Sei sulla pagina 1di 2

Exercícios 4 - Fundamentos da Química Analítica II (CQ120), Prof.

Gilberto
1) Quais as concentrações de ácido acético, acetato e H3O+, em equilíbrio, de uma solução de ácido acético em concentração
analítica (cA) 0,1000 mol L-1 ? Qual o valor do pH dessa solução? Dado: Ka = 1,80 x 10-5.
R: [CH3COOH] = 9,87 x 10-2 mol L-1; [CH3COO-] = [H3O+] = 1,34 x 10-3 mol L-1; pH = 2,87.
2) Quais as concentrações de ácido acético, acetato e H3O+, em equilíbrio, de uma solução de acetato de sódio em cA 0,1000 mol
L-1 ? Qual o valor do pH dessa solução? Dado: Ka = 1,80 x 10-5.
R: [CH3COOH] = 7,45 x 10-6 mol L-1; [CH3COO-] ≈ 0,1000 mol L-1; [H3O+] = 1,34 x 10-9 mol L-1; pH = 8,87.
3) Quais as concentrações de HCN, CN- e H3O+, em equilíbrio, de uma solução de HCN em cA 0,1000 mol L-1 ? Qual o valor do
pH dessa solução? Dado: Ka = 7,20 x 10-10.
R: [HCN] ≈ 0,1000 mol L-1; [CN- ] = [H3O+] = 8,50 x 10-6 mol L-1; pH = 5,07.
4) Quais as concentrações de HCN, CN- e H3O+, em equilíbrio, de uma solução de cianeto de potássio em cA 0,1000 mol L-1 ?
Qual o valor do pH dessa solução? Dado: Ka = 7,20 x 10-10.
R: [HCN] = 1,18 x 10-3 mol L-1; [CN-] = 9,88 x 10-2 mol L-1; [H3O+] = 8,47 x 10-12 mol L-1; pH = 11,07.
5) Um volume de 1,00 mL de ácido acético concentrado (massa molar = 60,0 g mol -1, pureza = 98,86 % m/m, densidade = 1,05
g/cm3) foi diluído e homogeneizado até um volume final de 250,0 mL com água destilada. Pede-se:
a) Qual a cA de ácido acético da solução preparada? R: 6,92 x 10-2 mol L-1 mol L-1.
b) Mostre a expressão de equilíbrio em meio aquoso e a respectiva expressão da constante de acidez.
c) Quais as concentrações em equilíbrio de ácido acético e acetato e qual o valor de pH da solução?
R: [CH3COOH] = 6,81 x 10-2 mol L-1; [CH3COO-] = [H3O+] = 1,12 x 10-3 mol L-1; pH = 2,95.
6) Escreva a reação que demonstra o equilíbrio químico envolvido e calcule o valor de pH obtido pela dissolução de 1,0 g do sal
de cloreto de amônio em 250,0 mL de água destilada? Dado: Kb = 1,80 x 10-5 R: 5,19
7) Escreva a reação que demonstra o equilíbrio químico envolvido e calcule o valor de pH obtido pela dissolução de 5,0 g do sal
de acetato de potássio em 100,0 mL de água destilada? R: 9,23
8) Qual a finalidade de uma solução tampão e em qual razão deve estar os constituintes da mesma, visando proporcionar a
melhor eficácia? Explique.
9) Qual o pH esperado de uma solução, pela dissolução de 0,100 g de acetato de sódio com 0,100 g de ácido acético em um
volume final de 100,0 mL ? R: 4,60
10) O ácido lático (HLAC; M.M. 90,0 g mol-1; pKa 3,79) presente no fígado, rins, líquido amniótico e em outros fluídos
corporais, é liberado no sangue e músculos após atividades físicas vigorosas. Para conduzir a determinação do teor de ácido
lático em uma amostra, um analista solubilizou 0,900 g de um padrão de HLAC em um volume final de 100,0 mL, visando obter
um padrão analítico. Pede-se:
a) Qual o valor de pH da solução formada? R: 2,40
b) Supondo que junto com o HLAC, foi dissolvido 0,01 mol de lactato de sódio (NaLAC), qual seria o pH obtido? R: 3,79
c) Supondo que na solução do item b, foi adicionado 0,001 mol de HCl. Qual o valor de pH esperado? R: 3,70
d) Supondo que na solução do item b, foi adicionado 0,001 mol de NaOH. Qual o valor de pH esperado? R: 3,88
11) Qual a massa de NaOH (97,0 % m/m) para preparar 250,0 mL de uma solução em cA 0,1000 mol L-1? R: 1,031 g
12) Explique o que é um padrão primário e qual seu princípio de funcionamento em titulometria. Cite três características
necessárias para uma substância poder ser empregada como um padrão primário.
