Sei sulla pagina 1di 13

TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -

INFORMÁTICA BÁSICA

Microinformática

Como a maioria das descobertas tecnológicas, os computadores foram


construídos inicialmente para fins militares. O interesse pela construção do
primeiro computador foi grande. Alemanha e Estados Unidos disputavam essa
acirrada corrida contra o tempo.

Durante a Segunda Guerra Mundial tiveram início os projetos para a sua


construção, motivados principalmente pela necessidade de agilizar o processo
utilizado para codificar e decodificar as mensagens trocadas durante a Guerra.

A partir desses avanços chegamos ao que é hoje conhecido como o


microcomputador, ou PC (Personal Computer). Umas máquinas pequenas,
capazes de desenvolver os mais sofisticados trabalhos, e que se aperfeiçoam
cada vez mais.

Com novos avanços, o computador ficou ainda menor e ganhou proporções


que o transformou em um objeto que pode ser levado no bolso. Ele se integrou
aos celulares e os dois equipamentos se tornaram um só. Hoje a maioria dos
computadores de bolso acumulam também a função de celulares.

Atualmente, a informática está presente em quase tudo que nos cerca. Está em
um forno microondas, por exemplo, quando programamos o tempo de
aquecimento de um alimento, ou ainda em um caixa eletrônico quando
efetuamos um saque no banco 24 horas.

Na verdade, a informática existe para nos servir: reduzir o tempo que gastamos
para nos comunicar, aumentar a precisão dos nossos cálculos, automatizar
processos repetitivos, auxiliar no controle de estoques, etc.

O que é Microinformática

Em 1946, surgiram máquinas, como o MARK I e o COLOSSUS. O MARK I foi o


primeiro computador eletromecânico construído à base de princípios
mecânicos (relês) e elétricos (válvulas).

Era regido pelos princípios de Babbage. O COLOSSUS foi desenvolvido


durante a Segunda grande guerra e tinha como objetivos traduzir as
comunicações feitas em código e facilitar o cálculo da trajetória de mísseis

Era Eletrônica (1945 - ...)

Primeira Geração (1945 - 1955): Computadores para fins científicos e militares.

· Hardware: Uso de válvulas eletrônicas que permitiam o controle de sinais


elétricos.
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
· Software: Utilizavam como linguagem de programação a linguagem de
máquina e como única memória para armazenar informações os cartões
perfurados. Os programas ainda eram preparados através da modificação dos
circuitos.

Segunda Geração (1955 - 1964): Computadores para fins científicos, militares


e gerenciais.

· Hardware: Os transistores de silício vieram substituir as volumosas válvulas.


Os circuitos impressos substituíram os cabos e fios de ligação. Surgimento das
memórias de núcleos magnéticos. Utilização de fitas magnéticas e de tambores
magnéticos como memórias secundárias. Máquinas mais potentes e confiáveis,
com redução de tamanho e consumo.

· Software: Surgimento das primeiras linguagens de montagem (assembly) e


linguagens de alto nível (Fortran, Cobol, Algol) e dos sistemas operacionais
para processamento Batch.

Terceira Geração (1964 - 1975):

· Hardware: Surgimento dos circuitos integrados (CIs) - agrupamentos de


pequemos transistores em uma mesma placa de silício – o chip. Uso das
memórias de semicondutores e dos discos magnéticos. Criação dos
minicomputadores.

· Software: Grande desenvolvimento dos sistemas operacionais, nos quais se


incluiu a multiprogramação, o tempo real e o modo interativo.

Quarta Geração: ( a partir de 1975):

· Hardware: Uso de circuitos integrados em larga escala (LSI), permitindo a


fabricação de microcomputadores, computadores pessoais bem como
computadores compactos. Surgimento do microprocessador - inclusão de toda
a CPU num único circuito integrado. É o início da utilização do disquete (floppy
disk) como unidade de armazenamento.

· Software: Surgimento de novas linguagens de programação de todos os tipos


e de redes de transmissão de dados para a interligação de computadores.
Introdução à Micro-informática Página 5 Quinta Geração (a partir de 1990):

· Hardware: Circuitos integrados em altíssima escala (VLSI). Processamento


Vetorial. Grandes áreas de armazenamento de informações.

