Sei sulla pagina 1di 1

revi os quatro cantos de meu mundo

min�sculo limitado & lim�trofe


nas andan�as poss�veis
de se caminhar

a pequena vida
entre quatro paredes
faz desovar os grandes sonhos
em gavetas arm�rios
blocos de notas & travesseiros

a arduosa rotina trabalhista


botecos transas cinema
alguma exposi��o de arte
uma interven��o talvez
a falta de horizonte
a escassez do tempo
tudo
nos impele a desalmar
as vontades mais coerentes

ent�o
quase deixamos cair em migalhas
aquilo que
no fundo do oco de dentro da gente
no fim nos mant�m a todos em p�

deixamos quase escapar pelas m�os


o todo verdadeiro que h�
nos entornos mais �ntimos de n�s
aquela quase felicidade
que bebemos
das improv�veis esquinas do acaso
ou de qualquer encontro

embora perder-se, meus caros, nunca tenha sido t�o f�cil.