Sei sulla pagina 1di 48

Escola Bíblica Ministério

Jovem IBCU

Escola Bíblica Ministério Jovem IBCU
Escola Bíblica Ministério Jovem IBCU

Amor E Sexo (parte da música)

Rita Lee

Amor é um livro Sexo é esporte Sexo é escolha Amor é sorte

Amor é pensamento

Teorema Amor é novela Sexo é cinema Sexo é imaginação

Fantasia Amor é prosa Sexo é poesia O amor nos torna

Patéticos

Sexo é uma selva

De epiléticos Amor é cristão Sexo é pagão

Amor é latifúndio Sexo é invasão Amor é divino Sexo é animal

Amor é bossa nova

Sexo é carnaval Oh! Oh! Uh! Amor é para sempre Sexo também

Sexo é do bom Amor é do bem

Amor sem sexo

É amizade

Sexo sem amor

É vontade

Amor é um Sexo é dois Sexo antes Amor depois

É vontade Amor é um Sexo é dois Sexo antes Amor depois Sexo vem dos outros

Sexo vem dos outros

E vai embora

Amor vem de nós

E demora

Amor é cristão Sexo é pagão

Amor é latifúndio

Sexo é invasão Amor é divino Sexo é animal Amor é bossa nova Sexo é carnaval Oh! Oh! Oh! Amor é isso Sexo é aquilo

E coisa e tal!

E tal e coisa! Uh! Uh! Uh! Ai o amor! Hum! O sexo!

Questionamentos

Questionamentos Perguntas que muitas vezes norteiam o que diz respeito a sexualidade É legal? É normal?

Perguntas que muitas vezes

norteiam o que diz respeito a

sexualidade

É legal?

É normal?

É pecado?

SEXO E CULTURA
SEXO E CULTURA
SEXO E CULTURA

Sexo e Cultura

Sexo e Cultura Padrões culturais e sexualidade O comportamento sexual humano se exprime em grande medida
Sexo e Cultura Padrões culturais e sexualidade O comportamento sexual humano se exprime em grande medida

Padrões culturais e sexualidade

O comportamento sexual humano se exprime em grande medida no contexto da cultura , nos estilos de vida

padronizados que caracterizam a vida social. Esses

padrões de vida são o legado da experiência dos ancestrais para viver em bem-estar e se reproduzir em determinadas épocas levando em conta suas condições

políticas , econômicas, históricas, geográficas e religiosas.

Nas diferentes culturas sob determinadas condições, um padrão pode ser mais " natural " do que outro, que, por sua vez, pode tornar-se mais " natural " se

as condições mudarem.

Sexo e Cultura

Sexo e Cultura Exemplos de Padrões culturais • Em Calabar (Nig é ria), nas Ilhas Marquesas

Exemplos de Padrões culturais

Em Calabar (Nigéria), nas Ilhas Marquesas (Taiti) e em outras regiões da África, as mulheres de formas mais arredondadas e obesas são consideradas pelos homens as mais desejáveis e atraentes. Em algumas dessas culturas , as adolescentes permanecem vários meses em " cabanas de engorda" para ganhar peso antes de serem oferecidas pela família para

casamento.

Sexo e Cultura

Sexo e Cultura Exemplos de Padrões culturais • Entre os í ndios Tucanos , no Brasil,

Exemplos de Padrões culturais

Entre os índios Tucanos , no Brasil, quando a mulher

está grávida, não deve manter relações sexuais , pois segundo a tradição outros fetos são originados, o que

poderia explodir seu abdômen.

Na zona rural da Irlanda há uma comunidade em

Inis Beag que preserva tradições ortodoxas católicas,

entre os casais a nudez não é permitida durante a relação sexual , que tem finalidade apenas

reprodutiva. Não existe namoro , relações pré-

conjugais ou manifestações de afeto.

Sexo e Cultura

Sexo e Cultura Afresco. Santo Agostinho. Alessandro Botticelli. Fonte: Ognissanti, Floren ç a. 1480. Sexo e
Sexo e Cultura Afresco. Santo Agostinho. Alessandro Botticelli. Fonte: Ognissanti, Floren ç a. 1480. Sexo e

Afresco. Santo Agostinho.

