Sei sulla pagina 1di 65

Aula 01

Raciocínio-Lógico Matemático p/ EBSERH - 2016 (todos os cargos)

Professor: Marcos Piñon

AULA 01: Resolução de problemas envolvendo sequências com números e palavras

AULA 01: Resolução de problemas envolvendo sequências com números e palavras

Observação importante : este curso é protegido por direitos autorais (copyright), nos termos da Lei 9.610/98, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras prov idências. Grupos de rateio e pirataria são clandestinos, viol am a lei e prejudicam os professores que elaboram os cursos. Valorize o trabalho de nossa equipe adquirindo os cursos honestamente através do site Estratégia Concursos ;-)

 

SUMÁRIO

PÁGINA

1. Sequências

1

2. Problemas com números

9

3. Problemas com palavras

32

4. Questões comentadas nesta aula

49

5. Gabarito

64

1 Sequências

Em matemática, uma sequênciaé uma lista de elementos cuja ordem é definida por uma regra de formação, uma função específica (uma “lei” de formação). Vejamos alguns exemplos:

5, 10, 15, 20, 25, 30, 35,

Podemos facilmente perceber que o próximo elemento da sequência é o número 40, depois o 45, em seguida o 50, e assim por diante, pois percebemos que essa sequência é formada pelos múltiplos positivos do nú mero 5.

2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31, 37,

Agora já complicou um pouco, mas podemos notar que todos os números desta sequência são números primos. Assim, os próximos nú meros desta sequência são os números 41, 43, 47,

Entre as diversas sequencias possíveis de serem formadas, dois tipos merecem uma atenção especial. São as Progressões Aritmética s e as Progressões Geométricas. Vejamos suas características:

Progressões Aritméticas Podemos definir uma progressão aritmética da seguinte forma: Dados dois números reais a

Progressões Aritméticas

Podemos definir uma progressão aritmética da seguinte forma:

Dados dois números reais a e r, chamamos de progressão aritmética (simbolizada

por PA) toda sequência a 1, a2, a3,

tal que:

a1

= a

a2

= a + r

a3

= a + r + r = a2 +

r a4 = a3 + r

an+1 = an + r (para n 1)

O r é chamado de razão da PA.

Podemos dizer, então, que os números 2, 4, 6, 8 e 1 0 formam uma PA com 5 elementos em que a1 = 2, a2 = 4, a3 = 6, a4 = 8 e a5 = 10, e a razão r desta PA é igual a 2. Vejamos:

a1 = 2

a2 = a1 + r = 2 + 2 = 4 a3 = a2 + r = 4 + 2 = 6 a4 = a3 + r = 6 + 2 = 8 a5 = a4 + r = 8 + 2 = 10

Propriedades

A diferença entre um termo qualquer (a partir do segundo) e o anterior é igual à razão da PA

an+1 – a n = r
an+1 – a n = r

Qualquer termo da PA (exceto o primeiro) é igual à média aritmética de seus dois vizinhos, o antecessor e o sucessor.

 a a = a n 1 n1 n 2
 a
a = a
n 1
n1
n
2

A soma entre termos equidistantes aos termos extremos de uma PA é igual a soma dos termos extremos.

a1 + an = a1+k + an-k Exemplo: PA: 2, 4, 6, 8, 10, 12,
a1 + an = a1+k + an-k
a1 + an = a1+k + an-k

Exemplo:

PA: 2, 4, 6, 8, 10, 12, 14, 16

2 + 16 = 4 + 14 = 6 + 12 = 8 + 10

a1 + a8 = a2 + a7 = a3 + a6 = a4 + a5

Termo Geral da PA

Podemos definir para uma PA qualquer uma regra de formação de seus termos:

an = ak + (n – k).r
an = ak + (n – k).r

Exemplo1: Numa PA de razão 7, o quinto termo é igual a 12. Qual seria o 18º termo dessa PA?

an = ak + (n k).r

a18 = a5 + (18 5).r

a18 = 12 + (18 5).7

a18 = 12 + (13).7

a18 = 103

Exemplo2: Numa PA, se o quarto termo é igual a 11 e o 17° ter mo é igual a 37, qual seria a razão dessa PA?

an = ak + (n k).r

a17 = a4 + (17 4).r

37

= 11 + (13).r

37

11 = 13.r

26

= 13.r

r = 26 13 r = 2 Exemplo3: Numa PA, se o segundo termo é

r =

26

13

r = 2

Exemplo3: Numa PA, se o segundo termo é igual a 6, o último termo é igual a 36, a razão da PA é igual a 3, quantos termos possui esta PA?

an = ak + (n k).r

an = a2 + (n 2).r

36

= 6 + (n 2).3

36

6 = (n 2).3

30

= (n 2).3

(n 2) = 30 3

(n 2) = 10

n

= 10 + 2

n

= 12

Soma de n termos consecutivos de uma PA

Para encontrarmos a soma dos n termos consecutivos de uma PA, devemos calcular a média aritmética dos termos extremos da PA (o primeiro e o último) e multiplicar pela quantidade de termos da PA:

 a Sn = ( a 1 n 2
 a
Sn = ( a
1
n
2

).n

Exemplo: Dada uma PA onde o primeiro termo vale 14, o últi mo vale 56 e a quantidade de termos é igual 7. Qual a soma dos termos dessa PA?

Sn = ( a a n ).n

1

2

S n = ( 1 4  5 6 ).7 2 S n = (

Sn = ( 14 56 ).7

2

Sn = ( 70 ).7 2

Sn = (35).7

Sn = 245

Progressões Geométricas

Podemos definir uma progressão geométrica da seguinte forma:

Dados dois números reais não nulos a e q, chamamos de progressão geométrica

(simbolizada por PG) toda sequência a 1, a2, a3,

tal que:

a1

= a

a2

= a q

a3

= a q q = a2 q

a4

= a3 q

an+1 = an q (para n 1)

O q é chamado de razão da PG.

Podemos dizer, então, que os números 2, 4, 8, 16 e 32 formam uma PG com 5 elementos em que a1 = 2, a2 = 4, a3 = 8, a4 = 16 e a5 = 32, e a razão q desta PG é igual a 2. Vejamos:

a1 = 2

a2 = a1 q = 2 2 = 4 a3 =

a2 q = 4 2 = 8 a4 = a3

q = 8 2 = 16 a5 = a4 q

= 16 2 = 32

Propriedades

O quociente entre um termo qualquer (a partir do segundo) e seu antecessor é igual à razão da PG

a q = n1 a n  Qualquer termo da PG (exceto o primeiro) é
a q = n1 a n
a
q =
n1
a n

Qualquer termo da PG (exceto o primeiro) é igual à média geométrica de seus dois vizinhos, o antecessor e o sucessor.

an = a n1  a n 1
an =
a n1  a n 1

A produto entre termos equidistantes aos termos extremos de uma PG é igual ao produto dos termos extremos.

a1  an = a1+k  an-k
a1  an = a1+k  an-k

Exemplo:

PG: 2, 4, 8, 16, 32, 64, 128

2 128 = 4 64 = 8 32 = 16 16 = 256

a1 a7 = a2 a6 = a3 a5 = a4 a4

Termo Geral da PG

Podemos definir para uma PG qualquer uma regra de formação de seus termos:

an = ak q (n k)

Exemplo1: Numa PG de razão 3, o segundo termo é igual a 12. Qual seria o 4º termo dessa PG?

