Sei sulla pagina 1di 4

CURSO LIVRE DE BACHAREL EM TEOLOGIA GRATUITO

Teólogo Responsável: JUANRIBE PAGLIARIN. Graduado pela UFC. O que credencia um Teólogo é a criação de
uma produção científica e teológica inédita. E isto o Pr. Juanribe Pagliarin fez ao reunir pela primeira vez na História os
relatos de Mateus, Marcos, Lucas e João em um só, sem acrescentar nada à Palavra original, e dispondo os fatos na
provável ordem cronológica em que ocorreram. Tal produção deu origem aos livros: JESUS - A VIDA COMPLETA e O
EVANGELHO REUNIDO.

NÍVEL BÁSICO - MÓDULO I


Copyright © 2013 by JUANRIBE PAGLIARIN
Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei nº 9.610/98.
É proibida a publicação, divulgação, transmissão, distribuição, contrafação (reprodução não autorizada)
etc., total ou parcial sem a expressa anuência do autor e coautores.

2ª AULA
AULA – A Palavra Viva
Ao Palestrante: Ministrar a aula com calma e propriedade fazendo as devidas leituras das referências Bíblicas que
respaldam os comentários.

“HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós
falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o
mundo” (Hb 1:1, 2).
A “palavra” é o meio característico pelo qual Deus torna sua vontade conhecida
ao homem. A forma pode variar. Ela pode ser falada através dos profetas,
escrita na lei e outras Escrituras, ou vivida na pessoa de Jesus Cristo. Ela
também é o meio pelo qual Deus realiza seus propósitos providenciais no
mundo (PFEIFFER et al., 2009, p. 1436).
No Antigo Testamento (AT), a palavra era “dabhar” (hb. rbfdf@ - lê-se “davar”), ocorre
cerca 1440 vezes, significando “palavra, assunto, alguma coisa” (VINE et al., 2007, p. 124). O
termo palavra é usado para indicar a fala direta de Deus ao homem (Gn 2.16, 17; 3:9-19; 12:1-
3; 26:1-5; 28:13-15; Êx 3-4; 20:1-19) e a fala através dos profetas (Jz 6:8; II Sm 7:5; I Rs 20:28;
Is 7:7; Jr 2:5; 18:5; Ez 12:8, entre outros).
O AT foi a parte das Escrituras Sagradas utilizada por Jesus Cristo, pois o Novo Testamento só
começou a ser escrito anos depois de sua morte, ressureição e ascensão aos céus.
Jesus estava presente no começo e podemos confirmar através das passagens que falam da
Palavra durante a criação: haja (Gn 1:3,6, 14); ajuntem-se (Gn 1:9); produza (Gn
1:11,20,24); frutificai e multiplicai, enchei (Gn 1:22, 28); sejam (Gn 1:15); façamos: (Gn
1:26).
No Novo Testamento (NT), temos dois termos que são traduzidos por palavra: “logos”
(λόγος) e “rhema” (ρήµα). “Logos” é a palavra escrita. “Rhema” é a Palavra revelada. Uma não
exclui a outra. Precisamos conhecer o “logos”, a palavra de Deus escrita, para que recebamos
“Rhema”, a revelação de Deus. Jesus Cristo é a Palavra de Deus revelada. Podemos constatar
tal fato em João 1:1, 14. Ainda que falasse por parábolas, como dito em Sl 78:2, Jesus se revela
a todo aquele que o busca e o serve (Mt 13:34-43; Jo 5:39).
O VERBO

Veja muitos artigos teológicos e vídeos importantes na


página www.facebook.com/juanribe e aprenda mais ainda
nas suas horas vagas.