· Software: Interface homem-máquina inteligente. Uso da linguagem natural.


Solucionador de problemas com raciocínio inteligente. Base de conhecimento
capaz de armazenar e recuperar grandes quantidades de dados, julgar e
aconselhar. Programas que envolvem Inteligência Artificial.
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
A partir deste ponto, (5ª geração), os computadores tornaram-se menores
fisicamente e mais acessíveis economicamente. Era o nascimento do
Computador Pessoal (PC). Dessa forma, as pessoas podiam adquirir
computadores para serem usados em casa como eletrodomésticos.

No início, os microcomputadores possuíam pequena capacidade de memória e


processamento, tendo um uso mais pessoal do que empresarial.

Duas arquiteturas de computador pessoal que fazem maior sucesso no


mercado de microcomputadores APPLE (hoje conhecido como MACINTOSH) e
IBM (o famoso IBM-PC).

Assim passaram a denominar microcomputador, pois não tem o poder


computacional dos médios e grandes computadores usados por grandes
empresas e grandes centros de pesquisa. Contudo, são ideais para pequenas
empresas, grupos de trabalho e uso doméstico.

Em 1985, foi criado o conceito de Microcomputador Multimídia. O computador


que vem acompanhado de um Kit (CD-ROM, placa de som, caixas de som e
microfone) está capacitado a trabalhar com imagens estáticas e em
movimento, som gravados ou sintetizados e fotos com efeitos de
demonstração, podendo ser manipuladas de forma dinâmica pelo usuário.

Dois formatos importantes são o computador desktop e o notebook.

Há também os netbooks, versões de notebooks mais econômicas adaptadas


ao acesso a Internet e desenvolvimento de tarefas pessoais.

E os ultrabooks, mais robustos e mais finos, mais velozes e já vem com


armazenamento em SSD.

São dispositivos computacionais de tamanho reduzido como Palm-Tops, Hand-


Helds, PDAs, SmartPhones, Tablets, etc.

Esses equipamentos facilitam enormemente a vida de seus usuários pois


possuem facilidades como agendas eletrônicas, comunicação de acesso
remoto, aplicativos específicos, sincronização de dados com PCs, etc.

É um computador extremamente veloz em realizar cálculos com grande


capacidade de armazenamento.

São muito importantes em centros de pesquisa, permitindo a realização de


cálculos complexos para problemas que exigem uma margem muito baixa de
erros.

Esses computadores tem a sua produção restrita, dependendo da sua


utilização e aplicação.
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
A essa informação também damos o nome de Processamento de Dados que é
o processo em que coletamos os dados, tabulamos e os transformamos em
informações.

Entrada de dados: A primeira etapa do processamento eletrônico de dados


consiste em introduzir no sistema.

Armazenagem de dados: A armazenagem ou memorização dos dados, a


função que consiste em reter os dados dentro do sistema.

Processamento aritmético e lógico: Consiste em transformar os dados


armazenados em informação útil.

A evolução da informação

Após o surgimento da escrita o homem alcançou um desenvolvimento


espantoso e novas formas de se comunicar surgem a todo momento.

Há um século, riqueza e sucesso vinham para aqueles que produziam e


distribuíam mercadorias manufaturadas. Hoje, riqueza e sucesso vêm para
aqueles que utilizam computadores para criar, reunir, aplicar, desenvolver e
disseminar informações.

O computador deve ser visto como um grande aliado para as nossas tarefas do
dia-a-dia e desenvolvido para melhorar a nossa qualidade de vida.

No âmbito profissional, ele também é um aliado à nossa sobrevivência.


Lembre-se de que vivemos em um mundo globalizado, onde a competição é a
única maneira de obtermos sucesso.

Entrada de dados: A primeira etapa do processamento eletrônico de dados


consiste em introduzir no sistema.

Armazenagem de dados: A armazenagem ou memorização dos dados, a


função que consiste em reter os dados dentro do sistema.

Processamento aritmético e lógico: Consiste em transformar os dados


armazenados em informação útil.

Saída de dados: O sistema de processamento de dados guarda na memória os


resultados do processamento.

