Sei sulla pagina 1di 5

15

Seu comentário é importante mas lembre-se:

A responsabilidade dos comentários é exclusiva de seus autores e não expressa a opnião do site Gnosis. Os comentários aqui são feitos através perfil do Facebook e caso alguém se sinta ofendido poderá denunciar o comentário e a conta poderá ser suspensa.

denunciar o comentário e a conta poderá ser suspensa. Suas palavras expressam aquilo que o seu

Suas palavras expressam aquilo que o seu coração está cheio

Deixe um comentário

O trabalho de dissolução do ego é a parte fundamental de toda grande obra, já

que os egos são nossas paixões e desejos e no trabalho da Grande Obra não há

espaço para paixões, dramas e desejos. Quando um ego age, em geral não percebemos, ou quando notamos aceitamos

como parte da nossa personalidade humana. Porém não se enganem, o ego é uma segunda natureza e não há nada de natural em sua existência.

O ego é um agregado psíquico, não podemos nem mesmo chamá-los de

parasitas. Um parasita é uma criatura viva, existe para uma finalidade natural,

mesmo que esta finalidade seja o cumprimento de algum karma ou para o processo de evolução e involução. Isso é natural. Um agregado não é uma forma de vida, por isso chamamos de segunda natureza, ou, aquele que não pertence ao mundo natural. Vamos entender que o ego é uma forma existencial não pertencente a Criação, ele seria o resto, a sobra, é a sombra projetada no escuro. Sem possuir vida, mas apenas um espectro elétrico ou eletrônico, como um pulso de sombras, não existe forma deste se manifestar, é apenas uma forma pensante sem corpo ou veículo de manifestação, ou seja, não é nada.

O plano tridimensional foi criado a partir de uma mente coletiva, uma mente não

perfeita. Quando o absoluto se dividiu e passou a existir outras dimensões, as leis mecânicas passaram a existir e estas leis mecânicas fundiram em um determinado momento no plano tridimensional com 48 leis. Este plano não estava completo e nem cristalizado de forma a suportar qualquer tipo de vida. Devido a este fato e a necessidade de uma cristalização do plano tridimensional, foi criado na raça que habitava o plano, um órgão que lembrava uma cauda. Os

próprios seres desta época não eram plenamente tridimensionais, tanto pelo fato de serem mais sutis tanto pelo fato do tridimensional não ser um plano habitável. Este órgão parecido com uma cauda, chamado Kundartiguador, foi implantado de forma consensual dentro de uma acordo. Mas apenas não esqueçam que estes

serem que receberam esta cauda, eram sutis, sem malícia e portanto, mas sublimes e puros. Por conta disto a aceitação desta cauda foi consensual. Porque um fator interessante e que ainda não perdemos e faz parte da nossa natureza, é ver nas outras pessoas exatamente o que ocorre em nós e o mesmo acontece ao contrário. O que nós somos capazes de fazer cremos que as outras pessoas façam o mesmo. Ou seja, se somos exaustivamente honestos, incapazes de ficar sequer com uma moedinha de outros, confiamos que os outros farão ou agirão da mesma forma para conosco. Um erro? Talvez não, mas isso acaba sendo razão para o aproveitamento de outros, mesmo que bem intencionados.

Sakaki, o anjo responsável pelo implante deste órgão, por alguma razão desconhecida, esqueceu ou calculou mal o tempo de permanência deste órgão,

provavelmente maravilhado com os resultados. Este órgão gerou a cristalização do tridimensional, incluindo destes seres que aceitaram receber este implante. Estes seres eram puros, como já mencionado e por isso sua cristalização os tornou seres de extrema beleza, jamais imaginada por nenhum ser que já tenha existido. Na mesma proporção de pureza, estes seres possuíam uma ligação mental enorme, compartilhavam sentimentos como forma de comunicação, era perfeito.

A beleza deste seres era tamanha, que a mente coletiva, ainda pura, cristalizou o

plano tridimensional com um plano belo, tão belo quanto se podia esperar destes maravilhosos seres. Sua beleza foi cantada por Enoch, e em nossa atual Bíblia, corrompida e cheias de erros, ainda possui trechos para falar de tais criaturas de extrema beleza. “Eis que as filhas dos homens eram belas e por elas os anjos se enamoraram Uma pureza gigantesca, não via malícia e como dissemos anteriormente, estes serem não conseguiam enxergar malícia nos anjos, acreditando serem eles tão puros quanto eram, não impediram os anjos de seus intentos. Neste momento surge o resto, a sombra eletrônica de um sentimento em trevas. Nasce por fim, a forma pensante, mas não o ego.

Os anjos enfeitiçados por estas belas criaturas, não perceberam que o processo

de cristalização estava pronto, e o órgão Kundartiguador, que foi responsável pela transmutação das energia criadoras em energia física, parou de transmutar e como num efeito sanfona, que primeiro expele o ar de dentro para provocar o som

e depois precisa se inflar, passou a retirar energia para devolver ao cosmo. Porém não era mais energia criadora, mas apenas energias físicas. Através deste órgão, as formas pensantes em ondas eletrônicas foram tragadas para dentro dos seres, que deste ponto passaram a ser de puros, a seres corrompidos. A tragédias estava feita. Os anjos, cegos por suas paixões não viram estas mudanças. A natureza absorveu o que mais impuro havia sido gerado. Não foi criado, pois não fazia parte da criação. Foi gerado como ondas magnéticas emitidas por pensamentos e desejos.

