Sei sulla pagina 1di 7

Cancionero de Capoeira

30 canciones
1.-Discordar (Perna Longa) ladainha Ai ai ai ai
São Bento está chamando
Ai ai ai ai

Discordar é um direito
6.-A manteiga derramou
Discordar é um direito
Discordar é um direito
Colega velho um direito que você tem Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
Agora pra mi conhecer colega velho você tem que ser de perto Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
Eu sou um homem honesto e também trabalhador A manteiga não é minha, é para filha de ioiô
Eu sou um homem honesto colega velho e também Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
trabalhador A manteiga derramou, caiu no chão e se espalhou
As coisas que te falam é mentira meu senhor Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
As coisas que te falam colega velho e você acredito A manteiga não é minha, a manteiga é do sinhô
Camara Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
Iee viva meu deus A manteiga é do patrão, caiu n'agua e se molhou
Iee viva meu deus, camará. Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
A manteiga derramou, na carapinha do sinhô
Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
A manteiga é de iaiá, a manteiga é de ioiô
2.-Aquí babà (mestre Ananias) Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
A manteiga é do patrão, caiu no chão e derramou
Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
A manteiga derramou, caiu na água e se molhou
Nego nagô, quando morre, vai na tumba de banguê. Vou dizer a meu senhor, que a manteiga derramou
Os parentes vão dizendo, urubu tem que comer.
Aqui babá, a cangerê, nego nagô tem catinga de Sariguê.

Coro: Aqui babá, a cangerê, nego nagô tem catinga de


Sariguê.
7.-Bentivi jogou
3.- Abalou, Capoeira abalou Corrido

Bentivi jogou
Abalou cachoeira, abalou Coro: Gamelera no chão
Mas se abalou deixa abalar Bentivi jogou
Abalou cachoeira, abalou Coro: Gamelera ...
Mas se abalou deixa cair Jogo que eu vi
Abalou cachoeira, abalou Coro: Gamelera ...
Com uma mão quebro bolacha Jogo jogou
Abalou cachoeira, abalou Coro: Gamelera ...
Com a outra tomo café
Abalou cachoeira, abalou 8.- Eu tenho um balanço (mestre liminha)
Cada cavalo uma mula
Abalou cachoeira, abalou
Da donzela Teodora
Abalou cachoeira, abalou EU TENHO BALANÇO SOU MANDINGUEIRO
Quando tu pensar
Meu pé já chegou primeiro
Eu tenho balanço
4.- Eu sou grandao (mestre liminha) Eu sou mandingueiro

Eu jogo Regional e Angola miúdinho


Eu jogo Regional e Angola miúdinho
Eu sou grandão 9.-Canarinho de Alemanha
Mais fico pequenininho

Canarinho da Alemanha
Quem matou meu curió
5.- Ai ai ai ai São Bento me chama Na roda de Capoeira
Quero ver quem é o melhor
Canarinho da Alemanha
Ai ai ai ai quem matou meu curió
São Bento me chama Eu jogo Capoeira
Ai ai ai ai Mas Pastinha é o maior
Meu sinhô me chamou Canarinho da Alemanha
quem matou meu curió
O segredo da lua É o que faz o terreiro clarear
Quem sabe é o clarão do sol
Canarinho da Alemanha Oh Iaiá
quem matou meu curió
Eu jogo Capoeira Iaiá, oh Iaiá Acende o candieiro iaiá
Da Bahia a Maceió
Só a luz ofuscante da candeia
Canarinho da Alemanha
quem matou meu curió E o clarão da lua cheia
Canarinho da Alemanha
Cachoeira e Tororó É o que faz o terreiro clarear

Hoje tem festa,

no Quilombo dos Palmares

10.- Capoeira é defesa e ataque Já se ouve pelos ares

O som estridente do tambor


Capoeira, é defesa, ataque Ô Ioiô, no rabo de arraia, certeiro
a ginga de corpo e a malandragem, Capoeira
é defesa, ataque No jogo de Angola, rasteiro
a ginga de corpo e a malandragem
São Fransisco Nunes No bote da cobra coral
Preto Velho meu avô
Ensinou para o meu pai Com a ligereiza dos raios
Mas meu pai não me ensinou, Capoeira
é defesa, ataque Destreza fundamental
a ginga de corpo e a malandragem
O Maculelê Quem paga o pato é o capitão do mato
é a dança do pau
Na luta do bem contra mal
Na roda de Capoeira
é no toque do berimbau, Capoeira Oh Iaiá
é defesa, ataque
a ginga de corpo e a malandragem Iaiá, oh Iaiá Acende o candieiro iaiá
Eu já tive em Moçambique
Eu já tive em Guinè Só a luz ofuscante da candeia
Tô voltando de Angola
Com o jogo de Malè, Capoeira E o clarão da lua cheia
é defesa, ataque
a ginga de corpo e a malandragem É o que faz o terreiro clarear
Se você quer aprender
Vai ter que praticar Oh a balança na barra da saia
Mas na roda de Capoeira
É gostoso de jogar, Capoeira Levanta, sacode a poeira do chão
é defesa, ataque
Oh abre a roda que agora o pau vai comer
a ginga de corpo e a malandragem
No samba duro angolano
11.- Vai là no Brasil
na ginga do maculelê

