Sei sulla pagina 1di 3

Classificação dos Agentes Públicos:

1. Políticos;
2. Administrativos;
3. Honoríficos;
4. Delegados; Caem pouco em concursos públicos.
5. Credenciados. Fazem, parte do rol dos agentes públicos.

1. Políticos

Características: São geralmente inseridos através de

 Eleição (Ex: Presidente, Senadores, Deputados, etc.), Nomeação (Ex: Ministro da


justiça, Secretário de segurança pública do estado – Exceção à regra);
 Competência haurida do texto constitucional;
 Geralmente não exercem subordinação com qualquer outra pessoa, Mais alto escalão
do poder.

Nota 1:

No caso dos agentes públicos políticos que estão no mais alto escalão do poder, temos:

 Improbidade Administrativa – Os demais agentes políticos que não estão inseridos


expressamente na lei abaixo;
 Crimes de Responsabilidade –Os agentes políticos devem estar expressamente
inseridos nessa lei. Ex: O presidente da república.
 O agente político não pode responder pelas duas penalidades, ou seja não pode o
agente ser punido duas vezes pelo mesmo fato (bis in idem).

Nota 2:

 Segundo o Prof. Hely Lopes Meireles, Juízes e promotores são agentes políticos.

Súmula vinculante 13 – Trata do nepotismo – Só pode ser elaborada pelo STF que deve ser
obedecida por todos os tribunais.

 Ascendentes, descendentes, cônjuges ou irmãos, até o 3º grau em linha reta.

Os agentes públicos não poderão colocar para trabalhar, em cargo de direção ou chefia ou
assessoramento, na administração direta e indireta, qualquer pessoa que se encaixe na regra
acima.
Legenda:

V – Pode

X – Não pode

Até terceiro grau = Tio (X)

Quarto grau = Primo (V)

Se o agente público estiver em um órgão autônomo (Ministério ou Secretaria), poderá colocar


ascendentes, descendentes, cônjuges ou irmãos que não vai ser taxado de nepotismo. Pois o
cargo de natureza política não se aplica a trava do nepotismo.

Agentes Administrativos – É a grande massa que entra através dos concursos públicos
(Art. 37 – CF/88).

1. Servidores Público – Cargo público - Regido por um estatuto (Regime estatutário) – Lei
8112/90 – Art. 41 CF/88 – Estabilidade.

2. Empregado Público – Emprego público – Regido pela CLT (Regime celetista).

3. Servidor Temporário – Art. 37, IX CF/88:

Contrato temporário, aceito por alguns com um estatuto temporário, especial.

 Não fazem concurso público e sim um processo seletivo simplificado;


 Temporário;
 Caráter de urgência;
 Medida excepcional.
Agentes honoríficos.

 Vai desempenhar uma função com ideia de honra por dever cívico;
 Não possui remuneração;
 Função pública temporária, sem cargo.

Exemplo: Mesário e Jurado.