Sei sulla pagina 1di 16

Introdu¸ca˜o `as Probabilidades e Estat´ıstica

Licenciatura em Engenharia Informa´tica Licenciatura em Tecnologias de Informa¸c˜ao Licenciatura em Engenharia Geoespacial

2018/2019

NOTA: Os exerc´ıcios marcados com (*) s˜ao exerc´ıcios suplementares e n˜ao ser˜ao resolvidos nas aulas te´orico-pr´aticas.

1. Um par de dados (distingu´ıveis) ´e lancado¸

uma vez.

(a)

Descreva o espaco¸ de resultados.

 

(b)

Se em vez de lan¸car dois dados (distingu´ıveis) uma vez, lancasse¸

um dado duas vezes,

como descreveria o espaco¸

de resultados?

(c)

Supondo que os dados s˜ao equilibrados, descreva os seguintes acontecimentos e calcule

as

respectivas probabilidades:

i. sair a face 3 num so´ dado; ii. sair a face 4 pelo menos num dado;

iii. a soma do nu´mero de pintas obtidas nos dois dados ´e igual a 6;

iv. o produto do n´umero de pintas obtidas nos dois dados ´e um nu´mero ´ımpar.

2. Duas lˆampadas vao˜ ser submetidas a um teste que consiste em mantˆe-las ligadas at´e que ambas falhem. Sabe-se que nenhuma das lˆampadas dura mais de 1600 horas. Descreva o espaco¸ de resultados e os seguintes acontecimentos:

(a)

A: Nenhuma das lˆampadas tem dura¸c˜ao superior a 1000 horas.

(b)

B: S´o uma das lˆampadas tem dura¸c˜ao superior a 1000 horas.

(c)

C: A soma dos tempos de durac¸˜ao das duas lˆampadas ´e inferior a 2000 horas.

3. Sabe-se que, num lote de 6 chips, 2 s˜ao defeituosos. S˜ao escolhidos, para teste, 2 chips ao acaso (sem reposi¸cao).˜ Descreva o espaco¸ de resultados e calcule a probabilidade de que ambos sejam defeituosos.

4. Um novo v´ırus de computador pode entrar no sistema atrav´es do e-mail ou da Internet. A probabilidade de receber o v´ırus atrav´es do e-mail ´e igual a 0.3, enquanto atrav´es da Internet a probabilidade ´e igual a 0.4. O v´ırus entra no sistema simultaneamente atraves´ do e-mail e da Internet com probabilidade 0.15. Qual a probabilidade de que o v´ırus n˜ao entre no sistema?

1

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

 

2

5. Sabendo

que P (A)

=

0.25,

P (B)

=

0.50

e

P (A

B)

=

0.20, determine:

(a)

P (A);

 

(d)

P (A B);

(f) P (A B);

 

(b)

P (A

B);

(e)

P (A B);

(g) P (A B);

 

(c)

P (A B).

 

6. Sejam A e B acontecimentos tais que P (A) + P (B) = 0.6 e P (A B) = 0.1. Determine a probabilidade de que:

(a)

se realize pelo menos um dos dois acontecimentos;

(b)

n˜ao se realize nenhum dos dois acontecimentos;

(c)

se realize um e so´ um dos dois acontecimentos;

(d)

se realize quanto muito apenas um dos dois acontecimentos.

7. Segundo certa empresa de estudos de mercado, a preferˆencia da populac¸˜ao de uma dada cidade pelas 3 marcas existentes (A, B e C) de um produto ´e dada pelas seguintes percentagens sobre o total da populac¸ao:˜

Consumidores de A:

51%

Consumidores de A e B:

28%

Consumidores de B:

62%

Consumidores de A e C:

21%

Consumidores de C:

40%

Consumidores de B e C:

24%

Consumidores de A, B e C:

10%

Calcule a probabilidade de que uma pessoa tomada ao acaso nessa cidade seja consumidora:

(a)

das marcas A ou B;

(b)

somente de A e C;

(c)

de pelo menos uma das marcas;

(d)

de nenhuma delas.

8. Um engenheiro qu´ımico tem a seu cargo um processo particular de refinac¸ao˜ de oleo,´ numa determinada f´abrica. Tem demonstrado a experiˆencia que 40% de todas as paralisa¸coes˜ s˜ao devidas a falhas humanas, 5% a falhas humanas envolvendo tamb´em o equipamento e 10% a falhas de equipamento nao˜ envolvendo falhas humanas. Considere os acontecimentos H - ocorrˆencia de falha humana e E - ocorrˆencia de falha de equipamento. Verificou-se uma paralisa¸c˜ao.

(a)

Determine a probabilidade de:

i. ter sido devida a uma falha do equipamento ou a uma falha humana;

 

ii. ter sido devida unicamente a uma falha humana (isto e,´ ter havido falha humana n˜ao t´ecnica);

e

iii. n˜ao ter sido devida nem a falha do equipamento, nem a falha humana;

iv. ter havido uma falha humana, sabendo que houve uma falha de equipamento;

v. ter havido uma falha humana, sabendo que n˜ao houve falha de equipamento.

(b)

Ser˜ao os acontecimentos H e E independentes?

9. Um fabricante de telem´oveis inspeciona os chips de memoria´

antes de eles serem usados

na

montagem dos telem´oveis. Da experiˆencia passada sabe-se que:

- a probabilidade de um chip n˜ao ser defeituoso ´e 0.9;

- a probabilidade de um chip defeituoso ser aprovado na inspe¸c˜ao ´e 0.05;

- a probabilidade de um chip n˜ao defeituoso ser aprovado na inspec¸˜ao ´e 0.99.

Determine:

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

3

(a)

a probabilidade de um chip nao˜

ser defeituoso e ser aprovado na inspec¸ao;˜

(b)

probabilidade de um chip n˜ao ser aprovado na inspec¸˜ao;

(c)

probabilidade de um chip n˜ao ser defeituoso, se foi aprovado na inspe¸c˜ao.

