Sei sulla pagina 1di 5

COLÉGIO PEDRO II - CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO III

2ª SÉRIE – MATEMÁTICA I – PROF. WALTER TADEU


www.professorwaltertadeu.mat.br
FUNÇÃO LOGARÍTIMICA – 2012 - GABARITO
2 x
1. Seja f ( x )  . log , onde k = 7.10-3. Qual o valor de x para o qual f(x) = 6.
3 k
Solução. Substituindo os valores, temos:

 2 x
f(x)  .log 3 2 x x 3 x
 3 7.10  . log 3
 6  log 
3  
6 .  lo g 3
9
f(x)  6 3 7.10 7.10  2  7.10 .

x 9
 3  10  x  7.103.109  7.106  7000000
7.10
 
2. Se k  log 5 6  35 , determine o valor de 5k + 5-k.
Solução. Utilizando a propriedade a loga N  N , temos:
1 1 1  1   6  35 
5 k  5 k  5 k  k
 5 log5  6  35 

log5 6  35
 
  6  35  6  35  6  35   6  35 . 6  35  
5 5   .
6  35
 6  35   6  35  6  35  12
36  35

3. Se S é a soma das raízes da equação log 2 x  log x  2  0 , então calcule o valor de 1073 - 10S.
Solução. A equação está definida para x > 0. Resolvendo, vem:

logx  y y  2
2  y  y  2  0  (y  2).(y  )1  0   
2

log x  logx  2  0  y  1
i) logx  2  x  102  100
 1 1001
 1  S  100   .

i )i logx  1 x  101  10 10


 10
1001
Logo, 1073 10   1073 1001 72
 10 
4. Calcule o valor de y = 6x onde x  log3 2 . log 6 3 .   
 log6 2
log3 2  log 3 log6 2 log6 3 log6 2 log 2
 6
. 6
 log3 2. log6 3  log6 3 log6 6 log6 6 l log6 2
Solução.
 y6 6 6 6 6 2.
log 3  log6 3
 6 log6 6
5. (UEFS) Sendo log 2  0,301, o número de algarismos de 520 é:
a) 13 b) 14 c) 19 d) 20 e) 27

Solução.
 10 
log 5 20  20. log 5  20. log   20(log10  log 2)  20(1  0,301)  20(0,699)  13,98
 2  .
 5  13  1  14 a lg arismos
20

6. (UFBA) Considere a equação 10 x  0,4658  368 . Sabendo-se que log 3,68  0,5658 , calcule 10x.

10 x0,4658  368


 
log 3,68  0,5658  3,68  10  3,68.10  10 .10  368  10
0,5658 2 0,5658 2 2,5658
Solução. .
x 0,4658
 10  10  x  0,4658  2,5658  x  2,5658  0,4658  2,1
2,5658

Logo, 10x  1 .(2,1)  21


7. (UEFS) O produto das raízes da equação log( x ²  7 x  14 )  2 log 2 é:
a) 5 b) 7 c) 10 d) 14 e) 35
2
Solução. A condição é que x – 7x + 14 > 0. Não há raízes reais e a concavidade é para cima. Logo sempre
será positiva. Resolvendo, temos:

log( x²  7x  14)  2 log 2  log( x²  7x  14)  log 22  x²  7x  14  4 


x  2 .
 x²  7x  10  0  ( x  2).(x  5)  0    Pr oduto  2.5  10
x  5
 2x  3 
8. (UEFS) Determine o domínio da função y  log .
 4x 
2x  3
Solução. A condição de existência é  0 . Analisando a inequação, temos:
4x

3 
S =  , 4
2 

9. (UFBA) Determine o valor de x que satisfaz à equação log 2  x  3   log 2  x  2   1 .


