Sei sulla pagina 1di 7

2

Sumário ALÔ, VOCÊ!


QUESTÕES............................................................................................ 3 Este é um material de
Gabarito ............................................................................................... 3 acompanhamento de Aulas
Gratuitas transmitidas pelo
AlfaCon em seu Canal
Oficial no
Somos mais de 1 Mihão de
inscritos!
Inscreva-se para receber o
melhor conteúdo para
concursos públicos!

Conheça também

http://bit.ly/FabricadeValores
3

VEM AÍ INSS
DIREITO CONSTITUCIONAL | ADRIANE FAUTH

QUESTÕES
1- 2016- Tanto a nacionalidade primária quanto a nacionalidade secundária dependem da vontade do
indivíduo, que tem a liberdade de aceitar ou não o vínculo jurídico-positivo que o liga ao Estado brasileiro.
2- 2016- Na determinação da nacionalidade primária, no Brasil se adota com primazia o jus solis
(vínculo de territorialidade), mas também se admitem o jus matrimoniale (vínculo de casamento) e o jus
sanguinis (vínculo de sangue).
3- 2013- A aquisição da nacionalidade primária pode ser voluntária ou involuntária.
4- 2018-Os indivíduos que possuem multinacionalidade vinculam-se a dois requisitos de aquisição de
nacionalidade primária: o direito de sangue e o direito de solo.
5- 2016- Adotou-se como regra o critério sanguíneo para a definição da nacionalidade brasileira.
6- 2019- Felipe é brasileiro naturalizado e foi morar no Japão, onde se casou com Júlia, uma mexicana.
Quando Júlia estava a serviço de seu país na Alemanha, nasceu Alberto, filho do casal, que não foi
registrado no consulado brasileiro nem no mexicano. Aos vinte anos de idade, Alberto veio para o Brasil,
onde instaurou residência e, ato contínuo, optou pela nacionalidade brasileira.

Nessa situação hipotética, no que diz respeito à nacionalidade, a CF estabelece que Alberto é brasileiro
nato.

7- 2018- Situação hipotética: João, cuja mãe é brasileira e cujo pai é espanhol e mora em Londres,
nasceu em país estrangeiro e não foi registrado em repartição brasileira competente. Hoje, aos 21 anos de
idade, ele reside no Brasil e pretende requerer a nacionalidade brasileira. Assertiva: Nesse caso, poderá ser
conferida a João a condição de brasileiro nato.
8- 2017- Situação hipotética: Cláudio, brasileiro nato, por interesse exclusivamente pessoal, residiu em
país estrangeiro, onde teve um filho com uma cidadã local. Assertiva: Nessa situação, segundo a CF, o filho
de Cláudio poderá ser considerado brasileiro nato, ainda que não venha a residir no Brasil.
9- 2016- Para que o filho de casal brasileiro nascido em país estrangeiro seja considerado brasileiro
nato, ambos os pais devem estar, nesse país, a serviço da República Federativa do Brasil.
10- 2017- Estrangeiro que resida no Brasil há mais de quinze anos ininterruptos e não tenha
condenação penal poderá tornar-se, após requerimento, brasileiro naturalizado e, nessa condição,
candidatar-se a deputado federal ou senador, mas, se eleito, estará impedido de presidir a casa legislativa à
qual pertencer.
11- 2016- Configura-se a denominada nacionalidade adquirida no caso em que o indivíduo nascido no
estrangeiro, filho de pai ou mãe brasileiros, passa a residir no Brasil e opta pela nacionalidade brasileira
depois de ter atingido a maioridade.
12- 2015 - Considera-se brasileiro nato o indivíduo nascido no estrangeiro e registrado em repartição
brasileira competente, desde que seja filho de pai brasileiro ou de mãe brasileira, ainda que seus pais não
estejam a serviço da República Federativa do Brasil.
13- 2015 - São brasileiros natos os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou mãe brasileira que
esteja no exterior a serviço do Brasil ou de organização internacional.
14- 2013- Em condições de reciprocidade, os portugueses nem precisam se naturalizar, pois detêm, no
Brasil, uma "quase nacionalidade". Os estrangeiros oriundos de países de língua portuguesa também são