10. Uma urna cont´em 10 bolas idˆenticas em tudo exceto na cor: 6 s˜ao vermelhas e 4 s˜ao pretas. O Francisco retira uma bola, ao acaso, regista qual ´e a cor dessa bola e coloca-a outra vez na urna, juntamente com outra bola da mesma cor que tinha dispon´ıvel para este efeito (fora da urna). Em seguida, retira, ao acaso, uma segunda bola da urna. Determine a probabilidade de que as duas bolas extra´ıdas da urna sejam da mesma cor.

11. Considere um sistema formado por 3 componentes que funcionam de forma independente e em que a probabilidade de avaria de cada componente ´e 0.01. Determine a fiabilidade do sistema, i.e., a probabilidade do sistema funcionar se

(a)

as componentes forem ligadas em s´erie;

(b)

as componentes forem ligadas em paralelo.

12. Um sistema eletronico´ ´e constitu´ıdo por duas componentes A e B de forma que a avaria

de

qualquer uma delas inviabiliza o funcionamento do sistema. Sabe-se que a fiabilidade

(probabilidade de n˜ao avariar durante um per´ıodo de tempo fixo) do sistema ´e de 0.10 e que a probabilidade de falhar apenas uma componente ´e de 0.15 para A e de 0.30 para B.

(a)

Diga se as componentes funcionam independentemente uma da outra.

(b)

Com a montagem em paralelo das componentes (a falha deste sistema so´ ocorre com a avaria de ambas as componentes), a substitui¸c˜ao de B por uma nova componente mais fiav´ el (funcionando independentemente de A) levou `a obtenc¸˜ao de uma fiabilidade de 90%. Qual a fiabilidade da nova componente?

13. (*) Sabendo que P (A) = 0.5 e que P (A B) = 0.7, determine P (B) de modo a que:

(a)

A e B sejam acontecimentos disjuntos (ou mutuamente exclusivos);

(b)

A e B sejam acontecimentos independentes;

(c)

P (A|B) = 0.5.

14. Uma empresa de montagem de computadores recebe 24% das componentes do fornecedor A, 36% das componentes do fornecedor B e 40% das componentes do fornecedor C. Tem-se constatado que a percentagem de componentes defeituosas ´e de 5% para o fornecedor A, 10% para o fornecedor B e 6% para o fornecedor C.

(a)

Determine a probabilidade de que um computador, montado nesta empresa, tenha uma componente defeituosa.

(b)

Verificou-se que um computador tinha uma componente defeituosa. Por qual dos

fornecedores ´e mais prov´avel que tenha sido enviada esta componente?

15. (*) Suponha que s˜ao realizadas entrevistas de candidatura a um emprego e que se consideram dois acontecimentos: “o candidato tem boa aparˆencia” (acontecimento A) e “o candidato conseguiu o emprego” (acontecimento B).

Sabendo que P (A) = 0.4, P (B) = 0.2 e P (A B) = 0.4.

(a) Calcule a probabilidade de o candidato ter boa aparˆencia e conseguir o emprego.

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

4

(b)

Os acontecimentos “o candidato tem boa aparˆencia” e “o candidato conseguiu o emprego” s˜ao independentes?

(c)

Calcule a probabilidade de o candidato ter boa aparˆencia sabendo que conseguiu o

emprego.

16. Foi aperfeicoado¸ um teste para detetar uma certa doen¸ca rara; o teste ´e capaz de detetar a doenca¸ em 97% dos casos em que o indiv´ıduo est´a infetado. Quando o mesmo teste ´e aplicado

a indiv´ıduos saud´aveis, 5% deles sao˜ incorretamente diagnosticados como tendo a doenca.¸ Quando ´e aplicado a indiv´ıduos que tˆem outras doen¸cas menos graves, o resultado

´e incorreto 10% das vezes. Sabe-se que as percentagens dos trˆes tipos de indiv´ıduos na

popula¸cao˜ s˜ao 1%, 96% e 3%, respetivamente. Calcule a probabilidade de um indiv´ıduo selecionado aleatoriamente na popula¸c˜ao e submetido ao teste ter realmente a doenca,¸ se o

teste assim o indica.

17. Sejam A e B dois acontecimentos tais que P (A) = 0.3, P (B) = 0.5 e P (A B) = 0.65.

(a)

Os acontecimentos A e B sa˜ independentes?

(b)

Sabendo que se realizou pelo menos um dos dois acontecimentos, qual a probabilidade

que atribui `a realizac¸˜ao do acontecimento B?

18. Um canal de comunicac¸ao˜ binaria,´ constitu´ıdo por um transmissor e um recetor, transmite

usando apenas dois sinais: 0 e 1. Supondo que:

- a probabilidade de ser transmitido um 1 ´e igual a 0.40;

- a probabilidade de que um 0 transmitido seja corretamente recebido ´e igual a 0.90;

- a probabilidade de que um 1 transmitido seja corretamente recebido ´e igual a 0.95.

(a)

Calcule a probabilidade do recetor receber um 1.

(b)

Calcule a probabilidade de ter sido transmitido um 1, dado que foi recebido um 1.

(c)

Calcule a probabilidade de ocorrer um erro.

19. (*) Uma companhia que produz trans´ıstores tem 3 linhas de montagem A, B e C

produzindo, respetivamente, 15%, 35% e 50% da sua produc¸˜ao global. Suponha que as probabilidades de um trans´ıstor produzido por cada uma dessas linhas ser defeituoso s˜ao 0.01, 0.05 e 0.02, respetivamente.

(a)

Se for escolhido um trans´ıstor ao acaso, da produc¸˜ao global, qual ´e a probabilidade

de ser defeituoso?

(b)

Verificou-se que um certo trans´ıstor nao˜

apresenta defeitos. Qual ´e a probabilidade

de ter sido produzido na linha de montagem A?