an = ak q (n k)

a4 = a2 3 (4 2)

a4 = 12 3 2

a4 = 12 9

a4 = 108

Exemplo2: Numa PG, se o segundo termo é igual a 14 e o 5° ter

Exemplo2: Numa PG, se o segundo termo é igual a 14 e o 5° ter mo é igual a 378, qual seria a razão dessa PG?

an = ak q (n k)

a5 = a2 q (5 2)

378 = 14 q 3

378

14

= q 3

27 = q 3

q

= 3 27
= 3 27

q = 3

Exemplo3: Numa PG, se o segundo termo é igual a 6, o último termo é igual a 162, a razão da PG é igual a 3, quantos termos possui esta PG?

an = ak q (n k)

an = a2 q (n 2)

162 = 6 3 (n 2)

162

= 3 (n 2)

6

3 (n 2) = 27

3 (n 2) =

3 3

(n 2) = 3

n

n

= 3 + 2

= 5

Soma de n termos consecutivos de uma PG

Para encontrarmos a soma dos n termos consecutivos de uma PG, utilizamos a seguinte expressão:

1 Sn = a1.( q n   1 q  ), para q 1
1 Sn = a1.( q n   1 q  ), para q 1
1
Sn = a1.( q n 
 1 q 
), para q
1

Exemplo: Dada uma PG onde o primeiro termo vale 7, a razão vale 2 e a quantidade de termos é igual 6. Qual a soma dos termos dessa PG?

q n

1

Sn = a1.( q

1

2 6

1

)

Sn = 7.( 2 1 )

Sn = 7.( 64

1 )

1

Sn = 7 63

Sn = 441

Soma limite de n termos de uma PG infinita

Numa PG cuja razão possua um módulo menor que 1, os seus elementos diminuem sequencialmente tendendo a zero, o que nos possibilita encontrar a soma limite desta PG. Para isso, utilizamos a seguinte expressão:

a 1 1 S = q
a 1
1
S
=
q

Essa soma só vale para n tendendo a infinito.

Vejamos um exemplo:

Exemplo: PG: 2, 1,

1

2

, 1

4

,

1

8

,

todos os termos desta PG?

S

a 1

=

1

q

(a razão desta PG é igual a

1 ). Qual a soma de

2

S  S  S  2 = 1  2 = 1 2 =

S

S

S

2

=

1

2

= 1 2

= 4

1

2

Bom, de teoria por hoje já basta. Vamos ver agora u ma série de questões envolvendo sequências com números e depois outra sé rie de questões envolvendo sequências com palavras. Vamos lá!!!

2 Resolução de problemas envolvendo sequências com números

01 - (EBSERH UFPB - 2014 / AOCP) Considere a sequência dos números

pares iniciada pelo número 6. Sendo assim, qual é asoma do terceiro termo com o sexto?

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

10

16

20

26

28

Solução:

Temos nessa questão uma sequência de números pares iniciada com o número 6. Assim, a sequência é a seguinte:

6, 8, 10, 12, 14, 16, 18, 20, 22, 24, 26,

Queremos a soma do 3º com o 6º termo desta sequênci a:

10 + 16 = 26

Resposta letra D.

02 - (EBSERH UFMS 2014 / AOCP) Considere a sequência dos números

pares iniciada pelo número 14. Sendo assim, qual éo décimo termo desta

sequência?

(A) 36

(B) 34 (C) 32 (D) 30 (E) 28 Solução: Nessa questão, vamos escrever os termos

(B)

34

(C)

32

(D)

30

(E)

28

Solução:

Nessa questão, vamos escrever os termos desta sequê ncia:

14, 16, 18, 20, 22, 24, 26, 28, 30, 32, 34, 36, 38

Assim, o décimo termo é o 32.

Resposta letra C.

03 - (EBSERH UFGD - 2014 / AOCP) A sequência a seguir apresenta um padrão:

1; 8; 15; 22;

Qual é o quinto termo desta sequência?

(A)

27.

(B)

28.

(C)

29.

(D)

30.

(E)

31.

Solução:

Esse tipo de questão é muito comum. São apresentado s alguns números de uma sequência e deseja-se alguma informação sobre algum termo que não foi mostrado, mas que faria parte da sequência. Não ex iste uma “receita de bolo” para a resolução desta questão, devemos olhar os nú meros e tentar perceber alguma relação entre eles.

Nessa sequência nós podemos perceber que a diferença entre os termos vizinhos é sempre a mesma e igual a 7, ou seja, temos uma progressão aritmética com razão igual a 7.

1º termo = 1

2º termo = 1 + 7 = 8 3º termo = 8 + 7 = 15 4º termo = 15 + 7 = 22

Com isso, podemos facilmente encontrar o 5º termo desta sequência:

5º termo = 4º termos + razão 5º termo = 22 + 7 = 29

5º termo = 4º termos + razão

5º termo = 22 + 7 = 29

Resposta letra C.

04 - (EBSERH UFS 2014 / AOCP) Observe a sequência a seguir

35; 46; 57; 68;

Qual é o sétimo termo?

(A)

79.

(B)

90.

(C)

100.

(D)

101.

(E)

103.

Solução:

Temos nessa questão uma PA de razão igual a 11. Vej amos:

1º termo = 35

2º termo = 35 + 11 = 46 3º termo = 46 + 11 = 57 4º termo = 57 + 11 = 68

Com isso, podemos encontrar o 7º termo desta sequên cia:

5º termo = 68 + 11 = 79 6º termo = 79 + 11 = 90 7º termo = 90 + 11 = 101

Resposta letra D.

05 - (EBSERH UFGD 2014 / AOCP) Observe a sequência numérica a seguir:

11; 15; 19; 23;

Qual é o sétimo termo desta sequência?

(A)

(B)

27.

31.

(C) (D) (E) 35. 37. 39. Solução: Temos aqui mais uma PA. A razão desta

(C)

(D)

(E)

35.

37.

39.

Solução:

Temos aqui mais uma PA. A razão desta PA é igual a 4. Vejamos:

1º termo = 11

2º termo = 11 + 4 = 15 3º termo = 15 + 4 = 19 4º termo = 19 + 4 = 23

Com isso, podemos encontrar o 7º termo desta sequên cia:

5º termo = 23 + 4 = 27 6º termo = 27 + 4 = 31 7º termo = 31 + 4 = 35

Resposta letra C.

06 - (EBSERH UFGD 2014 / AOCP) Observe a sequência a seguir:

35; 42; 49; 56;

Qual é o sétimo termo desta sequência?

(A)

63.

(B)

65.

(C)

70.

(D)

75.

(E)

77.

Solução:

Mai uma PA, dessa vez com razão igual a 7:

1º termo = 35

2º termo = 35 + 7 = 42 3º termo = 42 + 7 = 49 4º termo = 49 + 7 = 56

Com isso, podemos encontrar o 7º termo desta sequên cia:

5º termo = 56 + 7 = 63

6º termo = 63 + 7 = 70 7º termo = 70 + 7 =

6º termo = 63 + 7 = 70 7º termo = 70 + 7 = 77

Resposta letra E.

07 - (EBSERH UFES 2014 / AOCP) Uma progressão aritmética é uma sequência numérica em que cada termo, a partir do egundo,s é igual à soma do termo anterior com um determinado número. Sendo assim, observe a sequência abaixo:

5; 8; 11; 14;

Qual é o décimo termo desta sequência?

