Sei sulla pagina 1di 21

CCE0848 - FÍSICA TEÓRICA EXPERIMENTAL II

Experimento 6: Revisão das aulas passadas.


Física Teórica Experimental II

 Calor
• Calor (Q) é a transferência de energia de um objeto ou sistema para
outro, em razão, exclusivamente, da diferença de temperatura
entre eles.
• Sendo calor energia, é dado em Joules (J) no S.I.
Física Teórica Experimental II

 Capacidade térmica
• Se um corpo cede ou recebe uma quantidade de calor Q e sua
temperatura sofre uma variação ΔT, a capacidade térmica C desse
corpo é, por definição, a razão:
Física Teórica Experimental II

 Calor específico
• A quantidade de calor Q absorvida ou cedida pelo corpo de massa
m, constituído por determinada substância de calor específico c
quando sua temperatura varia de ΔT é:

• Em J/Kg°C ou J/Kg K.
Física Teórica Experimental II

 Calor de transformação
• Quando a substância está mudando de fase, verifica-se que a razão
entre a quantidade de calor transferida (Q) e a massa (m) que
mudou de fase dessa substância permaneceu constante.
• Essa constante, chamamos de Calor Latente (L), definido por:
Física Teórica Experimental II

 Transferência de Calor
• Existem três formas de transferência de calor: radiação, condução e
convecção.
Física Teórica Experimental II

 Radiação
• É uma forma de transferência de calor que ocorre por meio de ondas
eletromagnéticas.
• Como essas ondas podem propagar-se no vácuo, não é necessário que haja
contato entre os corpos para haver transferência de calor.
• Todos os corpos emitem radiações térmicas que são proporcionais à sua
temperatura.
• Quanto maior a temperatura, maior a quantidade de calor que o objeto
irradia.
Física Teórica Experimental II

 Radiação

A EMISSIVIDADE é a propriedade de uma


superfície que descreve sua capacidade relativa de
emitir radiação térmica, em função do
comprimento de onda, tendo como referência o
“corpo negro”, cuja emissividade é igual à
unidade.
Física Teórica Experimental II

 Condução térmica
• Na condução a energia cinética dos átomos e moléculas (isto é, o calor) é
transferida por colisões entre átomos e moléculas vizinhas.
• O calor flui das temperaturas mais altas (moléculas com maior energia
cinética) para as temperaturas mais baixas (moléculas com menor energia
cinética).
• Os sólidos são melhores condutores que líquidos e líquidos são melhores
condutores que gases.
Física Teórica Experimental II

 Condução térmica
• Quando cozinhamos, o fenômeno da condução acontece, pois, ao
aquecermos a panela, suas moléculas começam a agitar-se mais, causando
aumento de sua energia térmica, logo, o aquecimento dela.
Física Teórica Experimental II

 Condução térmica
• O fluxo de calor (Φ) é definido como sendo a taxa de variação da
quantidade de calor no tempo, ou seja:

• O fluxo também pode ser dado pela Lei de Fourrier, que relaciona-o com a
espessura do bloco (d), a área (A) seção normal e a variação da
temperatura, sendo a temperatura inicial maior do que a temperatura final.
Física Teórica Experimental II

 Condução térmica
Física Teórica Experimental II

 Convecção Térmica
• Formalmente, convecção é o fenômeno no qual o calor se propaga por meio
do movimento de massas fluidas de densidades diferentes.
Física Teórica Experimental II

 Experimento 6 – Propagação de calor.

• Objetivos:
– Estudar as três formas de transferência de calor: radiação, condução e convecção.
Física Teórica Experimental II

• Material necessário:
– 01 Conjunto propagação de calor;
– 01 Termômetro;
– 03 Corpos de prova de materiais diferentes – alumínio, latão e cobre.
Física Teórica Experimental II

• Procedimento experimental - CONVECÇÃO:

– Coloque a ventoinha sobre o suporte.


– Ligue a lâmpada e observe.
– A lâmpada aquecerá o ar do ambiente dentro do anteparo, provocando uma corrente de
convecção que move a ventoinha.
Física Teórica Experimental II

• Procedimento experimental - RADIAÇÃO:

– Meça a temperatura inicial do sistema, com a lâmpada desligada.


– Posicione o termômetro dentro do anteparo pelo orifício lateral.
– Ligue a lâmpada por 5 minutos.
– Desligue a lâmpada e meça a temperatura final.
– Repita o procedimento com o bulbo branco e bulbo preto. Explique os resultados.
Física Teórica Experimental II

• Procedimento experimental - CONDUÇÃO:

– Utilizando uma vela, aqueça a haste na ponta.


– Ao aquecermos a ponta da barra, esta transmite calor pelo resto de seu corpo por
condução. Conforme aquece, vai derretendo a parafina das esferas, e elas caem dentro do
buraco da haste.
– Repita o procedimento para as hastes de cobre e latão.
– Observe atentamente a diferença entre o tempo que as esferas levam para cair em cada
haste de diferente material.
Física Teórica Experimental II

• Análise:

– Os fenômenos de transmissão de calor podem ocorrer individuais e em conjunto?


– Nos experimentos realizados, em algum ocorreu mais de um fenômeno de propagação de
calor?
– Dê exemplos de cada mecanismo de propagação de calor estudado.
Física Teórica Experimental II
Modelo de Relatório

Estrutura do relatório:

1. Nome;
2. Título;
3. Objetivo;
4. Referencial teórico;
5. Material utilizado;
6. Procedimentos Experimentais;
7. Apresentação dos resultados;
8. Conclusão;
9. Referências.

AULA 1: O MÉTODO CIENTÍFICO


Física Teórica Experimental II

Dúvidas?

AULA 1: O MÉTODO CIENTÍFICO