1
JO
No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
Ele estava no Princípio com Deus.
Notas do Autor: JO 1:1-2
NO PRINCÍPIO. Muito antes da fundação do Mundo, antes de tudo, Ele já
existia. Texto no Livro de Provérbios diz: “Ainda Ele não tinha feito a Terra,
nem os campos, nem sequer o princípio do pó do Mundo. Quando Ele
preparava os Céus, aí estava Eu; quando compassava ao redor a face do
Abismo; quando firmava as nuvens de cima, quando fortificava as fontes do
Abismo; quando punha ao mar o seu termo, para que as águas não
trespassassem o seu mando; quando compunha os fundamentos da Terra,
então, Eu estava com Ele” (Pv 8:26-30).
ERA O VERBO. Desde a Sua inicial revelação à Humanidade, Deus se
apresentou como Verbo. Quando Moisés, cerca de 1500 a.C., perguntou o Seu
Nome, o Senhor lhe respondeu: “EU SOU O QUE SOU” (Êx 3:14).
A Torá Viva, ao comentar o Nome de Deus (YHVH), diz: “O Tetragrama denota
o nível onde presente, passado e futuro são o mesmo”. Repare: os três tempos
básicos em que um verbo é conjugado. Ao lermos o relato da Criação no Livro
de Gênesis, vemos o Verbo ali, revelado na Sua própria boca: “E disse Deus:
HAJA Luz” (Gn 1:3). Entender que o Verbo é Deus parece tão difícil quanto
entender a complicada gramática portuguesa. Porém, se analisarmos mais
profundamente, veremos a perfeita consonância da Gramática com a Teologia:
em primeiro lugar, o Verbo HAJA foi empregado no sentido de existir, fazer,
ocorrer, acontecer. O Verbo fez tudo existir: “Nele foram criadas todas as coisas
que há nos Céus e na Terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam
dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por Ele e para
Ele” (Cl 1:16). O Verbo HAJA está no imperativo afirmativo. Imperativo é o
modo verbal que exprime uma ordem. A Palavra diz: “Louvai-o, sol e lua;
louvai-o, todas as estrelas luzentes. Louvai-o, céus dos céus, e as águas que
estão sobre os céus. Que louvem o Nome do SENHOR, pois mandou e logo
foram criados” (Sl 148:3-5). Já o modo Afirmativo é aquele que afirma,
confirma e concorda. O Verbo estava ali na Criação, afirmando e concordando
Consigo mesmo. Mais tarde, Ele mesmo nos ensinará sobre o poder criador da
concordância em torno de uma afirmação: “Se dois de vós concordarem na
Terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai,
que está nos céus” (Mt 18:19). O verbo HAJA também pode ser conjugado no
presente do subjuntivo. Subjuntivo quer dizer “subordinado, dependente”. E
Ele, ainda que Deus, subordinou-Se ao Pai, fazendo-Se dependente Dele,
conforme disse aqui na Terra: “Eu não posso de mim mesmo fazer coisa
alguma; como ouço, assim julgo, e o meu juízo é justo, porque não busco a
minha vontade, mas a vontade do Pai, que me enviou” (Jo 5:30). O modo
subjuntivo também é chamado de conjuntivo, isto é, “que junta”, “que une”.
Desde o Princípio o Verbo agiu com o Pai e já mostrava que, no futuro, também
seria Dele a missão de unir a Criatura ao Criador: “Deus estava em Cristo,
reconciliando Consigo o Mundo” (2 Co 5:19).
E O VERBO ESTAVA COM DEUS. Não resta dúvida de que Alguém estava
no Princípio com Deus. No Livro de Gênesis, quando lemos o relato da Criação
do Ser Humano, Deus diz: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a
nossa semelhança” (Gn 1:26). Se Deus estivesse sozinho, “O Verbo” não estaria
no plural.
E O VERBO ERA DEUS. Ao propor a Alguém criar em conjunto um ser
semelhante, Deus não conversou com um Anjo, mas com Alguém semelhante a

Veja muitos artigos teológicos e vídeos importantes na


página www.facebook.com/juanribe e aprenda mais ainda
nas suas horas vagas.

