Sei sulla pagina 1di 22
EXPERIMENTO 10 PROCESSO DE TRANSFERÊNCIA DE ELÉTRONS
EXPERIMENTO 10
PROCESSO DE TRANSFERÊNCIA DE
ELÉTRONS
Parte A Reação: +  Cu +2 (aq) Zn (s) Zn +2 (aq) + Cu
Parte A
Reação:
+
Cu +2 (aq)
Zn (s)
Zn +2 (aq) +
Cu (s)
Sistemas
Observação
Cu 2+ (aq)
+
Ocorreu
Fe (s) 
Fe 2+ (aq)
+
Não ocorreu
Cu (s) 
Pb 2+ (aq)
+
Ocorreu
Zn (s) 
Zn 2+ (aq)
+
Não ocorreu
Pb (s) 
Cu 2+ (aq)
+
Ocorreu
Zn (s) 
Zn 2+ (aq)
+
Não ocorreu
Cu (s) 
3 3
3
3
Parte A Ex: Cu +2 (aq) +  Zn (s) Zn +2 (aq) + Cu
Parte A
Ex: Cu +2 (aq)
+
Zn (s)
Zn +2 (aq) +
Cu (s)
Zn (s) + Cu 2+ (aq) →Cu (s) + Zn 2+ (aq)
Sistemas
E o (V)
Cu 2+ (aq)
+
2e -  Cu(s)
0,34
Pb 2+ (aq)
+
2e -  Pb(s)
-0,13
Fe 2+ (aq)
+
2e -  Fe(s)
-0,44
Zn 2+ (aq)
+
2e -  Zn(s)
-0,76
4
Parte B - Processos eletrolíticos - Solução de NaCl No catodo: 4 H 2 O
Parte B - Processos eletrolíticos
- Solução de NaCl
No catodo:
4 H 2 O (l) + 4e -  2H 2 (g) + 4OH - (aq)
No anodo:
2 H 2 O (l)  O 2 (g)+ 4 H + (aq) + 4e - E° red = + 1,23 V
ou
2 Cl - (aq)  Cl 2 (g) + 2 e -
E° red = + 1,36 V
Reação global:
Parte D - Corrosão - Cobre e Ferro Oxidação: Placa de Ferro Fe(s)  Fe
Parte D - Corrosão
- Cobre e Ferro
Oxidação: Placa de Ferro
Fe(s)
 Fe 2+ (aq) + 2 e -
Redução: Placa de Cobre
2O 2 (g) + 4 H 2 O (l) + 4e -  4OH - (aq)
- Ferro e Zinco Oxidação: Placa de Zinco Zn(s)  Zn 2+ (aq) + 2e
- Ferro e Zinco
Oxidação: Placa de Zinco
Zn(s)
 Zn 2+ (aq) + 2e -
Redução: Placa de Ferro
2O 2 (g) + 4 H 2 O (l) + 4e -  4OH - (aq)
EXPERIMENTO 09 ÁCIDOS E BASES
EXPERIMENTO 09
ÁCIDOS E BASES
9 Parte A - indicadores
9
Parte A - indicadores
Parte A - indicadores Indicador Faixa de Viragem Mudança de cor Violeta de metila 1,5
Parte A - indicadores
Indicador
Faixa de Viragem
Mudança de cor
Violeta de metila
1,5 – 3,7
Azul/roxo
Amarelo de metila
2,9 – 4,0
Vermelho/amarelo
Amarelo de alizarina
10,1 - 12,0
amarelo/vermelho
Parte A - indicadores Indicador pH COR Violeta de metila 0 Azul 1 Violeta 2
Parte A - indicadores
Indicador
pH
COR
Violeta de metila
0
Azul
1
Violeta
2
Verde
Amarelo de metila
2
Laranja
3
Amarelo
4
Amarelo claro
Amarelo de alizarina
10
Laranja
10-11
Laranja
11
Vermelho
Parte B e D– Determinação do Ka e Titulação do ácido acético -Prepare 50 mL
Parte B e D– Determinação do Ka e Titulação do
ácido acético
-Prepare 50 mL de uma solução de ácido acético pela diluição
de 2,5 mL de vinagre em um balão volumétrico.
