Sei sulla pagina 1di 3

“Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se.

Mas pobre do
homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!”
Eclesiastes 4:10

A comunhão é para ser vivida em todo tempo. A Palavra de Deus nos fala da importância
do “uns aos outros”. Fomos formados para fazer parte da família de Deus e para uma vida em
família precisamos nos relacionar, apoiar e suportar uns aos outros.
Para exercer a mutualidade é imprescindível o amor.
O amor é a base de tudo. Por amor estamos dispostos a ajudar ao outro, a colocá-lo a
frente de nossos próprios interesses, descobrindo que a verdadeira alegria está em servir, e não
em ser servido.
O ambiente em família favorece a mutualidade. É nesta atmosfera que aprendemos a
importância de servir, transbordando o amor de Deus, revelando o caráter do Pai e fazendo a
diferença, tanto na igreja, como extrapolando para toda a comunidade onde estamos.
Para viver como família de Deus, e assim desfrutar da realidade dos céus na terra, o
terceiro princípio é a mutualidade. Para vivê-lo é necessário TER UM CORAÇÃO SERVO. Esteja
disposto a imitar a Jesus, pegando a toalha e a bacia para servir em toda e qualquer ocasião.

Para ter um coração servo


1) SEJA GRATO
“Portanto, assim como vocês receberam a Cristo Jesus, o Senhor, continuem
a viver nele, enraizados e edificados nele, firmados na fé,
como foram ensinados, transbordando de gratidão.”
Colossenses 2:6-7

O coração servo é aquele que reconhece com gratidão o que Jesus já fez por você e
segue seu exemplo. É um coração disposto a obedecer o “Grande Mandamento”, amando a
Deus e ao próximo como a si mesmo. Não importa se alguém o ofendeu, se foi injustiçado,
apenas ame. Ame seu inimigo servindo-o, porque Jesus assim o fez. Ele está com você todos os
dias de sua vida, como fonte de amor e por isso você pode transbordar do que tem recebido.
Toda a família ganha quando seus membros têm um coração servo agradecido. Os
trabalhos não ficam pesados, pois todos estão empenhados com objetivos comuns de apoiar
uns aos outros. Todos reconhecem e agradecem uns aos outros. Todos são inspirados pela
alegria de servir. Vivem ajudando e sendo ajudados, eliminando a solidão e os danos de carregar
pesos muito além de suas forças.
Para ter um coração servo
2) HAJA COMO ESCOLHIDO DE DEUS
“Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se
de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência.
Colossenses 3:12

Você foi escolhido, amado e santificado por Deus. Você que se entregou a Jesus como
Senhor e Salvador está sendo lapidado para ser santo como Cristo. Seja grato pelo que já
recebeu, e faça as melhores escolhas.
Para que toda a família desfrute do seu coração servo, tome posse de ser santo, amado,
filho, e seja totalmente compassivo, buscando colocar-se no lugar do outro e, com o olhar do
Pai, demonstrando na prática o que é servir. Escolha sempre a bondade, afaste-se de todo o
mal. Tenha a humildade em todo o seu agir, seja manso e paciente, assim você irá demonstrar
que realmente é discípulo, servo de Jesus e da família.

Para ter um coração servo


3) RECONHEÇA A IMPORTÂNCIA DE TODOS
“Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não
exercem todos a mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos
um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros."
Romanos 12:4-5

Todos são importantes no corpo de Cristo. Todos são chamados a participar. Um coração
servo reconhece que não pode fazer todo o trabalho sozinho e cresce para desenvolver outros.
Independentemente das limitações ou habilidades, no Reino de Deus não há incapacitados.
Todos somos chamados para a manifestação poderosa da presença de Deus dentro e fora da
família.

CONCLUSÃO
Você foi feito para MUTUALIDADE. A mutualidade nos ajuda a vencer o orgulho. Não é
uma atitude de mão única. Todos participam! Ninguém é melhor, mas juntos somos melhores!
Na família de Deus, a verdadeira alegria não é que um chegue primeiro, mas que todos
sejam vencedores. É você ter em quem se apoiar no momento de luta, e ser apoio do momento
de fraqueza de alguém.
“ Humildade não é pensar menos de si, mas menos em si.”
Kris Vallotton

Todos podemos nos importar e cuidar uns dos outros.

Para refletir
Você tem ajudado as pessoas que Deus tem colocado perto de você? Você tem pedido ajuda?
Com que frequência você faz as perguntas: Como eu posso ajudá-lo? Você pode me ajudar?
Como nós podemos contribuir juntos para a obra do Reino de Deus?