Sei sulla pagina 1di 7

Palestra JISHOI

Rev. Marco Rocha – 10/12/18

Ji – (Atenção ao tempo) = eu do momento.

Sho = (Demarcação de lugar) – A posição de pessoas em reunião é muito


importante, se não ocorrer ordem gera conflito. O ponto mais distante da porta
que é o TOKONOMA.

I = (Entendimento do Nível)

Para Meishu-Sama, a noção de Jishoi está profundamente relacionada aos


conceitos de Verdade, Tie Shokaku (Inteligência da Percepção Verdadeira),
Tempo, Ordem, Shojo, Daijo e Izunome.

Meishu-Sama afirma que o Universo encontra-se em contínua evolução. Tudo o


que existe neste mundo ocupa uma posição no tempo e no espaço. Em
outras palavras, poderíamos dizer que todas as coisas ou pessoas
desempenham papéis de acordo com as circunstâncias, como se refere o
ensinamento a seguir:

Meishu-Sama:
“Quanto mais elevado o Jishoi, maior será o poder de influência. É comum em uma
pirâmide, quanto mais alta a posição do líder, mais ela se estreita e a força se torna
maior.
As más ações da classe dirigente tais como: governo, ministros e políticos exercem
grandes influências sobre as demais classes, mas quando as pessoas das classes
inferiores fazem algo de ruim, ou possuem maus pensamentos, isso só influencia
uma parcela.”

“... Mesmo que se chegue a uma organização ideal, se o modo de pensar e agir de
cada indivíduo, estiver errado, eles não poderão ser administrados com eficiência e
o resultado, infalivelmente será negativo, ou seja, deve-se considerar que o homem
é o ponto principal e a organização social secundária...”

“... Para que as coisas corram pacificamente é preciso respeitar a Lei do Espírito
Precede a Matéria e agir de acordo com o seu Jishoi, isso não significa que seja bom
fazer diversas coisas como simplesmente agir e se precipitar.
É preciso estar de acordo com a posição e condição condizentes com a sua lógica,
por isso frequentemente ouvimos dizer que mesmo se empenhando com sacrifício
as coisas não correm bem...”

Possuir vários Jishoi – Pensemos uma jovem senhora, casada, mãe de dois
filhos, diretora de escola e missionária da Igreja. Profissionalmente, seu Jishoi é
de chefe, na família: de filha, esposa, nora, mãe, cunhada etc, na Igreja, hora se
encontra na posição de cuidar de pessoas, hora na posição de ser cuidada. Como
podemos constatar, os papéis são múltiplos e qualificar-se para desempenhar
apropriadamente e saber distinguir a conduta correta em cada momento é
crucial.

Acima do bem e do mal existe a Verdade. De acordo com o Jishoi, a noção de bem
e mal também é diferente. Vejamos o ato de tirar a vida de uma pessoa: matar
sem nenhum motivo é mal; contudo, se fosse numa guerra, quanto mais inimigos
matar, melhor era. Por ser feita em favor da nação, da família ou por outras
razões, a vingança também era vista como bem. Contudo, o que no passado, fora
um bem, hoje é mal. (...)

Quando pensamos sobre a nossa própria existência no mundo, não podemos


deixar de considerar que nos relacionamos o tempo todo, com uma infinidade de
seres, de princípios, de valores e de circunstâncias.
Precisamos estar conscientes de que a maneira como percebemos o nosso
interior e tudo à nossa volta determina o nossa “estar” e “agir” no mundo e, por
consequência, a maneira como o mundo e avida respondem à nossa existência. E
o princípio da ação e reação, da causa e efeito.

A importância do Líder criar equipe para expandir – “... Na igreja ao invés do


dirigente tomar a frente, é melhor deixar na medida do possível, que os seus
subalternos ou membros novos façam o trabalho...”

Meishu-Sama também fala como exemplo que todos os generais que estiveram à
frente da batalha perderam a guerra na história.

O ideal é que o líder esteja atrás, orientando, dando forças e deixando que as
equipes desenvolvam o trabalho .
(Até criar as equipes tem que estar à frente, ensinado as pessoas como o trabalho
deve ser feito).

Ou seja, o bom líder é aquele que sabe criar equipes para desenvolver o seu
trabalho. (Faz, faz junto e deixa fazer)

Identificar aonde cada um se encaixa – Diferenciar o que cada um tem como


especialidade, como qualidade e saber dar vida.
Ex: Colocar a pessoa errada no lugar errado.
Ex: Dedicante de experiência de fé (agir como repórter)
Ex: Membro fanho lendo ensinamento (ser esforçado X deficiência)

Suponhamos que uma estrela pense assim: “O sol brilha tanto e isso me deixa
indignada, queria brilhar como ele!”, mas neste caso nada pode ser feito, pois
cada estrela tem o brilho que lhe cabe.