Solução. A condição de existência é x > 3 e x > 2. Logo, x > 3. Resolvendo, temos:

log2  x  3  log2  x  2  1  log2  x  3. x  2  log2 2   x  3. x  2  2 


x  1  3  Fora
 x  5x  6  2  x  5x  4  0  ( x  1).( x  4)  0  
2 2
.
x  4
S  { 4}
10. (UFBA) Existe um número x diferente de 10, tal que o dobro do seu logaritmo decimal excede de duas
unidades o logaritmo decimal de (x – 9). Determine x.
Solução. De acordo com as informações, temos:

x  0
2 log x  log x  9  2  log x  log x  9  2  Condição :   x  9
2

x  9
x2 x2
 log  log10   100  x 2  100 x  900  x 2  100 x  900  0 
2

x9 x9 .

x  10  Hipótese : (x  10)
 ( x  10).(x  90)  0  
x  90
S  {90}
x
11. (PUC) O logaritmo, em uma base x, do número y  5  é 2. Então x é igual a:
2
3 4 5
a) b) c) 2 d)5 e)
2 3 2
Solução. Utilizando a definição de logaritmos, vem:

 x x 1  1  4(2)(10) 1  81 1  9
logx  5    2  5   x 2  2x 2  x  10  0  x    
 2 2 2(2) 4 4
 1  9 10 5
x  4  4  2
.
5
 l x
x  1  9   8  2  0  Base  0 2
 4 4
12. Resolva as equações:
1
 
a) log x 2   log x 
2
b) log 2 3 x  log8 x  log 64 x 
2

3
Solução. Estabelecendo as condições de existência, temos:
logx  y y  0
 2 2  y  2y  0  y(y  )2  0   
2


log x  logx  2logx  logx
2
y  2
a)
i) lo g x  0  x  1 .

i ) logx  2  x  102  100


S  {1, 100}
1 y 1 y
i) log 2 x  y; log8 x  log23 x  . log2 x  ; log 64 x  log 26 x  .log 2 x 
3 3 6 6
1
1 1
ii) log2 x  log8 x  log 64 x   log2 x 3  log23 x  2 log26 x  
3 2

3 3
b)  .y   2.       
1 y y 1 y y y 1 3 y 1
  3y  1  y 
1 .
 
3 3 6 3 3 3 3 3 3 3 3
1
1
iii) log 2 x   x  23  3 2
3
S  {3 2 }

13. (UERJ) O número, em centenas de indivíduos, de um determinado grupo de animais, x dias após a liberação
de um predador em seu ambiente, e expresso pela seguinte função:  
f ( x )  log5 3 5 x 4 . Após cinco dias da
liberação do predador, o número de indivíduos desse grupo presentes no ambiente será igual a:
a) 3 b) 4 c) 300 d) 400
Solução. O valor pedido é encontrado calculando f(5).
y y

 
   4
1 4y 4y 3
i) log5 3 5 5  y  5  5 5  5   5.5 3   5   5 3   5   5  3 
y
3
 1 y 
    3 4
    .
    3
ii) f ( x )  log5 3 5 x  f (5)  log5 3 5 5  4.log5 3 5 5  4.  3
4 4

14. (VUNESP) Os átomos de um elemento químico radioativo possuem uma tendência natural a se desintegrar
(emitindo partículas e se transformando em outro elemento). Assim sendo, com o passar do tempo, a quantidade
original desse elemento diminui. Suponhamos que certa quantidade de um elemento químico radioativo com
t

inicialmente m₀ gramas de massa se decomponha segundo a equação matemática m( t )  m .10 70 , onde m(t)
0
é a quantidade de massa radioativa no tempo t (em anos). Usando a aproximação log2 = 0,3, determine quantos
anos demorará para que esse elemento se decomponha até atingir um oitavo da massa inicial.
Solução. O valor procurado corresponde a t, tal que m(t) = M0/8. Substituindo na função e utilizando as
propriedades dos logaritmos, temos:
 
t

m(t)  m0 .10 70 t
 m
t
 1 t 1 t 3
 m  m 0 . 10 70
 0
 10 70
    l og10    log10 2 
m(t)  0 8 8 70 8 70 .
 8
t
   3(0,3)  t  70.(0,9)  63 anos
70
15. (EPUSP) Se log (a  b)  16 e log (a  b)  8 , calcule log  a  b  . 2 2
2 2 2

Solução. Utilizando a fatoração, temos:

 
log2 a 2  b 2  log2   a  b a  b   log2  a  b  log2  a  b  8  16  24 .