Sei sulla pagina 1di 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

CENTRO TECNOLÓGICO
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA
Alunos​​:​JOÃO VICTOR DOS SANTOS NUNES E RENAN BAIA CORRÊA
Docente:HELIOMAR GUIMARÃES GUZZO
Data:21/10/2018
LABORATÓRIO 05 - CIRCUITOS DE POLARIZAÇÃO
​O objetivo deste laboratório foi o de comparar a estabilidade dos circuitos de
polarização do transistor bipolar de junção(BJT).
RESULTADOS
3.1 CIRCUITOS DE POLARIZAÇÃO SEM REALIMENTAÇÃO NEGATIVA.
Após montar o circuito da Figura 1 , medimos os pontos quiescentes do circuito, sua
corrente de base(IBQ), corrente do coletor(ICQ), a tensão de base-emissor(VBE), e a
tensão de coletor-emissor(VCEQ), e em seguida, esquentamos o transistor aproximando-o
do ferro de solda, que estava aquecido, por um intervalo de tempo de 20 segundos, e
medimos novamente VCEQ do transistor.

Figura 1 - Circuito de Polarização 1.

Por fim, trocamos o resistor de 180k​Ω por um de 6,8kΩ e medimos novamente IBQ, ICQ,
VCEQ, e VBE no circuito.
3.1.3
IBQ = 62,39 [​µ​A] ICQ = 20,09 [mA] VCEQ = 5,39 [V] VBE = 0,69 [V]
A tensão VCB é maior do que -0,4 V, logo ele está realmente no modo ativo.
3.1.4
VCEQ = 4,41 [V]
3.1.6 - Circuito com o resistor de 6,8k​Ω

IBQ = 1,63 [​m​A] ICQ = 35,81 [mA] VCEQ = 0,103 [V] VBE = 0,807[V]
Com os dados apresentados, vemos que o transistor se encontra no modo de saturação,
independente do tipo de BC237(A,B ou C) pois seu ß é equivalente a :
ICQ
IBQ = 21, 96
que é menor que a variação de ß de qualquer um dos tipos de BC237.

3.2 CIRCUITOS DE POLARIZAÇÃO COM REALIMENTAÇÃO NEGATIVA


Nessa parte experimental , foram feitos os mesmos procedimentos vistos em 3.1, exceto a
troca do resistor para medir novamente os valores do circuito.

Figura 2 - Circuito de Polarização 2.

3.2.2
IBQ = 34 [​µ​A] ICQ = 10,72 [mA] VCEQ = 5,77[V] VBE = 0,68 [V]
A tensão VCB é maior do que -0,4 V, logo ele está realmente no modo ativ​o.
3.2.3
VCEQ = 5,19 [V].
3.2.4
Vemos que no circuito sem realimentação negativa, a variação de VCEQ com o
aumento de temperatura é cerca de 18%, enquanto no circuito com realimentação
negativa é aproximadamente 10%, logo, em aplicações em que a temperatura de
operação tende a variar muito, é melhor a utilização na configuração com
realimentação negativa, por ser menos sensível a variações de temperatura,
aumentando a estabilidade e confiabilidade da operação.