A Informática pode ser considerada como a junção de duas palavras


“Informação e automática” ou seja, é um conjunto de informações transmitida
mecanicamente, utilizando-se de métodos e técnicas no seu tratamento
automático. Para tal é necessário uma ferramenta adequada: O computador.
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
Diversas são as aplicações, dentre outros estão:

- No Comércio (ferramentas comerciais).


- Nas Escolas (apoio didático).
- Nas Indústrias (automação e produção).
- Nas Empresas (controle de bens e pessoas)
- Nas Instituições Financeiras (Gerenciamento).
- No Auxilio a pesquisa e muito mais.

Como os computadores modernos apresentam a informação.

O que são DADOS

Os Dados são os elementos em sua forma bruta que por si só não conduz a
uma compreensão de um fato ou uma situação.
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
Tratamento é a transformação de um insumo (dado) em um resultado mais
gerenciável (informação).

Informação é o dado trabalhado (tratado), que permite ao executivo tomar uma


decisão.

Tipos de Processamento de dados

1) Manual - é aquele feito manualmente, sem a utilização da máquina.

a) Ex.: dar baixa, no talão de cheques, de um cheque emitido.

2) Semiautomático - é quando operações são feitas por máquinas, mas


exigem a intervenção

humana.

a) Ex.: rotinas de contabilidade que usam máquinas junto com processamento


manual.

3) Automático - é quando todo o processamento é feito por máquinas.

a) Ex.: executar uma tarefa valendo-se exclusivamente de um computador

HARDWARE

A CPU — Central Processing Unit — é um circuito integrado que controla todas


as operações e o funcionamento do computador, responsável pela execução
de cálculos, decisões lógicas e instruções que resultam em todas as tarefas
que um computador pode fazer. Ela age interpretando e executando as
instruções fornecidas por softwares e retornando resultados.

O Clock

Quem determina a “velocidade” de uma CPU é quantidade de instrução que ela


é capaz de executar por segundo. A essa velocidade se da o nome de CLOCK,
que por sua vez se utiliza da medida Hertz (Hz), sendo que 1Hz equivale a 1
instrução. Uma CPU com 500MHz de clock é capaz de executar 500 milhões
de instruções por segundo. Hoje as CPU´s mais atuais de 2,4 GHz é capaz de
realizar 2 bilhões e 400 de instruções por segundo.

MEMÓRIA CACHE

A memória CACHE é um dispositivo de acesso rápido interno a um sistema


que é o intermediário entre o usuário de um processo e o dispositivo de
armazenamento acessado. É um tipo de memória de alta velocidade que fica
próxima a CPU, por ser mais rápida que a memória RAM ela auxilia o
processador a trocar informações com a memória RAM.
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
A memória CACHE é muito mais rápida e por isso muito mais cara que a
memória RAM, por isso ela é pequena, na casa de poucos Mbps, entre 8 e 16
Mbs

HD – Hard Disk

O Disco Rígido ou HD é um componente eletrônico/mecânico localizado dentro


do seu computador, nele ficam armazenadas as informações do computador,
tais como, o sistema operacional, os documentos, fotos, vídeos e muitos
outros.

Os discos rígidos começaram a se desenvolver a partir de 1956 e tinham


apenas 2 Mega bytes e dois metros de diâmetro. Hoje eles são bem menores
entre 5 cm a 12 cm. E com capacidades muito maiores que antes.

Memórias RAM

Memórias RAM (Random Access Memory), são as partes mais importantes dos
computadores, pois são nelas que o processador armazena os dados em uso,
porem, essas informações se perdem quando não há energia ou quando o
computador é desligado, é um tipo de memória volátil.

Existem dois tipos de tecnologias muito utilizados: estático e dinâmico, ou seja,


SRAM e DRAM e a mais recente MRAM.

SRAM (Static Random Acess Memory): este tipo é muito mais rápida que as
memórias DRAM, porém, armazenam menos dados.

DRAM (Dynamic Random Acess Memory): este tipo de memória possuem alta
capacidade de armazenamento de dados, no entanto, o acesso é lento, mas
seu preço é bem menor se comparado ao estático.

