Sei sulla pagina 1di 62

Formação de um concílio

Será considerado apenas o que é relevante neste tema. É


fundamental entender que apenas Pastores podem participar
de um concílio para exame e consagração de candidatos ao
ministério pastoral Batista. Diáconos não devem participar, por
ser considerado o segundo oficial da igreja, ou seja, o menor
não está capacitado para examinar o maior. Aos seminaristas,
creio que devem ser instruídos e autorizados assistir concílios,
para que possam aprender como funcionam. O mesmo
procedimento deve ser concedido a Pastores de outras
denominações evangélicas. Estes podem observar, mas nunca
participar, nem da avaliação nem do resultado da votação.
Quando aberto a todas as pessoas, é visível o problema do
constrangimento aos Pastores presentes, se o candidato for
repreendido por alguma colocação indevida ou ainda não
responda as perguntas convenientemente. Conforme nova
redação do estatuto da OPBB é necessário sete (7) Pastores da
ordem para validar o exame em nível da OPBB. Não havendo
este "quorum" o exame fica prejudicado e deve ser remarcado,
após 180 dias, conforme o novo regulamento da OPBB.

Composição de um concílio

A composição para o concílio deve ser a seguinte:

1. Presidente
2. Secretário
3. Examinador na área de conversão a Jesus e chamada ministerial (esta área, impreterivelmente,
deve ser a primeira a ser examinada, pois ela determinará a posição do concílio quanto a
aprovação ou não do candidato)
4. Examinador na área em Eclesiologia;
5. Examinador na área em Teologia;
6. Examinador na área em Bibliologia;
7. Examinador em ética Pastoral;
8. Pregador do sermão de consagração do novel Pastor;
9. Membro do concílio que fará a oração de consagração;
10. Membro do concílio que fará a entrega da Bíblia ao novel Pastor

A ordem pode ser alterada, no entanto é fundamental que o candidato seja examinado em todas
estas áreas. A prática de ser indicado a votação um examinador geral deve ser evitada. Pode ser
votada a escolha de apenas dois (2) examinadores. No entanto minha sugestão é que seja em
numero de cinco (5), assim facilitará tanto aos examinadores, que não precisarão fazer tantas
perguntas, como ao candidato, que passa a ser examinado por pessoas diferentes.
Ps.: Todos os Pastores presentes ao concílio devem estar preparados para exercer qualquer
função do concílio. É facultado o direito de recusar a indicação, assim como, de não ser necessário
se justificar.

Dicas importantes

· A composição da diretoria deve ser feita num local reservado, com a presença apenas dos que
irão participar do concílio examinante;
· As deliberações sobre a eleição da diretoria do concílio devem seguir o modelo das Igrejas
Batistas: proposta, apoio e votação;
· A Diretoria deve ser eleita minutos antes da instalação do concílio;
· Não é recomendado que os examinadores leiam as perguntas que irão formular, entretanto
podem consultar um pequeno roteiro sobre a seqüência que farão as perguntas;
· Evitar reunião em forma de círculo.
· É aceitável, preparar uma Banca, onde estarão o presidente, secretário, e o examinador da área.
O candidato deve sentar-se de frente ao examinador e a Banca, e lateralmente voltado para
frente aos demais componentes do concílio;
· O candidato deve receber a orientação que deve consultar a Bíblia quando desejar;
· O candidato ao responder as perguntas, deve citar um versículo da Bíblia, ou ainda melhor, fazer
a sua leitura se souber onde encontrá-lo;
· Quando terminar o exame, os membros do concílio podem retirar-se para um lugar reservado,
se houver outras pessoas presentes, para deliberar apenas da aprovação ou não. Caso não haja
outras pessoas, poderá ser solicitado ao candidato que deixe o local.
· Não é permitido aos membros do concílio, declarar seu voto na presença do candidato, antes da
decisão do concílio;
· Se o concílio for aberto às pessoas, alguém previamente escolhido poderá dirigir louvores,
cânticos espirituais, enquanto os membros estão retirados para votação.
· Concluída a votação, o presidente informará o resultado da avaliação, declarando ao candidato
se aprovado ou não e, se houve ainda alguma recomendação;
· Em havendo resultado de reprovação, devem ser informadas ao candidato, as áreas e porque foi
reprovado. Neste caso, o concílio pode nomear alguém para orientar e ajudar em seus estudos
sobre as áreas que foram reprovadas;
· É prudente dividir o concílio em duas partes: O exame e depois a consagração. Manter o
intervalo, se possível, de no mínimo 15 dias. Isto poderá evitar constrangimento, tanto a Igreja
como aos convidados, caso o candidato for reprovado.

Atribuições dos componentes do concílio

Segue os pontos mais relevantes das atribuições dos componentes do concílio:

1. Presidente - É concedido ao presidente da Igreja da qual o candidato é membro, de iniciar os


trabalhos. Isto ocorre como uma homenagem ao Pastor do candidato. Então, antes de ser eleita a
Diretoria do concílio, cabe ao Pastor a abertura do programa e direção.
2. Secretário - Redigir a Ata e assiná-la; escrever na Bíblia que será entregue ao novel Pastor,
após a dedicatória escrita pelo Pastor que fará a entrega; a composição do concílio, o nome do
Pastor que fará a oração consagratória e do Pastor que fará o sermão de consagração.
3. Examinadores:
· Experiência de conversão a Jesus Cristo e chamada ao ministério Pastoral - Deve ser constituída
em duas partes: 1) Conversão - 2) Chamada;
Ps.: A missão deste examinador é muito importante. Sua decisão em conjunto com os membros
do concílio determinará a sua continuidade ou não.
· Antes do início da avaliação em cada área, o examinador deve acalmar o candidato, informando-
lhe que o objetivo do concílio é de avaliá-lo sobre suas convicções, suas experiências e seu
conhecimento Teológico para o Ministério Pastoral Batista;
· É necessário que o candidato se apresente: Nome; Idade; Naturalidade; Estado civil; (se
casado) quantos filhos etc;
· É importante perguntar ao candidato sobre a data da sua conversão, textos bíblicos, pregador,
etc..; também, os mesmos dados sobre sua chamada para o ministério pastoral;
· É importante perguntar-lhe se ele tem certeza de sua salvação; e também, se está convicto de
sua chamada;
· O examinador deve perguntar as principais informações sobre o batismo do candidato: data,
local, Igreja, ministrante. etc.;
· Examinador em Eclesiologia - Compete ao examinador fazer perguntas sobre as doutrinas da
Igreja;
· Examinador em Teologia - Compete ao examinador fazer perguntas sobre Teologia (como
ciência), e todas as suas áreas: Bíblica; Histórica; Sistemática e Prática;
· Examinador em Bibliologia - Compete ao examinador fazer perguntas sobre a Bíblia como livro;
· Examinador em ética Pastoral - Compete ao examinador elaborar perguntas, baseadas no código
de ética da OPBB, podendo fazer ainda, outras perguntas pertinentes a ética Pastoral. Por ex.: o
irmão já teve problema com um Pastor?
· Pregador do sermão - Pode ser convidado pelo candidato ou eleito pelo concílio. No caso de ter
sido convidado, o concílio deve ser previamente informado.
· Membro do concílio que fará a oração consagratória - Cabe, somente, orar a Deus, pedindo as
bênçãos de Deus pela vida do novel Pastor e por sua caminhada no ministério Pastoral; pela vida
de sua família e filhos. Deve evitar ler algum texto ou trazer ainda qualquer comentário; No final
de sua oração deve mencionar que o novel Pastor está sendo consagrado ao Ministério Pastoral
Batista em nome de Jesus;
· Membro do concilio que fará a entrega da Bíblia - No momento da entrega, é importante ler a
Bíblia para o novel Pastor, e proferir algumas palavras sobre ela e sobre a importância de que a
utilize em todo o instante. Deve também, escrever uma dedicatória. Sugestão de textos para
dedicatória: At. 20:28; Jr 3:15; Ef. 4:11; Lv 18:4,37; Nm. 27:17.
Ps.: Cabe a Igreja que convocou o concílio adquirir um exemplar da Bíblia com referências,
dicionário e concordâncias.

Ata do concílio

É provável que a Ata do concílio pode ser o único documento que comprove que um Pastor foi
aprovado para o exercício do Ministério Pastoral Batista. Então é de extrema importância sua
elaboração, pois através de uma consulta, é possível saber se o concílio foi regular ou não. O
registro da Ata em cartório de Títulos e documentos também é um procedimento importante a ser
tomado. Ao agir assim, o novel Pastor terá um documento comprobatório da sua aprovação para
exercer o ministério e também poder se filiar a OPBB. É de bom alvitre, a Igreja solicitante do
concílio, arcar com as despesas para tais procedimentos.

Conselhos para os candidatos ao concílio

É fato de que um candidato ao ministério pastoral recebe inúmeros conselhos para preparar-se ao
exame. Segue algumas recomendações que julgo importante para este evento:
Antes do concílio
· Comece a estudar assim que sentir Deus te vocacionando;
· Procure elaborar um roteiro de estudo com perguntas e respostas bíblicas, com citações de
versículos, capítulo e Livro da Bíblia;
· Procure assistir a todo concílio que tiver conhecimento, preocupando-se em anotar as perguntas
e respostas ás questões e sobre todos os procedimentos na formação do mesmo;

Após ser marcada a data para o exame


· Se programe para intensificar seus estudos; repassando o que já foi aprendido. Dê ênfase nas
áreas que tiver dificuldade e procure ajuda com seu orientador, para os pontos mais difíceis;
No dia que antecede ao concílio (dicas de vestibular)
· Descanse o máximo que puder, não tente acrescentar algo ao aprendizado, é mais provável que
esqueça o que já estudou do que aprender alguma novidade;
· Consuma alimentação leve e beba muita água. Busque algum tipo de lazer para descontrair.

Durante o exame
· Procure acalmar-se;
· Seja objetivo em suas respostas, não se alongue; E se a resposta puder ser definida em apenas
um sim ou não, responda exatamente assim;
· Faça menção da Bíblia no maior número de suas respostas; tente citar de cor ou lendo no
mínimo um versículo para cada questão.

Ps.: Não se esqueça que sua confiança está em Deus que o vocacionou. Procure seguir estes
sábios conselhos e, certamente, o Espírito Santo te iluminará e te capacitará para todas estas
etapas.

Questionário para Concílios

É importante mencionar que dentro de cada assunto, não se encerra todas as perguntas
necessárias para um exame ao ministério Pastoral Batista. No entanto, contribui na formulação de
algumas questões, que entendo ser de suma importância, para avaliar as reais condições do
conhecimento Teológico de um candidato ao ministério Pastoral Batista. Organizei-as de maneira
sistematizada para favorecer o entendimento, tanto de Pastores quanto dos candidatos.

Conversão a Jesus Cristo

1. Conte-nos resumidamente, como foi a sua experiência de conversão a Jesus Cristo?


2. Quanto tempo o irmão é membro de uma Igreja Batista?
3. O irmão tem certeza da sua salvação?

Chamada ao Ministério Pastoral

1. Conte-nos sucintamente como Deus o vocacionou para o ministério?


2. O irmão tem certeza de sua vocação ao ministério Pastoral?
3. O irmão já teve alguma dúvida sobre seu chamado?
4. Se Aprovado o irmão pretende exercer a atividade Pastoral em tempo integral?
5. Qual será sua atitude se for reprovado por este concílio?

Área de Teologia (como ciência)

1. Como você definiria Teologia?


2. Que faz um teólogo?
3. Ao estudar Teologia, ela pode ser dividida? Quantas e quais partes?
4. Quais ramos abrangem a teologia sistemática?

Área de Teologia - (referente a Deus)

1. Defina Deus?
2. Quem é Deus segundo a Bíblia?
3. Poderia nos explicar a diferença entre atributos naturais e atributos morais de Deus?
4. Cite alguns atributos Naturais de Deus?
5. Cite alguns atributos morais de Deus?
6. O que é uma Teofania? De alguns exemplos?
7. Qual é a essência de Deus?

Área de Cristologia - (referente à Cristo)

1. Quem é Jesus?
2. Quais os nomes dados a Jesus?
3. Quais são os três ofícios de Jesus?
4. Quando Jesus se fez carne e habitou entre nós, ele era Deus ou era homem?
5. Onde encontramos a primeira passagem da promessa da vinda de Jesus como salvador da
humanidade?
6. Qual é a obra de Jesus?

Área de Pneumatologia - (referente ao Espírito Santo)

1. Quem é o Espírito Santo?


2. Qual é o fruto do Espírito Santo?
3. Quando os salvos recebem o Espírito Santo?
4. Qual é a obra do Espírito Santo?
5. Cite alguma manifestação do Espírito Santo no A.T?
6. No A.T o Espírito Santo habitava de forma permanente nas pessoas?
7. Cite alguma manifestação do Espírito Santo no N.T?
8. No N. T o Espírito Santo habita de forma permanente nas pessoas?

Perguntas referentes à Trindade Divina

1. O vocábulo Trindade aparece na Bíblia?


2. Defina trindade Divina?
3. Dê exemplos da doutrina da trindade no A.T e N.T?
4. Até que ponto a doutrina da trindade é importante?

Perguntas de Bibliologia e Eclesiologia

Bibliologia - Estudo da Bíblia como Livro

1. Explique-nos o que é Revelação?


2. Como ocorreu a Revelação de Deus aos homens?
3. Cite exemplos de Revelação no A.T?
4. Explique-nos o que é Inspiração?
5. Explique-nos o que é Iluminação?
6. O que significa a palavra Bíblia?
7. Quem escreveu a Bíblia?
8. O que é a Bíblia?
9. Em quantas partes se divide a Bíblia? Quais são?
10. Quantos livros têm a Bíblia?
11. Qual o período de tempo em que foi escrito a Bíblia?
12. Em que línguas foram escritas a Bíblia?
13. O que significa a palavra apócrifo?
14. Na primeira versão do A. T (septuaginta), quais são os livros e as adições apócrifas?
15. O A.T e o N.T são aceitos pelos Judeus como sendo inspirados por Deus?
16. Como os Judeus dividem o A.T?
17. Como os Cristãos evangélicos dividem o A. T para fins de estudo?
18. Discorra sobre o período Interbíblico?
19. O que significa a palavra Evangelho?
20. Quantos e Quais são os Evangelhos?
21. Como os Cristãos evangélicos dividem o N. T para fins de estudo?
22. O que significa o vocábulo sinóptico?
23. O N. T tem um livro profético nos moldes do A.T? Qual?
24. Como ocorreu a divisão da Bíblia em capítulos?
25. Como ocorreu a divisão da Bíblia em versículos?
26. Qual o título que a Bíblia dá a si mesma?
27. O que é a Bíblia para o irmão?

Perguntas de Eclesiologia

Eclesiologia - Doutrina Bíblica da Igreja Batista

1. O que significa o termo etimológico "Igreja"?


2. O que é uma igreja Local?
3. Que outros nomes são dados à Igreja local?
4. O que é a Igreja Gloriosa?
5. Que outros dois nomes dados são dados à Igreja de Jesus Cristo?
6. Porque Igrejas Batistas e não Igreja Batista?
7. Quem fundou a Igreja de Jesus Cristo? E sobre quem ele Fundou a Igreja?
8. Segundo a Bíblia quais são os oficiais da Igreja?
9. Quais são as funções dos Pastores e dos Diáconos?
10. Segundo a Bíblia, quais são as ordenanças para Igreja?
11. Porque são ordenanças e não sacramentos?
12. O Que significa a palavra batismo?
13. O que simboliza o batismo?
14. Qual é a forma do batismo Bíblico?
15. Quem pode ser batizado?
16. Qual é a primeira maneira de tornar-se um membro de uma Igreja local Batista?
17. Mencione alguns exemplos bíblicos de batismo?
18. Quantos e quais são os elementos da Ceia do Senhor?
19. O que simboliza o vinho, e o Pão?
20. Quais são as outras três principais interpretações dadas a celebração da Ceia do Senhor?
21. Quais os modos conhecidos de se ministrar a Ceia do Senhor?
22. Existem outros modos de se tornar membro de uma igreja Batista? Quais?
23. Quais são os modos de deixar de ser um membro de uma Igreja Batista?
24. Como é o sistema de governo de uma Igreja Batista?
25. Quais os outros principais tipos de governo exercidos pelas outras Igrejas evangélicas?
26. Como é a administração de uma Igreja Batista?
27. Comente sobre a disciplina na igreja Batista?
28. Biblicamente, quem tem de ser excluído?
29. Quais são as formas de sustento financeiro de uma Igreja Batista?
30. O Dízimo é Bíblico?
31. O que é Dizimo?
32. Segundo a Bíblia, quem foi a primeira pessoa a entregar o dízimo?
33. Os Pastores têm que entregar o dízimo e ofertas?
34. Existe base Bíblica para afirmar que a Igreja deve ser separada do Estado?
35. O que caracteriza esta separação, entre Igreja e Estado?
36. O que é plano cooperativo?
37. Como é feita a cooperação entre as Igrejas Batistas?
38. Quais as partes principais de um Culto?
39. Porque o irmão é Batista?
40. O irmão reconhece a declaração doutrinaria da Convenção Batista Brasileira?

