Sei sulla pagina 1di 37
Etapa I
Etapa I
Etapa I Autor: Anderson Silva Dorneles 1

Autor: Anderson Silva Dorneles

1
1

RESUMO

Projeto voltado à reciclagem de Lixo Eletrônico, com 05 (cinco) temáticas principais: 1 O Sustentável: Compromete-se a dar uma destinação correta ao lixo eletrônico, reciclando o que for possível, transformando o lixo através de remanufatura e retornando materiais minerados novamente a indústria. 2 O Social:

Através da remanufatura do lixo eletrônico, estimular jovens em situação de vulnerabilidade a serem transformadores, aprendendo um oficio / profissão altamente requisitado no mercado de trabalho, que é o de "Técnico em manutenção de computadores". O projeto prevê a doação de computadores remanufaturados a escolas das redes municipais, estadual, bem como creches, associações de bairros, Ong´s e demais Órgãos sem fins lucrativos. 3 - O Artístico: Transformando o lixo eletrônico em arte, através de oficinas, expondo o resultado em galerias e mostras fixas e itinerantes, incluindo no processo alunos da rede estadual de ensino e artistas locais como tutores. 4 O Financeiro: O lixo eletrônico é hoje um nicho do mercado altamente lucrativo. O projeto visa gerar renda a todos os envolvidos, desde os coletores, transformadores, artistas, com ganho sustentável para toda a sociedade. 5 O Legislativo: Fomenta a criação de lei específica no âmbito estatual para coleta, remanufatura e destinação correta do lixo eletrônico, bem como campanhas educacionais da importância do descarte correto, estimulando a população a doar o lixo eletrônico através de incentivos fiscais e em descontos percentuais no recolhimento de determinados impostos.

Colinas do Tocantins - To

2018

2
2

SUMÁRIO

1

Introdução

04

2

Justificativa

04

3

Objetivo

09

4

Metodologia

10

5

Recursos Humanos, Financeiros e Materiais

11

5.1

Recursos Humanos

11

5.2

Financeiros e Materiais

12

6

Metas quantitativas e qualitativas

12

7

Indicadores de desempenho

13

8

Cronogramas físico e financeiro

14

9

Orçamento

18

10

Mensuração quantitativa e qualitativa dos resultados esperados

20

11

Resumo das Etapas Seguintes II, III e IV

21

12

Conclusão

23

13

Referências

24

14

Anexos

25

3
3

1

INTRODUÇÃO

1 INTRODUÇÃO Podemos considerar o lixo eletrônico um dos grandes problemas da humanidade atualmente. O descarte

Podemos considerar o lixo eletrônico um dos grandes problemas da humanidade atualmente. O descarte correto bem como o reuso são metas a serem alcançadas em um conceito amplo de sustentabilidade. Os resíduos computacionais e/ou resíduos eletrônicos ou num conceito mais amplo, o lixo eletrônico,são os termos mais comuns utilizados para denominar todo e qualquer material eletro eletrônico descartado ou obsoleto. Assim, o termo engloba diversos produtos, tais como computadores, aparelhos de televisão, rádios, geladeiras, celulares, dentre diversos outros dispositivos com os quais temos contato diariamente. O lixo eletrônico, também conhecido como pela sigla REEE (Resíduos de Equipamentos Eletro Eletrônicos), quando descartados de modo incorreto podem gerar sérios riscos ao meio ambiente. Este fator se dá devido ao uso de metais pesados altamente tóxicos na composição destes equipamentos. Dentre estes metais, os mais comumente encontrados são o mercúrio, berílio e chumbo, somam- se a estes metais outros diversos componentes químicos. Quando o descarte incorreto ocorre, tais materiais são enterrados junto dos equipamentos, sendo então absorvidos pelo solo com os quais tiveram contato, contaminando posteriormente o lençol freático. Outro método incorreto - e comumente feito - é o da queimada dos materiais, liberando toxinas extremamente perigosas no ar. Além destes fatores expostos - que afetam a humanidade de forma direta - ainda encontra-se em risco o trabalhador responsável pelo descarte irregular, visto seu contato direto com tais fumaças tóxicas ou até mesmo pelo consumo de água próximo a regiões de descarte (quando enterrados), podendo causar graves danos à saúde. Assim, o descarte correto é de extrema importância não só para o meio ambiente, mas também para a saúde humana, e é deste assunto importantíssimo ao meio ambiente que este projeto trata.

2 JUSTIFICATIVA

O projeto mostra-se urgente do ponto de vista ecológico pelo fato do lixo eletrônico estar em uma crescente, devido à inovação tecnológica e o alto consumismo e ao crescente descarte. O lixo eletrônico hoje já representa 5% do lixo total da humanidade. Recolher e reutilizar tais componentes seja como conceito de Remanufatura [1] ou reuso dos componentes químicos torna a problemática complexa e urgente. O Brasil produz, aproximadamente, 1% deste total, sendo uma quantia aproximada de 2,5kg por habitante. Vale ressaltar que a indústria de eletro eletrônicos está em expansão, e que a cada 06 (seis) meses, no máximo, grandes novidades surgem, levando uma enorme parcela da população a trocar seus aparelhos. Os avanços da modernidade facilitam a vida humana, porém, quando falamos em reciclagem, o Brasil está muito atrasado, apesar de sua Lei Federal estar em vigor desde 2010, calcula-se que em 2013, aproximadamente, 90 milhões de novos celulares entrarão no mercado, e neste mesmo ano, teremos mais de 100 milhões de computadores vendidos. Desta enorme quantia, estima-se que apenas 4% serão devidamente descartados. Os demais serão guardados em casa ou descartados como lixo comum, agravando ainda mais o problema. A seguir uma tabela que demonstra em números tudo o que pode ser reciclado em um computador pessoal PC, trazendo a tona todo o potencial econômico na reciclagem:

Material

% que pode ser reciclado

Localização no computador

Plástico

20%

Revestimento da CPU e monitor

Chumbo

5%

Estruturas metálicas do computador Placas de circuito impresso Tubo de raios catódicos de monitores

Alumínio

80%

Condutores Tubo de raios catódicos de monitores Placas de circuito impresso

Ferro

80%

Estruturas metálicas do computador

Estanho

70%

Circuitos integrados

1 - Remanufatura é um processo industrial que consiste nas etapas de desmontagem do produto usado, na limpeza de suas peças, na reparação ou substituição de peças danificadas, testes de qualidade do produto, e remontagem do produto que deverá apresentar perfeitas condições de funcionamento, iguais a de um produto novo.