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

32

29

28

25

21

Solução:

Outra PA, agora com razão igual a 3:

1º termo = 5

2º termo = 5 + 3 = 8 3º termo = 8 + 3 = 11 4º termo = 11 + 3 = 14

Agora, como queremos o 10º termo desta sequência, f ica mais fácil e rápido calculá-lo utilizando a equação do termo geral de u ma PA qualquer:

an = ak + (n k).r

Assim, temos:

a10 = a1 + (10 1).3

a10 = 5 + (9).3

a10 = 5 + 27

a10 = 32

Essa mesma equação poderia ser utilizada nas outras questões envolvendo PA, mas optei por encontrar os termos um a um por achar que era mais rápido.

Resposta letra A. 08 - (EBSERH – UFC – 2014 / AOCP) Observe a sequência:

Resposta letra A.

08 - (EBSERH UFC 2014 / AOCP) Observe a sequência:

27; 31; 35; 39;

Qual é a diferença entre o oitavo e o sexto termo?

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

5.

6.

7.

8.

9.

Solução:

Temos aqui mais uma PA, agora com razão igual a 4. Vejamos:

1º termo = 27

2º termo = 27 + 4 = 31 3º termo = 31 + 4 = 35 4º termo = 35 + 4 = 39

Com isso, podemos encontrar o 6º e o 8º termo desta sequência:

5º termo = 39 + 4 = 43 6º termo = 43 + 4 = 47 7º termo = 47 + 4 = 51 8º termo = 51 + 4 = 55

Por fim, calculamos a diferença entre o 8º e o 6º termo:

55 47 = 8

Uma observação importante que cabe nessa questão é que não precisaríamos encontrar nem o 6º nem o 8º termo desta sequência p ara saber a diferença entre eles. Como identificamos que temos uma PA, a diferença entre o 8º e o 6º termo da sequência será igual a duas vezes a razão da PA:

Diferença entre o 8 º e o 6º termo = 2 razão da PA = 2 4 = 8

Resposta letra D.

09 - (EBSERH UFMG 2014 / AOCP) Observe a sequência:

13; 18; 23; Qual é a diferença entre o sétimo termo e o quinto termo?

13; 18; 23;

Qual é a diferença entre o sétimo termo e o quinto termo?

(A)

5.

(B)

7.

(C)

10.

(D)

12.

(E)

15.

Solução:

Outra PA, agora com razão igual a 5:

1º termo = 13

2º termo = 13 + 5 = 18 3º termo = 18 + 5 = 23

Como queremos a diferença entre o 7º e o 5º termo desta PA, nem precisamos calcular quem são os termos, pois a resultado será igual a duas vezes a razão:

Diferença entre o 7 º e o 5º termo = 2 razão da PA = 2 5 = 10

Resposta letra C.

10 - (EBSERH UFES - 2014 / AOCP) Uma sequência de números reais não nulos é chamada de progressão geométrica quando cada um de seus termos,

a partir do segundo, é igual ao produto do anterior por uma constante. Sendo

assim, observe a sequência a seguir: “4, 12, 36, 108, desta sequência?

”.

Qual é o 6º termo

(A)

324

(B)

450

(C)

567

(D)

852

(E)

972

Solução:

Nessa questão nós temos uma PG de razão igual a 3. Vejamos:

1º termo = 4

2º termo = 4 3 = 12 3º termo = 12 3 = 36 4º termo = 36 3 = 108

Com isso, podemos encontrar o 6º termo desta sequên cia: 5º termo = 108 

Com isso, podemos encontrar o 6º termo desta sequên cia:

5º termo = 108 3 = 324

6º termo = 324 3 = 972

Resposta letra E.

11 - (EBSERH UFMS - 2014 / AOCP) Considere a sequência a seguir:

1; 5; 25;

Qual é o sexto termo desta sequência?

(A)

3125

(B)

1025

(C)

625

(D)

550

(E)

125

Solução:

Nessa sequência nós podemos perceber o seguinte:

0

1

1 = 5

5 = 5

25 = 5 2

Ou seja, podemos definir a seguinte regra:

1º termo = 5 0 2º termo = 5 3º termo = 5

1

2

n-ésimo termo = 5 n-1

Assim, o sexto termo será:

6º termo = 5 6-1 = 5 5 = 3125

Resposta letra A.

12 - (EBSERH – UFMT – 2014 / AOCP) Considere a sequência: 1; 3; 9;

12 - (EBSERH UFMT 2014 / AOCP) Considere a sequência:

1; 3; 9; 27;

Qual é o sexto termo desta sequência?

(A)

81.

(B)

129.

(C)

243.

(D)

245.

(E)

321.

Solução:

Nessa sequência nós temos o seguinte:

0

1

1 = 3

3 = 3

9 = 3

2

27 = 3 3

Ou seja, podemos definir a seguinte regra:

1º termo = 3 0 2º termo = 3 3º termo = 3 4º termo = 3

1

2

3

n-ésimo termo = 3 n-1

Assim, o sexto termo será:

6º termo = 3 6-1 = 3 5 = 243

Resposta letra C.

13 - (EBSERH UFSM 2014 / AOCP) Observe a sequência:

1; 2; 4; 8;

Qual é a soma do sexto termo com o oitavo termo?

(A)

(B)

(C)

192

184

160

(D) (E) 128 64 Solução: Nessa questão, podemos ver o seguinte: 1 2 4 8

(D)

(E)

128

64

Solução:

Nessa questão, podemos ver o seguinte:

1

2

4

8

0

1

2

= 2

= 2

= 2

= 2 3

Ou seja, podemos definir a seguinte regra:

1º termo = 2 0 2º termo = 2 3º termo = 2 4º termo = 2

1

2

3

n-ésimo termo = 2 n-1

Agora, podemos encontrar o sexto e o oitavo termos da sequência:

6º termo = 2 6-1 = 2 5 = 32 8º termo = 2 8-1 = 2 7 = 128

Total = 32 + 128 = 160

Resposta letra C.

14 - (EBSERH UFES 2014 / AOCP) Observe a sequência:

(EBSERH – UFES – 2014 / AOCP) Observe a sequência: Qual é o valor de x

Qual é o valor de x + y?

(A)

270

(B)

243

(C)

81

(D)

59

(E)

27

Solução:

Nessa questão, temos a seguinte sequência: 1 3 = 3 2 3 9 = 3

Nessa questão, temos a seguinte sequência:

1

3 = 3

2

3

9 = 3

x = 3

81 = 3 4

y = 3 5 729 = 3 6

Assim, podemos encontrar x e y:

x = 3 3 = 27

y = 3 5 = 243

Somando x e y, temos:

x + y = 27 + 243 = 270

Resposta letra A.

15 - (TRF 1ª Região 2006 / FCC) Assinale a alternativa que completa a série

seguinte:

9, 16, 25, 36,

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

45

49

61

63

72

Solução:

Mais uma questão com uma sequência. Olhando para es tes números, será que podemos identificar algo em comum entre eles? Percebam o seguinte:

2

9 = 3

16

25

= 4 2 = 5

2

36 = 6 2

E então, qual o próximo número da sequência? Isso m esmo, sete ao quadrado:

49 = 7 2

Resposta letra B. 16 - (EBSERH – UFMT – 2014 / AOCP) Observe a sequência

Resposta letra B.

16 - (EBSERH UFMT 2014 / AOCP) Observe a sequência a seguir, pois ela

segue um padrão

17; 35; 71; 143;

Qual é o quinto termo desta sequência?

(A)

286.

(B)

287.

(C)

290.

(D)

291.

(E)

292.