(c)

Se forem retirados sucessivamente dois trans´ıstores, com reposi¸c˜ao, da produ¸c˜ao global, qual a probabilidade de que um seja defeituoso e o outro n˜ao?

20. Pretende-se estudar a incidˆencia de uma certa doen¸ca numa esp´ecie de insectos em que existem trˆes vezes mais machos do que fˆemeas. Sabe-se que a probabilidade de um insecto doente ser fˆemea ´e 2 e que, entre as fˆemeas, a probabilidade de contrair a doen¸ca ´e

1

3

.

2

(a)

Diga se pode considerar que a doen¸ca atinge os insectos independentemente do sexo.

(b)

Determine a probabilidade de um macho ter a doenca.¸

21. Uma moeda viciada tal que P (sair cara) =2/3 é lançada trˆes vezes.

Introduc¸˜ao as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

5

(a)

Estude a variav´ el aleat´oria que representa o nu´mero de coroas que ocorrem.

(b)

Determine a func¸ao˜

de distribuic¸ao˜

de X .

(c)

Calcule a probabilidade de obter mais de uma coroa nos 3 lancamen¸

tos.

(d)

Quantas coroas se espera que ocorram?

22. (*) Considere a seguinte func¸ao˜

0

0.2

()=

0.6

0.85

1

x<-1

-1≤x<0

0≤x<1

1≤x<2

x≥2

de distribuic¸ao˜

correspondente a uma v.a. X

(a)

Obtenha a mediana de X

(b)

Obtenha a

func¸ao˜

massa de probabilidade de X .

(c)

Calcule:

i. P (X < 2); P (X < 2|X 0);

ii.

 

iii. P (X > 1).

(d)

Determine a func¸ao˜

massa de probabilidade de Y = X 2 + 1.

23. Seja X o nu´mero de acidentes de viac¸ao˜ que ocorrem por semana num cruzamento. A func¸ao˜ massa de probabilidade de X ´e dada por:

x i

0

1

3

2 4

5

P (X = x i )

0.3

0.25

a b

0.16

0.01

(a)

Determine o valor das constantes a e b, sabendo que o nu´mero m´edio de acidentes que ocorrem por semana neste cruzamento ´e 1.5.

(b)

Calcule a mediana e a varianciaˆ

de X .

(c)

Considere a variav´ el aleat´oria Y = 2X + 3. Obtenha o valor m´edio e a varianciaˆ

de

Y .

24. Seja X uma variav´ el aleat´oria definida da seguinte forma:

X uma variav´ el aleat´oria definida da seguinte forma: Determine: (a) k e m de modo

Determine:

(a)

k

e m de modo que E(X) = ¼

(b)

(b) E(3X 2), E (X 2 ), E (|X |), V ar(3X 2), V ar(X 2 ) e V ar(|X |).

25. Um professor tenta lancar¸ o sumar´ io da sua aula te´orica no Portal de Ciˆencias no proprio´ dia e, caso nao˜ o consiga, tenta nos dias seguintes, fazendo uma u´nica tentativa por dia. A probabilidade de numa tentativa conseguir aceder ao sistema ´e de 0.6, independentemente do dia considerado.

(a) Considerando os sumarios´

de 10 aulas, determine a probabilidade de no maximo´

sumarios´

terem sido lancados¸

no pr´oprio dia da aula.

oito dos

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

6

(b) Suponha que o sumario´ de uma certa aula j´a foi objeto de 2 tentativas de lancamen¸ to, sem sucesso. Qual ´e a probabilidade de, no total, ser necessario´ esperar mais do que 5 dias at´e que o professor consiga lancar¸ o sumario?´ Comente o resultado obtido.

26. De um lote que cont´em 25 pe¸cas, das quais 5 sao˜

defeituosas, escolhem-se 3 ao acaso e seja

X

o n´umero de pecas¸

defeituosas encontradas. Obtenha a fun¸cao˜

massa de probabilidade

de X,

quando:

(a)

as pecas¸

s˜ao escolhidas com reposic¸ao;˜

(b)

as pe¸cas s˜ao escolhidas sem reposi¸c˜ao.

27. Os DVD’s de determinada marca tˆem probabilidade 0.01 de terem defeito (independentemente uns dos outros). Estes DVD’s s˜ao vendidos em caixas de 10, garantindo o fabricante que devolver´a o custo da caixa, mediante a devoluc¸˜ao da mesma, caso esta contenha mais do que um DVD defeituoso.

(a)

Qual a probabilidade de uma caixa ser devolvida?

(b)

Qual a probabilidade de, na compra de trˆes caixas, ter de se devolver uma?

28. (*) Sabe-se que 20% dos habitantes de uma grande cidade sofrem de hipertens˜ao. A percentagem de indiv´ıduos hipertensos que fumam ´e de 50%, enquanto entre os indiv´ıduos que n˜ao sofrem de hipertens˜ao, a percentagem de fumadores ´e de 30%.

(a)

Dado um indiv´ıduo escolhido ao acaso naquela popula¸c˜ao e sabendo que ´e fumador,

qual a probabilidade de ser hipertenso?

 

(b)

Indique a fun¸cao˜ massa de probabilidade da v.a. que representa o n´umero de indiv´ıduos hipertensos, de entre 10 indiv´ıduos fumadores escolhidos ao acaso naquela popula¸c˜ao.

(c)

Calcule

a

probabilidade

de,

em

10

indiv´ıduos

fumadores,

pelo

menos

3

serem

hipertensos.

29. Num estudo de mercado efetuado a utilizadores da Internet, verificou-se que 80% das liga¸coes˜ `a rede s˜ao asseguradas pelo fornecedor A, enquanto as restantes sao˜ efetuadas pelo fornecedor B. O resultado mais preocupante do estudo foi constatar que 25% dos utilizadores queixam-se de dificuldades na ligac¸˜ao e da excessiva lentid˜ao das comunicac¸˜oes, ou seja, est˜ao insatisfeitos. Constatou-se tamb´em que a percentagem de utilizadores insatisfeitos, entre os clientes do fornecedor A, ´e igual a 24%.