   

Placas de circuito impresso

Cobre

90%

Fios e cabos Placas de circuito impresso Tubo de raios catódicos

Níquel

80%

Estrutura metálica do computador Placas de circuito impresso Tubo de raios catódicos de monitores

Zinco

60%

Baterias

Índio

60%

Placas de circuito impresso

Ouro

98%

Placas de circuito impresso Condutores elétricos

Rutênio

80%

Placas de circuito impresso

Cobalto

85%

Placas de circuito impresso Tubo de raios catódicos de monitores Placas de circuito impresso

Paládio

95%

Placas de circuito impresso condutores elétricos

Prata

98%

Placas de circuito impresso Condutores elétricos

Selênio

70%

Placas de circuito impresso

Outro dado interessante se refere à Smartfonese a sua viabilidade econômica na reciclagem dos mesmos, os dados a seguir atestam ser altamente rentável e ecologicamente correto a reciclagem dos mesmos. Segundo o relatório From Waste to Resourcesda UNEP, uma tonelada de celulares contem:

3,5 kg de prata;

130 kg de cobre;

340 g de ouro;

140 g de paládio.

A não reciclagem produz efeitos devastadores, tanto ao meio ambiente, quando a nós seres humanos o potencial poluidor e prejudicial a nossa saúde, quando o lixo eletrônico não é reciclado é descrito na tabela abaixo:

Material

Efeito na Saúde Humana

Chumbo

Provavelmente, o elemento químico mais perigoso; acumulam-se nos ossos, cabelos, unhas, cérebro, fígado e rins; causa dores de cabeça e anemia, mesmo em baixas concentrações; age no sistema nervoso, renal e hepático.

Cobre

Causa intoxicações; afeta o fígado.

Mercúrio

Altamente tóxicas concentrações entre 3 g e 30 g podem ser fatais ao homem; é de fácil absorção por via cutânea e pulmonar; tem efeito cumulativo; provoca lesões no cérebro; tem ação teratogênica - malformação de fetos durante a gravidez.

Cádmio

Acumula-se nos rins, fígado, pulmões, pâncreas, testículos e coração; causa intoxicação crônica; provoca descalcificação óssea, lesões nos rins e afeta os pulmões; tem efeitos teratogênicos e cancerígenos.

Bário

Tem efeito vasoconstritor, eleva a pressão arterial e age no sistema nervoso central; causa problemas cardíacos.

Alumínio

Favorece a ocorrência do mal de Alzheimer e tem efeito tóxico sobre as plantas.

Arsênio

Acumula-se nos rins, fígado, sistema gastrointestinal, baço, pulmões, ossos e unhas; pode provocar câncer da pele e dos pulmões, anormalidades cromossômicas; tem efeito teratogênico.

Cromo

Acumula-se nos pulmões, pele, músculo e tecido adiposo; pode causar anemia, afeta o fígado e os rins; favorece a ocorrência de câncer pulmonar.

Níquel

Tem efeito cancerígeno.

Zinco

Entra na cadeira alimentar afetando principalmente os peixes e as algas.

Prata

Tem efeito cumulativo; 10 g de nitrato de prata são letais ao homem.

Tal problema é de tamanha complexidade que diversos países criaram legislações próprias para o correto descarte e a minimização de danos à saúde e ao meio ambiente. No dia 05 de Agosto de 2010 foi aprovada, no Brasil, a Lei Federal n.º 12.305, sendo esta referente à Política Nacional de Resíduos Sólidos no Brasil, que obriga o destino adequado a esses resíduos. Na cidade de São Paulo, devido elevada quantidade de lixo eletrônico, uma nova lei surgiu, a Lei Estadual 13.576 instituiu as normas para a reciclagem, gerenciamento e destino final dos lixos tecnológicos. No estado do Tocantins não existe lei específica para a coleta e descarte correto de lixo eletrônico, e este projeto devera promover - como uma ação

especifica debater com a assembleia legislativa e toda a sociedade a criação de uma lei especifica para o descarte correto do lixo eletrônico. As ações/fases envolvidas no projeto estão demonstradas no organograma abaixo:

 Remanufatura e doação  Artes Plásticas
 Remanufatura e
doação
 Artes Plásticas

E resumidas/descritas nos itens a seguir:

Coleta de lixo eletrônico Postos de coleta Itinerantes e fixos

Armazenagem em local apropriado Respeitando Leis específicas vigentes [2] ;

2 - Lei n.º 12.305, de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei n.º 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Resolução CONAMA n.º 01, de 08 de março de 1990. Essa normatiza as empresas emissoras de ruídos e poluição, e sua forma de controle. Lei 6.938/81. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, foi regulamentada pelo Decreto 99.274/1990, alterada pelas leis 7.804/1989, 8.028/1990, 9.960/2000, 9.966/2000, 10.165/2000 e 11.284/2006.

Separação por item reutilizável ou não;

Reutilizável como placas mãe, Hd´s e outros - são destinados a

remanufatura de computadores com a finalidade de doação;

Não reutilizável - como plásticos, placas de silício, monitores e outros

são separados para destinação correta parte dele para a criação de artesanato e o restante para ser triturado em maquinário específico e envio a indústria de renovação;

Criação de oficinas de arte usando como matéria prima o rejeito de lixo

eletrônico, incentivando a criatividade dos alunos Redes Estadual e Municipal, promovendo mostras artísticas e galerias móveis e permanentes.

Incentivar a adesão de mais Municípios Tocantinenses a serem

colaboradores do Projeto visando à implementação de ações para a promoção de palestras de conscientização ecológico-sustentáveis e para implantação de postos de coleta de lixo eletrônico - tanto fixos como itinerantes - visando o recebimento do beneficio estadual denominado “ICMS ecológico”, e sendo assim incrementando esses recursos ao orçamento do município, bem como outros benefícios intangíveis e não mensuráveis: O Ecológico, O Social e O Artísitico.

