Sei sulla pagina 1di 1

Revisão Sobre Pré História e História Antiga

1) A vida humana no paleolítico foi caracterizada pela migração constante, ou seja, o homem era nômade e viviam se
deslocando de um lugar para outro em busca de caça e alimentos. Viviam da caça, da pesca, da coleta de frutos e
raízes. O homem viviam em cavernas e desenvolveram as pinturas rupestres. Não conheciam a agricultura e nem a
domesticação de animais. Conheciam o fogo, porém não dominava o seu uso. Usavam instrumentos feitos de pedra
e de madeira.
2) No fim do Paleolítico o homem descobriu a agricultura o qual marcou o fim desta fase e marcou o início do
Neolítico. Os homens passaram a serem sedentários, começam a construir casas de palafitas, passam a constituir
famílias, inicia a domesticação de animais, passam a dominar o fogo através do atrito das pedras e começam a
cozinhar os seus alimentos.
3) No fim do Neolítico os homens descobrem o estanho e o cobre que fundidos e misturados deram origem ao
bronze. A partir deste o homem começou a produzir objetos de metais substituindo os de pedras e madeiras como:
facas, lanças, flechas, arpões e escudos.
4) As principais semelhanças entre as civilizações egípcias e mesopotâmicas estão relacionados à forma de
organização social e comércio, ou seja, ambas eram formadas por uma hierarquia social: 1º Monarca, 2º sacerdote
ou escribas, 3º chefes militares, 4º homens livres e 5º escravos. Na agricultura se assemelhavam naquilo que
plantavam e cultivavam como: trigo, cevada, centeio e aveia. Outra grande semelhança era a proximidade com os
rios que favoreciam a agricultura. Outra semelhança é de que ambas eram politeístas. Entre as diferenças pode se
destacar é que o Egito tinha como governante e líder maior a figura do faraó, já os mesopotâmicos tinha a figura do
imperador e um política descentralizada tribal, onde cada região – como caldeia, assíria, Babilônia, Suméria e outras
– tinha seu próprio governante.
6) O Rio Nilo era considerado um deus, ou o deus Nilo, diante de sua importância para a agricultura e que estava
relacionada à abundância. Seu alto índice pluviométrico contribuía para a plantação e colheita. O faraó sempre
associava a sua figura de governante a um deus e ao Nilo.
7) São vários os elementos da cultura egípcia, entre eles podemos destacar as grandes construções arquitetônicas
como as pirâmides e os templos os quais utilizaram e desenvolveram a geometria. Também consta com elemento
cultural deixado pelos egípcios as escritas hieroglíficas que representavam cenas do cotidiano, além da contribuição
e descoberta da medicina a partir do momento em que dessecavam os corpos para o ritual de mumificação e assim
começaram a estudar o corpo humano em sua parte interna.
8) Por ser localizado próximo do litoral e ter sua área cortada por mares a civilização fenícia se tornaram grandes
navegadores marítimos e comerciantes utilizando as rotas marítimas como tráfego e rota de comércio
desenvolvendo assim relação comercial com várias civilizações da antiguidade.
9) O estado fenício era liderado pelo imperador – assim como as demais civilizações da antiguidade, depois dele
vinha o sacerdote ou escriba, logo após vinha os chefes militares ou guerreiros, os homens livres e por último os
escravos.
10) Uma das grandes contribuições da civilização hebraica para o mundo, e principalmente para o mundo ocidental
foi a difusão do monoteísmo, a crença em um só Deus, Jeová.
11) A história da civilização hebraica e divida em três períodos: Patriarcas, juízes e reis. O patriarcalismo foi uma fase
em que não existia chefe político e um grande líder estadista. As tribos da civilização hebraica era liderada e
“governada” pela figura do patriarca ou o chefe da família, o homem mais velho que era o responsável por todas as
esferas da sociedade tribal de cada povo hebreu.
12) O Cisma foi quando o povo hebreu foi levado cativo para o Egito e para outros impérios do Oriente onde os
hebreus serviram como escravos. O cisma pode ocorrer em qual quer civilização, pois ela significa separação de um
povo do seu meio cultural e social. Já a diáspora significa a dispersão dos povos hebreus para várias partes do
mundo.
13) Os Persas tratavam as outras nações de forma inferior e ao invadir impunha a sua crença e seus costumes a
esses povos. Várias foram as nações invadidas pelos povos persas entre elas: os gregos e os mongóis.
14) Além de contar com essas medidas de cunho político, o Império Persa garantiu sua hegemonia por meio da
construção de diversas estradas. Ao mesmo tempo em que a rede de estradas garantia um melhor deslocamento
aos exércitos, também servia de apoio no desenvolvimento das atividades comerciais.
15) A semelhança encontrada entre a escrita cuneiforme, o hieróglifos e o alfabeto fenício é a forma de escrita
pictogrâmicas e algumas formas de grafias semelhantes e em alguns casos idênticas e que muitas vezes
representavam imagens e desenhos de animais, pessoas, chifres, gravetos e outros.