Para ter a verdadeira percepção, intuição e proteção, precisamos agir de acordo


com a lógica do nosso Jishoi e dos ensinamentos de Meishu-Sama. Não se
consegue resultados positivos e receber graças se estiver agindo fora do seu
Jishoi.
Para assumir Jishoi maior, tem que passar por adequação de nível – Não
haverá equilíbrio na atividade humana se não houver respeito a ordem e
subordinação. A crítica ao cumprimento da missão dos outros implica em
julgamento ao próximo e isso prejudica o nosso próprio Jishoi. Achar que tem
mais capacidade que o outro para fazer o que ele faz.

Dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço.


Cada macaco no seu galho.
Muitas vezes a pessoa tem medo que o outro seja melhor que ele.
Anula o Jishoi do outro para poder prevalecer o seu.
Primeiro ver quem está falando para depois ouvir o que está sendo falado.

Nível de permissão não se copia, se conquista.


Para saber apreciar algo, precisar adquirir NIVEL.

Para ter o que o outro tem precisa ter nível de permissão e merecimento
compatível.
Muitas pessoas desejam o que o outro tem, mas não querem ter o mesmo
empenho que o outro teve para conquistar.

Nível espiritual não se copia, precisa conquistar através da elevaçãoo espiritual,


pelos méritos e virtudes.

LIDERANÇA E RESPONSABILIDADE

O verdadeiro líder é responsável pelo acerto ou pelo erro.

Líder não justifica o erro.

O Jishoi tem largura, altura e profundidade. (Sente o que o outro não sente, tem
uma visão e percepção mais apurada).

Liderar é PREDESTINAÇÃO, não é DESTINO (esteja no nível onde estiver).


Já está determinado quem será líder, pessoas que ficam acima de outras pessoas.
Então, pessoas que se tornarão líderes sempre acabam melhorando. Mesmo que
se torne mendigo, ele será o líder dos mendigos. Também existem pessoas que
independente de serem importantes não conseguem se tornar líderes.

Está determinado que será assim e portanto é predestino. E se não for assim,
essa pessoa não consegue manifestar sua força. Pessoas que conseguiram ser
promovidas as vezes olham os funcionários e pensam: “por que eles não se
esforçam também para serem promovidos?”, mas não é assim, elas estão
satisfeitas nessa situação, isso é predestinação.

(...) Portanto, pessoas que nasceram para ser utilizadas por outros, o máximo que
consegue é se tornar gerente ou encarregado da loja. Isso é o máximo que
consegue uma pessoa que nasceu para ser utilizada pelo líder. Conseguir chegar
nesse máximo que é destino. Por isso, o destino pode ser mudado, mas o
predestino não pode.

RESPEITO A MISSÃO E A FUNÇÃO DE CADA UM

A) Qual o Jishoi do membro? Trabalhar na Construção do Paraíso Terrestre,


encaminhando pessoas à Obra Divina
B) Qual o Jishoi do missionário? Ajudar na formação do membro no
cumprimento da sua missão.
C) Qual o Jishoi do ministro? Trabalhar na formação do elemento humano.

Missão tem que ser dada gradativamente, caso contrário o espírito sofre.
Ex: Ouro, prata, bronze e ferro
O ferro – é usado para fazer fornos, panelas, etc.
O ouro – possui valor, tornando os objetos velos.
O ferro nunca vai ser prata, e a prata nunca vai ser ouro.
O mesmo se aplica a todos os aspectos da vida...

Para cada pessoa tem servir diferente


Por isso é extremamente errado definir as coisas apenas pelo próprio
discernimento, podemos entender bem isso exemplificando como o Teatro, por
existirem vários papéis é que se consegue uma apresentação interessante.

Seja melhor dentro do seu Jishoi.


Todo Jishoi tem direitos e deveres.
O que é permitido em um Jishoi em outro já não é permitido.

Ex: convidar outro sacerdote para fazer palestra. – É importante pedir


autorização ao Superior.

Ex: Interromper a orientação do Superior dizendo: “O que ele quer dizer com
isso... é isso!

Ex: Somente emitir opinião quando for solicitado.

Deve-se respeitar o local. – Pessoa entra direto na sala, não respeita quem está
conversando, interrompe a orientação e o raciocínio. Não aguarda para saber se
pode entrar.

Não entrar na sala quando o superior está entrevistando, pois interfere na


orientação (pedir licença para entrar em caso de emergência).