MRAM (Magnetoresistive Random Acess Memory): este tipo de memória é


semelhante a DRAM, mas que utiliza células magnéticas, e consomem menos
energia

Memórias ROM

As memórias ROM (Read Only Memory) recebem esse nome porque os dados
só podem ser gravados uma única vez. E por sua vez não são voláteis, os
dados não se perdem mesmo na ausência de energia.

PROM (Programmable Red Only Memory) é um dos primeiros tipos de


memória ROM, a gravação é feita por meio de aparelhos que trabalham
através de reação física, uma vez ocorrido não podem ser apagadas.

EPROM (Erasable Programmable Read Only Memory) as EPROM tem como


principal característica a capacidade de permitir que o dados sejam
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
regravados, isto é feito com auxilio de um feixe de luz ultravioleta e os dados
precisam ser apagados por completa para que seja feita uma nova gravação.

EEPROM (Electically Alterable Programmable Read Only Memory) ao contrário


da EPROM os processos de apagar e gravar dados sejam feita eletricamente.

FLASH é um tipo de memória EEPROM, no entanto o processo de gravação e


regravação é muito mais rápido, são mais durável e guardam um quantidade
muito grande de dados.

O computador e a sociedade

No Brasil, como em outros países, o uso do computador na Educação teve


inicio com algumas experiências em universidades, no princípio da década de
70.

Nas Universidades norte americanas, o computador está sendo usado como


recurso para o aluno realizar tarefas, desde os anos 60, as universidades
dispõem de muitas experiências sobre o uso do computador na Educação.

O computador como ferramenta computacional: segundo esta visão, “o


computador é uma ferramenta que o aprendiz utiliza para desenvolver algo e o
aprendizado ocorre pelo fato de estar executando um tarefa pelo computador”
(Valente, 1993).

O que é Ambiente Operacional

São sistemas operacionais cuja a interface com o usuário é formalizada através


de símbolos gráficos denominados ícones, que possibilitam a interatividade
entre a máquina e o usuário e facilita o uso do sistema computacional.

Todos os ambientes gráficos operacionais são conjuntos de programas para


realização de várias tarefas e não apenas controlar o computador.

Nem todos os sistemas operacionais são um ambiente operacional gráfico. O


Windows, Mac OS, Linux são sistemas operacionais e um ambiente
operacional ao mesmo tempo.

MS – DOS

MS-DOS é um acrônimo de MicroSoft Disk Operating System (sistema


operacional em disco da Microsoft); é um nome genérico do sistema
operacional licenciado pela Microsoft Corporation para uso em vários
microcomputadores de diferentes fabricantes. Alguns destes fabricantes
alteram o MS-DOS para melhor adaptá-lo a seus computadores dando-lhe
novos nomes, como PC-DOS ou Z-DOS.
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
Baseando-se no nome disk-operating system (sistema operacional em disco,
ou DOS), pode-se imaginar que tudo o que o MS-DOS faz é gerenciar seus
discos. Entretanto, o MS-DOS faz muito mais que isto: ele proporciona um
modo de se dizer ao computador qual o programa ou comando que se deseja
executar, onde ele encontrará este programa ou comando e o que ele deve
fazer com ele.

Por exemplo, ele pode enviar informações à tela de vídeo, a uma impressora
ou a uma porta de comunicações, para que elas sejam enviadas a outro
sistema.

Windows

Em 1979, a IBM procura um sistema operacional para seu novo computador e


contrata a Microsoft para o serviço. Porém, os jovens Gates e Allen se
encontraram em uma situação arriscada porque não possuíam um sistema
completo. A solução foi comprar o Q-DOS da Seattle Computer Products por
50 mil dólares, melhorá-lo e transformá-lo em MS-DOS (sistema operacional
em disco da Microsoft).

Em 1981 a Microsoft lança o windows, antes mesmo do lançamento do Apple


Lisa, mas o produto chega ao mercado somente em 1985 com o nome de
Windows 1.0. Apesar das limitações, o primeiro projeto de sistema operacional
da Microsoft trouxe para o usuário doméstico o acessório mouse e a
possibilidade do uso de mais de um programa ao mesmo tempo (recurso
multitarefa) e uma interface colorida, com ícones e janelas. Apresentava alguns
aplicativos: jogo reversi, calendário, bloco de notas, calculadora, relógio, Paint,
e outros.