Solução:

Nessa sequência, podemos identificar a seguinte reg ra:

1º termo = 17

2º termo = 17 2 + 1 = 34 + 1 = 35 3º termo = 35 2 + 1 = 70 + 1 = 71 4º termo = 71 2 + 1 = 142 + 1 = 143

Com isso, podemos encontrar o 5º termo desta sequên cia:

5º termo = 143 2 + 1 = 286 + 1 = 287

Resposta letra B.

17 - (EBSERH UFG 2015 / AOCP) Na sequência 22, 17, 22, 17, 22, 17,

mantida a sequência, seu vigésimo termo será

(A)

20.

(B)

440.

(C)

340.

(D)

22.

(E)

17.

Solução:

, se

Nessa questão, podemos perceber que só temos os núm eros 22 e 17 aparecendo alternadamente. Se a posição na sequência é ímpar, o número é 22 (1ª posição, 3ª posição, 5ª posição, etc.) e se a posição é par,onúmero é 17 (2ª posição, 4ª posição, 6ª posição, etc.).

Assim, como queremos saber qual é o vigésimo termo da sequência, e esta posição é

Assim, como queremos saber qual é o vigésimo termo da sequência, e esta posição é uma posição par (20ª posição), então nóspodemos concluir que o vigésimo termo será o número 17.

Resposta letra E.

18 - (EBSERH UFT 2015 / AOCP) Observe a sequência a seguir:

21; 25; 29; 33;

Se for mantido o padrão da sequência, qual será o étimos termo?

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

45

43

41

37

35

Solução:

Nessa questão nós podemos perceber que temos uma PA de razão 4, com o primeiro termo sendo 21:

1º termo = 21

2º termo = 21 + 4 = 25 3º termo = 25 + 4 = 29 4º termo = 29 + 4 = 33

Com isso, podemos encontrar o 7º termo desta sequên cia:

5º termo = 33 + 4 = 37 6º termo = 37 + 4 = 41 7º termo = 41 + 4 = 45

Resposta letra A.

Poderíamos, também, calcular o 7º termo utilizando a equação do termo geral de uma PA qualquer:

an = ak + (n k).r

Assim, temos:

a7 = a1 + (7 1).4

a 7 = 21 + (6).4 a 7 = 21 + 24 a 7 =

a7 = 21 + (6).4

a7 = 21 + 24

a7 = 45

19

- (EBSERH UFT 2015 / AOCP) Considere a sequência a seguir:

1;

4; 16; 64;

Se for mantido o padrão da sequência, qual será o extos termo?

(A)

256

(B)

324

(C)

438

(D)

572

(E)

1024

Solução:

Nessa sequência, podemos perceber o seguinte:

1º termo: 2 0 = 1

2º termo: 2

3º termo: 2 4 = 16

4º termo: 2 6 = 64

2

=

4

Assim, mantido o padrão, temos o seguinte:

5º termo: 2 8 = 256 6º termo: 2 10 = 1024

Resposta letra E.

20 - (EBSERH UFPEL 2015 / AOCP) Observe a sequência a seguir em que

todos os múltiplos de quatro são omitidos e, em seu lugar, aparece a

“palavra” PIM:

(1, 2, 3, PIM, 5, 6, 7, PIM, 9, 10, 11, PIM,

)

O 20º PIM ocupa o lugar em que deveria aparecer o número

(A)

(B)

20.

4.

(C) (D) (E) 40. 80. 100. Solução: Nessa questão, podemos perceber o seguinte: 1º PIM:

(C)

(D)

(E)

40.

80.

100.

Solução:

Nessa questão, podemos perceber o seguinte:

1º PIM: 4 1 = 4 2º PIM: 4 2 = 8 3º PIM: 4 3 = 12

Assim, mantido o padrão, podemos encontrar o número que deveria aparecer no lugar do 20º PIM:

20º PIM: 4 20 = 80

Resposta letra D.

21 - (EBSERH UFPR 2015 / IBFC) Analisando os números escritos numa

, décimo e décimo segundo termos é igual a:

sequência lógica: 3, 6, 10, 15, 21,

podemos dizer que a soma entre o

(A)

133

(B)

111

(C)

169

(D)

183

(E)

157

Solução:

Nessa questão, podemos perceber a seguinte lógica na sequência:

1º termo: 1 + 2 = 3 2º termo: 1 + 2 + 3 = 6 3º termo: 1 + 2 + 3 + 4 = 10 4º termo: 1 + 2 + 3 + 4 + 5 = 15 5º termo: 1 + 2 + 3 + 4 + 5 + 6 = 21

Com isso, mantendo essa lógica, teremos o seguinte:

10º termo: 1 + 2 + 3 + 4 + 5 + 6 + 7 + 8 + 9 + 10 + 11 = 66

12º termo: 1 + 2 + 3 + 4 + 5 + 6 + 7 + 8 + 9 + 10 + 11 + 12 + 13 = 91

Por fim, podemos encontrar a soma entre o 10º e o 12º termos desta sequência:

Por fim, podemos encontrar a soma entre o 10º e o 12º termos desta sequência:

Soma = 66 + 91 = 157

Resposta letra E.

22 - (EBSERH UFAM 2015 / IADES) A sequência numérica (17, 15, 13, montada, a partir do segundo termo, somando-se 8 ao algarismo das unidades do termo anterior. Nessas condições, a som a dos algarismos do número que ocupa a 834 a posição na sequência é

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

) foi

2.

4.

6.

8.

9.

Solução:

Aqui a questão já nos informou a lógica na construç ão da sequência:

1º termo = 17

2º termo = 7 + 8 = 15 3º termo = 5 + 8 = 13

Completando a sequência, temos o seguinte:

4º termo = 3 + 8 = 11 5º termo = 1 + 8 = 9 6º termo = 9 + 8 = 17 7º termo = 7 + 8 = 15

Assim, a partir do 6º termo, temos uma repetição da sequência, ou seja, de 5 em 5 elementos a sequência se repete:

17, 15, 13, 11, 9, 17, 15, 13, 11, 9, 17,

Com isso, para descobrirmos quem será o 834º elemen to da sequência nós podemos dividir 834 por 5 e olhar para o resto dessa divisão. Esse resto dirá a posição dentro da sequência de 5 elementos:

834 5 33 166 34 4
834
5
33
166
34
4

Portanto, como o resto foi igual a 4, podemos concluir que 834º termo será igual ao 4º elemento, ou seja, o 834º termo será igual a 11. Como queremos a soma dos algarismos do número que ocupará a 834º posição , devemos somar os algarismos do número 11:

1 + 1 = 2

Resposta letra A.

23 - (BB 2011 / FCC) Considere que os termos da sequência seguinte foram sucessivamente obtidos segundo determinado padrão:

(3, 7, 15, 31, 63, 127, 255,

)

O décimo termo dessa sequência é

(A)

1537.

(B)

1929.

(C)

1945.

(D)

2047.

(E)

2319.

Solução:

Percebam que os números da sequência quase que dobr am sucessivamente. Na verdade, o número seguinte é igual ao dobro do núme ro anterior mais uma unidade:

1º termo = 3

2º termo = 3 2 + 1 = 7 3º termo = 7 2 + 1 = 15 4º termo = 15 2 + 1 = 31 5º termo = 31 2 + 1 = 63 6º termo = 63 2 + 1 = 127 7º termo = 127 2 + 1 = 255

Pronto, já descobrimos qual a lógica da formação da sequência. Resta, agora, encontrarmos qual o décimo termo:

8º termo = 255 2 + 1 = 511

9º termo = 511  2 + 1 = 1023 10º termo = 1023 

9º termo = 511 2 + 1 = 1023 10º termo = 1023 2 + 1 = 2047

Resposta letra D.