2
Ele. Deus não conversou com outro “deus”. Acreditar que “O Verbo” é outro
deus, indefinido e menor, seria chamar Deus de mentiroso, porque Ele mesmo
afirma que não há outro deus, conforme lemos na Sua Palavra:
“Vede agora que Eu, Eu o sou, e não há outro deus além de mim” (Dt 32:39).
“Não vos assombreis, nem temais; porventura não vo-lo declarei há muito
tempo, e não vo-lo anunciei? Vós sois as minhas testemunhas! Acaso há outro
Deus além de mim? Não! Não há outra Rocha. Não conheço nenhuma” (Is
44:8). “Quem mostrou isso desde a Antiguidade? Quem, de há muito, o
anunciou? Porventura não sou Eu, o Senhor? Pois não há outro Deus senão Eu.
Deus justo e Salvador não há além de mim” (Is 45:21). “Todavia, EU SOU o
Senhor teu Deus desde a terra do Egito; portanto não conhecerás outro deus
além de mim, porque não há Salvador senão Eu” (Os 13:4).
Apesar de mais de Um, Deus é Um e Salvador! Jesus disse: “Eu e o Pai somos
um” (Jo 10:30). Na véspera da Sua morte, Jesus declarou: “EU SOU o
Caminho, a Verdade e a Vida. E ninguém vem ao Pai, senão por mim” (Jo
14:6). Se Deus fosse outra pessoa, Jesus teria dito: “Ninguém vai ao Pai”. Este
“vem” do Senhor Jesus é do verbo “vir” e não do verbo “ir”. Quando, então,
Felipe Lhe pediu que mostrasse o Pai, Jesus disse: “Há tanto tempo que estou
convosco, e ainda não me conheces, Felipe? Quem me viu a mim, viu o Pai;
como dizes tu: Mostra-nos o Pai? Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai
está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo; mas o
Pai, que permanece em mim, é quem faz as suas obras. Crede-me que eu estou
no Pai, e que o Pai está em mim; crede ao menos por causa das mesmas obras”
(Jo 14:9-11).
A Humanidade deve honrar “O Verbo” como Deus. Ele mesmo disse: “Para que
todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não
honra o Pai que O enviou” (Jo 5:25) (PAGLIARIN, 2011, p. 7).
Jesus, a Palavra Viva, revelou-se como:
Única Fonte de Vida - Jo 5:24, 6:53, 6:68, 8:51, Ap 21:6, 22:17.
Única Fonte de Luz - Mt 4:16, Jo 1:4, 8:12, 12:46.
A Verdade Absoluta - Mt 21:21, Jo 1:14, 1:17, 6:14, 8:31, 17:8, 17:17, 18:37.
O Único que sacia nossa fome - Mt 4:4, Jo 6:53, Mc 14:22.
“E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra” (Mt
28:18).
Todo o poder está nas mãos de Jesus (Mt 11:27; Lc 10:22; Jo 13:3; 17:1, 2; At 2:36). A Palavra
não depende do homem para coisa alguma. Tudo o que existe foi feito por Ele (Jo 1:3).
“Rhema” só chega até nós quando recebemos a Palavra em nossas vidas. Não há outra forma.
Jesus é a Palavra e só através dEle podemos conhecer o Pai.
Jesus é a Verdade e a Vida (Jo 14:6). Ele não pode mentir (Nm 23:19).
A Palavra de Deus nunca deve ser alterada, sob a pena de sermos amaldiçoados. Nada pode
ser tirado ou acrescentado (Dt 4:2; 12:32; Pv 30:5-6; Ec 3:14; Ap 22:18-19).
Quando alguém pega um texto isolado da Palavra de Deus e o usa de forma a se adequar a sua
própria vontade está deturpando a Palavra e, desta forma, está criando heresias. A Palavra de
Deus deve ser lida e estudada sempre dentro do contexto. Assim, evitamos alterar as Escrituras
e criar heresias, que levarão a outros a se perderem do caminho da vida eterna.

Veja muitos artigos teológicos e vídeos importantes na


página www.facebook.com/juanribe e aprenda mais ainda
nas suas horas vagas.

