Sei sulla pagina 1di 7

Planilhas EXCEL para cálculo de Balanço Hídrico Climatológico com

diferentes metodologias para estimativa da evapotranspiração potencial.

Gustavo D’Angiolella1; Vânia Lúcia Dias Vasconcellos2

RESUMO
Foram elaboradas cinco planilhas para os cálculos de Balanço Hídrico
Climatológico, de acordo com a metodologia preconizada por Thornthwaite &
Mather (1955). Todas as planilhas utilizam essa metodologia para calcular o balanço
hídrico, porém cada uma apresenta uma metodologia para estimativa da
evapotranspiração potencial – ET. Esta diferenciação dos programas, possibilita a
sua utilização em uma ampla variedade de condições climáticas. Esta ferramenta foi
desenvolvida em ambiente EXCELTM , de forma a facilitar sua utilização, podendo
ser aplicada a um grande núme ro de usuários, além de possibilitar a confecção de
gráficos, criação e manipulação da base de dados.
As planilhas possuem áreas restritas aos usuários e áreas reservadas para os cálculos
básicos e para a lógica do programa. Nas áreas disponíveis, o usuário poderá entrar
com os dados, modificar e criar gráficos, ou inserir fórmulas.
Palavras-chave: balanço hídrico climatológico, evapotranspiração.

SUMARY
Five spreadsheets were elaborated for the calculations of Climatological Water
Balance, in agreement with the methodology extolled by THORNTHWAITE &
MATHER (1955). All the spreadsheets use that methodology to calculate the water
balance, however each one it presents a methodology for estimate of the potential
evapotranspiration - ETP, this differentiation of the programs, makes possible the
use in a wide variety of climatic conditions. This tool was developed in EXCEL
program, in way to facilitate your use, could be applied to a great number of users,
besides the graphs disignes are avealiable end also databases creation and
manipulation.
The spreadsheets possess restricted areas to the user and reserved areas for the basic
calculations and for the logic of the program. In the available areas, the user can
enter with the data, graphic changing the graphs or inserting new formulas.
Key words : climatological water balance, evapotranspiration.

(1) Engº. Agrônomo, Mestrando em Irrigação e Agroambiente pela Universidade de


Brasília - UnB, SHCGN 716, Bloco A - Aptoº. 404, 70.770-731, Brasília, DF. E-Mail:
dangiolella@ig.com.br.
(2) Geógrafa, Doutora, Professora Adjunta da Faculdade de Agronomia e Medicina
Veterinária – FAV. Universidade de Brasília - UnB. Cx. Postal. 4508, 70.900-910,
Brasília, DF. E-Mail: vdias@unb.br.
1. Introdução
Desenvolveu-se um programa computacional para cálculo do Balanço Hídrico
Climatológico preconizado por Thornthwaite & Mather (1955), utilizando ambiente
EXCELTM para WINDOWST M. O sistema utiliza informações meteorológicas como
temperatura média, umidade relativa, velocidade e direção do vento, precipitação e
insolação, além de estimar parâmetros como a radiação solar no topo da atmosfera
(Ra), radiação de ondas curtas (Rns) e de ondas longas (Rb) e radiação líquida (Rn),
utilizadas em algumas metodologias para estimar a evapotranspiração potencial
(ETP).
Com o avanço da informática, diversos sistemas para estimativa da
evapotranspiração potencial e para o cálculo do balanço hídrico climatológico estão
disponíveis, como por exemplo o Cropwat 7.0 da FAO. Porém, alguns sistemas
necessitam de tantas informações, nem sempre disponíveis, para efetuar os cálculos,
que não obtiveram o sucesso esperado, devido complexidade no manuseio.
De forma a buscar uma maior eficiência em relação aos sistemas existentes, esta
planilha permite utilizar um sistema operacional mundialmente difundido –
WINDOWST M, possibilitando aos usuários confeccionar os cálculos necessários
com o envolvimento do menor número de variáveis possíveis, tornando o estudo
interativo, além de não haver restrição quanto à versões do EXCELTM .

2. Material e Métodos
Foi utilizado o Microsoft ExcelT M para o desenvolvimento das rotinas que envolvem
os cálculos, sem prejudicar a visualização da tabela e dos gráficos, de forma a
permitir a obtenção instantânea da informação. Toda a planilha está configurada
para possibilitar a impressão adequada, podendo ser utilizada para diversas regiões,
tanto no hemisfério Norte quanto no hemisfério Sul.
Utilizou-se a metodologia de Thornthwaite & Mather 1955 para o cálculo do
balanço hídrico com as seguintes metodologias para estimativa da evapotranspiração
potencial:
• Thornthwaite 1948;
• Tanque Classe A;
• Penman-Monteith;
• Hargreaves & Samani
• Blaney & Criddle.
Estas cinco alternativas permitem realizar estudos comparativos de forma a efetuar
os cálculos com a metodologia mais ajustada e representativa para a região de
interesse do usuário, além de ser possível seu emprego no monitoramento de
mananciais, bacias hidrográficas, represas e lagos.

3. Conclusão
Este trabalho, portanto, possibilita uma análise prática do comportamento hídrico
das bacias hidrográficas, do acompanhamento do teor de umidade do solo para
realização, no momento apropriado, das práticas agrícolas como preparo do solo,
plantio e condução dos cultivos, estimativa da perda de água para a atmosfera e
cálculo da lâmina de água a ser aplicada via irrigação.

4. Referências Bibliográficas
BERGAMASCHI, H. (Coordenador). Agrometeorologia aplicada à irrigação. -
Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 1. 125p.
OFICINA REGIONAL DE CIENCIA Y TECNOLOGÍA DE LA UNESCO
PARA AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE – ROSTALC. Guia
metodológica para la elaboración del balance hídrico de América del Sur.
Montivideo/Uruguai, 1982.
PEREIRA, A.R., VILLA NOVA, N.A., SEDIYAMA, G.C.
Evapo(trans)piração. Piracicaba: FEALQ, 1997. 183p.
THORNTHWAITE, C.W. & MATHER, J.R. The water balance. Publications in
climatology. Laboratory of Climatology, New Gersey, v.8, 1955, 104p.

5. Anexo
Figura 1. Balanço hídrico Thornthwaite & Mather (1955), com estimativa da ETP pelo método de
Thornthwaite, 1948, para a cidade de Brasília, DF.

Figura 2. Balanço hídrico Thornthwaite & Mather (1955), com estimativa da ETP pelo método do
Tanque Classe A, para a cidade de Barreiras, BA.
Figura 3. Balanço hídrico Thornthwaite & Mather (1955), com estimativa da ETP pelo método de
Penman-Monteith, para a cidade de Cruz das Almas, BA.
Figura 4. Balanço hídrico Thornthwaite & Mather (1955), com estimativa da ETP pelo método de
Hargreaves & Samani, para a cidade de Brasília, DF.
Figura 5. Balanço hídrico Thornthwaite & Mather (1955), com estimativa da ETP pelo método de
Blaney & Criddle , para a cidade de Cruz das Almas, BA.