24 - (CEAL 2005 / FCC) Os termos da sequência (77, 74, 37, 34, 17, 14,

obtidos sucessivamente através de uma lei de formação. A soma do sétimo e

oitavo termos dessa sequência, obtidos segundo essa lei é

) são

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

21

19

16

13

11

Solução:

Mais uma questão que apresenta uma sequência de núm eros onde devemos encontrar o sétimo e o oitavo termos. Percebam o seguinte:

77, 74, 37, 34, 17, 14,
77, 74, 37, 34,
17, 14,

Podemos perceber que entre o primeiro e o segundo termo, a diferença é de três unidades (77 3 = 74). A mesma coisa acontece entre o terceiro e o quarto termos (37 3 = 34) e entre o quinto e o sexto termo (17 3 = 14). Agora, vejam outra constatação:

termo (17 – 3 = 14). Agora, vejam outra constatação: 77, 74, 37, 34, 17, 14,

77, 74, 37,

34, 17, 14,

Podemos perceber

que

o

terceiro

termo

é

a

metade

do segundo

termo

(37 = 74 ) e que o quinto termo é a metade do quarto termo (17 = 34 ). Com isso, 2 2

podemos entender qual a lógica na formação da sequê ncia:

1º termo = 77

2º termo = 77 3 = 74

3º termo = 74 = 37

2

4º termo = 37 3 = 34

5º termo = 3 4 = 17 2 6º termo = 17 – 3 =

5º termo = 34 = 17

2

6º termo = 17 3 = 14

Completando a sequência, temos:

7º termo = 14 = 7

2

8º termo = 7 3 = 4

Assim, a soma do sétimo e oitavo termos testa sequê ncia é igual

a: 7 + 4 = 11

Resposta letra E.

25 - (TCE/PB 2006 / FCC) Considere que os números que compõem a sequência seguinte obedecem a uma lei de formação.

(414, 412, 206, 204, 102, 100,

)

A soma do nono e décimo termos dessa sequência é igual a

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

98

72

58

46

38

Solução:

Vejam como essa questão é parecida com a anterior. A lei de formação da sequência é quase a mesma:

1° termo = 414

2° termo = 414 2 = 412

3° termo = 412 = 206

2

4° termo = 206 2 = 204

5° termo = 2 0 4 = 102 2 6° termo = 102 – 2

5° termo = 204 = 102

2

6° termo = 102 2 = 100

Podemos, assim, encontrar os próximos termos da sequência:

7° termo = 100 = 50

2

8° termo = 50 2 = 48

9° termo = 48

= 24

2

10° termo = 24

2 = 22

Portanto, a soma do nono e décimo termos dessa sequência é igual

a: 24 + 22 = 46

Resposta letra D.

26 - (TRF 3ª Região 2007 / FCC) Os números abaixo estão dispostos de maneira lógica.

8

1

12

10

14

11

3

7

5

16

9

A alternativa correspondente ao número que falta noespaço vazio é

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

51

7

12

6

40

Solução:

Outra questão semelhante, mas agora há uma diferenç a: A sequência tem um início e um fim, e queremos descobrir um termo intermediário. Vejam que não há uma lógica entre os termos que aparecem juntos. Assim, vamos comparar os termos extremos:

8 1 12 10 14 11 3 7 5 16 9 8 + 9 =
8 1 12 10 14 11 3 7 5 16 9 8 + 9 =
8
1
12
10
14
11
3
7
5
16
9
8 + 9 = 17

1 + 16 = 17

E então? Será que existe alguma lógica entre estes termos? Percebam o seguinte:

8 + 9 = 17

1 + 16 = 17

12

+ 5 = 17

10

+ 7 = 17

14

+ 3 = 17

Pronto, descobrimos a lógica:

11

+

6

= 17

Resposta letra D.

27 - (TRF 3ª Região 2007 / FCC) Em relação à disposição numérica seguinte, assinale a alternativa que preenche a vaga assinalada pela interrogação:

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

1

4

3

29

42

Solução:

2 8

5

6

8

?

11

Mais uma questão neste estilo. Novamente a sequênci a tem um início e um fim.

2 8

5

6

8

?

11

Como a sequência possui uma quantidade ímpar de ele mentos, testando a mesma lógica da questão anterior não chegaríamos a um resultado correto:

2

+ 11 = 13

8

+ ? = 13

5

+ 8 = 13

6

+ 6 = 12

Vejam que essa lógica é “furada” para esta questão. Olhando com bastante cuidado, podemos perceber

Vejam que essa lógica é “furada” para esta questão. Olhando com bastante cuidado, podemos perceber o seguinte:

2 8 5 6 8 ? 11
2
8
5
6
8
?
11

2

+ 3 = 5

5

+ 3 = 8

8

+ 3 = 11

Temos, então, a lógica para o primeiro, terceiro, quinto e sétimo termos (termos de posição ímpar). Resta descobrirmos qual a lógica para os termos de posição par:

8 2 = 6

6 2 = 4

Portanto, o termo que deveria ocupar a vaga da interrogação é o número 4.

Resposta letra B.

28 - (ANA 2012 / CETRO) O conjunto de números abaixo obedece a uma propriedade lógica. Sendo assim, assinale a alterna tiva que apresenta um número que pode pertencer a esse conjunto.

{539, 403, 4.118, 521, 4, 490, ?}

(A)

50.871

(B)

71

(C)

6.244

(D)

873

(E)

44

Solução:

Nessa questão, o mais comum é procurarmos relações numéricas entre os elementos do conjunto. Porém, iríamos perder um tempão e não conseguiríamos chegar a nenhuma conclusão. A solução aqui era perc eber que todos os números do conjunto começam com a letra "Q". Vejamos:

539

- Quinhentos e trinta e nove

403

- Quatrocentos e três

4.118 - Quatro mil cento e dezoito

521 - Quinhentos e vinte e um

4 - Quatro

490 - Quatrocentos e noventa

Assim, entre as alternativas, a única que começa com a letra Q é o número 44 (quarenta e quatro).

Resposta letra E. 29 - (EBSERH – UFES – 2014 / AOCP) Gauss foi um

Resposta letra E.

29 - (EBSERH UFES 2014 / AOCP) Gauss foi um matemático que viveu de 1777 a 1855. Conta-se que Gauss, quando tinha aproximadamente 9 anos de

idade, surpreendeu seu professor. O professor, querendo manter silêncio na sala de aula por longo tempo, pediu aos alunos que somassem todos os números

inteiros de 1 a 100, isto é, “1 + 2 + 3 +

Gauss deu a resposta correta com o seguinte raciocínio: escreveu “1 + 2 + 3 +

+ 3 + 2 + 1”. A

seguir, somou termo a termo, obtendo “101 + 101 + 101 +

Verificou que ficou com 100 parcelas de 101, ou seja, “100 x 101 = 10100”. Como usou duas vezes a s equência de 1 a 100, cada parcela de 101 entrou duas vezes na soma. Entã o, dividiu o total, ou seja, “10100 / 2 = 5050”. Assim, em poucos minutos, deu a resposta correta

surpreendendo o professor.

+ 98 + 99 + 100”. Em segu ida, inverteu a série: “ 100 + 99 + 98 +

+ 98 + 99 + 100”. Em poucos minutos,

+ 101 + 101 + 101”.