13) Supondo que foi dissolvida uma massa de 0,2010 g do padrão primário de ftalato ácido de potássio KHC8H4O4 em 50 mL de
água destilada, a qual foi titulada com a solução alcalina, pede-se: Calcule a cA real da solução de NaOH, sabendo que foi gasto
um volume de 9,60 mL o NaOH. Dado: massa molar do padrão primário = 204,22 g mol-1. R: 0,1025 mol L-1
14) Qual o volume de HCl concentrado (M.M. 36,453 g mol -1; densidade 1,19 g / cm3, pureza 37,0 % m/m) deve ser empregado
para preparar 250,0 mL de uma solução em cA 0,1000 mol L-1? Qual a concentração do ácido concentrado em g L-1 e em mol L-1?
R: 2,07 mL; 440,3 g L-1; 12,08 mol L-1.
15) Calcular a massa (g) necessária do padrão primário de carbonato de sódio (Na 2CO3), previamente seco em estufa, de modo a
estimar um gasto de 25,00 mL de uma solução de HCl 0,10 mol L-1. Escreva a reação química envolvida no processo de
padronização. Dado: M.M. do Na2CO3 = 106 g mol-1. R: 0,1325 g.
16) Após pesar 0,6602 gramas de KOH (% de pureza m/m - 85%), dissolver em água destilada, transferir para um balão
volumétrico de 500 mL, completar o volume com água destilada e homogeneizar; um analista padronizou essa solução usando
biftalato de potássio (M.M. = 204,0 g mol-1) e ácido oxálico - H2C2O4 (M.M. = 90,0 g mol-1), ambos apropriadamente secos.
Sabendo que foi gasto um volume de 26,0 mL para titular 0,1086 g do sal e 23,5 mL para titular 0,0213 g do ácido oxálico, qual
a concentração analítica (cA) da solução de KOH em mol L-1, calculada com base em ambas as titulações? Dados: ambos prótons
do H2C2O4 são tituláveis pelo KOH. R: 0,0205 mol L-1 (biftalato) e 0,0201 mol L-1 (H2C2O4).
17) Supondo que 50,00 mL de uma solução de NaOH em cA 0,1000 mol L-1 foi titulada com uma solução de HCl em mesma cA,
pede-se: Calcule o pH da solução de NaOH antes de iniciar a titulação e durante a titulação, após a adição de 10,00; 25,00; 49,9;
50,00; 50,10; 75,00 e 100,0 mL da solução de HCl. R: 13,0; 12,8; 12,5; 10,0; 7,00; 4,00; 1,70; 1,48.
18) Considere uma titulação de 50,00 mL de uma solução de amônia (NH 3) em meio aquoso em cA 0,1000 mol L-1, com uma
solução de HCl em mesma cA, pede-se:
a) Qual o pH antes da adição da solução de HCl? R: 11,1
b) Qual o pH após a adição de 25,00 mL da solução de HCl? R: 9,26
c) Qual o pH no ponto estequiométrico? R: 5,28
d) Qual o pH após a adição de 75,00 mL da solução de HCl? R: 1,70
19) A destilação seca da madeira gera como um dos sub-produtos, uma mistura de compostos denominada ácido pirolenhoso
(AP). Admite-se que essa mistura pode ser tratada como ácido acético, ou seja, é utilizada a massa molar do ácido acético (60,0 g
mol-1) para calcular o teor do AP, e o mesmo valor de pH no ponto estequiométrico em titulações ácido-base. A destilação de 250
kg de uma amostra de madeira gerou 1,75 L de AP. Uma alíquota de 5,00 mL dessa amostra, foi diluída em um balão
volumétrico de 200,0 mL, sendo retirada uma segunda alíquota de 10,00 mL que foi titulada com solução de NaOH em cA 0,1050
mol L-1, sendo gasto um volume de 17,5 mL da solução alcalina. Pede-se:
a) Qual a % (m/v) de AP, calculada como ácido acético na amostra original? R: 44,14 %
b) Qual o pH inicial (antes da primeira adição de NaOH) e no ponto estequiométrico, considerando a titulação como ácido
acético? R: 2,74 e 8,78
c) Qual dos três indicadores seria mais apropriado para a titulação: Ind. A – Ka = 1,6 x 10-5; Ind. B – Ka = 1,6 x 10-9; Ind. C – Ka
= 1,8 x 10-4. Explique sua escolha. R: Ind. B
20) Uma amostra de 0,5843 g de folhas de chá foi digerida pelo método de Kjeldahl. A NH3 liberada na forma de gás, foi
recolhida em 50,00 mL de solução de HCl em cA 0,1062 mol L-1. O excesso de HCl foi titulado com solução de NaOH em cA
0,0925 mol L-1, sendo gasto um volume de 11,89 mL da base. Calcule a % (m/m), expressando como nitrogênio (N) e como
sulfato de amônio, na amostra de folhas de chá. R: 10,1 % e 47,6 %.