(a)

Entre os clientes do fornecedor B, qual ´e a probabilidade de um utilizador estar

insatisfeito?

(b)

Se um dado utilizador

est´a

insatisfeito,

qual a probabilidade de ser cliente do

fornecedor A?

(c)

Calcule a probabilidade de, em 10 utilizadores da Internet, haver pelo menos 2 insatisfeitos.

30. O n´umero de SMS que o Antonio´

recebe no seu telem´ovel, em cada 5 minutos, e´ uma v.a. com

distribuic¸˜ao de Poisson de valor m´edio 5. Determine a probabilidade de:

(a) num per´ıodo de 5 minutos, o Antonio´

i. no maximo´

3 SMS;

receber:

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

7

ii. no m´ınimo 4 SMS.

(b) num per´ıodo de 10m, o Antonio´

receber entre 6 e 9 SMS.

31. (*) Seja X a v.a. que representa o nu´mero de bact´erias, de um certo tipo, existentes num cm 3 de ´agua. Suponha que X tem distribuic¸˜ao de Poisson e que a probabilidade de n˜ao haver bact´erias num cm 3 de ´agua ´e igual a 0.05.

(a)

Se tivermos duas amostras de agua,´ distintas, com um cm 3 cada, qual a probabilidade de cada uma conter pelo menos uma bact´eria?

(b)

Qual a probabilidade de, numa amostra de dois cm 3 de ´agua, existirem quanto muito trˆes bact´erias?

32. Uma companhia de seguros recebe em m´edia, por dia, 5 participa¸coes˜ de acidentes.

(a)

Qual a probabilidade de num dia haver menos de trˆes participac¸oes?˜

(b)

Qual a probabilidade de haver uma participa¸c˜ao di´aria de quatro acidentes em trˆes dos pr´oximos cinco dias?

33. O n´umero de descargas efetuadas em cada mˆes numa ribeira tem distribui¸c˜ao de Poisson com desvio padr˜ao igual a 0.5.

(a)

Supondo que neste momento a ribeira n˜ao est´a polu´ıda, qual ´e a probabilidade da primeira descarga n˜ao ocorrer nos proximos´ 3 meses?

(b)

Um grupo de peritos ambientais estima que, se nos proximos´ 5 anos ocorrerem mais de 20 descargas, a ribeira ficar´a irrecuper´avel. Calcule o valor exato e um valor

aproximado para a probabilidade de isso vir a acontecer. Comente.

(c)

As autoridades so´ conseguem apurar a responsabilidade pelas descargas em 10% dos casos, independentemente de descarga para descarga. Qual ´e o valor esperado do nu´mero de descargas ocorridas at´e ser encontrado um responsav´ el?

34. (*) O tempo de recupera¸c˜ao de um doente asm´atico, apos´ inala¸c˜ao de um f´armaco em fase experimental, tem distribuic¸˜ao uniforme entre 0 e 5 minutos.

(a)

Qual a probabilidade de o doente n˜ao recuperar nos proximos´

45 segundos?

(b)

Calcule a probabilidade de o tempo de recuperac¸ao˜ n˜ao excede 3.5 minutos.

ser superior a 2 minutos, sabendo que

(c)

Qual o tempo m´edio de recupera¸c˜ao para aqueles doentes?

35. O tempo (em horas) necess´ario `a reparac¸˜ao de uma m´aquina, tem distribui¸c˜ao exponencial com

valor medio´

de duas horas.

(a)

Qual a probabilidade de o tempo de repara¸c˜ao exceder duas horas?

(b)

Qual a probabilidade de a repara¸c˜ao durar pelo menos dez horas, sabendo que a m´aquina j´a est´a a ser reparada h´a nove horas?

36. No aeroporto internacional de Pedras Negras, 70% das partidas correspondem a voos continentais, correspondendo as restantes a voos intercontinentais. Dado o grande volume de tr´afego deste aeroporto, os atrasos s˜ao frequentes. Assim, o atraso (em horas) com que partem os voos ´e uma v.a. com distribui¸c˜ao Exponencial de parametroˆ , cuja f.d. ´e F (x) = 1 e λx , x > 0. Sabe-se que λ = 2 no caso dos voos continentais e λ = 1 para os voos intercontinentais. Calcule a probabilidade de:

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

8

(a)

um voo continental partir com um atraso superior a 10 minutos, mas inferior a meia hora;

(b)

uma viagem se iniciar com mais de 2 horas de atraso;

(c)

um voo ser intercontinental, sabendo que partiu com um atraso inferior a 15 minutos.

37. Seja X uma v.a. N(3,4). Determine:

(a) P (X < 11);

(b)

P (X > 1);

(c)

P (2 < X < 7).

38. O tempo que um t´ecnico do CI gasta na resolu¸c˜ao de um problema inform´atico ´e uma variav´ el aleat´oria com distribui¸c˜ao Normal de valor m´edio 16 minutos e desvio padr˜ao igual a 4 minutos.

(a)

Calcule a probabilidade do t´ecnico gastar, na resolu¸c˜ao de um problema, menos de 8

minutos.

(b)

O t´ecnico est´a a trabalhar na resoluc¸˜ao de um problema h´a 12 minutos. Qual a probabilidade de concluir o trabalho nos 8 minutos seguintes?

(c)

Para fazer um planeamento mais eficaz do seu dia de trabalho, o tecnico´

pretende saber

quantos minutos serao˜ suficientes para a resolu¸c˜ao de um problema, em 95% dos casos. Ajude-o!

39. O coeficiente de inteligˆencia de uma crian¸ca de seis anos ´e uma v.a. com distribui¸c˜ao Normal. Sabendo que 15% das crian¸cas tˆem coeficiente inferior a 90 e 2% tˆem coeficiente superior a 135, qual a percentagem de criancas¸ com coeficiente entre 100 e 120?