Fonte: http://www.professores.uff.br/salete/gauss.htm

Considerando o raciocínio

lógico de

Gauss, qual é a soma de números inteiros de 1 a 200?

todos os

(A)

10100

(B)

10500

(C)

20100

(D)

30000

(E)

40200

Solução:

Usando o raciocínio de Gauss, iremos somar as seguintes séries:

1 + 2 + 3 + 4 +

199 + 198 + 197 +

+ 200 200 +

+ 1

Somando termo a termos teremos:

201 + 201 + 201 + 201 +

+ 201

Teremos, então, 200 parcelas de 201, ou seja:

200 201 = 40.200

Resta dividirmos por 2 este resultado, pois somamos a série duas vezes:

40.200 / 2 = 20.100

Resposta letra C.

3 – Resolução de problemas envolvendo sequências com palavras Para essa parte da aula, não

3 Resolução de problemas envolvendo sequências com palavras

Para essa parte da aula, não há uma teoria específi ca. O que importa aqui é o treino, assim como ocorre nos demais tipos de sequê ncias.

30 - (EBSERH UFMG 2014 / AOCP) Considere o grupo de palavras a seguir:

Geladeira; micro-ondas; pia;

Assinale a alternativa que apresenta uma palavra que NÃO pertence ao grupo.

(A)

Fogão.

(B)

Sofá.

(C)

Balcão.

(D)

Talheres.

(E)

Louça.

Solução:

Bom, nessa questão, devemos identificar o que possu em em comum as palavras “geladeira”, “micro-ondas” e “pia”. Podemos pensar inicialmente em eletrodomésticos, mas a “pia” não é um eletrodoméstico. A outra ideia que vem à mente é que as três palavras se referem a itens que se localizam na cozinha. Assim, vamos verificar qual das alternativas não é item que se localiza na cozinha:

(A) Fogão.

O fogão normalmente se localiza na cozinha.

(B) Sofá.

O sofá normalmente se localiza na sala. Portanto, e sta é a resposta da questão.

Vamos checar os outros itens apenas para confirmar a resposta.

(C) Balcão.

O balcão normalmente se localiza na cozinha.

(D) Talheres.

Os talheres normalmente se localizam na cozinha.

(E) Louça.

A louça normalmente se localiza na cozinha. Resposta letra B. 31 - (EBSERH – UFSM

A louça normalmente se localiza na cozinha.

Resposta letra B.

31 - (EBSERH UFSM 2014 / AOCP) Se observarmos a sequência de

palavras a seguir, perceberemos um padrão:

pá; luz; sofá, lápis, caneca,

Qual seria a sétima palavra desta sequência?

(A)

cadeira.

(B)

xícara.

(C)

televisão.

(D)

ventilador.

(E)

amendoim.

Solução:

Vamos tentar entender a lógica da sequência:

1ª palavra: pá (2 letras) 2ª palavra: luz (3 letras) 3ª palavra: sofá (4 letras) 4ª palavra: lápis (5 letras) 5ª palavra: caneca (6 letras)

Com isso, podemos concluir que a 6ª palavra deverá ter 7 letras e a 7ª palavra deverá ter 8 letras. A única palavra entre as alter nativas que possui 8 letras é a palavra “amendoim”.

Resposta letra E.

32 - (EBSERH UFPEL 2015 / AOCP) Considere a sequência (SACO, SECO,

SICO, SOCO, SUCO) e admita que a mesma lógica seja usada para (MARA, MERA, ? , MORA, MURA). A interrogação ocupa o lugar de onde poderia constar

(A)

MERO.

(B)

MURO.

(C)

MIRA.

(D)

MEIRA.

(E)

MARIA

Solução: Podemos perceber a seguinte lógica na primeira sequência: S A CO, S E CO,

Solução:

Podemos perceber a seguinte lógica na primeira sequência:

SACO, SECO, SICO, SOCO, SUCO

A segunda letra de cada palavra varia de acordo com a ordem das vogais. Assim, para a segunda sequência, temos:

MARA, MERA, ? , MORA, MURA

Aqui podemos concluir que a palavra que falta nessa sequência é a palavra MIRA:

MARA, MERA, MIRA, MORA, MURA

Resposta letra C.

33 - (EBSERH UFSCAR 2015 / AOCP) Utilizando raciocínio lógico,

“Noite” está para “Dia” assim como “Barulho” está para

(A)

“Silêncio”.

(B)

“Doce”.

(C)

“Triste”.

(D)

“Desordem”.

(E)

“Confusão”.

Solução:

Nessa questão, a lógica que une as palavras é que elas são antônimas, ou seja, possuem sentido contrário uma da outra:

Noite Dia

Assim, entre as alternativas a única que possui sen tido contrário de “barulho” é a palavra “silêncio”:

Barulho Silêncio

Resposta letra A.

34 - (EBSERH Nacional 2015 / AOCP) Utilizando raciocínio lógico,

considere a sequência do alfabeto sem as vogais. Qual será a letra que ocupa

a sexta posição?

(A) F.

(B) G. (C) H. (D) J. (E) M. Solução: Nessa questão, vamos escrever a sequência

(B)

G.

(C)

H.

(D)

J.

(E)

M.

Solução:

Nessa questão, vamos escrever a sequência do alfabe to sem as vogais:

B, C, D, F, G, H, J, K, L, M,

Portanto, a sexta letra dessa sequência é a letra H .

Resposta letra C.

35

- (EBSERH UFMA 2015 / AOCP) O pai de meu pai é meu

(A)

filho.

(B)

bisavô.

(C)

avô.

(D)

pai.

(E)

tio.

Solução:

Nessa questão, não temos muito a comentar. O pai do pai de alguém será sempre o seu avô.

Resposta letra C.

36 - (EBSERH UFMA 2015 / AOCP) Marta é irmã de Maria, e Maria é minha

mãe. Então Marta é minha

(A)

irmã.

(B)

sobrinha.

(C)

prima.

(D)

tia.

(E)

avó.

Solução:

Essa questão é parecida com a anterior. Como Marta é irmã de minha mãe, então Marta é minha tia.

Resposta letra D.

37 - (EBSERH – Nacional – 2015 / AOCP) Utilizando raciocínio lógico, assinale a alternativa

37 - (EBSERH Nacional 2015 / AOCP) Utilizando raciocínio lógico,

assinale a alternativa em que a palavra pode ser considerada uma intrusa.

(A)

Atum.

(B)

Bagre.

(C)

Merluza.

(D)

Sardinha.

(E)

Girafa.

Solução:

Nessa questão nós devemos perceber que entre as alternativas temos várias espécies de peixes, exceto a letra E, pois girafa não é uma espécie de peixe.

Resposta letra E.

38 - (TCE/PB 2006 / FCC) Os dois primeiros pares de palavras abaixo foram

formados segundo determinado critério.

argumentar - tara oriental - talo antecederam - ?

Segundo o mesmo critério, a palavra que deveria estar no lugar do ponto de interrogação é

(A)

dama.

(B)

anta.

(C)

dera.

(D)

tece.

(E)

rama.

Solução:

Mais um tipo de questão para testar nossa percepção . Percebam o seguinte:

argumentar - tara oriental - talo
argumentar -
tara
oriental -
talo

Assim, seguindo a mesma lógica (três últimas letras seguidas da primeira letra):

lógica (três últimas letras seguidas da primeira letra): antecederam - rama Resposta letra E. Prof. Marcos

antecederam -

últimas letras seguidas da primeira letra): antecederam - rama Resposta letra E. Prof. Marcos Piñon

rama

Resposta letra E.