APPLE

Em 1976, Steve Jobs e Steve Wozniak, dois jovens apaixonados por inovação,
faziam parte de um grupo que montava seus próprios computadores de forma
bastante artesanal. Foi em um dormitório de faculdade que a Apple Computers
Inc. surgiu, trazendo à tona o Apple I, projeto de um computador bastante
avançado para a época, mas que foi recusado por empresas já consolidadas,
como a Atari e a HP Computer.

O Mac OS

O Mac OS é o sistema operacional dos computadores da linha Macintosh, da


Apple. O seu surgimento ocorreu em 1984, junto ao lançamento do primeiro
Macintosh. Esse computador tinha 128 KB de RAM e processadores da família
68000 da Motorola. Inicialmente, o seu sistema operacional era chamado
apenas de System.
TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
O System era modificado a cada versão do Macintosh com pequenas
melhorias. Assim seguiu até 1988, com o System 6.

O Mac OS é conhecido por ser o sistema operacional que popularizou o uso da


interface gráfica. Na fase inicial, após o lançamento dessa forma de interagir
com a máquina, esse tipo de sistema teve pouca aceitação por
desenvolvedores, que estavam acostumados com o uso de terminais de linha
de comando para executar seus programas. Após a popularização da interface
gráfica e o surgimento de bibliotecas com mais possibilidades de criação e
recursos mais poderosos, o uso da interface gráfica tornou-se o caminho
principal de desenvolvimento de programas para computadores pessoais.

Linux

O nome Linux surgiu da mistura de Linus + Unix. Linus é o nome do criador do


Linux, Linus Torvalds. E Unix, é o nome de um sistema operacional de grande
porte.

A origem do Unix tem ligação com o sistema operacional Multics, projetado na


década de 1960. Esse projeto era realizado pelo Massachusets Institute of
Technology (MIT), pela General Eletric (GE) e pelos laboratórios Bell (Bell
Labs) e American Telephone na Telegraph (AT&T

Linus Torvalds. Ele era um estudante de Ciências da Computação da


Universidade de Helsinki, na Filândia e em 1991, por hobby, Linus decidiu
desenvolver um sistema mais poderoso que o Minix. Para divulgar sua idéia,
ele enviou uma mensagem a um grupo pela Usenet (uma espécie de
antecessor da Internet). No mesmo ano, ele disponibilizou a versão do kernel
(núcleo dos sistemas operacionais) 0.02 e continuou trabalhando até que em
1994 disponibilizou a versão 1.0. Até o momento em que este artigo estava
sendo escrito, a versão atual era a 2.6.

Porque o Linux é gratuito?

Linus Torvalds, quando desenvolveu o Linux, não tinha a inteção de ganhar


dinheiro e sim fazer um sistema para seu uso pessoal, que atendesse suas
necessidades. O estilo de desenvolvimento que foi adotado foi o de ajuda
coletiva. Ou seja, ele coordena os esforços coletivos de um grupo para a
melhoria do sistema que criou. Milhares de pessoas contribuem gratuitamente
com o desenvolvimento do Linux, simplesmente pelo prazer de fazer um
sistema operacional melhor.

Sistema Operacional

É Camada intermediária entre o software aplicativo e o hardware.

Responsável pelo gerenciamento e integração.


TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
Indispensável para o funcionamento do computador.

Recursos gerenciados pelo Sistema Operacional.

 Tempo de CPU
 Espaço de memória
 Espaço em disco
 Periféricos

O Sistema Operacional é o software que controla o computador e permite a


comunicação entre software e hardware da máquina e o usuário, tornando a
utilização do equipamento mais fácil, mais eficiente, mais confiável e mais
agradável.

O principal objetivo do Sistema Operacional é permitir o uso de forma fácil e


eficiente do computador.

Cria um sistema computacional usável e seguro.

