Sei sulla pagina 1di 3

Exame clínico

A investigação clínica de tuberculose consiste em

Fatores de risco:

- exposição à infecção ​(pessoa próxima acometida pela doença, profissional da


área da saúde e etc)
- medicamentos imunossupressores ​( ex: azatioprina, prednisona)
- procedência ​(área endêmica para tuberculose)
- HIV positivo​ (favorece e potencializa a infecção)

Sinais e sintomas

- tosse​ (seca no início e ao longo da evolução da doença se faz produtiva, com


expectoração purulenta)
- dor torácica pleurítica ​(estará presente quando há inflamação do parênquima
pulmonar adjacente à pleura)
- febre​ (é um dos sintomas sistêmicos mais comuns, frequentemente baixa - não
excedendo 38ºC, vespertina, com suores noturnos)
- suores noturnos
- hemoptise inicial ​ (em menos de 25% dos casos, podendo ser resultante de
uma bronquiectasia)
- anorexia *
- perda de peso*
- astenia*

*comuns na tuberculose mas podem ser causadas por doença simultânea

Exame físico​ (raramente alterado e não tem achados característicos no exame físico)

- estertores murmúrio brônquico


- sopros eufóricos ​(murmúrios vesiculares ocos distantes ouvidos através das
cavidades)
- baqueteamento digital ​(apenas em doença de longa duração)

Diagnósticos diferenciais

Slide 1: Os principais exames solicitados para o diagnóstico de tb pulmonar são:

- pesquisa do bacilo álcool-ácido resistente (BAAR) no escarro

- o teste rápido molecular (TRM -TB)

- cultura e teste de sensibilidade.

Slide 2​: Baciloscopia de escarro


- pesquisa direta do bacilo de koch ​ (no microscópio)
- detecta 60-80% dos casos de tb pulmonar
- 2 amostras: na consulta e outra no dia seguinte ao acordar​ ( em caso de resultado
negativo em ambas e clínica sugestiva deve ser solicitado exames adicionais)
- indicação:
- critérios de definição de sintomático respiratório;
- suspeita clínica e/ou radiológica de TB pulmonar
- independente do tempo de tosse;
- suspeita clínica de TB extrapulmonar

Slide 3: Cultura de micobactéria

- alta sensibilidade e especificidade


- cultura de escarro aumenta em até 30% diagnóstico de tb pulmonar
- desvantagem: 14-30 dias para o crescimento bacteriano
- indicada quando
- suspeita clínica e/ou radiológica de TB com baciloscopia repetidamente
negativa;
- suspeitos de TB com amostras paucibacilares;
- suspeitos de TB com dificuldades de obtenção da amostra;
- suspeitos de TB extrapulmonar;
- suspeitos de infecções causadas por micobactérias não tuberculosas.

Slide 3: ​O Teste Rápido Molecular (TRM), conhecido como Xpert MTB/Rif ®”,

- feito pela técnica molecular PCR


- detecta o bacilo da doença em 2 horas
- indica resistência ​ao antibiótico rifampicina​(um dos principais medicamentos usados
no tratamento
- São incluídas para teste as amostras:
- pulmonares (escarro, escarro induzido e lavado broncoalveolar)
- extrapulmonares (líquido cefalorraquidiano-LCR, linfonodos, outros tecidos e
lavado gástrico)

Slide: TSA ( teste de sensibilidade antimicrobiana)

- Toda cultura positiva deve ser submetida ao TSA


- Métodos disponíveis de TSA no brasil:
- método sólido: resultado após 42 dias de incubação
- método líquido: resultados após 5-13 dias

- Antimicobacterianos mais testados:estreptomicina, isoniazida, rifampicina, etambutol e


pirazinamida

Slide 4 : O raio x de tórax

- pode ser: anormal típico para tuberculose, anormal atípico para TB ou normal. - Tipico em
imunocompetente: opacidades fibronodulares com predomínios nos lobos superiores com ou
sem cavitação.​23

- cavitações ​(aumentam a suspeita de tuberculose, apesar de não serem achados


radiológicos exclusivos de TB)

- O padrão atípico: opacidades nos lobos médio e inferior, linfadenopatia hilar ou paratraqueal
e\ou derrame pleural.
- Após a recuperação das lesões pulmonares haverá sequelas como calcificação, cicatriz
fibrótica, redução do volume pulmonar e bronquiectasias.​19

Slide 5: Teste de HIV

- até 2 meses após o diagnóstico, façam teste para HIV. ​ Pois na conjuntura em que o
paciente é HIV positivo o diagnóstico de TB pulmonar é um diagnóstico definidor de
imunodeficiência adquirida (AIDS).
- HIV : vulnerabilidade e alteração tratamento de tuberculose​ (já que e causar
remissão mais rápida de TB)

Slide 06 - O hemograma completo

- deve ser feito ao diagnóstico e ao longo do tratamento


- Leucocitose e baixa no número de hemoglobina ​são achados esperados
- ​Outras anormalidade: contagens elevadas de monócitos e eosinófilos, pancitopenia
pode ser observada na doença disseminada​.