39 - (TJ/SE – 2009 / FCC) Considere que os dois primeiros pares de palavras

39 - (TJ/SE 2009 / FCC) Considere que os dois primeiros pares de palavras foram escritos segundo determinado critério.

temperamento − totem traficante − tetra massificar − ?

De acordo com esse mesmo critério, uma palavra que substituiria o ponto de interrogação é

(A)

ramas.

(B)

maras.

(C)

armas.

(D)

samar.

(E)

asmar.

Solução:

Mais uma questão bem parecida com a anterior:

temperamento −Solução: Mais uma questão bem parecida com a anterior: traficante − tetra totem Seguindo a mesma

traficante −uma questão bem parecida com a anterior: temperamento − tetra totem Seguindo a mesma lógica (duas

bem parecida com a anterior: temperamento − traficante − tetra totem Seguindo a mesma lógica (duas

tetra

com a anterior: temperamento − traficante − tetra totem Seguindo a mesma lógica (duas últimas letras

totem

Seguindo a mesma lógica (duas últimas letras seguidas das três primeiras letras), temos:

últimas letras seguidas das três primeiras letras), temos: massificar − armas Resposta letra C. 40 -

massificar −

seguidas das três primeiras letras), temos: massificar − armas Resposta letra C. 40 - (TRT 12ª

armas

Resposta letra C.

40 - (TRT 12ª Região 2010 / FCC) Observe que em cada um dos dois primeiros pares de palavras abaixo, a palavra da direita foi formada a partir da palavra da esquerda, utilizando-se um determinado critério.

ASSOLAR − SALA REMAVAM − ERVA LAMENTAM − ?

Com base nesse critério, a palavra que substitui corretamente o ponto de interrogação é:

(A)

ALMA

(B)

LATA

(C)

ALTA

(D) MALA (E) TALA Solução: Essa questão dificultou um pouco, mas continua bem semelhante às

(D)

MALA

(E)

TALA

Solução:

Essa questão dificultou um pouco, mas continua bem semelhante às anteriores:

ASSOLAR −um pouco, mas continua bem semelhante às anteriores: SALA REMAVAM − ERVA Seguindo a mesma lógica

mas continua bem semelhante às anteriores: ASSOLAR − SALA REMAVAM − ERVA Seguindo a mesma lógica

SALA

REMAVAM −mas continua bem semelhante às anteriores: ASSOLAR − SALA ERVA Seguindo a mesma lógica (as duas

bem semelhante às anteriores: ASSOLAR − SALA REMAVAM − ERVA Seguindo a mesma lógica (as duas

ERVA

Seguindo a mesma lógica (as duas primeiras letras com a ordem invertida seguidas pela antepenúltima e penúltima letras):

invertida seguidas pela antepenúltima e penúltima letras): LAMENTAM − ALTA Resposta letra C. 41 - (AEB

LAMENTAM −

pela antepenúltima e penúltima letras): LAMENTAM − ALTA Resposta letra C. 41 - (AEB – 2014

ALTA

Resposta letra C.

41 - (AEB 2014 / CETRO) Observe a seguinte sequência de palavras: “Já;

até; falei”. Elas seguem uma determinada lógica. Um a quarta palavra que poderia dar continuidade lógica a essa sequência poderia ser

(A)

“Agora”.

(B)

“Famosa”.

(C)

“Janota”.

(D)

“Engano”.

(E)

“Apelido”.

Solução:

Na sequência apresentada, nós podemos perceber o seguinte:

Já

Até

Falei

Podemos perceber que as vogais das três palavras se guem a sequência do alfabeto. Assim, a próxima palavra deverá ter as vogais A, E, I e O. A única que possui essas vogais é a alternativa “E”:

Apelido

Resposta letra E.

42 - (M. das Cidades 2013 / CETRO) No esquema abaixo, observe que há

uma relação entre as duas primeiras palavras.

DEFERÊNCIA – ATENÇÃO :: ANUIR – ? A mesma relação deve existir entre a terceira

DEFERÊNCIA ATENÇÃO :: ANUIR ?

A mesma relação deve existir entre a terceira palav ra e a quarta, que está faltando. Assinale a alternativa que apresenta a quarta palavra.

(A)

PROIBIR

(B)

OMITIR

(C)

DESPEDIR

(D)

CONSENTIR

(E)

BALBUCIAR

Solução:

Nessa questão, devemos encontrar relação entre as p alavras “Deferência” e “Atenção”. A mesma relação será aplicada entre a pa lavra Anuir e alguma das alternativas. Para quem não tem um vocabulário muit o extenso, é possível que haja bastante dificuldade em perceber alguma relação entre as palavras “Deferência” e “Atenção”. A relação que existe entr e elas é que as duas são sinônimos. Assim, devemos encontrar entre as alternativas algum sinônimo de “Anuir”.

Sinônimos de Anuir: Concordar, consentir, aceitar, assentir, etc

Resposta letra D.

43 - (ANA 2012 / CETRO) Uma propriedade lógica define a sucessão: JUIZ, FARINHA, MACACO, ABELHA, MALETA, *. Sendo assim, assinale a alternativa que substitui o asterisco corretamente.

(A)

PALITO.

(B)

CABELO.

(C)

JILÒ.

(D)

LOUSA.

(E)

ELEFANTE.

Solução:

Essa é uma questão que considero praticamente impossível de ser resolvida quando não treinamos este tipo de questão. Olhando para as palavras da sequência, não conseguimos identificar nada em comu m entre todas elas. Assim, só com o treino é que seremos capazes de resolver uma questão como essa na prova. O "pulo do gato" dessa questão é a primeira letra de cada palavra da sequência:

JUIZ, FARINHA, MACACO, ABELHA, MALETA,

E então, agora conseguimos perceber algo? Percebam que as iniciais são as mesmas da sequência

E então, agora conseguimos perceber algo? Percebam que as iniciais são as mesmas da sequência de meses do ano:

Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho,

Agora ficou fácil? Portanto, como a próxima letra inicial é o J, podemos concluir que a próxima palavra da sequência é JILÓ.

Resposta letra C.

44 - (TJ/PE 2007 / FCC) Assinale a alternativa que completa a série

seguinte:

J J A S O N D?

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

J

L

M

N

O

Solução:

E essa questão? Será que ela andou inspirando a que stão anterior? Pois bem, novamente temos as letras iniciais dos meses do ano:

Junho, Julho, Agosto, Setembro, Outubro, Novembro, Dezembro

Assim, como o próximo mês da sequência é Janeiro, a próxima letra é o J.

Resposta letra A.

45 - (EBSERH UFSCAR 2015 / AOCP) Em 2015, observamos a sequência

(J, 31), (F, 28), (M, 31), (A, 30),

o próximo e lemento dessa sequência seria

(A)

(M, 31).

(B)

(B, 25).

(C)

(N, 44).

(D)

(P, 29).

(E)

(A, 29).

Solução:

E então? Que tal essa questão? Parece familiar, e f ica mais fácil depois das duas últimas que acabamos de ver.

(J, 31): Janeiro, 31 dias (F, 28): Fevereiro, 28 dias (M, 31): Março, 31 dias

(J, 31): Janeiro, 31 dias (F, 28): Fevereiro, 28 dias (M, 31): Março, 31 dias (A, 30), Abril, 30 dias

Assim, seguindo a sequência, teremos o mês de maio, que possui 31 dias:

(M, 31): Maio, 31 dias

Resposta letra A.