3

OBJETIVO

Coletar, reutilizar o que for possível e dar uma destinação correta do lixo eletrônico na cidade de Palmas do Tocantins e cidades circunvizinhas, envolvendo a sociedade civil, voluntários, empresários, alunos das redes estadual e municipal, bem como entes do poder público estadual, municipal e federal. Envolver a sociedade num contexto sustentável de descarte correto de lixo eletrônico, bem como a reutilização com fins sociais e sem fins lucrativos do lixo eletrônico. Criar um serviço permanente de reciclagem de lixo eletrônico, com a aquisição de maquinário específico para Reciclagem do lixo já separado e não reutilizável circuitos eletrônicos, plásticos, ferro entre outros e dando a destinação correta ao mesmo. Criar oficinas de arte, com mostras e galeria permanentes e móveis.

Criar incentivos fiscais / tributários para estimular a doação do lixo eletrônico Um Sistema de pontuação para posterior obtenção de descontos, em Lojas Participantes do Projeto - Certificado Selo Verde [3] e/ou usando como descontos em impostos Municipais e/ou Estaduais. Criar campanhas educativas permanentes junto à população. Tornar Palmas Tocantins a Primeira capital do Brasil 100% sustentável.

4

METODOLOGIA

Promover a conscientização quanto aos perigos do descarte de forma incorreta do lixo eletrônico junto à sociedade, propondo palestras e oficinas junto à comunidade para repassar o conceito proposto coletar, reutilizar - remanufatura [2] e através de artes plásticas, e por fim o descarte correto do que não pode ser reaproveitado. Proporcionar um local específico e apropriado - Dentro das normas vigentes de legislação ambiental - para recebimento do lixo eletrônico doados de entes públicos, empresários e comunidade em geral através de postos de coleta fixos e itinerantes. Recrutar pessoal para contribuição social no projeto Técnicos e Voluntários - treiná-los quanto às técnicas envolvidas no trato de lixo eletrônico que são:

desmontagem, separação de materiais, remanufatura e descarte correto. Promover o conceito da “arte com lixo”, recrutando artistas locais com a finalidade de reaproveitar o rejeito transformando-o em arte, promovendo oficinas, cursos voltados à iniciação artística de crianças, jovens e adultos. Criar concursos e apresentações artísticas, bem como amostras em galerias móveis e/ou permanentes. Garantir a doação de computadores remanufaturados como parte da reutilização do lixo eletrônico - a escolas, creches, Ong’s, associações de bairros, bem como a organizações civis organizadas sem fins lucrativos. A captação dos recursos financeiros a serem usados, poderá ser feito das seguintes formas: Elaboração de projeto a ser encaminhado para financiadores de projetos sociais Nacionais e Internacionais; Financiamento por meio dos Governos

3 - Certificação Selo Verde do Instituto Chico Mendes - http://institutochicomendes.org.br/premio-chico-mendes-empresarial/

Municipal e Estadual Prefeitura e Governo do Estado; Junto à sociedade civil

organizada, aplicando o conceito de Crowdfunding[4] . Além de recursos

financeiros, serão demandadas parcerias com colaboradores sociais, tais como:

empresários, bancos - privados e públicos, entidades sem fins lucrativos, o

SEBRAE, o Governo do Estado bem como A União.

5

RECURSOS HUMANOS, FINANCEIROS E MATERIAIS

5.1

Recursos Humanos

O projeto inicia-se com uma equipe de coordenadores - grupo de trabalho

formado por profissionais de várias áreas de conhecimento, ligados a secretarias

estratégicas a implantação do projeto, tais como: Administração, Comunicação

Social, Desenvolvimento econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura,

Fazenda, Meio Ambiente, Infraestrutura Ageto, Agência de Fomento, Naturatins e

Unitins.

Considera-se como essencial para o sucesso do projeto a inclusão da gestão

municipal da Cidade de Palmas-To, com termo de cooperação técnica assinado e

indicação de técnicos desse ente público para colaboração ao projeto.

Após a conclusão de todas as fases desse projeto e com o centro de

reciclagem e postos de coletas em funcionamento, estimasse para o bom

andamento do projeto um grupo de pessoas divididas em:

A. Centro de Reciclagem

Administrativo: 03 (três) pessoas;

Triagem/Separação/Beneficiamento: 10 (dez) pessoas;

B. Postos de Coleta

Pontos de Coleta Fixos: 00 (zero) pessoas;

4 - Crowdfunding é uma expressão em inglês vem da união de crowd, que significa multidão, e funding, financiamento. Ou seja: financiamento coletivo.

Pontos de Coleta Itinerantes: 04 (Quatro) pessoas sendo 02 (dois) Motoristas e 02 (dois) ajudantes.

Para o centro de reciclagem e outros detalhes inerentes ao funcionamento do projeto, as discussões/debate esta previsto na Fase 1, através de uma mesa redonda e dentre as várias formas poderá se criar uma Ong ou uma Cooperativa e a gestão ser cedida a essa “Cooperativa de Catadores” e/ou a “Ong Lixo-e – Reciclando vidas”. Ressaltando-se o caráter colaborativo do projeto, nos postos de coleta fixos, não se exige funcionário, pois a previsão é que os postos de coleta funcionarão dentro de órgãos públicos. Outro ponto a se destacar é que, como colaboração, serão cedidos por entes públicos os 04 (Quatro) funcionários descritos para pontos de coleta itinerantes.

5.2 Financeiros e materiais

Todo o detalhamento financeiro e de materiais esta descrito/detalhado dentro do Cronograma Físico e Financeiro e no Orçamento deste projeto.

6 METAS QUANTITATIVAS E QUALITATIVAS

Segundo dados da ONU (2014), o Brasileiro produz 2.5 kg de lixo eletrônico ao ano, considerando o censo populacional fornecido pelo IBGE (2014) para a cidade de Palmas-To em 265 mil habitantes, temos uma estimativa de produção anual de lixo eletrônico na cidade de Palmas-To de 662 Toneladas/Ano. Essa estimativa pode ser muito maior, visto que existe o acumulo de vários anos, pois inexiste um serviço permanente de coleta de lixo eletrônico, nem de descarte correto. Como meta quantitativa projeta-se após a implementação do projeto, uma redução desse montante em 50% nos primeiros 02 (dois) anos, e nos anos seguintes, 10% ao ano. Como meta qualitativa estabelece-se que nos 02 (dois) primeiros anos existam 20 (vinte) postos de coleta de lixo eletrônico espalhados pela cidade e mais 05 (cinco) itinerantes.

