, ô ôôô Baião


Baião, ô ôôô Baião

Toque a sanfona que eu quero xaxar


Bate, bate zabumba que eu vou me espalhar, viu?
Toque a sanfona que eu quero xaxar
Bate, bate zabumba que eu vou me espalhar

Sebastiana
Jackson do Pandeiro
Convidei a comadre Sebastiana
Pra cantar e xaxar na Paraíba
Ela veio com uma dança diferente
E pulava que só uma guariba
E gritava: a, e, i, o, u, y

Já cansada no meio da brincadeira


E dançando fora do compasso
Segurei Sebastiana pelo braço
E gritei, não faça sujeira
O xaxado esquentou na gafieira
E Sebastiana não deu mais fracasso
Mas gritava: a, e, i, o, u, y
Coração De Luto
Teixeirinha
O maior golpe do mundo
Que eu tive na minha vida
Foi quando com nove anos
Perdi minha mãe querida

Morreu queimada no fogo


Morte triste, dolorida
Que fez a minha mãezinha
Dar o adeus da despedida

Vinha vindo da escola


Quando de longe avistei
O rancho que nós morava
Cheio de gente encontrei

Antes que alguém me dissesse


Eu logo imaginei
Que o caso era de morte
Da mãezinha que eu amei

Seguiu num carro de boi


Aquele preto caixão
Ao lado eu ia chorando
A triste separação

Ao chegar no campo santo


Foi maior a exclamação
Cobriram com terra fria
Minha mãe do coração

Dali eu saí chorando


Por mãos de estranhos levado
Mas não levou nem dois meses
No mundo fui atirado

Com a morte da minha mãe


Fiquei desorientado
Com nove anos apenas
Por este mundo jogado

Passei fome, passei frio


Por este mundo perdido
Quando mamãe era viva
Me disse: filho querido

Pra não roubar, não matar


Não ferir, não ser ferido
Descanse em paz, minha mãe
Eu cumprirei seu pedido

O que me resta na mente


Minha mãezinha é teu vulto
Recebas uma oração
Desse filho que é teu fruto

Que dentro do peito traz


O seu sentimento oculto
Desde nove anos tenho
O meu coração de luto.

O aumento do leite machucou meu coração ( ANASTACIA )