46 - (ANA 2012 / CETRO) Observe a secessão de vocábulos formados todos com sete letras:

LOSANGO - ICEBERG - BRUCUTU - DOIDICE - ?

Assinale a alternativa que apresenta o próximo vocábulo da sucessão acima:

(A)

NOVENTA

(B)

LEGISTA

(C)

MARASMO

(D)

PROFANO

(E)

SUPIMPA

Solução:

Essa também é uma questão muito difícil. Aqui, devemos perceber que a letra do meio de cada palavra da sequência segue a ordem do alfabeto:

LOSANGO - ICEBERG - BRUCUTU - DOIDICE - ?

Assim, considerando que a próxima letra do alfabeto é a letra E, olhando as alternativas, podemos perceber que a única que apre senta a letra E no meio é a palavra NOVENTA.

Resposta letra A.

47 - (ANA 2012 / CETRO) Analise as palavras abaixo, que formam uma sucessão lógica e, em seguida, assinale a alternati va que preenche corretamente a lacuna.

NENHUM, FREGUÊS, BRINCO, REPETE, PROMOVE,

(A)

BRONZE.

(B)

LIXO.

(C) MENINO. (D) CHAVEIRO. (E) HEROI. Solução: Essa questão também é bastante complicada. Deveríamos perceber

(C) MENINO.

(D) CHAVEIRO.

(E) HEROI.

Solução:

Essa questão também é bastante complicada. Deveríamos perceber o seguinte:

NENHUM, FREGUÊS , BRINCO, REPETE, PROMOVE

Perceberam? O final das palavras segue a sequência dos números ímpares

1, 3, 5, 7, 9,

Um, Três , Cinco, Sete, Nove,

Portanto, a próxima palavra deverá terminar como o número “Onze”. Entre as alternativas apenas a palavra “Bronze” termina como o número onze.

Resposta letra A.

48 - (TRT 6ª Região 2006 / FCC) A figura abaixo mostra um triângulo composto por letras do alfabeto e por alguns espaço s vazios, nos quais algumas letras deixaram de ser colocadas.

vazios, nos quais algumas letras deixaram de ser colocadas. Considerando que a ordem alfabética é a

Considerando que a ordem alfabética é a oficial e exclui as letras K, W e Y, então, se as letras foram dispostas obedecendo a de terminado critério, a letra que deveria ocupar o lugar do ponto de interrogação é

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

J

L

M

N

O

Solução:

Essa é uma questão que avalia a nossa percepção. Nã o há uma metodologia pronta para resolvê-la, devemos analisar o que temo s de informação e procurar uma lógica que se adapte ao que percebemos.

Podemos perceber que a questão fala em “ordem alfab ética oficial” e exclui as letras

Podemos perceber que a questão fala em “ordem alfab ética oficial” e exclui as letras K, W e Y. Assim, olhando para a terceira e a quinta linhas, percebemos as letras seguindo justamente a ordem alfabética citada no enunciado. Podemos, então, perceber o seguinte:

A B C D

E F G H I

J L

M N O P

então, perceber o seguinte: A B C D E F G H I J L M
então, perceber o seguinte: A B C D E F G H I J L M

1ª linha

3ª linha

5ª linha

linha2ª

4ª linha

Q R S T U V X Z

Assim, contando as letras, podemos concluir que a letra que deveria ocupar o lugar da interrogação é a letra O.

Resposta letra E.

49 - (CEAL 2005 / FCC) Na figura abaixo tem-se um triângulo composto por algumas letras do alfabeto e por alguns espaços vaz ios, nos quais algumas letras deixaram de ser colocadas.

P

Z

Q

X

V

_ _ N R U _ ? M S

T

Considerando que a ordem alfabética adotada exclui as letras K, W e Y, então, se as letras foram dispostas obedecendo dete rminado critério, a letra que deveria estar no lugar do ponto de interrogação é

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

H

L

J

U

Z

Solução:

Vejam como esta questão é bem semelhante à questão anterior. Novamente devemos identificar uma lógica na disposição das letras. É citada no enunciado a ordem alfabética e a exclusão das letras K, W e Y. Assim, podemos identificar a seguinte sequência:

Z P X _ _ N R U _ ? M S Q V T
Z P X _ _ N R U _ ? M S Q V T
Z
P
X
_
_ N R U _ ? M S
Q
V
T

“Esticando” a linha azul, temos:

_?_

_M_

_P_

_Q_

_R_

_S_

_T_

_U_

_V_

_X_

_Z_

Assim, podemos concluir que a letra que deveria estar no lugar da interrogação é a letra “L”, pois ela vem logo antes do “M” na orde m alfabética.

Resposta letra B.

50 - (TCE/PB 2006 / FCC) Segundo um determinado critério, foi construída a sucessão seguinte em que cada termo é composto de uma letra seguida de um número:

A 1 -

C 2 -

F 3 -

J 4 -

? 5

Considerando que na ordem alfabética usada são excluídas as letras K, Y e W, então, de acordo com esse critério, a letra que deverá substituir o ponto de interrogação é

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

M

N

O

P

Q

Solução:

Nessa questão nós temos uma série que mistura letras e números. Percebam que sempre temos uma letra seguida de um número. Com is so, podemos concluir que a interrogação deve ser substituída por uma letra. Mas qual seria esta letra? Vamos ignorar os números e tentar identificar a lógica na posição das letras:

A C F J - ?

Relembrando a ordem alfabética, temos:

B C D E F G H I J A L M N O P
B C D E F G H I J
B C
D E F
G H I J

A

L M N O P Q R S T U V X Z

Podemos perceber que entre o “A” e o “C” temos apen as uma letra. Entre o “C” e o “F” temos duas letras. Entre o “F” e o “J”, temos trêsletras. Portanto, entre o “J”

e a próxima letra da sequência teremos quatro letras.

A B C D E F G H I J L M N O P
A B C
D E F
G H I J
L M N O
P Q R S T U V X Z

Resposta letra D.

51 - (TRF 1ª Região 2006 / FCC) Assinale a alternativa que completa a série

seguinte:

(A)

C4

(B)

13M

(C)

9I

(D)

15R

(E)

6Y

Solução:

C3, 6G, L10,

Na mesma linha da questão anterior, temos uma sequê ncia com letras e números. A primeira coisa que temos que constatar é que não foi dito na questão que as letras K, W e Y ficaram de fora da ordem alfabética. Portanto, devemos contar com elas.

Podemos perceber que no primeiro termo, temos uma letra seguida de um número. No segundo termo, temos um número seguido d e uma letra. No terceiro termo, temos novamente uma letra seguida de um núme ro, o que faz com que cheguemos à conclusão de que no quarto termo teremo s um número seguido de uma letra.

Letra-Número, Número-Letra, Letra-Número, Número-tra,Le

Agora, vamos tentar identificar a lógica na sequência das letras e a lógica na sequência dos números.

A B

C
C
D E F G H I J K L
D E F
G H I J K
L

M N O P Q R S T U V W X Y Z

Podemos perceber que entre o “C” e o “G”, temos três letras. Entre o “G”

Podemos perceber que entre o “C” e o “G”, temos trêsletras. Entre o “G” e o “L” temos quatro letras. Portanto, entre o “L” e a próxima letra da sequência teremos cinco letras.

A B

C
C