21) Considere uma titulação de 50,00 mL de uma solução de ácido acético em cA 0,1000 mol L-1, com uma solução de NaOH em
mesma cA, pede-se:
a) Qual o pH antes da adição da solução de NaOH? R: 2,87
b) Qual o pH após a adição de 25,00 mL da solução de NaOH? R: 4,74
c) Qual o pH no ponto estequiométrico? R: 8,72
d) Qual o pH após a adição de 75,00 mL da solução de NaOH? R: 12,3
22) Explique sucintamente o funcionamento dos indicadores ácido-base.
23) Uma massa de 1,0000 g de um ácido orgânico monoprótico sólido (100 % de pureza), foi dissolvida em 50,00 mL de água
destilada, sendo uma alíquota de 10,00 mL titulada com solução de KOH em cA 0,1000 mol L-1. Sabendo que foi gasto um
volume de 31,70 mL do titulante, calcule a massa molar (g mol -1) desse ácido? R: 63,09 g mol-1.
24) Considerando a titulação de 25,00 mL de uma solução de ácido lático (HLAC), em cA 0,1000 mol L-1 com NaOH na mesma
concentração, pede-se: Calcular o valor de pH do HLAC antes de iniciar a titulação e após a adição de 12,50; 20,00; 25,00; 30,00
e 50,00 mL da solução de NaOH. Qual o indicador ou indicadores mais adequado: alaranjado de metila (pKa 3,5); verde de
bromocresol (pKa 4,7); azul de bromotimol (pKa 7,3) ou fenolftaleína (pKa 9,2)? Considerando um erro no P.E. de 0,10 mL,
calcule o erro relativo. R: 2,40; 3,79; 4,39; 8,24; 11,96 e 12,52. Erro relativo de 0,4 %.
25) Uma massa de 0,8522 g de H2SO4 grau técnico (especificação de 95,0 a 98,0 % m/m de pureza) foi diluída com água
destilada em um balão volumétrico de 100,0 mL. Após homogeneização, uma alíquota de 5,00 mL foi diluída com cerca de 50
mL de água destilada e titulada com uma solução padrão de NaOH em cA 0,1100 mol L-1, usando fenolftaleína como indicador.
Sabendo que foi gasto 7,60 mL de NaOH, verifique se o ácido está dentro da especificação. R: Sim, 96,14 %.
26) Uma amostra de 0,8160 g contendo o éster dimetil-ftalato – C6H4(COOCH3)2 – M.M. = 194,19 g mol-1, foi mantida sob
reação com 50,00 mL de solução de NaOH em cA 0,1031 mol L-1, durante 2 horas. Esse processo é conhecido como
saponificação, no qual há a hidrólise dos ésteres em geral; sendo a presente reação química descrita abaixo:
C6H4(COOCH3)2 + 2OH-  C6H4(COO)22- + 2CH3OH
Após reação completa, o excesso de NaOH foi titulado com solução de HCl em cA 0,1644 mol L-1, sendo gasto 24,27 mL do
ácido. Calcule a % (m/m) do éster na amostra. R: 13,86 %.