40. (*) Suponha que, em cada emiss˜ao de um programa muito popular no canal televisivo BIC,

o

tempo de publicidade por cliente tem distribui¸c˜ao Normal de valor m´edio 7.5 minutos e desvio

padrao˜

igual a 2 minutos. Qual ´e o tempo de publicidade que ´e excedido:

(a)

em 15% das emissoes?˜

(b)

em 50% das emiss˜oes? Qual a designa¸c˜ao usual para este tempo?

41. Uma certa firma envia por fax, aos potenciais clientes, dois tipos de folhetos promocionais. Um deles so´ cont´em texto e s˜ao necess´arios 40s para transmitir uma p´agina. O outro cont´em figuras, sendo necessarios´ 60s para transmitir uma pagina.´ Seja X o n o de p´aginas de

Admite-se que o par aleat´orio (X , Y )

um fax e Y o tempo necessario´

para enviar cada pagina.´

tem a seguinte func¸˜ao massa de probabilidade conjunta:

X/Y

40s

60s

1

2

3

0.15

0.30

0.15

0.10

0.20

0.10

(a)

Obtenha as f.m.p. marginais de X e de Y .

(b)

Verifique se X e Y s˜ao variav´ eis aleat´orias independentes. Justifique a resposta.

(c)

Calcule Cov(X, Y ).

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

9

42. (*) Considere o par aleat´orio discreto (X , Y ), cuja fun¸c˜ao massa de probabilidade conjunta ´e dada na tabela seguinte:

X/Y

-1

0

1

0

0.1

0.1

0.1

2

0.1

0.2

0.1

4

0.1

0.1

0.1

(a)

Determine as fun¸c˜oes massa de probabilidade marginais de X e de Y .

(b)

Mostre que X e Y n˜ao sao˜ variav´ eis aleat´orias independentes, mas que C ov(X , Y ) = 0.

(c)

Determine P (X Y ).

(d)

Obtenha as fun¸coes˜

massa de probabilidade das v.a.’s Z = X + Y e W = max(X , Y ).

43. Durante um treino de basquetebol o Joao˜

faz trˆes lancamen¸

tos. Suponha que:

- os lancamen¸

- a probabilidade de o Jo˜ao encestar ´e igual a 0.6.

tos do Jo˜ao s˜ao independentes uns dos outros;

Designando por X o nu´mero de cestos nos dois primeiros lancamen¸

de cestos nos dois u´ltimos lancamen¸

tos, determine:

tos e por Y o nu´mero

(a)

a fun¸c˜ao massa de probabilidade conjunta do par (X , Y );

(b)

a func¸˜ao massa de probabilidade condicional de Y |X = 1.

44. O n´umero de iPods (X ) e de MP3s (Y ) vendidos diariamente numa pequena loja tˆem func¸˜ao massa de probabilidade conjunta dada pela tabela abaixo:

X/Y

0

1

0

1

2

0.1

a

0.2

0.1

b

0.2

(a)

Complete a tabela sabendo que P (X = 1|Y = 1) = 0.5 e determine a probabilidade de num dia arbitr´ario o n´umero de iPods vendidos ser superior ao de MP3s vendidos.

(b)

Obtenha o nu´mero esperado de MP3s vendidos num dia em que foi vendido somente um iPod.

(c)

Calcule o valor esperado e a variˆancia do lucro diario´

da venda total de iPods e MP3s,

admitindo que o lucro da venda de um iPod ´e de 15 euros e o de um MP3 ´e de 10

euros.

45. Num pr´edio habitam 60 pessoas: 40 adultos e 20 crian¸cas. Admita que os pesos dos adultos e das crian¸cas sao˜ v.a.’s com distribuic¸˜oes N(75,10) e N(35,10), respetivamente.

(a)

Calcule a probabilidade de um indiv´ıduo do predio,´ selecionado aleatoriamente, ter peso inferior a 60Kg.

(b)

Dado um indiv´ıduo do pr´edio com peso superior a 60Kg, qual a probabilidade de ser

adulto?

(c)

O elevador do pr´edio so´ funciona com uma carga inferior a 250Kg. Trˆes crian¸cas j´a

o

ocupam quando dois adultos pretendem entrar. Qual a probabilidade de poderem seguir juntos?

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

 

10

46. O

comprimento

(em

cm)

das

pecas¸

produzidas

pela

maquina´

1

e

pela

m´aquina

2

´e

representado pelas variav´ eis aleat´orias X 1 e X 2 com distribui¸c˜ao N(5,1.5) e N(6,2),

respetivamente.

(a)

A

m´aquina 1 produz o dobro das pe¸cas da m´aquina 2. Uma peca,¸ retirada ao acaso, tem

comprimento superior a 6.5 cm. Qual a probabilidade de ter sido produzida pela

m´aquina 2?

(b)

Determine a probabilidade de que a m´edia dos comprimentos de 100 pe¸cas produzidas pela m´aquina 1 seja superior a 5.3 cm.

47. A distribuic¸˜ao do tempo que um aluno leva para fazer a sua inscri¸c˜ao no 1 o ano do curso de Matem´atica Aplicada tem valor m´edio 94 e desvio padr˜ao 10 minutos. Para uma amostra aleat´oria de 81 alunos:

(a)

Determine o valor m´edio e o desvio padr˜ao de X .

(b)

Calcule a probabilidade de que a m´edia dos tempos de inscri¸c˜ao exceda 96 minutos.

48. Um cliente que entra numa certa loja de produtos inform´aticos compra 0, 1, 2 ou 3 caixas DVD’s, com probabilidades 0.5, 0.35, 0.1 e 0.05, respetivamente.

de

(a)

Determine o valor medio´

e a variˆancia do n´umero de caixas de DVD’s compradas por um

cliente selecionado aleatoriamente.