Central de Vendas (WhatsApp) → 45 9 9856-2827 | 45 9 946-2194

Sede em Cascavel/PR → 45 3037-8890 | WhatsApp 45 9 9136-9764

Sede em São Paulo/SP → 11 3905-2900 | WhatsApp 11 9 6352-0355


4

privilegiados, pois, para se naturalizarem, além da idoneidade moral, exige-se apenas residência no país
por um ano ininterrupto.
15- 2010- Como forma de aquisição da nacionalidade secundária, de acordo com a CF, é possível o
processo de naturalização tácito ou automático, para todos aqueles estrangeiros que se encontram no país
há mais de dez anos e não declararam a intenção de conservar a nacionalidade de origem.
16- 2018- Conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal, brasileiro nato que tiver perdido a
nacionalidade poderá ser extraditado.
17- 2017- Brasileiro nato que, tendo perdido a nacionalidade brasileira em razão da aquisição de outra
nacionalidade, readquiri-la mediante o atendimento dos requisitos necessários terá o status de brasileiro
naturalizado.
18- 2017- O brasileiro naturalizado perderá a nacionalidade brasileira no caso de reconhecimento de
nacionalidade originária pela lei estrangeira.
19- 2013- Se determinado indivíduo perder a nacionalidade por sentença judicial transitada em julgado,
ele não poderá, em regra, valer-se de novo processo de naturalização para a obtenção da nacionalidade
suprimida, mas será possível ajuizar-se ação rescisória, em que ele poderá obter a rescisão do julgado,
com a reforma do cancelamento da nacionalidade.
20- 2015 - De acordo com a CF, prescinde de prévia decisão judicial a perda da nacionalidade pelo
brasileiro naturalizado que adquirir outra nacionalidade.
21- 2015 - A nacionalidade de brasileiros naturalizados perdida por sentença judicial devido ao exercício
de atividade nociva ao interesse nacional pode ser readquirida mediante novo procedimento de
naturalização.
22- 2014- Otto, cidadão alemão, adquiriu a nacionalidade brasileira após ingressar com pedido no
Ministério da Justiça. Posteriormente, por considerar que Otto não reunia os requisitos constitucionais que
lhe dariam direito à nacionalidade derivada, o Ministro da Justiça cancelou o ato de naturalização.

Considerando essa situação hipotética, julgue o item seguinte.


Segundo entendimento do STF, o referido ato do ministro da Justiça viole a CF porque, uma vez deferida a
naturalização, seu cancelamento somente poderia ter ocorrido pela via judicial.
23- 2018- Ainda que, em regra, inexista distinção entre brasileiros natos e naturalizados, o cargo de
oficial das Forças Armadas só poderá ser exercido por brasileiro nato.
24- 2017- O brasileiro naturalizado não poderá ocupar cargo da carreira diplomática.
25- 2017- O boliviano Juan e a argentina Margarita são casados e residiram, por alguns anos, em
território brasileiro. Durante esse período, nasceu, em território nacional, Pablo, o filho deles. Nessa
situação hipotética, de acordo com a CF, Pablo será considerado brasileiro nato e poderá vir a ser ministro
de Estado da Defesa.
26- 2016- A Constituição Federal de 1988 define os cargos que são privativos de brasileiros natos e
proíbe que legislação infraconstitucional estabeleça distinções entre brasileiros natos e naturalizados.
27- Cidadão português que legalmente adquira a nacionalidade brasileira não poderá exercer cargo da
carreira diplomática, mas não estará impedido de exercer o cargo de ministro de Estado das Relações
Exteriores.
28- 2015 - Os cargos de ministro de Estado da Defesa e o de ministro das Relações Exteriores, entre
outros, são privativos de brasileiros natos.
29- 2014- As distinções entre brasileiros natos e naturalizados, além das constantes na CF, devem ser
previstas em lei complementar.
30- 2013- Um cidadão naturalizado brasileiro não pode ser eleito para o cargo de senador da República.
31- 2014- É privativo de brasileiro nato o cargo de juiz de direito.
32- 2018- Brasileiro naturalizado que tiver praticado crime comum antes da sua naturalização poderá
ser extraditado.

Central de Vendas (WhatsApp) → 45 9 9856-2827 | 45 9 946-2194

Sede em Cascavel/PR → 45 3037-8890 | WhatsApp 45 9 9136-9764

Sede em São Paulo/SP → 11 3905-2900 | WhatsApp 11 9 6352-0355


5

33- 2017- Caio, nascido na Itália, filho de mãe brasileira e pai italiano, veio residir no Brasil aos
dezesseis anos de idade. Quando atingiu a maioridade, Caio optou pela nacionalidade brasileira. A partir
das informações dessa situação hipotética, Caio poderá ser extraditado se tiver praticado delito comum
antes de sua opção pela nacionalidade brasileira, embora seja brasileiro nato.
34- 2016- É permitida a extradição de brasileiros naturalizados, respeitadas as condições previstas na
CF.
35- 2015 - Em nenhuma hipótese, o brasileiro nato poderá ser extraditado.
36- 2013 - O brasileiro nato só poderá ser extraditado, a pedido de governo estrangeiro que possua
tratado de extradição com o Brasil, em razão da prática de crime doloso contra a vida ou tráfico ilícito de
entorpecentes cometidos no exterior.

Gabarito
1- E
2- E
3- C
4- C
5- E
6- C
7- C
8- C
9- E
10- C
11- E
12- C
13- E
14- C
15- E
16- C
17- E
18- E
19- C
20- C
21- E
22- C
23- C
24- C
25- C
26- C
27- C
28- E
29- E
30- E
31- E
32- C

Central de Vendas (WhatsApp) → 45 9 9856-2827 | 45 9 946-2194

Sede em Cascavel/PR → 45 3037-8890 | WhatsApp 45 9 9136-9764

Sede em São Paulo/SP → 11 3905-2900 | WhatsApp 11 9 6352-0355


6

33- E
34- C
35- C
36- E

Central de Vendas (WhatsApp) → 45 9 9856-2827 | 45 9 946-2194

Sede em Cascavel/PR → 45 3037-8890 | WhatsApp 45 9 9136-9764

Sede em São Paulo/SP → 11 3905-2900 | WhatsApp 11 9 6352-0355


7

Central de Vendas (WhatsApp) → 45 9 9856-2827 | 45 9 946-2194

Sede em Cascavel/PR → 45 3037-8890 | WhatsApp 45 9 9136-9764

Sede em São Paulo/SP → 11 3905-2900 | WhatsApp 11 9 6352-0355