Alessandro Botticelli. Fonte: Ognissanti, Florença. 1480.

Sexo e Igreja

A presença do impulso sexual nos seres humanos era a marca da corrupção da nossa natureza. Tratava-se de uma perversidade

intrínseca que, tal uma erva daninha espalhada numa pradaria, jamais

poderia ser removida de todo.

Sexo e Cultura

Sexo e Cultura Sexo e Igreja Não podia conceber, explicou ele, que o ato necess á

Sexo e Igreja

Não podia conceber, explicou ele, que o ato necessário à nossa reprodução fosse algo demoníaco ou ter que ser praticado sobre o

véu da vergonha e do enxovalhamento.

Juliano, bispo de Eclanum

(Contra “Santo” Agostinho)

Sexo e Cultura

Sexo na Bíblia

Sexo e Cultura Sexo na Bíblia • Adão e Eva – Gn 4.1 (1.27, 2.18) •

Adão e Eva Gn 4.1 (1.27, 2.18)

Sodoma e Gomorra - Ló e as filhas - Gênesis

19:31

Davi e Bate-seba 2Sm 11

Amnon e Tamar (Filhos de Davi) - 2 Sm 13.1-19

Jovem em Corinto 1Co 5

Cantares de Salomão

HOJE

HOJE “Pecado” é viver sem sexo

“Pecado” é viver sem sexo

Cultura do Sexo

Cultura do Sexo “A sexualidade não acontece no vazio, ela dialoga com as culturas, seus códigos

“A sexualidade não acontece no

vazio, ela dialoga com as

culturas, seus códigos e rituais. E

cada pessoa, além de receptor

cultural, é também um

construtor do seu próprio

futuro sexual”

A CULTURA DO SEXO
A CULTURA DO SEXO
A CULTURA DO SEXO

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo • Tudo o que está relacionado à sexualidade desperta uma curiosidade natural

Tudo o que está relacionado à sexualidade desperta uma curiosidade natural nas pessoas de todas as idades

Quando se fala sobre o assunto geralmente há os dois extremos: liberalismo ou legalismo

Vivemos um período histórico e cultural

em quem afirma-se que é tempo de

ou legalismo • Vivemos um período histórico e cultural em quem afirma-se que é tempo de
ou legalismo • Vivemos um período histórico e cultural em quem afirma-se que é tempo de

experimentação sem limites

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo Censurado
A Cultura do Sexo Censurado
Censurado
Censurado

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo NA VIDA COMO NA TELA   Os filmes mostram as mudanças nos

NA VIDA COMO NA TELA

 

Os filmes mostram as mudanças nos hábitos sexuais

dos adolescentes, ao longo das décadas

 
sexuais dos adolescentes, ao longo das décadas   Anos 50 Como em Juventude Transviada, os jovens
sexuais dos adolescentes, ao longo das décadas   Anos 50 Como em Juventude Transviada, os jovens
sexuais dos adolescentes, ao longo das décadas   Anos 50 Como em Juventude Transviada, os jovens
sexuais dos adolescentes, ao longo das décadas   Anos 50 Como em Juventude Transviada, os jovens
sexuais dos adolescentes, ao longo das décadas   Anos 50 Como em Juventude Transviada, os jovens

Anos 50 Como em Juventude Transviada, os jovens tinham pouca chance de manifestar

Anos 60 Em A Primeira Noite de um Homem, o estudante já faz sexo mas não com a colega, e

Anos 70 Em Os Embalos de Sá bado à Noite, os jovens querem experimentar tudo, mas o sexo só ocorre às

Anos 80 Os náufragos de A Lagoa Azul surgiram no tempo em que a iniciação sexual se tornou mais precoce

Anos 90 Em American Pie, o sexo está dentro de casa na TV, na internet, no quarto do personagem principal, e agora sob o olhar vigilante dos pais

a sexualidade

sim com uma

escondidas

mulher mais

velha

Fonte: http://epoca.globo.com/edic/206/especialb.htm

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo “Ao contrário de textos impressos, que exigem um certo trabalho para sua

“Ao contrário de textos impressos, que exigem um certo trabalho para sua apreensão e entendimento, as rápidas imagens mostradas na in-comunicação televisiva tende a sacrificar a profundidade de tratamento, ou mesmo a

verdade, pela necessidade de impactar. Tudo

tende a aparecer de forma diluída, rápida e simplista com artifícios visuais e efeitos

especiais para fixar a atenção do

telespectador passivo e geralmente acrítico.