(b)

Num certo dia a loja dispoe˜ de 96 caixas de DVD’s em armaz´em. Supondo que, nesse dia,

loja ´e visitada por 203 clientes, qual a probabilidade das caixas existentes serem suficientes para satisfazer os pedidos de todos os clientes?

a

(c)

Quantas caixas de DVD’s deve a loja ter, diariamente, em armaz´em, de forma a garantir que, em 85% dos dias em que ´e visitada por 203 clientes, consegue satisfazer os pedidos de todos os clientes?

49. Um indiv´ıduo sem carro, que se desloca diariamente da margem sul do Tejo para Lisboa, tem apenas duas hipoteses:´ ou utiliza o barco ou o comboio. Como gosta muito de andar de barco, utiliza-o em 75% dos dias. Contudo, quando vem de barco, a probabilidade de chegar atrasado ao emprego ´e 0.15, enquanto se vier de comboio esta probabilidade ´e 0.05.

(a)

Determine a probabilidade de que, num qualquer dia de trabalho, ele chegue atrasado ao emprego.

(b)

Num dia em que chegue atrasado, qual a probabilidade de ter vindo de barco?

(c)

Determine a probabilidade de, numa semana de trabalho (5 dias), ele chegar atrasado 3 vezes.

(d)

Determine um valor aproximado da probabilidade de, em 100 dias de trabalho, ele

chegar atrasado no maximo´ 20 vezes.

50. Ao servico de urgˆencia de um hospital central chegam, minutos.

em m´edia,

3 doentes

a

cada

5

(a)

Qual a probabilidade de se passarem 5 minutos sem que haja chegada de doentes?

(b)

Quantos doentes se espera que cheguem as` urgˆencias em trˆes horas?

(c)

Qual a probabilidade de, em trˆes horas, chegarem mais do que 110 doentes ao referido servico¸ de urgˆencia?

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

11

51. O intervalo de tempo, em minutos, entre a passagem de dois comboios numa esta¸c˜ao de metropolitano tem distribuic¸˜ao uniforme no intervalo (5,15).

(a)

Determine a probabilidade de que o intervalo de tempo entre um comboio e o seguinte seja superior a 8 minutos.

(b)

Sabendo que o u´ltimo comboio passou h´a 8 minutos, qual ´e a probabilidade de termos que esperar pelo menos mais 5 minutos pelo proximo´ comboio?

(c)

Admitindo que os intervalos de tempo entre passagens sucessivas dos comboios s˜ao variav´ eis aleat´orias independentes, calcule um valor aproximado para a probabilidade da m´edia dos intervalos de tempo entre 100 passagens exceder 9 minutos.

52. No ˆambito dos inqu´eritos que s˜ao efetuados por determinado organismo de obten¸c˜ao de dados, ´e importante ter no¸cao˜ dos erros de digitac¸˜ao que os entrevistadores cometem ao

anotarem informaticamente as respostas dos seus entrevistados. Assim sendo, para 90 entrevistadores, registaram-se os seguintes resultados:

N o de erros:

0

1

2

3

4

5

Frequˆencia:

5

17

30

23

11

4

(a)

Construa a tabela de frequˆencias e represente graficamente os dados atrav´es de um diagrama de barras.

(b)

Determine as seguintes caracter´ısticas amostrais:

moda, mediana, m´edia e desvio

padrao.˜

53. No quadro seguinte est´a registado o nu´mero de golos por jogo da 1 a Liga Profissional de Futebol portuguesa na ´epoca 1999/2000.

N o de golos:

0

1

2

3

4

5

6

7

8

N o de jogos:

27

67

80

69

29

19

12

2

1

(a)

Determine as seguintes caracter´ısticas amostrais: m´edia, mediana, moda e quartis.

(b)

Ser´a que os jogos com mais de 6 golos podem ser considerados outliers ?

54. Os dados que se seguem referem-se `a medida inter-orbital (registada em mm) de quarenta pombos dom´esticos.

12.2

12.9

11.8

11.9

11.6

11.1

12.3

12.2

11.8

11.8

10.7

11.5

11.3

11.2

11.6

11.9

13.3

11.2

10.5

11.1

12.1

11.9

10.4

10.7

10.8

11.0

11.9

10.2

10.9

11.6

10.8

11.6

10.4

10.7

12.0

12.4

11.7

11.8

11.3

11.1

(a)

Represente os dados anteriores e interprete as representa¸c˜oes obtidas, utilizando:

um diagrama de caule-e-folhas; ii. um histograma.

i.

(b)

Calcule as caracter´ısticas amostrais: m´edia, mediana, quartis e desvio padr˜ao.

(c)

Construa o grafico´

box plot.

55. Considere a amostra de tempos de vida (em anos) de determinado tipo de equipamento

electr´onico:

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

 
 

2.25

1.91

2.07

4.21

3.45

2.37

10.56

0.54

0.65

0.82

0.55

1.57

4.60

2.10

1.31

2.48

5.42

1.88

3.54

2.77

1.40

0.63

0.21

1.22

0.54

6.20

0.80

0.10

0.19

0.30

(a)

Determine as seguintes caracter´ısticas amostrais:

 

quantis Q 1/5

e Q 1/4 .

(b)

(c)

(d)

Fac¸a a representa¸c˜ao dos dados em box plot.

 

m´edia, variˆancia, mediana e os

Qual o valor abaixo do qual se encontram 50% dos tempos de vida deste tipo de equipamento?

Escolhendo uma amplitude de classe conveniente, represente graficamente osdados.

12

56. Na tabela seguinte encontram-se as idades (`a data do casamento) dos elementos de 24 casais, que casaram no ano 2000:

Casal

Marido

Mulher

Casal

Marido

Mulher

Casal

Marido

Mulher

 

1 19

16

9

29

26

17

35

36

2 25

22

10

26

27

18

34

39

3 23

22

11

30

27

19

54

44

4 23

23

12

29

28

20

60

45

5 31

23

13

31

30

21

54

47

6 25

24

14

25

32

22

51

50

7 26

24

15

38

33

23

62

60

8 25

25

16

31

36

24

71

73

Nota: As idades das mulheres est˜ao ordenadas.