No âmbito de educação ambiental, a promoção de palestras em escolas municipais e estaduais a cada 03 (três) meses, bem como a viabilização técnica de inserção de disciplina voltada a educação ambiental na grade curricular das escolas de ensino fundamental e médio. Criação de uma gincana anual entre alunos das redes estadual e municipal com foco em competição de quem coletar a maior quantidade de lixo eletrônico com premiação e culminando em uma feira de divulgação dos resultados e mostra artística.

7 INDICADORES DE DESEMPENHO

Estima-se após a implantação do projeto, sejam doados para coleta mensal na ordem de 10 toneladas/mês de lixo eletrônico a ser beneficiado no centro de reciclagem. Com o começo da veiculação da campanha publicitária e as palestras trimestrais em escolas, o montante de doações aumentará substancialmente. Temos uma perspectiva inicial de cerca de 620 toneladas/ano para ser coletado, beneficiado e dado um descarte correto. Esse dado é de 2014, para termos uma estimativa mais precisa e realista, vamos realizar através de amostragem - uma pesquisa quantitativa e qualitativa, através de formulário especifico a ser elaborado, com a finalidade de mensurar dados importantes e pertinentes, tais como: O quanto de lixo eletrônico a população Palmense possui em casa e que tipo de lixo eletrônico possui (Smartfones, Celulares Antigos, Microcomputador, Aparelho de Som, Tv, dentre outros), e com base na resposta e no peso de cada item, fazer uma estimativa de peso por pessoa em relação à população. Também é importante sabermos do entrevistado se o mesmo já descartou o lixo eletrônico no lixo comum, ou qual outra destinação deu ao mesmo e se estaria disposto a doa-lo para ser reciclado e descartado da forma correta. Aplicasse-a esse formulário de pesquisa a cada 06 (seis) meses e será refeito os cálculos e compara-lo ao resultado da pesquisa anterior. Como parâmetro não mensurável, teremos o simples fato do entrevistado numa segunda pesquisa estiver ciente do que é lixo eletrônico, estar ciente do projeto de coleta e reciclagem “Projeto Lixo-e” e já ter doado algo para o projeto, já é indicativo que os objetivos estão sendo alcançados e estaremos no caminho certo.

8

CRONOGRAMA FÍSICO E FINANCEIRO

O cronograma abaixo é descrito com base em ações de entes públicos, privados e colaboradores bem como suas respectivas fases.

Fase 1 Mesa Redonda Fase 2 Colaboradores Fase 3 Recursos Fase 4 Execução do Projeto

 

Fase 1

 

Ação

Responsável

Atividades

 

Status

   

Essa ação consiste na

 

definição de pontos importantes

ao projeto, tais como descritos abaixo:

Quem

serão

os

colaboradores (Entes Públicos

Mesa Redonda com Envolvidos no Projeto

Empresas Privadas, Ong´s Voluntários);

Área a ser destinada para

Coordenadores do Projeto

Centro de Reciclagem do lixo

A iniciar

(Briefing) [5]

eletrônico;

 

(Stakeholders) [6]

 

Definição sobre pontos de

Coleta, como, onde e quando

 

será coletado;

 

Minuta de como será a

campanha publicitária e palestras, o material gráfico, a

logomarca;

 

Definição de órgãos,

entidades sem fins lucrativos que

5 - Briefing é um conjunto de informações ou uma coleta de dados passados em uma reunião para o desenvolvimento de um trabalho ou documento.

6 - Stakeholders descreve uma pessoa ou grupo que tem interesse em uma empresa, negócio ou indústria, em inglês stake significa interesse, participação, risco. Holder significa aquele que possui. Assim, stakeholder também significa parte interessada ou interveniente.

receberam as doações.

Definição de como

funcionará o projeto, se como uma ONG, como cooperativa (sem fins lucrativos), se será um órgão ligado ao governo, e se sim a qual secretaria e demais termos técnico-jurídicos envolvidos.

 

Fase 2

 

Ação

Responsável

 

Atividades

 

Status

   

Essa ação consiste em

 

Colaboradores

Coordenadores do Projeto e Colaboradores

reuniões periódicas com os colaboradores já definidos e pactuados com o projeto e definir as competências/responsabilidades de cada um dentro do projeto.

A iniciar

   

Esta

ação

consiste

na

 

assinatura

de

termo

de

Termo de

Coordenadores do Projeto e Colaboradores

 

cooperação técnica e matriz de

Cooperação

responsabilidades

 

dos

A iniciar

Técnica

 
 

colaboradores

envolvidos

no

projeto.

 
 

Fase 3

 

Ação

Responsável

 

Atividades

 

Status

   

Essa ação consiste na

 

Financiamento do

Coordenadores do Projeto e Colaboradores

definição dos recursos e alocação dos mesmos junto a entes público e/ou privados bem como definição do que será cedido/doado por colaboradores e entes públicos.

Projeto

A iniciar

 

Essa ação consiste em

Coordenadores do Projeto e Colaboradores

captação de recursos financeiros ao projeto em outras fontes Emendas parlamentares, Projeto

junto ao Banco Mundial, BID, Governo Federal – Ministério do Meio Ambiente.
junto ao Banco Mundial, BID, Governo Federal – Ministério do Meio Ambiente.

junto ao Banco Mundial, BID, Governo Federal Ministério do Meio Ambiente.

junto ao Banco Mundial, BID, Governo Federal – Ministério do Meio Ambiente.
 

Fase 4

 

Ação

Responsável

 

Atividades

 

Status

   

Confecção

de

material

 

impresso, uniformes, logomarca,

Campanha

publicitária

Coordenadores do Projeto

bonés, brindes

materiais publicitários.

e

demais

A iniciar

Criação

de

campanha

 

publicitária e

apresentação do

mesmo

a

sociedade

e

a

imprensa.

 
   

Esta ação consiste no

 

Treinamento

Coordenadores do Projeto e Colaboradores

treinamento de todos os envolvidos no projeto, sejam na administração/gerencia, seja na coleta, seja na disseminação do conceito junto à sociedade, seja no manuseio do lixo eletrônico (separação/triagem).

A iniciar

   

Esta ação consiste na

 

Centro de

construção/adequação do deposito (Centro de Reciclagem) cedido. Neste local será feito a triagem do material, sua separação por tipo de materiais, para reuso ou não e na moagem na preparação para o descarte correto.

Reciclagem

Coordenadores do Projeto

A iniciar

   

Essa ação consiste na

 

Pontos de Coleta

Coordenadores do Projeto

construção/fabricação de pontos de coleta fixos e definição da rota dos coletores itinerantes e sua distribuição geográfica na cidade.