Oh abre a roda que agora o pau vai comer


VAI LÁ NO BRASIL NÃO FIQUE DE BOBEIRA
Desce lá pra Santos No samba duro angolano
Tu vas ver o que é Capoeira
Vai lá no Brasil na ginga do maculelê
Não fique de bobeira Ô quem tem sangue do quilombola não cai

Finge que vai, mas não vai


12.-Acende o candeieiro Risca seu nome no vento

Rei Gangazumba vem dar inicio ao festejo

Iaiá, acende o candieiro, iaiá Sua voz é um lampejo

Só a luz ofuscante da candeia Que comanda o ritual.

E o clarão da lua cheia O seu lamento


16.-Essa cobre me morde
era um grito de guerra

Que escoava sobre a terrra


Essa cobre me morde
Formando um Quilombo immortal Coro: Senhor São Bento
E a cobra lhe morde
Oh Iaiá Coro: Senhor ...
Mas que cobra valente
Iaiá, oh Iaiá Acende o candieiro iaiá Coro: Senhor ...
Ela è venenosa
Só a luz ofuscante da candeia Coro: Senhor ...
Olha a cobra lhe morde
E o clarão da lua cheia
Coro: Senhor ...
É o que faz o terreiro clarear O buraco da cobra
Coro: Senhor ...
13.-Chuê chuá Mas que cobra danada
Coro: Senhor ...
Oia a cobra lhe morde
Coro: Senhor ...
O sindo lele Oi cuidado com a cobra
Coro: Senhor ...
O sindo lala I a cobra morde
Coro: Senhor ...
Eu pisei na folha seca O buraco da cobra
Ouvi fazer chuê chuá Coro: Senhor ...
Ela è venenosa
Coro: O sindo lele Coro: Senhor ...

O sindo lala 17.- Quemo de mas é Deus do ceu (mestre Nene) corrido

Eu pisei na folha seca


Ouvi fazer chuê chuá Quem pode más é deus do ceu (bis)

eu pisei na folha seca


Ouvi fazer chuê chuá Quem pode más é deus do ceu

14.-Dona Maria como vai você? É Deus do ceu

O vai você, vai você 18.- Eu não sou daqui corrido


Dona Maria, como vai você
O vai você vai você
Dona Maria, como vai você
Joga bonito que eu quero aprender Eu não sou daqui
Dona Maria, como vai você Coro: MARINHEIRO SÔ
Eu não tenho amor
Coro: Marinheiro ...
15.- Dá dá dá no nego corrido
Eu sou da Bahia
Coro: Marinheiro ...
De São Salvador
À DÀ DÀ NO NEGRO Coro: Marinheiro ...
No negro você não dà O marinheiro marinheiro
Coro: Dà dà ... Coro: Marinheiro ...
Mas se der vai apanhar Quem te ensinou a nadà
Coro: Dà dà ... Coro: Marinheiro ...
No negro você não dà O foi o tombo do navio
Coro: Dà dà ... Coro: Marinheiro ...
Jogue o negro para cima O foi o balanço do mar
Coro: Dà dà ... Coro: Marinheiro ...
Deixa o negro vadiar La vem la vem
Coro: Dà dà ... Coro: Marinheiro ...
No negro você não dà Ele vem faceiro
Coro: Dà dà ... Coro: Marinheiro ...
Todo de branco
Coro: Marinheiro ...
Com seu bonezinho
Coro: Marinheiro ... Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré

Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré


19.- Mestre Zumbi
Vatapá não tem caroço

Quando eu passar la na praça o zumbi eu vou visitar requeijão o não tem bagaço
Quando eu passar la na praça batam palma e comecem a
cantar mulher não casa com sapo

porque não conhece o macho


Zumbi quando lhe vejo me faz recordar
do tempo que eu era criança passava na praça pra lhe ver jogar Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré
pulava o arco de faca, o povo parava olha só pra lhe ver
o canto, o coro e a ginga, destas coisas não da pra esquecer Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré
Joãzinho e Bem te vi, o corpo de mola de Kunta Kinte
Eram sua linha de frente, se o bicho pegasse eu queria só ver Largaticha na parede

Quando eu passar la na praça o zumbi eu vou visitar parece camaleão


Quando eu passar la na praça batam palma e comecem a
cantar mulher velha na cozinha

Santo amaro é seu reduto, largo treze comando parece gato ladrão
Nasceu la na bahia e morava em salvador
batia com pé e com a Mão, o coro comia conforme a razão Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré
Jogo de dentro é malicia, de fora era tunda segura o negão
Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré
Quando eu passar la na praça o zumbi eu vou visitar Caetano e Bethânia falou
Quando eu passar la na praça batam palma e comece a
cantar antes da cantar o Galo

Batam palma e comecem a cantar, este coro com muita vai fazer um Sanjerê
emoção
Zumbi é nossa relíquia, nossa cultura, nossa tradição mas tem que ser em Santo Amaro
E você que é Capoeira, não é de são Paulo é de outro lugar
Na praça Floriano Peixoto o zumbi tu vai encontrar Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré

Quando eu passar la na praça o zumbi eu vou visitar Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré
Quando eu passar la na praça batam palma e comece a
cantar Bahia do Castro Álves

do Caetano e do Gil

20.- Quem quiser mulher bonita vai na ilha de maré Bahia do Jorge Armado
(Mestre limao e mestre natanael)
homen que escreveu o Brasil

Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré

Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré

Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré

Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré 21.- Sela Meu Cavalo

Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré


Sela meu cavalo pequeño
E que la não falta homem

também não falta mulher


Eu vou embora
Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré

Quem quiser mulher bonita vai na ilhá de maré


Sela meu cavalo pequeño
Eu sóltei meu barco n’água

Joguei meu anzol na maré


Chego a hora.
O que seria dos homens

Se não fosse as mulheres


Coro: Sela…
22.- A maré ta cheia ioio Coro: Pelo ...
Oi me mordeu foi no umbigo
Coro: Pelo ...
Mas se fosse mais prà baixo
Coro: Pelo ...
A maré ta cheia ioio
O mundo estava perdido
A maré ta cheia iaia Coro: Pelo ...
Marimbondo que è danado
A maré ta cheia ioio Coro: Pelo ...
Marimbondo è venenoso
A maré ta cheia iaia Coro: Pelo ...

A maré subiu

Sobe maré 26.-Mercado Modelo

A maré desceu

Desce maré Quando eu chego no Mercado Modelo, Modelo


Certo dia num amanhecer (2x)
é maré de maré Havia muita gente me esperando
E perguntando
Vou pra ilha de maré Ô negão o que vai ser (2x)
Eu respondo
Eu sou capoeira e maculelê
Eu sou capoeira e maculelê, la lauê
23.- Jogo de dentro, jogo de fora
La la la la lauê
La la la la lauê (Coro)
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo bonito é Capoeira de Angola Berimbau é meu amigo
Jogo de dentro, jogo de fora Gosto de você, la la lauê
Jogo bonito é prá Nossa Senhora CORO
Jogo de dentro, jogo de fora Jogando com o negão
Jogo prá Deus e prá Nossa Senhora Dou rasteira pra valer
Jogo bonito quero ver agora CORO
Que jogo bonito é o jogo de Angola
Jogo bonito berimbau e viola Caiu no chão perguntando
O que vai ser, la la lauê
CORO

27.-Mulher mulher mulher

24.- Luanda é meu povo


Mulher mulher mulher
Seja o que Deus quiser
Luanda é meu boi Mulher mulher mulher
E Luanda ê Parà Vai em frete, tenha fé
Tereza samba deitada Mulher mulher mulher
Oi Idalinha samba de pè Chuva forte cai em pé
E là no cais da Bahia Mulher mulher mulher
Na roda Santamarense Vai em frete, tenha fé
Não tem lelê não tem nada
não tem lelê nem làlà
Oi não tem lelê nem làlà
O laê laê là
28.-Paranauê
Coro: O lê lê
O laê laê là
Coro: O lê lê
O laê laê là Vou dizer minha mulher, Paraná
Coro: O lê lê Capoeira me venceu, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Ela então bateu (me surrou) pé firme, Paraná
Isso nunca aconteceu, Paraná
25.- Marimbondo me mordeu
Paranaê, Paranaê, Paraná
Paraná, Paranaê, Paraná
Paraná, Paranaguá, Paraná
Marimbondo Marimbondo Paranaê, Paranaê, Paraná
Coro: Pelo sinal Minha mãe se chama Maria, Paraná
Marimbondo me mordeu Lavadeira de Majé, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
No meio de tanta Maria, Paraná
Minha mãe, não sei quem é, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Minha mãe está me chamando, Paraná
Vê que vida de moleque, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Quem tem roupa vai na missa, Paraná
Quem não tem faz como eu, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Eu nasci, foi na pobreza, Paraná
Na pobreza eu morrerei, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Eu aqui não sou querido, Paraná
Mas na minha terra eu sou, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Quem não pode com mandinga
Não carrega patuá, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Quem não pode com Besouro
Não assanha mangangá, Paraná

29.-Quem vem lá sou eu

Quem vem lá sou eu


Quem vem lá sou eu
Berimbau bateu
Capoeira sou eu
Quem vem lá sou eu..
Eu venho de longe
Venho da Santiago
Jogo Capoeira
eu sou estagiario
Quem vem lá sou eu...
Ô sou eu sou eu
Que vem lá
Mais sou eu brenuto
Que vem lá
O montando un cabalo
Que vem lá
O fumando un charuto
Que vem lá
Ô sou eu sou eu

30.-Sai sai Catarina

Coro: Sai sai Catarina


Saia do mar venha ver Idalina
Coro: Sai sai ...
Oh Catarina venha ver
Coro: Sai sai ...
Oh saia do mar venha ver Idalina
Coro: Sai sai ...
Oh Catarina venha ver
Coro: Sai sai ...

Interessi correlati