Perguntas de Hamartiologia

Hamartiologia - Doutrina Bíblica do Pecado

1. Qual é a origem do pecado?


2. Quando se efetivou o pecado no mundo?
3. O que é pecar?
4. Quem peca?
5. Crentes pecam?
6. Cite duas importantes conseqüências do pecado?
7. O que o irmão entende sobre pecado original?
8. Mencione as duas classes em que os pecados possam ser divididos a fins de estudo?
9. O que o irmão entende sobre imputação de pecado?
10. Existe perdão para todos os pecados?
11. Qual pecado que não tem perdão? e por que?
12. Explique a blasfêmia contra o Espírito Santo?

Perguntas de Soteriologia

Soteriologia - Doutrina Bíblica da Salvação

1. O que é a salvação? Um ato ou um processo?


2. O que é a santificação? Um ato ou um processo?
3. Um crente em Jesus pode perder a salvação?
4. O que é preciso fazer para ser salvo por Cristo?
5. Qual o significado de ser salvo?
6. A salvação tem preço? Quanto custa?
7. Quem pode ser salvo?
8. Explique o que é a justificação?
9. Qual foi a principal atitude de Deus para salvar o homem?
10. Qual é a ultima etapa da salvação do homem?
11. Discorra sobre o Reino de Deus?
12. O inferno existe? O que é o inferno?
O que é o Purgatório? É uma doutrina Bíblica

Perguntas de Antropologia
Antropologia - Doutrina Bíblica do Ser Humano

1. Qual a origem do Homem?


2. Quando Deus criou o Homem ele era sem pecados? Era perfeito?
3. De que maneira o homem é a imagem e semelhança do Deus uno - trino?
4. Explique sobre o homem carnal e o homem espiritual?
5. O que é dicotomia e tricotomia em relação ao homem?
6. Qual o destino do homem crente após a morte?
7. Qual o destino do homem ímpio após a morte?

Perguntas de Angeologia

Angeologia - Doutrina Bíblica dos Anjos

1. Defina quem são os Anjos?


2. Os Anjos são divididos em categorias? Quais?
3. Quem são os Anjos decaídos?
4. Existe Anjo da guarda?
5. Qual é a principal atividade dos Anjos a respeito do Homem?

Perguntas de Escatologia

Escatologia - Doutrina Bíblica dos últimos acontecimentos

1. Porque é importante estudar a escatologia?


2. Qual é o fato mais importante da escatologia Bíblica?
3. Quando se dará a segunda vinda de Cristo?
4. Segundo a Bíblia, como será a segunda vinda de Jesus Cristo?
5. Sobre o milênio, qual das três linhas de pensamento que o irmão aceita?
6. A doutrina Bíblica da Escatologia se refere apenas ao livro de Apocalipse?
7. O que o irmão entende por Eternidade?
8. Existe vida após a morte?
9. Em que situação fica os mortos, até a segunda vinda de Cristo?
10. O que é morte espiritual?
11. O irmão tem medo de morrer?
12. Depois da morte física, o corpo deve ser cremado ou enterrado?

Perguntas diversas para o candidato ao exame do concílio

1. Descreva uma ocasião em que você fez tentativas de reformar a igreja em alguma área
importante. Quais foram os resultados? O que isto custou para você mesmo?
2. Descreva seu estilo de liderança. Quais têm sido alguns de seus pontos fracos e de seus pontos
fortes?
3. Quando você enfrentou oposição, isso ocorreu na maior parte das vezes por causa de seu estilo
de liderança, de sua personalidade, de suas crenças ou de alguma outra coisa?
4. De acordo com sua observação, que doutrinas precisam de ênfase especial em nossos dias?
5. O que é o verdadeiro arrependimento bíblico?
6. O que é a verdadeira fé bíblica?
7. Explique a justificação pela fé. Qual a diferença entre o ponto de vista do Catolicismo Romano e
o ponto de vista bíblico a respeito da justificação?
8. Explique seu ponto de vista a respeito da santificação. Quais são os vários meios que Deus usa
para santificar o crente?
9. Uma pessoa pode ter Cristo como Salvador e não estar em sujeição a Ele como Senhor?
Explique.
10. Qual sua posição a respeito das inerrância das Escrituras?
11. Explique a expressão "Batismo do Espírito". Quando ocorre esse batismo?
12. Quais são as suas opiniões sobre o batismo em água?
13. De que maneira a Bíblia relaciona a soberania de Deus à salvação?
14. O que a Bíblia ensina a respeito da extensão da depravação do homem?
15. O que a obra de expiação consumada por Cristo realizou em favor dos crentes?
16. O que a Bíblia ensina a respeito da perseverança e da preservação dos crentes?
17. Qual a utilização correta da Lei do Antigo Testamento?
18. Como você articula sua opinião a respeito dos assuntos escatológicos e dos finais dos tempos?
19. Você crê que Jesus nasceu de uma virgem? Que importância tem isso para sua crença?
20. Qual sua interpretação bíblica a respeito do inferno?
21. O que você pensa acerca do divórcio e do novo casamento?
22. Quais suas exigências para celebrar um casamento?
23. Explique suas opiniões sobre disciplina na igreja?
24. Qual sua opinião sobre o estilo de músicas na igreja?
25. Qual seu ponto de vista a respeito do levantamento de recursos monetário para os vários
projetos da igreja?
26. Quais suas convicções sobre dívidas na igreja local?
27. Qual sua visão missionária para a igreja? De que maneira você está demonstrando interesse e
envolvimento em missões?
28. Existem muitas pessoas que professam seguir a Cristo, mas estão enganadas. Que evidências
você tem de que Deus lhe deu a vida?
29. O que significa p/ alguém amar a Deus? De que maneiras você percebe o verdadeiro amor
bíblico p/ com Deus manifestado em sua própria vida?
30. O que sua família (esposa e filhos) sente a respeito de seu compromisso com o pastorado?
31. Porque você acredita que Deus o quer no pastorado?
32. Examine cuidadosamente cada uma das qualificações bíblicas p/ pastores e diáconos (I Tm3;
Tt 1:5-9; At.6:1-6; 1 Pe 5:1). A) Quais são as suas qualificações mais fortes? B) Com quais
dessas qualificações você tem mais dificuldade? C) Porque você acredita que essas áreas de
dificuldades não o desqualificam para o ministério?
33. Um pastor é encarregado por Deus a pregar para a igreja e a pastorear as pessoas de maneira
individual. Que aspecto do ministério apela mais a você?
34. De que maneiras específicas você poderá ser auxiliado a desenvolver suas habilidades nessas
duas áreas?
35. Quais são os seus métodos de envolver-se nas vidas das pessoas enquanto você pastoreia e
vela por suas almas?
36. Que atividades caracterizam seu interesse evangelístico? Como você lida com o assunto do
evangelismo pessoal e coletivo?
37. O que você pensa a respeito do aconselhamento? Como você administra a necessidade de
aconselhamento?
38. Quais são as suas praticas costumeira e específicas a respeito de disciplina espiritual (ou seja
oração, estudo bíblico, meditação, mordomia, etc.)?
39. Como você descreve um pastor bem sucedido e uma igreja bem sucedida?
40. Em que bases o pastor pode ser considerado uma pessoa responsável?
41. Que relacionamentos de sua vida fornecem senso de responsabilidade por suas atitudes e
comportamento, tanto em sua vida pessoal como em seu ministério pastoral?
42. Quais são os seus autores, teólogos e comentaristas evangélicos favoritos? Porque? Que livros
você leu recentemente?
Estudo para concílio - Batista

Teologia (Téo = Deus, Logia = Estudo): Estudo Sobre Deus – O fim da teologia não é
criar fatos, mas, descobri-los a partir da revelação de Deus e organizá-los num
sistema.

Ela se divide: Bíblica, sistemática, dogmática, histórica e prática.

• Teologia = Sistematização de fatos bíblicos.

• Cristologia = Estudo sobre a Pessoa de Cristo.

• Pneumatologia = Estudo sobre a Pessoa do Espírito Santo.

• Bibliologia = Estudo sobre a bíblia.

• Hamartiologia = Estudo sobre o pecado.

• Soteriologia = Estudo sobre a salvação.

• Eclesiologia = Estudo sobre a Igreja.

• Escatologia = Estudo sobre os últimos acontecimentos.

• Anjeologia = Estudo sobre os anjos.

Bíblia:

Vem do grego bíblos = rolo, coleção de livros. Contém 66 livros e se divide em duas
partes:

1) Velho Testamento HEBRAICO (39 livros) – Livros da Lei, históricos, proféticos,


poéticos. São a soma da literatura sagrada do povo hebraico.

2) Novo Testamento GREGO (27 livros) – Os quatro Evangelhos que tratam da


biografia de Jesus, Atos dos apóstolos, cartas dos apóstolos às Igrejas.

Inspiração: É a verdade de Deus sendo transmitida a outros. (2Pe 1:21)

A bíblia foi escrita por homens inspirados por Deus!


As referências bíblicas que sustentam isso são:

(2 Sm 23:2; Jr 30:4; Am 3:1; Jo 10:35;2Tm 3:16; 2 Pe 1:20-21).

Obs: Pode-se ter inspiração sem revelação!

Base bíblia que sustenta isso: (Lc 1:1-4; 1Jo 1:1-4)

Os autores registram o que presenciaram e descobriram por pesquisa.

Revelação: É a manifestação de Deus ao homem de maneira progressiva, ou seja,


Deus informa ao homem a respeito de Sua Pessoa, primeiro na vida dos homens
depois nas Escrituras. (Sl 19:1; Sl 103:7; Hb 1:1) A maior revelação está em Jesus
Cristo! (Jo 3:16; 17:3)

Obs: Pode-se ter revelação sem inspiração!

Base bíblica que sustenta isso: (Ap 10:3-4) J

João não relata as coisas que lhe fora revelado.

Iluminação: Entendo iluminação como sendo a capacidade do homem entender as


verdades de Deus já reveladas.

Base bíblica que sustenta isso: (1Co 2:12)

Inerrância: Tenho como sendo destituída de erro toda a bíblia, pois, se trata da
Palavra de Deus! Base bíblica que sustenta isso: (Jr 1:12; 2Tm 3:16)

Definição de Deus: O finito (homem) não pode definir O Infinito (Deus)! A.B. Langston
diz:

“Deus é Espírito Pessoal, perfeitamente bom, que, em santo amor, cria, sustenta e
dirige tudo.”

Me é agradável esta definição, pois:

• A natureza de Deus: Ele é Espírito Pessoal. (Jo 4:24)

• O caráter Deus: Ele é perfeitamente bom. (Lc 18:19)

• Sua relação com o Universo: Cria, Sustenta e dirige. (Cl 1:16)

• Relação de Deus para com tudo: Santo Amor. (1Jo 4:8)

A classificação dos atributos de Deus são:

• Incomunicáveis

• Comunicáveis

Atributos incomunicáveis: São modos de atividade e qualidades do seu caráter.

Onipresença – Ele age com a mesma facilidade com que pensa e quer, porque para
Deus não há espaço nem tempo. (Sl 139:7-10)
Onisciência – Como em sua onipresença não há espaço, igualmente em sua
onisciência não há desconhecido. (Mt 10:30)

Onipotência – Há, pois, em Deus, duas formas de onipotência: onipotência moral, que
se refere a ele próprio (Não mente, não pode ser tentado). Onipotência física, que se
relaciona com tudo já criado “Ele criou, sustenta e governa tudo”. (Sl 147:5)

Unidade – Mesmo se manifestando em três formas distintas (Pai, Filho e Espírito


Santo) É um único Deus! (1 Tm 2:5)

Infinidade – Não há limites para sua presença, não há limites para sua onisciência e
não há limites para sua onipotência. Deus é infinito! (Sl 102:12)

Imutabilidade – Ele não muda de propósito, de natureza, é sempre o mesmo ontem,


hoje e eternamente. (Hb 6:17)

Atributos comunicáveis de Deus: São modos de atividade e qualidade do seu ser


partilhado com o homem. Estes são:

Santidade – É a plenitude gloriosa da excelência moral de Deus, princípio básico de


suas ações e aferidor único e verdadeiro de suas criaturas. (1Pe 1:15)

Amor – Amor é mais que um sentimento, é a atitude firme de dar-se ao ente ou objeto
amado, e de possuí-lo em íntima comunhão. (Jo 13:34)

Justiça – Deus é justo em todos seus atos, Ele é fiel a si mesmo e à sua criação,
baseando-se sempre em Santidade e Amor. (Sl 139:137; Rm 5:9)

Deus é conhecido por vários nomes:

• Jeová Jireh = O Senhor proverá. (Gn 22:14)

• Jeová Nissi = O Senhor é a minha bandeira. (Ê 17:15)

• Jeová Shalon = O Senhor é a minha Paz. ( Jz 6:24)

• Jeová Raah = O Senhor é o meu pastor. (Sl 23:1)

• El-Elion = O Deus altíssimo. (Gn 14:18)

Obs: Entre outros.

Imanência: Deus é imanente! Ele está presente e ativo dentro da sua criação.

• Deus opera milagres no meio do seu povo. ( Gl 3:5)

• Deus livra seu povo do perigo. (Dn 6:27)

• Deus se mostra a todos através de sua criação. (Sl 19:1)

Deus se revela de duas maneiras:

1) Revelação geral: É a maneira que Deus se faz conhecido a todos através de sua
criação. Base bíblica que sustenta isso: (Sl 19:1-6; Rm 1:2023; At 14:15-17; 17:22-31)
2) Revelação especial: É a maneira que Deus se faz conhecido individualmente.

Base bíblica que sustenta isso: (Gn 12:1-9; Gn 3:1-4; 1Sm 3:10)

As revelações especiais se dão através dos:

• Milagres (João 2:11)

• Urim Tumim (Êx 28:30)

• Teofanias (Jz 13:17-18)

• Profetas ( Jr 1:4-10)

• Bíblia (2Tm 3:16-17)

• Cristo (Is 7:14)

E de muitas outras maneiras!

Obs: lembrando que para o ser finito é impossível conhecer exaustivamente O Infinito.

Antropormofismo: É tudo o que as Escrituras dizem a respeito de Deus usando


termos humanos.

Exemplo:

• Mãos (Sl 8:3-6)

• Boca (Dt 8:3)

• Coração (Os 11:8)

• Ouvido (Is 37:17)

• Olhos (Sl 33:18)

Decreto de Deus: Entendo como decreto a boa, perfeita, santa e agradável vontade
de Deus sendo manifestada. É a vontade de Deus sendo executada.

Decretos de Deus no plano físico.

• Decreto de criar o universo e o homem. (Gn 1:26; Sl 33:6-11; Pv 8:22-31; Is 45:18)

• Decreto de estabelecer a terra (Sl 119:90-91), e as estações do ano (Gn 8:22).

• Decreto de não mais destruir a população do mundo pelo dilúvio (Gn 9:8-17).

• Decreto de distribuir as nações pela terra (Dt 32:8).

Decretos de Deus no plano moral.

• Decretou permitir o pecado (At 14:16).


• Decretou derrotar o pecado pelo bem (Sl 33:10-11).

• Decretou salvar do pecado. (At 4:11-12).

Obs: As ações humanas estão incluídas no plano de Deus, mas entre os teólogos
existem divergências no entendimento quanto à inclusão destas ações.

Principais posições a respeito são:

• Calvinista – Prega que o plano de Deus é logicamente anterior e que as decisões


humanas são conseqüência (incondicional).