3
Satanás fez isso com a mulher no Éden (Gn 3:1-6) e tentou fazer o mesmo com Jesus no
deserto (Mt 4:1-11; Lc 4:1-13).
Por causa disto que devemos estar sempre nos aprofundando na Palavra de Deus. Quanto mais
conhecemos, menor é a possibilidade de sermos enganados pelas vãs doutrinas (Mc 7:7; Cl
2:22; Hb 13:9). Pessoas que se deixam enganar por tais doutrinas adoram a Deus em vão (Mt
15:9; Is 29:13; Cl 2:18, 19, 22, 23; Tt 1:13-16).
Só através da Verdade que liberta, a Palavra Viva, Jesus Cristo, é que podemos ser totalmente
transformados. E é essa Palavra que deve ser ensinada para que vidas sejam libertas. Jesus é o
Verbo-Vivo que nos resgata das trevas (Is 9:1, 2; 42:6, 7; Mt 4:14-16), da maldição do pecado
(Gl 3:13; Gl 8:2; II Co 5:21), das doenças e sofrimentos (Is 53:4; Mt 8:17; I Pe 2:24), da
religiosidade (Mt 12:11-21; Mc 3:1-6) e da falta de entendimento (Mt 16:17; I Co 2:10).
BIBLIOGRAFIA:
BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo Palavras-Chave: Hebraico. Grego. Tradução de João Ferreira de
Almeida. Edição Revista e Corrigida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo Pentecostal: Antigo e Novo Testamento. Tradução de João Ferreira de
Almeida. Edição Revista e Corrigida. Rio de Janeiro: CPAD, 1995.
FRANCISCO, Edson de Faria. Antigo Testamento Interlinear: Hebraico-Português. Pentateuco. Barueri, SP:
Sociedade Bíblica do Brasil, 2012. Volume 1.
PAGLIARIN, Juanribe. O Evangelho Reunido: Mateus, Marcos, Lucas e João reunidos em um só Evangelho e
com os fatos organizados em ordem cronológica / compilado e comentado por Juanribe Pagliarin. Edição de Luxo.
São Paulo: Bless Press Editora, 2011.
PFEIFFER, Charles F. et al. Dicionário Bíblico Wycliffe. Tradução: Degmar Ribas Júnior. 5ª ed. Rio de
Janeiro: CPAD, 2009.
SCHOLZ, Vilson. Novo Testamento Interlinear: Grego-Português. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil,
2004.
VINE, W. E. et al. Dicionário Vine. Tradução: Luís Aron de Macedo. 7ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.

QUESTIONÁRIO
Leia a aula com atenção! Depois, responda a cada uma das questões procurando não copiar a
resposta do texto da aula, mas sim, responder o que você entendeu acerca do assunto questionado.
1. No Antigo Testamento, como era escrito o termo “palavra”?
2. Como era utilizado este termo?
3. E no Novo Testamento, quais os termos usados para palavra?
4. Qual a diferença entre “logos” e “rhema”?
5. Quem é a Palavra de Deus revelada?
6. Transcreva os versículos que comprovam a resposta anterior.
7. Como são criadas as heresias?
8. O que podemos fazer para evitar as heresias?
9. Qual é a consequência para aqueles que criam heresias? Dê referências bíblicas que justifiquem sua resposta.
10. Jesus é a Palavra Viva que muda toda a nossa vida. Em poucas linhas, comente essa frase.

Autoria: Pr. Juanribe Pagliarin


Coautoria e revisão: Pr. Romildo Flôres; Ev. Cristiane Carvalho; Daniela Louback Porto; Pr. Fabio
Martins

CONTATOS: tiraduvidascursogratis@hotmail.com;
reclamacoescursosdeteologia@gmail.com;
https://www.facebook.com/teologiaprjuanribepagliarin

Veja muitos artigos teológicos e vídeos importantes na


página www.facebook.com/juanribe e aprenda mais ainda
nas suas horas vagas.