A iniciar

Jurídico /

Coordenadores do Projeto e Colaboradores

Essa ação consiste na

 

Administrativo

assinatura dos termos de cessão de patrimônio e/ou funcionários,

A iniciar

   

tanto por ente público ou privado bem como regularização da empresa e/ou ONG e/ou cooperativa junto a órgãos de regulamentação ambientais e de abertura de empresa.

 
   

Essa ação consiste em

 

cálculo preliminar dos custos

fixos Água, Luz, Telefone,

Custos Mensais

Coordenadores do Projeto e Colaboradores

Combustível e outros - e de como esses valores serão financiados até que a empresa e/ou ONG e/ou cooperativa comesse a se manter financeiramente com a

fixos

A iniciar

 

venda

do

material

coletado/beneficiado a empresas especializadas no descarte correto.

Cronograma Temporal

Ano de 2018 Fases 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
Ano de 2018
Fases
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
Fase 1
Fase 2
Fase 3
Fase 4
Cronograma Financeiro
Ano de 2018
Ações
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
Valores
%
Centro de Reciclagem
Jurídico / Administrativo
Treinamento
Pontos de Coleta
Campanha publicitária
Custos Mensais fixos
196.725
71.09
10.000
3.61
5.000
1.81
20.000
7.23
40.000
14.45
5.000
1.81
R$ 276.725
100%

9

ORÇAMENTO

 

Maquinas e Equipamentos

 

N.º

Descrição

Quantidade

Valor Unitário

 

Valor Total

1

Moinho

01

R$ 30.000,00

 

R$ 30.000,00

2

Triturador

01

R$ 65.000,00

 

R$ 65.000,00

3

Prensa para metal (modelo Jacaré)

01

R$ 40.000,00

 

R$ 40.000,00

4

Elevador de Carga

01

R$ 10.000,00

 

R$ 10.000,00

5

Balança

02

R$ 4.500,00

 

R$ 9.000,00

6

Esteira de 8 (oito) metros

02

R$ 14.000,00

 

R$ 28.000,00

7

Gaiola Aramada Industrial C/ Pallet

10

R$ 600,00

 

R$ 6.000,00

8

Guincho Talha Elétrica 1300w 500/1000kg Elevação 12m 220v

01

R$ 2.500,00

 

R$ 2.500,00

9

Big Bags p/ 1000 kg (usados)

200

R$ 30,00

 

R$ 600,00

 

Total A

 

R$ 191.100,00

 

EPI Equipamento de Proteção Individual

 

N.º

Descrição

Quantidade

Valor Unitário

Valor Total

10

Botina De Segurança De Couro Cartom Bidensidade Epi

10

R$ 30,00

R$ 300,00

11

Capacete Segurança Carneira Epi Várias Cores Selo Inmetro

10

R$ 12,00

R$ 120,00

12

Luva Segurança Multitato Epi

10

R$ 5,00

R$ 50,00

13

Luva Malha Algodão Preta Pigmentada Epi

10

R$ 5,00

R$ 50,00

14

Oculos De Proteção Incolor Epi

10

R$ 5,00

R$ 50,00

15

Abafador De Ruídos Tipo Concha Epi

10

R$ 7,00

R$ 70,00

 

Total B

R$ 640,00

 

Implantação

 

N.º

Descrição

Quantidade

Valor Unitário

Valor Total

14

Área do Centro de Reciclagem

400 m2

R$ 0.00

R$ 0.00

15

Caminhão ¾ para coleta itinerante

02

R$ 0.00

R$ 0.00

16

Mesas

03

R$ 0.00

R$ 0.00

17

Cadeiras

03

R$ 0.00

R$ 0.00

18

Micro computador

02

R$ 0.00

R$ 0.00

19

Impressora Multifuncional e

02

R$ 0.00

R$ 0.00

 

Matricial

     

20

Arquivo

02

R$ 0.00

R$ 0.00

21

Campanha publicitária e material impresso

01

R$ 40.000,00

R$ 40.000,00

22

Custos com Regularização/Abertura

01

R$10.000,00

R$10.000,00

23

Custos Fixos Mensais

01

R$ 5.000,00

R$ 5.000,00

23

Construção de pontos de coleta

20

R$ 1.000,00

R$ 20.000,00

24

Treinamento

01

R$ 5.000,00

R$ 5.000,00

(*) Itens com Valores R$ 0,00, intencionados como cedidos / doados ao projeto

Total C

R$ 80.000,00

 

Remanufatura de Computadores

 

N.º

Descrição

Quantidade

Valor Unitário

Valor Total

22

Kit Manutenção 2 Placas de Diagnóstico PC ANALYZER + Testador de Fonte Digital LCD + Pulseira Anti Estática

10

R$ 350,00

R$ 3.500,00

 

Jogo Kit Ferramentas P/

     

23

Manutenção Computadores, C/ 13 Peças

10

R$ 40,00

R$ 400,00

24

Multímetro Digital Dt830 Com Cabo De Multiteste E Bateria

05

R$ 15,00

R$ 75,00

25

Testador De Cabos De Rede Lan Rj45 Rj11 Ns 468 Multifunçao

05

R$ 15,00

R$ 75,00

26

Alicate Crimpar Rj45 Ht-210

05

R$ 20,00

R$ 100,00

27

Alicate Inserção Punch Down Impacto Rj45 Femea Ht-314b

05

R$ 30,00

R$ 150,00

28

Cabo De Rede Cat5e Azul Caixa 305m Par Trançado

01

R$ 350,00

R$ 350,00

29

Kit Pacote 1000 Conector Rj45 Cabo Rede Lan Plug Ethernet

01

R$ 120,00

R$120,00

30

Bateria Lithium Cr2032 3v Cartela Com 100 Unidades Placa Mãe

02

R$ 70,00

R$ 140,00

 

Pasta Térmica 100g P/

     

31

Processadores, Transistor, Cpu, Cooler

05

R$ 15,00

R$ 75,00

 

Total D

R$ 4.985,00

 

Total A + B + C + D

R$ 276.725,00

10

MENSURAÇÃO

QUANTITATIVA

E

RESULTADOS ESPERADOS

QUALITATIVA

DOS

A. Criar um Centro de Reciclagem e um serviço de coleta permanente do

lixo eletrônico e trata-lo de uma forma que possa ser reaproveitado e/ou dado

uma destinação correta ao mesmo.