Programa de controle

O Sistema Operacional consiste num conjunto de rotinas (pequenos


programas) que, além de controlar todo o fluxo de informações dentro do
computador ainda auxilia na utilização de linguagens e aplicativos, na
manipulação de discos, memorias, os dispositivos de entrada e saída e os
drives de dispositivos.

Controla os programas que resolvem os problemas dos usuários, (os


aplicativos).

- Controla as aplicações que possuem necessidades em comum que são


atendidas pelo S.O, a locação de recursos.

Controla os usuários que utilizam o computador.

- Previne erros e o usuário impróprio do computador.

Gerenciamento de Processos

Gerencia os vários recursos disponíveis no sistema para atender da maneira


mais eficiente possível o usuário.

Diversos programas são mantidos na memória (um executando e vários


esperando para serem executados)

Torna mais eficiente o aproveitamento dos recursos computacionais.

O próprio SO é composto de vários programas.


TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
O escalonador é o componente do SO responsável por selecionar um processo
apto para executar no processador.

O objetivo é dividir o tempo do processador de forma justa entre todos os


processos aptos.

Gerenciamento de Memória

Gerenciamento de memória virtual (paginação e segmentação)

Rotinas do SO que controlam o uso da memória.

Controle de quais partes da memória encontra-se livres e quais estão em uso.

Alocação da memória de acordo com as necessidades dos processos.

Liberação da memória alocada após término de um processo.

Transferência do processo, ou parte dele, entre a memória principal e a


memória secundária.

Gerenciamento de Entrada e Saída

Esconde as peculiaridades do hardware, fornecendo mecanismo de


bufferização e drivers dos dispositivos.

O mecanismo de bufferização poupa tempo de CPU evitando que as


solicitações de E/S sejam feitas diretamente nos dispositivos físicos.

Uma das principais (e mais visíveis) funções do SO é controlar os dispositivos


de E/S.

Emitir comandos para os dispositivos.

Tratar interrupções. Tratar erros.

Prover uma interface entre os dispositivos e o resto dos sistemas.

Gerenciamento de Arquivos

A possibilidade armazenar uma quantidade muito grande de informação.

A informação deve sobreviver ao término do processo que a usa.

Múltiplos processos devem ser capazes de acessar a informação


concorrentemente.

Chamadas de sistema permitem as seguintes operações sobre os arquivos:


Gerenciamento de espaços livres, Criação e deletação arquivos.

Criação e deletação diretórios, Mapeamento dos arquivos em disco etc.


TECNÓLOGO EM RCURSOS HUMANOS -
INFORMÁTICA BÁSICA
Monousuário, Monotarefa

Sistemas de estruturas simples, é uma programa dividido em subrotinas, são


os primeiros S.O que foram criados.

É executado por um único processador e é capaz de gerenciar a execução de


um único programa (tarefa) do usuário por vez.

Para que outra tarefa fosse executada o programa deveria ser fechado e
tinham uma característica, por permitir que o processador, a memória e os
periféricos estivessem exclusivos para uma única aplicação.

O sistema operacional MS-DOS, UNIX, o FreeBSD dentre outros, se encaixam


perfeitamente.

Monousuário, Multitarefa

Este tipo de sistema operacional é mais utilizado em computadores desktop e


laptop.

As principais plataformas do mercado, Microsoft Windows, Linux/Gnu e Apple


Mac OS são os exemplos de sistemas operacionais que permitem que um
único usuário utilize diversos programas ao mesmo tempo.

É perfeitamente possível um usuário de estes sistemas, escrever um texto e ao


mesmo tempo baixar um arquivo da internet e ouvir musica ou assistir a um
vídeo.

Multiusuário

Sistemas Multiusuários são ambientes interativos que possibilitam diversos


usuários conectarem-se ao sistema simultaneamente, e ainda executarem
diversas aplicações e os recurso de um computador.

O SO deve se certificar de a as solicitações de vários usuários estejam bem


balanceadas que cada um dos programas utilizados deva dispor de recurso
suficientes e separados para que o problema de um usuário não afete um ou
outros usuários.

O UNIX, VMS, e sistemas operacionais mainframe como MVS sistema usado


pela IBM, são exemplos de sistemas operacionais multiusuário.