• Arminiana – Dá mais valor à liberdade humana. Deus permite e espera que os seres
humanos exerçam a vontade que receberam (condicional).

• Minha posição – Soberania de Deus. As duas posições são encontradas na bíblia,


negar uma delas é negar a palavra! (Rm 9:13-24)

Existem coisas as quais Deus nunca fará:

• Negar a Si mesmo. (2 Tm 2:13)

• Mentir: (Hb 6:18)

• Tentar o homem. (Tg 1:13)

Criação.

É a perfeita obra de Deus ao trazer à existência, sem uso de material preexistente,


tudo o que existe, segundo sua vontade soberana e para sua própria glória.

Deus criou o universo do nada; este era originalmente muito bom, e ele criou para
glorificar a si mesmo. (Gn 1:1; Sl 33:6,9; Is 43:7; Cl 1:16; Hb 11:3)

Divergências em relação à criação.

• Dualismo = Doutrina na qual tanto a criação do mundo como seu governo, são o
resultado de dois poderes opostos.

• Emanação = O universo teria se desprendido de Deus, mediante uma emanação


deliberada ou acidental de sua própria substância.

• Evolução = Sustenta que os organismos vivos apareceram pelo processo da


evolução.

Anjeologia.

Criação no mundo espiritual.

• Anjos: São seres espirituais criados antes do sétimo dia (Gn 2:1), dotados de juízo
moral e alta inteligência, mas desprovidos de corpo físico.

Classificação.

• Anjos
• Querubins

• Serafins

• Arcanjos

Demônios: São anjos maus que pecaram contra Deus e hoje continuamente praticam
o mal no mundo.

Satanás: É o nome do chefe dos demônios (Jó 1:7, 2:7).

Também conhecido como:

• Diabo. (Mt 4:1; 13:39; Ap 12:9)

• Serpente. (Gn 3:1; 2Co 11:3; Ap 20:2)

• Belzebu. (Mt 10:25; Lc 11:15)

• Príncipe deste mundo. (Jo 12:31; 14:30)

• Príncipe da potestade do ar. (Ef 2:2)

• Maligno. (Mt 13:19; 1Jo 2:13)

Obs: Satanás originou o pecado e tenta os outros ao pecado.


Os demônios se opõem a toda obra de Deus, tentando destruí-la.

O homem.

• Deus criou o homem, o fez e o formou do pó da Terra. O corpo do homem foi criado
do pó da Terra; e a sua natureza imaterial, pelo sopro de Deus (Gn 1:26; Gn 2:7).

• A bíblia diz que Deus criou o homem para sua própria glória. (Is 43:7)

• O principal propósito do homem em sua existência é glorificar a Deus.

• O que distingue o homem dos outros seres criados é porque foi um solene conselho
Divino (Gn 1:26), foi com diferentes elementos da natureza humana (Gn 2:7). Isso
coloca o homem imediatamente numa posição exaltada (Gn 1:28).

A natureza do homem: Creio na tricotomia, pois nela está também contida a


“dicotomia” existente, crer na dicotomia somente é anular a existência do espírito
citado na Escritura!

• Corpo físico

• Alma

• Espírito

Base bíblica que sustenta isso: (1Ts 5:23; Hb 4:12)

Imagem de Deus no homem.


A imagem de Deus no homem (do Latim Imagos Dei) é o que distingue o homem de
toda a criação e o faz ponto culminante dela.

• O significado do homem ser a imagem de Deus significa que ele é semelhante a


Deus e o representa.

• Esta semelhança não é uma semelhança física, mas está ligada aos aspectos
morais, espirituais, mentais e relacionais.

• Os elementos da imagem de Deus no homem são: Justiça original, constituição


moral, espiritual e imortalidade.

Pecado.

Conforme o Catecismo Maior, o pecado é qualquer falta de conformidade com, ou


transgressão de qualquer lei de Deus, dada como regra à criatura racional, seja
manifesta por ato, disposição ou estado.

• O pecado se originou numa rebelião de anjos, posteriormente em um livre ato de


revolta do homem contra Deus. (Is 14:12-13; Gn 3:1-24)

Lei de Deus.

• É a expressão da vontade Divina.

Transmissão do pecado.

• Deus em virtude da unidade orgânica da raça humana em Adão, imputa o pecado de


Adão imediatamente a toda sua posteridade. (Gn 3:17; Rm 3:23; 6:23)

Pneumatologia.

O Espírito Santo é Deus, assim como o Pai e o Filho!

A palavra "espírito" é a tradução, no Velho Testamento, da palavra Hebraica ruach e,


no Novo Testamento, da palavra Grega pneuma.

Ele é chamado Espírito Santo por que:

* A Sua natureza é eterna e essencialmente santa.

* Ele é o autor de toda a santidade no homem.

* O Consolador.

* Títulos que revelam o Seu relacionamento com o Pai: Espírito de Deus (Mt 3:16),
Espírito do Senhor (Lc 4:18, Jz 3:10) e Espírito do vosso Pai (Mt 10:20).

* Títulos que revelam o Seu relacionamento com o Filho: Espírito de Cristo (Rm 8:9),
Espírito de Jesus Cristo (Fp 1:19) e Espírito de Seu Filho (Gl 4:6).

* Títulos que revelam os Seus atributos: Espírito eterno (Hb 9:14), Espírito de
santificação (Rm 1:4) e os Sete Espíritos (Ap 3:1). [Isto mostra a Sua perfeição].
* Títulos que revelam a Sua obra: Espírito da verdade (Jo 14:17), Espírito de vida (Rm
8:2), Espírito de graça (Hb 10:29) e Espírito de adoção (Rm 8:15).

Novo Testamento - O Espírito Santo age das seguintes maneiras nos cristãos:

• Regenera. (Jo 3:3-6; Tt 3:5; 1Pe 1:23)

• Batiza no Corpo de Cristo. (Jo 1:32-34; 1Co 12:12-13)

• Habita. (1Co 6:15; Rm 8:9)

• Enche. (Ef 5:18-20; Jo 7:38-39)

• Equipa para o trabalho. (1Co 12:12-14)

• Possibilita os frutos necessários a uma vida santa. (Gl 5:22-23)

• Derrama o amor de Deus nos corações. (Rm 5:5)

• Intercede. (Rm 8:26)

• Reveste do poder necessário para proclamação do Evangelho. (At 1:8)

No Antigo Testamento.

• A origem de habilidades sobrenaturais. (Gn 41:38)

• A inspiração da profecia. (1Sm 19:20,23)

• O que equipa os mensageiros de Deus. (Mq 3:8)

• A purificação do coração para uma vida santa. (Ez 36:25-29)

Na Palavra escrita.

• Inspirou as Sagradas Escrituras. (2Tm 3:16; 2Pe 1:21)

A bíblia é procedente de Deus por meio dos homens que a escreveram (2Pe1:21).
Cristo atestou o fato de que a inspiração se estende até às suas palavras (Mt 5:18; Jo
10:35).

Pentecoste.

• A descida do Espírito Santo representa uma nova ação dEle com o povo de Deus.
Pois Ele agia de maneira menos expressiva antes. Notem que Apolo (Atos 18:25) era
“fervoroso de espírito” mas conhecia somente o batismo de João, ou seja ele não
precisava do Espírito Santo para ser "fervoroso"; Priscila e Áquila instruíram ele (v26)
sobre “no caminho de Deus”. Qual é o “caminho de Deus”? (Jo 14:6) “Eu sou o
caminho...”, esse casal ensinaram Apolo a seguir "o caminho" (Jesus Cristo). Em
Pentecostes eles receberam uma nova capacitação (para uma melhor compreensão
do povo), embora fosse a segunda experiência, receberam ali “poder” (At 1:8) para
"ser testemunhas". O resultado da obra do Espírito Santo em Pentecostes está em (At
2:14) onde Pedro começou a pregar, (v37-41) houve acréscimo de três mil
convertidos, finalizando com os (vs 46-47).
Faço minhas as palavras dos autores do Credo Niceno:

"Eu creio no Espírito Santo, o Senhor e doador da vida, quem procedeu do Pai e do
Filho, quem, conjuntamente, com o Pai e o Filho é adorado e glorificado."

Trindade.

Fala das três pessoas de Deus (Há um só Deus), que são iguais em sua essência,
mas diferenciadas nos seus papéis.

Base bíblica que sustenta a Trindade:

• No Antigo Testamento, quando usado o plural. (Gn 1:26)

• No batismo de Jesus. (Mt 3:16-17)

• Jesus menciona os três na Grande Comissão. (Mt 28:18-20)

Cristologia: Jesus Cristo é Deus, assim como o Pai e o Espírito Santo!

Jesus encarnou para:

• Revelar Deus aos homens. (Jo 1:18)

• Prover sacrifício pelos pecados. (Hb 10:1-10)

• Destruir as obras do diabo. (1Jo 3:8)

• Tornar-se Sumo Sacerdote. (Hb 5:1-2)

• Ser o Único Mediador entre Deus e os homens. (1Tm 2:5)

A encarnação trouxe expiação pelos nossos pecados, ou seja, a anulação ou remoção


da culpa por meio da ação na cruz!

Jesus sendo Deus encarnou como homem e a união destas duas naturezas
chamamos de: União Hipotástica.

Algumas características da natureza humana de Cristo são:

• Jesus teve fome. (Mt 4:2)

• Jesus teve sede. ( Jo 19:28)

• Jesus ficou cansado.(Jo 4:6)

• Jesus chorou. (Jo 11:35)

Algumas características da natureza Divina de Cristo são:

• Jesus é Imutável. (Hb 13:8)

• Jesus é Onipotente. (Mt 8:26-27)

• Jesus é Onisciente. (Jo 2:25)


• Jesus se declarou ser igual ao Pai. (Jo 10:30)

A encarnação de Cristo se deu em dois estados:

• Humilhação.

Implica em sua renuncia Divina para entrar na condição humana, até a sua morte.

• Exaltação.

Implica o ato da ressurreição, ascensão e ir para a destra de Deus e sua volta triunfal
em poder e glória.

Jesus veio para exercer três ofícios:

• Profeta.

Jesus revela o Pai e a verdade celestial. (Jo 14:9-10)

Ele prediz acontecimentos futuros (Mt 24:29-31)

• Sacerdote.

Ele torna a salvação possível, pois, ofereceu sacrifício perfeito. (Hb 7:26-27)

• Rei.

Jesus Cristo reinará para todo o sempre! (Ap 11:15)

Teofania: São aparições de Cristo em forma de Anjo. Exemplo: (Jz 6:21-22)

• Passagens que acompanham o artigo definido “O” Anjo entende-se falar de Cristo.

Soteriologia.

• Salvação é a aplicação da obra de Cristo na vida do indivíduo.

• A Palavra de Deus é o meio pelo qual nos apresenta a salvação encontrada em


Cristo, e a fé é o meio pelo qual recebemos a salvação.

• A salvação tanto restabelece nosso relacionamento com Deus como transforma a


natureza radicalmente corrupta de nosso coração.

• O único meio de salvação da humanidade é por intermédio de Jesus Cristo nosso


Senhor!

Base bíblica que sustenta isso: (Jo 3:16; 14:6; Ef 2:8-9; Rm 6:23)

Aspectos da salvação através da morte e ressurreição de Jesus na vida do


homem salvo.

• Substituição – Cristo morreu no lugar dos pecadores (1Pe 3:18)

• Redenção – Cristo pagou o preço na cruz pelo pecado de todo o que crê (Jo 3:16-18;
Gl 3:13; 2Pe 2:1).

• Reconciliação – Em Cristo temos reconciliação com Deus. (Rm 3:23-24; 6:22-23)

• Propiciação – Oferta que afasta a ira de Deus dirigida contra o pecado. (Rm 3:25;
1Jo 4:10)

• Justificação – Declarar justo todo o que crê. (Rm 5:9; 10:8-11; Ef 2:8-10; 2Pe 3:9)

• Santificação – Envolve um ato inicial, ou santificação posicional, no momento em que


alguém crê em Cristo. (1Ts 5:23-24; 2Ts 2:13)

• Glorificação – O passo final da aplicação da redenção; na volta de Cristo. (Jo 5:28-


29; 1Co 15:51-52; 1Ts 4:16; Fl 3:20; Rm 8:11)

Graça comum: São bênçãos comuns à todos os seres, exemplo: a chuva, o sol, o ar,
etc...

Graça especial: Trata-se da revelação especial de Deus no coração humano de


maneira que ele aceita a salvação através do sacrifício de Cristo. (Jo 3:16; Ef 2:8-9)

Conversão: É um ato único que possui dois aspectos distintos, mas inseparáveis. O
arrependimento e a fé. Trata-se de uma resposta espontânea ao Evangelho.

Base bíblica que sustenta isso: (Jo 12:47; Rm 10:8-10,17).

Os elementos que caracterizam a fé são:

• Conhecimento (intelectual).

• Assentimento (emocional).

• Confiança (volitivo).

Os elementos que caracterizam o arrependimento são:

• Mudança de conceito (intelectual).

• Mudança de sentimento (emocional).

• Mudança de propósito (volitivo).

Regeneração: É a transformação que Deus opera nos indivíduos que crêem. Ele
reveste suas tendências naturais, dá uma nova vitalidade espiritual à vida deles,
restaura-os ao que se desejava de início que fossem.

Adoção: É um ato pelo qual Deus nos fez membros de sua família. (Rm 8:15; Gl 4:15;
Ef 1:5)

Escatologia.

Concepções sobre o estado intermediário:

• O sono da alma (adventistas)


• O purgatório (católicos)

• A ressurreição instantânea (ortodoxos)

A concepção ortodoxa sobre o estado intermediário é que há um estado em que


crentes e incrédulos experimentam, respectivamente, a presença e a ausência de
Deus após a sua morte física (Lc 16:19-31).

A segunda vinda de Cristo se dará:

• Pessoal (At 1:11)

• Física (Hb 9:28)

• Visível (Mt 24:30)

• Repentina (1Ts 5:2)

• Gloriosa e Triunfal (1Co 15:25)

Concepções a respeito do milênio.

• Pós-milenismo – É a concepção de que a pregação do Evangelho será tão bem


sucedida que o mundo se converterá. Quando o Evangelho tiver produzido todo o
efeito, Cristo retornará (após o milênio).

• Pré-milenismo – É a concepção que crê num reinado terreno de Jesus Cristo com
duração de 1000 anos. Cristo retornará de forma pessoal para iniciar o milênio e
estará fisicamente presente durante este tempo.

• Amilenismo – É a concepção que defende que não haverá um milênio, um reinado


terreno de Cristo. O julgamento final seguir-se-á imediatamente à Segunda Vinda e
resultará nos estados finais dos justos e dos ímpios.

Obs: Minha posição é a pré-milenista, dispensacionalista e pré-tribulacionista!

Dispensação: Modos de atividades realizados por Deus em diferentes épocas.

• Inocência (Gn 1:26-28; 2:15-17)

• Consciência (Gn 3:5-7,22; 4:4)

• Governo humano (Gn 9:1; 11:1-4)

• Promessa (Gn 12:1-7; Êx 1:8-14)

• Lei (Êx 19:3-8; 2Rs 17:7-20)

• Graça (Jo 1:12; Rm 8:1-14)

• Reino (Is 11:3-5; Ap 20:11-15)

Céu: É o lugar em que Deus torna conhecida da forma mais completa a sua presença
para abençoar.
Inferno: É lugar de castigo eterno, onde haverá plena consciência, feito para o diabo e
seus anjos e para os incrédulos (aqueles que rejeitaram a Cristo).

Igreja: Vem do grego ( Εκκλησία, ekklesia) significa Igreja ou assembléia.

• É o povo escolhido de Deus, a comunidade de todos os cristãos de todos os tempos.

• Sua função é adoração, edificação e preocupação social.

• Podemos vela como um organismo vivo e como uma organização.

Governo da Igreja.

• Temos como oficial, alguém publicamente conhecido como detentor do direito de


desempenhar certas funções para o benefício de toda a Igreja.

• Estes oficiais são: Pastores e diáconos.

• As formas existentes de governo nas Igrejas são: Episcopal, presbiteriano e


congregacional.

Disciplina.

• Formativa.( que leva o membro a ser comunicado verbalmente)

• Corretiva. (que leva o membro a ter acompanhamento pessoal)

• Cirúrgica. (que leva o membro a ser excluído)

Propósito da disciplina.