(grifo próprio)”

Ageu Henrique Lisboa

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo Sexo Cibernético
A Cultura do Sexo Sexo Cibernético

Sexo Cibernético

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo É créu! É créu nelas! É créu! É créu nelas! "Vambora, que

É créu!

É créu nelas!

É créu!
É créu nelas!

"Vambora, que vamo"! "Vambora, que vamo"!

Prá dança créu

Tem que ter disposição

Prá dança créu Tem que ter habilidade Pois essa dança Ela não é mole não Eu venho te lembrar Que são 5 velocidades

dança créu Tem que ter habilidade Pois essa dança Ela não é mole não Eu venho

(2x)

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo A música é uma das áreas nas quais a erotização se faz

A música é uma das áreas nas quais a

erotização se faz mais presente e, conseqüentemente, que mais atinge os

consumidores. “A estruturação rítmica,

melódica e harmônica da música tem um

efeito muito forte sobre nós, como se

nos transportasse para uma outra dimensão: a sonoro-musical”.

Rosemiriam Cunha (musicoterapeuta )

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo A sociedade contemporânea é imediatista, acostumada com o consumo desenfreado, at é

A sociedade contemporânea é imediatista, acostumada com o consumo

desenfreado, até mesmo em relação ao

prazer. As relações não são mais

discutidas, refletidas. A palavra não

conquista mais o outro. Aliás, ela faz o inverso. Estamos na era do cala a boca e

beija logo’”.

Américo Walger

Parceiros casuais e paqueras pela Internet
Parceiros casuais e paqueras pela
Internet

Indicadores de comportamento sexual da população sexualmente ativa entre 15 e 64 anos, por faixa etária. Brasil, 2008.

Indicador

15-24

25-49

50-64

15-64

Valor de p

Relações sexuais nos últimos 12 meses

67,2

86,4

66,3

77,3

0,000

Relações sexuais antes dos 15 anos

35,4

24,6

20,5

26,8

0,000

Mais de 10 parceiros na vida

21,9

27,9

21,5

25,3

0,000

Mais de 5 parceiros casuais no último ano

14,6

7,2

4,2

8,8

0,000

Relação sexual com pessoa do mesmo sexo, na vida

8,7

7,6

5,6

7,6

0,035

Pelo menos um parceiro fixo nos últimos 12 meses

83,2

88,3

85,0

86,5

0,000

Pelo menos um parceiro casual nos últimos 12 meses

43,5

23,6

15,8

27,9

0,000

Pelo menos um parceiro que conheceu pela internet nos últimos 12 meses

10,5

5,4

1,7

7,3

0,000

A Cultura do Sexo

A Cultura do Sexo “De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o

“De que maneira poderá o

jovem guardar puro o seu

caminho?

Observando-o segundo a tua palavra.”

Salmos 119:9

INSTINTOS E DESEJOS

INSTINTOS E DESEJOS

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos • Todos temos • São pecados por si só? • Determinam nossas ações?

Todos temos

São pecados por si só?

Determinam nossas ações?

São todos controláveis?

É possível lidar com eles?

Instintos e Desejos

Instintos, desejos

Instintos e Desejos Instintos, desejos “O desejo é o impulso vital da vida humana. Nossos anseios

“O desejo é o impulso vital da vida humana. Nossos anseios

ditam a abrangência de nossas experiências, e a

profundidade de nosso discernimento determina os padrões que usamos para julgar e a responsabilidade com que escolhemos nossos valores. Por isso é tão importante desejarmos coisas que ultrapassam o simplesmente material, que sejam transcendentes”

James Houston

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Olhando para o passado e presente Sobre Namoro Passado Presente   Adolescência

Olhando para o passado e presente

Sobre Namoro

Passado

Presente

 

Adolescência

Pré-

Quando começar?

adolescência

 

Em casa

Carro, festas

Onde namorar?

