Sei sulla pagina 1di 1

1) R: As Diretrizes Curriculares Nacionais se baseiam na prerrogativa de que com a

finalização do curso de química industrial o profissional possua conhecimento


sólido e abrangente na área de atuação de forma que estejam aptos em
desenvolver o domínio adquirido em técnicas básicas de utilização de
laboratórios e equipamentos, Compreendendo os conceitos, leis e princípios da
Química, ter habilidade suficiente em Matemática para compreender conceitos
de Química e de Física, assim como, capacidade critica para analisar de maneira
conveniente os seus próprios conhecimentos, trabalhar em equipe e ser capaz de
exercer atividades profissionais autônomas na área da química tendo sempre o
interesse no auto-aperfeiçoamento contínuo, curiosidade e capacidade para
estudos extracurriculares individuais ou em grupo, espírito investigativo,
criatividade e iniciativa na busca de soluções para questões individuais com
formação humanística que lhe permita exercer plenamente sua cidadania.
Reconhecendo a Química como uma construção humana e compreendendo os
aspectos históricos de sua produção e suas relações com os contextos culturais,
socioeconômico e político.
2) R: O Conselho fiscaliza os profissionais e empresas da área da química. Sendo
os conselhos regionais braços menores do conselho federal. O conselho regional
tem a finalidade de controlar os profissionais e fiscalizar os mesmos em suas
atividades, vendo se estão cumprindo as leis impostas e criadas pelo conselho
federal. Já o sindicato em sua natureza jurídica é a representação dos interesses
dos trabalhadores ou também do interesse dos patrões. Tendo como função a
coordenação, defesa e representação legal da categoria e orientar, arbitrar e
fiscalizar as relações trabalhistas entre o profissional e empregadores.