• Restaurar o pecador. (Mt 18:15)

• Manter a pureza do corpo. (1Co 5:6-11)

• Dissuadir outros ao pecado. (1Tm 5:20)

Ordenanças.

• Batismo (Mt 28:19)

• Ceia (Mt 26:26-29)

Posições existentes sobre ceia.

• Transubstanciação – Os elementos se tornam o corpo e o sangue de Cristo


(Católicos)

• Consubstanciação – O corpo físico de Cristo está presente “em, com e sob” os


elementos da ceia. (Luteranos)

• Presença mística – Protestantes reformados. (Pentecostais)

• Simbolismo – Apenas um memorial. (Batistas)


Participações na ceia.

• Ceia livre, qualquer um pode participar.

• Ceia restrita, membros da mesma denominação participam.

• Ceia ultra-restrita, somente membros da Igreja local participam.

Batismo.

• O significado da palavra batismo é “emergir em água”, que simboliza o sepultamento


do indivíduo para o mundo e a ressurreição para a vida em Cristo.

• Serão batizados aqueles que se arrependerem de seus pecados e aceitarem o


sacrifício salvífico de Jesus Cristo (At 2:38)

Bibliografia:
Shedd, Russell P. Bíblia Shedd Antigo e Novo Testamentos. São Paulo: Edições Vida
Nova, 2002.
Gruden, Wayne. Teologia Sistemática. 1 ed. São Paulo: Sociedade Religiosa Edições
Vida Nova, 1999.
Langston, Alvah B. Esboço de teologia sistemática. Rio de Janeiro: JUERP, 2007.
Thiessen, Henry Clarense. Palestras em teologia sistemática. São Paulo: Imprensa
Batista Regular, 2006.
Quintanilha, Josival. Manual de Teologia para Concílios. São Paulo: Sociedade
Religiosa Edições Vida Nova, 2002.

A reputação de Deus é prejudicada quando usamos o padrão humano para avaliar as


coisas espirituais. Lembrando que: A aptidão para o ofício sagrado vai além da
sabedoria humana!

PROBLEMAS EM CONCÍLIOS PARA CANDIDATOS


AO PASTORADO

Desde os tempos em que fui seminarista, lá pelos idos 1979 a 1983, frequentei, e
ainda frequento, os eventos conciliares para ordenação de seminaristas ao pastorado.
Sempre me detenho em observar os tipos de perguntas e como as mesmas eram, e são,
apresentadas aos candidatos. Nesses eventos, sempre me intrigaram as perguntas
retóricas, as "cascas de banana" e as perguntas para as quais as respostas fogem ao
consenso doutrinário dos Batistas. Por este prisma, parece que o problema dos
concílios não são os candidatos, mas os examinadores (quase escrevo: exterminadores,
pois que, no mais das vezes, aniquilam um bom senso razoável).

A referência a perguntas retóricas leva em consideração o fato de que há certas


questões cujas respostas são conhecidas mesmo antes de sua emissão. Perguntas como:
Você pretende ter um bom relacionamento com a Ordem dos Pastores?; Se você
encontrar um dinheiro, esquecido pelo tesoureiro da igreja após o culto, você entrega a
quantia ao responsável ou fica com ela?; Se uma irmã da igreja insinuar-se para você,
qual será sua reação? Você seguirá as decisões da assembléia administrativa de sua
igreja? Para estas perguntas e outras do tipo, que resposta espera-se do candidato? Por
acaso, a resposta fugirá ao esperado? No entanto, esse tipo de pergunta é apresentado ao
candidato, por parte do examinador, com a maior aparência de sabedoria.

Quanto às cascas de banana, são feitas abordagens com a intenção, aparente ou


não, de encurralar o candidato e vê-lo ficar nervoso ou na condição de ignorante;
perguntas que não são prerrequisitos para habilitação ao pastorado, até porque ninguém
é obrigado a saber de tudo, mas apenas o necessário à sua aprovação. Perguntas do tipo:
qual o assunto da carta aos colossenses? Perguntas sobre calvinismo e arminianismo,
como se essas posições teológicas esgotassem as possibilidades de enxergar a
soteriologia e os batistas fossem unânimes sobre esse ponto. Neste particular, lembro-
me da pergunta que me foi feita, no meu concílio: Qual o termo do pastor? Eu fiquei a
pensar, mas não conseguia responder. Um dos presentes insurgiu-se e bravejou: "Diz a
ele para ser objetivo!". Infelizmente o tal examinador não foi objetivo.

Por fim, as respostas que fogem ao consenso doutrinário dos Batistas. Nesse
particular, entendam-se as questões que não encontram acordo nas respostas entre as
cabeças pensantes da denominação e muito menos entre os leigos, por mais que se
esmerem na busca de acordos ideológicos. Há questões que jamais serão definidas de
forma a um entendimento unânime na compreensão sobre as mesmas. São aquelas
perguntas sobre a posição escatológica assumida pelo candidato; perguntas sobre a
posição teológica do candidato sobre o tipo de ceia correto; perguntas sobre o tempo da
grande tribulação; e outras nessa esteira. São questões que não encontram unanimidade
nas respostas por parte dos teólogos batistas.

Em função destes pontos apresentados, parece haver a necessidade de que os


examinadores também sejam orientados sobre como serem mais objetivos e racionais
em suas inquirições. Parece ser também necessário uma orientação sobre uma
objetividade nas questões pertinentes. Estas questões são aquelas que não devem faltar
num concílio, mas que devido à falta de preparação do examinador, são esquecidas ou
mal elaboradas, muitas vezes prejudicando o examinando.

A esperança é que, quem sabe, um dia haja um melhor direcionamento nos


concílios e uma satisfação mais recomendável aos futuros participantes.

Antes que eu esqueça: A resposta quanto a qual seja "o termo do pastor",
acreditem, é o termo "ternura". E o texto bíblico: Salmo 23. Pasmem!

Finalizo, parabenizando aos que conseguem se safar de examinadores


medíocres, os quais se portam como se fossem sumidades nos assuntos conciliares.

Willians Moreira Damasceno

CONCILIO DE OBREIRO

 CHAMADA E ÉTICA
Apresentação pessoal e família
conversão

Como se deu a chamada para o ministério

Quais as qualificações de um obreiro ( citar texto )

Conceito de ética

O que é ética pastoral?

Em que a ética se aplica na sua conduta pessoal

Conceito ético em relação a você e a sua família

Relacionamento ético com os colegas de ministério

A ética vai só até a denominação?

Ética em relação à igreja

Você pretende exercer o ministério parcial ou integral?

O que o irmão entende sobre ética em relação à disciplina na igreja?

Qual o procedimento do pastor no caso de divisão na igreja?

O que fará caso não seja recomendado neste concílio?

Se começarem a lhe chamar de pastor na congregação qual será a sua conduta?

Como deve ser o meu relacionamento com a palavra?

Quanto tempo por dia você ler a Palavra?

Porque você quer ser pastor?

Você como pastor deve proteger a sua família da igreja?

Fale sobre fidelidade denominacional

 ECLESIOLOGIA

Qual o conceito de igreja?

Como é a constituição da igreja?

Fale sobre as duas ordenanças?

Fale sobre a ceia como memorial ( citar textos)

Este memorial confere graça?

Quais as formas de governo


Qual a relação da igreja e o estado

Qual a relação da igreja com o mundo?

O que é o culto?

Qual a importância dos dons para a igreja

Qual a forma de sustento das igrejas?

Qual o conceito de missões

Formas de disciplinas na igreja

Quais os oficiais da igreja?

Quais as atribuições do pastor

Quais as atribuições do diácono

Qual o relacionamento da igreja com a denominação

Cite dois princípios batistas que diferem de outras denominações

Fale sobe o plano cooperativo

Fale sobre a história dos batistas no Brasil e no Piauí

Quais as figuras de linguagem da igreja

Quais as 3 formas de ministrar a ceia

Tem alguma preferência entre as 3?

Como será o seu relacionamento com pastores de outras denominações

Cite alguns princípios batistas.

 PRELIMINARES TEOLÓGICAS

O que é teologia

Quais as divisões da teologia

O que é religião e quem torna-se religioso

Discorra sobre a constituição do cãnon e inerrância da bíblia

Porque a bíblia é tida como um verdadeiro milagre

Fale sobre: Inspiração, revelação e iluminação


 DEUS

Fale sobre Deus, sua tri-unidade e trindade

Fale sobre a criação: Mundo visível e invisível (anjos) (arbítrio)

Prove a existência de Deus

Fale sobre transcendência e imanência

Como Deus se revela?

Classifique os atributos comunicáveis e incomunicáveis de Deus

Por que são chamados atributos morais e naturais

Fale sobre o caráter, imutabilidade e infinidade de Deus

Fale sobre a relação de Deus com as coisas criadas

 HOMEM

O que é o homem

Você não acredita nos homens pré-adâmicos?

Existe literatura no relato criacionista do homem?

De que é constituído o homem

Quais os posicionamentos sobre a constituição do homem

Como o homem foi criado

Qual a semelhança de Deus ao homem?

Quando o homem pecou, ele perdeu a semelhança com Deus?

 PECADO
Qual a etimologia da palavra pecado

O que é o pecado

Qual o principio fundamental do pecado

Fale da queda de lúcifer da sua obra e atributos aqui na terra

Porque Eva comeu o fruto


Fale sobre a depravação no homem. Existe a depravação total?

Quais os efeitos do pecado no homem?

Fale sobre a morte física a morte espiritual e morte eterna

 JESUS CRISTO

Quem é Jesus Cristo

Fale da pré-existencia de Cristo

Fale sobre a obra de Jesus na terra

Quais as naturezas de Cristo

Fale sobre a impecabilidade de Cristo

Quais os dois estados de Cristo

Fale sobre os três ofícios de Cristo

Porque quem Jesus morreu na cruz

Fale sobre: propiciação, expiação

Fale sobre a ressurreição e ascensão de Cristo

Qual o ministério atual de Cristo

 SALVAÇÃO
O homem é salvo de que

A salvação é um ato ou um processo

Quais os aspectos temporais da salvação

Regeneração

Justificação

Santificação

Glorificação

Fale sobre a eleição e adoção ( presciência X predestinação ).

O homem tem que perseverar para ser salvo, ou o salvo persevera?


 ESPIRITO SANTO

Fale sobre a atuação do Espírito Santo, no Antigo Testamento, no Novo Testamento e


na igreja atual

Fale sobre o batismo no Espírito Santo

Qual a evidencia do batismo no Espírito Santo?

Você crer em dons de línguas?

Em atos 2 o milagre está no ouvir ou no falar?

 ULTIMAS COISAS

O que é escatologia

Fale sobre as correntes milenistas e tribulacionistas

Céu e Inferno é um estado ou lugar

Onde estão os mortos agora

Fale sobre o julgamento final

Arrebatamento

Condição final dos ímpios

Leia mais: http://opbpi.webnode.com.br/perguntas-para-concilio/


Crie seu site grátis: http://www.webnode.com.br

ÍNDICE DAS PERGUNTAS SOBRE DOUTRINAS

Doutrina:
Página:

1. Bibliologia ------------------------------------------------------
02
2. Teologia
------------------------------------------------------ 04

3. Cristologia
------------------------------------------------------ 10

4. Pneumatologia ------------------------------------------------------
13

5. Hamarteologia
------------------------------------------------------ 16

6. Soteriologia
------------------------------------------------------- 18

7. Antropologia
------------------------------------------------------ 22

8. Angelologia ------------------------------------------------------
23

9. Eclesiologia
------------------------------------------------------ 24

10. Escatologia
------------------------------------------------------ 27

PERGUNTAS GERAIS SOBRE AS DOUTRINAS BÍBLICAS

BIBLIOLOGIA
1. Quais textos falam da Inspiração bíblica?
a. “Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para
redargüir, para instruir em justiça” 2 Tm 3:16

b. “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que
se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” 2 Tm 2:15

c. “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de


particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por
vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram
inspirados pelo Espírito Santo” 2 Pedro 1:20-21
d. “Mas a Palavra do Senhor permanece para sempre; e esta é a palavra que
entre vós foi evangelizada” 1 Pedro 1:25

e. “Examinai as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são
elas que de mim testificam” João 5:39

f. “Pelo que também damos sem cessar graças a Deus, pois, havendo
recebido de nós a palavra da pregação de Deus, a recebestes, não como
palavra de homens, mas (segundo é na verdade), como palavra de Deus, a
qual também opera em vós os que crestes” 1 Tessalonicenses 2:13

2. Que significa a integridade das Escrituras?


Significa que todas as palavras nas Escrituras são verdadeiras
inteiramente e não contém erro em lugar algum. A Palavra de Deus é o
padrão definitivo da verdade.

3. Que considerações negativas estabelecem a integridade das Escrituras?


Não contradizem qualquer fato científico bem estabelecido.
Não contradizem as conclusões filosóficas geralmente apoiadas aos fatos
do universo.

4. Qual a prova positiva dos cinco aspectos da integridade das Escrituras?


a. Integridade topográfica e geográfica;
b. Integridade etnológica ou geológica;
c. Integridade cronológica;
d. Integridade histórica;
e. Integridade canônica.

5. Que significa a inspiração das Escrituras?


Inspiração significa, que os escritores foram de tal modo capacitados e
dominados pelo Espírito Santo, na produção das Escrituras, que estas
receberam autoridade divina e infalível.

6. Qual a distinção entre inspiração e integridade?


a. Inspiração: Deus inspirou na mente humana a expressão adequada e infalível de
Sua mente e vontade para conosco.
b. Integridade: Ela não contém erros e é incapaz de erro; e se distingue de todos os
livros visto em si mesma, em cada uma de suas palavras é a própria Palavra de
Deus.

7. Qual a diferença entre Revelação e Iluminação?


Revelação é uma divina revelação da mente de Deus para comunicar
diretamente as verdades desconhecidas da mente humana.
Iluminação é uma divina ação de Deus na mente do homem para
compreender as Escrituras.

8. Qual a unidade da Bíblia que é a prova interna de sua origem divina?


Sua unidade nos tratados diferentes, históricos, biográficos, éticos,
proféticos e poéticos.

9. Que é a canonicidade das Escrituras?


É a listra de todos os livros incluídos nas Escrituras os quais sãos
considerados partes integrantes de uma revelação completa e divina. A
qual é autorizada e obrigatória em relação à fé e a prática.

10. De onde deriva a palavra Cânon?


Deriva do grego “Kánon”, e do hebraico “Kaneh”, que significa regra ou
listra autêntica dos livros inspirados. Gl 6:16.

11. Quais as cinco facetas da genuinidade do Cânon do Novo Testamento?


1. Compostos de livros escritos pelos apóstolos ou recebidos como
possuidores de autoridade divina na era apostólica – Jo 16:12-15; 2 Pd
3:15-16; Jo 14:26.
2. Compostos de livros colocados em nível de autoridade não atingido por
quaisquer outros livros – 1 Tm 2:13.
3. Compostos de livros que dão evidências de sua própria origem – Col 1:1,2;
Rm 1:1,7.
4. Compostos de livros endossados e aprovados pela consciência cristã
universal.
5. Compostos de livros a respeito dos quais foi dado discernimento espiritual
à Igreja para capacitá-la a discriminar entre o falso e o verdadeiro.

11. Quantos são os livros da Bíblia?


A Bíblia toda tem 66 livros.

12. Quais são as duas divisões e quantos livros há em cada uma delas?
Antigo Testamento com 39 livros.
Novo Testamento com 27 livros.

13. Quais são as divisões do Antigo Testamento?


Os livros da Lei (Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio).
Os Livros Históricos (Josué, Juízes, Rute, I Samuel, II Samuel, I Reis, II Reis, I
Crônicas, II Crônicas, Esdras, Neemias, Ester).
Os Livros Poéticos (Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes, Cantares).
Os Profetas Maiores (Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel, Daniel).
Os Profetas Menores (Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naúm,
Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias, Malaquias).

14. Quais são as divisões do Novo Testamento?


Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas, João).
História (Atos).
Epístolas Paulinas (Romanos, I Coríntios, II Coríntios, Gálatas, Efésios,
Filipenses, Colossenses, I Tessalonicenses, II Tessalonicenses, I Timóteo, II
Timóteo, Tito, Filemom, Hebreus).
Epístolas Gerais (Tiago, I Pedro, II Pedro, I João, II João, III João, Judas).
Livro Profético (Apocalipse).