Na praça (movimentada)

Raramente em casa

“Acompanhamento”

Pais, irmãos, amigos

Raramente alguém por perto

Padrões

Pegar na mão, Abraço, Beijos não demorados

Sem limites

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Olhando para o passado e presente Sobre Casamento Casar cedo Morar com alguém

Olhando para o passado e presente

Sobre Casamento

Casar cedo

Morar com alguém sem estar casado

Morar com alguém sem estar casado
Sobre Casamento Casar cedo Morar com alguém sem estar casado Separação, Divórcio Passado correto Inaceitável, absurdo

Separação,

Divórcio

Passado

correto

Inaceitável,

absurdo

Nem se pensava na possibilidade

Nem se pensava na possibilidade
Nem se pensava na possibilidade

Presente

absurdo

Aceitável

comum

já se casa

considerando a

possibilidade

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Porém: • Os desejos continuam presentes e fortes • Têm sido cada vez

Porém:

Os desejos continuam presentes e fortes

Têm sido cada vez mais estimulados

Tempo de “espera” para casamento imposto pela sociedade tem sido cada vez maior

Tempo de “espera” para iniciar-se sexualmente

cada vez menor.

Instintos e Desejos

Instinto

Instintos e Desejos Instinto Potencialização do instinto Controle dos instintos

Potencialização do instinto

Controle dos instintos

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos O que leva um jovem a envolve-se sexualmente? Estímulos ambientais • A nossa

O que leva um jovem a envolve-se sexualmente?

Estímulos ambientais

A nossa cultura fala-se muito

Os valores totalmente liberais

A pressão do grupo/namorado(a)

As facilidades para que se envolva

A base do comportamento de muitas

Os próprios pais

pessoas é a ética da maioria: “se é

gostoso, faça!”

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Fonte: Ibope Infogr á fico: Erika Onodera/Marco Vergot ti Fonte: Ibope Fonte da
Instintos e Desejos Fonte: Ibope Infogr á fico: Erika Onodera/Marco Vergot ti Fonte: Ibope Fonte da

Fonte: Ibope

Infográfico: Erika Onodera/Marco Vergotti

Fonte: Ibope Infogr á fico: Erika Onodera/Marco Vergot ti Fonte: Ibope Fonte da imagem:

Fonte: Ibope

Fonte da imagem: http://epoca.globo.com/edic/206/especialb.htm

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos O que leva um jovem a envolve-se sexualmente? Pressões internas • Curiosidade •

O que leva um jovem a envolve-se sexualmente?

Pressões internas

Curiosidade

Complexos

Busca por intimidade

Busca por aceitação

Fuga

Promiscuidade

fator - idade

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos O que leva um jovem a envolve-se sexualmente? Pressões internas • O próprio

O que leva um jovem a envolve-se sexualmente?

Pressões internas

O próprio coração

A verdadeira fonte de nossos

problemas é o nosso próprio

coração (Mc 7.21-23).

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Dada a extrema diversidade de estímulos e padrões que concorrem para formar nossos

Dada a extrema diversidade de estímulos e padrões que concorrem para

formar nossos corpos, desejos e

consciências, é de fundamental

importância o sistema de valores que

nos orienta. Não devemos ser escravos

de nada: nem dos desejos, nem da

vontade, nem do medo, nem do passado, nem da cultura. E fica aqui uma

pergunta:

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Nossa orientação espiritual direciona nossos impulsos sexuais ou o contrário?

Nossa orientação

espiritual direciona

nossos impulsos sexuais

ou o contrário?

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Um olhar para Provérbios 7

Um olhar para Provérbios 7

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. todas as coisas

Todas as coisas me são lícitas,

mas nem todas convêm.

todas as coisas me são lícitas,

mas eu não me deixarei

dominar por nenhuma delas.

1Co 6:12

Instintos e Desejos

Instintos e Desejos Quais são os principais conflitos vividos pelo jovem cristão? Quais as principais

Quais são os principais conflitos

vividos pelo jovem cristão?

Quais as principais

dúvidas/questionamento com

relação a sexualidade do jovem

cristão?