Determinado Jishoi não pode dizer NÃO, quem está embaixo precisa atuar de
forma que não deixe o Superior em maus lençóis.

Horas precisa ser vertical, outras horas precisa ser horizontal.

Cuidado para não julgar a orientação.


Ex: Assunto tratado em reunião deve saber passar para baixo (Falar mal do
chefe).

Às vezes quer ser gentil e acaba ferindo a ordem.


A posição da pesso é determinada pelo Jishoi que essa pessoa ocupa.

“Quando desrespeita o Jishoi, você interfere na ordem espiritual.”

PROFISSÃO:
Toda profissão é regida pela Lei de Causa e Efeito
A profissão tem lado material e lado espiritual.
Tem tempo, lugar e posição.
A profissão está atrelada a algo que ele fez no passado.
Cada profissão tem sua regência espiritual com direitos e deveres estabelecidos.
Como por exemplo, imunidade espiritual.

JULGAMENTO NO MUNDO ESPIRITUAL


No mundo espiritual o trabalho de orientação é realizado pelos eclesiásticos de
todas as religiões como faziam no mundo material. Tais eclesiásticos após seu
falecimento recebem ordem para cumprir esta missão. Se atuar dentro do seu
Jishoi terá força e proteção necessária.

Quando se está em missão os reverendos também que estão no Mundo Espiritual


ajudam para que a nossa missão possa ser cumprida. Recebemos intuição,
percepção e apoio deles.
Não utilizar o Jishoi indevidamente, pois pode interferir no carma do outro.

Dependendo da atitude mental do servidor durante a sua dedicação pode


contrariar o seu Jishoi, com isso você perde intuição, percepção, ajuda e
proteção.

SERVIR ATRAVÉS DO JISHOI E SE SERVIR DO SEU JISHOI


Não podemos tirar proveitos do nosso Jishoi, ele foi nos dado para servirmos e
não para nos servirmos dele.

Ordem no Servir

Superior x Membro: (Quando existem membros na sala – serve primeiramente


o superior, depois o membro).

Visita x Superior – (Serve primeiro a visita, depois o superior)

Quando tem Reverendo de outra localidade – (Servir primeiro o Reverendo


visitante, depois o Reverendo da casa).

É deselegante servir apenas uma pessoa (Servir sempre para duas


pessoas).
Não servir café, enquanto está ministrando Johrei.

Deve-se preparar o ambiente conforme a posição hierárquica do visitante.


Não é a pessoa, e sim o seu Jishoi, a divindade que atua sobre ele. Para ele atuar
precisa que o ambiente esteja em harmonia, precisa estar preparado para
receber a altura o Jishoi que está ali atuando.

Um Jishoi pode atrapalhar um outro Jishoi

Perceber como trata o superior


Não expor o superior (tentar protege-lo)
O Johrei é de Deus (não falar Johreizinho, perguntar se o superior está
desocupado)
A ministração do Johrei deve obedecer a ordem e hierarquia (diferença de idade
e hierarquia).

Jishoi na Dedicação
Setores na igreja – cada setor tem o seu Jishoi
Achar que a sua dedicação é mais elevada que a do outro (ex dedicação da
cantina x Liturgia)
Na verdade, perante Deus todos tem o seu valor.

A missão é dada por Deus, mas para cumpri-la existe forma e função compatível.
A função e a forma muda decorrente ao Jishoi que cada um está atuando.

Sempre que eu saia de casa, pedia a benção aos meus pais e comunicava aonde ia.
Quando você comunica, você fica sob a proteção do Jishoi do Superior. Quando
você não comunica o que tem a comunicar, a responsabilidade fica com você.

Ser omisso para proteger o outro. – Cuidado para não interferir no carma do
outro, como também você será responsabilizado pelas consequências da sua
omissão.

Ex. Meishu-Sama, dava bronca em quem Ele confiava para orientar os outros,
porque a bronca era recebida como Amor de Deus e não como desagrado. (Ver
Meishu Sama no orientador).
Uma orientação só pode ser mudada, por uma orientação superior.
Quando telefonar para o superior, a pessoa não pode solicitar ao intermediário
(secretária).

Documento para cima não identifica Título (para baixo pode identificar)
Subordinado leva problema para o Superior. O responsável por ele fica sabendo
e fica bravo com o Superior, quando na verdade deveria pedir desculpar por ter
levado problemas que era da sua responsabilidade resolver.

PUBLICAÇÕES
Dar cópia de ensinamento que não está autorizado a ser publicado (reflexo de
GA, vaidade).