15. Qual o autor, que mais livros escreveu, no Novo Testamento?


Paulo
16. Qual a relação entre o Antigo e o Novo Testamento?
Eles se completam e devem ser lidos um, à luz do outro.

17. Que são livros apócrifos?


São livros espúrios, os quais não são aceitos como sagrados pelos judeus.

18. Por que vale a pena saber algo sobre os livros da Bíblia?
Para ter um prazer maior em ler e estudar a Bíblia e compreendê-la
melhor.

19. Como ler a Bíblia toda em um ano?


Lendo três capítulos cada dia e cinco aos domingos.

TEOLOGIA

1. Quem é Deus?
Deus é Espírito, Invisível, Pessoal, Bondoso, Justo, Soberano e Auto-
Suficiente.

2. Deus é matéria?
Não é matéria, / Deus é Espírito incorpóreo, invisível, imortal, sem
substância material, sem parte ou paixão física e livre de todas as
limitações temporárias.

“Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e


em verdade” Jo 4:24.
“Ora ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus seja honra e
glória para todo o sempre. Amem” 1 Tm 1:17

3. Deus é invisível?
Sim / Deus é invisível os homens não o pode ver.

“Ora ao rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus seja honra e
gloria para todo o sempre. Amem” 1 Tm 1:17
“Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a
quem nenhum dos homens viu nem pode ver: ao qual seja honra e poder
sempiterno. Amem” 1 Tm 6:16
“Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do
Pai, esse o fez conhecer”. Jo 1:18.

4. Deus é vivo?
Sim / Deus é vivo. Ele tem vida; Ele ouve; vê; sente; age; portanto é um
ser vivo.

“Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que
é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade” 1 Tm 3:15. “Porque
para isto trabalhamos e lutamos, pois esperamos no Deus vivo, que é o
salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis” 1 Tm 4:10. “Porque
eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a
terra” Jó 19:25
5. Deus é uma pessoa?
Sim / Ele possui Intelecto, Emoções e Vontade.

Um texto que prova:


1. Intelecto de Deus – “Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, e Pai da glória,
vos dê em seuconhecimento o Espírito de sabedoria e de revelação” Ef 1:17.
“Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos lhe pregamos a
Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus” 1 Co 1:24

2. Emoções de Deus – “E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual


estais selados para o dia da redenção” Ef 4:30. “De sorte que haja em vós o
mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus” Fl
2:5. “... fadigareis também ao meu Deus?” Is 7:13. “... me provocaste a
ira...” Ez 16:43.

3. Vontade de Deus – “Paulo apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus,


aos santos que estão em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus” Ef 1:1. “Que
quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da
verdade” 1 Tm 2:4. “Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da
verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas” Tg 1:18.

6. Deus é eterno? Sl 90:2; Sl 93:2


Sim / Ele não tem início, nem fim. (“Eu sou o Alfa e o ômega, o princípio e o
fim diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o todo poderoso” Ap 1:8)

“Antes que os montes nascessem, ou se formasses a terra e o mundo, sim,


de eternidade a eternidade, tu és Deus” Sal 90:2; O teu trono está firme
desde então; tu és desde a eternidade Sl 93:2.
“Porque como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho
ter a vida em si mesmo” Jo 5:26.
“Mas tu és o mesmo, e os teus anos nunca terão fim” Sal 102:27.
“Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória pois, a ele
eternamente. Amem” Rm 11:36.
“Ora ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus seja honra e
glória para todo o sempre. Amem” 1 Tm 1:17.

7. Quais os atributos essenciais de Deus?


1. Onipresença: Ele está presente em todo universo Sl 139:7-10
2. Onipotência: Ele é o Todo-poderoso sobre todas as coisas Gn 17:1; Jó 42:2
3. Onisciência: Ele sabe todas as coisas Pv 15:3
4. Imutabilidade: Ele não muda Ml 3:6; Tg 1:17.

Textos para cada um destes assuntos:


a. ONIPRESENÇA: “Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da
tua face? Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis
que tu aí está também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas
extremidades do mar, Até ali a tua mão me guiará e a tua dextra me
susterá” Sal 139:7-10. “Sou eu apenas Deus de perto, diz o Senhor, e não
também Deus de longe? Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo
que eu não o veja? Diz o Senhor. Porventura não acho eu os céus e a terra?
Diz o Senhor “ Jer 23:23,24. ver ainda Mt 28:18-20.

b. ONIPOTÊNCIA: “E chegando-se Jesus, falou-lhes dizendo: É me dado todo o poder


no céu e na terra” Mt 28:18.”E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é
isto impossível, mas a Deus tudo é possível”. Mt 19:26. Gn 17:1;18:14.
c. ONISCIÊNCIA: Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria, como do
conhecimento de Deus! Quão insondável são os seus juízos e quão
inescrutáveis os seus caminhos!” Rm 11:33.“Grande é o nosso Senhor, e de
grande poder; o seu entendimento é infinito” Sl 147:5. “e não há criatura
alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes
aos olhos daquele com quem havemos de tratar” Hb 4:13; Jó 37:16.
d. IMUTABILIDADE: “Mas tu és o mesmo, e os teus anos nunca terão fim” Sl
102:27. “E como um manto os enrolarás, e como um vestido se mudarão,
mas tu és o mesmo, e os teus anos não acabarão” Hb 1:12. “Toda boa
dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em
quem não há mudança nem sombra de variação” Tg 1:17. “Jesus Cristo é o
mesmo... “ Hb 13:8. “Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos
de Jacó, não sois consumidos” Ml 3:6. Nm 23:19.

8. Quais são os atributos morais de Deus?


1. Santidade
2. Bondade
3. Graça
4. Justiça
5. Amor
6. Verdade
7. Misericórdia

Textos para cada um destes atributos:

a. SANTIDADE: “Porque estás escrito: Sede santos, porque eu sou santo” 1 Pd


1:16; Lv 11:44; Js 24:19. “Exaltai ao Senhor nosso Deus e adorai-o no seu
santo monte, porque o Senhor nosso Deus é santo” Sl 99:9.

b. BONDADE: “Se é que já provastes que o Senhor é benigno” 1 Pd 2:3. “Louvai


ao Senhor, porque ele é bom; porque a sua benignidade é para sempre” Sl
136:1. “Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que
nele confia” Sl 34:8. Sl 100:5.

c. GRAÇA: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de
vós é dom de Deus”Ef 2:8. Mas não é assim o dom gratuito com a ofensa”.
“Porque, se pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de
Deus, e o dom pela graça, que é dum só homem, Jesus Cristo, abundou
sobre muitos” Rm 5:15.

d. JUSTIÇA: “Justo é o Senhor em todos os seus caminhos, e santo em todas


as suas obras” Sl 145:17. “Ele é a Rocha, cuja obra é perfeita, porque todos
os seus caminhos juízos são, Deus é a verdade, e não há nele injustiça;
justo e reto é” Dt 32:4

e. AMOR: “Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor” 1 Jo
4:8. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira... “ Jo 3:16,17. “E a
esperança não traz confusão, porque o amor de Deus está derramado em
nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” Rm 5:5.

f. VERDADE: “Ele a Rocha, cuja obra é perfeita, porque todos os seus


caminhos juízo são, Deus é a verdade, e não há nele injustiça, justo e reto
é” Dt 32:4. “santifica-os na verdade, a tua Palavra é a verdade” Jo 17:17.
g. MISERICÓRDIA: “Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu
muito amor com que nos amou” Ef 2:4. “Misericordioso e piedoso é o
Senhor; longânimo e grande em benignidade”Sl 103:8

9. Deus é único?
Sim / há um só Deus que se manifesta por meio de três pessoas: pai,
Filho e o Espírito Santo.
”Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor” Dt 6:4; “Ora ao Rei
dos Séculos, imortal, invisível, ao único Deus seja honra e glória para todo
o sempre. Amem” 1 Tm 1:17

10. Trindade e tri-unidade?


Por Trindade de Deus se entende que Ele é um só em Seu ser e
substância, dotado de três distinções pessoais, que nos são reveladas
como Pai, Filho e o Espírito Santo, o qual é um só Deus dentro desta
unidade divina.
Tri-unidade são três pessoas inter-relacionadas, inter-existêntes,
inseparáveis dentro de um único ser e de uma única Substância ou
essência.

1. A trindade na criação: “Façamos o homem conforme a nossa imagem e


semelhança” Gn 1:26.
2. A trindade agindo logo que o homem pecou: “O homem é como um de nós... “
Gn 3:22.
3. A trindade confundindo a língua na torre de Babel: “Desçamos e confundamos”
Gn 11:7.
4. A trindade na visão profética de Isaías: “A quem enviarei e quem há de ir por
nós?” Is 6:8.
5. A trindade no batismo de Cristo: “Cristo foi batizado, o Espírito desceu e Deus
o Pai falou: este é o meu Filho amado... “ Mt 3:16,17.
6. A trindade na comissão de Cristo: “Portanto, ide, ensinai todas as nações,
batizando-as em nome do pai, do Filho e do Espírito Santo” Mt 28:19
7. A trindade na bênção apostólica: “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de
Deus e a comunhão do Espírito Santo seja com vós todos. Amem” 2 Co
13:13.

11. Deus é Soberano?


Sim – foi Deus quem criou e quem sustenta todas as coisas pela Sua
soberania Cl 1:16-17.

“E todos os moradores da terra são reputados em nada; segundo a sua


vontade ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há
quem possa estorvar a sua mão, e lhe diga: Quem fazes?” Dn 4:35; 9:13ss.;
1 Tm 1:17; 6:15; Ap 1:5; 1 Cr 29:10ss.

12. Quais são os nomes de Deus?


1. Eu sou o que Sou Ex 3:14
2. Adonai – Senhor ou Mestre Êx 23:17; Is 10:16.
3. Jeová – SENHOR – Auto-existente ou eterno Sl 110:1.
4. Jeová Jiré – o Senhor proverá Gn 22:13,14
5. Jeová Rafá – o Senhor que ti sara Ex 15:26
6. Jeová Nissi – o Senhor é a minha bandeira Ex 17:15
7. Jeová Shalom – o Senhor é paz Jz 6:24
8. Jeová Raah – o Senhor é o meu Pastor Sl 23:1
9. Jeová Tisidkenu – o Senhor Justiça nossa Jr 23:6
10. Jeová Samá – o Senhor está ali Ez 48:35.
11. Jeová Sabaote – Senhor dos Exércitos I Sm 1:3
12. Jeová Micadiskin – O Senhor que vos santifica Êx 31:13.
13. El-Olan – O eterno Deus Gn 21:33.
14. Eloim – (Deus): Deus Criador – representa a trindade Gn 1:1.
15. El-Elion – O Deus Altíssimo Gn 14:18-20; Sl 97:9.
16. El-Shadai – O Deus que é suficiente para as necessidades do Seu povo Êx 6:3.
17. El-Gibon – Deus forte – O Deus que tudo pode Is 9:6,7.

13. Defina e discorra sobre o significado da auto-existência de Deus:


A base ou a razão da existência de Deus é Sua própria perfeição
imanente.
Definição:
(Imanência: idéia de que Deus está presente, próximo e envolvido com a
criação).
(A principal evidência da imanência de Deus é a encarnação do Filho de Deus).
(Imanência é diferente de Iminência: Iminência – Termo utilizado em
possibilidade de a Segunda Vinda de Cristo ocorrer a qualquer momento).

14.Cite uma passagem das escrituras e dê a declaração


doutrinária sobre Deus:
Deus é auto-sustentado e o tem sido desde toda a eternidade – “Porque
assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si
mesmo Jo 5:26.

15. Defina o termo eternidade?


A eternidade é a duração infinita, ou seja, duração sem começo e sem fim.

16. Dê o tríplice emprego da palavra “eterno”, e ilustre-o:


Sentido Figurado: montes eternos, outeiros eternos, neves eternas, que
denotam antiguidade ou duração muito prolongada.
Sentido limitado: algo que tem começo e não tem fim como: as almas dos
homens, os anjos, o castigo dos ímpios.
Sentido literal: existência que não tem começo nem fim como a de Deus.

17. Cite uma passagem das Escrituras que prove a eternidade de


Deus:
Antes que os montes nascessem ou se formassem a terra e o mundo, sim

de eternidade a eternidade tu és Deus Sl 90:2.

18. Defina a Imutabilidade de Deus:


Imutabilidade nos explica que Deus em Sua natureza, em Seus atributos e
conselhos é imutável e não sofre variação Ml 3:7.

19. Cite uma passagem das Escrituras que estabeleça a


Imutabilidade de Deus e dê a declaração doutrinária:
“Toda boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das

luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação” Tg 1:17


D.D. – As Escrituras ensinam claramente que Deus é imutável, que

permanece eternamente o mesmo, sem alteração.

20. Como se pode conciliar a declaração de que Deus se arrependeu,


em Jonas 3:10, com a sua Imutabilidade? Dê a discussão nas
observações:
Arrependimento significa mudança de mente; quando arrepender se
aplica a Deus, significa que Deus permaneceu o mesmo quanto ao Seu
caráter, mas, abominando infinitamente o pecado. Quando Nínive mudou
sua atitude para com o pecado, Deus modificou Sua atitude para com
Nínive.

21. Como é que você pode conciliar as passagens que afirmam que o
homem viu a Deus com aquelas que declaram que Deus não foi
nem pode ser visto?
Não há contradição nestas passagens – o primeiro grupo se refere às

manifestações de Deus, por meio de Teofania, enquanto que o segundo se


refere à essência invisível de Seu ser que é Espírito.

22. Dê a definição do termo “atributo” com ilustração:


Atributo é qualidade ou característica essencial – permanente distintiva e
que pode ser definido como a cor ou o perfume de uma rosa.

23. Dê a definição de “vida”, mostrando dois elementos nela


envolvidos:
Vida é a forma de existência – os elementos são: crescimento e

reprodução.

24. Forneça as provas apresentadas pela aplicação do princípio de


causa e efeito no universo material:
a- Inteligência na natureza: A ordem e a harmonia são sinais de inteligência.
b- Personalidade do homem: O homem que possui existência pessoal, manifesta a
existência de Deus como ser pessoal.
c- Natureza mental e moral do homem : O homem possui mentalidade e
moralidade.

25. Mencione as diversas classes que a Bíblia não se destina, e


explique a posição tomada por cada uma delas:
A Bíblia não se destina ao ateu – por que nega a existência de Deus.

A Bíblia não se destina ao gnóstico – que nega a possibilidade de saber se

existe Deus ou não.


A Bíblia não se destina ao incrédulo – que rejeita a revelação de Deus e o

Deus da revelação.

26. Apresente os cinco aspectos ensinados sobre a doutrina da


Trindade, no Novo Testamento:
Na Comissão Apostólica Mt 28:19,20

Na Bênção Apostólica 2 Co 13:13

No Batismo de Jesus Mt 3:16,17

No Ensino de Jesus Jo 14:16

No Ensino de Paulo, sobre os dons do Espírito em relação à igreja 1 Co

12:4-6.

27. Cite uma passagem das Escrituras mostrando a aplicação da


Onipotência de Deus em relação aos homens em geral:
“Porque não é do Oriente, não é do Ocidente, nem do deserto que vem o
auxílio. Deus é o juiz a um abate, a outro exalta” Sl 75:6,7.

28. Que é a Retidão de Deus?


É a imposição de Leis e exigências retas – Santidade Legalista Sl 145:17

29. Que é a Justiça de Deus?


É a execução da Retidão – Santidade Judicial.

30. Defina o Amor de Deus e cite uma passagem para essa


definição:
O amor é aquele atributo de Deus pelo qual Ele se inclina a buscar os
melhores interesses de Suas criaturas e a comunicar-se a elas 1 Jo
3:16,17.

31. Apresente cinco aspectos da manifestação do amor de Deus e


referência bíblica para cada:
No sacrifício que fez pela salvação dos perdidos Jo 3:16
No proporcionar pleno e completo perdão aos crentes arrependidos Is
55:7
No ministrar àqueles a quem Ele ama, protegendo-os do mal Dn 32:9-12
No castigar e punir Seus filhos, para o bem destes Hb 12:6-11
No afligir-se quando Seus amados são afligidos, lembrando-se deles em
todas as suas experiências Is 63:9.