(a)

Considere apenas as idades dos homens:

i. Fa¸ca a representa¸c˜ao em caule-e-folhas e interprete-a.

(b)

ii. Determine as seguintes caracter´ısticas amostrais:

quartis.

m´edia, variˆancia, mediana e

Compare as idades dos homens e das mulheres `a data do casamento recorrendo `a representac¸˜ao em box plot.

57. Registou-se o n´umero de acidentes, por mˆes, ocorridos numa f´abrica durante os u´ltimos 5

anos:

N o de acidentes/mˆes:

0

1

2

3

4

5

N o de meses:

2

10

15

20

8

5

Admitindo que o n´umero de acidentes, por mˆes, segue uma distribui¸c˜ao de Poisson,

(a)

obtenha uma estimativa para o parˆametro da distribuic¸ao;˜

(b)

estime a probabilidade de haver pelo menos 2 acidentes num mˆes.

58. Com o objetivo de estudar o tempo at´e `a falha de um certo tipo de lˆampadas, colocaram-se 9 em teste, obtendo-se para m´edia dos tempos at´e `a falha o valor de 175 horas. Admitindo que aquele tempo e´ uma vari´avel aleat´oria com distribuic¸˜ao Normal de desvio padr˜ao 16, obtenha intervalos de 90%, 95% e 99% de confian¸ca para o tempo m´edio at´e `a falha das referidas lˆampadas. Interprete as amplitudes que obteve para os intervalos de confianca.¸

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

13

59. Os seguintes dados representam o tempo de CPU (em segundos) gasto por um programa que utiliza um determinado software de Estat´ıstica:

1.5

2.6

2.9

3.1

3.1

3.2

3.4

3.8

3.8

4.1

4.1

4.3

4.4

4.4

4.5

4.6

4.6

4.7

4.9

5.0

5.2

5.5

5.6

5.7

5.8

6.1

6.1

6.2

6.8

7.1

7.7

7.8

7.9

8.0

8.1

Construa um intervalo de 95% de confian¸ca para o tempo m´edio de CPU gasto pelo programa.

60. Numa amostra de 200 fam´ılias, cada uma com 4 filhos, registou-se o nu´mero de raparigas cada fam´ılia, tendo-se obtido os seguintes resultados:

em

 

N o de raparigas:

0

1

2

3

4

N o de fam´ılias:

5

32

65

75

23

Com base na amostra acima indicada, estime a proporc¸˜ao de fam´ılias com 4 filhos em que pelo menos 3 raparigas, com 90% de confianca.¸

h´a

61. Uma sondagem realizada sobre os rendimentos das fam´ılias de uma determinada cidade revelou que, das 300 fam´ılias inquiridas, 23 tˆem rendimentos que as colocam numa categoria de “rendimentos insuficientes”. Estime a propor¸c˜ao de fam´ılias da cidade com “rendimentos insuficientes”, com uma confian¸ca de 90%.

62. Admite-se que a quantidade de nicotina (em mg), existente nos cigarros de determinada

os

marca, tem distribuic¸ao˜

seguintes valores:

Normal. Observaram-se 10 cigarros dessa marca, tendo-se obtido

16.0

15.1

16.5

14.3

15.4

15.6

14.9

15.1

16.2

14.8

(a)

Determine um intervalo de 95% de confian¸ca para a quantidade m´edia de nicotina existente em cada cigarro.

(b)

Teste, ao n´ıvel de significˆancia α = 0.10, a hipotese´ de que a quantidade m´edia de nicotina por cigarro ´e igual a 15 mg.

63. O anu´ncio de uma certa dieta de emagrecimento dizia: “Perca 18kg em 4 meses!”

Recolheu-se uma amostra de 30 seguidores desta dieta tendo-se obtido x = 14.4 (quilos perdidos) e s = 5.4.

(a)

Obtenha um intervalo de 95% de confian¸ca (aproximado) para o nu´mero m´edio de quilos perdidos com esta dieta.

(b)

Qual deveria ser a dimens˜ao da amostra para situar o valor m´edio num intervalo de confian¸ca de igual amplitude, mas com 99% de confian¸ca?

(c)

Tendo a Associa¸c˜ao de Defesa do Consumidor recebido algumas queixas, resolveu pedir a um estat´ıstico para verificar se haveria razoes˜ para duvidar do slogan apresentado. Quais as conclusoes˜ a que o estat´ıstico teria chegado?

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

14

64. Suponha que uma determinada doen¸ca que afeta o gado tem uma incidˆencia habitual de 30%. Com o objetivo de testar uma vacina recentemente descoberta, injetou-se o soro em 100 animais sadios. Depois de um certo per´ıodo de tempo, observaram-se de novo os mesmos animais e verificou-se que 22 deles estavam contaminados com a doen¸ca. Determine uma estimativa para p, em que p ´e a probabilidade de um animal sadio contrair a doenca.¸ Em seguida, teste a hipotese´ de que a vacina produz realmente efeito, ou seja, H0 : p = 0.3 versus H1 : p < 0.3, ao n´ıvel de significanciaˆ α = 0.1.

65. Na companhia de seguros BemSeguro recolheram-se os dados que se apresentam na tabela

em baixo, em que est´a registado o n´umero de motociclistas com 3 ou menos anos de carta

de

conduc¸ao,˜

que sofreram pelo menos um acidente ao longo de um ano.

Anos de carta

Nu´mero de segurados

Nu´mero de acidentados

3

1368

100

Haver´a evidˆencia para afirmar que a proporc¸˜ao de motociclistas com 3 ou menos anos de carta que sofreram acidente(s) de mota ´e superior a 0.05?

