Sei sulla pagina 1di 1

– p.

79 Phylum maquínico, matéria artificial ou não, como intuição em ato

– 89 e seguintes. Máquina de guerra – as duas formas de máquina de guerra, a axiomática mundial


do Estado mundial - máquina de guerra de guerra total, capturada pela axiomática mundial;
máquina de guerra que se contrapõe a esta estende linhas de fuga/ a máquina de guerra total e o
fascismo, o ilimitado da guerra e a máquina de guerra pós-fascista, que reinventa um espaço liso
mundial e produz a guerra total da paz do cemitério total – a máquina de guerra se apropriou do fim,
a ordem mundial, através da qual os Estados não passam de objeto -as duas máquinas de guerra e o
conjunto das condições sob as quais o Estado se apropria da máquina de guerra, a primeira forma
guerra - não sendo a forma essencial da – a outra máquina de guerra tem como objeto não a guerra,
mas o traçado de uma linha de fuga criadora – a composição de um espaço liso e o movimento dos
homens sobre esses espaços – esse segundo modelo encontra a guera como objeto suplementário
dirigido contra o Estado – um movimento artístico, científico e ideológico como máquina de guerra,
quando traça um plano de consistência numa linha de fuga criadora – um espaço liso de
deslocamento em relação com um phylum
- 149 – a guerra total como paz absoluta e a terceira guerra mundial o fascismo como uma criança
psicótica
150 – paul virilio e 1 a máquina de guerra da paz do terror e da dissuasão; 2.capitalização
técnico-científica;3. Conforme as exigências de uma axiomática mundial parte de um inimigo
qualquer

PÁGINA 157
O ESPAÇO LISO E O ESPAÇO ESTRIADO – P. 162 – espaço liso, estriado, háptico e óptico