32. Defina misericórdia:


A misericórdia de Deus é o principio e qualidade que descrevem Sua
disposição e ação em ralação aos pecaminosos e sofredores, sustando
penalidades merecidas e aliviando os angustiados Sl 103:8.

33.Dê as manifestações contrastadas da misericórdia e da


graça:
A misericórdia perdoa; a graça justifica 1 Tm 1:13.
A misericórdia remove a culpa e a pena; a graça imputa a justiça Pv

28:13
A misericórdia salva do perigo; a graça proporciona uma nova natureza Sl

6:4
A Misericórdia liberta; a graça transforma Tt 2:11,12.

34. O que é o Conselho de Deus?


É o plano eterno para a totalidade das coisas Ef 1:11b

35. Que é o Propósito de Deus em relação à redenção?


É a fase que diz respeito à salvação dos homens – Ele quer que todos

sejam salvos e venham a arrepender-se At 17:30.

36. Que significa convite ou chamada eficaz?


É o exercício imediato, espiritual e sobrenatural, do poder divino sobre a

alma, que transmite nova vida espiritual e nova natureza, possibilitando e


tornando desejável novo modo de atividade espiritual.

CRISTOLOGIA

1. Jesus é Deus?
Sim
“No principio era o Verbo, o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus” Jo
1:1
“Eu e o Pai somos um” Jo 10:30
“... Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam
um assim como nós somos um” Jo 17:11,22
“Tomé respondeu e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu” Jo 20:28
Ver ainda: Heb 1:3,8; Ap 1:17; Jo 1:3; Tt 2:13

2. Jesus é eterno?
Sim
“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e
sem ele, nada do que foi feito se fez” Jo 1:1-3
“João testificou dele, e clamou, dizendo: Este era aquele de quem eu dizia:
O que vem depois de mim é antes de mim, porque foi primeiro do que eu”
Jo 1:15
“Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é e que
era, e o que há de vir, o Todo-poderoso” Ap 1:8
“Jesus Cristo é o mesmo ontem, e hoje, e eternamente” Hb 13:8

3. Jesus é homem?
Sim / Jesus é humano - eu creio na encarnação e no fato de que Cristo
nasceu de uma virgem Mt 1:18.

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a
Glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” Jo 1:14
a. Teve pais humanos: Mt 1:16; 13:55,56
b. Teve infância: Lc 2:40-52
c. Teve personalidade: Jo 4:9; 20:15; At 7:56; 1 Tm 2:5

Assumiu o corpo humano, a natureza e a forma humana:


a- Corpo: “Ora, derramando ela este ungüento sobre o meu corpo, fê-lo
preparando-me para o meu enterramento” Mt 26:12
b- Alma: “Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte”
Mt 26:38
c- Espírito: “E, clamado Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos
entrego o meu espírito” Lc 23:46.

4. Quais os desconfortos humanos que Cristo sofreu?


a. Fome – Mt 4:2; 21:18
b. Sede – Jo 19:28
c. Fadiga – Jo 4:6
d. Sono – Mt 8:24
e. Lamento – Mt 23:37
f. Choro – Jo 11:35
g. Tentação - Hb 4:15
h. Traição – Lc 22:48
i. Morte – Jo 19:30

5. Explique a essência de Jesus: Deus-Homem? - Fil 2:5-11


Cristo é plenamente homem e plenamente Deus, sendo assim uma só
pessoa.

6. Quais os atributos essenciais de Jesus?


a. Eterno – Jo 1:1; Is 9:6 ; Hb 13:8.
b. Imutável – Hb 1:10-12. (v. 12)
c. Onipotente – Mt 28:18; Hb 1:3
d. Onisciente – Cl 2:3; Jo 1:48
e. Onipresente – Mt 18:20

7. Quais os atributos morais de Jesus Cristo?


a. Amor – Jo 13:1
b. Manso – 2 Cor 10:1; Mt 11:29
c. Santo – Hb 4:15
d. Justo – At 3:14
e. Verdadeiro – Jo 14:6

8. Explique o auto-esvaziamento de Jesus: Fp 2:5-8


Mesmo Cristo sendo Deus, Ele deixou toda a Sua glória e posição celestial
para vir a esta terra como homem por amor a todos nós – não tendo por
usurpação ser igual a Deus, mas se humilhou até a morte na cruz.

9. Jesus ressuscitou com qual corpo? At 1:11; Jo 20:26


Com um corpo real e não um fantasma, ele podia ser tocado e tinha as
marcas dos cravos- Lc 24:36-43; era um corpo transformado que podia
passar pelas portas fechadas Jo 20:19, um corpo imortal - Rm 6:9-10.

10. Quais são as obras divinas de Cristo?


a. Ele cria – Jo 1:3; Hb 1:10
b. Ele perdoa os pecados – Mc 2:5-10
c. Ele ressuscita mortos – Jo 6:39-40 e 54
d. Ele julga – Jo 5:22
e. Ele viveu uma vida sem pecado e morreu pelos nossos pecados e em nosso
lugar.

11. Quais são os nomes divinos de Cristo?


1º. Deus – Jo 1:1; 20:28; Hb 1:8; Tt 2:13; Jo 5:20
2º. Filho de Deus – Mt 8:29, Jo 5:18
12. Qual o propósito da morte de Cristo?
Foi substitutiva para ser o nosso:
Resgate – 1 Pd 1:18-19
Propiciação (significa cobertura) – Hb 9:5-15
Reconciliação – Rm 5:10
Substituição – Is 53:6

13. Qual a necessidade da morte de Cristo?


Para cumprir as Escrituras – Lc 24:25

14. Quais os resultados da ressurreição de Cristo para os crentes e


para o mundo?
Para os crentes:
1º. Certeza da aceitação pelo Pai – Rm 4:25
2º. Certeza do poder que temos nele como nosso Sumo Sacerdote – Hb 7:25
3º. Certeza da nossa ressurreição – 1 Cor 15:22

Para o mundo:
1º. A certeza de uma ressurreição – 1 Cor 15:22
2º. A certeza do dia do julgamento – At 17:31

15. Que significa Ascensão e Exaltação de Cristo?


1. Ascensão: significa Sua partida visível ao céu – At 1:9-11
2. Exaltação: é o ato que coloca Jesus como o Todo-poderoso à mão direita de Deus
– Fp 2:9; Ef 1:20-21.

16. Porque é importante o Estudo sobre a pessoa de Cristo?


Por causa da relação vital que Ele sustém com o cristianismo.

17. Quais os nomes divinos de Cristo?


Deus Hb 1:8

Filho de Deus Mt 16:16,17

O Primeiro e o Último, Alfa e o Ômega AP 1:17

O Santo At 3:14

Senhor At 9:17

Senhor de todos e Senhor da Glória At 10:36.


18. Que significa a santidade de Cristo?
Significa que Ele é isento de toda contaminação 1 Jo 3:5.

Significa que Ele é absoluta e imaculadamente puro 1 Jo 3:3

19. Que significa o Amor de Cristo?


Seu desejo pelo bem-estar pelos objetos de Sua afeição, e Sua devoção a

essa causa Rm 5:6-8.

20. Que quer dizer a Mansidão de Cristo?


É a atitude de espírito que é contrário da aspereza, da disposição
contenciosa, e que evidencia na brandura e na ternura, no trato com as
pessoas 2 Tm 2:24,25.

21. Que significa a Humildade de Jesus?


Se refere aquela atitude de mente e coração oposta ao orgulho, a

arrogância, e a auto-confiança, revelando-se na submissão a Deus e na


dependência dEle Zc 9:9.
22. Qual foi a prova da Ressurreição de Jesus Cristo? 1 Cor 15:1-8
O sepulcro vazio Lc 24:3

As aparições do Senhor ressurreto At 1:1-3; Jo 20:16; Mt 28:5,8,9...

PNEUMATOLOGIA

1. O Espírito Santo é Deus? At 5:3-4; 1 Cor 3:16


Sim – Ele é a terceira pessoa da trindade Santa – o Espírito é o hálito de
Deus, a vida de Deus que nos vivifica.

“Disse então Pedro: Ananias, porque encheu Satanás o teu coração, para
que mentisse ao Espírito Santo e retivesse parte do preço da herdade?
Guardando-a, não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por
que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens
mais a Deus” At 5:3-4.

2. O Espírito Santo é eterno? Hb 9:14


Sim

“Quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a


si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras
mortas para servirdes ao Deus vivo?” Hb 9:14.

3. Explique a essência do Espírito Santo:


Ele é Deus

4. Quais os atributos essenciais do Espírito Santo?


1. Eterno – Hb 9:14
2. Onipotente – Lc 1:35. “E, respondendo o anjo, disse-lhe: descerá sobre ti o
Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo
que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus”.

3. Onisciente – 1 Co 2:10-11.”Mas Deus no-la revelou pelo seu Espírito;


porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.
Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do
homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus,
senão o Espírito de Deus”.

4. Onipresente – Sl 139:7-10; “Não sabeis vós que sois o templo de Deus, e


que o Espírito de Deus habita em vós? 1 Co 3:16.

5. Quais os atributos morais do espírito Santo?


1. Santo – “E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados
para o dia da redenção” Ef 4:30.

2. Alegria – “E vós fostes feitos nossos imitadores e do Senhor, recebendo a


palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo” 1 Ts 1:6.

3. Graça – “De quanto maior castigo cuidais vos será julgado merecedor
aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue do
testamento, com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?”
Hb 10:29

4. Verdade – “Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em
toda verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver
ouvido e vos anunciará o que há de vir” Jo 16:13.
6. O que é a plenitude do Espírito Santo? Ef 5:18; Gl 5:16, Rm
6:13; Rm 12:1-12
A plenitude é o poder do Espírito Santo, é ser cheio do Espírito Santo.

“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos


do Espírito Santo” Ef 5:18. “Digo, porém: Andai em Espírito e não
cumprireis a concupiscência da carne” Gl 5:16.

7. Como e quando acontece a plenitude do Espírito Santo?


Quando estamos no centro da vontade de Deus em comunhão e
intimidade com Ele.

8. O que é batismo no Espírito Santo? 1Co 12:12; Ef 4:4,5


É ser cheio do Espírito Santo (o poder do Espírito Santo) At 2:4; 4:8, 31;
9:17; 13:9; Ef 5:18.

9. Quando aconteceu o batismo no Espírito Santo?


Quando os apóstolos receberam o poder especial do Espírito Santo - (o
batismo no Espírito Santo é temporário e para dom específico) – Jo 20:22;
At 2:1-13.

“E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai ficai porém, na cidade,
até que do alto sejais revestidos de poder” Lc 24:49 – em João 20:22 eles
receberam o Espírito Santo – e em Atos 2:1-13 eles receberam o poder
específico do Espírito Santo. Ver ainda Jo 14:16,17;15:26;16:7-14.
10. Quais os 9 dons do Espírito Santo? 1 Cor 12; Rm 12; Ef 4:11
1 Coríntios 12:8-10
1. A palavra da sabedoria v. 8
2. A palavra da ciência v. 8
3. Fé v. 9
4. Dom de cura v. 9
5. A operação de milagres v. 10
6. Profecia v. 10
7. Discernir espírito v. 10
8. Variedade de Línguas v. 10
9. Interpretação de Línguas v.10

11. Todos os dons do Espírito Santo estão ativos na igreja hoje?


Não, a Bíblia diz em 1 Coríntios 13:8-13, que a maior parte deles
cessaram quando o Novo Testamento foi escrito e só permanecem a fé, a
esperança e o amor.

12. O que você pensa sobre os dons de línguas e o dom de cura? Mc


16:17-18; At 2:4-11
Eu creio através da Bíblia que eles eram dons temporários 1 Co 13:8-13.
Dom de línguas – era a capacidade que Deus dava a alguém de falar o
idioma de outra nação, línguas inteligíveis e compreensíveis. Que era um
sinal para os judeus descrentes 1 Co 1:22.
Dom de cura e milagres – eram dons que auxiliavam os apóstolos a
confirmar a pregação do Evangelho nos primeiros anos da Igreja. Uma vez
completa a Palavra de Deus eles cessaram e não há mais necessidade
deles hoje. Deus cura quem Ele quer de acordo a Sua vontade e com a
nossa fé.

13. Qual a regra bíblica para aqueles que falavam em línguas?


1. Não mais de três pessoas podiam falar em línguas 1 Co 14:27
2. Só podia falar de cada vez, um após o outro 1 Co 14:27
3. Se não houvesse intérprete ninguém podia falar outro idioma 1 Co 14:28.
4. O Espírito Santo não levava alguém a perder o controle de si mesmo 14:33.
5. As mulheres não podiam falar 14:34.

14. Quais os nomes do Espírito Santo que descrevem Sua própria


Pessoa?
1. O Espírito – 1 Co 2:10
2. Espírito Santo – Lc 11:13
3. Espírito Eterno – Hb 9:14

15. Quais os nomes do Espírito Santo que demonstram Sua


relação com Deus?
1. O Espírito de Deus – 1 Co 3:16
2. O Espírito de Jeová – Is 11:2
3. O Espírito do Senhor Jeová – Is 61:1
4. O Espírito do Deus vivo – 2 Co 3:3

16. Quais os nomes do Espírito Santo que demonstram Sua relação


com o Filho de Deus?
1. O Espírito de Cristo – Rm 8:9
2. O Espírito de Seu Filho – Gl 4:6
3. O Espírito de Jesus – At 16:6,7
4. O Espírito de Jesus Cristo – Fp 1:19

17. Quais os frutos do Espírito Santo?


1. Amor (caridade)
2. Gozo
3. Paz
4. Longanimidade (paciência)
5. Benignidade
6. Bondade
7. Fé
8. Mansidão
9. Temperança (domínio próprio).

18. Como posso saber que tenho o Espírito Santo?


1. Porque a Bíblia ensina que sou o templo de Deus – 1Co 3:16
2. Porque não posso ser um crente sem ter o Espírito Santo Rm 8:9
3. Porque o Espírito Santo testifica ao meu Espírito que sou filho de Deus Rm
8:16.

19. Quais os pecados que entristece o Espírito Santo?


1. Resistir a Ele At 7:51
2. Fazendo agravo a Ele Hb 10:29
3. Blasfema Mt 12:31-32
4. Entristecer Ef 4:30
5. Mentir At 5:3-4
6. Extinguir 1 Ts 5:19

HAMARTIOLOGIA

1. O que é Hamartiologia?
É a doutrina do pecado.
Hamartiologia (do grego transliterado hamartia = erro, pecado + logós = estudo), como sugere o
próprio nome, é a ciência que estuda o pecado e as suas origens e consequências.

2. Em que consistiu o pecado do primeiro casal?


Consistiu na desobediência a ordem de Deus Gn 3:1-8.

3. Por que Deus expulsou os pecadores do Jardim do Éden?


Para não comerem da “Árvore da Vida” e viverem eternamente Gn 3:22-
24.

4. Como é que o pecado chega a cada um de nós?


Herdamos geneticamente dos nossos pais – portanto, o ser humano já
nasce com o pecado dentro de si Rm 5:12; Sl 51:5.

5. Qual é a extensão do pecado? E como se manifesta?


O pecado se estende por toda criatura e se manifesta pela atitude de
desobediência e rebeldia diante de Deus Is 59:1,2.
6. O pecado é apenas um ato mal? Por quê?
Não é apenas um ato mau, porque ele consiste na desobediência do
homem a Deus.

7. Qual é a recompensa do pecado?


A recompensa é a morte eterna Rm 6:23.

8. Que se entende por morte eterna?


Morte eterna significa eterna separação de Deus Rm 6:23.

9. Que declara a Palavra de Deus a respeito dos que não se


reconhecem pecadores?
Ela declara que tais pessoas estão enganadas e nelas não há verdade.
Estão fazendo Deus mentiroso não acreditando no que a Palavra dEle
declara 1 Jo 1:8,10.

10.Quem sofreu o castigo do pecado?


Jesus Cristo, levando sobre Si os nossos pecados e morrendo na cruz - Is
53:1-12.

11.Quando o homem pecou e foi separado de Deus, qual foi à


promessa de Deus?
Deus prometeu a atuação da Sua graça no mundo por meio daquele que
nasceria da mulher, que esmagaria a cabeça de Satanás e restauraria o
homem Gn 3:15

12.Qual é a origem do mal?


Originou-se com a desobediência de Lúcifer o anjo que se rebelou contra
Deus e que foi expulso de Sua presença, e lançado sobre a terra Ap 12:7-9.