Prazo para implantação: 06 meses.

Resultados Esperados: 50% (cinquenta) do Lixo Eletrônico coletado e

tratado nos primeiros 02 (dois) anos, e nos anos seguintes 10% (dez)

ao ano.

Beneficiados: De forma direta 10 (dez) coletores (as) / beneficiadores

(as) do Lixo Eletrônico no primeiro ano, expandindo para 50 no ano

seguinte, onde durante os primeiros 06 (seis) meses do projeto terão

como parte do treinamento o curso “Técnico em Reciclagem” [7]

B. Criar postos de coleta de lixo eletrônico fixo e itinerantes.

Prazo para implantação: 06 meses.

Resultados Esperados: 10 (dez) postos de coleta fixo e mais 02

(dois) itinerantes no primeiro ano do projeto, 10 (dez) postos de coleta

fixo e 03 (três) itinerantes no segundo ano do projeto.

Beneficiados: Toda a população de Palmas-To e cidades

circunvizinhas.

C. Criar um Centro de Remanufatura de Computadores com fins de

aprendizagem e doação dos itens remanufaturados.

Prazo para implantação: 06 meses.

Resultados Esperados: 30 (trinta) computadores remanufaturados

por mês e 50 (cinquenta) Alunos (as) aprendizes diplomados (as) no

primeiro ano, podendo ser expandido para 60 (sessenta)

7 - CBO 5192-Técnico em Reciclagem: Produz e gerencia informações sobre os resíduos recicláveis como alternativa sustentável e socioeconômica. Recebe, seleciona e maneja resíduos recicláveis. Realiza a triagem, o enfardamento, o armazenamento e a comercialização dos resíduos. Organiza e executa projetos de capacitação em reciclagem de resíduos. Identifica tecnologias e as repassa para organizações de catadores. Planeja e executa ações de economia solidária, educação ambiental e políticas ambientais. Realiza a coleta seletiva. Identifica os diversos tipos de materiais recicláveis e os equipamentos necessários ao processo de reciclagem. Duração: 1200 horas. Normas Associadas a Profissão: Lei nº 12.305/2010. Decreto nº 7.404/2010. Fonte: http://portal.mec.gov.br

computadores remanufaturados e 100 (cem) Alunos (as) aprendizes diplomados (as) no segundo ano do projeto.

Beneficiados: No primeiro ano do projeto, de forma direta 50 (cinquenta) Alunos (as) Aprendizes (as) das redes municipal e estadual em situação de vulnerabilidade, selecionados (as) para serem diplomados (as) Técnico em manutenção de equipamentos de informática[8] , estando prontos (as) para serem absorvidos (as) pelo mercado de trabalho. Também de forma direta, os recebedores dos computadores doados, sendo Ong´s, Associações de Bairros e outras Associações, Creches, Centros de Acolhimento, dentre outros que se enquadrem dentro dos critérios de recebimento das doações.

D. Criar um Centro Artístico para aprendizagem em Artes Plásticas

usando como matéria prima o Lixo Eletrônico.

Prazo para implantação: 06 meses.

Resultados Esperados: 20 (vinte) obras de arte criadas e comercializadas por mês e 50 (cinquenta) Alunos (as) aprendizes diplomados no primeiro ano, podendo ser expandido para 60 (sessenta) obras de arte criadas e comercializadas e 100 (cem) Alunos (as) aprendizes diplomados (as) no segundo ano do projeto.

Beneficiados: No primeiro ano do projeto, de forma direta 50 (cinquenta) Alunos (as) Aprendizes das redes municipal e estadual em situação de vulnerabilidade, selecionados para serem diplomados (as) “Técnico em Artesanato[9] , estando prontos (as) para terem uma

forma de renda e de sustento.

11 RESUMO DAS ETAPAS SEGUINTES II, III E IV

8 - CBO 313220 - Técnico em manutenção de equipamentos de informática: Executa montagem, instalação e configuração de equipamentos de informática. Instala e configura sistemas operacionais desktop e aplicativos. Realiza manutenção preventiva e corretiva de equipamentos de informática. Duração: 1000 horas. Normas Associadas à Profissão: Lei nº

5.524/1968. Decreto nº 90.922/1985. Fonte: http://portal.mec.gov.br

- CBO 7911-Técnico em Artesanato: Cria e produz trabalhos artesanais de peças decorativas e utilitárias, com materiais diversos e recursos naturais. Explora a riqueza e o repertório cultural existente. Comercializa produtos artesanais no varejo e no atacado. Gerencia negócios na perspectiva do associativismo e cooperativismo. Seleciona técnicas de tratamento, preparação e transformação de matérias primas. Respeita e valoriza o traço e a diversidade cultural da região. Duração: 800 horas. Ocupações Relacionadas: 791115-Artesão com material reciclável. Normas Associadas à Profissão: Nenhuma. Fonte:

http://portal.mec.gov.br

9

Etapa II

Implementar a primeira etapa deste projeto em cidades estratégicas do Estado do Tocantins, tais como Gurupi e Araguaína, juntando-se a cidade de Palmas, contemplando assim todo o Estado do Tocantins no em um sistema permanente de coleta, reuso/remanufatura e descarte corretos do lixo eletrônico. Pormenores como orçamento, metodologias e estrutura demandada serão descritas em um novo projeto “Projeto Lixo-e: Etapa II”, ressaltando-se que em vários itens assemelha-se a este, resguardando-se a proporcionalidade e personalidades de cada município.

Etapa III

Nesta etapa subsequente as demais, estimam-se numa projeção otimista que todo o lixo eletrônico do Estado do Tocantins já esteja reciclado/reutilizado e/ou descartado de forma correta, ocorrendo assim a ociosidade da estrutura outrora implantada. Sendo assim, essa etapa. “Projeto Lixo-e: Etapa III” propõe um novo projeto para o recebimento do lixo eletrônico de outros Estados, através de convênio e as devidas compensações financeiras previstas através do “Sequestro de Carbono”, acordadas na Conferencia de Kyoto. (Kyoto, 2017).