Com o tempo própria natureza se encarregou de limiar a cauda num processo natural de evolução. Mas neste ponto o estrago já estava consumado.

Esta força eletrônica, não se manifestava, como todo tipo de energia eletrônica da natureza, é preciso um veículo de manifestação, como o eletromagnetismo que não se manifestaria sem o metal. Os seres que eram puros, possuíam este veículo, a essência livre. As formas escuras das paixões animalescas dos anjos, se apropriaram desta essência e passaram a se manifestar da mesma forma como surgiram, com paixões, desejos, cobiças, dramas e toda a sorte antinatural da existência dos seres que fizerem parte e toda a criação. Por isso a estas formas agora manifestas se deu o nome de segunda natureza. Em conjunto a outras mentes corrompidas da mesma forma, o mundo existente tridimensional passou a ter outras formas e de um mundo perfeito manifesto por amor, passou a ser um mundo, embora coletivo, mas individualizado. Surge então

o EU.

Sakaki e seus anjos, foram precipitados (ou se precipitaram) e, segundo Enoch, do local onde se precipitaram e que a Terra os cobriu, não sairão até que a última

estrela se apague.

O ego pode ser descrito como “Eus Causa”, que são tradicionalmente comparados

aos sete pecados capitais, da Ira, Luxuria, inveja, avareza, gula, vaidade e preguiça. Estes seriam a fonte dos erros e desejos. São chamados de “Eus Causa” pelo fato de serem a principal forma de manifestação absorvidas pelo órgão Kundartiguador. Estes Eus, a medida que foram se manifestando em suas paixões e dramas foram criando ramificações, como galhos em uma arvore que passaram a gerir alimento aos Eus Causa, a estes galhos ramificados foram denominados eu, o mim mesmo, ou simplesmente, os detalhes.

Eu quero, eu posso, é meu, sou eu e apenas eu

Os “Eus causa” não se manifestam, não precisam, ficam escondidos no mais profundo inconsciente, enquanto os pequenos Eus, lutam entre si e recolhem alimentos que mantém esta segunda natureza viva. São chamados de detalhes porque roubam através de detalhes, de situações muitas vezes sutis e quase impossíveis de serem notadas. Como por exemplo, pegar uma moeda ao chão, ela não fara diferença em nossa vida, mas alimenta nossa cobiça em um pequeno detalhe. Ainda preenche nosso orgulho, por sermos vivos e tendo milhares de pessoas no mundo, nós que a achamos. No entanto o egoísmo é tão grande, que não conseguimos ou nos enganamos, porque a pessoa que perdeu, pode além de estar precisando, voltar para procurar. A dissimulação do ego chega a tal ponto, q mesmo vendo a pessoa procurando a moeda somo s capazes de virar as costas e fingir que não vimos e ainda mentir a si mesmo dizendo: “ninguém procurou então é minha”.

assim por diante.

Ou aquela “olhadinha” de nada na mulher que passou, um detalhe, muitas vezes mecânico, mas que alimentou a luxúria e a cobiça. E como disse o Grande Mestre Jesus, “aquele que com um pensamento cobiçou uma mulher (ou homem), com ela cometeu adultério”. Sendo assim, é necessário a eliminação do ego, a dissolução do EU e isto somente com o trabalho com a Grande Obra, com o despertar da consciência. Isso somente é possível com a auto-observação, com a acusação do ego perante nossa Mãe Divina, mostrando o que ele nos causa, qual o destino que eles nos propões e pedir a morte do ego.

Isso se consegue com os 3 fatores, com o trabalho sobre o ego. Veja mais informações sobre o órgão Kundartiguador e a Kundalini.

Os Egos

sobre o órgão Kundartiguador e a Kundalini. Os Egos Procurar Site sem fins lucrativos Mest res
sobre o órgão Kundartiguador e a Kundalini. Os Egos Procurar Site sem fins lucrativos Mest res
o órgão Kundartiguador e a Kundalini. Os Egos Procurar Site sem fins lucrativos Mest res HOM

Site sem fins lucrativos

Mest

res

HOM

E

Núcleos de

Estudos

TOS

Program Assina

ação

CAS

ntes

CAS

OS

OS

BIBLIO

TÉCA

A CONT SOS ENS KS ÇÕES ATO Todo o conteúdo do site Gnosis 7Gbr - Alpha
A CONT SOS ENS KS ÇÕES ATO Todo o conteúdo do site Gnosis 7Gbr - Alpha

Todo o conteúdo do site Gnosis 7Gbr - Alpha Lumen assim como as vídeos paletras e todo ensinamento Gnósticos divulgados são legalmente protegidos e fundamentados pela CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988, de acordo com o Art.5,VI - "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;" E de n° IX - "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;".

Apoio:

Este site é licenciado pela Creative Commons. Todo seu conteúdo pode ser livremente distribuido desde que citado a fonte e não utilizado de forma alguma para fins comerciais e lucrativos. Direitos atribuidos a Gnosis 7Gbr - Equipe Alpha Lumen

.
.