13.Quais os três diferentes tipos de manifestação de pecado, que


forma uma gradação, diferindo uns dos outros pelas atitudes
que os geraram?
Pecados por queda – são os pecados que acontecem como decisões
momentâneas resultando de circunstâncias de crise – exemplo: o pecado
de Pedro quando negou à Jesus.
Pecado deliberado – é o pecado que a pessoa antecipadamente quer e
planeja; e voluntariamente, vai traçando caminhos, até chegar a sua
realização – exemplo: o pecado de Judas.
Pecado imperdoável – blasfêmia contra o Espírito Santo Mt 12:22-32

14.O que é pecado para morte?


É aquele pecado repetitivo 1 Jo 5:16 – como João afirmou anteriormente
que aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente 1 Jo 3:9
Paulo falou que alguns crente de Coríntios que tinha participado da Ceia
do senhor indignamente e estavam doentes e outros já dormiam por
decorrência do pecado 1 Co 11:29-30.
Nadabe e Abiu Nm 3:4
Coré, Dotã e Abirão que murmuraram contra Moisés Nm 16:1ss.
Ananias e Safira At 5:1-9.
O crente de Coríntios sua carne foi entregue a satanás mas o espírito
estava salvo 1 Cor 5:5.

15.Apresente a definição negativa de quatro aspectos do pecado:


O pecado não é um acidente (resultou de um ato de desobediência
responsável por parte de Adão) Rm 5:12
O pecado não é mera debilidade da criatura Jr 17:9.
O pecado não é mera ausência do bem Rm 7:14.
O pecado não é imaturidade 1 Jo 3:4.

16.Discorra,
de modo geral, sobre o conceito do pecado no Antigo e
Novo Testamentos:
Tanto no antigo como no Novo Testamento, o pecado é o rompimento de
relações entre o pecador e o Deus pessoal.
No ensino do antigo Testamento, o pecado manifesta-se como o desvio do
pecador da vontade de Deus.
No Novo Testamento, Jesus retratou a vida humana ideal como a vida de
comunhão com Deus. O pecado é a falta dessa comunhão. O pensamento
pecaminoso, em sua qualidade, é igual ao ato realizado.

17.Esboce de modo completo a definição do pecado, positivamente


considerado:
É a sua incapacidade para atingir o padrão divino Rm 3:23.
É a atitude errada para com a Pessoa de Deus Pv 24:9.
É a ação errada em relação à vontade de Deus Rm 14:23.
É a ação errada em relação aos homens Tg 2:9.
É a incredulidade para com Jesus Cristo Jo 16:8,9.
É a tendência natural para o erro Rm 7:15-17.

18.Cite uma passagem que mostra que o pecado é um fato da revelação:


Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus Rm 3:23

19.Que outras testemunhas testificam da realidade do pecado? Apresente a essência


do seu testemunho:
As Escrituras Rm 5:12
A observação (através dos nossos olhos podemos ver o pecado por toda
parte manifesto).
A experiência humana (a consciência testifica inequivocamente da
realidade do pecado – todos sabem que são pecadores) Is 6:5

20.Que reinos foram afetados pelo pecado? Cite uma passagem


relativa a cada um:
O reino vegetal Gn 3:17,18.
O reino animal Gn 9:1-3
A raça humana Ec 7:20.

21.Quais são os efeitos sobre a raça humana? Cite uma passagem


relativa a cada um:
1. Todos pecaram Rm 3:10,23
2. Todos são culpados perante Deus Rm 3:19
3. Os homens são filhos da ira Ef 2:3
4. Afastados de Deus Ef 4:18
5. Corruptos e enganosos quanto a sua natureza Jr 17:9
6. Escravizados pelo pecado e mortos no pecado Rm 6:17
7. Contrários a Deus e identificados com Seu adversário Rm 8:7,8; Ef 2:2
8. Seus corpos debilitados e condenados à morte 2 Co 4:7
9. Vil em seu caráter e conduta Tt 3:3

22.Dê a Declaração Doutrinária sobre a extensão do pecado:


O pecado permeou todo o universo, incluindo cada reino na criação e
afetando cada raça e espécie entre as criaturas, com resultados de morte.

SOTERIOLOGIA

1. Qual é o significado da morte de Cristo? Gl 3:13; Hb 2:14-16


A morte de Cristo foi um sacrifício perfeito e completo, em substituição
pelos nossos pecados, para livrar-nos da perdição eterna. Fez-se maldição
por nossos pecados morrendo na cruz.

2. Qual a extensão da morte de Cristo? Jo 3:16; 1 Jo 2:2


O mundo inteiro – Ele morreu por todas as pessoas

3. Se Cristo morreu por todos, logo todos são salvos? Jo 3:16,18; 1 Tm


4:10
Só pode ser salvo todos que nEle crer e aceitar como o Seu salvador
pessoal, todo aquele que não crer nele será condenado.

4. Todos são pecadores? Rm 3:23; 6:23


Sim – todos herdaram a natureza pecaminosa de Adão e por esta razão
são pecadores

5. Aqueles que nunca ouviram serão salvos? 1 Ts 1:8


Não – De alguma forma eles já ouviram e sabem que existe Deus; através da
revelação direta ou indireta, Deus tem se revelado ao homem, através da natureza,
da consciência, da história, através da Bíblia e de Jesus Cristo. Sl 19:1

6. Como acontece a salvação? Rm 10:17; Rm 8:16


Através do ouvir da pregação do Evangelho, e nasce à fé no coração da pessoa, e
ela aceita a Cristo como Salvador; e assim o Espírito Santo testifica ao espírito da
pessoa que ela é filha de Deus.
7. Alguém pode perder a salvação ou deixá-la? Jo 1;12; 10:28; Rm 8:1
Não – a Bíblia deixa claro que uma vez salvo é pra sempre salvo, jamais perecerá.
Estamos selados com o Espírito Santo da promessa Ef 1:13.

8. Explique a predestinação: Rm 8:29-30; Ef 1:4; 1 Pd 1:2


Eu não creio na predestinação – pois Deus nos manda pregar o evangelho a toda
criatura, quem crer será salvo Mc 16:15; também a Bíblia diz que Deus manda que
todos os homens em todo lugar se arrependam At 17:30, e Tito 2:11 diz que a
graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, ensinando
que renunciem a impiedade e concupiscências mundanas. Deus quer que todos os
homens sejam salvos 2 Tm 2:3,4; 2 Pd 3:9.
A predestinação acontece só quando aceitamos a Cristo como Salvador e Senhor,
pois a Bíblia diz que nós fomos elegidos nEle “em Cristo“ “por Jesus Cristo” e
ainda diz: “Em quem também vós estais depois que ouvistes a palavra da verdade,
o Evangelho da vossa salvação; fostes selados com o Espírito Santo da promessa”
Ef 1:4,5,13.
O que eu creio é que pela nossa aceitação de Jesus como nosso Salvador pessoal,
fomos eleitos para sermos santos Ef 1:4.
Eleição, predestinação e adoção, só acontecem na base de crer em Jesus Cristo,
assim trazendo a salvação.

9. O que é ressurreição?
Ressurreição é restauração da vida que se deixou. É a entrada num novo
estado de existência.

10. Jesus realmente ressuscitou? 1 Co 15:20ss.; Jo 20:1ss.


Sim – Ele ressuscitou dentre os mortos, segundo as Escrituras conforme atestado
por muitas provas infalíveis. Uma vida na qual este corpo foi aperfeiçoado, não
estando mais sujeito à fraqueza, envelhecimento ou morte, mas capaz de viver
eternamente.

11. Nós também, ressuscitaremos? 1 Ts 4:16-17; 1 Cor 15:12-22


Sim – A ressurreição de Cristo é a prova da nossa ressurreição – 1
Coríntios 6:14 diz: “Deus ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo
seu poder”.

12. Os incrédulos ressuscitarão? Ap 20:12-14; Dn 12:2; Jo 5:29


Sim - Ressuscitarão no dia do Juízo.

13. O que é Arrependimento?


O arrependimento é uma sincera e completa mudança de caráter, de
procedimento e voltar-se para Deus. At 2:38; 17:30; Lc 13:3.

14. O que é Regeneração? (troca de natureza)


É o ato divino em que Deus concede ao pecador perdido uma vida nova mediante o
sacrifício de Cristo e mediante o arrependimento e a fé. Exemplo: O Filho pródigo... 15:11-
32; Mt 21:29-30.
Aspecto bíblico da salvação que ressalta o novo nascimento do ser humano caído por meio
da habitação do Espírito Santo.

15. O que é Adoção?


Adoção é a ação de adotar que significa: abraçar, aceitar, tomar por filho. Adoção
é a filiação na família de Deus – esta é uma palavra romana que significa pegar o
filho de um outro para ser seu próprio filho, e lhe dar todos os privilégios do
verdadeiro. Gl 4:5; Rm 8:15,23; Rm 9:4; Ef 1:5; Ex 2:10.

16. O que é Justificação? Rm 4:24,25; At 13:38-39


Justificação é o ato divino em que Deus, santo e justo, faz do homem
pecador e merecedor da condenação aceitável diante dEle.
É a doutrina que afirma que o pecador é justificado (absolvido da punição
e da condenação do pecado) e levado a um relacionamento com Deus
exclusivamente pela fé na graça divina.

17. O que é Santificação? Lv 11:44; 1 Pd 1:15,16


Literalmente significa ser santo
Santificação é o ajuste progressivo da vida e do caráter de um crente aos
de Jesus, por meio da obra interior do Espírito Santo.

18. O que é Redenção?


Redenção é o ato de comprar alguém de volta da escravidão para garantir
sua liberdade.
No Novo Testamento Redenção é a salvação oferecida por Cristo Jesus na
cruz, enfatizando o aspecto de libertação da escravidão do pecado – Mat
14:6-10.

19. O que é a Fé? Hb 11:1-6; Mc 9:23


Fé é uma palavra bíblica que se refere tanto à crença intelectual quanto à
confiança ou compromisso em um relacionamento.
Fé verdadeira é confiar somente em Jesus Cristo para a vida eterna – Jo
6:47.

20. O que é Oração? Lc 18:1; 1 Ts 5:17


Oração é um elemento essencial na vida do salvo, ela é uma conversa e
comunhão com Deus.

21. Quais os três tipos de Santificação?


1. Passada ou posicional (no momento da salvação) 1 Co 6:9-12; Hb 10:10,14
2. Presente ou prática (vida cristã) Ef 5:26; Rm 12:1
3. Futura ou final (no céu) 1 Jo 3:2; Ef 3:20

22. Como acontece a santificação? E como o crente se santifica? 2


Co 7:1; Rm 6:13; Rm 12:1
A Santificação acontece mediante o sacrifício de Cristo, no qual Deus
declara justificado, revestido e portador da justiça de Cristo aquele que
aceita pela fé 2 Cor 5:21.
O crente se justifica no temor de Deus;
Apresentando os seus membros a Deus como instrumento de Justiça;
Apresentando os seus corpos a Deus como sacrifícios vivos, santos e

agradáveis.
23. Quais são os meios que Deus usa para santificar um crente? 1
Tm 4:5; Jo 17:17; Tg 1:2-4; 1 Pd 4:12-16; Fp 1:29
Através da Palavra, da provação e disciplina.

24. Pode alguém comprar ou merecer a sua salvação? Por quê?


Ninguém pode comprar a sua salvação. Porque a salvação é pela graça de
Deus, ela não vem das obras ou dos nossos merecimentos – Ef 2:8,9.

25. Crer é ter Fé?


Crer é diferente de ter fé – pelo fato de existir vários tipos de fé como: Fé
temporal; fé intelectual...
Crer ou fé salvadora é confiar somente em Jesus Cristo para a vida
eterna. Esta é a fé salvadora que ocorre por ocasião da salvação – Jo 6:47.
A fé é constante e progressiva – Rm 1:16,17.
A fé faz crescer na comunhão com Deus, ela é constante.

26. Por natureza as pessoas são filhas de Deus? Por quê?


Não – por natureza as pessoas são apenas criaturas de Deus e se tornam
filhos de Deus quando recebem a Cristo como salvador e Senhor de suas
vidas – Jo 1:12,13.

27. Como uma pessoa nasce de novo?


Através da regeneração, onde o Espírito Santo de Deus convence o
pecador e o induz a experiência da regeneração Jo 16:7-11.

28. Quem foi o único justo aqui na terra?


Jesus Cristo

29. Quando é que a pessoa entra na posse da salvação?


Quando ouve a Palavra de Deus e crer em Jesus tem a vida eterna e não
entra em condenação, mas passou da morte para a vida Jo 5:24.

30. Como podemos ter a certeza de salvação?


Pelo testemunho do próprio Deus através da Sua Palavra que diz que a
Bíblia foi escrita para que “saibamos que temos a vida eterna” 1 Jo 5:13.
E pelo testemunho do Espírito que testifica ao nosso Espírito que somos
filhos de Deus Rm 8:16.

31. Como se chama o aspecto progressivo da salvação?


Santificação - (renovação da mente do salvo, para torná-lo cada vez mais
chegada a vontade de Deus).

32. Qual o conceito bíblico de santo?


Ser santo é ser separado para Deus Dt 7:1-6.

33. Como se dá a santificação?


Ela se dá através do novo nascimento, e dura a vida toda do crente aqui
na terra, pela ação do Espírito Santo, que habita no salvo e pela vontade
do regenerado Fp 2:12,13; 2 Cor 3:18; 7:1; Hb 12:14.

34. Descreva a luta íntima do cristão?


A velha natureza, resquício do pecado, luta contra a nova natureza,
resultante da salvação Rm 7:15-24.

35. Como alcançar a vitória na santificação?


Vivendo no Espírito Santo, o qual habita no crente e ajuda na fraqueza,
intercedendo pelos santos com gemidos inexprimíveis Rm 8:26.

36. Qual a ação do Espírito Santo na santificação?


O Espírito Santo intercede pelos santos para que obtenham a vitória na
luta pela santificação Rm 8:26,27.

37. Que se entende por “fruto do Espírito”?


Qualidades na vida do cristão que resultam da obra do Espírito Santo na
santificação.

38. Por que nem sempre, tudo o que somos, está santificado?
Porque na vida cristã existem compartimentos ainda não totalmente
dominados pelo Espírito santo.

39. O crente, peca?


Sim 1 Jo 2:1-2.

40. Qual a diferença entre pecar e viver pecando?


A diferença é que o crente ainda que possa pecar, não tem prazer em
pecar e não deseja viver no pecado – quem vive no pecado tem prazer no
pecado e deseja viver nele.

ANTROPOLOGIA

1. Qual é a origem do homem? Gn 1:26-27


Foi criado por Deus, feito à imagem e semelhança de Deus.

2. Qual é a essência do homem? Gn 2:7


Foi feito do pó da terra.

3. Como era o homem antes da queda e como é o homem depois


da queda? Ec 7:29; Gn 6:5
Antes da queda o homem era justo, depois da queda o homem se tornou
pecador, injusto, cheio de maldade.

4. Como foi feita a mulher? Gn 2:21-22


Deus formou a mulher da costela do homem, quando fez cair sobre ele um
sono pesado tomou uma das suas costelas fechou a carne em seu lugar e
da costela formou a mulher.

5. Quais as conseqüências da queda para: Gn 3:7-24; Rm 5:12


O homem: Trabalho físico com dor para sobreviver; viver do suor do seu
rosto.
A mulher: Dor e aflição ao dar a luz e sujeição ao marido. Conseqüências
para Adão e Eva: tiveram a consciência de nudez, senso de vergonha e
medo de Deus, foram expulsos do jardim.
A humanidade: Agora todos os homens são pecadores e isto resultou na
morte física e espiritual, e na penalidade da morte eterna. Rm 5:12.
A terra: A terra foi amaldiçoada.

6. Que quer dizer imagem e semelhança de Deus?


Não quer dizer a semelhança física, pois Deus é Espírito, mas quer dizer a
semelhança intelectual e moral – conhecimento, justiça e santidade moral
- Ef 4:23,24.

7. Como podemos provar que o primeiro homem tinha grande


inteligência?
Sua inteligência é comprovada, pois, ele deu nome a todos os animais. Gn
2:19,20.

ANGELOLOGIA

1. Quem são os anjos? Sl 103:20; Hb 1:13,14


Os anjos ou mensageiros são seres criados que executam as ordens e a
vontade de Deus, eles são seres espirituais, eles são seres de grande força
e poder.