Etapa IV

Nesta etapa, a mais ambiciosa de todas, consiste em - através de incentivos fiscais / tributários - a captação de uma indústria de Reciclagem placa de circuito impresso (PCI), a ser instalada no Estado do Tocantins. No Brasil ainda não existe processo de reciclagem para a placa de circuito impresso (PCI). Ela é encaminhada para países que possuem tecnologia suficiente para realizar esse tipo de reciclagem, como EUA, Suíça. A logística privilegiada do Estado, junto com a facilidade do escoamento da produção (Ferrovia Norte-Sul), torna o estado atrativo.

12

CONCLUSÃO

A problemática do lixo eletrônico é urgente e requer de todos nós uma

solução. Vimos que ano a ano, com os avanços da tecnologia, a inovação crescente

e a obsolescência dos aparelhos eletrônicos faz com que toneladas de lixo

eletrônico sejam descartadas no meio ambiente. Com leis específicas para a coleta, o reuso e descarte corretos, avançamos no que tange a sustentabilidade, tal como a

lei federal 12.305/2010 que trata da política nacional de resíduos sólidos e algumas

leis estaduais que tratam do especificamente do assunto, lixo eletrônico.

Este projeto tem como meta 3 eixos: O Sustentável, O Social, O artístico.

O Sustentável trata da retirada do meio ambiente de toneladas de lixo

eletrônico. Segundo estudos o brasileiro em 2015 descartou no meio ambiente 8 Kg de lixo eletrônico, portanto diante dos dados, esta é a temática principal -

Sustentabilidade, como também a coleta deste lixo e destinação correta.

O outro eixo e não menos importante é o social. Vamos capacitar alunos,

pessoas da sociedade civil e colaboradores quanto ao conceito amplo de coleta, separação, e remanufatura do lixo eletrônico. Em remanufatura, vamos capacitar alunos e colaboradores para obter ao longo do projeto a experiência necessária para obtenção da profissão de manutenção de microcomputadores, pois estes terão papel vital na remanufatura de computadores que serão doados as redes estadual e municipal de ensino. No eixo Artísitico, incentivaremos os alunos e demais colaboradores a produção artística, reaproveitando o que estaria destinado ao descarte final.

Baseado em um conceito artístico (veja fotos em anexo), vamos promover oficinas

de arte, galerias e mostras artísticas feitas com lixo eletrônico.

O projeto iniciará em Palmas-To e cidades circunvizinhas Projeto Piloto,

podendo ser estendido a demais cidades polo do estado do Tocantins Gurupi e Araguaína. Com base nestes argumentos e atendendo ás necessidade tanto ambiental social e artística, visamos à obtenção dos apoio institucional e/ou parceiros necessários a execução deste projeto.

13

REFERÊNCIAS

ECOASSIST. Descartes

de

resíduos

eletrônicos. Disponível

em:

<

http://www.ecoassist.com.br/descarte-de-lixo-eletronico/ >. Acesso em: 03 jan. 2018.

ECYCLE. Onde

reciclar

baterias

de

eletrônicos? . Disponível

em:

< https://www.ecycle.com.br/component/content/article/56-pilhas-e-baterias/294-onde-

reciclar-baterias-de-eletronicos.html >. Acesso em: 06 jan. 2018.

ECYCLE. entenda os processos por trás da reciclagem de equipamentos eletrônicos. Disponível em: < https://www.ecycle.com.br/component/content/article/44-guia-

da-reciclagem/1823-o-lixo-eletronico-elixo-ewaste-reciclar-reciclagem-equipamentos-

aparelhos- televisao-tubo-monitor-crt-computador-celular-bateria-placas-memoria-hd-disco-

rigido-entenda-riscos-saude-contaminação-meio-ambiente-metais-toxicos-descartar-

corret.html >. Acesso em: 06 jan. 2018.

ELABORANDO

< https://www.elaborandoprojetos.com.br/o-que-sao-metas-projeto-

esportivo/#.wlakzqinhiv >. Acesso em: 01 jan. 2018.ENDEAVOR BRASIL. Indicadores de desemprenho . Disponível em: < https://endeavor.org.br/indicadores-de-

desempenho/ >. Acesso em: 07 jan. 2018.

em:

PROJETOS. O

que

são

metas. Disponível

FOLHA DE SÃO PAULO. Mundo produzidos 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico em 2017. Disponível em: < http://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2017/04/1879303-mundo-

produzira-50-milhoes-de-toneladas-de-lixo-eletronico-em-2017.shtml > jan. 2018.

03

. Acesso

em:

ISPN. Guia de elaboração de pequenos projetos socioambientais para organizações de base comunitária. Disponível em: < http://ispn.org.br/capta/estrutura-do- projeto/indicadores/ >. Acesso em: 31 dez. 2017.OLIVEIRA, Annelise Engel Gerbase * E Camila Reis De. RECICLAGEM DO LIXO DE INFORMÁTICA: UMA OPORTUNIDADE PARA A QUÍMICA. Quim. Nova , Instituto de Química, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves, 9500, 91501-970 Porto Alegre - RS, Brasil, v. Vol. 35, n. No. 7, p. 1486-1492, dez. 2012.

REVISTA GESTAO E TECNOLOGIA. Indicadores de desempenho na gestão de projetos sustentáveis. Disponível em: < http://revistagt.fpl.edu.br/get/article/view/667/542 >. Acesso em: 02 jan. 2018.

SEBRAE. Reciclagem

< http://www.sebrae.com.br/sites/portalsebrae/ideias/como-montar-um-servico-de-

reciclagem-de-lixo-eletronico,e4397a51b9105410vgnvcm1000003b74010arcrd >. Acesso

em: 05 jan. 2018.

de

lixo

eletrônico. Disponível

em:

UFRGS. Estudo de lixiviantes alternativos para extração de metais de placas de circuito impresso. Disponível em: < https://www.ufrgs.br/cyted- recmet/wordpress/siqa_2012/id461.pdf >. Acesso em: 07 jan. 2018.