-Divida a solução em duas partes iguais A e B
-Titule uma das partes, digamos B, com NaOH 0,2 M usando
fenolftaleína como indicador.
- Volume gasto na titulação = 3,1 mL
-Calcule a concentração de ácido acético no vinagre
Parte B e D– Determinação do Ka e Titulação do ácido acético -Calcule a concentração
Parte B e D– Determinação do Ka e Titulação do
ácido acético
-Calcule a concentração de ácido acético no vinagre
-Reação: CH 3 COOH + NaOH  CH 3 COONa + H 2 O
- No ponto de equivalência n CH3COOH = n NaOH
- C NaOH x V gasto = C CH3COOH x V vinagre
- 0,2 mol/L x 0,0031 = C CH3COOH x 0,00125
-C CH3COOH =0,496 mol/L
14 Parte B e D– Determinação do Ka e Titulação do ácido acético Solução de
14
Parte B e D– Determinação do Ka e Titulação do
ácido acético
Solução de ácido acético: CH 3 COOH
Parte B
Parte A
15 Parte C– Propriedades do Tampão Mistura A + B: [CH 3 COOH] = [CH
15
Parte C– Propriedades do Tampão
Mistura A + B: [CH 3 COOH] = [CH 3 COONa]
pH =pKa + log[CH 3 COOH]/[CH 3 COOH]
pH=pKa
16 Parte C– Propriedades do Tampão Mistura A + B: [CH 3 COOH] = [CH
16
Parte C– Propriedades
do Tampão
Mistura A + B: [CH 3 COOH] = [CH 3 COONa]
 TAMPÃO + 5 gotas de NaOH 0,1 M => pH = 5
 TAMPÃO + 5 gotas de HCl 0,1 M => pH = 4,5
 ÁGUA + 5 gotas de NaOH 0,1 M=> pH = 10
 ÁGUA + 5 gotas de HCl 0,1 M => pH = 3,0
EXPERIMENTO 11 DETERMINAÇÃO DA DUREZA DA ÁGUA
EXPERIMENTO 11
DETERMINAÇÃO DA DUREZA DA ÁGUA
18 Parte A: Determinação de Ca 2+ com murexida Titulação: V = 4,5 mL
18
Parte A: Determinação de Ca
2+ com murexida
Titulação: V = 4,5 mL
19 Parte A: Determinação de Ca 2+ com murexida Titulação: V = 4,5 mL 50
19
Parte A: Determinação de Ca
2+ com murexida
Titulação: V = 4,5 mL
50 ml da amostra de água
Necessários 4,5 mL de EDTA
No ponto de equivalência:
n
de mols de EDTA=n de mols
de Ca +2
n
de mols de EDTA=M V
0,01M x 0,0045= 4,5 x 10 -5
mol
1 mol de Ca-------40,1 g
4,5 x 10 -5 mol -----x=1,8x10 3
g em 0,050 L
Em ppm:
1,8x10 3 /0,050L=
36,1 ppm de
Ca 2+
20 Parte B: Determinação de Ca 2+ e Mg 2+ em uma amostra de água
20
Parte B: Determinação de Ca 2+ e Mg 2+ em
uma amostra de água
Titulação: V = 9,4 mL
21 Parte B: Determinação de Ca 2+ e Mg 2+ em uma amostra de água
21
Parte B: Determinação de Ca 2+ e Mg 2+ em
uma amostra de água
Titulação: V = 9,3 mL
50 ml da amostra de água
Necessários 9,3 mL de EDTA
No ponto de equivalência:
n
de mols de EDTA=n de mols de
Ca +2 e Mg 2+ = CaCO 3
n
de mols de EDTA=M V
0,01M x 0,0093= 9,3 x 10 -3 mol
1 mol de CaCO 3 -------100,01 g
9,3 x 10 -5 mol -----x=9,3x10 -3 g em
0,050 L
Em ppm: 9,3x10 -
3 /0,050L= 186 ppm
de CaCO 3
22 Parte C: Abrandamento e determinação da dureza residual Titulação: V = ? mL
22
Parte C: Abrandamento e determinação da dureza
residual
Titulação: V = ? mL