2. Qual é a origem dos anjos? Sal 148:2,5; Jó 38:7


Eles foram criados por Deus Sl 148:2,5; Cl 1:16.

3. Fale sobre a queda dos anjos:


A causa: A desobediência de Lúcifer que se rebelou contra Deus e atraiu
para se a adoração dos anjos que caíram - Ez 28:15-17; 2 Pd 2:4; Jd 6
As conseqüências: Foram expulsos do céu Is 14:12-15
Quando aconteceu: Antes da queda do homem e antes da criação do
homem.

4. Qual é a ordem de anjos?


Arcanjos Jd 9; 1 Tm 4:16
Querubins Sl 99:1
Serafins Is 6:2
5. Qual é o trabalho dos anjos bons?
Ocupam-se da adoração direta a Deus Sl 89:7; 99:1,2; Is 6:2,3; Mt 18:10
Regozijam-se na obra de Deus Jó 38:4,7; Lc 15:10
Executam a vontade de Deus Sl 103:20
Guia e guarda os crentes Sl 91:11
Orienta os negócios das nações Dn 10:10-14,20,21
Ministram ao povo de Deus Hb 1:14
Defendem e livra os servos de Deus 2 Rs 6:17
Guarda os salvos falecidos Lc 16:22
Acompanharão Cristo por ocasião de sua volta Mt 25:31 –
a. Cooperarão na separação entre justos e ímpios Mt 13:49;
b. Cooperarão no castigo imposto aos ímpios 2 Ts 1:7,8.
Trazem direção, ajuda e encorajamento - Exemplo: o Senhor enviou o Seu
anjo adiante do servo de Abraão para direcionar no encontro com Rebeca
Gn 24:40 – Jacó em Betel foi encorajado pelo anjo que subia a escada Gn
28:12-15 - ajuda aos que o temem Sl 34:7.
Eles executam os juízos de Deus Gn 19:12; 2 Sm 24:16,17; 1 Cr 21:15,27;
Sl 78:49.

6. Quem são os demônios? Ap 12:4; Mt:12:24


São agentes de satanás

7. Qual é o trabalho dos anjos caídos?


São contra os propósitos de Deus Dn 10:10-14
Afligem Lc 13:16; Mt 17:15-18;
Executam a vontade de Satanás Mt 25:41; 12:26,27
Atrapalham a vida espiritual e o bem estar do povo de Deus Ef 6:11,12; 1
Ts 2:18.
Tenta enganar o povo de Deus 1 Sm 28:7-20

8. Qual é o destino dos anjos:


Bons: Para sempre no céu com a finalidade de adorar a Deus Ap 22:9; Sl
148:2
Maus: serão lançados no lago de fogo para toda a eternidade Ap 20:10.

9. Que significa os nomes: Satanás e Diabo? Quais os dois títulos


que são dados ao Diabo?
Os nomes Satanás e Diabo significam Acusador.
Os dois títulos dados a ele são: Maligno e Tentador.

10. Em que passagens bíblicas o Diabo aparece acusando Deus para


o homem e o homem para Deus?
Na passagem de Gênesis 3:4,5 e Zacarias 3:1.
ECLESIOLOGIA

1. O que é eclesiologia?
Doutrina da igreja

2. Qual é a origem do vocábulo igreja?


Originou-se da palavra Ekklesia que significa uma assembléia de pessoas
chamadas para fora, para um propósito específico.

3. Segundo o Novo Testamento, que é uma igreja?


Congregação ou Assembléia Ef 5:25; 1 Co 1:2

4. Quem é o fundador histórico da igreja?


Jesus Cristo Mt 16:18; 1 Co 3:11

5. Onde se encontra a prova bíblica dessa divina instrução?


Em Mateus 16:18; Ef 1:22; Ef 2:22; 1 Co 12:12-13.

6. Qual é a base fundamental da igreja?


Jesus Cristo 1 Co 3:11; Mt 16:18

7. Qual igreja primitiva que se tornou missionária por sua


autonomia?
A igreja de Antioquia Atos 13

8. Quando iniciou a igreja?


Com o material preparado por João, o Batista, Jesus organizou e fundou a
igreja dEle durante o Seu ministério pessoal aqui na terra. Mt 16:18.
E todos eles incluindo o Mestre, eram em princípios e doutrinas batistas.

9. Quem são os membros da igreja?


Os salvos e biblicamente batizados At 2:41; Gl 3:27,28; 1 Co 12:12-13

10. Quem são os oficiais da igreja?


Pastores e Diáconos Fl 1:1; 1 Tm 3:1; Tt 1:5

11. Qual é o papel de cada oficial da igreja?


Apascentador do rebanho At 20:17,28; 1 Pd 5:2
Administrador
Conselheiro

12. Qual é o papel da igreja no mundo?


Pregar o evangelho a toda criatura Mc 16:15
Ensinar a guardar o que Cristo tem mandado Mt 28:19,20
Batizar
13. Quais são as ordenanças que Cristo deixou para a igreja e o que
elas significam?
Batismo: significa – morte, sepultamento e ressurreição Cl 2:12; Rm 6:5
Ceia do Senhor – é a comunhão do corpo de Cristo - o pão representa o
corpo do Senhor Jesus Cristo 1 Cor 11:24 – o suco representa o sangue da
aliança 1 Cor 11:25

14. Quais as formas de batismo que você conhece? Destas formas


qual você realizaria? Por quê? Jo 3:23-26; At 2:38,41; At 8:38-
39; Mt 3:13-17.
As formas de Batismo:
Batismo por Imersão.
Batismo por Aspersão.
Batismo por Procuração.
Destas formas eu realizaria o Batismo por Imersão porque é a forma
bíblica ensinada por Jesus.

15. Quais as exigências para o batismo?


Que seja salvo, tenha bom testemunho, deseje e creia em tudo que está
escrito na Bíblia.

16. O batismo salva? Mc 16:16


Não – o batismo não salva, aqueles que são salvos tem o dever de serem
batizados, não para serem salvos, mas em obediência a ordem de Cristo
aos salvos.

17. Porque o crente deve ser batizado? Mt 28:19-20; Mt 3:13-15; At


2:38,41.
Porque o batismo é uma ordem do Senhor. O crente deve ser batizado
para cumprir a ordem do Senhor Jesus Cristo que foi dada aos salvos.

18. Quem pode participar da Ceia do senhor? At 2:38,41


Os salvos, membros da igreja local.

19. Quais são os elementos da Ceia?


Pão e o vinho 1 Cor 11:24-25.

20. A Ceia do Senhor é santa?


Sim, porque é do Senhor 1 Cor 11:25.

21. Qual é a diferença entre a Ceia e a páscoa?


Páscoa olha para o Libertador futuro e a Ceia é a memória do que Cristo
fez.

22. A Ceia pode ser restrita? 1 Cor 10:16-17


Muitos crêem que ela pode ser restrita – que deve ser dada aos membros
da denominação Batista da mesma fé e ordem.
Eu creio que a Ceia deve ser ultra-restrita – que só devem participar dela
os membros da igreja, pois a Ceia do Senhor é para a igreja local.

23. Quem deve ministrar as ordenanças na igreja?


O pastor ou qualquer membro que a igreja autorizar.

24. O que é Transubstanciação?


Doutrina que diz que os elementos da Ceia são literalmente o corpo e o
sangue de Cristo.

25. O que é a Consubstanciação?


Doutrina que afirma que os elementos da Ceia do senhor, é uma
simbologia do corpo e sangue de Jesus Cristo.

26. O que significa “Igreja Militante”?


A igreja atual que combate 1 Tm 6:12; Mt 16:18.

27. Qual a sua posição quanto o termo Igreja Universal?


A minha posição é que não existe Igreja Universal, o que é bíblico e o que
existe é a Igreja Local e Visível.
Cristo fundou um só tipo de igreja.
Além de ser Batista ela é local e visível.
Paulo falou várias vezes da igreja como um corpo visível que ele queria
ver Fl 1:27; 1 Ts 2:17; 3:10.
Paulo falou que a igreja de Coríntios era o Corpo de Cristo 1 Co12:27.
Portanto, quando fala corpo, não é parte do corpo e não é invisível, mas
sim o corpo completo e visível.

28. O que é Igreja Triunfante?


É a reunião dos salvos na presença de Deus 1 Ts 4:16,17.

29. Quais são os meios de um crente se tornar membro da igreja?


Salvação At 16:31
Batismo Rm 6:1-4
Carta
Aclamação.

30. Quais são os meios de um crente sair da membrezia da Igreja?


Transferência
Recomendação
Morte.
31.Quais são as formas de disciplina da igreja? 1 Co 5:1-13;
1Tm 1:20; 2 Tm 2:17-18; Mt 18:15ss.
Disciplina (correção)
Exclusão
Desligar

32. O crente é obrigado a dar o dízimo? Ml 3:10; 2 Co 9:7


O dizimo é uma ordem de Deus, cada crente deve se conscientizar desta
responsabilidade e devolver o que é do Senhor “trazei todos os dízimos a
casa do tesouro...”.
Ele não é obrigado a dar - ele deve dar com alegria segundo propôs no
seu coração, não por tristeza ou por necessidade, porque Deus ama ao que
dá com alegria.
33. Qual é a relação da igreja para com o estado? Rm 13; 1 Pd
2:13-17
A igreja deve ser independente do Estado.
A Igreja é essencialmente separada do Estado por causa do seu caráter
espiritual.
Os crentes devem ser obedientes às leis e respeitar as autoridades
constituídas.
Porém, não devem misturar o Estado com a igreja.
Os membros devem usar o direito de votar para tentar conseguir um
governo melhor.
O governo não deve se envolver com o estabelecimento ou apóio a
qualquer religião, a não ser para oferecer segurança e proteção como faria
com qualquer cidadão.

34. Qual é a participação denominacional que a igreja deve ter? Ef


2:20.
A igreja é independente e autônoma At 15:15-19

ESCATOLOGIA

1. Que é escatologia?
É a doutrina das últimas coisas.

2. O que chamamos de escatologia?


Chamamos de Escatologia os últimos acontecimentos previstos na Bíblia.

3. Qual a ordem escatológica dos últimos acontecimentos (sete


acontecimentos)?
1. O Arrebatamento
2. A Grande Tribulação
3. A Batalha do Armagedom
4. O Milênio
5. A batalha de Gogue e Magogue
6. O Juízo Final
7. A Nova Jerusalém.

4. No arrebatamento aonde Jesus virá e para quem virá?


Ele virá nos ares (nuvens) para buscar os salvos da terra 1 Ts 4:16-17.

5. O período da “Grande Tribulação” se dará em que semana de


Daniel?
Dar-se-á, na 70ª semana de Daniel – Daniel 9:24-27.

6. Enquanto na terra se desenvolve o período da “Grande


tribulação”, que dois grandes acontecimentos se darão no céu?
O tribunal de Cristo 2 Cor 5:10
As Bodas do Cordeiro Ap 19:7; 2 Cor11:2.

7. Qual o grande desfecho da “Batalha do Armagedom” para a


Besta e o Anti-Cristo?
Serão lançados no Lago de Fogo Ap 16:16; 19:20.

8. Mediante a Bíblia qual deve ser a nossa correta posição no


Milênio?
( ) Amilenista
( X ) Pré-Milenista.
( )Pós-Milenista.

9. Que fará Cristo no Milênio?


Reinará com os remidos Ap 20:4,5.

10. Que ocorrerá com Satanás no Milênio?


Será preso por mil anos Ap 20:1-3.

11. Quais capítulos de apocalipse descrevem os horrores da “Grande


Tribulação”?
Do capítulo 6 ao capítulo 19 de Apocalipse.

12. Que acontecerá no fim do Milênio?


Satanás será solto, e ajuntará todo seu exército para batalhar contra
Deus;
Fogo do céu destruirá o exército de Satanás;
Satanás será lançado vivo no Lago de Fogo e enxofre para sempre Ap
20:7-10.

13. Que é o juízo final?


É o juízo do Grande Trono Branco, onde ocorrerá o destino final dos
ímpios e de Satanás Ap 20:11-15.
14. A Igreja de Cristo passará pela Grande Tribulação? Por quê?
A Igreja de Cristo não passará pela Grande Tribulação
A igreja tem o seu final no capítulo três de Apocalipse
Ela não passará pela Grande Tribulação, porque neste período Cristo já
tirou os salvos da terra e também a Bíblia nos explica que Ele não castiga
os justos junto com os ímpios Is 57:1.

15. Qual a origem da morte?


O pecado Rm 5:12

16. Quais são os três aspectos Neo-testamentário da morte?


Morte física - que separa a alma do corpo Hb 9:27,28.

Morte espiritual – que separa a criatura de Deus Rm 6:23; Ef 2:1,4-7.

Morte eterna ou segunda morte – que separa que separa o homem de

Deus na eternidade At 20:14,15; 21:8.

17. Qualo estado imediato e intermediário após a morte, para o


crente, e para o incrédulo?
O crente no estado consciente e de identidade pessoal será levado pelos

anjos para o céu Lc 16:19-31; 23:39-43.


O incrédulo no estado consciente e de identidade pessoal será lançado no

inferno Lc 16:19-31; 23:39-43.

18. Como Jesus virá outra vez? Quando?


Ele vira até as nuvens com poder e glória na primeira fase da Sua

Segunda vinda e ninguém sabe o dia e nem a hora Mt 24:36 – Na segunda


fase Ele vem a terra para reinar por mil anos com os Seus salvos.

19. Como se dará a ressurreição dos mortos e a transformação dos vivos?


Jesus voltará nas nuvens e os mortos ressuscitarão primeiro, num corpo
transformado semelhante ao de Cristo (um corpo espiritual como o de
Cristo livre das limitações físicas e materiais) 1 Co 15:50-52; 1 Ts 4:17. Em
segundo lugar os vivos terão os seus corpos transformado 1 Co 15:52-54;
1 Ts 4:17.

20. Como será o juízo final?


Será o julgamento dos perdidos e de Satanás, onde serão depois

lançados no Lago de Fogo Ap 20:11-15.

21. O que se entende por renovação de todas as coisas?


Que tudo será feito novo

Que acontecerá uma renovação espiritual. Pela ressurreição acontecerá

uma renovação do corpo – Rm 8:19-23. haverá um novo céu e uma nova


terra Ap 21:1-5 – desaparecerá as marcas do pecado.
22. Qual o estado final dos mortos após o juízo final?
Serão condenados e lançados no Lago de Fogo Ap 21:8; Mt 13:36-43.

23. Qual deve ser o anseio e a oração de cada crente, para com a segunda
vinda de Jesus Cristo?
Deve está esperando e orando: Amém vem, Senhor Jesus

24. Qual será a sua situação na eternidade?


Estarei no céu com Cristo.

25. O inferno existe? Dê prova bíblica:


Sim o inferno existe – provas bíblicas – Pv 15:24; Dt 32:22; 2 Sm 22:6; Jó 11:8; Mt
5:22; 18:9; 2 Ts 2:4; Tg 3:6; Ap 1:18.

26. É eterno?
Sim – a Bíblia diz que o inferno é um lugar de castigo e sofrimento eterno Mc 9:43-
48; Jd 13; Ap 20:10.

PRINCIPAIS TEXTOS SOBRE ESCATOLOGIA:


A Segunda Vinda: Zc 14:3,4; Mt 24:1ss.
Julgamento dos crentes: 2 Co 5:10; 1 Co 3:12-15; Rm 14:12; 1 Co 4:5
Trono Branco: Ap 20:11ss
Arrebatamento: 1 Ts 4:17
Anti-Cristo: 2 Ts 2:3-12; Dn 9:27; Ap 13.
Israel Rm 9-11
Nações: Mt 25:31ss
Milênio: Ap 20:3-9; Is 65:17-55.

BIBLIOGRAFIA

E. H. BANCROFT, D. D. Teologia Elementar Doutrinária e Conservadora,


Imprensa Batista Regular de São Paulo, SP,1986.

HENRY CLARENCE THIESSEN. Palestras em Teologia Sistemática,


Imprensa Batista Regular de São Paulo, SP, 1994.

WAYNE GRUDEM. Teologia Sistemática.


Vida Nova, São Paulo, SP, 1999.

BÍBLIAS CONSULTADAS

Edição Corrigida e Revisada. Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil, SP