66. Dos ficheiros de um servico¸ de ambulˆancias, selecionaram-se aleatoriamente 16 chamadas de emergˆencia, recolhendo-se informac¸˜ao sobre os tempos que as ambulˆancias levaram a chegar ao destino. A m´edia obtida para os referidos tempos foi de 13 minutos. Suponha que a

distribuic¸˜ao do tempo at´e ao destino ´e Normal com variˆancia igual a 9. Poder-se-´a concluir, para o n´ıvel de significˆancia α = 0.05, que o valor m´edio do tempo at´e ao destino

´e superior a 10 minutos?

67. De um modo geral as companhias de seguros tˆem interesse em saber o peso dos carros. Nos Estados Unidos admite-se que o peso m´edio dos carros que andam a circular ´e de 1360 quilos. Para verificarem se este valor est´a correto, recolheram uma amostra aleat´oria de 91 carros, tendo obtido uma m´edia de 1324 quilos e um desvio padr˜ao de 241 quilos. Haver´a evidenciaˆ de que o peso m´edio dos carros ´e inferior a 1360 quilos?

68. Um fabricante est ´a interessado em inv estigar a v oltagem de sa´ıda de uma fonte de alimenta¸c˜ao utilizada num PC. Admite-se que a voltagem de sa´ıda segue uma distribui¸c˜ao Normal. Para uma amostra constitu´ıda por 9 fontes de alimentac¸˜ao, o fabricante obteve x

5.15 e s = 0.21. Ao n´ıvel de significˆancia α = 0.05, haver´a evidˆencia para concluir que a voltagem m´edia ´e superior a 5?

=

69. Numa regi˜ao afetada por um surto epid´emico, observou-se uma amostra de 2500 indiv´ıduos,

tendo-se encontrado 625 contaminados. Foi entao˜ obtido o seguinte intervalo de confian¸ca para

a propor¸c˜ao de indiv´ıduos contaminados na regiao:˜ (0.23575, 0.26425). Diga qual o grau de confianca¸ associado a este intervalo.

70. Pensa-se que uma certa droga produz alterac¸oes˜ no n´ıvel de um composto bioqu´ımico que se encontra no c´erebro. Dividiram-se vinte ratos em dois grupos, tendo-se administrado durante um certo per´ıodo de tempo doses de droga a um dos grupos (grupo 1). Al´em disso, ambos os grupos receberam o mesmo tratamento e a mesma alimentac¸˜ao. Amostras dos c´erebros dos ratos revelaram as seguintes quantidades do composto (em microgramas de tecido cerebral):

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

15

Grupo 1 (Droga)

Grupo 2 (Controlo)

1.21

1.40

0.92

1.17

0.80

1.23

0.85

1.19

0.98

1.38

1.15

1.17

1.10

1.31

1.02

1.30

1.18

1.22

1.09

1.00

Teste a hipotese´ de que n˜ao h´a diferen¸cas entre os n´ıveis m´edios do grupo de controlo e do grupo da droga, sob a hipotese´ de distribuic¸˜ao normal com igual variˆancia para as duas amostras.

71. Um investigador estudou o n´ıvel de atividade de 8 indiv´ıduos, antes e depois do almo¸co, tendo obtido os resultados seguintes:

Indiv´ıduo

1

2

3

4

5

6

7

8

Antes

50

48

46

51

55

53

47

53

Depois

48

44

47

49

52

50

49

50

Admitindo que o n´ıvel de atividade tem distribui¸c˜ao Normal, verifique se os dois n´ıveis de atividade diferem significativamente (use α = 0.05).

72. O blogue “N˜aoDaP´ araAsDespesas” da autoria do comentador pol´ıtico A e o blogue “CriseAQuantoObrigas”, da autoria do comentador pol´ıtico B, s˜ao ambos muito visitados, mas o comentador B reclama que o seu blogue tem mais visitantes. O registo do nu´mero de visitas di´arias a cada um dos blogues, durante algum tempo, forneceu a seguinte informac¸ao:˜

 

Nu´mero de dias

Nu´mero m´edio de visitas

Variˆancia

“NaoD˜

a´ParaAsDespesas”

30

4232

527

“CriseAQuantoObrigas”

35

4317

936

Teste, ao n´ıvel de significˆancia de 0.05, se o comentador pol´ıtico B tem raz˜ao na sua

do

pretens˜ao

comentador A.

de ter

um blogue com maior

n´umero

de

visitas

di´arias do que o blogue

73. Uma determinada componente eletronica´ ´e produzida por dois fabricantes: “Electro” e “Techno”. A f´abrica “Electro” garante que o tempo medio´ de vida das componentes eletronicas´ que produz ´e de 3100 horas e, al´em disso, alega que as suas componentes tˆem um tempo de vida superior ao tempo de vida das componentes da marca “Techno”, raz˜ao pela qual vende as componentes a um preco¸ mais elevado do que o preco¸ da concorrˆencia. Decidiu-se recolher uma amostra aleat´oria de componentes eletronicas´ de cada uma das f´abricas e observar os respetivos tempos de vida. Os resultados obtidos constam da tabela seguinte.

Introdu¸cao˜

as`

Probabilidades e Estat´ıstica - 2018/2019

16

 

Nu´mero de componentes

Tempo m´edio de vida

Desvio padr˜ao

“Electro”

100

3060

105

“Techno”

120

3020

130

(a)

Pode afirmar-se que a garantia dada pela f´abrica “Electro” ´e correta?

(b)

Existe evidenciaˆ estat´ıstica de que o tempo m´edio de vida das componentes da “Electro” ´e superior ao tempo m´edio de vida das componentes da “Techno”?

74. Em dada altura, de acordo com um inqu´erito por amostragem a 1500 cidad˜aos de um pa´ıs, a popularidade do governo em func¸˜oes era de 32.5%. Posteriormente, o governo anunciou um pacote de medidas de austeridade. Algum tempo ap´os este anu´ncio foi efectuada nova sondagem a 2000 cidadaos,˜ na qual a popularidade do governo desceu 3%. Verifique se a quebra de popularidade do governo ´e significativa (use α = 0.01).