14

ANEXOS

A. Matriz de Responsabilidades

Ações Colaborador A

Ações Colaborador B

B. Fotos

Colaborador A

Razão Social:

CNPJ:

Responsável:

N.º

Ação

Atividades

Responsável

Data Inicio

Data Fim

Custo (em R$)

Status

1

Ação “A1

Executar ação (descrever)

Fulano de Tal 1

01/01/2018

01/06/2018

R$ 1.000,00

Completa

2

Ação “B1”

Executar ação (descrever)

Fulano de Tal 2

01/06/2018

01/12/2018

Sem Custo

Em andamento

3

Ação “C1”

Executar ação (descrever)

Fulano de Tal 3

01/01/2019

01/06/2019

R$ 500,00

Aguardando

4

             

5

             
 

Responsável

 

Coordenador do Projeto

 

Colaborador “B”

Razão Social:

CNPJ:

Responsável:

N.º

Ação

Atividades

Responsável

Data Inicio

Data Fim

Custo (em R$)

Status

1

Ação “A1”

Executar ação (descrever)

Fulano de Tal 1

01/01/2018

01/06/2018

R$ 1.000,00

Completa

2

Ação “B1”

Executar ação (descrever)

Fulano de Tal 2

01/06/2018

01/12/2018

Sem Custo

Em andamento

3

Ação “C1”

Executar ação (descrever)

Fulano de Tal 3

01/01/2019

01/06/2019

R$ 500,00

Aguardando

4

             

5

             

(

)

Responsável

Coordenador do Projeto

Fase 1 Campanhas de Conscientização

Fase 1 – Campanhas de Conscientização Figura 1 - Campanhas de conscientização nas escolas F i

Figura 1 - Campanhas de conscientização nas escolas

Figura 1 - Campanhas de conscientização nas escolas F i g u r a 3 –

Figura 3 Envolvendo toda a sociedade

e n d o t o d a a s o c i e d a

Figura 2 - Tornado as futuras gerações conscientes da importância da coleta e destinação correta do lixo eletrônico

da coleta e destinação correta do lixo eletrônico Figura 4 – Em um conceito amplo e

Figura 4 Em um conceito amplo e permanente de sustentabilidade

Fase 2 Doação e Coleta do Lixo Eletrônico

Fase 2 – Doação e Coleta do Lixo Eletrônico Figura 5 - Conscientizar a população da

Figura 5 - Conscientizar a população da importância em doar seu lixo eletrônico

a população da importância em doar seu lixo eletrônico F i g u r a 7

Figura 7 Posto de coleta de lixo eletrônico itinerante

l e t r ô n i c o i t i n e r a

Figura 6 Posto de coleta de lixo eletrônico em local fixo

t r ô n i c o e m l o c a l f i

Figura 8 - Posto de coleta de lixo eletrônico itinerante

Fase 3 Transporte e Armazenagem

Fase 3 – Transporte e Armazenagem Figura 9 – Caminhão ¾ preparado para transporte de lixo

Figura 9 Caminhão ¾ preparado para transporte de lixo eletrônico

Caminhão ¾ preparado para transporte de lixo eletrônico Figura 11 – Caminhão ¾ preparado para transporte

Figura 11 Caminhão ¾ preparado para transporte de lixo eletrônico

Caminhão ¾ preparado para transporte de lixo eletrônico F i g u r a 1 0

Figura 10 Transporte do lixo eletrônico em posto de coleta

i c o e m p o s t o d e c o l e

Figura 12 - Caminhão baú ¾ preparado para transporte de lixo eletrônico

Figura 13- Lixo eletrônico já desmontado, separado e acondicionado corretamente Figura 15 – Lixo eletrônico

Figura 13- Lixo eletrônico já desmontado, separado e acondicionado corretamente

já desmontado, separado e acondicionado corretamente Figura 15 – Lixo eletrônico separado e acondicionado

Figura 15 Lixo eletrônico separado e acondicionado

Figura 15 – Lixo eletrônico separado e acondicionado Figura 14 – Linha de desmontagem Figura 16

Figura 14 Linha de desmontagem

separado e acondicionado Figura 14 – Linha de desmontagem Figura 16 – Lixo eletrônico separado e

Figura 16 Lixo eletrônico separado e acondicionado

Fase 3 Separação/Triagem

Fase 3 – Separação/Triagem Figura 17 – Itens desmontados, separados e testados Figura 19 – Preparando

Figura 17 Itens desmontados, separados e testados

Figura 17 – Itens desmontados, separados e testados Figura 19 – Preparando itens reutilizáveis para linha

Figura 19 Preparando itens reutilizáveis para linha de remanufatura

Preparando itens reutilizáveis para linha de remanufatura F i g u r a 1 8 –

Figura 18 Separados por reutilizável ou não

r r e u t i l i z á v e l o u n

Figura 20 Alunos e voluntários participando do processo

Fase 4 Reutilização: Remanufatura

Fase 4 – Reutilização: Remanufatura Figura 21 - Remanufatura dos Computadores a partir do lixo eletrônico

Figura 21 - Remanufatura dos Computadores a partir do lixo eletrônico

- Remanufatura dos Computadores a partir do lixo eletrônico Figura 23- Doando o material recuperado a

Figura 23- Doando o material recuperado a entidades sem fins lucrativos

Doando o material recuperado a entidades sem fins lucrativos Figura 22 - Transformando o que era

Figura 22 - Transformando o que era lixo em algo reutilizável

22 - Transformando o que era lixo em algo reutilizável Figura 24 - Promovendo inclusão digital

Figura 24 - Promovendo inclusão digital e ajudando o meio ambiente

Fase 4 Reutilização: Artes Plásticas

Fase 4 – Reutilização: Artes Plásticas Figura 25 - Trabalho artístico criado a partir do lixo

Figura 25 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

25 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico Figura 27 - Trabalho artístico criado

Figura 27 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

27 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico F i g u r a

Figura 26- Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

i r d o l i x o e l e t r ô n i

Figura 28 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

Figura 29 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico Figura 31 - Trabalho

Figura 29 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

29 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico Figura 31 - Trabalho artístico criado

Figura 31 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

31 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico Figura 30 - Trabalho artístico criado

Figura 30 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

30 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico Figura 32 - Trabalho artístico criado

Figura 32 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

F i g u r a 3 3 - T r a b a l

Figura 33 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

i r d o l i x o e l e t r ô n i

Figura 35 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

35 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico Figura 34 - Trabalho artístico criado

Figura 34 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

34 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico Figura 36 -Trabalho artístico criado a

Figura 36 -Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

F i g u r a 3 7 - T r a b a l

Figura 37 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

i r d o l i x o e l e t r ô n i

Figura 39 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

39 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico Figura 38 - Trabalho artístico criado

Figura 38 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

38 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico F i g u r a

Figura 40 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

F i g u r a 4 1 - T r a b a l

Figura 41 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico

i r d o l i x o e l e t r ô n i

Figura 42 - Trabalho artístico criado a partir do lixo eletrônico